segunda-feira, 29 de junho de 2009

Seleção é recebida com festa em São Paulo

Sete jogadores terminaram uma longa viagem no final da manhã desta segunda-feira. O grupo da Seleção Brasileira que desembarcou em São Paulo foi o último a se separar e teve recepção com enorme festa no aeroporto, depois do título da Copa das Confederações conquistado no domingo.

Robinho, Luís Fabiano, Elano, Miranda, André Santos, Alexandre Pato e Luisão foram os atletas que ficaram em São Paulo. Logo no desembarque, muito assédio da imprensa e de cerca dos 100 torcedores que estavam no local.

No entanto, os funcionários do aeroporto foram os mais sortudos. Afinal, puderam tirar fotos com os ídolos e receber autógrafos.

Antes, parte da Seleção já havia desembarcado no Rio de Janeiro. Outros, como o meio-campista Kaká, voltaram da África do Sul diretamente para a Europa. Kaká, no caso, se apresenta na terça-feira ao Real Madrid, seu novo clube.

Argentinos "temem" duelo com Brasil e pedem ajuda divina

A Argentina não vive um bom momento nas Eliminatórias à Copa de 2010 - é a quarta colocada, dois pontos acima da zona de repescagem - e tem o líder Brasil como próximo adversário na competição, em setembro, como mandante. Com o mau futebol aliado à série de triunfos do rival, como a recente conquista da Copa das Confederações, alguns argentinos já pedem a Deus uma ajuda divina a sua seleção.

Na edição desta segunda-feira, o jornal argentino Olé estampa a seguinte manchete: "Oremos. Brasil ganhou a Copa das Confederações. Perdia por 2 a 0 a final, mas no segundo tempo se enfureceu e deu o troco com 3 a 2 contra os Estados Unidos. Não para de ganhar a equipe de Dunga, próxima rival da Argentina nas Eliminatórias: que Deus nos ajude", diz.

Nas Eliminatórias, o Brasil soma 27 pontos e pode assegurar uma das quatro vagas diretas à Copa da África do Sul caso vença seu próximo duelo e conte com uma combinação de resultados. A Argentina, por sua vez, terá que derrotar os brasileiros para não correr o risco de fechar a 15ª rodada na zona de repescagem, que coloca um sul-africano frente a frente com a quarta melhor seleção da Concacaf.

Massa cobra melhorias para corrida em Nurburgring


Afastado do calendário da Fórmula 1 desde 2007, o circuito de Nurburgring tem volta marcada para 12 de julho, o que deixa Felipe Massa preocupado. Mesmo sem muitas informações sobre o palco do Grande Prêmio da Alemanha, o brasileiro cobra melhorias da Ferrari, que desta vez tem mais tempo que o comum para desenvolver o modelo F60.

Tradicional sede da etapa da Europa, Nurburgring deixou a Fórmula 1 há dois anos, após a construção da pista de Valência. Agora, voltará a sediar a corrida germânica cumprindo um revezamento com Hockenheim, em um contexto que deixa as equipes em dúvida acerca das condições que encontrarão em breve, conforme assinala Massa.

"Como não estivemos lá por um tempo, é difícil dizer se o autódromo vai se encaixar com o nosso carro, mas talvez o KERS (Sistema de Recuperação de Energia Cinética) seja mais útil que em Silverstone", disse..

Caso a previsão do paulista se confirme, o desempenho da Ferrari na Alemanha será muito bom, visto que na Inglaterra ele conseguiu sair do 11º lugar do grid para terminar na quarta colocação, resultado definido por ele como "uma vitória".

Em todo caso, para aumentar ainda mais suas chances de brilhar, ele quer ver seu time trabalhando forte, visto que o intervalo entre as duas etapas é de três semanas.

"Independentemente do que acontecer, espero que tenhamos algumas atualizações no carro. Estou otimista quanto a um bom fim de semana", finalizou.

Com Dunga, Luís Fabiano supera Pelé, Ronaldo e Romário

Não há outra maneira de um centroavante conquistar a confiança do treinador que não seja fazendo gols. Se Dunga levar isso a sério, Luís Fabiano vai garantindo seu lugar no avião de convocados para a próxima Copa do Mundo. O desempenho do atacante, sob o comando do técnico da Seleção Brasileira, é numericamente superior ao dos maiores artilheiros da história na Seleção.

Com os dois gols marcados contra os Estados Unidos, na vitória por 3 a 2 na decisão da Copa das Confederações, Luís Fabiano chegou a 16 em 19 jogos na Era Dunga.

A média de 0,84 gol por partida é melhor que a de Pelé (0,83 gol), Ronaldo (0,62 gol) e Romário (0,83 gol). Os três são os principais artilheiros da história da Seleção.

A boa fase com Dunga tem sabor de redenção para Luís Fabiano, que havia ficado marcado pela irregularidade com Carlos Alberto Parreira. Desde a Copa América de 2004, em que viu brilhar a estrela de Adriano, o atacante não era chamado para a Seleção. Com Parreira, ele fez seis gols em 12 jogos.

Atualmente, Luís Fabiano já é o 21º maior artilheiro da história da Seleção, empatado com Pepe.

Veja os 10 maiores artilheiros da história da Seleção:

1-) Pelé - 95 gols em 114 jogos
2-) Ronaldo - 75 gols em 112 jogos
3-) Romário - 71 gols em 85 jogos
4-) Zico - 68 gols em 94 jogos
5-) Bebeto - 52 gols em 88 jogos
6-) Jairzinho - 44 gols em 106 jogos
7-) Rivellino - 43 gols em 121 jogos
8-) Leônidas - 39 gols em 41 jogos
9-) Tostão - 36 gols em 65 jogos
10-) Ademir de Menezes - 35 gols em 41 jogos

Presidente corintiano indica desgaste e quer deixar o clube

Com mais de duas décadas vivendo o Corinthians com intensidade, o cansaço parece ter pesado para o presidente Andrés Sanchez, que assumiu o cargo no fim de 2007. Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, Andrés alegou cansaço e decepção com a função que exerce no Parque São Jorge.

"Me decepcionei em ser presidente. É um ônus pessoal e financeiro muito grande. Estou há três anos e meio afastado das empresas da minha família. Quero é terminar minha gestão e sair do Corinthians, ir embora e nunca mais me envolver com futebol. Estou cheio de ser presidente. São poucos dias de alegria para muitos de dor de cabeça", admitiu Andrés, cujo mandato vai até o fim da próxima temporada.

Neste ano, Andrés alegou estresse e problemas pessoais para se afastar do cargo durante alguns dias, mas não conseguiu ficar muito longe do clube. "Em todos os poderes, deve haver alternância de poder. Para uns é dois anos, para outros 40", explicou, questionado a respeito da longevidade de Ricardo Teixeira à frente da CBF.

Conhecido também pela vida social bastante ativa, Andrés Sanchez defendeu Ronaldo, com quem já foi visto frequentando festas. "Eu também faço festa. Quem não faz? Não existe no futebol brasileiro um jogador tão profissional quanto o Ronaldo", alegou.

Dono de boa relação com as torcidas organizadas do Corinthians, Andrés defendeu a classe representada pela Gaviões da Fiel. "Nenhuma torcida é violenta. A torcida é hoje o sindicato do futebol. Cobra muito. Respeito todos, mas falo muito mais não do que sim", disse.

Diretor do clube nos tempos da parceria com a MSI, Andrés se negou a comentar o assunto, mas acabou comparando o fundo de investimentos liderado por Kia Joorabchian com a Parmalat, parceira do Palmeiras na década de 90.

"Na Parmalat, teve gente presa por lavagem de dinheiro. Na MSI ninguém foi preso", falou Andrés.

Federer sofre, mas vence reedição de Roland Garros

Roger Federer reencontrou Robin Soderling nesta segunda-feira, depois que ambos decidiram a última edição de Roland Garros, e encontrou dificuldades para superar o algoz do espanhol Rafael Nadal no saibro francês pelas oitavas-de-final de Wimbledon. Mesmo assim, o suíço - cabeça-de-chave número um na grama britânica - derrotou o sueco por 3 a 0, com dois tie-breaks, e aumentou sua "freguesia" diante do rival.

Na comparação com a partida em Paris realizada em 7 de junho, o piso mudou, mas Federer seguiu sem perder parciais para o sueco. Na troca do saibro pela grama, o suíço se destacou com um estilo de jogo já conhecido - assim como o previsto, abusou dos slices para contar com erros não forçados do rival, que vieram especialmente no tie-break do segundo set.

Antes, o helvético nem sequer havia ameaçado o saque do oponente até conseguir a quebra no nono game realizado. Para fechar, na terceira etapa o favorito salvou os únicos dois break points que cedeu em toda a partida para sobressair novamente no desempate.

No encontro de grandes sacadores, o suíço marcou 23 aces e o sueco, 16, sendo que ambos ganharam também mais de 88% dos pontos quando encaixaram o primeiro serviço. Com tanto equilíbrio, o ganhador colecionou no total apenas sete tentos a mais que o perdedor (102 a 97), o que prova, portanto, que Federer realmente definiu o resultado ao se impor nos momentos mais importantes.

Com o triunfo, o número dois do mundo ainda é o único jogador a ter vencido o "novo" Soderling. Desde a grande campanha em Roland Garros, no qual eliminou Rafael Nadal, o escandinavo colecionou nove vitórias em 11 jogos disputados. As únicas duas derrotas vieram exatamente diante do rival da Basileia, que jamais caiu em 11 encontros com o tenista de 24 anos - apenas um set foi perdido.

Classificado após duas horas de bola em quadra, Federer dá mais um passo para alcançar sua sétima final consecutiva de Wimbledon: no próximo domingo, ele espera conquistar o sexto troféu e se tornar o maior conquistador de Grand Slams do tênis. Antes de pensar em fazer história, o atleta precisa faturar três partidas, a primeira contra o espanhol Fernando Verdasco ou o croata Ivo Karlovic.

domingo, 28 de junho de 2009

Boleiros do Blog

Como foi dito, nossos boleiros estão de volta para trazer mais informações e discussões sobre o mundo dos esporte e o que pode acontecer daqui para frente.

Hoje, trazemos John Locker e Jonathan Left. Rosana ainda está de folga, mas iremos trazer ela logo mais.

1- O que vocês acham dessa Copa das Confederações desse ano?

John: Eu acho que foi uma das melhores apresentações que teve esse copa, por ter uma torcida muito junta ao time, levando ele a estar sempre atacando e sempre de cabeça erguida, mesmo se for eliminado, como ocorreu com a África do Sul. Eu gostei muito disso e não vou me esquecer desse ano.

Jonathan: Eu concordo com o John, pois eu não vi ainda uma torcida, que mesmo sendo de outro país, torce por outro. Eu acompanhei smpre que pude os jogos, e vi um espetáculo muito grande da torcida, mas em campo, a pressão é mais forte e nem sempre vemos um bom futebol.

2- Se vocês pudessem escolher quais times pudessem ir para a final da copa, quais vocês escolhiam e por quê?

John: Eu escolhia Brasil x África do Sul, mas como eles se enfretaram nas semifinais, isso não iria ocorrer, por simplesmente as duas seleções mostrarem um bom futebol e irem junto para conseguir bons resultados. O jogo entre eles na semifinal foi equilibrado, mas África do Sul foi melhor e poderia ter conseguido ir a final, mas isso não ocorreu com a grandiosa seleção brasileira que temos.

Jonathan: Eu escolheria Brasil x Espanha, pois a Espanha fez de tudo, mas decepciou quando jogou contra os Estados Unidos. Mostrou um futebol péssimo, sem muita demonstração grandiosa, que é como considera a Fifa sobre a Espanha. Mas considero essa final "razoável" perante a minha opinião.

3- O que vocês estão achando do Campeonato Brasileiro série A?

John: O campeonato está equilibrado, concordo com a liderança do Atlético Mineiro, mas tem outros times que podem fazer a diferença e surpreenderem. Acredito que times como Sport, São Paulo, e outros que estão la embaixo podem começarem a vencer e a entrar em posições melhores. A cada rodada é uma emoção.

Jonathan: O brasileirão, para os amigos, é um campeonato que se decide nos detalhes, nos jogos vencidos e nos pontos que se ganha em rodadas que os que estão la em cima da tabela perdem ou empatam. Eu estou acomapanhando alguns jogos e acho que tudo pode acontecer nesse campeonato, que como o Jonh disse, é emoção a cada rodada.

Mineiro supera Guga

Depois de estrear com derrota, o paulista Adriano de Souza reagiu na praia da Vila e passou pelo campeão brasileiro Gustavo Fernandes na repescagem do Hang Loose Pro 2009.
Em bateria com ondas muito cheias de até 1,5 metros, Mineiro somou 5.17 e 6.67 para bater Guga, autor de 4.33 e 4.37.

Atual quinto colocado no Tour, Adriano é a grande esperança da torcida brasileira para uma vitória na praia da Vila.

Mosley admite contrariar equipes e concorrer à reeleição

A saída de Max Mosley da presidência da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) após 16 anos seria um dos pilares do acordo alcançado com a Associação das Equipes de Fórmula 1 (Fota). No entanto, o dirigente britânico não descarta a possibilidade de contrariar os times e seguir no cargo.

"Se houver um grande conflito com a indústria automobilística, por exemplo, com as equipes da Fota, então não vou sair. Farei o que tiver que fazer. Não é da minha natureza fugir de uma briga", afirmou Max Mosley em entrevista ao jornal Mail on Sunday.

Por outro lado, o dirigente de 69 anos não esconde que sua vontade é mesmo deixar o cargo que ocupa desde a temporada de 1993. "Realmente, quero parar. Estou um pouquinho idoso", afirmou Mosley, protagonista de um escândalo sexual no ano passado.

Após a acordo alcançado com a FIA, os membros da Fota, entidade comandada pelo italiano Luca di Montezemolo, presidente da Ferrari, festejaram a manutenção do regulamento desta temporada em 2010 e a saída do britânico da entidade que rege o automobilismo.

"Cometeram o erro de dançar sobre o meu túmulo antes que eu seja enterrado. Não é bom que as equipes contratem uma agência de relações públicas para alegar que estou morto e enterrado quando estou aqui, firme. Agora, estou sob pressão de todo o mundo para me candidatar à reeleição", ameaçou.

Poliana Okimoto vence maratona aquática em Setúbal

A brasileira Poliana Okimoto faturou o primeiro lugar da segunda etapa do Circuito de 10 km de maratona aquática da Federação Internacional de Natação (Fina), disputada neste sábado em Setúbal (Portugal). Desta forma, o Brasil mantém a hegemonia da prova, visto que em 2008 Ana Marcela Cunha havia sido a campeã.

Para ficar com o título deste ano, Poliana percorreu os 10 km em 1h42min32s18, seguida das alemãs Angela Maurer e Stefanie Biller. Campeã de 2008, Ana Marcela Cunha ficou na quarta colocação.

"Esta prova vai me ajudar muito, porque me superei e estou muito orgulhosa de mim e do meu nado. Nunca imaginei ganhar, estava contando ficar em oitavo. Estava preparada para esta prova, porque estou treinando para o Mundial de Roma. Como sou magra senti muito frio, principalmente no percurso mais afastado da costa. Junto à praia a água estava mais quente", explicou Poliana.

Já entre os homens, o brasileiro Allan do Carmo ficou com a medalha de bronze. Os alemães Thomas Lurz e Christian Reichert foram, respectivamente, primeiro e segundo colocados.

Brasil lidera raking da FINA: Com os resultados da atual temporada, o Brasil reina absoluto nos rankings do Circuito da Federação Internacional. No masculino, Allan do Carmo está no topo, mesma condição de Poliana no feminino, no qual é seguida por Ana Marcela Cunha.

O próximo grande desafio dos maratonistas aquáticos será o Mundial de Roma, de 19 a 22 de julho. Lá estarão Poliana Okimoto, Ana Marcela Cunha, Allan do Carmo, Luiz Lima, Marcelo Romanelli e Isabele Longo.

Jogo rápido

Capitão, Hernanes agradece confiança de novo chefe

O volante Hernanes admitiu, neste sábado após a vitória do São Paulo sobre o Náutico (2 a 0, no Morumbi), que sua má fase era devido a falta de confiança. O camisa 10, que foi capitão do time, já esperava que ela voltasse, principalmente com a chegada do técnico Ricardo Gomes.

"Tenho falado que estava faltando confiança. Já havia falado isso em uma entrevista. É claro que ser capitão aumenta essa confiança, mas o mais importante é que há tempo para tudo. Estou de volta e agradeço a Deus por isso", afirmou o jogador.

O camisa 10 também agradeceu o apoio da torcida e de todos os seus familiares para voltar a apresentar um bom futebol. Além disso, Hernanes marcou um belo gol de falta, selando a vitória do Tricolor sobre o Timbu:

"Agradeço a ajuda de Ricardo Gomes, ele falou que já me conhecia e fiquei feliz em saber que ele confia em mim. O Ricardo mostra que tem capacidade, é uma pessoa excelente. Agradeço a todos que me ajudaram: o Milton Cruz, o Carlinhos Neves, os jogadores, os amigos, e principalmente a minha esposa e minha família, é bom ter gente assim do nosso lado", afirmou.

Botafogo garante permanência de Ney Franco

Penúltimo colocado do Campeonato Brasileiro com apenas uma vitória e goleado em casa pelo Goiás por 4 a 1 neste sábado. Esta é a atual situação do Botafogo, que mesmo assim manterá Ney Franco como seu técnico. Pelo menos foi isso que garantiu o gerente de futebol do clube, Anderson Barros.

"Manter o planejamento é mais importante do que qualquer coisa. Nesse momento, seria muito fácil fazer uma troca de comando, mas temos consciência de que precisamos trazer reforços para que o Ney Franco possa desenvolver melhor seu trabalho", explicou Anderson Barros, que apontou a reformulação por que a equipe passa como a grande responsável pela má fase.

"Qualquer clube que passa por uma grande reformulação acaba tendo dificuldades. Mas mesmo considerando este fator, sabemos que temos condições de estar em uma situação melhor", afirmou o dirigente, que não eximiu a diretoria, a comissão técnica e os jogadores de culpa pela estada do time na zona de rebaixamento.

"A responsabilidade é de todos. Gerência de futebol, comando técnico e atletas, todos têm sua parcela de culpa. E ninguém pode fugir de sua responsabilidade", esbravejou o dirigente.

Santos joga por marca inédita no Palestra Itália

O Santos pode alcançar uma marca inédita neste domingo, às 18h10, no jogo contra o Palmeiras. Caso vença a partida, pelo Campeonato Brasileiro, será a primeira vez em que a equipe alvinegra conseguirá dois triunfos consecutivos no Palestra Itália. Isso porque o último jogo no estádio teve vitória santista por 2 a 1, pela semifinal do Campeonato Paulista.

Na história, foram 67 clássicos no Palestra Itália, com 37 vitórias palmeirenses, 17 empates e 13 triunfos santistas - sem duas vitórias consecutivas. O Palmeiras ainda leva ampla vantagem em número de gols marcados: 137 a 72.

Gols, aliás, não têm faltado nos clássicos realizados no campo palmeirense. Desde 2001, foram dez partidas no Palestra, entre Campeonato Paulista, Torneio Rio-São Paulo e Campeonato Brasileiro. Foram 40 gols marcados, média de 4 por partida.

Nesse período, aconteceram seis vitórias do time alviverde, dois empates e dois triunfos santistas. O Palmeiras marcou 24 gols e sofreu 16.

Se o Santos sair vencedor, não só alcança um fato inédito, mas também muda de vez a tendência de que o time alvinegro costuma ir mal na casa palmeirense. O ano já começou bem para a equipe de Vagner Mancini. Afinal, a última vitória santista ocorreu no único duelo da década que valia vaga em alguma decisão.

Confira todos os clássicos no Palestra Itália desde 2001:

10/10/2001 - Palmeiras 2 x 1 Santos - Campeonato Brasileiro
9/2/2002 - Palmeiras 2 x 1 Santos - Rio-São Paulo
6/3/2005 - Palmeiras 3 x 1 Santos - Campeonato Paulista
29/5/2005 - Palmeiras 2 x 1 Santos - Campeonato Brasileiro
30/4/2006 - Palmeiras 1 x 2 Santos - Campeonato Brasileiro
4/2/2007 - Palmeiras 3 x 3 Santos - Campeonato Paulista
19/7/2007 - Palmeiras 2 x 2 Santos - Campeonato Brasileiro
24/7/2008 - Palmeiras 4 x 2 Santos - Campeonato Brasileiro
8/2/2009 - Palmeiras 4 x 1 Santos - Campeonato Paulista
18/4/2009 - Palmeiras 1 x 2 Santos - Campeonato Paulista

Diego Tardelli marca e faz passo "moonwalk" em derrota

O atacante Diego Tardelli, do Atlético-MG, fez uma homenagem ao cantor americano Michael Jackson, morto na última quinta-feira. Na comemoração de seu segundo gol na derrota por 4 a 2 para o Barueri, o artilheiro fez o famoso passo de dança "moonwalk" criado pelo artista.

Os dois gols do Atlético-MG na partida deste sábado foram marcados por Diego Tardelli, ambos de pênalti. Com os tentos, ele agora passa a dividir a artilharia da competição com Pedrão (que passou em branco), Felipe (Goiás) com seis gols.

O primeiro foi aos 26min do segundo tempo. No lance que originou a falta, o zagueiro Xandão perdeu o controle e botou a mão na bola. Tardelli cobrou no canto direito de Rene e tirou o zero do placar.

O segundo saiu de uma penalidade duvidosa. O lateral do Barueri Marcos Pimentel se enroscou com Alessandro, que caiu na área. O árbitro Pericles Cortez marcou nova penalidade. Desta vez com paradinha, Tardelli novamente chutou no canto direito de Rene para comemorar a la Michael Jackson.

Mais homenagem

Outro jogador que saiu derrotado na rodada também homenageou o astro do pop. Victor Simões fez um golaço de voleio na derrota humilhante do Botafogo para o Goiás, por 4 a 1, no Engenhão.

sábado, 27 de junho de 2009

Pizzonia conquista pole para o Corinthians

O brasileiro Antônio Pizzonia conquistou a pole position para a etapa de abertura da Fórmula Superliga na manhã deste sábado. O piloto do Corinthians triunfou em todas as fases do treino classificatório disputado no circuito de Magny-Cours e deixou pelo caminho o compatriota Enrique Bernoldi, do Flamengo.

"Estou muito feliz, é um excelente começo de temporada. Foi minha primeira pole para o Corinthians e dedico ela a todos os torcedores fanáticos que estão torcendo por mim no Brasil inteiro", disse. Em rodada dupla, a primeira prova será realizada às 6h (de Brasília) de domingo e a segunda, às 9h. Com os três primeiros de cada corrida, a Super Final começa às 10h.

Na primeira parte do treino, Pizzonia foi mais rápido entre os nove pilotos do Grupo B e se garantiu entre os quatro que avançaram às quartas-de-final. "O carro estava muito bom desde os treinos livres. Todos na equipe trabalharam muito. Foi tudo meio que em cima da hora, mas o resultado foi muito bom", explicou o represente corintiano.

A partir da segunda fase, os pilotos entram na pista em dupla e o mais rápido passa de fase. Em um confronto nacional, o Corinthians bateu o Mengo. "Foi interessante essa disputa, pois, além de Flamengo e Corinthians ser um dos maiores clássicos do mundo, estava disputando com um amigo. Meus parabéns a ele, mas terá volta!", brincou Bernoldi.

Pizzonia venceu o clássico entre os times de maior torcida do Brasil mesmo sem estar em suas melhores condições. "Eu estava com problemas para encontrar o melhor aquecimento dos pneus e por isso não consegui dar uma volta muito boa. Mas mesmo assim consegui avançar", relatou.

Na semifinal, o brasileiro bateu o Tottenham e a pole position foi garantida com um triunfo sobre o Liverpool. "Foi emocionante. Estávamos na expectativa para que tudo desse certo. E na final o carro estava perfeito, os freios funcionaram sem problemas e eu consegui fazer uma volta muito boa. Melhor, impossível", disse.

Otimista, ele sonha com a primeira vitória na categoria que reúne velocidade e futebol. "Espero que as corridas sejam tão boas quanto foi a classificação. Agora, vamos trabalhar para deixar o carro bem acertado para a corrida e estou confiante. Vou tentar largar bem e manter um ritmo forte", declarou.

Confira o grid para a etapa de abertura da Fórmula Superliga:

1. Antonio Pizzonia (Corinthians-BRA) - 1min26s555
2. Adrian Valles (Liverpool-ING) - 1min26s854
3. Yelmer Buurman (Anderlecht-BEL) - 1min27s275
4. Craig Dolby (Tottenham Hotspur-ING) - 1min47s696
5. John Martin (Rangers-ESC) - 1min26s982
6. Tristan Gommendy (Porto-POR) - 1min31s918
7. Enrique Bernoldi (Flamengo-BRA) - 1min28s909
8. Davide Rigon (Olympiacos-GRE) - 1min27s191
9. Ho-Pin Tung (Atlético Madrid-ESP) - 1min27s574
10. Maximilian Wissel (Basel-SUI) - 1min27s223
11. Pedro Petiz (Sporting-POR) - 1min27s686
12. Duncan Tappy (Galatasaray-TUR) - 1min27s386
13. Miguel Molina (Al Ain-EAU) - 1min27s909
14. Dominick Muermans (PSV Eindhoven-HOL) - 1min30s051
15. Nelson Panciatici (Olympique de Lyon-FRA) - 1min28s129
16. Giorgio Pantano (Milan-ITA) - sem tempo
17. Kasper Andersen (Midtylland-DIN) - sem tempo
18. Jonathan Kennard (Roma-ITA) - 1min28s968

Ivanovic passa por australiana e pega Venus

A sérvia Ana Ivanovic garantiu vaga nas oitavas de final de Wimbledon, neste sábado, ao derrotar a australiana Samantha Stosur por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 e 6/2. Na próxima rodada, Ivanovic enfrentará a americana Venuz Williams, que busca o sexto título no torneio londrino.

A tenista dos Estados Unidos controlou o jogo contra a espanhola Carla Suarez Navarro e venceu em sets diretos de 6/0 e 6/4. Terceira favorita ao título, ela aplicou 21 winners, oito a mais que a rival e foi eficiente em 18 das 24 subidas à rede durante o jogo. Das 12 chances de quebra, Williams aproveitou cinco.

Já a sérvia superou Stosur 18ª pré-classificada. A australiana não conseguiu aces, cometeu cinco duplas faltas e 16 erros não forçados, sete a mais que a rival. Cabeça de chave número 13, Ivanovic cravou cinco saques sem defesa e aproveitou metade dos oito break-points para vencer o jogo.

Desta forma, Serena Williams e Ana Ivanovic se encontrarão pela sétima vez no circuito. Com cinco triunfos, a americana tem ampla superioridade sobre a adversária. No entanto, a sérvia venceu o encontro mais recente, nas quartas de final do Aberto da Austrália de 2008, em sets diretos de 7/6 (7-3) e 6/4.

Na edição de 2007 de Wimbledon, as tenistas disputaram o único encontro fora da quadra rápida. Na semifinal da competição, Venus Williams bateu Ivanovic por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/4, e manteve sua caminhada rumo ao título do Grand Slam britânico

Rossi vence pela 100ª vez e é líder isolado

Dono de oito títulos mundiais, o italiano Valentino Rossi conquistou sua 100ª vitória na manhã deste sábado. Com o triunfo na sétima etapa da MotoGP, realizada em Assen, na Holanda, o piloto da Fiat Yamaha ainda desempata a classificação do campeonato e assume a liderança isolada.

Após vencer a prova, Rossi desceu da moto e recebeu um painel gigante com uma foto de cada uma de suas 99 vitórias anteriores. Em cima do pódio, antes de repetir a rotina com troféu, hino da Itália e champanhe, ele saudou a torcida com uma bandeira alusiva ao 100º triunfo.

O espanhol Jorge Lorenzo cruzou a linha de chegada após o italiano e proporcionou a segunda dobradinha consecutiva da Fiat Yamaha. O australiano Casey Stoner, da Ducati, completou o pódio. Com os três postulantes ao título na ponta, a tabela de classificação sofreu mudanças significativas.

Antes da prova deste final de semana, Valentino Rossi, Jorge Lorenzo e Casey Stoner estavam empatados com os mesmos 106 pontos ganhos. Com a vitória em Assen, o italiano chega aos 131 tentos e fica sozinho no topo da tabela. O espanhol soma 126 pontos e fica em segundo. Já o australiano totaliza 122 tentos.

Confira a classificação da 7ª etapa da MotoGP:

1.Valentino Rossi (ITA/Fiat Yamaha) - 26 voltas em 42min14s611
2. Jorge Lorenzo (ESP/Fiat Yamaha) - a 5s368
3. Casey Stoner (AUS/Ducati) - a 23s113
4. Colin Edwards (EUA/Yamaha Tech 3) - a 29s114
5. Chris Vermeulen (AUS/Suzuki) - a 33s605
6. James Toseland (ING/Yamaha Tech 3) - a 39s347
7. Randy de Puniet (FRA/Honda LCR) - a 39s543
8. Toni Elias (ESP/Honda Gresini) - a 39s774
9. Nicky Hayden (EUA/Ducati) - a 39s823
10. Loris Capirossi (ITA/Suzuki) - a 40s673
11. Alex de Angelis (SMA/Honda Gresini) - a 46s100
12. Marco Melandri (ITA/Kawasaki) - a 57s777
13. Sete Gibernau (ESP/Ducati Onde 2000) - a 1min05s366
14. Niccolo Canepa (ITA/Ducati Alice Team) - a 1min09s897
15. Yuki Takahashi (JAP/Honda JiR Scot Team) - a 1min09s930
16. Gabor Talmacsi (HUN/Honda JiR Scot Team) - a 1min41s730

Não completaram:
Andrea Dovizioso (ITA/Repsol Honda)
Daniel Pedrosa (ESP/Repsol Honda)
Mika Kallio (FIN/Ducati Alice Team)

Brasil vence pela 5ª vez e mantém 100% na Liga

A Seleção Brasileira garantiu a quinta vitória na Liga Mundial de vôlei, neste sábado. Os comandados por Bernardinho derrotaram a Polônia por 3 sets a 0, com parciais de 25/23, 25/22 e 25/10. Com mais esse triunfo conquistado fora de casa, a Seleção mantém os 100% de aproveitamento no Grupo D.

O Brasil controlou a partida em Lodz e fez prevalecer sua maior qualidade técnica diante do renovado time polonês. Com uma boa atuação, Giba foi um dos destaques do confronto ao lado de Murilo, que colocou 16 bolas dentro da quadra adversária e foi o maior pontuador do jogo.

Com a quinta vitória, a seleção brasileira contabiliza 14 pontos ganhos na tabela de classificação e segue na liderança isolada. A equipe volta à quadra pela Liga Mundial às 11h30 (de Brasília) deste domingo em mais um duelo diante dos poloneses, em Lodz.

Depois de começar a partida devagar, o time brasileiro contou com os seguidos erros dos adversários para vencer a primeira parcial. Destaque da Polônia, Gromadowski fez 14 pontos, sete deles no set inicial. A seleção passou a liderar o placar apenas quando fez 19/18, mas não foi mais ultrapassada.

Na segunda parcial, a Polônia voltou a comandar o placar e diminui a quantidade de falhas. Mas o Brasil reagiu com as entradas de Marlon e Vissoto e ainda contou com a evolução de Giba e do capitão Murilo, fundamental para o triunfo no segundo set em Lodz.

Na terceira parcial, o time de Bernardinho venceu sem dificuldades. Desestabilizados, os poloneses não ofereceram resistência e voltaram a cometer inúmeros erros. Sem ser incomodada, a seleção brasileira fechou o jogo com uma vantagem de 15 pontos no placar.

Entenda a polêmica saída de Luxemburgo e a possível chegada de Muricy

Em 22 de junho, o Terra apurou que a decisão de demitir o treinador Vanderlei Luxemburgo teria sido tomada pela diretoria palmeirense logo depois da eliminação para o Nacional do Uruguai durante as quartas de final da Libertadores, em jogo realizado no dia 17 de junho de junho. Mas o caminho até o objetivo final (a demissão) não seria uma reta. Na ocasião, o presidente Luiz Gonzaga Beluzzo pretendia aproveitar a eliminação de seu time para cortar os altos custos do departamento de futebol montado pelo treinador. Custos que, embora muito altos, até se justificariam com a chegada do time à semifinal do torneio continental. Como isso não aconteceu, Beluzzo, pressionado por diretores nos quais confia, decidiu comunicar a Luxemburgo o corte.

O plano era simples: se Luxemburgo esperneasse, acabaria saindo por conta própria. Se não reclamasse, perderia moral, teria os custos de seu staff reduzidos e, nesse caso, para desespero de parte da diretoria, permaneceria.

Precavida, a diretoria palmeirense tinha um sonho para substituir Luxemburgo: Muricy Ramalho, homem conhecido por não gastar muito e por montar comissões técnicas enxutas. O sonho ganhou cores novas desde que o São Paulo entrou em má fase e Muricy perdeu moral no Morumbi.

Para se precaver, o Palmeiras já havia sondado Muricy Ramalho, informalmente, durante um jantar na casa do apresentador Fausto Silva no dia 15 de junho, que contou com a participação de Muricy e de alguns diretores palmeirenses. Na ocasião, e ainda treinador do São Paulo, Muricy teria reagido com muita simpatia à ideia, embora deixasse claro que estava empregado e só falaria sobre isso em caso de perder o emprego.

Depois disso, a inesperada saída de Muricy Ramalho do São Paulo no dia 19 de junho apressou os planos palmeirenses, ainda mais periclitantes com a possível derrota do Internacional para o Corinthians na Copa do Brasil no dia 1 de julho: a derrota poderia culminar com a demissão de Tite e a contratação de Muricy, que tem bela história no clube gaúcho e é muito admirado pelos colorados.

Diante desse quadro, e como Luxemburgo não esperneou quando comunicado da redução de custos no seu departamento, um outro motivo teria sido encontrado para demiti-lo e não perder a chance de tentar Muricy: a "quebra de hierarquia" do ex treinador palmeirense ao falar que, com ele, Keirrison não jogaria mais - punindo o atacante por ter viajado a Curitiba sem comunicá-lo. Teria sido encontrada então a brecha para demitir Luxemburgo e acelerar em direção ao ex treinador são-paulino.

O motivo de "quebra de hierarquia" é mesmo de causar estranheza. O último treinador que perdeu o emprego por essa razão, ainda que o motivo alegado não tenha sido oficialmente esse, foi Romário em sua passagem como comandante técnico do Vasco, em 2008. Na época, Eurico Miranda teria pedido que ele escalasse Alan Kardec no time titular porque haveria olheiros no estádio e Kardec precisava ser vendido. Mas Romário não o fez. Com a irritação pública de Eurico, Romário pediu demissão.

Barueri faz quatro e derruba a invencibilidade do Atlético-MG

Depois de vencer o time reserva do Cruzeiro no Mineirão, o Barueri recebeu o time titular do Atlético-MG e encerrou a série invicta do líder do Campeonato Brasileiro ao vencer (mais uma vez) por 4 a 2, na tarde deste sábado, na Arena Barueri.

Esta foi a terceira vitória seguida do Barueri, a segunda com quatro gols que o credencia como segundo melhor ataque do Campeonato Brasileiro, com 17 gols. O time da Grande São Paulo não perde há cinco jogos e por isso vai dormir no G-4 da competição neste sábado. Para encerrar a oitava rodada entre os quatro melhores, será preciso torcer por tropeços de Palmeiras, Flamengo e Santo André, que jogam no domingo.

Para o Atlético-MG pouca coisa mudou. Apesar da primeira derrota na competição, o time mineiro lidera com três pontos de vantagem sobre o Internacional. A ponta da tabela só será perdida nesta rodada se o time gaúcho golear o Coritiba por oito gols de diferença.

O Atlético-MG de longe lembrou a equipe que até então não havia perdido no Campeonato Brasileiro. Tanto que o primeiro lance de muito perigo só foi acontecer no início do segundo tempo. Sobrando em campo e com muita disposição, não demorou muito para o Barueri abrir o placar.

Aos 9min, Fernandinho fez boa jogada pela esquerda e cruzou para o meio da área. O ala Éder furou mas Thiago Humberto não. Chute rasteiro no canto do goleiro Aranha.

O segundo jogo nasceu de uma jogada bizarra da defesa atleticana. Aos 32min, o lateral Júnior foi apertado pela marcação de Pedrão e recuou para Aranha. O problema foi que o goleiro perdeu o domínio da bola e foi obrigado a disputar a bola com o artilheiro, que se deu melhor e quase anotou o seu sétimo gol no campeonato. Só não fez porque Fernandinho, o melhor do Barueri em campo, correu para a bola e evitou que o defensor mineiro evitasse o gol.

Na segunda etapa, o Atlético-MG voltou melhor. Aos 8min obrigou o goleiro Rene a fazer boa defesa em chute de Márcio Araújo.

Mas a reação só foi concretizada com dois pênaltis marcados, um deles duvidoso, e convertidos por Diego Tardelli. Em ambos o atacante cobrou no canto direito do goleiro Rene. No segundo ele fez uma homenagem ao cantor americano Michael Jackson, morto na quinta-feira, ao comemorar o tento com o famoso passe de dance "Moonwalk". Tardelli e Pedrão, que passou em branco, dividem agora a artilharia do Campeonato Brasileiro com seis gols cada.

Mesmo levando o empate o Barueri não se abateu. Thiago Humeberto, aos 38min cobrou falta com força. A bola desviou e enganou o goleiro Aranha. A torcida ainda comemorava quando saiu o quarto gol do Barueri: Márcio Careca abriu o jogo na esquerda para Fernandinho. O atacante cruzou e Marcos Pimentel completou para o gol.

FICHA TÉCNICA

Barueri 4 x 2 Atlético-MG

Gols
Barueri: Thiago Humberto, aos 9min do primeiro tempo e aos 38min do segundo tempo, Fernandinho, aos 32min do primeiro tempo e Marcos Pimentel aos 40min do segundo tempo
Atlético-MG: Diego Tardelli, aos 25min e 31min do segundo tempo

Ponto Forte do Barueri
Barueri partiu para cima desde o início e tomou conta do jogo

Ponto Forte do Atlético-MG
Mudança de postura no segundo tempo fez com que o time de Celso Roth chegasse a empatar o jogo.

Ponto Fraco do Barueri
Equipe permitiu a reação do adversário no segundo tempo. Xandão fez pênalti infatil e quase complicou a vida do Barueri.

Ponto Fraco do Atlético-MG
Time entrou sem disposição e logo no primeiro tempo levou dois gols.

Personagem do jogo
Thiago Humberto, atacante do Barueri, fez dois gols na partida contra o Atlético-MG.

Lance bizarro
Aos 32min do primeiro tempo, Júnior recuou para Aranha, o goleiro não teve domínio e perdeu a dividida com Pedrão. Antes de a bola entrar no gol, Fernandinho empurrou para garantir o segundo gol do Barueri.

Lance polêmico
Aos 28 minutos do segundo tempo, Marcos Pimentel e Alessandro se enroscam dentro da área e o árbitro marcou pênalti duvidoso. Na cobrança, com paradinha, Diego Tardelli marcou seu segundo gol na partida.

Esquema Tático do Barueri
3-5-2
Rene; Xandão, André Luis e Leandro Castán (João Vitor); Éder (Marcos Pimentel), Ralf, Everton, Thiago Humberto e Marcio Careca; Fernandinho e Pedrão (Basílio); Técnico: Estevam Soares.

Esquema Tático do Atlético-MG
4-4-2
Aranha, Carlos Alberto, Alex Bruno, Werley e Júnior (Thiago Feltri); Jonilson, Renan (Alessandro), Marcio Araújo e Evandro; Éder Luis (Kléber) e Diego Tardelli; Técnico: Celso Roth

Cartões Amarelos
Barueri: Éder, Thiago Humberto, Leandro Castán e Marcos Pimentel
Atlético-MG: Alex Bruno e Carlos Alberto

Cartões Vermelho
Atlético-MG: Werley e Evandro

Árbitro
Pericles Bassols P. Cortez (RJ)

Local
Arena Barueri

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Informações

Para deixar claro sobre um assunto, qualquer coisa que o blog estiver fazendo, sendo pedidos, votações para acrescentar coisas no blog, façam esse tipo de pedido na parte de pedidos, e não no blog. Isso é só para deixar claro o trabalho que estamos fazendo no blog.

Agradecimento
Blog do Esporte

Barcelona pode usar Keirrison para ter David Villa

Artilheiro do Palmeiras na temporada, o atacante Keirrison pode ser contratado pelo Barcelona, da Espanha, e repassado ao Valencia como parte do pagamento pelo também avante David Villa. De acordo com o jornal Mundo Deportivo, existe o interesse do clube em utilizar o brasileiro como moeda de troca.

Segundo a publicação, o Barcelona tem a preferência na contratação de Keirrison. No ano passado, o clube tirou o zagueiro Henrique do Palmeiras e o repassou ao Bayer Leverkusen, da Alemanha, por empréstimo.

O Valencia, porém, não se mostra disposto a aceitar o negócio, que lhe renderia o palmeirense e uma quantia em dinheiro, apesar de atravessar uma grave crise financeira. O interesse do clube é no jovem Bojan, mas esse o Barcelona não pretende liberar.

Luis Fabiano, Kaká e Robinho disputam prêmio de melhor


Luis Fabiano, Kaká e Robinho são os três brasileiros na disputa do prêmio de melhor jogador da Copa das Confederações deste ano. No total, dez atletas foram escolhidos pelo grupo técnico da Fifa, segundo anúncio feito nesta sexta-feira, na África do Sul.

O Brasil avançou ontem para a final do torneio com uma vitória simples, por 1 a 0, sobre a anfitriã África do Sul. A decisão será conta os Estados Unidos, que têm dois atletas na disputa do prêmio: Dempsey e Donovan.

Os donos da casa, eliminados pelos brasileiros na semifinal, também conseguiram relacionar dois jogadores na lista dos melhores. Parker e Piennaar vão concorrer ao prêmio.

A Espanha, grande vexame após a queda na semifinal diante dos americanos, possuem, assim como o Brasil, três representantes na lista de destaques: Xavi, David Villa e Fernando Torres.

Os jornalistas credenciados para o evento serão os responsáveis pela escolha do melhor jogador, em votação. O grande vencedor será anunciado após a final de domingo, em Johannesburgo, no Estádio Ellis Park.

Também serão premiados o artilheiro e o melhor goleiro do torneio. Até agora, os maiores goleadores são Luis Fabiano, Fernando Torres e David Villa, com três gols cada.

Rogério Ceni já trabalha no campo, mas sem bola

O goleiro Rogério Ceni, que se recupera de uma cirurgia no tornozelo esquerdo, começou a fazer atividades no gramado do CT da Barra Funda na manhã desta sexta-feira. Foi a primeira vez que a imprensa pôde acompanhar a atividade, mas, já na última quinta-feira, ele também tinha corrido em volta do gramado.

O capitão passou por cirurgia no dia 13 de abril e sua recuperação segue como o prognóstico feito pelos médicos. O fisioterapeuta Ricardo Sasaki acompanhou o jogador nos exercícios, depois da corrida leve, em campo separado. A previsão é a de que Ceni volte aos gramados no fim de agosto ou início de setembro, já no segundo turno do Campeonato Brasileiro.

Na fase atual, ele também continua no Reffis (centro de recuperação), mas já inicia um trabalho no campo, para se adaptar à chuteira e à proteção que usa na região lesionada.

No trabalho feito, o capitão ainda manca um pouco o lado esquerdo, o que, para os médicos, é considerado normal na recuperação do atleta. Rogério chegou até a chutar uma bola quando passava pelo campo onde os companheiros cobravam faltas. Devagar e com cuidado, porque esta fase é a próxima no seu programa de reabilitação.

Terceiro Dia: Rally dos Sertões chega a Minaçu (GO)

Pela terceira vez, Minaçu (GO) acolhe o Rally dos Sertões. Localizada na bacia hidrográfica do Tocantins, a cidade fica no extremo norte do Estado e por sua economia voltada à indústria e ao comércio, possui boa oferta de hospedagem, alimentação e serviços para os visitantes.

O Lago da Serra da Mesa é uma das maiores atrações do local, com cerca de 1.784 km², e que fez da região um grande pólo hoteleiro e de entretenimento. O lago é formado por águas da barragem do Rio Tocantins, onde localiza-se a Hidrelétrica da Serra da Mesa.

A estréia de Minaçu no Rally dos Sertões foi em 2006, com uma especial longa, de 646 quilômetros, vencida nas motos por Tiago Fantozzi, nos caminhões por e Amable Barrasa/ José Papacena/ Domênico Montalbano, e Klever Kolberg/ Eduardo Bampi venceu nos carros.

nova marcação: Rally dos Sertões

Saída de Mosley abriria espaço para volta de Dennis à McLaren


Em abril passado, Ron Dennis revelou seu afastamento definitivo das atividades esportivas da McLaren para comandar uma reestruturação quanto aos demais interesses da fábrica de Woking. Porém, a anunciada saída de Max Mosley da presidência da FIA (Federação Internacional de Automobilismo) pode mudar toda essa situação.

Na apresentação do novo carro MP4/24 para esta temporada, em 16 de janeiro, Dennis primeiro informou que seria substituído como chefe de equipe por Martin Whitmarsh, mas que manteria o posto de diretor da McLaren Racing. Três meses depois, o dirigente voltou atrás na decisão e se desligou oficialmente da Fórmula 1, encerrando um período de 28 anos dentro da escuderia.

Ele, por outro lado, jamais fez questão de negar os desentendimentos com Mosley, e a confirmação da saída do mandatário da FIA, que veio nesta quarta-feira, pode fazer o veterano retornar a Woking, segundo aponta reportagem do Times.

"A partir de agora, podemos ver mais um pouquinho do aficcionado por corridas", admitiu um diretor do time inglês, que preferiu não se identificar.

Entretanto, tudo ainda pode mudar no caso, mesmo porque nesta quinta Mosley ameaçou romper o acordo realizado com a Fota (Associação de Equipes da Fórmula 1) depois de Luca di Montezemolo, presidente da Ferrari, ter sugerido que o britânico era um "ditador". Sobre o assunto, a McLaren segue muito cautelosa. "Só vou acreditar quando vir a "estaca" no seu coração", completou a fonte, duvidando que o homem de 69 anos irá realmente deixar o órgão em outubro.

Tema Michael Jackson causa saia-justa em adversário da Seleção

A morte do pop-star Michael Jackson na noite de ontem virou o assunto do dia no mundo e chegou até a virar tema de uma das perguntas na entrevista do técnico da seleção dos Estados Unidos, Bob Bradley, e do capitão da equipe, Carlos Bocanegra.

Rivais da Seleção Brasileira na decisão da Copa das Confederações no próximo domingo, o treinador e o lateral esquerdo foram questionados se a equipe americana faria alguma homenagem ao cantor.

O tema causou desconforto. Bob Bradley parou um pouco para pensar, meio que sem saber o que responder. "Michael Jackson é um ícone nos Estados Unidos e no mundo, isso é inegável. Mas eu acredito que a maioria dos jogadores é muito nova para conhecer os Jacksons Five. Eu lembro dessa época. Alguns talvez lembrem de Thriller (álbum de maior vendagem da carreira do cantor)", afirmou Bradley, visivelmente envergonhado.

O jornalista que fez a pergunta sobre Michael Jackson encaminhou a indagação então para Bocanegra. "O que você quer que eu responda? Que tipo de homenagem poderíamos fazer?", questionou o capitão, ligeiramente bravo.

Um outro repórter que estava na entrevista resolveu brincar com a situação. "Vocês pretendem fazer o Moonwalk (passo de dança feito pelo popstar em seu auge nos anos 80 e 90)?". A ironia do jornalista causou um desconforto ainda maior no treinador e em Bocanegra, que resolveram mudar de assunto.

Depois de confusão, Mancini busca "sem vergonha" no Santos

O técnico Vagner Mancini declarou que procura um traidor dentro do elenco do Santos. O treinador demonstrou bastante irritação ao ser questionado sobre mais uma confusão envolvendo o goleiro Fábio Costa, que discutiu com o preparador de goleiros Eduardo Bahia nos vestiários da Vila Belmiro, antes do jogo contra o Atlético-MG, no último domingo.

"O que me chama a atenção é que no Santos as coisas são jogadas para fora de uma forma irresponsável. Essa pessoa que te contou não vale nada. É muito fácil vocês falarem que tem fonte. Nós estamos na caça deste sem vergonha. Um ser humano que faz isso não vale nada", disse Mancini.

O treinador, inclusive, pediu ao repórter que o questionou sobre ao assunto, durante a entrevista coletiva, que citasse a pessoa que soltou a informação. "Se você me disser onde conseguiu a informação, eu respondo. Eu gostaria de saber como você ficou sabendo, porque se tem todas as informações, você sabe a história toda", completou.

Fábio Costa não apareceu no clube nesta semana. Segundo Vagner Mancini, o goleiro está com a perna imobiliza por causa de uma entorse no joelho e no tornozelo direito. Mancini chegou a comentar que existe uma punição interna, mas não confirmou se o jogador está afastado do elenco.

"A punição é interna, não vamos passar isso a vocês. O sem vergonha que contou isso, tem que vir aqui e contar tudo. O dedo-duro, o cara que trai, tem de ser notado. Não há desgaste nenhum, se tiver vocês vão notar. Já tive muitos casos semelhantes a esses e vocês não souberam. É que às vezes o dedo-duro não quis falar", esbravejou novamente o treinador.

Mancini disse que fará de tudo para descobrir a pessoa que solta informações a imprensa. O treinador declarou que recentemente uma das fontes dos jornalistas no CT Rei Pelé foi descoberta e por isso foi demitida. Recentemente, o técnico pediu a demissão do gerente de futebol, Ocimar Bolicenho, que deixou o clube da Baixada.

"Nós já tiramos uma fonte que vocês tinham aqui dentro. Quando detectamos a medida foi tomada. Nós estamos tentando cercar e uma hora nós vamos achar. Essa pessoa vai ser desmascarada", concluiu.

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Zezé Perrella responde acusações da diretoria do Grêmio

O presidente do Cruzeiro, Zezé Perrella, escreveu uma carta à torcida cruzeirense, publicada no site oficial do clube nesta quinta-feira. Na mensagem, uma resposta ao vice de futebol André Krieger, que disse que o Cruzeiro foi o grande culpado pelo tumulto no Mineirão.

A confusão aconteceu após o volante cruzeirense Elicarlos divulgar que foi chamado de macaco pelo atacante gremista Maxi López ainda durante o primeiro tempo. Depois de negar o suposto ato racista em depoimento na delegacia do Mineirão, o argentino e Elicarlos foram liberados.

Confira a carta do presidente à torcida:

O Cruzeiro Esporte Clube sempre teve o melhor relacionamento com o Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense. Relacionamento esse cordial e de respeito mútuo. Mas os questionamentos irresponsáveis feitos após o primeiro jogo da semifinal da Copa Santander Libertadores não podem ser aceitos para o bem do esporte.

A reprovável discriminação sofrida pelo jogador Elicarlos, temos certeza, não é aceita por ninguém em nosso país, nem mesmo pelo simpático e educado povo do Rio Grande do Sul. A diretoria do clube gaúcho e seu treinador, ao acusarem o Cruzeiro de provocar a confusão no estádio Mineirão, cometeram um enorme erro.

A denúncia de racismo feita por Elicarlos ocorreu em um lance registrado pelas câmeras de televisão de várias emissoras. Em uma discussão no meio do primeiro tempo, o atacante argentino Maxi Lópes ofendeu o jogador do Cruzeiro, o chamando de "macaquito". A reação de companheiros de Elicarlos comprova o absurdo desse caso. O meio-campo Wagner chegou a bater no próprio braço, em um sinal de que não aceitaria tamanha discriminação preconceituosa.

Mas Elicarlos, assim como todos os integrantes da diretoria e comissão técnica, entenderam que o melhor seria esperar pelo fim da partida para que o jogador ofendido pudesse se manifestar como um cidadão honrado. A decisão de se dirigir a uma delegacia de polícia para registrar a queixa foi tomada por um homem de origem simples e humilde, um direito que não pode ser tirado de nenhum ser humano.

Mesmo assim, agora estamos sendo acusados de termos provocado tal situação com o intuito de desestabilizar os adversários. Ora, se fosse nosso objetivo tirar proveito de uma barbaridade como essa, teríamos feito no intervalo do jogo, exigindo que o agressor fosse detido no vestiário. Depois de uma partida, na qual saímos vitoriosos, que benefício poderíamos tirar com uma ocorrência policial em estádio de futebol?

As cenas lamentáveis de bate-boca, insultos e atritos entre integrantes da delegação do Grêmio e autoridades policiais no Mineirão não teriam ocorrido se o jogador Maxi López tivesse seguido diretamente do vestiário para a delegacia, evitando constrangimentos para os companheiros.

Quanto ao senhor Paulo Autuori, respeitado e competente treinador, com três dignas passagens pelo Cruzeiro Esporte Clube, fica a pergunta: alguma vez ele participou ou testemunhou qualquer armação por aqui para que o mesmo agora se sinta no direito de fazer descontroladas acusações contra a nossa diretoria?

O que fica parecendo aos olhos de quem acompanhou todos esses absurdos é a intenção de pessoas provocarem um ambiente de hostilidade em Porto Alegre na segunda partida, programada para semana que vem. O Cruzeiro Esporte Clube não aceita que seja criado nenhum clima de guerra que coloque em risco a segurança de nossa delegação e torcedores.

Em Belo Horizonte, tivemos a preocupação, como é de nosso costume nos jogos em Minas Gerais, dar total garantia aos gaúchos durante a permanência de todos na capital mineira. Esperamos também que esse caso fique e seja decidido apenas na esfera judicial. Caberá a pessoas competentes definir o desfecho deste episódio lamentável.

Zezé Perrella
Presidente do Cruzeiro Esporte Clube

Desgastado, Mosley admite ex-chefe da Ferrari como sucessor

A polêmica envolvendo o teto orçamentário na Fórmula 1 pode ter encerrado a era Max Mosley na presidência Federação Internacional de Automobilismo (FIA). Segundo o jornal The Times, o desgaste é tamanho que a partir de ontem, quando as equipes ganharam o braço de ferro em relação ao regulamento de 2010, Mosley apenas fará papel decorativo no cargo até as eleições de outubro.

Descartada uma nova reeleição, o atual presidente já comenta sobre seus prováveis sucessores depois de 16 anos de dinastia. E o antigo chefe de equipe da Ferrari, o francês Jean Todt, está entre os cotados para comandar o automobilismo mundial.

"Eu não gostaria de excluir ele", disse Mosley, que promete interferir na escolha. "Se existir mais uma opção, eu farei uma recomendação", completou o dirigente, em entrevista à revista alemã Auto Motor und Sport.

O desgaste de Mosley à frente da FIA teve início com um escândalo sexual. No último ano, um jornal inglês publicou fotos de uma orgia sadomasoquista com temática nazista e o dirigente admitiu ter participado.

Mosley se segurou à frente da entidade apesar da pressão das equipes. Mas em vez de se esquivar de novas polêmicas, o dirigente forçou a implantação de um teto orçamentário de 40 milhões de libras (cerca de R$ 130 milhões), o que provocou um racha com a Associação de Equipes.

Na última quarta-feira, no Conselho Mundial de Paris, ficou decidido que em 2010 não haverá o teto orçamentário e todas as equipes de 2009 estão confirmadas. A derrota política de Mosley deve ser a sua última lembrança de seu longo mandato.

Comentários:

John: "Eu nunca vi uma F1 tão complicada para se resolver os problemas como essa. Ninguém consegue encontrar um jeito de resolver tudo isso, e acaba chegando nos pilotos, fazendo com que ele meio que 'participem' das reuniões. Eles tem de colocar um jeito correto para se fazer essa F1 desse ano, ou ver um jeito de que ela possa melhorar, pois o estado dela é caótico. Mas, sempre tem uns problemas ali, outros aqui, pois é um competição de ser feita em detalhes, e quando estão faltando esses detalhes, há algum problema. Uns querem a F1 mais disputada, outros querem que ela continuem do mesmo jeito, mas assim não seria a F1 que estamos cansados de conhecer. Esse é o tipo de coisa que, particularmente, tem que acabar definitivamente, ou algo pode sair do controle dos 'chefões', prejudicando a muitos."

De virada, Thiago Alves dá adeus a Wimbledon

Acabou o sonho de Thiago Alves na grama de Wimbledon. Nesta manhã de quinta-feira, o brasileiro deu trabalho ao francês Gilles Simon, mas acabou sendo eliminado na segunda rodada do Grand Slam ao perder por 3 sets a 1, de virada, com parciais de 5/7, 6/3, 6/4 e 6/4.

Simon cravou 22 aces, cometeu menos erros não forçados e foi mais à rede. Ele aproveitou 84% dos pontos depois de encaixar o primeiro serviço e aplicou 55 winners, 22 a mais que o rival.

Os dois criaram várias chances de quebra, mas desperdiçaram a maioria delas. Dono do 118º posto na lista mundial, o brasileiro aproveitou apenas dois dos 13 break-points (15% de eficiência). Já o francês venceu ao aproveitar quatro das 14 oportunidades (29% de eficiência).

Thiago Alves aproveitou a fase apagada de Gilles Simon e levou o primeiro set. Na segunda parcial, ele teve 15-40 para abrir 4/2 e vacilou. Na terceira, sacou em 3/1 e bobeou novamente. No último período, o brasileiro ainda perdeu quatro breaks para fazer 2/0.

O tenista de São José do Rio Preto entrou no torneio britânico como lucky loser após a desistência do espanhol Rafael Nadal, que abandonou em função de uma tendinite nos joelhos. Em sua primeira participação em Wimbledon, ele venceu o veterano romeno Andrei Pavel na estreia.

Na próxima fase do Grand Slam britânico, o cabeça de chave número oito enfrenta Victor Hanescu, 31º pré-classificado. Em mais um jogo disputado nesta quinta, o tenista romeno superou o francês Nicolas Devilder por 3 sets a 0, parciais de 6/2, 6/3 e 6/1.

Desta forma, Simon e Hanescu se preparam para o terceiro duelo no circuito, o primeiro na grama. Mesmo na casa do rival, o francês venceu na final da edição de 2007 do Torneio de Bucareste, no saibro. Em Roland Garros, o romeno deu o troco e tirou o rival também na terceira rodada.

nova marcação: Wimbledon

Figueroa se inspira em Cafu e Valdívia por sucesso no Palmeiras

O novo reforço do Palmeiras não poderia ter inspiração melhor para iniciar sua trajetória no clube. Apresentado nesta quinta-feira, o lateral chileno Figueroa busca repetir os passos de seu compatriota Jorge Valdívia, que fez sucesso pelo clube entre 2007 e 2008.

"Tenho um conhecimento grande do Palmeiras e quero fazer um pouco do que fez Valdívia. Se conseguir, já será ótimo. Ele é um grande jogador e penso em fazer um bom papel para a diretoria trazer mais jogadores chilenos", brincou o lateral direito, contratado por empréstimo de um ano junto ao Colo Colo.

Se Valdívia é inspiração para fazer sucesso no Palmeiras, o brasileiro Cafu é a referência maior para Figueroa. O lateral garante ter acompanhado desde cedo a carreira de seu companheiro de posição, campeão do mundo em 2002 pela Seleção Brasileira.

"Cafu foi um grande jogador, uma inspiração. Ele é campeão do mundo. Jogou no melhor país do mundo e conquistou seu espaço, por isso é referência", elogiou Figueroa, que terá de aguardar até 1º de agosto para estrear pelo Palmeiras. É nessa data que se abre a janela de transferências internacionais.

"Usarei esse tempo para me adaptar, conhecer melhor meus companheiros e trabalhar fisicamente. Também vai servir para aprimorar o meu português", explicou Figueroa, falando totalmente em espanhol.

Dirigente do Milan diz que recusou proposta "monstruosa" por Pato

Após vender Kaká pela astronômica quantia de 65 milhões de euros, o Milan não deverá se desfazer do "sucessor" do meia, segundo Silvio Berlusconi, dono do clube.

Nesta quinta-feira, Adriano Galliani, vice-presidente da equipe italiana, confirmou ter recusado uma proposta "monstruosa" por Alexandre Pato, além de não ter recebido nada por Andrea Pirlo, também cotado para deixar os rossoneri.

"Por Pirlo nunca houve nada, nunca fizeram nenhuma oferta. A única abordagem que chegou foi por outro jogador, uma proposta monstruosa da Inglaterra, não digo de quem, por Alexandre Pato", afirmou Galliani ao site oficial do Milan.

Com a saída do técnico Carlo Ancelotti, ex-Milan, para o Chelsea, especula-se que sejam eles que estejam de olho no futebol do camisa sete. Em busca de estrelas, o Manchester City também poderia surgir entre os potenciais compradores.

No entanto, Galliani garantiu a permanência de Pato, e elogiou seu jogador. "Pato terá sua renovação de contrato. Ele tem 20 anos, e continuo pensando que não haja no mundo um jogador de 20 anos tão forte. De qualquer forma, ninguém deve se preocupar, porque ele tem contrato até 30 de junho de 2012", disse o vice-presidente.

Sul-africanos apostam em "vuvuzelas" para irritar Dunga

É com muito barulho que a torcida sul-africana promete atrapalhar a Seleção Brasileira e ajudar a classificar o país à decisão da Copa das Confederações. As equipes se enfrentam às 15h30 (de Brasília) desta quinta-feira, no Estádio Ellis Park, em Johannesburgo.

O principal alvo da torcida local será Dunga. Ao tomarem conhecimento do comportamento do treinador brasileiro, que de vez em quando perde a paciência nas entrevistas coletivas, eles decidiram que vão tirá-lo do sério.

Para isso, um estoque especial de "vuvuzelas" personalizadas foi separado. Elas têm o nome dos jogadores estampados nas cornetas. "Vamos ficar atrás do banco de reservas do Brasil. A ideia é atrapalhar a comunicação do técnico com os jogadores", diz Robi Maake.

Robi e mais quatro amigos foram a todos os jogos da África do Sul na competição. E em cada um, usaram uma tática diferente para desestabilizar o adversário. "Contra a Espanha o alvo foi o Torres, mas não deu muito certo".

Por enquanto, as "vuvuzelas" são usadas apenas para atrapalhar o adversário. Mas se for preciso, podem ser utilizadas contra os próprios sul-africanos. "Ainda não. O Joel (Santana) está fazendo um bom trabalho, com paciência, e temos que ajudar", afirma Yvonne Maake, outra integrante do grupo.

As cornetas têm gerado muita polêmica na África do Sul. As emissoras de televisão reclamam que o barulho prejudica as transmissões. Os turistas estrangeiros também não gostaram. Mas a Fifa já disse que tudo isso faz parte da festa organizada pelos africanos e não deve tomar nenhuma atitude.

Só para lembrar: o jogo foi 1x0 para o Brasil com gol de Daniel Alves aos 42 do segundo tempo, cobrando falta no ângulo.

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Slater confirma presença

A torcida brasileira terá mais uma chance, que pode ser a última, de ver ao vivo o maior ídolo do esporte. Kelly Slater está confirmado no Hang Loose Santa Catarina Pro, que pode começar já neste sábado (27/6) na praia da Vila, pois as previsões são de grandes ondas para o final de semana em Imbituba.

O eneacampeão mundial foi escalado na quarta bateria da fase classificatória, que já tem uma primeira chamada marcada para às 7 horas do sábado na praia da Vila.

O norte-americano abre a apresentação das principais estrelas do ASP World Tour 2009 no campeonato que já registra um recorde histórico de participação estrangeira no Brasil, com 41 surfistas confirmados de outros nove países.

Jihad Khodr encara adversários experientes no primeiro round. Foto: Aleko Stergiou.O único bicampeão da etapa brasileira em Santa Catarina, Mick Fanning, entra depois da estréia de Slater. Na sequência, vem o defensor do título em Imbituba, Bede Durbidge, na sétima bateria tem Adriano de Souza, depois o líder Joel Parkinson, o vice Taj Burrow e CJ Hobgood, todos fortes candidatos ao título.

Apenas cinco surfistas podem tirar Joel Parkinson da ponta do ranking pela primeira vez no ano no Hang Loose Santa Catarina Pro. Com as duas vitórias em casa, o australiano abriu boa vantagem neste início de temporada, mas a etapa brasileira é só a quarta das dez programadas para este ano.

Vários podem entrar na briga com um bom resultado, mas os únicos com chances matemáticas de assumir a dianteira na corrida do título mundial no Brasil são Taj Burrow, Mick Fanning, o americano CJ Hobgood, o brasileiro Adriano de Souza e o sul-africano Jordy Smith.

Formato Antigo Os 48 competidores são divididos em 16 baterias na rodada de apresentação. Os vencedores avançam direto para a terceira fase e a segunda fica formada pelos perdedores.

Eles têm nova chance de classificação na repescagem já em duelos homem-a-homem, sistema de disputa que prossegue até a grande final. Jordy Smith vai inaugurar o Hang Loose Santa Catarina Pro 2009, junto com o também sul-africano Greg Emslie e o francês Tim Boal.

Já o primeiro brasileiro a se apresentar em Imbituba esse ano é o paranaense Jihad Khodr, contra dois dos surfistas mais experientes da elite, o australiano Phillip MacDonald e o californiano Bobby Martinez, que vem embalado de um bicampeonato nos tubos de Teahupoo, no Tahiti.

Jihad entra na terceira bateria e depois só na sétima o Brasil volta ao mar com Adriano de Souza começando a defender sua quinta posição no ranking. Pode pegar outro brasileiro, um dos convidados do Hang Loose Santa Catarina Pro, com o havaiano Kekoa Bacalso sendo o adversário já escalado.

Joel Parkinson, Taj Burrow e C. J. Hobgood também ainda aguardam a definição do último participante para conhecer o terceiro componente das suas baterias.

Apenas três dos top-45 do ASP Tour 2009 estão contundidos e não poderão competir em Imbituba. Jay Thompson já vem substituindo Luke Stedman desde o início da temporada, o americano Ben Bourgeois entra na vaga de outro australiano, Adrian Buchan, faltando saber só quem fica com a de Gabe Kling.

Neco Padaratz O também norte-americano Patrick Gudauskas, pela regras da ASP, foi o primeiro da lista a ser chamado, mas declinou do convite porque já está na África do Sul para disputar uma etapa do WQS.

A vaga então foi repassada para o australiano Yadin Nicol, que está sendo contatado. Caso também não responda positivamente até quarta-feira, o catarinense Neco Padaratz pode entrar, conforme adiantou o Tour Manager da ASP, Renato Hickel

Neco fazia parte do ASP World Tour no ano passado, mas sofreu uma contusão e decidiu parar para buscar uma plena recuperação das dores crônicas nas costas e só voltar a competir com 100% da forma física. Ele disputou uma etapa do WQS em Trestles, na Califórnia, onde estava morando e fazendo um tratamento intensivo de preparação.

nova marcação: Surf

Corinthians confirma acordo com Edu e quer Sylvinho

Enquanto o técnico Mano Menezes prepara o elenco do Corinthians para a decisão da Copa do Brasil, o presidente Andrés Sanchez já traça o planejamento para o restante da temporada. Dois veteranos revelados pelo Parque São Jorge poderão retornar ao clube: o meia Edu e o lateral esquerdo Sylvinho.

Edu já entrou em acordo com o Corinthians. Resta ao jogador de 31 anos convencer o Valencia, da Espanha, a rescindir seu contrato sem custos. "Está tudo acertado com o Edu, mas estamos aguardando essa liberação. Se ele não conseguir, não virá", comentou Sanchez.

Dispensado recentemente pelo Barcelona, Sylvinho declarou que gostaria de voltar ao Corinthians após uma década no futebol europeu. O lateral está com 35 anos e mantém contato com Andrés Sanchez, que evita confirmar interesse na contratação, apesar de já visar um substituto para André Santos. "Claro que eu converso com o Sylvinho. Ele é meu amigo. Se interessa ou não, quem sabe é o treinador", desconversou o presidente corintiano.

Sylvinho seria alternativa para ocupar uma vaga eventualmente aberta pelo lateral que está na Seleção, que passou a ser cogitado como reforço de diversos clubes da Europa ao disputar a Copa das Confederações. "Se vierem com a proposta, ele é vendido. Não chegou nada até agora", assegurou Sanchez.

Por enquanto, Mano Menezes se conforma com os substitutos atuais de André Santos: o volante Marcelo Oliveira, o zagueiro Diego e os laterais Wellington Saci e Bruno Bertucci. "Ainda não existe nenhuma proposta oficial pelo André. Quando acontecer, o que será natural, pensaremos sobre a reposição. Como a fase do Corinthians está boa, fica mais fácil encontrar alguém no elenco", afirmou o técnico.

O certo é que o momento da equipe após a decisão contra o Internacional norteará as contratações de Andrés Sanchez. "Fizemos um planejamento para o primeiro semestre. Conquistamos o Campeonato Paulista e, se ganharmos também a Copa do Brasil, completaremos 100% do que pensamos. É lógico que o planejamento para o segundo semestre depende de vencermos ou não a Copa do Brasil", disse o presidente do Corinthians.

Casillas descarta trocar Real pelo Manchester United

Na mira do Manchester United, o goleiro Casillas rebateu qualquer possibilidade de deixar o Real Madrid na próxima temporada. Segundo a imprensa inglesa, o espanhol é o preferido em Old Trafford para a vaga de Van der Sar, que deve se aposentar em breve.

"São apenas rumores. Tudo o que posso dizer é que estou muito bem no Real. Estou impressionado com o projeto do clube e não tenho intenção de sair", afirmou o titular da seleção espanhola à Rádio Marca.

Casillas, no entanto, não descartou deixar o Real no futuro. Tal decisão teria de sair do clube merengue, já que a vontade do goleiro é pemanecer até o fim da carreira no Santiago Bernabéu.

"Se algum dia perceber que atrapalho ou que um técnico não conta comigo, está claro que terei de procurar outro clube", avisou.

Após acordo, FIA confirma 13 equipes em 2010

Depois de dois meses de disputa, a Federação Internacional de Fórmula 1 (FIA) e a Associação das Equipes da Fórmula 1 (Fota) chegaram a um acordo na manhã desta quarta-feira, durante reunião do Conselho Mundial da FIA realizada em Paris. Após o ajuste, a entidade confirmou 13 times na próxima temporada.

Desta forma, o grid da principal categoria do automobilismo contará com 26 carros em 2010. Com o acordo, os dez times que participam da edição deste ano foram mantidas. Das nove novas equipes que pleitearam inscrição, foram escolhidas a USF1, Manor e Campos.

Em função da profunda crise com a FIA, a Fota chegou a anunciar a criação de um campeonato paralelo. Na última terça-feira, o grupo das equipes divulgou o calendário da competição. Um dia depois, no entanto, os times chegaram a um acordo com a entidade que rege o automobilismo.

O britânico Max Mosley, presidente da FIA, deixou a reunião em Paris como derrotado. Ele recuou e concordou em manter o regulamento deste ano na próxima temporada. O teto orçamentário, principal motivo de insatisfação das equipes, foi abolido. Desta forma, a F1 sobrevive.

Djokovic sua no começo, mas embala e volta à 3ª fase


Assim como em sua estreia na nova edição de Wimbledon, Novak Djokovic teve problemas no início da partida para embalar na sequência, mas desta vez ele não chegou a perder sets. Tendo pela frente o alemão Simon Greul, número 102 do mundo, o sérvio suou na primeira parcial, vencida por 7/5, antes de fazer fáceis 6/1 e 6/4 para avançar à terceira fase.

Eliminado logo na segunda rodada de Wimbledon em 2008, quando sofreu nas mãos de Marat Safin, Djokovic passou por maus momentos também nesta temporada, porém, tem conseguido sair das dificuldades.

Contra o francês Julien Benneteau, na última segunda, ele levou um 7/6 e depois confirmou os prognósticos. Diante de Greul, ganhou um primeiro set complicado e foi quebrado logo na abertura do segundo, porém faturou oito games seguidos e passou a dominar o rival. Ainda que a terceira parcial não tenha sido perfeita para o favorito, que chegou a trocar quebras de saque com o germânico em duas oportunidades, nada impediu o triunfo.

Homem que menos pontos tem a defender em Londres entre os melhores do mundo, o balcânico já superou o resultado passado e pode agora pensar em recuperar a terceira posição do ranking de entradas. A tarefa de ultrapassar Andy Murray, contudo, não é fácil: o jovem, 22 anos, precisaria ser campeão ou vice na "casa" do rival, contanto que o escocês também não passe das oitavas.

Fish

Por outro lado, mais importante para Djokovic que pensar na lista da ATP seria retornar à boa fase. Após ser eliminado no terceiro jogo em Roland Garros, ele encarou desconfiança e quer passar dessa fase agora na Grã-Bretanha. Para cumprir esse objetivo, o cabeça-de-chave quatro encara um rival perigoso: Mardy Fish, algoz do sérvio Janko Tipsarevic por 6/4, 3/6, 6/1 e 6/4.

Número 26 do mundo, o americano jamais superou o balcânico mais famoso: perdeu nas quadras duras do Aberto dos Estados Unidos e do Masters 1000 de Indian Wells, no entanto, sempre ganhando algum set.

CBF se retrata e diz estar satisfeita com África do Sul

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) elogiou as condições que a delegação teve para trabalhar na Copa das Confederações na África do Sul, em um comunicado um dia depois de o chefe da delegação criticar, em entrevista publicada pelo Blog do Bob Fernandes, as condições do país que será sede da Copa de 2010.

Na terça-feira, o chefe da delegação brasileira, Antonio Carlos Nunes de Lima, disse que, se a Copa das Confederações é um teste para a Copa do Mundo, a África do Sul não passou.

"Não penso em trazer minha família para a Copa. Se em 2010 vierem centenas de milhares de turistas, como vão comemorar as vitórias à noite em um país em que parece que às 6h da tarde já há um toque de recolher?", afirmou.

Nesta quarta-feira, a CBF emitiu um comunicado em que diz que a delegação ficou muito bem instalada nas três cidades da África do Sul - Bloemfontein, Pretória e Johanesburgo - em que permaneceu concentrada até o momento.

A nota afirma também que tanto os jogadores como a comissão técnica estão muito satisfeitos com as condições que encontraram no país e com o carinho dado pelos torcedores.

A CBF lembra no comunicado que jogadores como Kaká já tornaram pública sua satisfação quando estava em Bloemfontein pela atmosfera que cercava a equipe.

Também foi lembrado no texto que Dunga elogiou os campos de treinamentos pelos quais o Brasil passou, segundo o técnico muito melhores que os de alguns clubes grandes do Brasil.

"A paixão do povo sul-africano pelo futebol é outro dos aspectos a levar em conta para garantir uma excelente Copa do Mundo em 2010.

O futebol é o esporte mais popular entre a população negra que, é maioria absoluta no país e desperta um entusiasmo similar ao que há em outros lugares em que o futebol também é muito popular", diz o comunicado.

Para a CBF, as dificuldades que aparecem podem ser corrigidas "com boa vontade e empenho", e os sul-africanos "estão motivados para fazer uma grande Copa".

R. Gomes avisa que ninguém ganhará posição em entrevistas

Ricardo Gomes chegou ao São Paulo falando grosso nesta quarta-feira. Logo em sua apresentação no atual tricampeão brasileiro, o substituto de Muricy Ramalho mandou recado aos jogadores que possam estar insatisfeitos com o banco de reservas, casos recentes de Washington e Borges. "Jogador ganha posição no campo, não dando entrevista. Posso prometer honestidade a eles", disse.

"Com o passado do São Paulo, é difícil qualquer jogador ser mais importante que o clube. Aqui não pode ter vaidade e o dia a dia é que vai me dar respostas sobre o que precisa o elenco. Vou conversar com os jogadores, porque o comportamento precisa ser exemplar. Os jogadores podem ter cara amarrada, mas precisam trabalhar muito", completou.

Durante o primeiro semestre deste ano, o atacantes são-paulinos reclamaram com frequência do rodízio na posição. Dagoberto e Borges demonstraram publicamente a insatisfação com substituições e presenças no banco de reservas. Washington chegou a dar chilique ao ser substituído e André Lima chutou a bandeirinha de escanteio ao ser preterido por Muricy.

Diante de um ambiente quente e uma posição ruim no Campeonato Brasileiro (16ª posição), o novo treinador quer rapidamente subir de posições na Série A.

"Pela história do Muricy, é normal a torcida reconhecê-lo, ele fez por merecer isso. São raros os que conseguem esse apoio e ele ficou para a história. Não penso em me afirmar, penso no São Paulo, que é tricampeão e está mal no Brasileiro. Penso em melhorar o clube e colocar em condições de brigar por Libertadores já no fim do primeiro turno", explicou Ricardo Gomes, que admite pedir ajuda para seu antecessor.

Com relação a Carlos Augusto Barros e Silva, o Leco, atualmente o vice de futebol, Ricardo negou qualquer problema. "Já conversamos horas e horas no telefone. Passei metade do tempo fora do País, então é normal terem essas dúvidas. Mas vai depender de como o time vai jogar e dos resultados", explicou o novo treinador. Nos últimos dias, foi especulado que o dirigente teria classificado o contratado como uma incógnita.

O futuro no São Paulo

Rogério Ceni, ausente dos jogos do São Paulo por uma lesão, também está nos planos do novo treinador, que disse contar os dias para ter o goleiro de volta à equipe. "É uma pena, porque ele é um líder e continua exercendo isso no vestiário. Ele faz a diferença no clube", elogiou Ricardo. Para o treinador, faltou confiança ao time contra o Corinthians, no último domingo. Ainda assim, ele aguarda para pensar no time ideal.

"A escolha do 3-5-2 foi feita porque o ponto forte do elenco eram os zagueiros. Se desenvolveu um sistema porque utilizava isso. Vou fazer minha análise do elenco, tenho uma ideia do que fazer, mas ainda não tenho o dia a dia", explicou o treinador, que pretende também se valer da experiência de Mílton Cruz e Carlinhos Neves, membros fixos da comissão técnica.

O lançamento de jogadores jovens, uma cobrança que era constantemente feita a Muricy Ramalho, também é um objetivo do novo treinador, que pede tempo para isso. "Faz parte da história do São Paulo e já notei bons jogadores que vão nos ajudar. Mas preciso de tempo para isso", disse Ricardo, que citou as experiências como a Seleção Olímpica e o Monaco."Na França, fui obrigado a montar um time com 70% de jogadores da casa".

terça-feira, 23 de junho de 2009

Sem gols no fim, Palmeiras "brigaria" na rabeira

Já virou rotina: em três dos sete jogos no Campeonato Brasileiro, o Palmeiras de Vanderlei Luxemburgo marcou gols depois dos 40min do segundo tempo. Esses gols marcados no finzinho mudaram radicalmente a posição palmeirense na tabela. A situação é idêntica à do Náutico, mas diametralmente oposta à do Grêmio.

O Palmeiras, que conseguiu marcar no fim contra Coritiba, Vitória e Atlético-PR, teria apenas sete pontos no Campeonato Brasileiro, exatamente a pontuação do Avaí, 17º colocado.

Já o Grêmio, por sua vez, foi buscar um empate no fim contra o Goiás, no último sábado. Assim, inverteu uma lógica de outras três partidas: contra Santos, Atlético-MG e Vitória, foi vazado na reta final das partidas. Sem os gols sofridos, os gremistas estariam em terceiro lugar no Brasileiro.

Com empates conquistados no fim, contra Goiás e Fluminense, o Náutico também conseguiu melhorar sua situação na tabela. Não fosse isso, o atual 12º colocado na Série A estaria muito abaixo, a dois postos da lanterna.

Gols no fim em jogos do Grêmio

CONTRA
Grêmio 1 x 1 Santos - Molina empatou aos 40min
Atlético-MG 2 x 1 Grêmio - D.Tardelli fez aos 48min
Vitória 1 x 0 Grêmio - Leandro Domingues fez aos 48min

A FAVOR
Grêmio 2 x 2 Goiás - Maxi López empatou aos 47min

Gols no fim em jogos do Palmeiras

A FAVOR
Palmeiras 2 x 1 Coritiba - Keirrison fez aos 43min
Palmeiras 2 x 1 Vitória - Maurício Ramos fez aos 46min
Atlético-PR 2 x 2 Palmeiras - Obina empatou aos 48min

Gols no fim em jogos do Náutico

A FAVOR
Goiás 3 x 3 Náutico - Gilmar empatou aos 40min
Náutico 1 x 1 Fluminense - Gilmar empatou aos 50min

Jogo rápido

Estudo aponta Messi como mais midiático de temporada

Um estudo da Universidade de Navarra apontou o meio-campista Lionel Messi como o jogador mais midiático da última temporada. O jogador foi o destaque do Barcelona nas conquistas da Liga dos Campeões, Campeonato Espanhol e Copa do Rei.

Segundo a pontuação estipulada pelo estudo, Messi marcou 21,9 pontos, nove décimos à frente do meio-campista Cristiano Ronaldo, contratado pelo Real Madrid junto ao Manchester United por 96 milhões de euros (cerca de R$ 270 milhões).

A terceira colocação da lista é do brasileiro Kaká, com 14,6 pontos. O meio-campista foi comprado junto ao Milan por 67,2 milhões de euros (cerca de R$ 190 milhões).

Completam a lista dos cinco jogadores mais midiáticos o atacante inglês Wayne Rooney, com 11,9 pontos, e o atacante espanhol Fernando Torres, com 11,7 pontos.

Roma pode tirar André Santos do Corinthians

A Roma está interessada em contratar o lateral esquerdo André Santos, do Corinthians, segundo o agente do próprio jogador, Mariano Grimaldi. "Digamos que o clube se informou sobre o jogador", disse o empresário ao jornal italiano Corriere dello Sport.

André Santos, que disputa atualmente a Copa das Confederações com a Seleção Brasileira, seria contratado para substituir o norueguês John Arne Riise, que poderia ser negociado pela Roma.

Segundo a imprensa italiana, o lateral brasileiro não custaria mais do que 6 milhões de euros (cerca de R$ 16 milhões), enquanto Riise poderia ser vendido por 8 milhões (cerca de R$ 22 milhões), o que daria um saldo positivo para a Roma.

Em uma outra especulação envolvendo brasileiros, o diretor esportivo da Roma, Daniele Pradé, desmentiu que o clube tenha oferecido o meia Júlio Baptista ao Atlético de Madrid.

Pradé acrescentou que "oferecer um jogador só pode ter uma consequência: reduzir pela metade seu valor de mercado", segundo o Corriere dello Sport.

Ex-gremista pode fazer dupla com Grafite no Wolfsburg

O Wolfsburg, atual campeão alemão e time do atacante brasileiro Grafite, teria oferecido 15 milhões de euros (cerca de R$ 43 milhões) pelo meia brasileiro Carlos Eduardo, 21 anos, ex-jogador do Grêmio e atualmente no Hoffenheim.

Segundo a edição de terça-feira do diário Bild, a proposta do Wolfsburg superaria os 12 milhões de euros (cerca de R$ 34 milhões) oferecidos pelo Zenit, de São Petersburgo, pelo brasileiro.

Até agora, o Hoffenheim afirma que o ex-jogador do Grêmio não está à venda.

O Hoffenheim foi uma das sensações do Campeonato Alemão na última temporada, ao terminar o primeiro turno da competição como "campeão de inverno".

Rally dos Sertões cruza 7 Estados brasileiros a partir de 4ª

Maior competição off-road do Brasil, o Rally dos Sertões de 2009, a 17ª edição da história da competição, terá início nesta quarta-feira em Goiânia. Serão dez dias de prova até a chegada no dia 3 de julho, em Natal.

Ao todo, o percurso terá 5.056 quilômetros, com passagens pelos estados de Goiás, Tocantins, Bahia, Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio de Grande do Norte durante as dez etapas programadas.

Além dos títulos principais disputados pelos condutores de caminhões, carros, motos e quadriciclos, outros 21 troféus estarão em disputa no Rally dos Sertões. Ao todo, 128 veículos e 190 veículos estão inscritos para a competição.

Em 2008, os vencedores das categorias principais foram Giniel De Villiers e Dirk Von Zitzewitz, nos carros, José Hélio, nas motos, Robert Nahas, nos quadriciclos, e Edu Piano, Sólon Mendes e Davi Fonseca, nos caminhões.

Equipe de Iziane e Érika sofre derrota na WNBA

O Atlanta Dream, equipe em que atuam as brasileiras Iziane e Érika, foi superado pelo New York Liberty por 93 a 81, na última segunda-feira, em casa, pela temporada regular da WNBA. Apesar da derrota, as brasileiras começaram como titulares e tiveram uma boa atuação.

A ala-armadora Iziane marcou 14 pontos e foi a segunda cestinha da equipe, atrás apenas da ala Chamique Holdsclaw, com 17. Já a ala-pivô Érika deixou a quadra com 13 pontos e quatro rebotes.

Pelo Liberty, destaque para a ala Shameka Christon, com 17 pontos e sete rebotes. Outra jogadora importante para a equipe foi a armadora Loree Moore, com sete pontos, oito rebotes e oito assistências.

Apesar da derrota, o Dream segue na zona de classificação para os playoffs. A equipe está na quarta colocação da Conferência Leste, com três vitórias e três derrotas.

Já o Liberty ocupa o sexto posto do Leste, com duas vitórias e três derrotas.

Veja todos os resultados desta segunda-feira:

San Antonio Silver Stars 58 x 71 Connecticut Sun
New York Liberty 93 x 81 Atlanta Dream
Detroit Shock 70 x 82 Indiana Fever
Seattle Storm 93 x 84 Phoenix Mercury
Sacramento Monarchs 47 x 67 Los Angeles Sparks

Colorados vencem "mini-Grenal" em treino da Seleção

Com o goleiro gremista Victor quebrando o galho no gol adversário, os reservas da Seleção Brasileira golearam por 7 a 0 a equipe Sub-17 do Kaizer Chiefs, um dos times mais tradicionais da África do Sul, com um show de dois ídolos colorados em jogo-treino de aproximadamente 45 minutos nesta terça-feira.

Nilmar, que ainda joga no Inter, e Alexandre Pato, hoje no Milan, marcaram, cada um, três gols no terceiro goleiro da Seleção e reviveram a rivalidade do tradicional clássico gaúcho. Júlio Baptista completou a goleada no Orlando Stadium, localizado em Soweto.

Se Victor teve pela frente os atacante da própria Seleção, um zagueiro sul-africano teve a chance de jogar ao lado de alguns de seus ídolos.

Com a contusão de Juan e todos os titulares do último jogo poupados - com exceção de Júlio César que fez um trabalho à parte -, o time escalado precisou de um reforço do elenco rival para formar a defesa ao lado de Miranda.

O "intruso", no entanto, nem foi percebido. A Seleção teve domínio do jogo a ponto de Dunga chamar a atenção de Pato por enfeitar jogadas em vez de finalizar com objetividade ao gol adversário.

Enquanto os reservas mostravam seu futebol para Dunga e o seu auxiliar Jorginho, os titulares realizaram um trabalho na academia visando a semifinal da Copa das Confederações contra a África do Sul, quinta-feira, em Johannesburgo.

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Federer leva susto, mas vence estreia em Wimbledon

De volta ao piso que mais lhe agrada, Roger Federer estreou nesta segunda-feira na grama de Wimbledon e levou um susto no primeiro set, mas venceu Yen-Hsun Lu, de Taiwan, por 3 sets a 0. As parciais foram de 7/5, 6/3 e 6/2 a favor do suíço, que recentemente conquistou Roland Garros pela primeira vez e se igualou ao americano Pete Sampras em número de Grand Slams conquistados: 14.

A princípio, a edição 2009 de Wimbledon deveria ser a primeira em seis anos a não ser aberta oficialmente por Federer, porém, quis o destino que, após a lesão do espanhol Rafael Nadal, o suíço voltasse a fazê-lo.

No último sábado, Federer até lembrou que desta vez não "merecia" abrir as atividades do Grand Slam inglês, que por tradição concede a honra ao líder do ranking masculino. Porém, a ausência de Nadal fez essa responsabilidade cair novamente sobre os ombros do helvético, que chegou a estar em desvantagem no primeiro set antes de reagir e vencer sem muitos problemas, ao fim de 1h45.

Diferentemente do que fez em oito das últimas nove temporadas como profissional, o suíço abriu mão de disputar um torneio preparatório para Wimbledon em 2009 e sofreu as consequências especialmente no início do encontro com Lu, que logo sacou em 3/2 e 30-15 e parecia animado na etapa inicial. A lentidão do ganhador de Roland Garros, porém, durou pouco, e o troco sobre o oriental veio rapidamente.

Controlado o ímpeto do rival, dono do 65º posto no ranking de entradas, Federer passou a dominar os pontos com o primeiro saque, que lhe rendeu dez aces, e teve tempo até para realizar algumas jogadas notáveis: a principal delas veio com uma passada de esquerda por fora da rede após ter aplicado um lob eficiente.

Classificado à segunda fase do torneio que pode consagrá-lo como o maior vencedor de Grand Slam da história do tênis e recolocá-lo como número um do planeta, o suíço enfrenta agora Guillermo García-López. Assim como Lu, o espanhol não ostenta um grande histórico na grama, mas mesmo assim impôs uma estreia convincente em Wimbledon, atropelando o argentino Agustín Calleri por 6/2, 6/3 e 6/2.

Em 1º treino antes de pegar Seleção, Joel poupa titulares

O técnico Joel Santana realizou nesta segunda-feira o primeiro treino antes do duelo na semifinal da Copa das Confederações, contra a Seleção Brasileira. O treinador brasileiro resolveu dar mais um dia de descanso aos jogadores titulares, que apenas correram em torno do gramado.

Calado, Joel pouco orientou os reservas, deixando o treino sob comando do auxiliar Jairo Leal. Estrelas da equipe sul-africana como o zagueiro Booth, o meia Steven Pienaar e o atacante Bernard Parker apenas olharam a movimentação, dando algumas risadas do banco.

Sofrendo com o frio, o treinador tentou se proteger com um gorro e chegou a deixar o treinamento para ir ao vestiário do Rand Stadium, em Johannesburgo. O treinador conversou durante longo tempo com Jairo Leal, depois do coletivo em campo reduzido dos reservas.

Enquanto a seleção sul-africana iniciou nesta segunda, os treinamentos visando a partida da próxima quinta, o técnico Dunga preferiu dar um dia de descanso aos jogadores brasileiros. Alguns deles passearam por um shopping na região mais nobre de Johannesburgo.

O único momento em que Joel esboçou um sorriso e fez uma brincadeira foi no final do treino, quando fingiu que deu uma cotovelada no auxiliar Jairo Leal, arrancando risadas de alguns jogadores titulares que estavam no banco, como o meia Modise e o goleiro Khune.

Briga entre torcedores do Huracán deixa 2 mortos

Dois homens morreram e pelo menos mais dois ficaram feridos por conta de uma confusão entre facções da torcida do Huracán, segundo informaram fontes da polícia argentina.

No último domingo, o Huracán venceu o Arsenal por 3 a 0, alcançando a liderança do Clausura argentino, e decidirá o título na última rodada com o Vélez Sarsfield.

Os homens tinham cerca de 30 anos cada e chegaram ao hospital J.M. Penna com feridas de bala. Segundo a polícia e testemunhas, a confusão começou no estádio do Huracán, mas sem armas de fogo. Mais tarde, depois da partida, houve outro choque, que resultou na morte dos torcedores.

O confronto fez os dois homens chegarem ao hospital baleados, um com um tiro no coração e outro com um tiro no abdômen. Outras duas pessoas foram internadas no hospital com fraturas nas pernas.

Nova postagem: Campeonato Argentino

De olho na Libertadores, Cruzeiro leva 4 do Barueri

Animado pela classificação à semifinal da Libertadores da América, o Cruzeiro teve a sua festa interrompida na noite deste domingo pelo Barueri, que foi ao Estádio do Mineirão e não tomou conhecimento da boa fase do rival. Três dias antes de iniciar a disputa com o Grêmio, no mesmo local, a equipe celeste optou por uma formação mista e saiu derrotada por 4 a 2 para a equipe paulista, em jogo da sétima rodada do Campeonato Brasileiro.

» Confira a tabela completa

Com alguns de seus principais jogadores no banco de reservas, como o atacante Kléber, a equipe chegou a sair em vantagem com um gol relâmpago, mas caiu diante do time do artilheiro Pedrão, que deixou a sua marca duas vezes no duelo. Com isso, os mineiros estacionam nos sete pontos, enquanto o adversário paulista soma três a mais e sobe na tabela em seu ano de estreia na elite.

Além de ser batido antes de iniciar a disputa com os gremistas, o time comandado pelo técnico Adilson Batista viu ser encerrado um período de nove meses sem derrotas no Mineirão. A última vez em que havia sido batido foi no dia 14 de setembro de 2008, quando perdeu para o Palmeiras pelo placar mínimo, na reta final do Brasileiro do ano passado.

Com pouco tempo de bola rolando, o Cruzeiro não demorou para movimentar o marcador e já ficou em vantagem aos 2min de jogo. Improvisado no meio, o lateral direito Jonathan invadiu a área e bateu sem dar chances para René. Mas em um descuido defensivo celeste, aos 10min, Fernandinho fez grande jogada pela ponta esquerda, chegou à linha de fundo e cruzou para Thiago Humberto balançar as redes.

Ainda na primeira etapa, em uma investida pelo alto, o Barueri surpreendeu os mandantes e virou o marcador. Após uma dividida de cabeça, a bola sobrou limpa para o artilheiro Pedrão, livre e praticamente em cima da linha, tocar para as redes. Mas antes de ir para os vestiários, aos 44min, o Cruzeiro conquistou nova igualdade quando Wagner cruzou na medida para Wellington Paulista empatar de cabeça.

Mas na volta para o reinício, uma falha do zagueiro Anderson, logo aos 2min, culminou em novo gol paulista. Mais esperto, Márcio Careca roubou a bola do zagueiro, avançou e tocou na saída de Fábio. Já com Kléber em campo, o Cruzeiro teve baixa importante aos 18min, quando Fabinho foi expulso. Com um jogador a mais, Pedrão bateu pênalti com força, aos 30min, assumiu a artilharia isolada do Brasileiro e decretou mais três pontos para os paulistas.

FICHA TÉCNICA

Cruzeiro 2 x 4 Barueri

Gols
Cruzeiro: Jonathan, aos 2min, e Wellington Paulista, aos 44min do 1º tempo
Barueri: Thiago Humberto, aos 11min, e Pedrão, aos 25min do 1º tempo; Márcio Careca, aos 2min, e Pedrão, aos 30min do 2º tempo

Esquema Tático do Cruzeiro
4-4-2
Fábio; Jancarlos, Léo Fortunato, Anderson e Vinicius (Bernardo); Fabinho, Marquinhos Paraná, Jonathan e Wagner; Wanderley (Kléber) Wellington Paulista (Zé Carlos); técnico: Adílson Batista

Esquema Tático do Barueri
3-5-2
René; Xandão, André Luiz e Leandro Castan; Eder, Ralf, Ewerton, Thiago Humberto (Val Baiano) e Márcio Careca; Fernandinho e Pedrão; técnico: Estevam Soares

Cartões Amarelos
Cruzeiro: Kléber e Bernardo
Barueri: Xandão e Val Baiano

Cartões Vermelhos
Cruzeiro: Fabinho

Árbitro
Leonardo Gaciba da Silva (RS)

Local
Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Sharapova estreia com vitória em Wimbledon

De volta ao rol das cabeças-de-chave de um torneio após 11 meses, Maria Sharapova teve problemas para confirmar os prognósticos na primeira partida em Wimbledon. Porém, salvou um set-point e reagiu a tempo de construir uma vitória por 2 a 0, com 7/5 e 6/4, sobre a ucraniana Viktoriya Kutuzova.

Apesar do placar final aparentar uma teórica facilidade para Sharapova, ela precisou lutar bastante rumo a sobressair ao cabo de 1h42. Assim, Kutuzova chegou a liderar a parcial de abertura por 5/3, sendo que nesse momento chegou a ficar a um ponto de vencê-la no saque da russa. Ao desperdiçar a chance, a ucraniana deu adeus ao sonho da zebra, conforme foi vendo a adversária se sentir mais à vontade em quadra.

Por ter permanecido afastada do circuito profissional durante dez meses em função de uma lesão no ombro, a antiga número um do mundo é hoje apenas a 60. Mesmo assim, ela acabou figurando entre as pré-classificadas de Wimbledon (é a cabeça 24, para ser exato), visto que a organização do evento, diferentemente dos demais Grand Slams, não sorteia sua chave apenas de acordo com o ranking feminino.

Embalada por esse moral recebido, portanto, Sharapova já atuou na Quadra 1 nesta segunda-feira, a segunda mais importante do complexo tenístico do All England Club, e recebeu de presente um emparelhamento mais acessível.

Após superar a ucraniana 79º colocada da WTA, por exemplo, a siberiana enfrenta a número 45 da lista, a argentina Gisela Dulko. A algoz da francesa Stephanie Foretz por 6/3 e 7/5 até é considerada uma tenista perigosa no circuito, porém não costuma brilhar na grama - saibrista, ela jamais passou da terceira fase em Londres.

Vimos o melhor Felipe Massa do ano, dizem italianos

Felipe Massa não voltou a vencer na Fórmula 1, tampouco se aproximou dos primeiros colocados do Mundial de Pilotos, mas empolgou os italianos com sua exibição no GP da Inglaterra, no último domingo. O brasileiro da Ferrari largou em 11º em Silverstone, fez uma bela corrida de recuperação e cruzou a linha de chegada em quarto.

"Na corrida, ele chegou bem próximo do pódio. Vimos o melhor Felipe Massa do ano", destacou o jornal italiano La Gazzetta dello Sport, citando a estratégia do brasileiro de largar com bastante combustível: o piloto da Ferrari retardou a primeira parada nos boxes e se sobressaiu diante de seus principais adversários naquele momento.

Depois do GP da Inglaterra, Massa comemorou sua exibição na pista. "Sinto como se estivesse vencido a prova. Larguei em 11º e terminei em quarto, isso é um grande resultado. Superamos nossas expectativas e ficamos duplamente felizes. Tivemos uma boa estratégia e tiramos o máximo do carro em momentos chaves", declarou o brasileiro.

"Hoje (domingo), o Kers nos deu uma grande ajuda, especialmente na largada, além do fato de o carro ter trabalhado bem durante a corrida", afirmou Massa, esperançoso quanto ao futuro. "A Ferrari fez um grande trabalho, como mostram os nossos resultados (além do 4º lugar de Massa, o finlandês Kimi Raikkonen ficou em 8º). Temos que continuar nesse caminho", pediu o piloto.

África do Sul defende cornetas e prevê "Copa do barulho"

Os sul-africanos não parecem preocupados com as reclamações por causa do barulho nos estádios durante a Copa das Confederações. As "vuvuzelas", tradicionais cornetas utilizadas por torcedores do país, estão incomodando muita gente que acompanha o torneio.

Além das redes de televisão e de turistas estrangeiros que não estão acostumados com tanto ruído, os jogadores também começaram a reclamar e pediram mudanças para a Copa do Mundo de 2010, na África do Sul.

Mas nada deve ser alteradas. Em entrevista concedida nesta segunda-feira, Danny Jordaan, CEO do Comitê Organizador do Mundial, defendeu os hábitos do torcedor sul-africano.

"Essa pode ser a Copa mais barulhenta de todas. Alguns gostam, outros não. Os sons fazem parte da África. Nada se compara ao sentimento de estar no estádio com aquele barulho todo", afirmou Jordaan, projetando uma decisão no Estádio Soccer City com 94 mil "vuvuzelas".

O ministro da Polícia sul-africana, Nathi Mthethwa, também defendeu o barulho. "As vuvuzelas são o som da África. Queremos pedir para a Fifa que elas fiquem conosco para sempre. Da África do Sul as pessoas esperam música".

Após a vitória por 3 a 0 da Seleção Brasileira sobre a Itália no último domingo, o goleiro Júlio César reclamou muito das cornetas e chegou a cogitar que elas fossem proibidas durante a Copa do Mundo de 2010

Hernanes e Melo seriam apostas do Milan para substituir Pirlo

O meio-campista italiano Pirlo pode repetir Kaká e deixar o Milan, mas para atuar no Chelsea, da Inglaterra. Diante do risco de perder um de seus principais jogadores, o time rubro-negro já pensa em substitutos para o camisa 21 e dois nomes brasileiros ganham força nos bastidores do clube: Hernanes, do São Paulo, e Felipe Melo, da Fiorentina e que defende a Seleção Brasileira na Copa das Confederações.

De acordo com o jornal Corriere della Serra, Hernanes é a primeira opção para substituir Pirlo no Milan, com Felipe Melo correndo por fora, até por conta do alto valor que o clube teria de desembolsar junto à Fiorentina para contar com o camisa 5 da Seleção.

Ainda segundo o Corriere della Serra, existe a possibilidade de o Chelsea ceder o francês Malouda ao Milan como parte do pagamento por Pirlo. O meia-atacante, contratado junto ao Lyon, teria despertado o interesse de Leonardo, novo técnico do clube italiano.

Zagueiro do Inter capota o carro e sai ileso

O zagueiro uruguaio Sorondo, do Internacional, escapou por pouco de morrer, na madrugada desta segunda-feira. Seu carro colidiu com outro, em uma esquina da zona norte de Porto Alegre, e capotou. Mas o uruguaio saiu do veículo sem ter sofrido um arranhão sequer.

Ao ver o estrago nos veículos, quando foi chamado ao local para auxiliar o jogador, o empresário Neco Cirne afirmou que foi muita sorte o zagueiro escapar sem ferimentos graves. "O Sorondo nasceu de novo. Foi um grande susto", disse.

O acidente aconteceu às 2h da madrugada. Segundo relato do empresário, a motorista do outro carro foi a causadora, ao passar o sinal vermelho. Ela também saiu ilesa.

Sorondo, que ficou na reserva contra o Flamengo, tinha ido jantar após a chegada do Rio de Janeiro, com a delegação do Inter, que ocorreu pouco depois da meia-noite. Segundo seu empresário, os policiais militares apenas conversaram com ele e o dispensaram do exame de teor alcoólico. "O Sorondo bebe só água", garantiu Cirne.