quarta-feira, 27 de maio de 2009

Equipes retaliam e suspendem Williams de associação

A Associação de Equipes da Fórmula 1 (Fota, em inglês), decidiu punir a Williams depois que ela anunciou, de forma oficial, a sua inscrição no Mundial de 2010 da categoria em um momento de impasse na entidade. Escuderias como Ferrari, Red Bull e Toyota ameaçam tirar seus carros do grid por divergências no regulamento criado pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA) para o ano que vem.

O trecho mais polêmico do novo regulamento diz respeito ao teto orçamentário opcional que a FIA pretende implantar na F1 em 2009. Nele, as equipes que aceitarem o limite de gastos de 40 milhões de libras (cerca de R$ 130 milhões) terão acesso a vantagens no desenvolvimento de seus carros, como o uso de túneis de vento e asas flexíveis.

Em nota, o homem-forte da Williams, Frank Williams, classificou a decisão da Fota como lamentável, mas compreensível. "No entanto, como uma equipe de corridas e cuja atividade se concentra apenas na F1, com obrigações perante nossos parceiros e funcionários, o ato de apresentar a nossa inscrição para o Mundial do ano que vem é incontestável", disse.

"Além disso, somos obrigados legalmente, conforme contrato que temos com a Formula One Management (FOM) e a FIA, a participar de todas as temporadas da F1 até o final de 2012", completou Williams, cuja equipe desenhará os chassis dos carros da Fórmula 2, também da FIA.

Boleiros do Blog

O que vocês acham das semifinais da Copa do Brasil?

John: "Serão jogos muito importantes que vão definir muitas coisas, tnato na copa como o rendimento dos times em outros campeonatos, que vem sendo boa e de qualidade, apesar de não apresentarem resultados positivos."

Jonathan: " os jogos são bastantes competitivos e podem mostrar o rendimento dos jogadores e clube que eles são grandes rivais, e que mais para frente, a serem uma 'pedra no sapato' de alguns times."

Rosana: "Vamos ter certeza quando os times mostrarem serviço em campo."

Lateral se apresenta ao Flu e diz não estar assustado

Após ter sua apresentação adiada por conta do caos que se transformou as Laranjeiras nesta terça-feira, enfim, o lateral-esquerdo Augusto vestiu a camisa do Fluminense. O jogador, 23 anos, garantiu não ter se assustado com o protesto dos torcedores e só quer conquistar seu espaço no clube.

"Não estou assustado porque time grande, de tradição, é assim mesmo. Só lamento pelos companheiros e só tenho que dar minha parcela de contribuição", disse.

O jogador se profissionalizou aos 15, quando era do Botafogo-SP. Augusto estava no modesto Asa de Arapiraca e assinou contrato de três meses.

"Tinha me destacado no juvenil e o treinador do profissional resolveu apostar em mim e me dar uma chance. Acabei sendo vice-campeão paulista de 2001. Foi uma experiência muito boa", declarou.

terça-feira, 26 de maio de 2009

Com boa atuação de Nenê, Nuggets empatam final

Com uma boa atuação do ala-pivô brasileiro Nenê Hilario, o Denver Nuggets venceu nesta terça-feira o Los Angeles Lakers por 120 a 101, e empatou a série pelas finais da Conferência Oeste.

Com o triunfo de hoje no Pepsi Center, o time de Nenê igualou em 2 a 2 a série melhor de sete que vai definir um dos finalistas da atual temporada do basquete profissional americano.

Nenê, que jogou por 35 minutos, deixou a quadra com um double-double, com 14 pontos e 13 rebotes. O brasileiro, que converteu 5 de 8 arremessos de quadra e 4 de 7 lances livres, ainda contribuiu com seis assistências.

O armador Chauncey Billups e o reserva J.R. Smith foram os cestinhas da franquia do Colorado, com 24 pontos, cada um. Além disso, os Nuggets contaram com a bela atuação do ala Kenyon Martin, que também garantiu um double-double, com 13 pontos e 15 rebotes.

Pelos Lakers, o armador Kobe Bryant marcou 34 pontos, enquanto o ala-pivô espanhol Pau Gasol converteu outros 21 e pegou 10 rebotes. As duas equipes voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, no Staples Center, em Los Angeles.

Com a vitória desta segunda, os Nuggets garantiram pelo menos a realização do sexto jogo da série, que acontecerá novamente no Pepsi Center, na próxima sexta-feira.

Nova marcação: NBA

Magoado, Rodrigo diz que deixará o São Paulo

Mais de duas semanas depois de receber alta, o zagueiro Rodrigo mostrou estar bastante magoado com membros da diretoria do São Paulo e ficou emocionado ao falar da embolia pulmonar que sofreu em entrevista concedida à TV Globo.

O defensor, que está emprestado ao São Paulo até 16 de julho, disse que sua intenção é deixar o clube tricolor, do qual sentiu falta de apoio.

"Eu achei que foi um pouco precipitado da parte de algumas pessoas. Uma falta de consideração, não quero citar nomes. Pessoas dando entrevista no CT dizendo que seria impossível contar com o Rodrigo. Eu não gostei, se eles não me querem, eu também não quero ficar".

O jogador afirmou que deve voltar para o Dínamo de Kiev, mas admite a possibilidade de permanecer no Brasil. "Se tiver algum time no Brasil que pague o que eu ganho na Europa, eu posso ficar, vamos ver".

Rodrigo deve ficar afastado por mais cerca de dois meses dos gramados, terminando sua recuperação da doença que foi constatada no começo deste mês.

Presidente do Lyon anuncia saída de Juninho

Juninho Pernambucano, meia e capitão do Lyon, vai deixar o clube pelo qual faturou sete vezes seguidas o Campeonato Francês, anunciou nesta terça-feira o presidente Jean-Michel Aulas.

"Juninho vai nos deixar. Vamos aceitar encerrar o contrato dele, que vai até o próximo ano. Ele pode ir para onde quiser", declarou Aulas durante uma coletiva.

O apoiador de 34 anos chegou ao Lyon em 2001, em procedência do Vasco. Além dos sete títulos do Campeonato Francês, ele também conquistou uma Copa da França.

O ex-jogador da Seleção Brasileira, que fez 100 gols em 344 jogos pelo Lyon, sendo 44 em cobranças de falta, também disputou três vezes as quartas-de-final da Copa dos Campeões.

Ele marcou seu centésimo gol em cobrança de pênalti sábado passado contra o Caen, e recebeu uma gigantesca ovação do público de Gerland, o estádio do Lyon.

Quarto maior artilheiro da história do Lyon, depois de Fleury Di Nallo (222), Bernard Lacombe (149) e Serge Chiesa (134), ele é o maior goleador do clube na Copa dos Campeões, com 18 gols em 65 jogos.

Muricy admite sonho de enfrentar Manchester no Mundial

Dois dias antes de comandar o São Paulo no primeiro jogo das quartas-de-final da Copa Libertadores contra o Cruzeiro, no Mineirão, o técnico Muricy Ramalho admitiu o sonho de enfrentar o Manchester United no Mundial de Clubes da Fifa, torneio que será realizado nos Emirados Árabes no final do ano.

"Estou acompanhando muito o Manchester. Como acompanho demais, fico imaginando enfrentar eles no final do ano. É um sonho, mas é um sonho possível, porque estou na Libertadores. Preciso ganhar essa Libertadores para realizar esse meu sonho", afirmou o técnico durante evento realizado em São Paulo na noite da última segunda-feira.

Manchester United e Barcelona disputam a final da Copa dos Campeões nesta quarta. O vencedor garante uma vaga no Mundial de Clubes. Enquanto os ingleses bateram o Arsenal sem maiores problemas na semifinal, os espanhóis eliminaram o Chelsea de forma emocionante.

"Eu vejo muito futebol e acho que o melhor atualmente é o inglês. O Barcelona também está jogando muito bem. Tecnicamente, é o melhor do mundo. Já o Manchester tem o contra-ataque mais perigoso de todos. É um time que joga encolhido e é muito rápido quando tem a bola. É um tipo de futebol que eu gosto", analisou o comandante.

Na temporada de 2006, Muricy Ramalho esteve perto do Mundial. Ele comandou o São Paulo até a final da Copa Libertadores, mas foi derrotado pelo Internacional na decisão. Depois de perder por 2 a 1 no Morumbi, o time tricolor empatou por 2 a 2 em Porto Alegre e ficou sem a taça.

Em 1999, quando o título mundial era decidido em apenas uma partida disputada no Japão, o Palmeiras do técnico Luiz Felipe Scolari enfrentou o Manchester United e foi derrotado por 1 a 0. O time britânico é o atual campeão mundial, já que venceu a LDU na decisão do ano passado.

A edição desta temporada conta com três times classificados. Como representante da Oceania, o Auckland, da Nova Zelândia, tem presença garantida na competição. Assim como os mexicanos do Atlante, campeão da Liga dos Campeões da Concacaf, e o Al-Ahli, que conquistou o torneio nacional dos Emirados Árabes

Não venderei minha alma para correr na F1, diz B. Senna

TerraTodos os canaisDigite no campo o termo que deseja buscarRadiona WebRadiono TerraBuscaAssinaturas e serviçosAssinaturas e serviços
Acelerador
Acesso Discado
Acesso Wi-Fi
Antivírus
Assine Terra
Banda Larga
Celular
Central do Assinante
Conteúdo Adulto
Controle de Privacidade
Disco Virtual
Disney ToonTown
Divulga Fácil
Registro de Domínio
Segurança Total
Sonora Clube
Terra Mail
Torpedo Terra
VOIP

Notícias»Esportes»Capa de EsportesAtletismoAutomobilismoEsportes RadicaisFutebolGinásticaSurfeTênisVôleiBrasileiroCopa das ConfederaçõesF1LibertadoresDiversão»Vida e Estilo»Terra TV»Sonora»Shopping»Dia-a-Dia»Comunidades»Chat»VC Repórter»AutomobilismoF1CalendárioCampeõesCircuitosClassificaçãoEquipes e PilotosHistóriaResultadosEnviar para amigos Comentar Não venderei minha alma para correr na F1, diz B. Senna26 de maio de 2009 • 11h49 • atualizado às 12h42Notíciasimprimirreduzir tamanho da fonte tamanho de fonte normal aumentar tamanho da fonte


Depois de ver a Brawn GP optar por manter a dupla da Honda do ano passado, com Rubens Barrichello e Jenson Button, Bruno Senna, que chegou a fazer testes na antiga escuderia japonesa, se mostrou tranqüilo com uma carreira na Fórmula 1. Em visita aos estúdios do Terra, o sobrinho do tricampeão mundial Ayrton Senna afirmou que não tem pressa para pilotar um monoposto da maior categoria do automobilismo mundial.

"São oportunidades que têm que ser boas. Não vou vender minha alma para andar de F1. Tenho que andar por um programa que tenha futuro. A escolha é bem difícil. É fácil se dar mal. Sabemos que tem equipes novas com boa capacidade de resultado. Vamos ver, mas as coisas são muito mais fáceis quando o carro é mais competitivo. Ninguém espera que você vá ganhar um campeonato no primeiro ano, mas competir de igual para igual com outros carros é uma boa", afirmou Bruno Senna.

Quando questionado se tinha preferência por alguma equipe na Fórmula 1, Bruno preferiu se esquivar, mas afirmou que tem um bom relacionamento com algumas escuderias.

"Não sabemos se a Brawn, financeiramente, vai continuar. O Ross Brawn (dono da equipe) é fantástico. Foi uma equipe que me identifiquei bastante. Conheço o pessoal da Red Bull, da Williams também, mas isso depende muito do piloto. Em equipes que falam inglês eu me daria melhor, mas se precisar eu falaria outras línguas", disse o brasileiro.

Bruno Senna explicou os motivos pelos quais a Brawn GP optou por manter a dupla do ano passado e diz que faria o mesmo se estivesse na pele de Ross Brawn.

"A gente estava focado na Brawn. A chance era muito boa lá. Acabou não dando certo e as outras equipes tinham certeza que fecharíamos com eles. Perdemos as oportunidades por causa disso. As pessoas não conseguiram entender. Para o Ross Brawn a prioridade era pilotos consistentes. Ele tinha um receio de colocar um piloto novato, que atrasaria o desenvolvimento do carro e ele estaria mais seguro com o Rubinho", afirmou

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Atlético de Madrid estaria interessado em corintiano

De acordo com o jornal espanhol El Mundo Deportivo, o Atlético de Madrid procura no futebol brasileiro reforços para a próxima temporada. E um dos alvos do clube da capital espanhol seria o meio-campista Elias, 24 anos, do Corinthians.

Luís Pereira, ex-zagueiro do Palmeiras e do próprio Atlético de Madrid, teria sido destacado como emissário para uma viagem ao Brasil. Observadores do clube espanhol inclusive teriam assistido ao último jogo do Corinthians, no sábado, contra o Barueri.

Elias, 24 anos, chegou ao Corinthians após o Campeonato Paulista de 2008 e foi um dos destaques do último Estadual. O jogador, no entanto, é fatiado entre a Traffic e o empresário Carlos Leite, fazendo com que uma eventual transferência não renda nada para o clube de Parque São Jorge.

Além de Elias, o Atlético de Madrid também teria, em sua lista de reforços, o meia inglês Jermaine Pennant, emprestado pelo Liverpool ao Portsmouth. O jogador ficará sem contrato ao fim da temporada, o que facilitaria uma transferência sem custos.

Presidente diz que Zé Roberto está distante do Corinthians

O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, afirmou que o meia Zé Roberto dificilmente reforçará a equipe paulista nesta temporada. De acordo com o dirigente alvinegro, o jogador deverá permanecer na Europa por mais um ano.

"A informação que eu tenho é que o Zé Roberto nem vai voltar para o Brasil nesta temporada, ele continua na Europa no mínimo mais um ano", afirmou Sanchez à TV Globo.

O dirigente alvinegro, porém, afirmou que o meia dará prioridade para a equipe paulista caso volte ao Brasil. "O Corinthians teria prioridade, se um dia voltar ele conversa primeiro com o Corinthians".

Sanchez reafirmou que não há nenhuma proposta do Benfica para o zagueiro Chicão deixar o clube. "Não chegou nada do Benfica para o Chicão, se abrir a janela e tiver uma proposta boa para o clube e para o jogador, a gente pode negociá-lo. Por enquanto não tem nada".

O presidente corintiano comentou ainda a possível chegada do volante Edu no Parque São Jorge. "O Edu tem contrato com o Valencia, tem que resolver as pendência lá. Mas é o desejo dele voltar para o Corinthians".

Williams faz inscrição para o Mundial 2010 da F1




A Williams contrariou as demais equipes da Fórmula 1 e fez a inscrição para a temporada de 2010 da categoria nesta segunda-feira. Durante o fim de semana do GP de Mônaco, as escuderias que disputam o atual campeonato teriam acordado em não se inscrever caso a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) não revisse as regras para o próximo Mundial.

No entanto, o diretor da Williams, Adam Parr, afirmou que a decisão da equipe em entregar a papelada para Max Mosley, presidente da FIA, não siginifica que a escuderia não está mais ao lado das demais competidoras.

"A Williams tem um contrato com a Formula One Management (FOM) e a FIA para participar do Mundial de 2008 a 2010. Nós fomos pagos pela nossa participação e nos sentimos moralmente e legalmente obrigados a demonstrar claramente que vamos participar da F1 no futuro, assim como fizemos nos últimos 30 anos. Devemos isso aos nossos empregados, fãs e patrocinadores", disse Parr, de acordo com a agência Reuters.

As equipes tem até o dia 29 de maio para realizarem a inscrição para a temporada de 2010 do Mundial de Fórmula 1.

Marcos Daniel dá trabalho, mas perde estréia para Nadal

Marcos Daniel bem que tentou, mas a qualidade de Rafael Nadal falou mais alto e o espanhol iniciou sua campanha rumo ao quinto título de Roland Garros com vitória. Nesta manhã de segunda-feira, o número um do mundo eliminou o brasileiro por 3 sets a 0, com parciais de 7/5, 6/4 e 6/3, na quadra Philippe Chatrier, em Paris.

Desta forma, a história da edição 2008 se repetiu. Há 12 meses, Nadal chegou a levar um susto na abertura do Grand Slam francês contra Thomaz Bellucci, que também perdera a parcial inicial por 7/5 antes de cair na seqüência por 6/3 e 6/1.

Nesta segunda, Marcos Daniel repetiu o "feito", tendo sucesso a princípio em seu plano tático, no qual constavam subidas à rede e muitas bolas no backhand do melhor tenista do mundo.

Neste contexto, complicou a vida do espanhol especialmente pelo alto número de erros não-forçados por este cometidos - foram 24 nas duas primeiras etapas, quatro a mais que o brasileiro.

Na prática, o favorito mostrou-se mais agressivo que de costume, esperando fechar a partida rapidamente, mas teve de mudar o planejamento e foi ficando mais consistente no decorrer das atividades - no terceiro set, por exemplo, cedeu apenas cinco pontos de graça.

Ainda que tenha ficado próximo de vencer a primeira parcial, Marcos Daniel viveu seu melhor momento em quadra realmente no segundo set. No quarto game, conseguiu quebrar o saque do rival e abriu 3/1, mas a partir daí se equivocou e tentou ganhar pontos de forma mais veloz. Aproveitando-se das falhas, Nadal conseguiu virar para 6/4.

Apesar da eliminação precoce em Roland Garros, o gaúcho não deve deixar Paris frustrado, pois colecionara três vitórias no qualificatório. Esta foi a quinta vez que o atleta top 100 do ranking de entradas atuou no torneio, em que jamais conseguiu passar da segunda rodada.

Nadal, por sua vez, confirma a primeira vitória no caminho do penta no saibro, que lhe colocaria como o tenista mais jovem da história (22 anos) a faturar sete Grand Slams.

Vencedor das quatro últimas edições, ele somou a 29ª vitória consecutiva em Paris, igualando o recorde da americana Chris Evert. O próximo rival dele será o vencedor da partida entre os russos Igor Kunitsyn e Teimuraz Gabashvili.

Os 12 games perdidos contra Marcos Daniel já significam o maior número que o espanhol cede no Aberto da França desde 2007 - na última campanha no torneio, apenas Novak Djokovic deu trabalho semelhante a Nadal, também somando 12 games antes de cair por 3 sets a 0.

O jogo

Marcos Daniel salvou o primeiro break point da partida com um bom saque no terceiro game, mas não resistiu no nono e foi quebrado após subir à rede. No primeiro set, o gaúcho já havia incomodado o serviço do rival no segundo game, quando chegou a ter um 15/30, e o fez também no décimo, no qual conseguiu prolongar a parcial aproveitando dois erros não-forçados.

Outra passada do espanhol, desta vez de muito longe da linha de base, porém, fez o favorito controlar novamente as ações, abrindo 6/5 - ele não vacilou na seqüência.

Firme na segunda etapa, Daniel perdeu três chances de quebra no quarto game (dois com erros de esquerda e um sofrendo um ace), mas contou com um erro de backhand de Nadal para abrir 3/1. Porém, tomou o troco logo na seqüência, quando cedeu dois pontos de graça com a direita. No 3/3, perdeu o game de zero e entrou em um momento ruim no encontro.

Mais consistente e ainda sem perder a agressividade, o espanhol não teve dificuldade para fazer 5/2 no terceiro set. Prém, deu bobeira novamente na hora de fechar e permitiu uma quebra de zero do brasileiro. A volta por cima do número um viria no game seguinte, no qual ele saiu de um 0-40 para virar e definir o resultado após duas horas e 23 minutos de jogo.

Castroneves comemora vitória "hollywoodiana"

Tricampeão das 500 Milhas de Indianápolis, o brasileiro Hélio Castroneves brincou, antes mesmo da corrida, que o triunfo pode virar um roteiro de cinema em Hollywood. O piloto da Penske superou um processo criminal por fraude fiscal e, por pouco, a sua carreira não chegou ao fim.

"Um amigo me mandou uma mensagem: 'daria uma ótima história em Hollywood. Venca a corrida', eu disse: 'fique preparado para um Oscar'", comentou o vencedor da prova em 2001, 02 e 09.

Consagrado na F-Indy e bastante conhecido nos Estados Unidos, onde venceu também a quinta edição do programa de televisão Dancing With the Stars, Helinho teve sua vida balançada com as acusações de evasão fiscal que teve de responder na Justiça. Ele só foi absolvido após seis semanas de julgamento em 18 de abril e selou a volta por cima neste domingo, quando se consagrou novamente na tradicional corrida.

"Este lugar é mágico", afirmou, eufórico, o brasileiro que assumiu a liderança em Indianápolis na 141ª das 200 voltas programadas. "Foi um início difícil de temporada, mas as coisas estão começando a voltar a seus lugares. Este é o melhor mês de maio por que já passei. Três (vitórias na Indy 500)... não posso acreditar nisso".

Sobre as dificuldades conhecidas nos últimos meses, o piloto chegou a dizer que ganhou a vida de volta. "Tenho de agradecer em primeiro lugar a Deus por me dar essa oportunidade e por ter dado a família que tenho, Roger (Penske, dono de sua equipe) e todos esses caras que me deram minha vida de volta".

Mesmo afastado do início da temporada 2009, Castroneves já conseguiu ganhar muito terreno na classificação do campeonato. Depois do triunfo deste domingo, o brasileiro assumiu a vice-liderança com 117 pontos, a cinco do líder, o escocês Dario Franchitti. Antigo ponteiro do certame, Tony Kanaan caiu para o quinto lugar após abandonar a prova deste domingo: ele soma 110 pontos.

Parreira diz que Flu teve atuação "triste" no Maracanã

Depois de sofrer sua maior derrota desde que assumiu o Fluminense neste ano, o técnico Carlos Alberto Parreira não tentou defender o elenco tricolor da goleada por 4 a 1 sofrida contra o Santos neste domingo. Embora tenha recusado as vaias da torcida no Maracanã, o treinador admitiu o péssimo desempenho da equipe.

» Veja a classificação atualizada
» Confira a tabela e os resultados

O Fluminense, apesar do placar elástico, conseguiu marcar o primeiro gol do jogo aos 9 min do 1º tempo, com o lateral Mariano. No entanto, o clube das Laranjeiras sofreu gols de Molina, Madson e Kléber Pereira (dois) e amargou a primeira derrota neste Campeonato Brasileiro.

"Começamos bem o jogo e fizemos um gol no começo, mas ficamos nervosos inexplicavelmente", analisou o tetracampeão mundial pela Seleção Brasileira há 15 anos. "Não fizemos uma exibição digna de Fluminense, foi triste. E o Santos soube ficar tranqüilo e buscar os gols para vencer", acrescentou.

Apesar de ter admitido o mau desempenho de seus comandados, Parreira não concordou com as vaias que o time recebeu da torcida após a partida. O comandante tricolor também pediu paciência para que o trabalho possa ser realizado de forma mais harmoniosa nas próximas 35 rodadas do campeonato.

"As goleadas são normais neste início de competição, pois as equipes ainda estão se acertando. Mas os nossos torcedores que vaiaram foram os mesmos que aplaudiram o gol no começo da partida. Há uma impaciência e comigo não vai ser diferente. Temos é que nos concentrar no trabalho, pois ainda não encontramos soluções", concluiu.

domingo, 24 de maio de 2009

Lakers vencem Nuggets em Denver e lideram série

O ala-armador Kobe Bryant recuperou sua condição de estrela e o ala-pivô espanhol Pau Gasol impôs seu domínio no garrafão para que o Los Angeles Lakers vencesse por 103 a 97 o Denver Nuggets, na terceira partida da série melhor de sete da final da Conferência Oeste da NBA.

A vitória não só permitiu aos Lakers a vantagem de 2 a 1 na eliminatória, recuperarem a vantagem de campo, mas também reivindicarem sua condição de equipe defensora do título da conferência e maior candidato a vencer a liga este ano.

Bryant, com 41 pontos, incluindo oito nos últimos 68 segundos de partida, virando o placar a favor dos Lakers, que tinham estado a maioria do tempo atrás.

Bryant converteu 12 de 24 arremessos de quadra, incluindo 3 de 5 de três pontos, e 15 de 17 lances livres, pegou seis rebotes, deu cinco assistências e recuperou duas bolas.

Mais uma vez Gasol foi um jogador decisivo junto a Bryant ao conseguir um double-double de 20 pontos e 11 rebotes nos 43 minutos que esteve em quadra.

Gasol ganhou o duelo contra o pivô brasileiro do Denver, Nenê Hilario, ao marcar 7 de 12 arremessos de quadra e 6 de 8 lances livres, deu uma assistências e um toco.

Nenê jogou 31 minutos, teve problema com as faltas pessoais e só conseguiu 13 pontos, com 5 de 9 arremessos de quadra e 3 de 4 lances livres, pegou seis rebotes, deu uma assistência e recuperou uma bola.

O destaque dos Nuggets, o ala Carmelo Anthony, não jogou bem e marcou apenas 21 pontos, enquanto pegou cinco rebotes, deu três assistências e recuperou três bolas.

O armador Chauncey Billups converteu 18 pontos com sete assistências, seis rebotes e recuperou duas bolas, enquanto o ala-pivô reserva Chris Andersen foi o jogador surpresa dos Nuggets ao conseguir 15 pontos, pegar sete rebotes e dar três tocos.

O quarto jogo da série será disputado na próxima segunda-feira no mesmo palco, o Pepsi Center de Denver

Por nocaute, brasileiro se sagra campeão do UFC

Por nocaute, Lyoto Machida venceu a luta diante do americano Rashad Evans e escreveu o seu nome na história do Ultimate Fighting Championship (UFC). Nesta madrugada de domingo (horário de Brasília), o brasileiro conquistou o cinturão do peso meio-pesado, em Las Vegas, nos Estados Unidos.

Invicto na categoria, Lyoto havia vencido 14 lutas até o momento. Com mais esse triunfo, além de aumentar o seu cartel positivo, tirou do rival americano o cinturão e também impôs o primeiro revés. Antes de enfrentar o brasileiro, Evans tinha 13 vitórias e um empate no vale tudo.

"Eu tentei toda a minha vida ser campeão e estou muito, muito feliz", disse Lyoto Machida, eufórico com a vitória. "Agora eu quero manter esse cinturão por muito tempo" emendou.

Mesmo conhecido pela precisão nos contra-ataques, Lyoto Machida dominou todo o combate. Ele venceu o primeiro round após conseguir derrubar o americano com um forte direto.

No segundo round, Machida continuou agressivo. Evans ainda tentava responder, mas sem muito sucesso. Desta forma, não demorou muito para o brasileiro encaixar uma boa seqüência de golpes e levar o rival ao chão, vencendo por nocaute.

"Foi uma boa luta. Ele foi muito difícil. Muito rápido e explosivo", reconheceu Evans. "Esta é minha primeira vez do outro lado (derrota). Talvez da próxima vez eu faça melhor", encerrou o americano.

Mesmo com a conquista, Lyoto Machida não deve ter vida fácil. Considerada a mais disputada das categorias do UFC, o peso meio-pesado tem entre os aspirantes ao título nomes como Maurício Shogun, Quinton Jackson e Forrest Griffin, todos em condições de brigar com o novo campeão.

Além de Machida, o Brasil tem outro campeão do UFC. Trata-se de Anderson Silva, dono do cinturão no peso médio

Fabiano Eller está mais perto de ficar no Santos

O empresário de Fabiano Eller, Eduardo Uram, reuniu-se ontem com a diretoria santista na concentração do time no Rio de Janeiro. Na pauta, o futuro do zagueiro: se fica no Santos ou vai para o São Paulo.

Após as conversas, que vão continuar hoje, um diretor admitiu que abriu-se a perspectiva de que Eller renove com o Santos. O zagueiro viajou ontem para o Rio de Janeiro. Mesmo cortado pelo técnico Vagner Mancini do duelo contra o Fluminense, o zagueiro embarcou para encontrar familiares.

"Vai ter uma reunião apenas entre o Uram e o pessoal do Santos. Estou no aguardo", afirmou.

Segundo Fabiano Eller, embora o Santos tenha mesmo a intenção de tentar renovar seu contrato, ele desconhece a informação de que a diretoria tentaria oferecer o mesmo valor de salário proposto pelo São Paulo, em oferta que foi feita para ele.

"O Santos não falou em valores, mas o São Paulo não me ofereceu o que estão divulgando por aí. Ofereceu mais", confidenciou.

Como o vínculo de Eller termina no fim do ano, em julho ele terá direito a assinar um pré-contrato com qualquer time. O Peixe não receberia nada pelo negócio. Mas não topa trocá-lo agora por Wagner Diniz, lateral-direito do São Paulo.

Nova marcação: mercado da bola

Inter vence Goiás e é o único 100%

Jogando com um time misto, o Internacional venceu o Goiás fora de casa por 1 a 0. O Goiás foi melhor durante boa parte da partida, mas o Inter mudou o jogo com a entrada de Taison. O time gaúcho poupou vários de seus titulares, já que a equipe enfrenta o Coritiba na Copa do Brasil na próxima quarta-feira.

Com a vitória, o Inter é o único time que venceu todos os seus jogos no Campeonato Brasileiro, já que o Vitória perdeu para o Cruzeiro por 2 a 0.

O Goiás começou bem melhor a partida, apertando os gaúchos em seu campo de defesa. O time da casa trocava passes rápidos e precisos. Outra arma usada pelos goianos era a bola cruzada na área, mas esta era ineficaz.

Sem conseguir bons lances ofensivos, os gaúchos passaram a tentar o chute de fora da área. A melhor chance do Inter no primeiro tempo saiu aos 27min, quando Giuliano bateu de esquerda, mas a bola bateu em Rafael Tolói e saiu pela linha de fundo.

Depois do intervalo, o Inter voltou mais desperto, mas foi o Goiás que teve a melhor chance de gol, aos 3min, com Felipe. O time gaúcho melhorou de vez quando Tite fez as primeiras substituições, lançando Taison e Sandro na partida. E Taison fez ótima jogada aos 16min, lançando a bola na área na seqüência para Alecsandro, mas viu o corte da defesa.

O Inter seguiu melhor na metade final do jogo e, aos 32min, Taison cabeceou cruzamento de Marcelo Cordeiro e fez o único gol da partida. O Goiás não abaixou a cabeça depois do gol e passou a atacar, mas parava na marcação adversária. Ao mesmo tempo, os gaúchos tentavam o segundo gol, mas terminaram com a vitória por 1 a 0.

Ficha Técnica

Gols
Internacional: Taison, aos 32min do segundo tempo.

Lance polêmico
Aos 29min, Felipe Menezes cai na área depois de lance com Marcelo Cordeiro, mas o juiz não marcou pênalti

Ponto Forte do Goiás
Criação de jogadas com Ramalho

Ponto Fraco do Goiás
Erros nos cruzamentos

Ponto Forte do Internacional
Velocidade no ataque com a entrada de Taison

Ponto Fraco do Internacional
Perdeu muitas chances com Alecsandro

Personagem do jogo
Taison, que entrou no segundo tempo, mudou o jogo e fez o gol da vitória do Inter

Esquema Tático Goiás
4-4-2
Harlei; Ernando, Rafael Tolói, João Paulo (Jael) e Fábio Bahia; Amaral, Ramalho, Felipe Menezes (Eduardo Ramos) e Julio César; Iarley e Felipe (Bruno Meneghel); Técnico: Hélio dos Anjos

Esquema Tático Internacional
4-4-2
Lauro; Bolívar, Sorondo, Danny Morais e Marcelo Cordeiro; Glaydson, Magrão (Sandro), Guiñazu e Andrezinho; Giuliano (Taison) e Alecsandro (Leandrão); Técnico: Tite

Cartões Amarelos
Goiás: Ramalho
Internacional: Magrão, Guiñazu e Alecsandro

Árbitro
Claudio Luciano Junior (PE)

sábado, 23 de maio de 2009

Vasco bate Atlético-GO e se mantém 100% na Série B

O Vasco segue embalado neste início de Série B do Campeonato Brasileiro. Neste sábado, em São Januário, o time cruzmaltino recebeu o Atlético-GO, atual campeão da terceira divisão do Nacional, e deixou o gramado com uma vitória por 3 a 0, saltando novamente à liderança do torneio e ganhando mais força para encarar o Corinthians, nesta quarta-feira, pela ida da semifinal da Copa do Brasil, também no Rio de Janeiro.

O triunfo deixou os comandados de Dorival Júnior com nove pontos, ao lado do Guarani, que também venceu todos os seus compromissos pela Série B até aqui - o Vasco também ostenta uma importante marca: ainda não sofreu gols no torneio. Já o Atlético-GO, que parou nos seis, conheceu sua primeira derrota.

Em um primeiro tempo em que o Atlético-GO começou melhor e depois viu o Vasco dominar as ações do jogo, o placar foi definido com um gol do camisa 9 Élton, aos 43min, de cabeça. O time cruzmaltino quase sofreu o empate na etapa final, mas o goleiro Fernando Prass evitou que isso acontecesse.

No contra-ataque, o Vasco afastou de vez o risco de sofrer o empate na partida e assegurou a vitória sobre o Atlético-GO. Aos 29min, em uma jogada envolvendo cinco vascaínos e apenas dois defensores adversários, Edgar recebeu a bola pelo lado direito , conduziu em direção à área e chutou forte: 2 a 0.

Ainda deu tempo para o Vasco marcar seu terceiro gol na partida. Aos 47min, Ramon recebeu a bola na linha de fundo, tentou cruzar para a área e a ela foi direto para o gol.

Depois de enfrentar o Corinthians, o Vasco voltará a campo pela Série B para encarar o Paraná, sábado, às 16h10 (de Brasília), em Curitiba. O Atlético-GO, por sua vez, buscará a reabilitação diante da Ponte Preta, sexta-feira, às 21h, no Serra Dourada.

Outros resultados:

19/5 21h Marcelo Stefani Bragantino 2 x 0 Duque de Caxias
19/5 21h Amigão Campinense 1 x 2 Guarani
22/5 21h Machadão América-RN 3 x 1 Paraná
22/5 21h Serra Dourada Vila Nova 1 x 0 São Caetano
23/5 16h10 Roberto Santos Bahia 1 x 0 Ceará
23/5 16h10 São Januário Vasco 3 x 0 Atlético-GO
23/5 16h10 Orlando Scarpelli Figueirense 1 x 2 Portuguesa
23/5 16h10 Castelão Fortaleza 2 x 3 Brasiliense
23/5 16h10 Moisés Lucarelli Ponte Preta 1 x 2 Ipatinga

Ainda hoje:

21h - Juventude x ABC

Satisfeito com 5º lugar, Massa vê Ferrari competitiva

Quinto colocado no grid de largada do Grande Prêmio de Mônaco, Felipe Massa mostrou satisfação com o rendimento do modelo F60 nas ruas do Principado. O brasileiro comentou que tinha chances até de conseguir uma melhor posição, mas que o tráfego no apertado circuito não o deixou pegar uma volta livre sequer.

"A performance de hoje mostra que somos capazes de brigar pelos primeiros lugares. Estávamos com chances de chegar entre os três primeiros, mas nunca consegui pegar uma volta limpa. Essas coisas acontecem em Mônaco, então o quinto lugar ainda é uma boa posição para começar a corrida. Será uma corrida longa, mas o F60 é competitivo", disse o brasileiro.

O piloto aproveitou para explicar sua batida. Logo na sua primeira volta, ele perdeu o controle de sua Ferrari nos Esses da Piscina e bateu no guard rail. Por sorte, apenas a asa dianteira e o bico foram afetados e o brasileiro pôde seguir no treino após uma entrada rápida nos boxes para a troca das peças.

"Estava com freios novos e pneus duros, o que gerou uma dificuldade para que a temperatura ideal fosse atingida. Assim que toquei os freios, travei as rodas e tudo acabou no guard rail", explicou.

Massa ocupa apenas a 12ª posição no campeonato, com três pontos. Em Mônaco, Felipe terminou em terceiro lugar nos últimos dois anos.

Convocação de Dunga "prejudica" quatro grandes do Brasil

A lista de convocados de Dunga para a Copa das Confederações e confrontos com Uruguai e Paraguai pelas Eliminatórias contém cinco jogadores de clubes brasileiros: André Santos, do Corinthians, Kléber e Nilmar, do Internacional, Ramires, do Cruzeiro, e Victor, do Grêmio.

Os quatro clubes brasileiros disputam as fases finais de Copa do Brasil e Copa Libertadores da América, repetindo um cenário que já havia ocorrido em 2005.

Na ocasião, Carlos Alberto Parreira provocou a insatisfação de são-paulinos, por levar Cicinho, e especialmente dos santistas, por chamar Robinho e Léo.

Corinthians e Internacional, de André Santos, Kléber e Nilmar, disputarão as semifinais da Copa do Brasil, respectivamente, contra Vasco e Coritiba. Já na Copa Libertadores, o Cruzeiro terá o São Paulo pela frente pelas quartas-de-final. Na mesma fase, o Grêmio, do goleiro Victor, encara o Caracas, da Venezuela.

Entre os cinco, apenas Nilmar não fará sua estréia com a camisa da Seleção Brasileira. Ramires já havia sido chamado por Dunga, mas apenas para o selecionado olímpico.

Dunga confirmou, em entrevista coletiva, que não irá liberar nenhum jogador para as fases finais das duas competições. Sendo assim, todos os convocados se apresentarão ao treinador na segunda-feira, dia 1º de junho.

Com show de Grafite, Wolfsburg goleia e é campeão na Alemanha

Precisando da vitória para confirmar o título, o Wolfsburg fez mais que isso: atuando em casa, goleou o Werder Bremen por 5 a 1 e conquistou o Campeonato Alemão pela primeira vez em 64 anos de vida.

O destaque da partida foi mais uma vez Grafite, que marcou dois e terminou a temporada como o artilheiro da competição com 28 gols. O bósnio Edin Dzeko, seu companheiro de ataque, fez um e foi para 26. Josué, capitão da equipe, também esteve em campo.

Em campo, o Wolfsburg rapidamente mostrou que daria as cartas e não teve dificuldade em nenhum momento. Se aproveitando de bola respingada, Misimovic abriu o marcador já aos 5min. Aos 15min, Grafite aproveitou passe da esquerda e completou de primeira, dobrando a confortável vantagem.

Um gol contra de Prödl, aos 25min, fez com que o Wolfsburg fosse para 3 a 0, mas Diego, em seu provável último jogo pelo pelo Alemão, já que deve se transferir para Juventus, deixou sua marca aos 31min.

Aos 21min da segunda etapa, Grafite aproveitou cruzamento e fez, de cabeça, o quarto de sua equipe. Dzeko, outro grande destaque da equipe na competição, chutou de direita e completou a vitória com goleada e título do Campeonato Alemão.

Bayern e Stuttgart ficam com vagas para a Copa dos Campeões

Se enfrentando em Munique, Bayern e Stuttgart acabaram se beneficiando da derrota do Hertha Berlim contra o Karlsruhe e ficaram com as outras duas vagas para a próxima Copa dos Campeões. O próprio Hertha e o Hamburgo, por sua vez, jogarão a primeira edição da Liga Europa, que substitui a Copa da Uefa a partir da temporada que vem.

Karlsruhe e Arminia Bielefeld foram rebaixados, enquanto o Energie Cottbus disputará a permanência contra o terceiro lugar da segunda divisão.

Precisando de um tropeço do Wolfsburg, o Bayern fez sua parte no último jogo da temporada. Em casa, bateu o Stuttgart por 2 a 1. O placar foi aberto graças a um gol contra de Boulahrouz, aos 15min, e ampliado aos mesmos 15min, da segunda etapa, com o holandês Van Bommel. Três minutos depois, Mario Gomez diminuiu.

Se tivesse vencido, o Hertha ficaria com a vaga na próxima Copa dos Campeões, mas em razão de uma derrota para o lanterna Karlsruhe, o Stuttgart acabou com a terceira colocação. Freis, Franz, e Kennedy, duas vezes, marcaram diante do clube de Berlim, que acabou goleado por 4 a 0 fora de casa.

Confira os resultados da última rodada do Alemão

Colônia 1 x 1 Bochum
Arminia Bielefeld 2 x 2 Hannover
Bayern de Munique 2 x 1 Stuttgart
Eintracht Frankfurt 2 x 3 Hamburgo
Energie Cottbus 3 x 0 Bayer Leverkusen
Karlsruhe 4 x 0 Hertha Berlim
Borussia Monchengladbach 1 x 1 Borussia Dortmund
Schalke 2 x 3 Hoffenheim
Wolfsburg 5 x 1 Werder Bremen

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Nadal estréia em Roland Garros contra rival do qualifying

O espanhol Rafael Nadal, defensor do título e atual número um do mundo, estreará na primeira rodada de Roland Garros contra um jogador procedente da fase prévia (qualifying). Já na segunda rodada, ele pegará o ganhador do duelo russo entre Igor Kunitsyn e Teimuraz Gabashvili.

O sorteio realizado nesta sexta-feira determinou também que o suíço Roger Federer, hoje número dois do mundo, estreará contra o espanhol Alberto Martínez.

O número três do mundo, o escocês Andy Murray, disputará sua primeira partida contra o argentino Juan Ignacio Chela. Já o quatro do mundo, o sérvio Novak Djokovic, estreará contra o equatoriano Nicolás Lapentti.

O argentino Juan Martín del Potro, quinto do ranking ATP, iniciará o Grand Slam frente ao francês Michael Llodrá, e o sexto melhor jogador do mundo, o americano Andy Roddick, estreará contra o francês Romain Jouan.

Assim, Nadal evitará Djokovic até a final. O sérvio era um dos mais visados no sorteio e caiu na chave de Federer, a quem pode enfrentar nas semifinais. Já o líder do ranking da ATP tem como adversário principal Murray, que não tem um desempenho tão bom no saibro.

Apesar de conseguir evitar Djokovic, Nadal terá a princípio um percurso mais árduo que Federer. Ele pode encarar um ex-líder do ranking, o australiano Lleyton Hewitt, na terceira rodada.

A partir daí, o perigo virá de outros representantes da "armada espanhola", já que pode encarar David Ferrer nas oitavas e Fernando Verdasco nas quartas, enquanto o caminho de Federer está recheado de tenistas que não gostam muito do saibro, como os americanos James Blake e Andy Roddick.

O brasileiro Thomaz Bellucci, por sua vez, começa a caminhada em Paris, na França, diante do argentino Martin Vassallo Arguello.

Segundo Grand Slam do ano, o torneio no saibro será disputado entre o próximo sábado, dia 24 de maio, e o dia 7 de junho. O sorteio desta sexta contou com as presenças dos atuais campeões Rafael Nadal e Ana Ivanovic.

Em dois anos, 15 "bons filhos" voltam aos clubes de origem


O possível retorno de Lucio Flavio ao Botafogo mostra uma tendência que pode ser notada desde o ano passado, de que "o bom filho à casa torna". De maio de 2007 até maio de 2009, 15 jogadores importantes voltaram a vestir a camisa dos clubes pelos quais foram revelados ou apareceram com mais destaque no cenário nacional.

No futebol carioca, para onde Lucio Flavio pode retornar, há exemplos nos quatro clubes grandes de jogadores que voltaram. No Botafogo, o zagueiro Juninho regressou após passar uma temporada no banco de reservas do São Paulo. O atual capitão botafoguense havia chegado ao clube do Morumbi com prestígio e status de melhor contratação do futebol paulista, mas não vingou.

No Fluminense, o meia Thiago Neves deixou o clube na metade de 2008 para defender o Hamburgo (ALE). No início de 2009 ele voltou, e deve ir embora novamente na metade desta temporada para o Al-Hilal, clube para o qual já está vendido pelo Hamburgo.

Flamengo e Vasco também recontrataram antigos pratas da casa. No Fla, voltaram os volantes Jônatas e Ibson, este último ainda em 2007. O atacante Adriano se juntou a eles na última semana, quando iniciou os treinos com o time, depois de deixar a Inter de Milão. No Vasco, o meia Léo Lima voltou após rodar no futebol brasileiro e europeu. Ele foi campeão carioca em 2003 pela equipe.

O Rio de Janeiro tem exemplos claros dessa tendência, mas ela pode ser notada em outros centros. São Paulo e Santos repatriaram, respectivamente, o zagueiro Rodrigo e o lateral-esquerdo Léo. Este último passou quatro anos no Benfica (POR). Rodrigo permaneceu também por quatro anos no Dínamo de Kiev (UCR) e passou rapidamente pelo Flamengo.

No Sul, Tcheco, pelo Grêmio, e Bolívar, pelo Inter, passaram pouco tempo no exterior antes de retornarem ao futebol gaúcho. Em Minas Gerais, o caso mais curioso de todos: o do meia Wagner, que passou menos de seis meses no Al-Ittihad e retornou ao Cruzeiro depois de o clube árabe não ter pago o valor da transferência.

quinta-feira, 21 de maio de 2009

E se a final da Copa do Brasil for essa?




Deixe seu comentário sobre a possível final da Copa do Brasil

Informação

O Blog do Esporte ficou desatualizado essa semana em decorrência de um problema que tivemos, mas que já foi resolvido. Quero deixar aqui os meus agradecimentos para que está votando em nosso blog para o Top Blog desse ano, e espero que vocês continuem votando, para mostrar como o nosso blog traz o que há de melhor em questão desportiva em nosso mundo.
Quero deixar um comunicado para que nosso visitantes divulguem o nosso blog a todos que se interessam em notícias desportivas.
Agradeço a todos que fazem do nosso blog, um meio de informar e ao mesmo tempo divertir.
Uma novidade também serão as entrevistas que traremos para vocês. Uma integração, para que todos fiquem ligados.

Agradecimento,
Blog do Esporte

Barrichello e Massa fazem dobradinha no 1º treino em Mônaco

O brasileiro Rubens Barrichello superou o seu companheiro de Brawn GP, o inglês Jenson Button, e foi o mais rápido no primeiro treino livre para o GP de Mônaco, nesta quinta-feira, em Monte Carlo, com 1min17s189. Button, que é o atual líder da temporada, ficou apenas em oitavo.

Felipe Massa, da Ferrari, também teve um bom desempenho e terminou na segunda colocação, com 1min17s499. Nelsinho Piquet, da Renault, foi o 12º.

A terceira colocação ficou com o inglês Lewis Hamilton, da McLaren. Seu companheiro de equipe, o finlandês Heikki Kovalainen, ficou em quarto seguido pelo também finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari.

Confira todos os tempos:

1 - Rubens Barrichello (BRA/Brawn GP) - 1min17s189
2 - Felipe Massa (BRA/Ferrari) - 1min17s499
3 - Lewis Hamilton (ING/McLaren) - 1min17s578
4 - Heikki Kovalainen (FIN/Mclaren) - 1min17s686
5 - Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) - 1min17s839
6 - Kazuki Nakajima (JAP/Williams) - 1min18s000
7 - Nico Rosberg (ALE/Williams) - 1min18s024
8 - Jenson Button (ING/Brawn GP) - 1min18s080
9 - Fernando Alonso (ESP/Renault) - 1min18s283
10 - Mark Webber (AUS/Red Bull) - 1min18s348
11 - Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso) - 1min18s695
12 - Nelsinho Piquet (BRA/Renault) - 1min19s204
13 - Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) - 1min19s233
14 - Sebastien Bourdais (FRA/Toro Rosso) - 1min19s255
15 - Giancarlo Fisichella (ITA/Force India) - 1min19s534
16 - Robert Kubica (POL/BMW) - 1min19s560
17 - Nick Heidfeld (ALE/BMW) - 1min19s579
18 - Adrian Sutil (ALE/Force India) - 1min19s600
19 - Timo Glock (ALE/Toyota) - 1min19s698
20 - Jarno Trulli (ITA/Toyota) - 1min19s831

Com gol heróico, Inter elimina Flamengo e vai à semi

Com ótimo retrospecto no Beira-Rio em 2009 e dono do melhor ataque da temporada nacional, com 86 gols marcados até o momento, o Internacional mais uma vez contou com o poder de decisão de seu setor ofensivo para garantir a classificação à semifinal da Copa do Brasil. No entanto, diante de quase 50 mil torcedores, os colorados viram desta vez brilhar a estrela de um jogador que saiu do banco de reservas para bater o Flamengo por 2 a 1 e assegurar vaga na próxima fase.

No jogo em que viu cair a sua série de seis partidas sem ser vazado, o time comandado pelo técnico Tite mostrou, no entanto, a sua maior virtude neste ano: o ataque. Com a organização do argentino D'Alessandro e a velocidade de sua dupla ofensiva Taison e Nilmar, a equipe passou em branco apenas contra o Santa Cruz diante de seus fãs, no primeiro confronto de 2009, e não foi diferente nesta noite, contra a melhor defesa da Copa do Brasil.

Porém, o herói da classificação colorada não pertence ao trio ofensivo e mostrou estrela no momento mais delicado da partida. Três minutos depois de sair da reserva e substituir Sandro, o meia Andrezinho bateu falta com perfeição, aos 43min da etapa final, e tirou a vaga das mãos do Flamengo, que festejava o empate obtido no segundo tempo.

Com o gol salvador de Andrezinho, o time do Beira-Rio também se vinga dos flamenguistas pelo histórico negativo nas quartas-de-final da Copa do Brasil. Em encontros ocorridos em 1996 e 1997, os gaúchos foram eliminados pelo clube da Gávea, que na época contava com o poder decisivo de Romário. Desta forma, o Internacional será o adversário do Coritiba na semifinal, time que venceu o duelo com a Ponte Preta e iguala sua melhor campanha em edições do torneio.

Nos primeiros 45 minutos de jogo, o Flamengo conseguiu equilibrar as ações graças ao forte poder de marcação da equipe, que neutralizou as maiores forças coloradas. No entanto, o time de Cuca esbarrava nos erros de finalização que renderam à equipe três jogos seguidos sem marcar. Mesmo com a aposta de Zé Roberto e Obina nas vagas de Emerson e Josiel, a produtividade continuou baixa e ainda viu uma falha de Juan para abrir o placar do outro lado.

Aos 42min da etapa inicial, o lateral-esquerdo recuou mal uma bola para o setor defensivo e viu Nilmar ser mais esperto para passar pela marcação e ir para o fundo. Com calma, o camisa nove teve tranqüilidade para esperar o momento certo e só rolar para o meio da área, onde Taison apareceu em velocidade e só escorou para as redes de Bruno, vazando a meta rubro-negra pela primeira vez nesta edição da Copa do Brasil.

Depois do intervalo, o time de Cuca manteve a boa marcação e mostrou reação para pressionar os adversários em busca do gol que lhe daria a vaga na próxima fase. E depois de início de pressão, o técnico mostrou estrela ao colocar Emerson em campo e ver cair o jejum rubro-negro. Aos 29min de jogo, o atacante que ficou apenas 16 minutos no gramado recebeu cruzamento de Kléberson do lado esquerdo e só completou para o fundo da meta de Lauro, iniciando grande desespero dos mandantes no Beira-Rio, que só teve fim com o gol salvador de Andrezinho, dois minutos antes do fim do tempo regulamentar.

FICHA TÉCNICA

Internacional 2 x 1 Flamengo

Gols
Internacional: Taison, aos 42min do 1º tempo, e Andrezinho, aos 43min do 2º tempo
Flamengo: Emerson, aos 29min do 2º tempo

Pontos Fortes do Internacional
- Velocidade da dupla de ataque formada por Taison e Nilmar, que na primeira chance clara de gol, deixou a sua marca ao abrir o placar;
- Reação nos minutos finais, quando sofreu o gol de empate e deu início à grande pressão que só acabaria no gol da classificação;
- Estrela de Andrezinho, que saiu da reserva e cobrou falta com perfeição três minutos depois, garantindo a vaga na semifinal

Pontos Fortes do Flamengo
- Forte marcação exercida nos primeiros 45 minutos, período em que neutralizou as principais jogadas ofensivas dos rivais e igualou o duelo no Beira-Rio;
- Atuação na etapa final, quando manteve o poder de marcação e dominou as ações da partida, chegando inclusive a empatar a partida;
- Poder de decisão de Emerson, que em apenas 16 minutos no gramado, encerrou o jejum de gols da equipe e por pouco não colocou o time na próxima fase

Pontos Fracos do Internacional
- Excesso de passes errados no primeiro tempo, interrompendo diversas chances e contra-ataque;
- Falta de criatividade no meio-campo para escapar da marcação flamenguista;
- Queda de rendimento na etapa final, quando recuou e permitiu que o Flamengo dominasse a partida e pressionasse até empatar a partida

Pontos Fracos do Flamengo
- Erro de Juan na saída de bola durante o primeiro tempo, em lance que originou o gol marcado por Taison;
- Falta de objetividade para concluir em chances o maior domínio na segunda etapa

Personagem do jogo
Andrezinho, do Internacional

Esquema Tático do Internacional
4-4-2
Lauro, Danilo Silva (Danilo Silva), Índio, Álvaro e Kleber; Sandro (Andrezinho), Guiñazu, Rosinei (Glaydson) e D'Alessandro; Taison e Nilmar; técnico: Tite

Esquema Tático do Flamengo
4-4-2
Bruno, Willians, Aírton, Ronaldo Angelim e Juan; Leonardo Moura, Toró (Éverton Silva), Kléberson e Ibson; Zé Roberto (Émerson) (Wellington) e Obina; técnico: Cuca

Cartões Amarelos
Internacional: Guiñazu, Sandro e Rosinei
Flamengo: Aírton, Willians, Bruno e Toró

Árbitro
Paulo César Oliveira (SP)

Público
47.738 pagantes

Local
Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)

Com Maracanã cheio, Corinthians segura pressão e elimina Flu

Mesmo com as arquibancadas do Maracanã cheias de torcedores do Fluminense, o Corinthians conseguiu segurar a pressão do time do Fluminense na segunda etapa, arrancou um empate por 2 a 2 e saiu classificado para a semifinal da Copa do Brasil.

O clube alvinegro administrou com maestria a vantagem que tinha da primeira partida, quando venceu por 1 a 0, no Pacaembu. A equipe paulista agora encara o Vasco na semifinal da competição que dá uma vaga para a Copa Libertadores. O time cruzmaltino eliminou os baianos do Vitória nas quartas.

O Fluminense iniciou a partida pressionando, apoiado pelos gritos que vinham das arquibancadas. Mas a euforia tricolor demorou apenas seis minutos para acabar. Chicão cobrou falta com perfeição, por cima da barreira, e abriu o placar para a equipe visitante.

O Corinthians aproveitou o desespero dos cariocas para ampliar o marcador. Dentinho acertou lindo lançamento para Jorge Henrique, que encobriu Fernando Henrique para marcar um golaço.

Com a classificação praticamente garantida, o Corinthians apenas administrou o jogo no resto da primeira etapa. No intervalo, o técnico Carlos Alberto Parreira resolveu dar cara nova ao clube tricolor para ver se o Fluminense reagia.

As entradas de Alan e Dieguinho, nos lugares de Maicon e Eduardo Ratinho, surtiram efeito e os donos da casa passaram a pressionar. O clube tricolor conseguiu diminuir a vantagem aos 18min. Conca chutou da entrada da área, Felipe não segurou e Alan, de cabeça, colocou para o fundo das redes.

Com o apoio vindo das arquibancadas, o Fluminense não demorou muito para igualar o marcador. Aos 23min, Conca acertou ótimo passe para Thiago Neves, que, dentro da área, chutou no canto para empatar o jogo. Porém, a pressão tricolor foi diminuindo com o passar do tempo e o Corinthians conseguiu sair do Maracanã com a vaga.

FICHA TÉCNICA

Fluminense 2 x 2 Corinthians

Gols
Fluminense: Alan, aos 18min, e Thiago Neves, aos 23min do 2º tempo
Corinthians: Chicão, aos 6min, e Jorge Henrique, aos 17min do 1º tempo

Polêmicas
- Torcedores do Fluminense usam canetas com raio laser das arquibancadas para tentar atrapalhar os jogadores do Corinthians no gramado
- Aos 14min do 2º tempo, Conca acerta belo lançamento para Thiago Neves sair sozinho na frente de Felipe, em posição legal. O assistente marca impedimento

Lances bizarros
Aos 32min do 1º tempo, o zagueiro Edcarlos se aventura ao ataque, recebe belo passe, mas fura de forma rídicula de frente para o goleiro Felipe

Ponto Forte do Fluminense
Boas entradas de Alan e Dieguinho no segundo tempo, que deram novo ânimo para a equipe, que passou a pressionar o Corinthians

Ponto Fraco do Fluminense
Desespero após o primeiro gol do Corinthians, se aventurando demais para o ataque. Os espaços deixados na zaga propiciaram o segundo tento da equipe corintiana, no contra-ataque

Ponto Forte do Corinthians
Rápidas jogadas de contra-ataque, principalmente com Jorge Henrique na primeira etapa, que levaram muito perigo ao gol de Fernando Henrique

Ponto Fraco do Corinthians
Apatia de toda a equipe durante o segundo tempo

Personagem do jogo
Jovem Alan, que entrou no segundo tempo, marcou o primeiro gol do Fluminense e "incendiou" a partida

Destaques negativos do jogo
Fred e Ronaldo, que tiveram desempenho bem abaixo do esperado

Esquema Tático do Fluminense
4-4-2
Fernando Henrique; Eduardo Ratinho (Dieguinho), Edcarlos, Luiz Alberto e Mariano; Wellington Monteiro, Marquinho (Tartá), Conca e Thiago Neves; Maicon (Alan) e Fred
Técnico: Carlos Alberto Parreira

Esquema Tático do Corinthians
4-3-3
Felipe; Alessandro, William, Chicão e André Santos; Cristian, Elias e Douglas; Jorge Henrique (Morais), Dentinho (Boquita) e Ronaldo (Diego)
Técnico: Mano Menezes

Cartões Amarelos
Fluminense: Thiago Neves, Wellington Monteiro, Alan, Fred e Maicon
Corinthians: André Santos, Morais e Elias

Árbitro
Carlos Eugênio Simon (RS)

Público
64.533 pagantes (68.158 pessoas no total)

Renda
R$ 1.299.382,00

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Seleção: 72% das "surpresas" são vendidas em até um ano

A fim de fazer uma análise do que acontece com os jogadores 'surpresa' convocados pela Seleção, o Terra levantou as listas de convocados da Seleção Brasileira desde o fim da Copa do Mundo de 2002 e selecionou, entre elas, os 25 nomes mais estranhos chamados por Carlos Alberto Parreira e Dunga.

Estranhos porque: ou não brilhavam em seus clubes quando foram convocados ou jogavam em clubes que não iam bem no campeonato ou jogavam em clubes de ponta e iam bem, mas, depois de convocados e vendidos, nunca mais voltaram à seleção. A lista de jogadores analisados é focada em atletas que não foram chamados por mais de quatro vezes pelo mesmo treinador depois da primeira convocação.

O resultado mostra que, entre os 25 jogadores, 18 foram premiados com boas transferências em um período de um ano. Além de um salto financeiro e profissional elevado, todos receberam o carimbo de selecionável.

Por isso, quando Dunga e Jorginho anunciarem a convocação, nesta quinta-feira, para os dois próximos jogos das Eliminatórias e também Copa das Confederações, haverá muita gente de olho nos negócios que podem pintar na próxima janela de transferências.

Mesmo com fusão, Corinthians mantém marca na camisa

Na última terça-feira, foi anunciada a fusão entre os grupos alimentícios Sadia e Perdigão e uma camisa do Corinthians foi estampada com o logotipo da nova empresa, a Brasil Foods. Mesmo assim, em um comunicado oficial, o clube do Parque São Jorge declarou a Batavo, um dos braços da empresa recém-fundida, segue com sua marca no uniforme alvinegro.

Na nota da diretoria do Corinthians, foi explicado que o "BRF" que foi gravado na camisa do time durante o anúncio oficial da fusão, no último dia 19, foi meramente ilustrativo (para ratificar, o modelo da camiseta era o antigo, usado durante o Campeonato Paulista deste ano).

O clube ainda explica que a alteração realizada na partida contra o Botafogo, no último domingo, quando foi estampado o logotipo da Perdigão, representou uma ação de marketing pontual para lançar a nova campanha publicitária da marca.

Brasileiros dão título ao Shakthar na Copa da Uefa

Dos cinco brasileiros presentes no Shahthar Donetsk, dois foram os principais responsáveis pelo título da Copa da Uefa, nesta quarta-feira, no Estádio Sukru Saraçoglu, em Istambul. Luiz Adriano e Jadson marcaram os gols do time ucraniano na vitória sobre o Werder Bremen por 2 a 1. Depois do tempo normal terminar empatado por 1 a 1, a equipe ucraniana conseguiu marcar na prorrogação e conquistar o título continental.

Além de Jadson e Luiz Adriano, Ilsinho, William e Fernandinho também ajudaram o Shakhtar a faturar o título. Pelo lado do Werder, o gol de honra também foi de um jogador do Brasil. O zagueiro Naldo balançou as redes para os alemães.

A decisão da Copa da Uefa contou com dois espectadores ilustres nas arquibancadas do estádio. Além do brasileiro Diego, que fez questão de viajar com a delegação alemã para a Turquia e não entrou em campo por estar suspenso, a partida foi assistida por ninguém menos que o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva.

Lula, que está em meio a uma visita oficial à Turquia, teve a companhia do presidente da Ucrânia, Viktor Yushchenko, e o primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan. A Turquia é a última parada da viagem do presidente, que passou por Arábia Saudita e China nos últimos dias.

Foi a última vez que ocorreu uma final da Copa da Uefa. A partir da próxima temporada, a segunda maior competição da Europa será chamada de Liga Europa e deve mudar seu formato.

Com a bola rolando, quem saiu na frente foi o time ucraniano. Aos 25min do primeiro tempo, Luiz Adriano invadiu a área e tocou com categoria por cima do goleiro Wlese. Dez minutos mais tarde, foi a vez do compatriota Naldo balançar as redes. O zagueiro cobrou falta com força, o goleiro Pyatov tentou segurar, mas falhou e o brasileiro deixou tudo igual no marcador.

Já na prorrogação, mas ainda no primeiro tempo, aos 7min, Jadson recebeu na entrada da área e chutou de primeira para dar o título aos ucranianos.

domingo, 17 de maio de 2009

Participe

O "Blog do Esporte" foi indicado e começa a participar dessa semana do "Top Blog", uma votação que escolhe os melhores blogs da internet. O selo já está confirmado e você já pode votar nele para ajudar o blog a conseguir vencer esse concurso.

É muito fácil participar. Siga as instruções:

1 - Clique no selo na página do blog.
2 - Na página que abrir, clique em "vote nesse blog".
3 - Informe seu nome e e-mail.
4- Vote e confirme seu voto, acessando o e-mail que chegar na sua caixa de mensagem do e-mail e você informou.
5- Obrigado por votar.

Agradecimentos,
Equipe Blog do Esporte

Lorenzo vence na França e assume ponta da MotoGP

O espanhol Jorge Lorenzo venceu, neste domingo, a etapa francesa de Le Mans da MotoGP e assumiu a liderança da temporada. O piloto agora tem um ponto de vantagem sobre o italiano Valentino Rossi, que sofreu uma queda no início da prova e terminou em último.

A segunda posição ficou para o italiani Marco Melandri, uma colocação especialmente simbólica após a Kawasaki deixar a categoria e "deixar" a moto na mão do piloto.

Em terceiro lugar, apareceu o pole Dani Pedrosa, que efetuou uma bela ultrapassagem sobre Andrea Dovizioso na volta final. O australiano Casey Stoner, em quinto, tem a mesma pontuação de Rossi na vice-liderança.

O grande trunfo do espanhol Lorenzo neste domingo foi manter-se na pista o quanto pôde com a moto equipada com pneus de chuva, ao passo que seus adversários preferiram antecipar a ida aos boxes conforme a pista ia secando.

Porém, ir aos boxes muito cedo mostrou-se uma decisão antecipada para muitos dos competidores, incluindo Valentino Rossi: primeiro a trocar de moto, ele não demorou a sofrer uma queda ao passar por um trecho ainda molhado.

Resultado: perdeu muito tempo e foi para a última posição. Para piorar, ele ainda foi obrigado a cumprir uma punição por ter ultrapassado o limite de velocidade nos boxes, tendo a prova completamente destruída. Definitivamente, um domingo para ele esquecer.

Sem nada a ver com isto, Lorenzo abusou da competência: ainda na primeira volta, ele assumiu a ponta, ultrapassando o compatriota e desafeto Pedrosa. Depois, o número 99 acelerou muito para abrir grande vantagem até a sua parada.

Quando isso aconteceu, ele não teve problemas para manter o primeiro lugar, deixando as emoções da parte final da corrida com a disputa pelo terceiro lugar entre Dovizioso e Pedrosa, vencida pelo espanhol com uma bela manobra a poucos metros do fim.

Confira o resultado final do GP da França:

1: Jorge Lorenzo (ESP/Yamaha) - 47min52s678
2: Marco Melandri (ITA/Hayate) - a 17s710
3: Daniel Pedrosa (ESP/Honda) - a 19s893
4: Andrea Dovizioso (ITA/Honda) - a 20s455
5: Casey Stoner (AUS/Ducati) - a 30s539
6: Chris Vermeulen (AUS/Suzuki) - a 37s462
7: Colin Edwards (EUA/Tech 3) - a 40s191
8: Loris Capirossi (ITA/Suzuki) - a 45s421
9: James Toseland (ING/Tech 3) - a 50s307
10: Toni Elias (ESP/Gresini) - a 53s218
11: Alex de Angelis (ITA/Gresini) - a 53s550
12: Nicky Hayden (EUA/Ducati) - a 56s647
13: Yuki Takahashi (JAP/Scot) - a 56s688
14: Randy de Puniet (FRA/LCR) - a 1min11s299
15: Niccolo Canepa (ITA/Pramac) - a 1min15s385
16: Valentino Rossi (ITA/Yamaha) - a duas voltas

Maurren vence GP do Rio no salto em distância

Medalhista de ouro nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, a brasileira Maurren Maggi confirmou neste domingo o favoritismo e venceu a prova de salto em distância no GP do Rio de Janeiro de atletismo, com o índice de 6,85 m.

Ainda assim, a marca de Maurren não foi das melhores: na semana passada, por exemplo, ela chegou aos 6,90 m para conquistar o bronze no GP de Doha (Catar). Em Pequim-2008, quando conquistou o ouro, a brasileira marcou 7,04 m.

A segunda posição neste domingo ficou com outra brasileira Keila Costa, com 6,78 m - a dupla Maurren-Keila nos dois primeiros lugares do pódio já havia aparecido nos Jogos Pan-americanos de 2007. Em terceiro lugar, apareceu a norte-americana Britney Rees, com 6,70 m.

Fabiana Murer, por sua vez, não conseguiu ultrapassar os 4,30m no salto com vara, nada menos que 50cm a menos que o recorde sul-americano, pertencente a ela mesma. O ouro foi para a canadense Kelsie Hendry, que chegou aos 4,40m.

Agora, Fabiana vai disputar o Grand Prix de Belém, Pará, no próximo domingo, buscando acertar a técnica do salto em preparação para o Troféu Brasil, em junho, e para a temporada internacional que terá o Mundial de Berlim, em agosto.

"Estava me sentindo muito bem, mas não consegui adaptar as varas para o salto - a que peguei era muito flexível. Este é praticamente o meu segundo salto desde que eu mudei a corrida de 14 para 16 passadas", comentou Fabiana Murer, que tinha como objetivo chegar aos 4,60 m no Rio. "Em Belém, vamos começar com uma vara mais forte para ela acertar o salto", acrescentou o técnico dela, Elson Miranda.

O Brasil ainda conquistou dois ouros neste domingo, com Kléberson Davide (800) e Mahau Suguimati (400m com barreiras).

Goleiro do Coritiba assume falha e promete reação

De volta ao gol do Coritiba como titular após um longo período alternando lesão e banco de reservas, o goleiro Edson Bastos teve uma noite ruim no Couto Pereira. Tomou quatro gols do Santo André, pelo Campeonato Brasileiro, um deles em um erro grotesco, entregando a bola nos pés do meia Marcelinho Carioca. Mesmo assim, prometeu reação.

"Acontece. Só quem está aqui dentro está sujeito ao erro. Não é demérito nenhum. Quando erra, tem que reconhecer. Pena que foi na estréia, depois de quase nove meses sem uma partida oficial", lamentou o jogador, que mostrou tranquilidade. "Sou experiente. Já passei por várias situações e não vai ser um lance desses que vai estragar a imagem que construí", completou.

Edson acredita que o fato de o técnico René Simões ter poupado alguns titulares influiu no resultado, mas o pensamento tem que estar mesmo na Ponte Preta, adversário na Copa do Brasil.

"O professor acabou mudando jogadores e isso dificulta pelo conjunto. Quando você muda seis, sete, as dificuldades vão acontecer. Mas este foi um daqueles dias em que nada deu certo. O importante é que temos um jogo difícil contra a Ponte Preta e esses erros não podem acontecer", concluiu.

Milan, Real e Arsenal vacilam e dão títulos a rivais

Em rodada decisiva dos principais torneios da Europa, realizada neste sábado, Milan, Real Madrid e Arsenal não conseguiram atingir seus objetivos e adiar o encerramento dos torneios na Itália, Espanha e Inglaterra. Além disto, sem o título nas mãos, as equipes ainda tiveram que ver os rivais Inter, Barcelona e Manchester United comemorarem mais uma conquista nacional, alguns deles até sem precisar entrar em campo para assegurar a fatura.

Na Itália, país em que a Inter de Milão dominou o futebol nas últimas três temporadas, o final não foi diferente neste ano. Principal ameaça ao tetracampeonato do clube dos brasileiros Júlio César e Maicon, o Milan não conseguiu adiar mais uma conquista do rival e teve interrompida a sua perseguição neste sábado, dando fim à disputa.

Em Údine, o time de Kaká, Alexandro Pato e Ronaldinho não foi páreo para a Udinese e foi derrotado por 2 a 1, dando adeus ao sonho de quebrar o domínio do rival de Milão. Agora com sete pontos a menos e uma partida a mais, a equipe rubro-negra não pode mais alcançar os líderes restando duas rodadas para o final e deu início à grande festa na Itália, que deve ser ampliada neste domingo.

Já campeã sem a necessidade de entrar em campo, a Inter encara o Siena em seus domínios, no Giuseppe Meazza, que deve estar totalmente lotado para a comemoração de mais um troféu nacional, o 17ª de sua história. Principal destaque do elenco, o sueco Ibrahimovic adiantou as comemorações já neste sábado, mas deixou claro que gostaria de assegurar a conquista dentro de campo. "Seria melhor se tivéssemos conquistado o título com uma vitória no domingo, mas assim também está bom. O mais importante foi sermos campeões", festejou.

Outra hegemonia européia que foi mantida neste sábado ocorreu graças a um empate sem gols entre Arsenal e Manchester United, que fez do Old Trafford o palco de mais uma festa dos atuais campeões continentais e mundiais. Apesar de estar envolvido na decisão do final de semana, o rival comandado por Arsene Wenger já não tinha mais chances de levar o troféu, mas poderia dificultar a vida da equipe de Cristiano Ronaldo e companhia e ajudar o Liverpool.

Agora com sete pontos a mais que o segundo colocado e restando apenas uma rodada para o término do principal torneio inglês, o Manchester confirma sua 18ª conquista da competição e iguala a marca do Liverpool. Além disto, a equipe mantém a hegemonia no país, com o terceiro título consecutivo e o 11º sob o comando do técnico Alex Ferguson, que está à frente do clube desde 1986.

Se Itália e Inglaterra viram a repetição da história dos últimos anos, a Espanha vive um final diferente e a festa de outra torcida neste final de semana. Assim como ocorreu com a Inter de Milão, o Barcelona se sagrou campeão pela 19ª vez sem precisar suar a camisa, mas interrompeu um domínio do rival Real Madrid, vencedor das duas últimas edições da competição nacional.

Com o título catalão parecendo apenas uma questão de tempo, a confirmação veio neste sábado com o tropeço dos madrilenos diante do Villarreal pelo placar de 3 a 2. Ainda com duas rodadas a serem disputadas e um jogo a menos que o oponente, o Barcelona dos 103 gols e os astros Messi, Eto'o e Henry mantém oito pontos de vantagem na ponta e já não podem mais ser alcançados. Além disto, a exemplo do que ocorre com o Manchester United, a equipe sonha com a temporada perfeita com o objetivo de conquistar a Copa dos Campeões nos próximos dias e fechar a tríplice coroa, já que levantou na última semana a Copa do Rei da Espanha.

sábado, 16 de maio de 2009

Brasileiro série B

Resultados:

Paraná 0x0 Ponte Preta
Duque de Caxias 4x2 Juventude

Hoje:

ABC x Figueirense
São Caetano x Bahia
Ceará x Vasco
Guarani x América-RN
Ipatinga x Vila Nova
Brasiliense x Campinense

Cielo cita "sunguinhas" e diz que natação está mais atrativa

De sunga, bigode e cabeludo, Mark Spitz tirou uma célebre foto com as sete medalhas de ouro conquistadas em Munique 1972 penduradas no pescoço. No atual contexto da natação, marcado pela avalanche de recordes que acompanha a introdução dos modernos trajes, a imagem do veterano parece algo pré-histórico. César Cielo, campeão olímpico nos 50m livre, aprova a nova cara do esporte.

"Em muitos anos, não vai acontecer uma nova revolução tecnológica como a que está acontecendo. Agora, temos outro formato de tempo, outra geração. A natação mudou completamente e, para mim, ficou mais atrativa, desde que todos tenham acesso às novidades. Para mim, está muito mais atrativo do que antes", reiterou.

Já nos primeiros meses deste ano, o nadador viu o estabelecimento de novas marcas mundiais para suas duas especialidades. Nos 50 m, o francês Frederick Bousquet cravou 20s94. Também francês, Alain Bernard fez 46s94 e quebrou o recorde mundial dos 100 m livre, prova na qual Cielo ficou em terceiro nos Jogos de Pequim.

Para o brasileiro, boa parte da polêmica provocada pela revolução tecnológica na natação é resultado da incessante quebra de marcas estabelecidas por grandes nomes da história do esporte. Nos Jogos de Pequim, ele mesmo desbancou o russo Alexander Popov nos 50 m livre.

"Acredito que isso influência muito. Não é fácil ver o recorde de oito anos do Popov sumir do mapa tão rápido e não estar mais nem entre os 10 melhores tempos. É complicado, isso machuca o pessoal. Eles continuam falando que nadavam de sunguinhas e sem toucas, mas não tem como brecar a tecnologia", disse.

O nadador calcula que dentro de alguns anos o esporte deve se estabilizar novamente. Desta forma, os tempos passariam a durar mais. "Tem que esperar um pouco até as marcas começaram a estancar de novo e ficar difícil de se bater um recorde mundial", encerrou.

Manchester empata, leva título e iguala recorde do Liverpool

Com uma rodada de antecedência, o Manchester United sagrou-se tricampeão do Campeonato Inglês ao empatar, neste sábado, com o Arsenal por 0 a 0, no Estádio Old Trafford.

» ESPN: assista ao compacto do jogo

Com a conquista, o Manchester iguala o recorde do Liverpool em número de títulos da competição: 18. O técnico Alex Ferguson, desde 1986 no comando do clube, esteva no comando em 11 deles.

O empate por 0 a 0 foi garantido depois de um pouco de dose de sofrimento. Aos 40min do segundo tempo, Fábregas acertou a trave do Manchester e nos minutos finais o Arsenal esboçou pressão no campeão.

Com a vitória, o Manchester chegou aos 87 pontos e não pode ser alcançado pelo Liverpool, que tem 80 e apenas dois jogos a realizar. O Arsenal é o quarto com 69 e disputará a fase preliminar da Copa dos Campeões na temporada 2009/2010.

Os tricampeões agora voltam todas as suas atenções para a final da Copa dos Campeões, contra o Barcelona, no próximo dia 27, em Roma, na Itália.

Caso conquiste o bicampeonato europeu, esta será a temporada mais vitoriosa da história do clube, que em 2008/09 já levantou quatro taças: Supercopa da Inglaterra, Mundial de Clubes, Copa da Liga Inglesa e Campeonato Inglês.

O único revés ocorreu na semifinal da Copa da Inglaterra. O Everton foi o responsável pela façanha e enfrentará na decisão o Chelsea.

Hoje na TV

6 horas - Tênis: Torneio de Madri (WTA); BandSports
8h45 - Campeonato Inglês: Manchester United x Arsenal; ESPN Brasil
9h30 - Copa do Mundo de Ginástica: Etapa de Glasgow; SporTV
10h30 - Campeonato Alemão: Hoffenheim x Bayern de Munique; BandSports
10h30 - Campeonato Alemão: Hannover x Wolfsburg; ESPN Internacional
11 horas - Campeonato Inglês: Tottenham x Manchester City; ESPN Brasil
11 horas - Tênis: Masters de Madri; SporTV
15 horas - Campeonato Espanhol: Osasuna x Sevilla; ESPN Internacional
15h30 - Campeonato Português: Porto x Trofense; BandSports
15h30 - Campeonato Italiano: Udinese x Milan; SporTV e ESPN Brasil
16h10 - Série B: Ceará x Vasco; RedeTV e Pay-per-view
16h10 - Série B: ABC x Figueirense; Pay-per-view
16h10 - Série B: São Caetano x Bahia; Pay-per-view
16h10 - Série B: Guarani x América; Pay-per-view
16h10 - Série B: Ipatinga x Vila Nova; Pay-per-view
17 horas - Campeonato Espanhol: Villarreal x Real Madrid; ESPN Internacional
18h30 - Brasileirão: Atlético-MG x Grêmio; SporTV
18h30 - Brasileirão: Coritiba x Santo André; Pay-per-view
18h30 - Brasileirão: Flamengo x Avaí; Pay-per-view
19 horas - Natação: Grand Prix de Charlotte; SporTV 2
21h30 - NBB: Joinville x Limeira; SporTV 2
21 horas - Série B: Brasiliense x Campinense; Pay-per-view

Jogador supera depressão para atuar na NFL

Enquanto repórteres se reuniam no início deste mês, disseram a Shawn Andrews, o duas vezes jogador de linha ofensiva do Pro Bowl que combateu a depressão, que ele novamente parecia estar com sua familiar jovialidade. E, de fato, ele parecia descontraído. Ele usava um penteado com uma crista de cor ferrugem. E estava na frente de um armário com uma imagem do Bob Esponja Calça Quadrada no formato de uma bola de futebol ao lado de uma fotografia de seu mais novo filho, JaShawn.

Mas ele não estava de total acordo com a avaliação alto-astral.

"Existem as coisas boas e as ruins", disse Andrews, 26 anos, sobre si mesmo. "Se vocês conhecerem a canção 'Tears of a Clown', ela meio que descreve um pouco de meu passado até agora."

Ele quase começou a cantar antes de se conter.

Mais tarde, em uma entrevista em 3 de maio no minicampo dos Eagles, Andrews, com seus 1,95 metro e 149,7 quilos, fez algo que atletas quase nunca fazem - principalmente jogadores de linha ofensiva da NFL, protegidos por capacetes, almofadas e uma cultura machista que desencoraja qualquer reconhecimento de vulnerabilidade. Ele falou longamente sobre sua luta contra a depressão, que revelou no último verão americano após uma temporada no campo de treinamento.

Andrews pesava 104,3 kg aos 12 anos e disse que lutou com sua auto-imagem por muito tempo, tendo sido importunado por seu tamanho e por ter crescido pobre em Camden, Arkansas. Ele disse que antes de sua temporada de estréia em 2004 recebeu notícias de que um amigo de infância estava planejando matá-lo por dinheiro. Afirmou que passou a se arrepender dos gastos excessivos em carros caros e outras baboseiras que hoje considera supérfluas.

Ele disse que se sentiu radiante com o nascimento de seu filho há 13 meses e meio, mas que se perguntava se ele estava pronto para ser pai, prometendo a si mesmo que estaria presente para JaShawn de uma forma que seu próprio pai não esteve.

Talvez o mais revelador foi o fato de Andrews acreditar que, de certa forma, tenha sido forçado ao futebol americano quando estava no sexto ano por ser grande, não porque ele tinha uma paixão particular pelo esporte. Ele disse que nunca havia assistido a um jogo de futebol americano profissional inteiro, a menos que ele mesmo estivesse jogando.

Após quebrar a fíbula direita em sua primeira temporada e passar a maior parte da última temporada com uma lesão nas costas, Andrews disse temer que as lesões físicas do futebol possam impedi-lo de jogar com seu filho no futuro. Ele vai desencorajar JaShawn de participar do esporte, afirmou.

Andrews disse que havia consultado um psiquiatra no último verão em Little Rock, e depois na Filadélfia, mas que não está freqüentando a terapia atualmente. No entanto, revelou que estava sob antidepressivos, além do medicamento Adderall, para tratar um distúrbio de déficit de atenção.

Ele disse compreender que algumas pessoas tenham pouca compaixão por um atleta profissional tão bem pago e que alguns de seus colegas talvez sintam que ele esteja exagerando, ou usando a depressão como desculpa para uma indiferença no futebol. "Tudo bem", ele disse. "Eu não trabalho para eles. Eles não pagam minhas contas. Eles não cuidam da minha família."

Ele contou que recebeu parabéns de alguns jogadores na liga que lhe disseram sentir a mesma coisa e de outros que afirmaram se encorajar por sua confissão.

"Muita gente diz que o futebol deve ajudar a canalizar sua raiva e agressividade", disse Andrews. "Mas não é tão fácil quanto as pessoas pensam."

Seu sistema de apoio cresceu. Os Eagles contrataram seu irmão mais velho, Stacy, e seu colega de quarto do tempo da faculdade em Arkansas, Jason Peters, para jogar ao lado dele na linha ofensiva. Para acomodar as contratações, Andrews passou de right guard para right tackle, pelo menos por enquanto. As mudanças ocorreram por razões técnicas, não devido à saúde mental de Andrews, disse o treinador Andy Reid. Andrews disse que estava relutante em revelar essas questões para as pessoas mais próximas dele porque "queria uma opinião neutra". Mesmo assim, disse, ter seu irmão e Peters por perto "definitivamente é um conforto".

Em comparação ao ano passado, disse Andrews, "estou numa situação melhor, mentalmente e fisicamente". Stacy Andrews disse que Juan Castillo, treinador da linha ofensiva dos Eagles, falou durante um treino recente que havia visto Shawn rir e se divertir pela primeira vez em um longo período.

No minicampo, Shawn brincava com freqüência com os repórteres. Quando lhe perguntaram seu peso exato, ele disse, "estou esperando para comer".

O humor, disse mais tarde, é uma estratégia antiga que usa para compensar sua falta de confiança e infância pobre. É uma das razões por ele se identificar com Bob Esponja Calça Quadrada, um personagem que mantém um sorriso mesmo quando azucrinado.

"É difícil para um estudante aprender quando está preocupado com quem está zombando de suas roupas e quem o atormenta todos os dias", disse Andrews.

Sua mãe, Linda, criou três filhos com US$ 300 por semana trabalhando na fábrica da International Paper em Camden, disse Andrews, e depois perdeu o emprego após o fechamento da usina, logo após ele entrar na Universidade de Arkansas. Um dia no treinamento, lembrou Andrews, ele começou a chorar durante os exercícios de alongamento e não conseguia se mover. Ele largou cedo a faculdade, dizendo que não podia suportar ver sua mãe batalhando para manter as luzes acesas.

Após assinar com os Eagles em 2004, ele comprou um Mercedes-Benz para sua mãe e disse que passou a gastar em futilidades para si, comprando um Hummer, jóias caras e, mais tarde, um Rolls-Royce.

"Comprei um monte de coisas que pensei serem boas para incrementar quem eu realmente era, fazer as pessoas gostarem mais de mim, tentar impressionar ao invés de ser esperto", disse Andrews. "Desperdicei US$ 300 mil em um carro. Tive sorte em conseguir ter uma compreensão sobre mim antes que fosse tarde demais."

Os outros começaram a tratá-lo de forma diferente, disse. Antes de sua temporada inicial, ele disse que um antigo amigo de Arkansas lhe perguntara: "Quanto você vale?". Depois, o amigo pediu ajuda para pagar pensão alimentícia, aluguel e financiamento do carro. Após se recusar, contou Andrews, o amigo o convidou para ir ao campo caçar. Outro amigo lhe alertaria mais tarde que estavam armando para que ele levasse um tiro no que pareceria um acidente de caça, disse Andrews.

A história não pôde ser apurada de forma independente. Rich Moran, agente de Andrews, disse por e-mail que desconhecia o incidente.

Com a aproximação da temporada 2008, Andrews disse que foi pego por um turbilhão pessoal. O nascimento de seu filho trouxe animação e certa preocupação.

"Tinha uma nova obrigação, e vou cumpri-la por causa da minha experiência passada", disse Andrews se referindo à sua criação em um lar sustentado apenas pela mãe.

Ao mesmo tempo, Andrews disse que seu interesse pelo futebol começou a enfraquecer.

"Estava festejando, bebendo para tentar esconder o que realmente estava acontecendo", disse. "Temporariamente, isso me ajudou. Num panorama mais amplo, na verdade não ajudou."

Ele se negou a ir para um campo de treinamento. O time disse que ele seria multado com US$ 15 mil diários. Quando Moran lhe contou quanto dinheiro ele poderia perder, Andrews disse que sua reação foi: "E daí?".

No início de agosto, quando boatos sobre sua ausência aumentavam, Andrews contou a repórteres que estava sofrendo de depressão, havia procurando ajuda profissional e estava sob medicação. Ele acabou voltando para o time, mas participou de apenas dois jogos antes de descobrir uma hérnia de disco em suas costas, que exigiu cirurgia.

Por um breve período na temporada passada, ele disse que parou de tomar os remédios.

"Estava me sentindo ótimo, para mim, tudo havia terminado", disse Andrews. "Cara, tudo desabou. Nunca fui um grande fã de medicação, mas neste momento é crucial para mim." "Até agora, fora da temporada, Raid disse que Andrews está "fazendo um ótimo trabalho". Andrews disse que a mudança para a posição de tackle poderia rejuvenescer sua carreira.

Mesmo assim, seu entusiasmo renovado é relativizado pelo fato de ter perdido quase duas temporadas inteiras devido a lesões.

"Toda angústia física que passei, o pensamento de não ser capaz de levantar e brincar com meu filho, tudo isso faz minha mente continuar todos os dias", disse Andrews.

Ele vê alguns de seus colegas deixando coisas de lado e depois lutando para consertá-las e recuperá-las.

"Não quero viver dessa forma", disse Andrews.

Vágner Mancini afasta meia e atacante no Santos

O técnico do Santos, Vágner Mancini, se irritou na tarde desta sexta-feira ao comentar a situação do meia Lucio Flavio e do atacante Roni, que negociam suas saídas da Vila Belmiro. Os dois não estão nos planos do clube para o Campeonato Brasileiro. O treinador não gostou de ser insistentemente questionado sobre o assunto, mas deixou bem claro que ambos estão afastados do elenco até resolverem o que irão fazer de suas carreiras.

No começo, Mancini respondeu a questão de uma forma global, negando a existência de uma lista de dispensas. "Não iremos fazer isso com nenhum atleta. Acima de tudo, são seres humanos e ninguém aqui falou em lista. Isso não existe. O que tem é o que acontece em toda a equipe, com peças sendo modificadas. Vamos fazer isso de uma forma muito simples, mas, infelizmente, isso acaba gerando algum tipo de especulação", disse.

Depois, quando foi indagado sobre as situações específicas de Lucio Flavio e Roni, que ao lado de Adriano, Tiago Luís e Peri - em período de testes - ficaram trabalhando à parte do restante do grupo, que participou de um treinamento coletivo na tarde desta sexta, o comandante alvinegro revelou o motivo de a dupla não estar treinando com os demais jogadores.

"Em nenhum momento disse que eles estavam fora dos planos. A diretoria também não disse isso. Existe muita coisa que é discutida, que não é passada para vocês (jornalistas). A verdade é que existem vários clubes atrás do Lucio e do Roni. Eles são atletas que tinham condições de dar certo, só que até agora não deram. Por enquanto, eles estão afastados porque estão negociando com outras equipes. Enquanto houver dúvida quanto a isso, nós não vamos utilizá-los", contou.

Vágner Mancini disse que teve uma conversa com Lucio Flavio, onde expôs o seu pensamento ao meia. "O Lucio Flavio teve oportunidades e sabe que não agradou. Agora, não é por causa disso que tem alguém colocando ele para fora do Santos. Expliquei isso para ele. Temos que ver se ele realmente está negociando com outra equipe. Deixei bem claro a ele que não vou colocar em campo alguém que esteja negociando com outro time", afirmou.

Apesar de toda a polêmica, Lucio Flavio e Roni ainda podem ser reintegrados ao grupo. "Para que fique claro: eles não serão aproveitados no domingo, contra o Goiás, mas nada impede que eles voltem a fazer parte do time posteriormente. Amanhã, se a possibilidade deles saírem se esgotarem, o Lucio Flavio e o Roni são atletas do Santos e serão utilizados normalmente", encerrou.

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Brasileiro série B

Resultados:

Portuguesa 2x1 Fortaleza
Atlético - GO 3x1 Bragantino

Outros jogos:

15/5 21h Durival de Brito Paraná x Ponte Preta
15/5 21h Raulino de Oliveira Duque de Caxias x Juventude
16/5 16h10 Frasqueirão ABC x Figueirense
16/5 16h10 Anacleto Campanella São Caetano x Bahia
16/5 16h10 Castelão Ceará x Vasco
16/5 16h10 Brinco de Ouro Guarani x América-RN
16/5 16h10 Ipatingão Ipatinga x Vila Nova
16/5 21h Boca do Jacaré Brasiliense x Campinense

Roberto Carlos aconselha Kaká a jogar no Real

Apesar de ter feito juras eternas de amor ao Milan, o meio-campista Kaká poderá deixar o clube em breve, pois é um dos jogadores mais cobiçados do mercado e prioridade na lista de contratações do Chelsea, da Inglaterra, e do Real Madrid, da Espanha.

Se resolver deixar o time rubro-negro ao final da temporada e respirar novos ares, o ex-são-paulino não chegará "às cegas" a um novo destino. Se no Chelsea ele poderá contar com o apoio do técnico Carlo Ancelotti, cuja contratação é dada como certa pelo clube londrino, no Real a "apresentação" já foi feita por um antigo companheiro: Roberto Carlos.

Considerado o melhor lateral-esquerdo da história do clube, o brasileiro, hoje defendendo as cores do Fenerbahce, da Turquia, conversou com Kaká e aconselhou o meio-campista a assinar contrato rapidamente com o Real.

"Se tiver a oportunidade, deveria falar com Florentino Pérez. Se falar com ele, com certeza você assina com o Real Madrid. Você é um jogador para o Real Madrid. Tire da cabeça a idéia de jogar na Inglaterra", declarou o jogador, segundo a agência Ansa Latina.

Desta forma, Roberto Carlos, que ligou para o ex-companheiro de Seleção para convidá-lo ao seu casamento, teria aconselhado Kaká a acertar transferência para o Santiago Bernabéu com o principal favorito a assumir a presidência do clube, no pleito marcado para o dia 14 de junho.

Roberto Carlos conhece de perto o estilo de comando de Florentino Pérez, já que trabalhou com o dirigente durante a época "galáctica" do Real, no início do ano 2000, tendo como companheiros de equipe Figo, Ronaldo, Zidane, Beckham, dentre outros.

Lateral Leandro está próximo de acerto com Vitória

O lateral-esquerdo Leandro, que deixou o Fluminense ainda no início da temporada, está perto de acertar com o Vitória. O jogador, que teve passagens por Cruzeiro e Palmeiras já teve as bases salariais acertadas e o time baiano deve definir ainda nesta sexta a parceria com uma empresa que vai bancar parte dos salários do atleta.

Já o meia Rafael Bastos, que teve poucas oportunidades no time rubro-negro, foi dispensado pela diretoria.

Após a goleada por 4 a 0 sofrida para o Vasco, resultado que reduziu as possibilidades de a equipe passar à próxima fase da Copa do Brasil, o Vitória tenta a reabilitação no próximo domingo, contra o Sport, no Barradão, pelo Campeonato Brasileiro.

Há menos de um mês à frente da equipe, o técnico Paulo César Carpegiani foi cobrado por dirigentes e conselheiros para explicar as mudanças táticas que fez na equipe contra o Vasco.

Nesta sexta-feira, pela manhã, jogadores, integrantes da comissão técnica e dirigentes cumpriram um ritual que é tradição na Bahia: foram à igreja do Bonfim para agradecer pela conquista do tricampeonato estadual e os 110 anos de fundação do clube.

Phelps fica em segundo no retorno às piscinas

O nadador americano Michael Phelps, que conquistou oito medalhas de ouro nos Jogos Olímpicos de Pequim, teve de se contentar com um segundo lugar na disputa dos 200 metros livre do meeting de Charlotte, nos Estados Unidos.

Phelps voltou hoje às piscinas após cumprir os três meses de suspensão por ter sido flagrado fumando maconha.

O vencedor da prova foi Darvis Tarwater, que fez uma marca de 1min50s11. Já o oito vezes campeão olímpico fez 1min50s46 - o recorde mundial, em seu poder, é de 1min42s96.

Phelps também é o detentor do ouro olímpico dos 200 metros livre. Seu tempo foi apenas o terceiro das eliminatórias.

Hoje ele disputa os 100m borboleta, enquanto no sábado competirá nos 50 e 100m costas, e no domingo os 100m livre.

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Djokovic passa por Seppi e chega às quartas

O tenista sérvio Novak Djokovic derrotou o italiano Andreas Seppi por 2 sets a 0, com duplo 6/4, garantindo vaga nas quartas do Masters de Madri.

Djokovic, terceiro favorito, pega o vencedor do jogo entre o croata Ivan Ljubicic e o francês Gilles Simon, oitavo favorito.

O sérvio tenta retomar em Madri o terceiro lugar do ranking de entradas da ATP. Djokovic foi ultrapassado pelo britânico Andy Murray na lista na última segunda-feira.

Murray, porém, também fez a sua parte e está nas quartas depois de derrotar o espanhol Tommy Robredo nesta quinta-feira por 2 sets a 0, parciais de 7/5 r 6/1.

Time de Nenê volta à final de conferência depois de 24 anos

Depois de 24 anos de espera, o Denver Nuggets, do ala-pivô brasileiro Nenê Hilario, voltou à decisão da Conferência Oeste da NBA graças a uma vitória, em casa, nesta quarta-feira, sobre o Dallas Mavericks por 124 a 110.

Com o triunfo no Pepsi Center, os Nuggets fecharam em 4 a 1 a série melhor de sete contra os texanos, e agora esperam a definição de seu adversário na decisão, que sairá do confronto entre Los Angeles Lakers e Houston Rockets, com vantagem de 3 a 2 para os atuais vice-campeões da NBA.

O destaque da franquia do Colorado ficou mais uma vez com o ala Carmelo Anthony, que marcou 30 pontos, enquanto o armador Chauncey Billups contribuiu com outros 28 e distribuiu 12 assistências.

Já Nenê, um dos destaques dos Nuggets depois de assumir a condição de titular absoluto com a transferência de Marcus Camby para o Los Angeles Clippers, deixou a quadra com 17 pontos e 7 rebotes.

O ala-pivô brasileiro, que jogou por 41 minutos, converteu 8 de 10 arremessos de quadra e 1 de 2 lances livres, além de recuperar duas bolas, distribuir uma assistência e dar um toco.

Pelos Mavericks, o ala alemão Dirk Nowitzki marcou 32 pontos e capturou 10 rebotes, enquanto o veterano armador Jason Kidd, que disputou sua última partida pela franquia texana, converteu outros 19 e distribuiu 9 assistências.

Os Nuggets chegam à decisão da Conferência Oeste com uma campanha de oito vitórias e apenas duas derrotas nos playoffs desta temporada.

Além disso, o time de Nenê alcançou nesta quarta-feira a marca de 16 triunfos consecutivos no Pepsi Center, mostrando que os jogos em casa podem ser decisivos para o sonho de chegar à grande decisão da liga profissional americana de basquete.

África do Sul inicia treinos para Copa das Confederações

A seleção da África do Sul, comandada pelo técnico brasileiro Joel Santana, inicia os treinamentos para a disputa da Copa das Confederações nesta quinta-feira. Além da responsabilidade de fazer um bonito papel na competição que antecede a Copa do Mundo de 2010, a seleção sul-africana jogará o torneio diante de sua torcida.

A equipe estréia na Copa das Confederações dia 14 de junho deste ano, contra o Iraque. Nova Zelândia e Espanha completam o Grupo A da competição.

Contando com 30 jogadores em seu atual elenco, Joel Santana precisará diminuir o número de jogadores para a competição. No dia 4 de junho, o técnico brasileiro precisará cortar sete jogadores e fechar o grupo para a pré-Copa do Mundo.

Antes da partida de estréia da África do Sul, a seleção de Joel terá um importante teste. A equipe tem um amistoso marcado com a Polônia, dia 6 de junho.

nova marcação: Copa das Confederações

Mano Menezes admite interesse em Edno

Depois da vitória sobre o Fluminense por 1 a 0, no Pacaembu, o nome do meia-atacante Edno, da Portuguesa, foi assunto do técnico Mano Menezes. Especula-se que o jogador poderia ser envolvido em uma troca com quatro jogadores corintianos. O treinador não negou o interesse na troca, mas acha difícil no momento. Edno tem contrato com a Portuguesa até 2013 e também é pretendido pelo São Paulo.

"O outro lado vai querer jogadores importantes nossos, e nós não temos condições de fazer isto neste momento. Temos de pensar nesta reta final da Copa do Brasil e vamos precisar de uma quantidade de jogadores maior. Quando passarmos desta fase, poderemos pensar nisto com mais calma", explicou Mano Menezes.

O treinador também aproveitou para falar do volante Moradei, que volta ao Parque São Jorge depois de ser rebaixado com o clube no Brasileiro de 2007. O jogador assinou contrato com o Corinthians até 2011 e vai se apresentar nesta quinta-feira, às 15h.

"Foi uma solicitação que fiz. Eu precisava de um primeiro volante para ontem e tinha boas indicações. Então fomos buscar um jogadores que já conhecíamos, e acho que cabe no elenco agora. Nós temos o Cristian com dois cartões amarelos. Liberamos o Túlio, e provavelmente vamos perder o Fabinho. O Jucilei já fez uma partida pelo Guarani na Copa do Brasil e estou satisfeito com as características dele (Moradei). Vamos esperar a parte técnica dele", explicou Mano Menezes

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Informação

Com parte nas novidades do blog para esse semestre (a partir de julho iremos trazer novas novidades), tenho aqui uma lista das quais ja foram colocadas no blog (algumas foram tiradas a pedidos):

. Músicas no perfil (desabilitado)
. Especiais (no começo do ano e do Internacional
. Vídeos (será desabilitado)
. Novas enquetes (voltando hoje)
. Novos slides
. Relógio (começando hoje)

Obs: pode ser que apareça outra novidade sem ser a citadas acima nesse semestre, mas vocês ficarão sabendo.

Próximo semestre:

. Novos especiais
. Comemoração de aniversário do blog
. Especial de fim de ano
. Uma entrevista com nossos boleiros (colocadas no canto do blog)

Obs: podem ser também que apareça outra novidades além dessas, mas todos os visitantes serão avisados.

Em agradecimento,
Blog do Esporte

Hoje na TV

7 horas - Tênis: Masters de Madri; SporTV 2
14 horas - Campeonato Francês: Nice x Olympique de Marselha; SporTV 2
15 horas - Campeonato Alemão: Schalke 04 x Stuttgart; ESPN Internacional
15 horas - Campeonato Alemão: Hamburgo x Bochum; BandSports
15h45 - Copa da Itália: Sampdoria x Lazio; ESPN Brasil
16 horas - Campeonato Francês: Valenciennes x Bordeaux; SporTV
17 horas - Copa do Rei: Barcelona x Athletic Bilbao; ESPN Internacional
17 horas - Tênis: Masters de Madri; SporTV 2
18h30 - Surfe: Etapa do Taiti do WCT; SporTV 2
19h30 - Copa do Brasil: Vasco x Vitória; SporTV e ESPN Brasil
19h30 - NBB: Paulistano x Pinheiros; SporTV 2
21h50 - Copaa do Brasil: Corinthians x Fluminense; Globo, Bandeirantes, SporTV 2 e ESPN Brasil
21h50 - Copa do Brasil: Flamengo x Inter; SporTV e ESPN Internacional

É uma hora boa para fazer história no Flu, diz Fred

O Fluminense enfrenta o Corinthians, às 21h50 (de Brasília) desta quarta-feira, no Pacaembu, pelas quartas-de-final da Copa do Brasil, mas nada no duelo chama mais atenção do que o encontro de Fred com Ronaldo. Quando a bola rolar, haverá mais 20 jogadores em campo, mas será difícil tirar os olhos da dupla. O matador tricolor mostra que entende claramente sua responsabilidade nesse enredo.

» Teremos que nos desculpar por fazer gols, diz Fred
» Julgamento de Dentinho deixa Mano indignado
» Leia mais notícias do O Dia
» Veja as últimas do Fluminense

"Esta é uma hora boa para fazer história no Fluminense. A hora é agora", resumiu o artilheiro.

Desde que ficou definido o confronto com o Corinthians, Carlos Alberto Parreira insiste em lembrar seus jogadores para não respeitarem demais o atacante rival. A maior preocupação do treinador é com os jovens, mas o alerta serve também para os mais experientes.

Fred era um adolescente quando Ronaldo ganhou dois dos seus prêmios de melhor do mundo da Fifa, em 1996 e 1997. A admiração existe e só aumentou quando dividiram a concentração da Seleção Brasileira na Copa de 2006, sob o comando de Parreira. Mas o sentimento acaba na lateral de campo.

"Se o zagueiro adversário for o meu pai, vou querer passar sempre por ele. Se o goleiro for meu irmão, vou querer meter 15 gols. Se eu agiria assim com família, de sangue, porque seria diferente diante de um ídolo?", disparou.

Jogadora brasileira de vôlei morre em acidente

A jogadora de vôlei brasileira Patricia Xavier, 15 anos, morreu nesta quarta-feira em um hospital da cidade espanhola de Santiago de Compostela, vítima dos ferimentos por um acidente de trânsito há dez dias. Ela jogava na equipe do Emevé Lugo, da cidade de Lugo, na Espanha.

Patrícia estava em um microônibus com sua equipe voltando de um campeonato quando o veículo saiu da pista, nas imediações do aeroporto de Santiago de Compostela. O motorista andava a 105 km/h em uma via de 40 km/h, segundo análise do tacógrafo.

A brasileira acabou internada em coma, enquanto duas jogadoras morreram na hora. Outras cinco pessoas ficaram com ferimentos graves, enquanto igual número saiu com ferimentos leves.

Patrícia Xavier estava há dois anos no voleibol espanhol e tinha o esporte como paixão. Em seu perfil em um site de relacionamentos, ela integrava diversas comunidades de vôlei, em especial as que faziam menção à jogadora Paula Pequeno, da Seleção feminina.

A jovem, de 1,75 m, não participava de nenhuma Seleção brasileira de base no momento e usava a camisa número 8 no Emevé Lugo.