sexta-feira, 31 de julho de 2009

Saiba passo a passo como foi a lipo de Ronaldo

Ronaldo não imaginava que ao entrar de mau jeito, em um lance despretensioso durante o clássico contra o Palmeiras no último domingo, e fraturar a mão esquerda começaria a perder a barriga. Mas o fato é que o inusitado acidente, ocorrido em um momento corriqueiro, acabou proporcionando ao craque uma oportunidade que, ele imaginou, só viria no fim do ano, com o fim do calendário esportivo: a redução, na faca, do tecido adiposo.

Mas a verdadeira operação foi aquela que visou deixar Ronaldo e sua lipoaspiração fora do radar do Hospital São Luiz - unidade Itaim - e bem longe da mídia.

Um dia antes da internação, funcionários da unidade sabiam que alguém importante chegaria, mas não sabiam quem. Na terça-feira já havia um burburinho entre os funcionários, mas nada que pudesse determinar se os boatos eram verdadeiros.

As coisas começaram a ficar mais claras quando, às 6h de quarta-feira, o hospital ficou repleto de seguranças. Os funcionários que chegavam percebiam, então, que o burburinho era verdadeiro: alguém muito famoso estava prestes a chegar.

Na manhã de quarta-feira, quando o famoso paciente finalmente chegou, não havia como determinar sua identidade. Ronaldo passou por todos em uma maca, já sedado, e coberto como só cobrem os mortos, rosto inclusive. Assim, completamente coberto, entrou no centro cirúrgico.

No quadro-negro que regista o nome do paciente e o tipo de operação a que está sendo submetido o nome de Ronaldo não existia: a lipo estava sendo realizada em um certo Aristides - o disfarce nominal do craque e nome que, em grego, quer dizer "brilhante por sua astúcia". Justo.

O primeiro procedimento realizado foi a retirada do tecido adiposo da barriga; a correção da fratura da mão esquerda ocorreu na sequência. Durante a lipoaspiração, que levou entre duas horas e duas horas e meia, seu pai e a mulher, Bia Antony, estiveram dentro do centro cirúrgico para acompanhar parte dos procedimentos. O pai ficou por muito tempo; ela, por menos.

A lipo de Ronaldo tirou gordura subcutânea da barriga e de parte das costas. Durante duas horas, a gordura extra dessas áreas foi retirada, o que indica que mais do que os revelados 700 mililitros deixaram o corpo do atacante. Segundo especialistas, um procedimento para retirada de 700 mililitros demoraria bem menos.

Os funcionários que tinham acesso ao centro cirúrgico onde estava Ronaldo foram escolhidos a dedo: a maioria foi vetada e não podia sequer passar perto do local.

Entre aqueles que puderam participar o clima era de tensão: quando ficou claro quem estava sendo operado, ficou claro também que não haveria margem de erro.

E, como era esperado, não houve contratempos. A gordura foi retirada, as fraturas na mão, corrigida, e o craque foi levado a seu quarto. Quando acordou, perguntou pela mulher, que entrou para vê-lo.

Na saída do hospital, acordado, Ronaldo pôde, finalmente, ver e ser visto pelos funcionários do São Luiz. Não teve autógrafos, não teve histeria e ele apenas deixou o hospital acreditando não ter levantado suspeitas para a operação misteriosa que acabara de fazer.

Cielo perde recorde, mas vai à final dos 50 m livre

César Cielo perdeu o recorde do Mundial de Esportes Aquáticos nos 50 m livre, mas avançou nesta sexta-feira à decisão da prova em que foi campeão olímpico no ano passado, em Pequim. No geral, o brasileiro fez o quarto melhor tempo da semifinal, com 21s35 - 14 centésimos mais lento que o novo recordista do campeonato, o francês Frederick Bousquet.

"Se poupar nos 50 m é perigoso, mas amanhã (sábado) tem a final e é como eu fiz no 100 m: fazer o melhor", disse Cielo, ao SporTV, citando o ouro que conquistou na última quinta-feira, com direito a novo recorde mundial dos 100 m livre.

Sobre o tempo que registrou nesta semifinal dos 50 m livre, Cielo mostrou que espera melhorá-lo bastante na final. "Alguns devem nadar na casa dos 20. Eu vou ser um desses, não sei quem será o resto", declarou o brasileiro, confiante.

Por ser o atual campeão olímpico nos 50 m livre e mundial nos 100 m, Cielo garante que pode alcançar ainda mais triunfos na carreira. "Todo o investimento que a gente fez, desde os clubes até o patrocínio, valeu a pena", encerrou o nadador.

A semifinal dos 50 m livre teve outro brasileiro, mas que não avançou à decisão. Com o tempo de 21s69, Nicholas Santos ficou a quatro centésimos de disputar uma medalha
na prova

Morre Bobby Robson, lenda do futebol inglês

Ex-treinador da seleção inglesa, Bobby Robson morreu nesta sexta-feira aos 76 anos. Descrito pela imprensa britânica como uma lenda no país, o técnico travava há alguns anos uma longa batalha contra um câncer no pulmão. Sir Robson morreu acompanhado por sua mulher e pelo resto de sua família em sua casa de County Durham, no norte da Inglaterra.

Robson comandou equipes tradicionais como PSV Eindhoven, Sporting Lisboa, Porto e Barcelona, mas o seu maior feito foi levar a Inglaterra à semifinal da Copa de 1990, na Itália.

A última aparição pública de Robson havia sido no domingo, em uma partida beneficente do Newcastle no St'James Park. O jogo contou com Paul Gascoigne e Peter Shilton, batendo um time alemão por 3 a 2.

O jogo serviu para lembrar a semifinal da Copa de 1990, quando os ingleses, liderados por Robson, perderam nos pênaltis para os germânicos depois de empate por 1 a 1.

Além de técnico, Robson foi jogador do Fulham e do West Brom nos anos 50 e 60, além de ter participado de 20 jogos pela seleção da Inglaterra.

Fla pede mais uma vitória para "conversar" com Andrade

A diretoria do Flamengo pretende fazer uma proposta ao técnico interino Andrade em caso de mais um vitória no Campeonato Brasileiro. O próximo adversário é o lanterna Náutico, neste domingo. Desde que assumiu, Andrade tem 100% de aproveitamento com vitórias sobre Santos e Atlético-MG.

"Se ganhar mais uma vamos ter que conversar com ele. O time está indo bem", teria dito o vice-presidente de futebol Maros Brás a um interlocutor.

Apesar do discurso cauteloso e humilde, Andrade não esconde seu desejo de ser efetivado no cargo de treinador do clube. "Primeiro quero colocar o Flamengo na zona de Libertadores para depois pensar", declarou o treinador.

Andrade tem apoio de parte da diretoria e de todo o elenco. Agora, o apoio vem também das arquibancadas. Na vitória sobre o Atlético-MG por 3 a 1, na quinta, os torcedores pediram a sua permanência com faixas e gritos de " fica Andrade".

Diante de recusas, receios e poucas opções, o Flamengo pode pensar em uma solução caseira e voltar o lema: "craque o Flamengo faz em casa".

Em São Paulo, Massa fará check-up em hospital

Assim que chegar a São Paulo, na próxima segunda-feira, Felipe Massa vai direto do aeroporto e ficará no Hospital Albert Einstein. Por lá, Massa realizará um check-up e continuará tendo sua recuperação monitorada, após graves ferimentos sofridos durante o GP da Hungria, no último dia 25. A estadia deve durar poucos dias.

Na segunda, o piloto brasileiro terá alta do Hospital Militar de Budapeste e retorna ao Brasil em voo fretado com duração prevista de 12 horas. A aeronave que trará o piloto ao Brasil também é comum, sem qualquer equipamento médico complexo, e Felipe irá até ela com um helicóptero, que parte do hospital em que está internado.

Felipe Massa vem completando, com sucesso, todas as etapas previstas de sua recuperação. Na quinta-feira, já se alimentou normalmente, brincou com amigos e familiares e até caminhou no quarto do hospital em Budapeste.

Acidente

No último sábado, durante os treinos para o GP da Hungria, Massa foi atingido por uma mola que se desprendeu do carro do compatriota Rubens Barrichello, da Brawn GP, e passou por uma cirurgia para a retirada de fragmentos ósseos do rosto. O brasileiro também se recupera de fraturas na região do trauma.

Massa foi mantido em coma induzido por 48 horas depois do acidente. Os sedativos foram tirados gradativamente e o brasileiro apresenta claros sinais de que nenhuma de suas funções cerebrais foi afetada.

Outra preocupação era quanto ao olho esquerdo do piloto. Os primeiros exames indicaram que Massa tem boas condições de visão e nenhuma lesão no globo ocular foi detectada.

São Paulo admite sondagens por Miranda e Hernanes

O São Paulo é mais um clube brasileiro que pode perder jogadores na abertura da janela de transferências internacionais, em agosto. O diretor de futebol do clube, João Paulo de Jesus Lopes, confirmou que recebeu contatos de equipes da Europa por dois titulares: Miranda e Hernanes.

"Tivemos sondagens pelo Hernanes, mas não propostas. Pelo Miranda, também recebemos sondagens, que foram de Villarreal, Milan e Fiorentina", declarou o dirigente.

Os dois clubes italianos já estão de olho no zagueiro há alguns meses. A novidade é a entrada do espanhol na briga por Miranda, que está cada vez mais em evidência por conta das convocações para a seleção brasileira. A multa rescisória do atleta é de US$ 20 milhões (cerca de R$ 37,6 milhões).

Já Hernanes, que tem o Barcelona como principal interessado, tem uma cláusula estipulada em 30 milhões de euros (cerca de R$ 79,7 milhões). Apesar dos valores elevados, Jesus Lopes já admite ceder os atletas por preços mais baixos.

"A multa é um referencial para negociarmos e ficarmos no comando. Mas não significa que o jogador só pode ser negociado por este valor, acontece de sair por menos. Do mesmo jeito, o Breno foi transferido por um valor acima da multa", comparou o dirigente são-paulino.

Já o restante do elenco ainda não desperta o mesmo interesse dos europeus. O diretor de futebol negou ter recebido qualquer contato pelo volante Jean, que também teve seu nome especulado na Europa. "Estive com o presidente Juvenal Juvêncio e não recebemos nada por ele, e nós nem esperamos nada no momento em relação a esse jogador", concluiu.

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Ferrari faz mistério sobre programa de treinos de Schumacher

Depois de anunciar a volta de Michael Schumacher às pistas, a escuderia italiana Ferrari corre para colocar o piloto alemão em forma. O heptacampeão da categoria substituirá Felipe Massa, que se recupera do acidente sofrido no último sábado. Schumacher não guia um carro de Fórmula 1 em provas oficiais desde 2006, quando encerrou a carreira.

A equipe não dá detalhes sobre o estado físico atual de Schumacher, tampouco sobre seu programa de treinamento.

"Ele está bem, precisará treinar, mas está bem", resume, lacônico, o assessor de imprensa da Ferrari, Lucca Colajanni, em conversa com o Terra.

Seja ao volante de um kart, em cima de uma motocicleta ou jogando futebol, Michael Schumacher é conhecido por manter sua forma física mesmo depois de ter encerrado a carreira.

O piloto, no entanto, precisará fazer treinos importantes antes de guiar novamente um carro de Fórmula 1. O tempo é razoável: a próxima corrida, em Valência, na Espanha, acontecerá somente no dia 23 de agosto.

Jogo Rápido

Pai do técnico Tite morre em Caxias do Sul

O técnico Tite, do Internacional, recebeu uma triste notícia depois da vitória por 3 a 2 sobre o Barueri, no Beira-Rio: seu pai, Genor Bachi, 74 anos, morreu na madrugada desta quinta-feira, em Caxias do Sul.

Genor Bachi estava internado no Hospital Pompéia, em Caxias do Sul, que confirmou sua morte em contato com o Terra. Seu corpo deve ser enterrado ainda nesta quinta-feira.

Ainda não se sabe se Tite viajará para o Japão com a delegação do Inter, que disputa a Copa Suruga no dia 5 de agosto, contra o Oita Trinita, campeão da Liga Japonesa.

Nas vezes em que manteve Tite no comando do Inter, mesmo diante de maus resultados no Brasileiro, a diretoria do Inter já tinha avisado que o treinador passava por problemas pessoais, por conta do estado de saúde de seu pai.

Andrezinho decide e Inter vence Barueri no sufoco

O meio-campista Andrezinho tem se tornado cada vez mais essencial para a equipe do Internacional. Nesta quarta-feira, o novo camisa 10 do time foi decisivo para a difícil vitória por 3 a 2 sobre o Barueri, no Beira-Rio. Ele fez um gol e participou dos outros dois.

O resultado encerra uma série ruim do time gaúcho, que chega aos 27 pontos e garante a terceira posição. O Inter só deixa o posto caso o Vitória passe pelo Avaí, nesta quinta. Já o Barueri sofre sua segunda derrota seguida e estaciona nos 22 pontos.

O Inter começou pressionando e dava a impressão de que iria golear. Com menos de dez minutos de jogo, os donos da casa já faziam 1 a 0 e tinham perdido outras boas chances de marcar. Os comandados de Tite não sentiram as ausências de D'Alessandro e Magrão, afastados depois das más atuações nos últimos jogos.

Quem roubou a cena foi, mais uma vez, Andrezinho. Aos 5min, o meia avançou pela esquerda e fez um cruzamento alto no segundo pau. Alecsandro, substituto do negociado Nilmar, subiu mais do que a zaga do Barueri e cabeceou para as redes.

O time da casa continuou encurralando o Barueri e trocando passes no campo de ataque, sempre assustando o goleiro Renê. Aos 27min, Andrezinho decidiu na bola parada. Em cobrança de falta perfeita, ele deslocou o goleiro e fez 2 a 0.

O jogo parecia fácil, mas acabou se complicando a partir do minuto final da primeira etapa. Depois de cobrança de falta de Márcio Careca, o goleiro Michel Alves defendeu, viu um bate-rebate na área e não evitou o gol contra de Sandro, que deixou o gramado lamentando.

O segundo tempo teve uma maior pressão do time paulista, que passou a acreditar no empate. Ralf e Thiago Humberto exigiram duas boas defesas de Michel Alves. O Inter respondia apenas nos contra-ataques. Em um deles, Andrezinho acertou o travessão em um chute da entrada da área.

O Barueri, porém, fazia por merecer e empatou aos 33min. Após outro lance confuso na área, o zagueiro André Luiz aproveitou a sobra e completou com dificuldade para as redes.

Quando o técnico Tite já começava a ouvir os primeiros protestos, Andrezinho salvou mais uma vez. Aos 40min, ele cobrou outra falta com perfeição, acertou o travessão e viu o zagueiro Sorondo pegar o rebote, sem goleiro, para dar uma importantíssima vitória ao Inter.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL 3 x 2 BARUERI

Gols
Internacional: Alecsandro, aos 5min, e Andrezinho, aos 27min do 1º tempo; Sorondo, aos 40min do 2º tempo
Barueri: : Sandro (contra), aos 47min do 1º tempo e André Luiz, aos 33min do 2º tempo

Ponto Forte do Inter
Pressão até os 30min do primeiro tempo e atuação do meio-campo, que não sentiu falta de D'Alessandro

Ponto Forte do Barueri
Chutes de fora da área

Ponto Fraco do Inter
Michel Alves, inseguro na maioria dos lances

Ponto Fraco do Barueri
Val Baiano, que passou em branco e praticamente não tocou na bola

Personagem do jogo
Andrezinho, que fez um gol e participou dos outros dois do Inter

Esquema Tático do Inter
4-4-2
Michel Alves, Bolívar (Leandrão), Índio, Sorondo e Kléber; Sandro, Guiñazu, Giuliano e Andrezinho; Taison (Bolaños) e Alecsandro (Danny Morais).
Técnico: Tite

Esquema Tático do Barueri
3-5-2
Renê, Xandão, Leandro Castan e André Luis; Éder (Franciscatti), Ralf, Éverton, Thiago Humberto (Márcio Hahn) e Márcio Careca; Otacílio Neto (Flavinho) e Val Baiano.
Técnico: Estevam Soares

Cartões Amarelos
Inter: Bolívar e Leandrão
Barueri: André Luiz, Márcio Hahn e Otacílo Neto

Árbitro
Franscisco Carlos Nascimento

Local
Beira-Rio, em Porto Alegre

Além de cirurgia na mão, Ronaldo faz lipoaspiração

O atacante Ronaldo foi operado no Hospital São Luiz para corrigir fratura em sua mão esquerda, nesta quarta-feira, e aproveitou a ocasião para fazer uma lipoaspiração na barriga.

Uma primeira fonte ouvida pelo Terra disse apenas que do prontuário não constava nenhuma cirurgia plástica. Porém, uma segunda fonte admitiu que dentro da sala cirúrgica havia, além da equipe de ortopedia, uma segunda equipe, mas que ele não saberia determinar qual era a especialidade dela.

A afirmação causou estranheza porque uma segunda equipe médica na sala de cirurgia indica que um outro tipo de operação será feita.

A reportagem do Terra conseguiu confirmar a informação por meio de uma terceira fonte que, ao ser questionada se Ronaldo fez uma lipo, respondeu afirmativamente e completou: "agora, entrar em forma é com ele".

A direção do Hospital São Luiz não confirma oficialmente a informação de que Ronaldo teria feito a cirurgia de lipoaspiração.

nova marcação: Amigos do Blog

Henrique Barbosa "salva" manhã do Brasil em Roma

A quinta-feira não começou boa para o Brasil no Mundial de Natação, em Roma. Dos cinco representantes nacionais que disputaram as eliminatórias de suas provas no Foro Itálico, apenas Henrique Barbosa conseguiu uma vaga na semifinal.

Com 2min09s22, Barbosa chegou a bater o recorde da competição em sua bateria nos 200 m peito, mas não demorou a ser superado por concorrentes e teve que se conformar em passar na quinta posição. À frente dele apareceram Marco Koch, Loris Facci, Daniel Gyurta e o líder Eric Shanteau, que marcou 2min08s55.

O recorde anterior do torneio havia sido estabelecido em 2003 pelo japonês Kosuke Kitajima, que também é o atual recordista mundial, com 2min07s51. Ao todo, a marca do nipônico foi derrubada em dez oportunidades nesta quinta. "Esse tempo do recorde de campeonato era fraco. Para chegar na medalha acho que é preciso fazer 2min07s", analisou Barbosa.

Henrique teve a companhia de Tales Cerdeira na prova, mas o carioca foi eliminado com a 27ª posição (2min15s57). Na versão feminina dos 200m peito, Tatiane Sakemi foi a 44ª (2min34s11), enquanto Carolina Mussi foi desclassificada por ter dado uma pernada irregular para o estilo peito (golfinhada). Nos 100m livre, Tatiana Lemos ficou em 22º, seis posições atrás do mínimo que precisava para seguir com chances de medalha.

À tarde, entretanto, as perspectivas são melhores para os brasileiros, já que o país terá quatro atletas em finais: Thiago Pereira nos 200 m medley, César Cielo e Nicolas Oliveira nos 100 m livre e Fabíola Molina nos 50 m costas.

City confirma ida de Elano para futebol turco

O Manchester City confirmou em seu site oficial a saída do brasileiro Elano. O meio-campista deixou a equipe inglesa e na próxima temporada defenderá as cores do Galatasaray, da Turquia. A equipe britânica agradeceu ao jogador pelo período no qual defendeu o clube, de 2007 a 2009.

"Todos do Manchester City gostaríamos de agradecer Elano aos serviços e desejamos muita sorte no futuro em seu novo clube e na Seleção Brasileira", afirmou a nota publicada no site.

Elano brilhou com a camisa do Santos, entre 2001 e 2004. Nesse período faturou o bicampeonato brasileiro para a equipe alvinegra. Depois disso, transferiu-se para o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia. Dois anos mais tarde foi para o City.

Com a camisa da Seleção Brasileira, Elano é um dos nomes de confiança do técnico Dunga. O meio-campista faturou a Copa América de 2007 e a Copa das Confederações deste ano.
Chegamos a inesperado

Esse é a postagem de número 1.000

Inter diz ter prioridade para negociar com Fernandão

Com a saída do Nilmar, vendido ao Villarreal, o Inter está à procura de um substituto para o atacante. A vaga em aberto poderá ser preenchida por um ídolo recente do clube, Fernandão, ex-capitão do time do Beira-Rio.

Insatisfeito com sua vida nos Emirados Árabes, o jogador, que conquistou o Mundial de Clubes e a Libertadores pelo Inter, negocia a sua rescisão de contrato com o Al-Garrafa. Caso obtenha sua liberação, voltar a atuar no Beira-Rio passaria a ser umas possibilidade forte.

A direção negou que tenha tido qualquer tipo de conversa com Fernandão, mas avisou que está na frente dos demais pretendentes, já que o Santos manifestou interesse no atelta. "Eu tenho a palavra dele que nós temos a preferência. Ele sabe e eu sei que a preferência é nossa. Ele ainda não se desvinculou do seu clube. Por isto, qualquer coisa que fizermos agora poderá atrapalhar uma negociação futura", comentou o vice de futebol do clube, Fernando Carvalho.

O mercado colorado deve seguir efervescente até o fim da janela de transferências. O presidente Vitorio Píffero admitiu ter recusado uma proposta pelo volante Magrão. Porém, a saída do meio-campista está próxima de ocorrer. O lateral Ramón, emprestado ao Vasco, pode ter como rumo o Palermo, da Itália.

Carvalho se mostrou contente e preocupado com a vitória por 3 a 2 sobre o Barueri. Entre pontos positivos e negativos apresentados no jogo pelo Campeonato Brasileiro, o dirigente preferiu exaltar elogiar, porém, com algumas ressalvas. "Quem não transpirar, não ganha. Estamos ralando mais, concentrando mais e pegando mais. Assim a situação fica melhor. Mas não jogamos tudo que podemos.

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Anderson faz 1º gol em 2 anos e Manchester vence

Com um gol do meia brasileiro Anderson, o primeiro em dois anos com a camisa do Manchester United, o time inglês venceu o Boca Juniors por 2 a 1, nesta quarta-feira, em partida válida por um torneio amistoso em Munique, na Alemanha.

Anderson - que desembarcou na Inglaterra em 2007 e, até então, só havia marcado em cobranças de pênalti - abriu o placar aos 23min, com um chute rasteiro. Os comandados de Alex Ferguson seguiram pressionando e fizeram o segundo antes do intervalo, aos 42min, com o equatoriano Valencia.

O Boca Juniors descontou aos 10min da etapa final, com o meio-campo Insúa. O time argentino, aliás, estreou o zagueiro chileno Gary Medel, da seleção de seu país.

Os ingleses disputam a final do torneio diante do vencedor do confronto entre Milan e o anfitrião Bayern de Munique, que jogam nesta quinta. Já o Boca aguarda o perdedor para a disputa pelo terceiro lugar.

Lula critica venda de corintianos e teme novo rebaixamento

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou nesta quarta-feira as saídas de André Santos, Cristian e Douglas do Corinthians. Torcedor do clube do Parque São Jorge, o chefe de Estado acredita que o time pode voltar a disputar a Série B do Campeonato Brasileiro caso negocie mais atletas.

"Estou chateado porque o Corinthians vendeu jogadores. Desse jeito vamos cair outra vez", afirmou Lula, momentos antes de receber a visita do presidente da Nigéria, Umaru Yar'Adua, no Palácio do Itamaraty, em Brasília.

Fanático por futebol, Lula ofereceu ao presidente africano uma bola autografada por Pelé durante um almoço em homenagem ao governante nigeriano. "Para o presidente Umaru Yar'Adua, boa sorte. Pelé", dizia a mensagem, em inglês, redigida pelo ex-camisa 10 de Santos e Seleção Brasileira.

Comentários de John Locker

"Acho um pouco cedo para o presidente Lula dizer algo do gênero, pois o Corinthians não é tão ruim assim a ponto de ter perdidos 3 ótimos jogadores e não conseguir se manter forte no campeonato. Temos de rever esse conceito."

Barrichello diz que Schumacher é substituto ideal de Massa

O piloto Rubens Barrichello comentou a volta de Michael Schumacher à Fórmula 1. O alemão será o substituto de Felipe Massa no carro número 3 da Ferrari no GP de Valência, na Espanha.

"O que acho da volta do Schumacher? Ninguém melhor para substituir o Felipe. O que quero mesmo é que o Felipe fique bem, o resto é resto", afirmou Barrichello via Twitter.

O piloto da Brawn GP aproveitou para comemora a saída de Massa da UTI. "Felipe já está em um quarto normal. O brasileiro, além de guerreiro, tem muita fé...e a fé de vocês realmente o ajudou demais".

Michael Schumacher deixou a Fórmula 1 depois do GP do Brasil de 2006, quando perdeu o título da temporada para o espanhol Fernando Alonso. Desde então, o heptacampeão exerceu funções administrativas na Ferrari.

Além do alemão, outros nomes, como o espanhol Fernando Alonso e o ex-campeão Jacques Villeneuve, foram especulados. Os substitutos naturais seriam o espanhol Marc Gené e o italiano Luca Badoer

E está comprovado: Schumacher irá sim subtituir o brasileiro Felipe Massa na fórmula 1 até sua volta.

Fora da UTI, Massa fica em hospital húngaro até domingo

A assessoria de Felipe Massa anunciou nesta quarta-feira que o piloto brasileiro seguirá internado no Hospital Militar de Budapeste até domingo. No entanto, o piloto da Ferrari já deixou a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e seguirá a recuperação do grave acidente no treino de classificação do GP da Hungria em um quarto comum.

O pai do piloto, conhecido como Titônio, ainda disse que, depois da alta hospitalar, Massa dará continuidade à recuperação na Europa. O brasileiro passou por uma cirurgia para retirada de fragmentos ósseos do rosto.

"Dependendo da palavra dos médicos, ele poderá continuar o tratamento em Paris. Se a evolução continuar tão favorável que dispense essa necessidade, ele irá diretamente para sua casa em Mônaco. A alternativa de voltar a São Paulo neste primeiro momento não está sendo considerada", explicou.

Nesta quarta-feira, Massa passou por uma ressonância que mostrou diminuição do edema. Fora isso, o brasileiro deu os primeiros passos dentro da UTI e se comunicou normalmente com os visitantes.

Natação vê choro de diva e redenção de Phelps

Eles são ídolos, recordistas mundiais e, nesta quarta-feira, tiveram algo a provar na piscina do Mundial de Esportes Aquáticos de Roma, na Itália. No final, Federica Pellegrini e Michael Phelps mostraram a que veio e subiram ao ponto mais alto do pódio - lugar, aliás, que o medalhista de prata Felipe França quase chegou. Mesmo assim, o nadador deu ao Brasil a sua primeira medalha em piscina pela competição desde 1994.

Voltando aos ídolos de Itália e Estados Unidos, respectivamente, na natação, Pellegrini venceu os 200 m livre e chorou no pódio, talvez pensando nas críticas que recebeu antes do Mundial - acusada de "amarelar" nas decisões. Já o segundo, mesmo dispensando comentários, triunfou nos 200 m borboleta e afastou os comentários em relação a sua derrota para o alemão Paul Biedermann, na decisão dos 200 m livre masculino.

Nos 200 m livre feminino, Pellegrini foi soberana: não deu chances para as adversárias e, com o tempo de 1m52s98, a italiana conseguiu três feitos: vencer a disputa, estabelecer o novo recorde mundial da prova e inflamar a torcida em Roma. Com a medalha dourada no peito e diante de tanta coisa que lhe ocorrera momentos antes, a musa não segurou a emoção e chorou.

Phelps, por sua vez, não caiu nas lágrimas, mas o ouro obtido nos 200 m borboleta foi especial para ele. Um dia depois de perder o recorde mundial e ver o fim de uma invencibilidade na prova que ostentava desde 2004, o americano não deu chances para o azar, liderou com sobras os 200 m borboleta e, depois de receber a medalha, não pensou duas vezes: correu para os braços de sua mãe, Debbie Phelps.

Brasil

Esta quarta-feira foi especial para um brasileiro: Felipe França. Ex-recordista mundial dos 50 m peito, o nadador buscava o ouro, mas ficou com a prata e quebrou um tabu de 15 anos do Brasil sem medalhas na piscina de um Mundial. Em 1994, o País conquistou duas medalhas de bronze, uma com Gustavo Borges (100 m livre) e outra no revezamento 4x100 m livre, cuja equipe era formada por Fernando Scherer, Teófilo Ferreira, Gustavo Borges e André Teixeira.

Dos que ainda podem aumentar a lista de medalhas do Brasil no Mundial - a outra foi obtida por Poliana Okimoto, bronze na prova de maratona aquática -, César Cielo e Nicholas Santos avançaram à decisão dos 100 m livre, Thiago Pereira foi à final dos 200 m medley e Fabíola Molina manteve suas chances de triunfar nos 50 m costas.

Veja todos os vencedores do dia no Mundial de Esportes Aquáticos.

200m borboleta masculino
Michael Phelps (EUA) - 1min51s51 (recorde mundial)

200 m livre feminino
Federica Pellegrini (ITA) - 1min52s98 (recorde mundial)

50 m peito masculino
Cameron Van der Burgh (AFS) - 26s67 (recorde mundial)

800 m livre masculino
Lin Zhang (CHI) - 7min32s12 (recorde mundial)

Obama "brasileiro"

video

Para rir um pouco

video

Cielo faz 8º tempo e vai à semi dos 100 m livre

Medalha de bronze em Pequim nos 100 m livre, o brasileiro César Cielo marcou o oitavo tempo nesta quarta-feira nas eliminatórias da prova pelo Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos, em Roma, na Itália.

Atual campeão olímpico dos 50 m livre, Cielo fez 47s98 e garantiu uma das 16 vagas nas semifinais. Na tarde desta terça-feira, o brasileiro buscará uma vaga na final.

O mais rápido foi o americano David Walters, com 47s59. Em segundo ficou o sueco Stefan Nystrand, com 47s66. O campeão olímpico Alain Bernard, da França, foi o quarto com 47s80.

O brasileiro Nicolas Santos cravou 48s22 e ficou com a 12ª colocação, e também se classificou para as semifinais.

Serginho "esquece" conquista individual e exalta grupo

Primeiro líbero MVP (Most Valuable Player ou Jogador mais Valioso) da história da Liga Mundial, Sergio Escadinha minimizou a importância da conquista individual, a primeira da Seleção Brasileira masculina de vôlei no ciclo olímpico de Londres-2012.

"O mais importante foi a conquista deste troféu. Quero deixar de lado essa premiação individual", pediu o atleta de Pirituba. "Essa conquista foi muito importante porque marca o início desse novo grupo. E ela é ainda mais especial por ter sido do jeito que foi, sofrida. Muita briga, confusão e uma vitória por 3 sets a 2", destacou.

Na visão do líbero, a competitividade e polêmica da decisão contra a Sérvia tiveram um lado positivo. "Essa batalha serviu para amadurecer o time. É claro que esperava um jogo mais fácil. Não poderia ter sido 3 sets a 0?", brincou.

Capitão do Brasil, o ponteiro Giba fez questão de elogiar o amigo. "Fiquei muito feliz pelo Escada ter sido eleito o melhor jogador. Ele já merecia esse troféu há muito tempo", comentou.

"Sei como neutralizar o Muricy", diz Renato Gaúcho

Em penúltimo lugar, o Fluminense seguirá olhando para cima na tabela do Campeonato Brasileiro cada vez que entrar em campo. Hoje, às 21h50, o adversário é o embalado Palmeiras, agora sob o comando de Muricy Ramalho. Mas o recente retrospecto no confronto entre Renato Gaúcho e o técnico tricampeão brasileiro representa um fio de esperança para os torcedores tricolores. Pelo Flu, Renato ganhou dois e perdeu um duelo diante do São Paulo no ano passado.

"Sei como neutralizar o Muricy e ele também estudou meu time. No futebol de hoje não existem mais segredos", disse Renato, admitindo que será uma árdua missão. "O Palmeiras vive um momento muito melhor que o nosso".

A vitória mais emblemática de Renato Gaúcho sobre Muricy foi nas quarta de finais da Copa Libertadores. Após uma vitória paulista no Morumbi, o São Paulo se classificaria mesmo com derrota por 2 a 1 no Maracanã. Mas Washington, nos minutos finais, fez o gol da classificação. Aliado a isso, um outro 3 a 1, dessa vez pela Série A do Brasileiro, acirrou o embate entre os técnicos.

O problema, porém, é que a Libertadores representa exatamente o último bom momento de Renato Gaúcho. De lá para cá, tudo deu errado. Sem o título continental, ele foi para o Vasco e, inclusive, perdeu para o São Paulo de Muricy. A derrota por 2 a 1, em São Januário, praticamente rebaixou o Vasco naquela ocasião.

Ciente da responsabilidade, Renato Gaúcho pede atenção aos comandados. "Temos criado. Mas está faltando tranquilidade na hora de finalizar. Precisamos da vitória para dar confiança. Uma confiança para tentar um drible, uma jogada diferente", ressaltou o treinador tricolor.

Apesar do discurso de que não há segredo no futebol de hoje, Renato Gaúcho fez mistério na escalação. Com muitos problemas no setor ofensivo - sem Fred, Tartá e Alan - o técnico deve armar uma retranca. Um 3-6-1, cujo o único atacante será Kieza, autor de dois gols nos últimos jogos.

"Ele é jovem, inexperiente. Como fui da posição, expliquei para ele não ficar ao lado do zagueiro, que vai dar dois passos e deixá-lo impedido. Ele é veloz, precisa partir de trás", frisou Renato.

Obina

Não bastasse viajar com apenas 19 jogadores, em virtude dos desfalques, o Fluminense terá pela frente um entusiasmado Obina. Para o goleiro Fernando Henrique, que vibra com a maior proteção defensiva, todo o cuidado é pouco com o ex-rubro-negro.

"É um jogador perigoso, mas Diego Souza e Cleiton Xavier também merecem todo o cuidado", lembrou o goleiro.

Já Renato Gaúcho lembrou que 2006, quando dirigia o Vasco, sentiu na pele o veneno de Obina, autor de um dos gols na final da Copa do Brasil vencida pelo Flamengo.

"Obina sempre foi um bom jogador e viveu apenas um momento ruim. Ninguém desaprende", analisou.

Em alta, Dunga ironiza e pede fim das "alfinetadas"

Assim como aconteceu durante boa parte da Copa das Confederações, o técnico Dunga se mostrou bem humorado durante a entrevista após a convocação dos jogadores para o amistoso contra a Estônia, no dia 12 de agosto.

Em alta o treinador da Seleção Brasileira foi questionado se a equipe verde e amarela sofreria mais pressão após a conquista do torneio na África do Sul, que contou com adversários de renome como Espanha e Itália.

"Eu sempre falei que o objetivo principal era a classificação para a Copa do Mundo. Nada vai mudar aqui e espero que com vocês (da imprensa) nada mude também", alfinetou o treinador, deixando nas entrelinhas que a responsabilidade da sua equipe não aumenta.

"Aqui não tem passado nem futuro. Aqui o que vale o presente. Até dois meses atrás, até a Copa das Confederações, as pessoas falavam que não éramos favoritos. Depois da Copa das Confederações começaram a falar que somos favoritos", disse.

Dunga convocou praticamente o mesmo time que defendeu o Brasil na Copa das Confederações. As únicas ausências serão o goleiro Victor, que foi terceiro goleiro no torneio sul-africano, o lateral Kléber e o atacante Alexandre Pato.

"É normal que se mantenha uma base depois de três anos de trabalho. É importante que os jogadores que não estão entre os 22 convocados continuem a trabalhar para chegar aqui, porque os que estão aqui também não vão querer perder a vaga".

O treinador aproveitou para elogiar o grupo que tem em mãos."Com o passar do tempo as coisas começam a se afunilar. Este é um grupo que cada vez está tendo um espírito de Seleção, tudo aquilo que vocês pediam. A questão técnica faz uma diferença enorme, mas não é tudo".

BMW anuncia que deixará a F1 no final de 2009

A BMW publicou um comunicado em seu site oficial anunciando que deixará a Fórmula 1 no fim do ano. Segundo a empresa alemã, a decisão foi muito difícil, mas é uma medida necessária "para o realinhamento estratégico da nossa companhia", disse o presidente, Norbert Reithofer.

No entanto, a montadora informa que continuará envolvida em outras categorias de automobilismo. Segundo a nota, a decisão foi tomada pela diretoria da empresa nessa terça-feira.

Os recursos empregados pela empresa serão dedicados ao desenvolvimento de novas tecnologias e projetos no campo da sustentabilidade, diz o comunicado.

Depois de ser fornecedora de motores até os anos 80, a BMW retornou à F1 como parceira da Williams. Em 2005, a fábrica decidiu deixar o time de Frank Williams e comprou a Sauber, rebatizando o time de BMW Sauber.

Com equipe própria, a BMW disputou 63 Grandes Prêmios, conquistando uma vitória e uma pole position. Neste ano, com metas altas depois de ser terceira colocada em 2008, a marca sonhou em brigar com título, mas os resultados foram modestos, ocupando apenas a oitava posição com oito pontos.

A BMW é a segunda montadora a deixar a categoria em menos de um ano. No fim de 2008, a Honda decidiu sair ao informar que as suas finanças foram afetadas pela crise mundial. Restam agora na categoria a Fiat (dona da Ferrari), Mercedes-Benz (sócia da McLaren), Toyota e Renault.

Vasco vence apertado e encosta no G4

O Vasco recebeu o Fortaleza na noite desta terça-feira em São Januário na tentativa de voltar a integrar o G4, enquanto o Fortaleza lutava para se afastar da zona de rebaixamento. Apesar da vitória apertada por 2 a 1, o clube de São Januário não alcançou seu principal objetivo, mas encostou na zona de acesso à Série A.

Com obrigação de ganhar diante de sua torcida, o Vasco procurou pressionar durante toda a primeira etapa. Apesar de ser melhor, porém, os erros de passe acabaram prejudicando a criação de jogadas. O Fortaleza procurava se defender e sair nos contra-ataques, mas também não obteve sucesso. Essa foi a tônica de praticamente toda a primeira etapa.

A pressão vascaína parecia não surtir efeito, até que o jovem Alex teixeira fez linda jogada individual e abriu o placar, aos 45min do primeiro tempo. Ele passou por Júlio na entrada da área, deu um drible desconcertante no zagueiro edson, que ficou no chão, e bateu com categoria na saída do do goleiro Alexandre Fávaro.

As equipes voltaram para a etapa complementar sem alterações. Porém, o Vasco voltou melhor e mais agressivo, sufocando o Fortaleza. Logo aos 8min, Carlos alberto cruzou e Adriano perdeu um gol incrível por não conseguir dominar a bola na pequena área.

Contudo, a alegria carioca não durou muito. O Fortaleza equilibrou rapidamente o jogo e passou a cercar o Vasco, tomando conta do meio de campo. O resultado veio aos 15min, com um gol contra. Cristian cobrou escanteio da esquerda e, ao tentar cortar, amaral jogou para o próprio gol, cedendo o empate ao Fortaleza.

Empurrado pela torcida, o Vasco retomou o controle do jogo e novamente passou á frente no marcador. Alex Teixeira ganhou disputa de bola com Jaílson na área e foi puxado pela camisa. O árbitro Edivaldo Elias da Silva marcou o pênalti e deu o segundo amarelo e o consequente vermelho para Jaílson, expulso da partida. Aos 22min, Adriano cobrou no canto direito e converteu.

Aos 29min, o vascaíno Mateus fez falta em Paulo Roberto e também recebeu o segundo amarelo, sendo expulso da partida. Com ambas as equipes com 10 jogadores, o jogo se tornou mais aberto e com mais possibilidades de gol. Porém, o resultado não se modificou

Com a combinação de resultados desfavoráveis na rodada, a vitória não foi suficiente para o Vasco voltar ao G4. O time fica em quinto lugar, com 26 pontos. O Fortaleza, por sua vez, entra na zona de rebaixamento, na 17º colocação na tabela, com 14 pontos.

FICHA TÉCNICA

Vasco 2 x 1 Fortaleza

Gols
Vasco: Alex Teixeira aos 45min do 1º tempo e Adriano aos 22min do 2º tempo
Fortaleza: Amaral(contra) aos 15min do 2º tempo


Ponto Forte do Vasco
Entrosamento do ataque

Ponto Forte do Fortaleza
Jogadas pelas laterais

Ponto Fraco do Vasco
Adriano, que teve atuação apagado, mesmo com gol de pênalti

Ponto Fraco do Fortaleza
Marcelo Nicácio, que sumiu no jogo


Personagem do jogo
Carlos Alberto, principal articulador de jogadas do Vasco

Esquema Tático Vasco
4-4-2
Fernando Prass, Paulo Sérgio (Mateus), Vilson, Titi e Ramon: Amaral,Nilton, Souza (Phillipe Coutinho) e Alex Teixeira; Carlos Alberto e Adriano (Robinho). Técnico: Dorival Júnior

Esquema Tático Fortaleza
4-4-2
Alexandre Fávaro, Maisena, Amarildo, Édson e Jailson; Júlio, Coutinho, Cristian (Paulo Roberto) e Kiko (Bismarck); Marcelo Nicácio (Elvis) e Luiz Carlos. Técnico: Giba.

Cartões Amarelos
Vasco: Mateus e Alex Teixeira
Fortaleza: Júlio, Jailson, Édson, Amarildo, Elvis e Cristian


Cartões Vermelhos
Vasco: Mateus
Fortaleza: Jailson


Árbitro
Edivaldo Elias da Silva (PR)

Local
São Januário

Massa dá primeiros passos em hospital húngaro

Recuperando-se do acidente sofrido no último sábado durante treino classificatório para o GP da Hungria, o brasileiro Felipe Massa deu seus primeiros passos nesta quarta-feira no quarto em que está internado no Hospital Militar de Budapeste.

Pela manhã, Massa recebeu a visita do chefe da equipe italiana Ferrari, Jean Todt, com o qual conversou por alguns minutos.

Acidente

No último sábado, Massa foi atingido por uma mola que se desprendeu do carro do compatriota Rubens Barrichello, da Brawn, e passou por cirurgia para retirada de fragmentos ósseos do rosto. O brasileiro também se recupera de fraturas na região do trauma.

Massa foi mantido em coma induzido por 48 horas depois do acidente. Os sedativos foram tirados gradativamente e o brasileiro apresenta claros sinais de que nenhuma de suas funções cerebrais foi afetada.

Outra preocupação era quanto ao olho esquerdo do piloto. Os primeiros exames indicaram que Massa tem boas condições de visão e nenhuma lesão no globo ocular foi detectada.

Na última terça-feira, o médico Dino Altman também disse que Massa pode receber alta do hospital em até 10 dias. Uma transferência hospitalar para uma clínica de Paris pode ocorrer na quinta-feira

terça-feira, 28 de julho de 2009

Botafogo x Internacional

video

Gols da Rodada

video

Jogo de Barueri x São Paulo

nova marcação: Vídeos

Empresário doa mais R$ 13 milhões à candidatura Rio 2016

A candidatura do Rio de Janeiro a sede da Olimpíada de 2016 ganhou um novo investimento do Grupo EBX, do empresário Eike Batista. Depois de doar R$ 10 milhões em abril, desta vez o empresário contribuiu com mais R$ 13 milhões.

Carlos Athur Nuzman, presidente do COB e do Comitê Rio 2016, celebrou o novo investimento. "Estamos na reta final da campanha, em um momento de muita união. É uma honra para nós e mostra a seriedade do trabalho", disse.

O empresário demonstrou confiança na vitória da candidatura brasileira a receber os Jogos. "O Rio tem todas as condições de vencer esta disputa. O projeto é importante para a cidade e seguimos firmes, apoiando a candidatura".

O anúncio da sede da Olimpíada de 2016 deve ser realizado em Copenhague, na Dinamarca, em outubro. O Rio de Janeiro tem como concorrentes Madri, Chicago e Tóquio.

Gabriella Silva lidera, mas fecha 100 m borboleta em 5º

A brasileira Gabriella Silva terminou a final dos 100 m borboleta na quinta colocação, nesta segunda-feira, no Mundial de Roma, com o tempo de 56s94 - novo recorde sul-americano. A nadadora chegou a cruzar os primeiros 50 m na liderança, mas acabou perdendo o ritmo nos metros finais.

A medalha de ouro ficou com a sueca Sarah Sjostrom, que cravou 56s06, novo recorde mundial da prova. Em segundo, com a prata, terminou a australiana Jessicah Schipper, com 56s23, seguida pela chinesa Liuyang Jiao, com o bronze, em terceiro, após marcar 56s86.

"Estou muito feliz com o tempo. Feliz porque quebrei mais uma barreira. Errei muito na minha chegada e fiquei muito chateada. Sabia que o fim seria forte", disse a brasileira ao SporTV.

"Ainda não desisti de conquistar uma medalha. Foi um erro infantil na chegada. Não sabia o que fazer, se dava mais uma braçada ou não", completou a nadadora.

Meia D'Alessandro passará a treinar separado no Inter

A crise fez sua primeira vítima no Beira-Rio. Demorou, mas a direção colorada começou a tomar atitudes em relação ao momento vivido pelo time. O meia D'Alessandro foi afastado, momentaneamente, do elenco principal. O argentino treinará separadamente para aprimorar a sua forma física. O período que ele ficará de fora dos jogos ainda não está definido.

"Ele ficará treinando para se recondicionar. Desde que voltou de lesão, ele não teve o nível de atuações que vinha tendo antes. Ele vai treinar para se recondicionar", explicou o vice de futebol, Fernando Carvalho.

O jogador sofreu duas lesões musculares nesta temporada. A segunda, o deixou fora de combate por quase um mês, fazendo-o perder o primeiro jogo da final da Copa do Brasil. Assim que a tendinite desapareceu, no início de julho, o argentino retardou sua volta à equipe para aprimorar a sua forma atlética.

Não foi o suficiente. Ele retornou à equipe em 5 de julho, na vitória por 2 a 0 sobre o Náutico. Porém, suas atuações desde então pouco lembram as do começo do ano e do fim do ano passado.

D'Alessandro já havia perdido a sua titularidade na equipe no empate por 2 a 2 com o São Paulo, quando Andrezinho iniciou a partida. Na rodada do fim de semana, o meia só começou jogando, pois Guiñazu estava suspenso.

Os problemas do argentino não param por aí. Na quinta-feira, ele terá o seu recurso julgado no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por sua expulsão no segundo jogo da final da Copa do Brasil. Em primeira instância, D'Alessandro foi suspenso por 60 dias.

Outros jogadores podem sofrer as consequência do momento ruim vivido pelo clube. O próximo da lista é o volante Magrão. Os dirigentes colorados defendem o técnico Tite, garantindo que ele não será demitido. Desde o fim de semana, a direção tem cobrado publicamente uma nova postura por parte dos atletas.

Ibrahimovic chega ao Barcelona com fratura e diz viver sonho

Novo reforço do Barcelona, o atacante Ibrahimovic teve fratura na mão esquerda confirmada durante exames médicos realizados nesta segunda-feira, na Espanha. Mesmo assim, ele foi apresentado nesta terça-feira em uma festa para mais de 50 mil torcedores presentes no Camp Nou.

» Veja fotos da apresentação
» Kaká faz primeiro treino no Real Madrid
» C. Ronaldo minimiza fraca atuação no Bernabéu
» Eto'o chega à Inter e mira Liga dos Campeões
» Manchester United arrasa equipe da China

O problema foi detectado durante a avaliação necessária para que ele assinasse seu contrato com o clube espanhol. No entanto, a lesão não foi empecilho para que ele se apresentasse cheio de sorrisos e dizendo realizar um sonho.

"Estou vivendo um sonho e é uma honra vestir essa camisa. Há muitos clubes grandes, mas só um é especial", afirmou o astro sueco, que recebeu a camisa 9 das mãos do presidente Joan Laporta. "Venho para aprender e desfrutar. Vejo que a torcida está esperançosa, e é muito importante ter o apoio dessa gente", completou.

Depois da coletiva de imprensa, Ibrahimovic foi ao campo e se apresentou para as mais de 50 mil pessoas que foram ao Camp Nou. A festa não deixou nada a desejar em relação às apresentações de Cristiano Ronaldo e Kaká no rival Real Madrid.

Ibrahimovic se machucou durante derrota por 2 a 0 da Inter de Milão para o Chelsea, na terça-feira passada. Após a partida, os médicos do clube italiano avaliaram o sueco e descartaram a possibilidade de fratura.

"Temos de estudar como resolver o problema para que ele possa competir o quanto antes. Esta tarde nos reuniremos e decidiremos que tratamento ele irá seguir", explicou Ricard Pruna, médico do Barcelona.

Em má fase, líder Button se sente ameaçado por Red Bull

Líder do Mundial de Fórmula 1, o inglês Jenson Button já está preocupado com seu futuro na temporada. Button, da Brawn GP, apresentou desempenho abaixo da média nas últimas três corridas, que marcaram uma ascensão da Red Bull, principal rival da Brawn até o momento.

Desde a vitória na Turquia, no início de junho, o melhor resultado de Button foi um quinto lugar na Alemanha. Apesar da liderança ainda confortável, o piloto se mostra preocupado e ameaçado pelos pilotos da Red Bull, Mark Webber e Sebastian Vettel. O inglês está 18,5 pontos à frente de Webber, vice-líder da temporada.

"Certamente, minha vantagem não é confortável. Perdi 15 pontos para Webber nas últimas três corridas e isso é bastante. São cinco pontos por corrida. Isso significa que ele estaria na minha frente daqui a quatro corridas, e ainda temos sete a disputar", afirmou Button, ao site Autosport.

Preocupado com sua condição, Button espera uma reação da Brawn nas próximas corridas. Tanto ele quanto Rubens Barrichello tiveram desempenhos ruins nas provas passadas.

"É bom liderar o campeonato, mas não será tão bom assim se nas próximas três ou quatro corridas tivermos performances como as das últimas", disse o inglês.

Saiba os pilotos que brigam pela vaga de Massa na Ferrari

Com o brasileiro Felipe Massa praticamente fora do restante da temporada, as especulações sobre os prováveis substitutos do ferrarista nas próximas provas movimentam os bastidores da Fórmula 1. Confira quais são os pilotos candidatos a uma vaga na Ferrari.

Fernando Alonso - Com a Renault suspensa por uma corrida por conta de uma roda solta no GP da Hungria, o nome do bicampeão foi cogitado pela imprensa espanhola para o GP da Europa no dia 23 de agosto. Porém, a opção é improvável com a ausência de Felipe Massa no restante da temporada.

Michael Schumacher - Um dia depois do acidente de Felipe Massa, o nome do heptacampeão, aposentado desde 2006, foi cogitado. Schumacher mantém proximidade com a equipe, mas nos últimos anos não revelou vontade de voltar a correr. Seu empresário Willi Webber disse que não acredita que o alemão aceitaria. No entanto, uma porta-voz de Schumacher afirmou que ele analisaria uma proposta caso a Ferrari opte por ele para a vaga.

Sebastien Bourdais - Demitido da Toro Rosso depois do GP da Alemanha, o francês campeão da Champ Car está disponível e tem como empresário Nicolas Todt, que também assessora a carreira do brasileiro.

Jacques Villeneuve - Campeão em 1997, o canadense manifesta com frequência a sua intenção de retornar à categoria. Nos bastidores, trabalha pelo retorno e tem boa relação com a Ferrari.

Nico Hulkenberg - Piloto de testes da Williams, o jovem alemão é assessorado por Willi Weber, que tem boa relação com a Ferrari. Hulkenberg também é cogitado como substituto de Nico Rosberg.

Marc Gene - O espanhol é piloto de testes da Ferrari e a opção natural para substituir Felipe Massa. Segundo o jornal italiano La Gazzetta dello Sport, Marc Gene é o favorito para a vaga, pelo menos no GP da Europa, que será disputada em Valência, seu país de origem.

Luca Badoer - O outro piloto de testes da Ferrari pode ser preterido porque se recupera de uma pequena contusão na costela. Porém, a equipe pode implementar um sistema de rodízio.

Com touca de Cielo, Felipe França vai à semi dos 50 m peito

Com a touca da sorte de César Cielo, o brasileiro Felipe França classificou-se para a semifinal dos 50 m peito com o segundo melhor tempo das eliminatórias do Mundial de Esportes Aquáticos.

França marcou 27s12 e foi superado pelo sul-africano Cameron Van Der Burgh, que cravou 26s92 e quebrou o recorde do Mundial. A melhor marca da história da competição é do brasileiro: 26s89.

O motivo do uso da touca do companheiro vem da época em que os nadadores treinavam juntos. Cielo ganhou projeção no esporte antes do amigo e o presenteou com o assessório para dar sorte. Desde então, França usa com frequência a touca que tem o nome de Cielo estampado.

O Brasil ainda teve entre os 16 classificados para a semifinal João Gomes, que conseguiu o 12º melhor tempo com 27s30.

A semifinal será disputada na tarde desta terça-feira. A programação começa às 13h (de Brasília). A final está marcada para quarta-feira.

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Phelps se classifica em 2º para semi dos 200 m livre

O nadador americano Michael Phelps, oito vezes campeão olímpico em Pequim 2008 e seis em Atenas 2004, se classificou nesta segunda-feira para as semifinais dos 200 m livre no Mundial de Esportes Aquáticos, em Roma, que termina em 2 de agosto.

O americano cravou o tempo de 1min45s60, abaixo do recorde mundial que ele mesmo estabeleceu, de 1min42s96, e ficou em segundo lugar. O primeiro foi o nadador alemão Paul Biedermann, que no domingo bateu o recorde mundial em 400 m livre e levou o ouro na categoria.

Biedermann fez o tempo de 1min45s30 nas classificatórias dos 200 m livre. O terceiro classificado para as semifinais desta segunda-feira foi o russo Danila Izotov, com 1min45s86.

Brasil

Rodrigo Castro e Nicolas Oliveira representaram o País nas classificatórias dos 200 m livre, mas não avançaram às semifinais. O primeiro cravou o tempo de 1min48s62, enquanto o segundo fez 1min47s55 e foi o que mais se aproximou da vaga ao ficar em 18º no geral - os 16 primeiros se classificaram.

Bernardinho consolida renovação com retomada de hegemonia

Leandro Vissoto, Sidão, Lucas, Bruninho, Eder, Thiago Alves, entre outros. Os torcedores do vôlei brasileiro começaram a conhecer os rostos da nova geração da Seleção Brasileira masculina com a conquista da Liga Mundial em cima da Sérvia, por 3 sets a 2 (22/25, 25/23, 25/22 e 23/25 e 15/12), neste domingo.

Mostrando grande maturidade, as promessas deram uma prova de que nomes como Gustavo, Marcelinho e Anderson podem ser substituídos com grande qualidade.

Depois de amargar perdas do título da Liga Mundial e dos Jogos Olímpicos em 2008, para os Estados Unidos, e ter seu trabalho questionado por parte da imprensa, o técnico Bernardinho deu uma repaginada na equipe verde e amarela na disputa da Liga deste ano.

Mesclou ícones como Giba, Serginho e Rodrigão com vários novatos ainda pouco conhecidos para a maioria. Alguns dos jovens se consolidaram entre os sete titulares, como o oposto Vissoto, de 2,11m, do levantador Bruninho e do meio de rede Lucas.

Durante a competição, uma primeira fase impecável, com apenas uma derrota para a Finlândia. Na reta final, vitórias com certa tranquilidade sobre Cuba e Argentina, além de um incontestável 3 a 0 sobre a Rússia na semifinal.

Na decisão, um jogo acirrado com os donos da casa. Além do estádio lotado, o Brasil sofreu com alguns erros dos árbitros, todos sérvios. Porém, a hegemonia do vôlei mundial foi retomada no tie-break, com o experiente Giba marcando o último ponto.

A conquista fez o Brasil igualar a Itália em recorde de títulos conquistados na Liga Mundial. Antes da conquista de 2009, a Seleção venceu em 1993, em 2001, 2003, 2004, 2005, 2006 e 2007.

Na premiação, o líbero Serginho ainda foi escolhido como o melhor jogador da Liga Mundial, coroando a consolidação da nova Seleção Brasileira.

Kanaan sofre queimaduras em acidente, mas está bem

O brasileiro Tony Kanaan sofreu queimaduras leves após uma falha cometida pela equipe Andretti Green em uma parada nos boxes na etapa de Edmonton, neste domingo. O combustível vazou e ocasionou um princípio de incêndio no monoposto, obrigando o piloto a abandonar a prova com a 21ª posição.

Mais tarde, Kanaan informou em seu Twitter que passa bem. "Gente estou bem. Queimei os dedos, o queixo e as sobrancelhas. Queimaduras de 2º grau, mas estou bem. Obrigado a todos por se preocuparem", disse o brasileiro, nono colocado na classificação geral, com 239 pontos.

Por meio de sua assessoria de imprensa, Kanaan descreveu o momento do acidente. "Ao sair do pit, o fogo entrou dentro do carro e chegou até o meu capacete. Tentei ao máximo sair o mais rápido, mas era uma sensação terrível", comentou o piloto, que agradeceu a ajuda também aos mecânicos da Penske.

A próxima etapa do circuito será disputada no oval de Kentucky, em prova noturna, no dia 1º de agosto.

Em rodada de clássicos repletos de gols, Obina e Fla dão volta por cima

Obina e Flamengo andavam em baixa. Em 25 de maio, o atacante saiu do time da Gávea sob vaias depois de ficar seis meses sem marcar um gol. Foi então parar no Palmeiras, no que talvez tenha sido a transação mais difícil de ser explicada no futebol brasileiro este ano: havia, entre torcedores flamenguistas e palmeirenses uma pergunta apenas: por que contratar um atacante que aparentemente havia decretado embargo ao gol?

Já o Flamengo, que há algum tempo flertava com a crise, na última sexta-feira finalmente chegou lá quando três de seus dirigentes pediram demissão de forma inesperada: durante uma coletiva de imprensa e admitindo divergências com o presidente Marcio Braga. Antes disso, o técnico Cuca havia sido demitido e alguns jogadores saíram malogrando os nove meses de gestão Cuca, e questionando os métodos de trabalho do antigo treinador. O buraco parecia estar cavado.

Mas neste domingo tudo mudou. Obina, agora titular do Palmeiras, foi o nome do jogo fazendo os três gols na vitória sobre o Corinthians que deu ao novo time de Muricy Ramalho uma consolidada vice-liderança no Brasileiro. E o Flamengo, comandado interinamente pelo auxiliar técnico Andrade, venceu de virada e fora de casa o Santos do recém contratado Vanderlei Luxemburgo - que, ironicamente, foi quem levou Obina para o Palmeiras quando era treinador do clube paulista: 2 a 1.

No Recife, um jogo cheio de correria e reviravoltas. Sport e Náutico precisavam vencer por estarem em situação complicada na tabela - e ainda estão -, mas o resultado na Ilha do Retiro não agradou a nenhum dos dois times. O 3 a 3 deste domingo marcou também o centenário do maior clássico pernambucano.

No sábado, mais gols. Botafogo e Inter se enfrentaram no Engenhão e o resultado não foi nada bom para o time colorado, que briga na ponta de cima da tabela. A vitória carioca por 3 a 2 afastou os gaúchos dos líderes tirou a equipe de Ney Franco da zona do rebaixamento.

Na noite deste domingo, Fluminense e Botafogo se enfrentaram de olho em uma recuperação no Brasileiro. Na penúltima colocação, o time carioca só conseguiu um empate por 1 a 1 no Maracanã, resultado que não agradou a nenhuma das duas equipes, já que o Cruzeiro se encontra em 16º. Placar nada agradável para os dois mais recentes vice-campeões da Libertadores.

E para fechar, o tropeço da rodada ficou por conta do líder Atlético-MG. Os comandados de Celso Roth decepcionaram os mais de 50 mil torcedores que lotaram o Mineirão. A equipe, ainda líder do Brasileiro, foi derrotada pelo Goiás pelo placar de 1 a 0, mas permitiu ao Palmeiras encostar na ponta.

Presidente da Ferrari visita Massa em hospital

O presidente da Ferrari, Luca di Montezemolo, visitou o brasileiro Felipe Massa nesta segunda-feira, por volta das 6h40 (horário de Brasília), no Hospital Militar de Budapeste, na Hungria. O dirigente conversou com médicos e familiares do piloto e prometeu se pronunciar futuramente, em italiano e inglês.

Hospitalizado desde o último sábado em decorrência de um acidente sofrido no treino classificatório para o GP da Hungria, Massa passou por cirurgia para retirada de fragmentos ósseos do rosto e se recupera de uma concussão e de fraturas no lado esquerdo da testa e na base do crânio.

Nesta segunda-feira, Massa passou por nova tomografia, que não indicou mudanças significativas no quadro clínico do piloto. O fato foi considerado positivo pelos médicos que cuidam do caso do brasileiro.

Atingido na região do olho esquerdo por uma mola que se desprendeu do carro de Rubens Barrichello, Massa está em coma induzido desde que chegou ao hospital.

O procedimento, que a princípio deve ser mantido até terça-feira, foi tomado para acelerar recuperação das lesões sofridas pelo piloto e evitar inchaço na região.

Assim como no último domingo, Massa foi acordado para a realização de novos exames e testes. Mas uma vez o brasileiro respondeu ao todos os estímulos e movimentou pernas e braços, o que indica ausência de danos motores e neurológicos.

Nesta semana Massa poderá ser removido do Hospital Militar de Budapeste para a clínica Pitié-Salpêtrière, em Paris. O centro médico pertence a Gerard Saillant, médico que já cuidou do alemão Michael Schumacher e do atacante Ronaldo e tem acompanhado o ferrarista desde sua internação. O pedido pela remoção de Massa para a França teria partido de Jean Todt, ex-chefe da escuderia italiana.

Descontraído, Kaká faz primeiro treino no Real Madrid

Depois de seis anos na Itália, Kaká treinou pela primeira vez por outra equipe do futebol europeu. De volta de férias, o brasileiro mostrou descontração em sua primeira atividade como jogador do Real Madrid. Deu até para brincar com o português Cristiano Ronaldo, outra grande contratação do clube espanhol para a temporada 2009/2010.

Sorridente, Kaká se juntou aos colegas no início das atividades para ouvir o técnico Manuel Pellegrini. O chileno, conhecido por seu hábito de dialogar bastante com os atletas, passou suas instruções para o elenco visando a partida contra a LDU, nesta terça-feira, pela Copa da Paz.

A estreia de Kaká com a camisa do Real Madrid, porém, deve acontecer no próximo dia 7, em um amistoso contra o Toronto FC, no Canadá.

A partir de agora, Pellegrini terá à disposição todos os jogadores do elenco merengue. Isso porque tanto Kaká quanto os espanhóis Casillas, Albiol e Sérgio Ramos estavam de férias por conta das suas participações na última Copa das Confederações, na África do Sul.

No último domingo, o Real Madrid foi a campo e Cristiano Ronaldo decepcionou em sua estreia no Santiago Bernabéu com a camisa do time merengue: o meia-atacante jogou mal e viu sua equipe ficar apenas no 1 a 1 com o Al-Ittihad (SAU), pela Copa da Paz.

domingo, 26 de julho de 2009

Acidente de Massa faz F1 relembrar "fragilidade humana"

O acidente de Felipe Massa assustou o "mundo" da Fórmula 1 e os fãs do piloto brasileiro espalhados pelo planeta. Uma mola do carro de Rubens Barrichello se desprendeu, atingindo o capacete do piloto, quando estava a mais de 200 km/h.

No choque, Massa perdeu a consciência, o controle da sua Ferrari e bateu violentamente contra a proteção de pneus. Após o acidente, momentos de tensão no autódromo de Hungaroring.

Membros da equipe médica colocaram os panos para proteger a imagem do piloto durante o atendimento. A primeira lembrança dos torcedores veio à mente - o acidente fatal de Ayrton Senna no GP de San Marino de 1994.

Massa foi levado ao centro médico e, em seguida, ao Hospital Militar de Budapeste, onde passou por uma cirurgia por causa de fragmentos nos ossos do rosto. Sedado e com quadro estável, mas satisfatório, o piloto também teve diagnosticadas concussão, fraturas no lado esquerdo da testa e na base do crânio.

O último susto da F1 havia acontecido no GP do Canadá de 2007. Na ocasião, o polonês Robert Kubica, da BMW, bateu violentamente no circuito de Montreal e, por alguns momentos, temeu-se pela primeira fatalidade desde Ímola 94, quando morreram no mesmo fim de semana o austríaco Roland Ratzenberger e Senna.

Por causa da tragédia, a F1 passou por uma série de mudanças na segurança. Atualmente, o piloto não fica mais com parte do corpo exposto para fora do cockpit, o Santo Antônio (proteção atrás do piloto) é mais alta e ainda há o HANS (Sistema de Proteção na Cabeça e no Pescoço), mecanismo que é colocado no corpo e protege a coluna em caso de fortes impactos.

Tragédias

Dos anos 50 a 70, a F1 sofreu com sequência de tragédias. Em 1970, a categoria teve até um campeão póstumo - o austríaco Jochen Rindt não pôde festejar a conquista após violento acidente nos treinos para o GP da Itália.

Outra morte trágica foi a de Gilles Villeneuve. Canadense e pai do futuro campeão Jacques, o piloto era apontado como um dos pilotos mais talentosos da categoria, mas perdeu a vitória em um acidente no GP da Bélgica de 1982.

Na lista de tragédias, a F1 tem um total de 24 pilotos mortos em fim de semana de Grande Prêmio.

Alerta


Com o acidente, vários pilotos despertaram a importância para as autoridades da categoria ficarem mais atentas à questão da segurança.

"Isso (acidente) mostra que temos de fazer mais em segurança" -
Jenson Button, piloto inglês da Brawn

"Infelizmente, perdemos recentemente um garoto (na F2), o que é extremamente triste. Não é uma coincidência isso acontecer agora. Na Associação dos Pilotos, discutimos muito sobre isso ontem e algumas coisas precisam ser feitas"
Rubens Barrichello, da Brawn

"Tenho dúvidas sobre objeto, já que parece difícil uma suspensão ou uma mola ficar no ar por tanto tempo. Mas o melhor é que Massa está bem e que se investigue o que aconteceu"
Fernando Alonso, da Renault

Clássico movimenta o comércio em Presidente Prudente

O clássico entre Corinthians e Palmeiras, que acontece pela segunda vez neste ano em Presidente Prudente, movimentando um grande giro monetário não só no município, como nas cidades da região desde que a CBF confirmou a partida para o Estádio Prudentão.

"De fato, mobiliza financeiramente uma grande parte do comércio. Temos perto de 3 mil acomodações na rede hoteleira de Prudente e das cidades da região que já estão reservados. Bares, restaurantes e pizzaria também aumentam o número de funcionários para atenderem a demanda", disse o organizador do evento e secretário de Obras do município, Alfredo Penha.

"Isso acaba gerando gera emprego, mesmo que temporário. Além disso, temos a cidade inserida na mídia de forma positiva", complementou Penha. Carlos Basso, diretor de uma tradicional churrascaria da cidade garante que o movimento é alterado em mais de 30%.

"Para isso, precisamos manter o pessoal para o atendimento de qualidade que é o nosso principal cartão de visita. O torcedor, principalmente de outra cidade quer comer mais cedo para ir ao estádio e estamos prontos para servi-lo à contento".

O clássico deste domingo, às 16h, é de grande importância na parte de cima da tabela da Série A do Campeonato Brasileiro. Atualmente na segunda posição, o Palmeiras tenta não se afastar do líder Atlético-MG. Já o Corinthians busca tirar a posição do rival e assumir o segundo lugar no torneio.

Bahia marca no fim, vence e tira Vasco do G4

Com o apoio de sua torcida em Salvador, o Bahia marcou um gol aos 42min do segundo tempo com o zagueiro Nen, e venceu o Vasco por 2 a 1, neste sábado. O resultado tira o time carioca da zona de classificação para Série A do Campeonato Brasileiro e faz o time baiano respirar na segunda divisão nacional.

Com o resultado, o Vasco cai para a quinta colocação e se mantém com 23 pontos conquistados. O Bahia, por sua vez, se recupera de vez e se afasta da zona de rebaixamento, somando agora 19 pontos.

Quem saiu na frente em Salvador foi o time visitante. Aos 3min do segundo tempo, Alex Teixeira entrou na área pela direita e bateu cruzado. A bola desviou em Rogério antes de entrar no gol do arqueiro Marcelo.

Com o apoio de sua torcida, o Bahia partiu para cima e conquistou o empate aos 19min. Léo Medeiros cobrou escanteio e o zagueiro Nen, de cabeça, empatou o marcador.

Faltando 15 minutos, o Vasco teve a vantagem de ficar com um jogador a mais em campo, já que Leandro foi expulso. Depois disso, o time carioca pressionou, mas a trave e a má pontaria dos jogadores não permitiram ao Vasco sair de campo com os três pontos.

O Bahia aproveitou para, em nova cobrança de escanteio, garantir os três pontos em casa. Alex Maranhão cobrou tiro de canto e, mais uma vez, o zagueiro artilheiro Nen completou de cabeça para o delírio da torcida tricolor.

Na próxima rodada, o Vasco enfrentará o Fortaleza, em São Januário, nesta terça-feira, às 21h (de Brasília). Já o Bahia entrará em campo também na terça, para enfrentar o Juventude, às 21h50, em casa.

FICHA TÉCNICA

Bahia 2 x 1 Vasco

Gols
Bahia: Nen aos 19min do 2º tempo e aos 42min do 2º tempo
Vasco: Alex Teixeira aos 3min do 2º tempo

Ponto Forte do Bahia
Bolas paradas, principalmente em cobranças de escanteio

Ponto Forte do Vasco
Velocidade no ataque; time entrou na área diversas vezes

Ponto Fraco do Bahia
Meia Ananias e atacantes Reinaldo Alagoano e Beto não funcionaram

Ponto Fraco do Vasco
Não teve calma para finalizar, perdeu as chances que criou, bobeou e cedeu o segundo gol com um jogador a menos

Personagem do jogo
Nen, que marcou os dois gols do Bahia

Esquema Tático Bahia
3-5-2
Marcelo; Nen, Rogperio e Menezes; Marcos, Leandro, Elton (Léo Medeiros), Ananias (Evaldo) e Alex Maranhão; Beto (Nadson) e Reinaldo Alagoano; Técnico: Paulo Comelli

Esquema Tático Vasco
4-4-2
Fernando Prass; Paulo Sérgio, Vilson, Titi e Ramon; Nilton, Souza, Ernani (Ernani) e Alex Teixeira; Robinho (Adriano) e Elton (Carlos Alberto); Técnico: Dorival Júnior

Cartões Amarelos
Bahia: Reinaldo Alagoano, Nen, Nadson, Evaldo
Vasco: Elton, Ramon, Souza, Ernani

Cartões Vermelhos
Bahia: Leandro

Árbitro
Francisco Carlos Nascimento (AL)

Local
Estádio Roberto Santos, em Salvador (BA)

Lucas Di Grassi chega em terceiro na GP2

O brasileiro Lucas di Grassi, da Racing Engineering, chegou em terceiro lugar na segunda corrida da etapa da Hungria da GP2, disputada no circuito de Hungaroring.

O vencedor da prova foi o holandês Giedo van der Garde (iSport), que largou na segunda posição mas já na primeira curva assumiu a liderança da corrida. Com uma diferença de apenas três décimos, o italiano Luca Filippi foi o segundo a receber a bandeirada.

O alemão Nico Hulkenberg, da ART, terminou na sétima posição, fora da zona de pontuação, mas segue na liderança do campeonato, com 57 pontos. Romain Grosjean e Vitaly Petrov, ambos da Barwa Addax, estão em segundo e terceiro, com 45 e 41 pontos. Di Grassi, que havia vencido a prova de sábado, é o quarto, com 40 pontos.

Com Cielo, Brasil bate recorde mundial no 4x100 m

Os nadadores do Brasil, liderados por César Cielo, quebraram neste domingo, em Roma, o recorde mundial no revezamento 4x100 m livre.

Com o tempo de 3min11s26, César, Nicolas Oliveira, Guilherme Roth e Fernando Silva superaram a marca anterior (3min12s72), estabelecida em 2007, durante o Mundial de Esportes Aquáticos de Melbourne (Austrália).

Os americanos ficaram em segundo na série dos brasileiros, com o tempo de 3min11s64. França e Grã-Bretanha também passaram para a decisão.

Sem danos neurológicos, Massa seguirá em coma induzido

Segundo informações médicas do Hospital Militar de Budapeste, o brasileiro Felipe Massa não sofreu danos neurológicos por conta do acidente sofrido no último sábado. No entanto, o piloto da Ferrari continuará em coma pelas próximas 48 horas.

A Autosport e a Rádio Jovem Pan informaram que, durante os próximos dois dias, o coma será mantido para ajudar na recuperação do piloto, que passou por uma cirurgia para retirada de fragmentos ósseos.

O piloto da Ferrari sofreu um acidente durante o treino classificatório para o GP da Hungria no último sábado e também teve diagnosticadas concussão, fraturas no lado esquerdo da testa e na base do crânio.

Na manhã deste domingo, Massa saiu do coma induzido pela primeira vez para passar por uma tomografia. O brasileiro estava consciente e respondeu a todos os testes neurológicos dos médicos, o que indica nenhum dano.

Quando acordado, Massa ainda recebeu a visita de sua mulher Rafaela, que está grávida de cinco meses e chegou na manhã deste domingo a Budapeste, do pai Titônio e do irmão Dudu.

Acidente

Massa sofreu um violento acidente na segunda parte do treino de classificação para o GP da Hungria.

Imagens da televisão mostram que, antes da curva, um objeto semelhante a uma porca atinge o capacete do piloto - a peça seria do carro do também brasileiro Rubens Barrichello. Com o piloto desacordado, o carro não fez a curva e foi de encontro à proteção de pneus.

Depois da batida, o brasileiro ficou no cockpit sem se mexer por alguns minutos antes que duas ambulâncias aparecessem para ajudá-lo. Com o auxílio dos médicos de plantão, Massa foi retirado do carro e levado de ambulância para o centro médico do autódromo. Mais tarde, o brasileiro foi removido de helicóptero para o hospital, onde passou por cirurgia e foi sedado.

sábado, 25 de julho de 2009

Brasil é último na categoria livre do nado sincronizado

A equipe brasileira de nado sincronizado ficou na 12ª e última colocação na disputa da categoria livre. A Rússia foi medalha de ouro. Em segundo, ficou a Espanha e em terceiro, a China.

O time brasileiro é formado por Joseane Costa, Michelle Frota, Lorena Molinos, Pamela Nogueira, Gláucia Souza, Giovana Stephan, além das irmãs gêmeas Bia e Branca Feres.

O nado sincronizado brasileiro encerrou a participação no Mundial de Roma após conquistar também o oitavo lugar na rotina técnica por equipes, décimo no dueto técnico e o 11º no dueto livre.

nova marcação: Nado Sincronizado

Brasil bate Rússia e tenta retomar hegemonia

A Seleção Brasileira masculina de vôlei derrotou a Rússia por 3 sets a 0, com parciais de 25/17, 25/21 e 25/21, e garantiu vaga na final da Liga Mundial. Assim, a equipe comandada pelo técnico Bernardinho aguarda o adversário da decisão, que sairá do confronto entre Sérvia e Cuba.

Garantido na final, o Brasil tentará recuperar a hegemonia na competição, já que, nos últimos oito anos, faturou a competição em seis oportunidades. No ano passado, a Seleção foi derrotada pelos Estados Unidos em casa e, na Olimpíada de Pequim, também caiu diante dos americanos na decisão.

Diante dos gigantes russos, que possuem uma média de altura de 2,00m, os brasileiros mostraram grande volume de jogo, apesar de não contar com Rodrigão, que sofreu um estiramento no ombro esquerdo. O potente ataque rival, por sua vez, foi parado com bons saques - ao todo, a equipe nacional somou nada menos que oito aces.

Os atuais campeões do mundo começaram a partida com tudo, abrindo 4 a 0 no placar. Os russos, entretanto, logo trataram de reagir e foram para o primeiro tempo técnico à frente: 8 a 7.

O serviço brasileiro então brilhou e, através de um ace de Murilo, o time chegou aos 15 a 12. O Brasil não vacilou mais e passou a ganhar cada vez mais moral, como no 21º pontos, quando Vissotto virou um ataque proporcionado graças a uma bela defesa de Sergio Escadinha. Pouco depois, a parcial foi fechada em 25 a 17.

Disposta a não vender barato a vaga na final, a Rússia partiu com tudo para cima dos brasileiros no segundo set, abrindo 12 a 09. Porém, mais uma vez o saque verde-amarelo brilhou e Sidão empatou em 14 a 14. A virada não tardou a vir e, apesar de um rápido momento de desconcentração, o Brasil fez 25 a 21 com Giba, que mandou uma bomba no saque.

O terceiro set foi um show de ataques dos sul-americanos, que deram uma verdadeira aula aos adversários. Mesmo desanimados, os russos tentaram uma reação e diminuíram para três pontos uma vantagem que chegou a ser de sete, mas os brasileiros logo trataram de se impor novamente e fecharam o jogo com Giba, maior pontuador do jogo com 16 acertos.

Após pane em sistema de tempo, Alonso é confirmado na pole

Fernando Alonso andava pela área de pesagem, sem saber quem era o pole. Os outros pilotos presentes também demonstravam não ter ideia de quem seriam os primeiros colocados no grid de largado para o GP da Hungria. A confusão marcou o treino classificatório da Fórmula 1 neste sábado.

A briga pela pole foi atrasada devido a um grave acidente sofrido por Felipe Massa, que foi acertado por uma peça que teria se soltado do carro de Rubens Barrichello na segunda parte do treino classificatório. Após o brasileiro ser removido de helicóptero do autódromo, os carros voltaram à pista - Massa passa bem, mas não participará da prova de amanhã.

Encerrados os dez minutos finais de treino, o espanhol Fernando Alonso teve que ser avisado por Bernie Ecclestone que largará em primeiro lugar, seguido por Sebastian Vettel e Mark Webber, ambos da Red Bull. O sistema que marca os tempos da categoria ficou fora do ar durante todo o período.

Massa foi o décimo colocado, mas não participará do GP pois está sob observação médica. Rubens Barrichello largará em 13º. Duas posições atrás estará o companheiro do espanhol na Renault, Nelsinho Piquet.

Melhor piloto em dois dos três treinos livres na Hungria, o inglês Lewis Hamilton conseguiu a quarta colocação, enquanto Nico Rosberg será o quinto. Líder do Mundial, Jenson Button sairá do oitavo lugar, imediatamente atrás de Kimi Raikkonen. Heikki Kovalainene é o sexto e Kazuki Nakajima, o nono.

Em seu segundo dia na Fórmula 1, o novato Jaime Alguersuari até que andou bem, mas não conseguiu escapar da última colocação, quase meio segundo atrás do 19º colocado, Robert Kubica. O novato passou seus últimos momentos na pista neste sábado na caixa de brita.

Além de Kubica, a BMW Sauber teve o desgosto de ver seu outro piloto, Nick Heidfeld "degolado" logo no Q1. Um detalhe curioso desta primeira parte do treino é que, por alguns segundos, Kimi Raikkonen, Sebastian Vettel e Mark Webber dividiram a liderança exatamente com o mesmo tempo: 1min21590.

Quem liderou a parcial, no entanto, foi o alemão Nico Rosberg, que posteriormente não conseguiria manter a liderança. A segunda parte do treino foi dominada por Mark Webber, mas este foi um detalhe sem importância diante da tensão provocada pelo acidente de Massa, que silenciou o autódromo.

Removido do carro pela equipe médica, Massa teve os primeiros atendimentos ainda no autódromo. Agitado, ele precisou ser sedado para a remoção de helicóptero a um hospital de Budapeste.

Confira o grid de largada para o GP da Hungria:

1 - Fernando Alonso (ESP/Renault) - 1min21569
2 - Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) - 1min21607
3 - Mark Webber (AUS/Red Bull) - 1min21741
4 - Lewis Hamilton (ING/McLaren) - - 1min21839
5 - Nico Rosberg (ALE/Williams) - 1min21890
6 - Heikki Kovalainen (FIN/McLaren) - 1min22s095
7 - Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) - 1min22s468
8 - Jenson Button (ING/Brawn) - 1min22s511
9 - Kazuki Nakajima (JAP/Williams) - 1min22s835
10 - Felipe Massa (BRA/Ferrari) - sem tempo no Q3
11 - Sébastien Buemi (SUI/Toro Rosso) - 1min21s002
12 - Jarno Trulli (ITA/Toyota) - 1min21s082
13 - Rubens Barrichello (BRA/Brawn) - 1min21s222
14 - Timo Glock (ALE/Toyota) - 1min21s242
15 - Nelsinho Piquet (BRA/Renault) - 1min21s389
16 - Nick Heidfeld (ALE/BMW) - 1min21s738
17 - Giancarlo Fisichella (ITA/Force India) - 1min21s807
18 - Adrian Sutil (ALE/Force India) - 1min21s868
19 - Robert Kubica (POL/BMW) - 1min21s901
20 - Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso) - 1min22s359

Massa passa por cirurgia para retirar fragmento de osso do rosto

O brasileiro Felipe Massa, que sofreu um acidente durante o treino classificatório para o GP da Hungria de Fórmula 1 neste sábado, passou por uma cirurgia para a retirada de um fragmento de osso do rosto.

Segundo nota divulgada por sua equipe, a Ferrari, Massa se mantém em estado estável e ficará sob observação na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Militar de Budapeste. O piloto também sofreu um corte de 8 cm no supercílio e está com concussão.

Massa guiava na segunda sessão do treino quando uma peça atingiu o capacete e o deixou desacordado a mais de 200 km/h. Massa sofreu um corte de 8 cm no rosto e foi levado de helicóptero para o hospital. Massa ficará de fora da prova de amanhã.

Imagens da televisão mostram que, antes da curva, um objeto semelhante a uma porca atinge o capacete do piloto - a peça seria do carro do também brasileiro Rubens Barrichello. Com o piloto desacordado, o carro não fez a curva e foi de encontro à proteção de pneus.

Depois da batida, o brasileiro ficou no cockpit sem se mexer por alguns minutos antes que duas ambulâncias aparecessem para ajudá-lo. Com o auxílio dos médicos de plantão, Massa foi retirado do carro e levado de ambulância para o centro médico do autódromo. Mais tarde, o brasileiro foi removido de helicóptero para um hospital.

Barrichello, piloto da Brawn GP, conseguiu entrar no ambulatório antes de Massa ser levado do circuito. Rubinho disse que Massa estava acordado, muito eufórico e precisou tomar um calmante. Barrichello relatou ainda que o amigo tinha um corte no rosto.

O acidente deixou muito nervosos todos os que acompanhavam o treino. A terceira sessão, inclusive, foi adiada pela organização até que notícias do estado de saúde de Massa acalmassem os ânimos. O espanhol Fernando Alonso, da Renault, fez a pole-position.

Veja na íntegra a nota divulgada pela Ferrari:

Depois do acidente no treino de classificação para o GP da Hungria, Felipe Massa foi levado de helicóptero para o Hospital Militar de Budapeste. Felipe está consciente desde a chegada ao hospital e as suas condições gerais se mantêm estáveis. Depois de um exame completo, foram constatados um corte na cabeça; um osso fissurado e uma concussão. Sob essas condições, ele precisou ser operado e será mantido sob observação na UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

Bolt vence prova dos 100 m em Londres

O jamaicano Usain Bolt foi o vencedor da final dos 100 m rasos no Super Grand Prix de Londres, disputado nesta sexta-feira na Inglaterra.

O campeão olímpico venceu com o tempo de 9s91, acima do seu recorde mundial (9s69) e da melhor marca do ano, que pertence ao americano Tyson Gay (9s77).

Após cruzar a linha de chegada, o cronômetro marcava 9s92, mas a organização analisou a foto final e baixou o tempo em 1 centésimo.

O também jamaicano Yohan Blake ficou com o segundo lugar, com 10s11, seguido por Daniel Bailey, das Antilhas, com 10s13.

A decepção ficou por conta do jamaicano Asafa Powell, que foi apenas o sexto, com 10s26.

Bolt disse que tinha esperanças de alcançar a marca de 9s54, porque isto foi dito por seu treinador, Glenn Mills.

"Não sou invencível. Os outros terão que ter um bom dia e eu não. Mas até lá seguirei vencendo", disse o jamaicano à BBC.

Guarani cede empate e pode ver Atlético-GO encostar

O Guarani vencia o ABC até os 39min do segundo tempo, mas cedeu empate ao time de Natal, fora de casa, pela 13ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O resultado de 1 a 1 mantém o time de Campinas na liderança, mas a equipe pode ver o Atlético-GO encostar e diminuir a diferença para dois pontos.

Com resultado desta noite em Natal, o Guarani chegou aos 28 pontos e manteve a liderança sossegada na segunda divisão. Em contrapartida, o ABC segue com a má campanha e estacionou nos oito pontos, ocupando a indigesta 19ª e penúltima colocação na tabela.

Diferentemente de sua trajetória na Série B, o Guarani adotou um comportamento mais retraído e pouco se lançou ao ataque. Contudo, a partida teve uma mudança de panorama aos 27min, quando Erandir deu uma entrada dura em Ricardo Xavier, recebeu o segundo amarelo e foi expulso do jogo.

Na infração, Nunes chutou rasteiro para o gol, a bola passou por todos os jogadores e entrou no canto esquerdo de Paulo Musse, que pouco pode fazer devido ao acúmulo de atletas à frente.

O Guarani procurou apenas administrar a posse de bola até o apito final, e levou uma grande pressão do adversário até o final. A pressão dos mandantes surtiu o resultado esperado aos 39min da segunda etapa. Ricardinho recebeu dentro da área e finalizou forte, desviando dos defensores, para empatar a partida e decretar a igualdade diante do líder isolado da competição.

As duas equipes retornam a campo na próxima terça-feira, quando será realizada toda a 14ª rodada da Série B. O ABC entra no gramado às 19h30 para encarar o Paraná, fora de casa. Enquanto isso, às 21 horas, o Guarani vai ao Canindé para fazer o clássico paulista diante da Portuguesa.

Último no grid, novato se defende de críticas

Mais jovem piloto da história a dirigir um Fórmula 1, o espanhol Jaime Alguersuari, 19 anos, se defendeu das críticas feitas pelos companheiros de profissão. O novato ficou com apenas o último tempo para o GP da Hungria, que será realizado neste domingo.

O brasileiro da Ferrari, Felipe Massa, inclusive, foi um dos pilotos que criticou a postura da Toro Rosso. De acordo com o brasileiro o novato pode se queimar na maior categoria do automobilismo.

"Eu realmente não me importo com o que as pessoas dizem. Eu só faço meu trabalho", afirmou Alguersuari, que substituiu Sebastian Bourdais na escuderia, ao site da revista Autosport.

"Eu sei o que faço, para ser honesto. Eu estou aqui porque a Red Bull me pediu. Eu só dirijo os carros", completou o piloto.

Nilmar dá sequência à história de brasileiros no Villarreal

O atacante Nilmar, contratado pelo Villarreal, da Espanha, dá sequência nesta temporada a uma trajetória de jogadores brasileiros que já vestiram a camisa do clube, como Belletti, Edmílson, Sonny Anderson e Marcos Senna, o único que ainda joga na equipe espanhola.

O volante Marcos Senna foi contratado pelo Villarreal em 2002 junto ao São Caetano. Em 2005, obteve a nacionalidade espanhola e passou a jogar inclusive pela seleção do país.

O lateral direito Belletti, por sua vez, ficou no Villarreal entre 2002 e 2004, depois de deixar o São Paulo. Hoje, está no Chelsea, da Inglaterra.

Já o zagueiro Edmílson chegou ao clube espanhol no ano passado depois de uma passagem pelo Barcelona e decepcionou os torcedores por ter deixado a equipe no meio da última temporada para atuar no Palmeiras.

Por fim, Sonny Anderson disputou apenas uma temporada (2003/2004) pelo Villarreal. Com 33 anos à época, ele marcou 18 gols em 47 jogos.

No entanto, alguns problemas pessoais e uma proposta do futebol do Catar, onde se aposentou em 2007, o fizeram deixar o clube espanhol, de acordo com seus dirigentes.

Presidente do Fla diz que Ronaldo não cumpriu com a palavra

O presidente licenciado do Flamengo, Márcio Braga, retomou a polêmica envolvendo Ronaldo e o clube carioca. Em entrevista à revista Joyce Pascowitch, o dirigente desmentiu as declarações dadas pelo atacante, de que não teria recebido nenhuma proposta do time rubro-negro, e falou que o camisa 9 do Corinthians faltou com a palavra dada em promessa no começo do ano.

"Recebemos Ronaldo com todo o carinho, demos suporte para ele se recuperar e, quando ficou bom, assinou com o Corinthians", afirmou.

"Quando começaram boatos de que ele iria para o time paulista, o próprio Ronaldo me mandou um recado pelo seu procurador, Fabiano Farah, dizendo que não tinha fundamento e ficaria no Flamengo", completou Márcio Braga.

O dirigente desmentiu a declaração dada por Ronaldo no programa Bem, Amigos há quase três semanas, onde o atacante afirmou que não recebeu proposta alguma do Flamengo para permanecer no clube da Gávea.

"Proposta ele recebeu, apenas não assinamos contrato porque não poderia fazer isso com um atleta em tratamento, sem previsão de recuperação. Ronaldo foi muito infeliz no que falou. Dizem que ele tem essa falha de comportamento", alfinetou Braga.

O atacante do Corinthians deve enfrentar a fúria dos torcedores flamenguistas no duelo contra a equipe carioca, no próximo dia 9 de agosto. Os torcedores rubro-negros prometem um protesto contra o experiente jogador.

Na entrevista, Braga falou ainda sobre o retorno de Adriano à Gávea. "Ele é cria do Flamengo, tem carinho pelo clube e queria muito voltar para o Brasil. Aqui é a casa dele".

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Ex-corintiano recebe André Santos e Cristian na Turquia

Depois da festa no desmbarque da Turquia, os ex-jogadores do Corinthians André Santos e Cristian foram apresentados oficialmente como reforços do Fenerbahce ao lado de outro jogador que teve passagem marcante pelo clube paulista: o atacante Deivid.

Enquanto Cristian e André Santos posaram para foto por terem assinado contrato de cinco anos com o clube turco, Deivid "invadiu" a cena pois renovou seu vínculo até 2012.

"Nós já havíamos acertado todos os detalhes do novo contrato em maio, antes de eu sair de férias, mas os dirigentes quiseram fazer uma coisa mais formal para a assinatura do documento e aproveitaram a apresentação do André e do Cristian para isso", disse o atacante que provavelmente irá ciceronear os novos brasileiros do clube turco.

"Estou muito feliz por este contrato. Quando surgiu esta oferta, falei com o Fabio Luciano (ex-zagueiro de Corinthians, Flamengo e Fenerbahce) e ele me falou muitas boas coisas daqui. Sei que estou num grande clube da Europa. Espero que o meu trabalho ajude para o clube alcançar aos grandes sucessos", disse o lateral brasileiro André Santos, ao site oficial da equipe turca.

"Estou muito feliz. Porque todo mundo fala da grandeza do clube Fenerbahce. Como o clube me deu esta oportunidade de eu mostrar as minhas qualidades, vou dar o meu máximo aqui", disse Cristian que deixou muitas saudades na torcida do Corinthians.

Depois da apresentação e da tradicional embaixadinha, o trio se dirigiu para a loja oficial do clube para autografar produtos para os torcedores que compareceram no evento.

Além do trio, o lateral esquerdo Roberto Carlos, o zagueiro Edu Dracena e o meia Alex compõe a legião brasileira do Fenerbahce.

Pedrosa domina treino e ofusca duelo entre Rossi e Lorenzo

O espanhol Dani Pedrosa ofuscou o duelo entre o italiano Valentino Rossi e o também espanhol Jorge Lorenzo. Com a marca de 1min38s627, o piloto da Honda superou a dupla de concorrentes da Yamaha e registrou o melhor tempo do primeiro treino livre para o Grande Prêmio da Inglaterra, na manhã desta sexta-feira.

Depois de trocarem farpas ao longo da semana através da imprensa, Rossi fez o terceiro melhor tempo no Circuito de Donington Park e Lorenzo, o quinto. Casey Stoner chegou a ficar perto da primeira colocação do treino, mas Pedrosa superou o australiano em sua última volta.

Os pilotos da MotoGP encontraram a pista mais seca em comparação aos competidores das 125 cilindradas, mas o asfalto ainda estava úmido. A disputa foi dominada por Rossi, Lorenzo e Stoner, que se alternaram no primeiro lugar, mas acabaram surpreendidos por Pedrosa.

Dono da segunda melhor marca, o australiano foi o piloto que deu menos voltas no circuito, sinal que pode exibir um bom rendimento na prova deste domingo. De dentro dos boxes, Stoner viu Pedrosa superá-lo e cravar a melhor volta das atividades desta sexta-feira.

Rossi e Lorenzo chegaram a se alternar no primeiro posto, mas depois saíram da briga. Entre os dois, aparece o italiano Andrea Dovizioso. O também italiano Marco Melandri ficou em sexto e o americano Nicky Hayden, em décimo. Mais um italiano, Loris Capirossi foi o 11º e venceu pela primeira vez na carreira justamente em Donington Park, nas 125 cilindradas.

Às 5h55 (de Brasília) de sábado, o Circuito de Donington Park recebe o segundo treino livre. A tomada de tempos oficial para o Grande Prêmio da Inglaterra, décima etapa do calendário desta temporada, está marcada para as 9h55 (de Brasília).

Confira os mais rápidos do primeiro treino livre:

1 - Daniel Pedrosa (ESP/Honda) - 1min38s627
2 - Casey Stoner (AUS/Ducati) - 1min38s872
3 - Valentino Rossi (ITA/Yamaha) - 1min38s917
4 - Andrea Dovizioso (ITA/Honda) - 1min39s069
5 - Jorge Lorenzo (ESP/Yamaha) - 1min39s105s
6 - Marco Melandri (ITA/Hayate Kawasaki) - 1min39s130
7 - Mika Kallio (FIN/Pramac Ducati) - 1min39s209
8 - Colin Edwards (EUA/Tech 3 Yamaha) - 1min39s379
9 - Toni Elías (ESP/Gresini Honda) - 1min39s755
10 - Nicky Hayden (EUA/Ducati) - 1min40s116
11 - Loris Capirossi (ITA/Suzuki) - 1min40s419
12 - James Toseland (ING/Tech 3 Yamaha) - 1min40s522
13 - Gabor Talmacsi (HUN/Scot Honda) - 1min40s850
14 - Chris Vermeulen (AUS/Suzuki) - 1min41s467
15 - Randy de Puniet (FRA/LCR Honda) - 1min41s861
16 - Alex de Angelis (ITA/Gresini Honda) - 1min42s210
17 - Niccolo Canepa (ITA/Pramac Ducati) - 1min42s696

"Briatore não sabe p... nenhuma", dispara Nelsinho

A relação entre o italiano Flavio Briatore, chefe da Renault, e Nelsinho Piquet está cada vez mais desgastada. Em entrevista aos jornalistas brasileiros na Hungria, o dirigente voltou a criticar o piloto brasileiro, que por sua vez pegou pesado no momento de rebater.

"Ele é um empresário e não entende p... nenhuma. Todo mundo me pergunta 500 vezes por dia o que está acontecendo e tenho que ficar quieto? Tenho que falar", declarou o brasileiro de 23 anos, um dos quatro pilotos que ainda não pontuou nesta temporada.

Flavio Briatore, que também agencia alguns competidores, criticou Nelsinho repetidas vezes na temporada. Nesta sexta-feira, o italiano se disse "justo" e garantiu que mantém um bom relacionamento com os pilotos que já comandou, como o finlandês Heikki Kovalainen, o italiano Giancarlo Fisichella e o próprio espanhol Fernando Alonso.

"Eu esperava mais nesse ano, porque já é o segundo dele na Fórmula 1. É verdade que ele fez menos testes, mas o Webber também testou menos por ter quebrado as pernas", declarou o italiano em alusão ao acidente ciclístico no final do ano passado do australiano Mark Webber, da Red Bull, atual terceiro colocado no Mundial.

Preterido por Alonso nos testes da pré-temporada, Nelsinho contestou o argumentou de seu chefe. "O Webber está na Fórmula 1 desde 2001. Ele andou em uma época diferente, quando os testes estavam liberados e deve ter mais de 20 mil quilômetros. Não tem comparação", rebateu.

Ao falar sobre o piloto australiano de 32 anos, o filho do tricampeão mundial Nelson Piquet deixou claro que se sente acuado na Renault. "Estou em uma época difícil, que não se pode fazer testes, e ainda tenho que lutar contra o Flavio e o Alonso", declarou o brasileiro.

De forma irônica, Briatore acusou Nelsinho de dar desculpas sem fundamento e disse que seu repertório está no final. "Se você ouve um piloto, é como um livro com uma desculpa em cada página. Pode ser o clima, os gatos, os ratos, um óculos nas arquibancadas, rodar na reta...", disse.

Ele negou que o carro de Alonso chegou a ser 0s7 mais rápido que o de Nelsinho, tese defendida pelo brasileiro, e encerrou com uma comparação inusitada. "Se fosse essa a diferença, ganharíamos o campeonato. A diferença dos carros é como pedir um 1kg de carne no açougue. Sempre vai ser 1kg de carne, o que muda é a embalagem", afirmou.

Nelsinho, por sua vez, reclamou de falta de comunicação com o italiano e explicou que, com a proximidade dos carros, qualquer pequena diferença de desempenho é significativa. "Quando não fui bem nos treinos classificatórios, eu assumi", disse o brasileiro. "Ele não entende como funciona. O que posso fazer?", encerrou