segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Herdeiro da 10, Defederico ameaça Dentinho e Jorge Henrique

Os dois são canhotos, conduzem bem a bola e têm boa visão de jogo. Por tudo isso, foi a camisa 10 do Corinthians, que era de Douglas, que Matías Defederico, apresentado nesta segunda-feira, herdou na chegada ao Parque São Jorge. Apesar disso e das semelhanças, eles também têm diferenças, o que faz com que o reforço argentino seja ainda ameaça à titularidade de Dentinho e Jorge Henrique.

Não é à toa que Matías Defederico é comparado a Lionel Messi. É verdade que o reforço corintiano tem ainda muito a provar, mas as características de ambos os jogadores são semelhantes. Defederico, como Messi, preferencialmente, atua pelos lados do campo, posição atualmente ocupada por Dentinho, normalmente à esquerda, e Jorge Henrique, geralmente na direita, no Corinthians.

"Sou um jogador explosivo, rápido, que atua normalmente no último quarto do campo", explica o reforço argentino em sua chegada ao Corinthians. "Me destaco por essa chegada na área. Não fazia tantos gols nas categorias de base, mas fiz na primeira divisão argentina porque chegava mais. Sou um jogador frontal que gosta de ir ao arco".

Mano Menezes, em entrevista concedida na última segunda-feira para a Rádio Bandeirantes, explicou que utilizar Defederico na função que era de Douglas é apenas uma das variantes que prevê para o jogador argentino. "Ele é muito bom pelos lados, cortando para dentro", explicou Mano.

Durante a apresentação de Matías Defederico, o vice de futebol Mário Gobbi confirmou que o Corinthians ainda procura no mercado o substituto de Douglas, que pode chegar nos próximos dias ou mesmo em janeiro. A inconstância de Morais na função do ex-camisa 10, em que também Elias já foi testado e não mostrou a mesma desenvoltura, é que pode fazer com que Mano utilize Defederico na função em um primeiro momento.

"Posso jogar de meia aberto, atacante ou meia-atacante", explicou Defederico, que usou expressões comuns do futebol argentino para as três funções: mediapunta, delantero e enganche.

A data da estreia de Matias Defederico ainda não está prevista, mas não deve ser no clássico de quarta-feira, contra o Santos, no Pacaembu, já que a documentação não está completamente finalizada. "O treinador decidirá. Tenho que treinar e conhecer os companheiros. Sem apuros".

Ministério do Esporte só vê Chicago como rival para 2016

A sede para a Olimpíada 2016 será conhecida no dia 2 de outubro, mas, com a proximidade do anúncio, o Ministério do Esporte começa a demonstrar confiança pela escolha do Rio de Janeiro, acreditando que duas cidades candidatas já ficaram para trás na disputa.

Bastante otimista, o secretário-executivo do Ministério do Esporte, Wadson Ribeiro, afirmou nesta segunda-feira, durante um evento para discussão do esporte paranaense e Copa de 2014, em Curitiba, que apenas Chicago pode oferecer algum risco para o Brasil.

"Nós vamos ganhar. Só vamos disputar nós e Chicago", disse Wadson, alegando que as capitais Madri (Espanha) e Tóquio (Japão) já estão em desvantagem, mesmo antes da votação pelas sedes.

Para ele, a desvantagem de Madri está no fato de Londres ser a sede dos próximos Jogos Olímpicos, em 2012, e por "Barcelona 1996, também na Europa, estar muito recente na memória esportiva". A capital japonesa também teria algumas desvantagens e assim restaria como única concorrente a cidade americana.

"Em Tóquio repetiria Pequim, que foi sede em 2008 e não seria interessante para o mercado americano, que tem grande influência, fazer uma nova transmissão com 12 horas de diferença, por exemplo", acrescentou o secretário.

E ainda que esteja mostrando confiança, Wadson Ribeiro não descarta o lobby que o Brasil já vem fazendo para garantir a sede. De olho, principalmente na terceira votação, quando estarão na disputa apenas duas finalistas, o Brasil vai "atacar em bando" os eleitores.

"Vamos com uma delegação do Governo Federal completa. Nossa campanha leva as três votações em consideração, mas a mais importante é a última que estaremos apenas com Chicago. Há um trabalho forte para isso. E vamos ganhar", disse.

Wadson, que não economiza muito seu otimismo ao falar da Olimpíada de 2016, aponta vantagens e desvantagens brasileiras na corrida. O Governo Federal estar participando dos investimentos para realização dos Jogos seria o ponto mais relevante neste embate, deixando o Rio de Janeiro um passo à frente.

"Em tempos de crise mundial, o poder público mantém seus investimentos. A iniciativa privada não pode dar esta garantia. E este é nosso ponto forte", afirmou o secretário, que teme perder a sede pela estrutura que Chicago já oferece, mesmo sem os investimentos assegurados.

"A vantagem que eles levam sobre nós é que eles podem realizar a Olimpíada hoje, se quiserem assim", disse.

Projetos

Cotado para ser o novo ministro do Esporte a partir de abril, Wadson já traça seus primeiros projetos. Ele deve assumir o lugar de Orlando Silva, que se desligará da pasta em razão de sua candidatura a deputado federal.

Com o Rio de Janeiro escolhido com sede, o futuro ministro quer iniciar um novo ciclo esportivo no Brasil. "Temos um plano de meta. Investiremos no nosso esporte para ficarmos entre as dez potências esportivas em 2016. Caso fiquemos de fora, vamos redirecionar estas metas, fazendo um investimento a um prazo mais longo", contou, sem detalhar o projeto para 2016.

Ibrahimovic desencanta e Barcelona estreia com vitória no Espanhol

Principal contratação do Barcelona para a temporada, o atacante sueco Zlatan Ibrahimovic fez seu primeiro gol com a camisa azul-grená. O centroavante selou o placar da vitória catalã em casa por 3 a 0 sobre o Sporting Gijón na estreia do time no Campeonato Espanhol.


Com três gols de cabeça, provenientes de escanteio, Bojan, Keita e Ibrahimovic aproveitaram as assistências de Xavi e Daniel Alves (2) para construírem o resultado diante de um oponente que quase não atacou.

Com os onze jogadores no campo defensivo, o Gijón se arriscava poucas vezes no ataque, e deixava o Barcelona dominar totalmente a posse de bola. No entanto, a missão de não levar gols foi por água abaixo logo aos 17min do primeiro tempo, quando Xavi cobrou escanteio, Keita desviou no primeiro poste e o baixinho Bojan, livre, completou na segunda trave.

Sem conseguir criar muito devido à retranca do Gijón, o Barcelona só assustou aos 40min, quando Bojan fez bela jogada individual pela esquerda e bateu cruzado, e a bola desviou na zaga antes de sair. Mas se não estava com sorte com a bola no chão, o time de Guardiola foi muito bem pelo alto. No escanteio seguinte à jogada de Bojan, Daniel Alves cruzou na medida e Keita cabeceou para o fundo das redes.

A superioridade do Barcelona também era evidente nos números. A equipe azul-grená terminou o primeiro tempo com 74% da posse de bola, e os visitantes só chutaram no gol em uma oportunidade.

Na segunda etapa, o panorama seguia o mesmo. Com posse de bola, o Barcelona não conseguia criar grandes oportunidades ofensivas pelo chão, e seguiu alçando bolas na área buscando Ibrahimovic. E o sérvio marcou em outra jogada aérea. Daniel Alves recebeu a bola no bico da área e cruzou muito bem para Ibrahimovic aproveitar desvio da defesa e completar para o fundo das redes.

Algoz de Nelsinho irrita pilotos em Spa-Francorchamps

Substituto de Nelsinho Piquet na Renault, Romain Grosjean foi o responsável por um grande acidente na largada do GP da Bélgica, no último domingo. O francês se envolveu em um acidente que tirou Jenson Button, Lewis Hamilton e Jaime Alguersuari da pista e acabou irritando os competidores.

No momento do acidente, logo na largada, Nelsinho ironizou o algoz na escuderia francesa e escreveu em seu Twitter: "boa, Grosjean".

Button, líder do Mundial de Pilotos, foi um dos que mais se irritou com ocorrido. Grosjean chegou a afirmar que o responsável pelo acidente teria sido o piloto da Brawn GP, o que incomodou o britânico. "Eu não posso acreditar que ele está me culpando, mas, para ser justo, eu realmente não me importo. Não é importante. Eu não marquei nenhum ponto e isso sim é importante. Ele teve 100% de culpa".

Button ainda colocou em dúvida a experiência do novato e voltou a afirmar que Grosjean foi o culpado pelo ocorrido. "Talvez ele não tenha experiência suficiente com estes freios para obter a temperatura dos pneus. Não era mesmo uma manobra de ultrapassagem. Ele simplesmente bateu em mim".

Até mesmo Alguersuari, um dos novatos da Fórmula 1, apontou o francês como culpado e disse que o piloto da Renault teria sido muito "agressivo".

Brasileiros marcam e Benfica faz 8 no Vitória de Setúbal

O Benfica empolgou seu torcedor nesta segunda-feira. Com um time reforçado para esta temporada, eles precisaram de apenas um tempo para golear, em casa, o Vitória Setúbal por 8 a 1 em jogo que fechou a terceira rodada do Campeonato Português.


Dos autores dos gols do Benfica, dois brasileiros brilharam. Aos 21min do primeiro tempo, Luisão fez o segundo do jogo, enquanto, um minuto depois de Aimar fazer o quarto, o ex-cruzeirense Ramires marcou o quinto. O placar, que foi aberto por Javí García, ainda teve mais um gol anotado por Omar Cardozo antes do final da primeira metade.


Depois de levar cinco na primeira etapa, o adversário, nocauteado, não teve forças para reagir na segunda etapa, que teve um ritmo mais devagar na última metade. Omar Cardozo marcou mais duas vezes e, fechando a tampa do caixão do adversário, Nuno Gomes decretou a goleada. Nos acréscimos, Barbosa fez o de honra para o Setúbal.


Com sete pontos, o Benfica, invicto, roubou a vice-liderança do rival Porto. Já o Setúbal, que ainda não venceu no torneio, estaciona em um tento e caiu para a 14ª colocação.

domingo, 30 de agosto de 2009

Goleada histórica da Inter sobre o Milan

A Internazionale goleou o Milan neste sábado pela segunda rodada do Campeonato Italiano. A vitória por 4 a 0 ficou próxima da maior vitória da História do clássico (5 a 0, em 1910).

No começo do primeiro tempo já dava para ver a superioridade da Inter. Porém o primeiro gol saiu somente aos 29 minutos. Em linha de passe perfeita, Thiago Motta concluiu de perna esquerda no ângulo.

Depois disso o Milan perdeu o controle. Aos 35, Gattuso cometeu falta em Eto'o dentro da área, pênalti para a Inter, Diego Milito cobrou e marcou. Um pouco depois, Gattuso levou o segundo amarelo e foi expulso. Aos 45, Maicon tabelou e ficou livre para marcar o terceiro.

O começo do segundo tempo foi morno. Dos 15 minutos em diante, a Internazionale voltou a dominar o jogo e aos 22 Stankovic acertou um chute maravilhoso no ângulo do gol defendido por Storari.

Assim terminou a partida. 4 a 0 para a Internazionale no clássico de Milão. A Inter está com quatro pontos no Campeonato Italiano, o Milan tem três.

Atlético-GO cede empate para Bragantino e perde chance de liderar

O Atlético-GO perdeu uma chance de ouro neste sábado. Com a derrota do Vasco um dia antes para o Ceará, os goianos precisavam vencer para voltar à liderança da Série B do Campeonato Brasileiro. No entanto, depois de virar a partida em Bragança Paulista, o time não resistiu e empatou por 2 a 2 com o Bragantino, em jogo que fechou a 21ª rodada do torneio.

Com o resultado, o Atlético-GO foi a 40 pontos e agora fica dois atrás dos cariocas. Contudo, o time rubro-negro se mantém na vice-liderança, em campanha surpreendente para o time que chegou à segunda divisão neste ano.

Já o Bragantino segue na zona intermediária da tabela. Sem ter forças para alcançar o G-4, mas também com resultados que não o deixa rondar a zona do rebaixamento, o time de Bragança Paulista segue em décimo lugar com seus 30 pontos.

Em noite com clima bom em Bragança Paulista, Bragantino e Atlético-GO fizeram um jogo movimentado. Apesar de assustar com dois perigosos ataques no começo do confronto, foram os donos da casa quem abriram o placar.

Aos 23min, Leo Jaime levantou na área pela direita, a zaga errou e Paulinho apareceu sozinho, dominou e chutou de direita, abrindo o marcador. Depois de ficar em desvantagem, os goianos partiram para cima e pressionaram o adversário.

Após uma bola na trave, o atacante Juninho, o nome do jogo, deixou tudo igual aos 32min. Em uma bela jogada que mostrou o entrosamento do Atlético, Róbston, com um passe milimétrico, deixou seu companheiro na cara do gol. De três dedos, enganando o goleiro, Juninho marcou.

Determinado a buscar a vitória que garantiria a liderança da Segundona, os comandados de Mauro Fernandes conseguiram ir para os vestiários à frente no placar. Faltando quatro minutos para o apito final, Juninho, novamente ele, arriscou da entrada da área. A bola bateu na trave e entrou.

No segundo tempo, o Bragantino surpreendeu os visitantes ao deixar tudo igual logo aos 11min. Em boa jogada individual, Leo Jaime acertou um chute da entrada da grande área.

Depois do empate, o Atlético-GO seguiu atacando e ficando com maior posse de bola. No entanto, sem a mesma eficiência do primeiro tempo e com Juninho apagado na segunda etapa, o time não conseguiu buscar os três pontos.

Uruguai passa apertado pelo Canadá na Copa América

No jogo com o placar mais apertado até agora da Copa América de Porto Rico, o Uruguai conseguiu sua segunda vitória no torneio, ao passar neste sábado pelo Canadá por 71 a 69.

Com o resultado, o Uruguai assumiu a terceira colocação do Grupo A, com cinco pontos e garantiu a classificação para a segunda fase do torneio, que começa na terça-feira.

Mesmo com a derrota, o Canadá se manteve na segunda posição e também já está na fase seguinte.

O Uruguai assimilou bem o golpe pela derrota sofrida para Porto Rico na noite de sexta-feira e conseguiu comandar o palcar na maior parte do tempo, mesmo sendo ameçado frequentemente pelo Canadá, que chegou a passar a frente em alguns minutos do terceiro quarto.

Com o marcador muito apertado, os minutos finais foram dramáticos, com as equipes se revezando nos lances livres. O Uruguai contou também com três cestas seguidas de três pontos para garantir a vitória.

O maior pontuador do jogo foi o canadense Jesse Young, com 20 pontos. No lado uruguaio, Estebán Batista, com 18 pontos, foi o maior pontuador.

Neste domingo, às 14h30 (de Brasília), os uruguaios enfrentam o México, enquanto o Canadá fecha a rodada, às 22h, contra Porto Rico.

Nelsinho ironiza erro de substituto em GP da Bélgica

Demitido da Renault, o brasileiro Nelsinho Piquet provocou o francês Romain Grosjean, seu substituto na escuderia. Neste domingo, no GP da Bélgica, o francês se envolveu em acidente, já na primeira volta, que ainda tirou da pista Jenson Button, da Brawn GP, Lewis Hamilton, da McLaren, e Jaime Alguersuari, da Toro Rosso.

Em seu Twitter, Nelsinho ironizou: "boa, Grosjean", se referindo ao francês, que realizava sua segunda prova no lugar do piloto brasileiro.

Na corrida anterior, em Valencia, Romain Grosjean havia terminado na 15ª posição.

Comentários

John: Nelsinho ainda não se conformou de ter saído da Renault, coisa que, na minha opinião, foi a melhor do ano, pois ele estava igual a que esta o francês em seu lugar agora. Mas, como nesse mundo ainda temos esse tipo de pessoa, o melhor é ficar ouvindo o que eles tem a dizer ainda.

Substitutos brilham e Fla espanta crise diante do Santo André

Zé Roberto e Denis Marques tiveram a missão de substituir os titulares Adriano e Emerson, neste sábado, no Maracanã, e não fizeram feio: com uma bela atuação da dupla, o Flamengo derrotou o Santo André por 3 a 0, encerrou uma série de cinco jogos sem vitória (três pelo Campeonato Brasileiro e dois pela Sul-Americana) e voltou à zona intermediária da tabela.

Com 30 pontos, o Flamengo agora está mais próximo do G-4 do que da zona de rebaixamento à Série B do ano que vem, mas com um jogo a mais que seus principais adversários. Já o Santo André soma 24 pontos e corre o risco de fechar esta 22ª rodada entre os quatro últimos colocados do Brasileiro.

Com o intuito de não passar pelo mesmo sofrimento que o seu adversário deste sábado, o Flamengo se lançou ao ataque no início do duelo com o Santo André e logo abriu o placar. Aos 8min, Petkovic lançou na área, a bola não foi afastada e sobrou para Denis Marques, livre na pequena área, chutar: 1 a 0.

Alguns refletores do Maracanã pararam de funcionar aos 25min e, dez minutos depois, a bola voltou a rolar e o Flamengo fez o segundo. Aos 49min, Léo Moura cobrou pênalti sofrido por Zé Roberto no canto direito de Neneca - antes, o goleiro derrubou o camisa 26 depois que ele invadiu a área e lhe deu um drible.

No segundo tempo, com Marcelinho Carioca e Rodrigo Fabri em campo, o Santo André foi mais incisivo e por pouco não balançou a rede de Bruno, não fossem os erros de finalização e as intervenções da zaga adversária. Já o Flamengo diminuiu o ritmo, mas ainda assim ampliou o placar, aos 46min, com Zé Roberto, aproveitando uma bela jogada de Petkovic.

No próximo dia 6, domingo, o Flamengo voltará a campo pelo Brasileiro para encarar o Atlético-PR, às 16h10 (de Brasília), na Arena da Baixada. Já o Santo André buscará a reabilitação diante do Atlético-MG, no mesmo dia, às 18h30, em casa.

Ficha técnica:

Gols
Flamengo: Denis Marques e Léo Moura, aos 8min e 49min do 1º tempo, e Zé Roberto, aos 46min do 2º tempo
Santo André: -

Polêmicas
- Queda de energia em refletores do Maracanã, interrompendo a partida por dez minutos no primeiro tempo

Ponto Forte do Flamengo
Atuação inspirada da dupla de ataque formada por Zé Roberto e Denis Marques

Ponto Forte do Santo André
Toque de bola entre os jogadores do meio e do ataque

Ponto Fraco do Flamengo
Erros de passe e recuo em demasia no segundo tempo

Ponto Fraco do Santo André
Falhas do seu setor defensivo e poucos chutes a gol

Personagens do jogo
Denis Marques e Zé Roberto

Esquema Tático Flamengo
3-5-2
Bruno; Álvaro, Airton (David) e Ronaldo Angelim; Léo Moura (Rafael Galhardo), Lenon (Maldonado), Fierro, Petkovic e Everton; Zé Roberto e Denis Marques. Técnico: Andrade

Esquema Tático Santo André
3-5-2
Neneca; Rogério, Ávine e Cris (Malaquias); Arthur, Fernando, Ricardo Conceição (Marcelinho Carioca), Sidney e Ricardo Goulart; Júnior Dutra (Rodrigo Fabri) e Nunes. Técnico: Alexandre Gallo

Cartões Amarelos
Flamengo: Álvaro, Léo Moura, Fierro e Denis Marques
Santo André: Neneca e Cris

Árbitro
Wilton Sampaio (DF)

sábado, 29 de agosto de 2009

Seleção de rúgbi recebe França em dois jogos amistosos

A Seleção Brasileira de rúgbi faz neste sábado, em São José dos Campos, e na próxima quarta-feira, em São Paulo, dois jogos amistosos contra a seleção francesa amadora. Os jogos, esperam os praticantes a apaixonados pela modalidade no Brasil, pode marcar o início de uma longa jornada, aquela que levará à inclusão da modalidade nos Jogos Olímpicos. Assim, de quebra, o rúgbi passaria a receber verba do Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

"Fazer parte da Olimpíada muda tudo, muda o status do esporte, que passa de desconhecido a conhecido", explica Eduardo Pacheco, que se divide entre a direção de comunicação da Federação Paulista de Rúgbi e do Pasteur, clube em que joga. "Nosso problema hoje, além da disponibilidade de local para praticar, é a visibilidade, além, claro, da questão financeira. Quando vira esporte olímpico, a modalidade ganha recurso do COB para o desenvolvimento da modalidade. Veja o exemplo da Seleção feminina, que é pentacampeã sul-americana e teve de fazer um calendário de fotos sensuais para levantar dinheiro e ir disputar o mundial. Acabou em décimo mesmo sem qualquer apoio", diz.

O jogo de deste sábado não é contra a seleção francesa principal, quinta melhor do mundo (o Brasil aparece em 29º no ranking mundial), mas nem por isso é tratado como um duelo de menor.

Basta ver a agenda da seleção francesa durante essa passagem pelo Brasil. As homenagens começaram logo na chegada a São José dos Campos, na quinta-feira, com direito a churrasco, samba e mulatas. Na sexta-feira, o selecionado francês conheceu Campos do Jordão e depois do treino foi recepcionado na Câmara Municipal, com direito a coquetel de boas vindas e presença de autoridades locais. Em São Paulo, segunda parte da turnê, além de um jantar com um dos patrocinadores do evento, os franceses terão uma recepção na casa do Cônsul da França no Brasil, Jean Marc Gravier, ex-atleta de rúgbi e grande entusiasta do esporte. E após o jogo de quarta-feira provavelmente comparecerão a um pub decorado com motivos do esporte para encerrar a viagem brasileira.

Rúgbi x Futebol

Apesar de pertencerem à mesma "família", rúgbi e futebol têm origem distinta no Brasil. Enquanto os clubes brasileiros de futebol nasceram de associações de trabalhadores - especialmente dos ferroviários -, os clubes brasileiros de rúgbi têm estreita ligação com colégios e universidades. Dos oito times que disputam o Super 8 - o Campeonato Brasileiro da modalidade -, quatro surgiram da união de alunos ou ex-alunos de alguma instituição de ensino. Além disso, há uma liga paralela de times universitários. Muitos jogadores, inclusive, jogam por times de cada torneio.

Apesar da boa penetração no nível acadêmico, o Brasil tem pouca tradição no esporte e vê seu maior rival, a Argentina, brilhar no cenário mundial. Sensação da última Copa do Mundo, disputada em 2007 na França, nossos vizinhos estão em sexto no ranking da IRB (a Fifa do rúgbi) e com vaga garantida no próximo mundial.

"É basicamente a influência cultural. A influência dos ingleses nas escolas da Argentina permitiu que o esporte fosse disputado desde cedo, criando uma base que vai se desenvolvendo. Os meninos praticam rúgbi enquanto as meninas jogam hóquei na grama, por isso são potências", explicou Pacheco, que vê um viés educativo na modalidade.

"É um esporte coletivo muito inclusivo porque você precisas de diversos tipos físicos para competir, desde o mais ligeiro até aqueles com porte mais forte. Além disso, tem o fator de que no rúgbi valoriza-se o espírito de equipe, já que não se pode lançar a bola para frente, o pensamento estratégico e a lealdade entre os times. São características importantes para a formação das pessoas", afirmou.

Serviço Brasil x França

Em São José dos Campos
Data: 29/8 - 16h
Local: Estádio ADC Parahyba
Jogo preliminar: Seleção Brasileira juvenil x Seleção amigos do Pasteur Athletique Club
Entrada gratuita

Em São Paulo
Data: 2/9 - 20h30
Local: Estádio Municipal Hermínio Espósito, em Embu
Jogo preliminar: Time feminino de 7-aside x Pasteur
Entrada gratuita

De luto por brasileiro, Liverpool vence de virada fora de casa

Depois de duas derrotas nos três primeiros jogos do Campeonato Inglês, o Liverpool correu perigo, mas no fim se salvou com uma virada por 3 a 2, fora de casa, contra o Bolton (assista aos gols no link abaixo). Já o Tottenham, em seus domínios, venceu o Birmingham no fim, por 2 a 1, e se igualou ao Chelsea na ponta.

O Liverpool atuou de luto em razão da morte do pai de Diego Cavalieri, Carlos Cavalieri Nogueirol, 52 anos, na sexta-feira. O jogador foi prontamente liberado para viajar ao Brasil, enquanto os jogadores atuaram com tarja preta no ombro.

"O Liverpool entrou de luto em campo e todos estão solidários à dor de Diego Cavalieri. Sinto muito o que aconteceu e já me coloquei ao lado dele para o que precisar. Esse é um momento de tristeza para todas as pessoas que gostam dele. Os jogadores ficaram abalados com isso, mas conseguimos mostrar nossa força em campo e viramos esse jogo. Essa vitória é para Diego", dedicou Lucas, que viajará para o Brasil, domingo, e vai se apresentar à Seleção Brasileira na segunda-feira.

O jogo

Atuando longe de casa, o Liverpool mostrou fragilidades defensivas e esteve atrás do marcador por duas vezes. Aos 33min, Kevin Davies abriu o marcador para o Bolton, que sofreu o empate aos 41min, em belo chute do lateral Glen Johnson, principal aquisição para a temporada.

Disposto a buscar a virada, o Liverpool tomou um banho de água fria logo aos 2min: depois de confusão do zagueiro grego Kyrgiakos na área, Cohen bateu e recolocou o Bolton à frente. No entanto, a expulsão de Sean Davis, aos 9min, deixou os visitantes com um a mais e deu ainda mais moral.

Logo dois minutos depois, Kuyt aproveitou bola alta, ajeitou de peito, e o espanhol Fernando Torres igualou, intensificando a pressão. Um golaço de Gerrard, aos 38min, determinou a virada: depois de escanteio, Torres escorou e o capitão do Liverpool encheu a bomba, no ângulo.

Tottenham vence

Já o Tottenham, em casa contra o Birmingham, teve sérias dificuldades, mas conseguiu a quarta vitória em quatro jogos do Inglês. Todos os gols foram na segunda etapa: Peter Crouch abriu o marcador para os londrinos aos 27min, mas em três minutos Lee Bowyer igualou para os visitantes. Aaron Lennon, nos acréscimos, garantiu o triunfo e a condição de co-liderança da competição junto ao Chelsea (assista aos gols no link abaixo).

Confira os jogos do Inglês neste sábado:

Chelsea 3 x 0 Burnley
Blackburn 0 x 0 West Ham
Bolton 2 x 3 Liverpool
Stoke City 1 x 0 Sunderland
Tottenham 2 x 1 Birmingham
Wolverhampton 1 x 1 Hull City
Manchester United x Arsenal

Após pole de Fisichella, Barrichello valoriza veteranos

O Grande Prêmio da Bélgica já tem sua grande surpresa. O piloto italiano Giancarlo Fisichella, da pequena Force India, largará na pole position da prova neste domingo, superando favoritos como Button, Vettel e Hamilton. O brasileiro Rubens Barrichello, outro dos então cotados para assumir a ponta, comemorou o feito do colega italiano, ressaltando a "força dos veteranos".

"O resultado de hoje foi uma das maiores surpresas do ano. É ótimo ver o Fisichella na pole. É bom ver os veteranos mostrando que ainda têm qualidade", disse Barrichello ao site Autosport, fazendo uma referencia para si próprio. O brasileiro é o piloto recordista em número de grandes prêmios (278 corridas) e venceu a última prova, em Valência.

Neste domingo, Barrichello largará em quarto lugar, uma posição que o piloto aprovou. "Estou muito feliz com nosso desempenho hoje. A segunda fila é um ótimo lugar para largar", comentou. "Nós fomos bem agressivos na estratégia e a corrida está aberta", avisou o brasileiro.

Continuação

Campeonato Português:
Classificação:
1 Braga 6 2 2 0 0 3 1 2 100
2 Porto 4 2 1 1 0 4 1 3 66.67
3 Belenenses 4 2 1 1 0 2 0 2 66.67
4 Benfica 4 2 1 1 0 2 1 1 66.67
5 Marítimo 4 2 1 1 0 2 1 1 66.67
6 Rio Ave 4 2 1 1 0 2 1 1 66.67
7 Paços Ferreira 2 2 0 2 0 2 2 0 33.33
8 União Leiria 2 2 0 2 0 1 1 0 33.33
9 Olhanense 2 2 0 2 0 0 0 0 33.33
10 Sporting de Lisboa 1 2 0 1 1 2 3 -1 16.67
11 Académica 1 2 0 1 1 1 2 -1 16.67
12 Leixoes 1 2 0 1 1 0 1 -1 16.67
13 Vitória Guimarães 1 2 0 1 1 0 1 -1 16.67
14 Vitória Setúbal 1 2 0 1 1 0 1 -1 16.67
15 Naval 1º de Maio 1 2 0 1 1 0 2 -2 16.67
16 Nacional

Jogos:
29/08 15h15 Paços Ferreira x Vitória Guimarães
29/08 17h15 Naval 1º de Maio x Porto
30/08 13h00 Leixoes x Rio Ave
30/08 13h00 União Leiria x Marítimo
30/08 14h00 Braga x Belenenses
30/08 16h15 Académica x Sporting de Lisboa
31/08 15h00 Benfica x Vitória Setúbal
31/08 15h00 Nacional x Olhanense

Campeonato Alemão:
Classificação:
1 Bayer Leverkusen 7 3 2 1 0 8 2 6 77.78
2 Hamburgo 7 3 2 1 0 9 4 5 77.78
3 Schalke 04 7 3 2 1 0 5 1 4 77.78
4 Borussia M´gladbach 7 4 2 1 1 7 7 0 58.33
5 Wolfsburg 6 3 2 0 1 7 5 2 66.67
6 Eintracht Frankfurt 5 3 1 2 0 4 3 1 55.56
7 Mainz 05 5 4 1 2 1 5 6 -1 41.67
8 Werder Bremen 4 3 1 1 1 6 4 2 44.44
9 Hannover 96 4 3 1 1 1 3 2 1 44.44
10 Stuttgart 4 3 1 1 1 5 5 0 44.44
11 Bochum 4 3 1 1 1 4 6 -2 44.44
12 Borussia Dortmund 4 3 1 1 1 3 5 -2 44.44
13 Hertha Berlin 3 3 1 0 2 2 3 -1 33.33
14 Bayern de Munique 2 3 0 2 1 3 4 -1 22.22
15 1899 Hoffenheim 2 3 0 2 1 1 2 -1 22.22
16 Nuremberg 1 3 0 1 2 2 5 -3 11.11
17 Colônia 1 3 0 1 2 1 4 -3 11.11
18 Freiburg

Jogos:
28/08 15h30 Borussia M´gladbach 2 - 0 Mainz 05
29/08 10h30 Bayer Leverkusen x Bochum
29/08 10h30 Hannover 96 x 1899 Hoffenheim
29/08 10h30 Stuttgart x Nuremberg
29/08 10h30 Eintracht Frankfurt x Borussia Dortmund
29/08 10h30 Schalke 04 x Freiburg
29/08 13h30 Bayern de Munique x Wolfsburg
30/08 10h30 Hertha Berlin x Werder Bremen
30/08 12h30 Hamburgo x Colônia

Campeonato Francês:
Classificação:
1 Bordeaux 9 3 3 0 0 11 3 8 100
2 O. Lyon 7 3 2 1 0 6 2 4 77.78
3 Paris Saint-Germain 7 3 2 1 0 7 4 3 77.78
4 Olympique de Marselha 7 3 2 1 0 4 1 3 77.78
5 Nancy 6 3 2 0 1 8 3 5 66.67
6 Lens 6 3 2 0 1 5 5 0 66.67
7 Boulogne 6 3 2 0 1 3 4 -1 66.67
8 Monaco 6 3 2 0 1 3 4 -1 66.67
9 Rennes 5 3 1 2 0 5 2 3 55.56
10 Montpellier 5 3 1 2 0 5 3 2 55.56
11 Toulouse 4 3 1 1 1 4 3 1 44.44
12 Le Mans 4 3 1 1 1 5 6 -1 44.44
13 Lorient 4 3 1 1 1 4 5 -1 44.44
14 Nice 4 3 1 1 1 3 5 -2 44.44
15 Sochaux 3 3 1 0 2 3 5 -2 33.33
16 Lille 1 3 0 1 2 2 4 -2 11.11
17 Valenciennes 0 3 0 0 3 3 7 -4 0
18 Grenoble 0 3 0 0 3 2 6 -4 0
19 Saint-Etienne 0 3 0 0 3 1 6 -5 0
20 Auxerre

Jogos:
29/08 14h00 Saint-Etienne x Grenoble
29/08 14h00 Lorient x Le Mans
29/08 14h00 Lens x Rennes
29/08 14h00 Nice x Montpellier
29/08 14h00 Boulogne x Auxerre
29/08 14h00 Sochaux x Monaco
29/08 16h00 O. Lyon x Nancy
30/08 12h00 Paris Saint-Germain x Lille
30/08 12h00 Toulouse x Valenciennes
30/08 16h00 Olympique de Marselha x Bordeaux

Futebol Internacional

Acompanhe aqui tudo que rola nos campeonatos internacionais.

Campeonato Espanhol:
Classificação:

1 Almería 0 0 0 0 0 0 0 0 0
2 At. Madrid 0 0 0 0 0 0 0 0 0
3 Athletic Bilbao 0 0 0 0 0 0 0 0 0
4 Barcelona 0 0 0 0 0 0 0 0 0
5 La Coruña 0 0 0 0 0 0 0 0 0
6 Espanyol 0 0 0 0 0 0 0 0 0
7 Getafe 0 0 0 0 0 0 0 0 0
8 Málaga 0 0 0 0 0 0 0 0 0
9 Mallorca 0 0 0 0 0 0 0 0 0
10 Osasuna 0 0 0 0 0 0 0 0 0
11 Racing 0 0 0 0 0 0 0 0 0
12 Real Madrid 0 0 0 0 0 0 0 0 0
13 Sevilla 0 0 0 0 0 0 0 0 0
14 Sporting de Gijón 0 0 0 0 0 0 0 0 0
15 Tenerife 0 0 0 0 0 0 0 0 0
16 Valencia 0 0 0 0 0 0 0 0 0
17 Valladolid 0 0 0 0 0 0 0 0 0
18 Villarreal 0 0 0 0 0 0 0 0 0
19 Xerez 0 0 0 0 0 0 0 0 0
20 Zaragoza

Próximos Jogos:

29/08 15h00 Real Madrid x La Coruña
29/08 17h00 Zaragoza x Tenerife
30/08 12h00 Osasuna x Villarreal
30/08 12h00 Málaga x At. Madrid
30/08 12h00 Mallorca x Xerez
30/08 12h00 Racing x Getafe
30/08 12h00 Athletic Bilbao x Espanyol
30/08 14h00 Valencia x Sevilla
30/08 16h00 Almería x Valladolid
31/08 17h00 Barcelona x Sporting de Gijón

Campeonato Inglês:
Classificação:

1 Chelsea 10 4 3 1 0 7 2 5 83.33
2 Tottenham Hotspurs 9 3 3 0 0 9 3 6 100
3 Burnley 7 4 2 1 1 2 2 0 58.33
4 Arsenal 6 2 2 0 0 10 2 8 100
5 Manchester United 6 3 2 0 1 6 1 5 66.67
6 Manchester City 6 2 2 0 0 3 0 3 100
7 Sunderland 6 3 2 0 1 4 4 0 66.67
8 Birmingham City 4 3 1 1 1 1 1 0 44.44
9 Stoke City 4 3 1 1 1 2 4 -2 44.44
10 Liverpool 3 3 1 0 2 6 5 1 33.33
11 West Ham United 3 2 1 0 1 3 2 1 50
12 Aston Villa 3 2 1 0 1 3 3 0 50
13 Fulham 3 2 1 0 1 1 2 -1 50
14 Wolverhampton Wanderers 3 3 1 0 2 1 3 -2 33.33
15 Hull City 3 3 1 0 2 3 7 -4 33.33
16 Wigan Athletic FC 3 3 1 0 2 2 6 -4 33.33
17 Bolton Wanderers 0 2 0 0 2 0 2 -2 0
18 Blackburn Rovers 0 2 0 0 2 1 4 -3 0
19 Portsmouth 0 3 0 0 3 1 6 -5 0
20 Everton

Jogos:
29/08 08h45 Chelsea x Burnley
29/08 11h00 Tottenham Hotspurs x Birmingham City
29/08 11h00 Bolton Wanderers x Liverpool
29/08 11h00 Wolverhampton Wanderers x Hull City
29/08 11h00 Blackburn Rovers x West Ham United
29/08 11h00 Stoke City x Sunderland
29/08 13h15 Manchester United x Arsenal
30/08 09h30 Portsmouth x Manchester City
30/08 11h00 Everton x Wigan Athletic FC
30/08 12h00 Aston Villa x Fulham

Campeonato Italiano:
Classificação:
1 Genoa 3 1 1 0 0 3 2 1 100
2 Milan 3 1 1 0 0 2 1 1 100
3 Palermo 3 1 1 0 0 2 1 1 100
4 Sampdoria 3 1 1 0 0 2 1 1 100
5 Juventus 3 1 1 0 0 1 0 1 100
6 Lazio 3 1 1 0 0 1 0 1 100
7 Parma 1 1 0 1 0 2 2 0 33.33
8 Udinese 1 1 0 1 0 2 2 0 33.33
9 Bari 1 1 0 1 0 1 1 0 33.33
10 Bologna 1 1 0 1 0 1 1 0 33.33
11 Fiorentina 1 1 0 1 0 1 1 0 33.33
12 Inter de Milão 1 1 0 1 0 1 1 0 33.33
13 Cagliari 1 1 0 1 0 0 0 0 33.33
14 Livorno 1 1 0 1 0 0 0 0 33.33
15 Roma 0 1 0 0 1 2 3 -1 0
16 Catania 0 1 0 0 1 1 2 -1 0
17 Napoli 0 1 0 0 1 1 2 -1 0
18 Siena 0 1 0 0 1 1 2 -1 0
19 Atalanta 0 1 0 0 1 0 1 -1 0
20 Chievo

Jogos:
29/08 13h00 Bari x Bologna
29/08 15h45 Milan x Inter de Milão
30/08 13h00 Roma x Juventus
30/08 15h45 Chievo x Lazio
30/08 15h45 Fiorentina x Palermo
30/08 15h45 Cagliari x Siena
30/08 15h45 Sampdoria x Udinese
30/08 15h45 Napoli x Livorno
30/08 15h45 Atalanta x Genoa
30/08 15h45 Parma x Catania

Brigas, prisões e invasão marcam reencontro de West Ham e Millwall

A rivalidade entre o West Ham United e Millwall produziu mais um capitulo de violência na Inglaterra. O jogo válido pela Copa da Liga Inglesa, vencido pelo West Ham por 3 a 1, teve saldo de uma pessoa esfaqueada e pelo menos duas presas fora do estádio e confusão durante a partida (Assista à confusão no no link abaixo).

O ódio entre as duas torcidas foi retratado no filme Hooligans , de 2005. Como cada equipe está em uma divisão do futebol inglês (West Ham na primeira e o Millwall na terceira), o clássico mais sangrento de Londres - sem ser disputado desde 2005 -, é "aguardado" pelos torcedores, que chegam a festejar o resultado do sorteio das partidas.

Segundo a imprensa britânica, que classificou o confronto entre os torcedores como "sério", a polícia solicitou reforço para controlar os mais de 100 torcedores que estavam sem ingressos e não conseguiram entrar no estádio Upton Park.

De acordo com as autoridades locais, centenas de torcedores romperam a barreira policial e se envolveram na briga, usando tijolos, garrafas e outros objetos como armas, e considerada por um dos adeptos "o maior ato de hooliganismo dos últimos 30 anos".

Dentro do estádio, a confusão começou depois que o West Ham conseguiu o empate com Stanislas, aos 42min do segundo tempo, levando a partida para a prorrogação. A torcida do West Ham invadiu o gramado, causando interrupção do jogo.

O Millwall saiu na frente com Harris, aos 26min do primeiro tempo. Na prorrogação, Satanislas fez o segundo do West Ham, de pênalti, e Hines ampliou e garantiu a classificação para a próxima fase.

Quando o árbitro apitou pela última vez na partida, a torcida dos anfitriões novamente invadiu o gramado, desta vez para comemorar com os jogadores.

Semifinais em New Haven são adiadas por mau tempo

A chuva que caiu em New Haven impediu que as partidas do ATP 250 e do WTA da cidade, marcadas para esta sexta-feira, fossem realizadas. Com isso, o brasileiro Bruno Soares e o zimbabuano Kevin Ullyet entram em quadra para enfrentar Martin Damm e Robert Lindstedt apenas no sábado. Os mineiros Marcelo Melo e André Sá também tiveram adiada sua partida contra Julian Knowle e Jurgen Melzer.

Além dos confrontos dos brasileiros, válidos pelas semifinais do torneio masculino de duplas, outras cinco partidas foram adiadas: Flavia Pennetta x Caroline Wozniacki e Amelie Mauresmo x. Elena Vesnina, pelo campeonato de simples feminino; Igor Andreev x. Fernando Verdasco e Sam Querrey x. Jose Acasuso, pelo simples masculino; e Nuria Llagostera Vives e Maria Jose Martinez Sanchez x. Jill Craybas e Lisa Raymond, nas duplas femininas

Brasileiros testam stress pós-nocaute no UFC 102

Depois de terem ido a nocaute pela primeira vez na carreira de vale tudo, os brasileiros Antonio Rodrigo "Minotauro" Nogueira e Thiago Silva voltam ao octógono do UFC neste sábado, pela disputa da edição de número 102 do evento, que será realizado em Portland, nos Estados Unidos.

Na luta principal da noite, Minotauro enfrentará o veterano Randy Couture, 46 anos, em duelo de ex-campeões dos pesos pesados. Assim como o brasileiro, que perdeu o cinturão interino contra Frank Mir em dezembro, o americano vem de derrota para Brock Lesnar, atual campeão da categoria.

O primeiro nocaute em sua carreira de 31 vitórias e cinco derrotas deixou Minotauro em alerta. O lutador reconhece que não se preparou adequadamente para enfrentar Frank Mir e, para não ser surpreendido novamente, garante ter feito a melhor sequência de treinos de sua carreira.

"Me preparei um pouco mais do que o costume. Estou preparado para lutar onde ele que quiser", avisa o brasileiro, que tem jiu jitsu como seu ponto forte e ganhou 19 de suas lutas no vale tudo por finalização. Por isso, Couture, especialista em wrestling, disse que vai tentar manter a luta longe do chão.

O vencedor do confronto ganhará créditos para um possível desafio pelo cinturão dos pesos pesados, que estará em jogo no UFC 106, quando Brock Lesnar encara Shane Carwin. Uma outra opção para Minotauro é uma revanche contra Frank Mir. "Ele me pegará em uma situação melhor", avisa.

Uma luta antes de Minotauro x Couture, outro brasileiro com stress pós-nocaute entrará no octógono. Thiago Silva levou a maior surra de sua vida em janeiro, quando perdeu no primeiro round depois de uma sequência de socos de Lyoto Machida, atual campeão do peso meio-pesado do UFC.

O brasileiro, que tem um retrospecto de 13 vitórias e só uma derrota, reconhece que viveu uma fase difícil depois do nocaute que lhe deixou desacordado. "Eu não dormi por muitas noites. Minha mulher foi fantástica e meu deu total apoio. Se ela não tivesse paciência poderia ter sido ainda pior. Com ela, depois de alguns dias pude enfrentar a tempestade", disse.

Um fato importante na recuperação de Thiago foi a conquista o cinturão de seu algoz Lyoto, que derrotou Rashad Evan em maio também de forma arrasadora. "Eu dei meu máximo, eu dei tudo de mim e caí inconsciente. Os erros que eu cometi com ele não se repetirão", avisa o brasileiro, que promete não mudar seu estilo agressivo de luta.

O adversário de Thiago também vem de derrota. Keith Jardine perdeu para Quinton "Rampage" Jackson e também encara a luta como uma chance de recuperação para não ficar relegado na categoria mais disputada do UFC.

Rei das finalizações

Com 10 vitórias e nenhuma derrota no vale tudo, outro brasileiro, Demian Maia, também participará do UFC 102. Enfrentará o americano Nate Marquardt e uma vitória o credenciará para brigar pelo cinturão do peso médio, que pertence ao compatriota Anderson Silva.

Com oito finalizações em sua carreira, Demian é considerado um dos melhores lutadores no chão da atualidade e vem de vitórias no primeiro round contra Chael Sonnen e Nate Quarry.

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Barcelona bate "legião brasileira" e leva 2º título da temporada

Campeão da Supercopa da Espanha no último domingo, ao superar o Athletic Bilbao, o Barcelona faturou na tarde desta sexta-feira o seu segundo título deste início de temporada. Contra a "legião brasileira do Shakhtar Donetsk, atual campeão da Copa da Uefa (atual Liga Europa), o time vencedor da Liga dos Campeões venceu por 1 a 0, com gol marcado no segundo tempo da prorrogação, e faturou a Supercopa da Europa no Estádio Louis II, em Mônaco, na França (Assista aos gols no no link abaixo).

Apesar dos investimentos do milionário Real Madrid e a nova era "galáctica" no rival, o time catalão surge novamente como grande equipe da temporada 2009/2010. Com a taça levantada nesta tarde, o clube coleciona cinco sob o comando do técnico Pepe Guardiola. Antes, havia vencido a trípilie coroa da temporada passada (Copa do Rei, Campeonato Espanhol e Liga dos Campeões).

O animador início de temporada também mantém viva a esperança de levar todos os torneios que disputar, meta da direção catalã para 2009/2010. O objetivo é levantar seis troféus com as disputas seguintes do Espanhol, Copa do Rei, Liga dos Campeões e Mundial de Clubes da Fifa.

Enquanto do lado catalão somente Daniel Alves representava o Brasil na decisão da Supercopa da Europa, o Shakhtar contou com diversos jogadores que podem vestir a camisa verde e amarela. O time titular teve o ex-são-paulino Ilsinho, o ex-corintiano Willian, Fernandinho (ex-Atlético-PR) e Luiz Adriano (ex-Internacional). Já na etapa final, o meia Jádson (também ex-Atlético-PR) deixou o banco de reservas.

Apesar da superioridade dos espanhóis durante toda a partida, o trio formado por Lionel Messi, Zlatan Ibrahimovic e Thierry Henry teve inúmeras dificuldades para superar a retranca ucraniana. Nas vezes em que se saiu melhor contra a marcação, falhou nas finalizações ou parou na presença do goleiro Andrei Pyatov.

Já no tempo extra, a melhor chance foi do time ucraniano. Em uma das raras descidas ao ataque, o nigeriano Aghalhowa foi lançado em velocidade e só não tirou o zero do placar porque Victor Valdes fez grande defesa em finalização à queima-roupa. Já o Barcelona respondeu com Bojan, Daniel Alves e Messi, mas contou com a estrela de uma novidade para evitar a disputa por pênaltis e se sagrar campeão.

No momento em que restavam cinco minutos para o fim do segundo tempo da prorrogação, o jovem Pedro Rodriguez, que havia entrado no lugar de Ibrahimovic aos 36min do segundo tempo, fez boa tabela com Messi e finalizou no canto esquerdo do goleiro ucraniano, garantindo a festa catalã na França.

Torcida do Juventus prega "ódio eterno ao futebol moderno"

O jovem, usando óculos escuros e uma camiseta antiga do Juventus, entra no estádio Conde Rodolfo Crespi, na Rua Javari, e caminha diretamente em direção a dois bustos localizados na entrada do campo do Juventus. Um dos bustos é de Pelé, que é solenemente ignorado pelo rapaz. Quando chega ao outro, ele para, diz alguma coisa nos ouvidos de bronze do "professor" Clóvis - mitológico jogador do Clube Atlético Juventus das décadas de 50 e 60 -, beija sua testa e parte para a arquibancada.

» Veja fotos da torcida Setor 2
» Veja fotos da Rua Javari
» Veja fotos do Juventus
» A Setor 2, a tradição e o Pelé

Esse é o ritual cumprido por Fernando Toro antes da cada partida na Rua Javari. Ele é o fundador da Setor 2, torcida organizada do Juventus da Mooca criada em 2001. O lema da Setor 2 vem estampado nas roupas e impresso nas vozes dos incansáveis integrantes da torcida: "Ódio eterno ao futebol moderno". No entanto, a questão é que todos eles, sem exceção, são jovens de no máximo 25 anos. O tal ritual feito por Toro dá a medida da mística e da tradição que eles procuram resgatar.

"O futebol moderno acaba com a resistência das pessoas, desintegra as torcidas. Nós somos um foco de resistência", diz Toro. Para ele, até mesmo as torcidas foram institucionalizadas pelos grandes clubes e pelas suas administrações de mercado. "As torcidas passaram a entrar na onda dos clubes e da mídia. Vaiam os jogadores no campo, não deixam o cara jogar. Torcedor tem que apoiar o tempo todo, o que está ali é uma camisa, não um jogador. Você tem que amar o cara que veste sua camisa dentro do campo, naquela hora em que ele está ali jogando. Depois, fora, pode odiar", explica.

Para a Setor 2, combater o futebol moderno não é apenas lutar contra a infiltração de grandes empresários nos clubes, manobras eleitoreiras, corrupção entre os cartolas e jogadores mais compromissados com a mídia do que com a camisa que defendem. O que os incomoda está principalmente dentro do campo, na própria maneira de se jogar.

Segundo eles, a imprensa criou uma espécie de jogador modelo que dá certo. "O cara já entra em campo pensando em fazer aquela finta que ele sabe que vai funcionar na televisão, que os comentaristas vão elogiar", diz Toro. "O futebol não pode ser confundido com o mundo real. Existe uma moral dentro do campo e outra fora", explica. Com isso, ele quer dizer que acredita que dentro das quatro linhas é válido provocar, catimbar e jogar como se "fosse uma guerra".

Como exemplo, há sempre o Maradona, idolatrado por eles - o do Nápoli mais do que o da seleção argentina. Outro que é citado como representante desse movimento é Kléber, do Cruzeiro, "demonizado pela imprensa". O lado oposto, negativo e "chato" seria o Kaká, representante de um futebol "corporativo".

Toro lembra que a Setor 2 não é exatamente contra a circulação do dinheiro no futebol. O que eles combatem é a forma como ele é utilizado, o fato do lado financeiro prevalecer sobre todos os outros inúmeros aspectos que rondam o esporte. "Não somos contra patrocínio na camisa, por exemplo. Sabemos que isso seria um absurdo. Só não queremos que o clube tenha S.A ou Ltda no final do seu nome", conta.

De acordo com Felipe Trafani, 25, um dos líderes da torcida, não há cartilha, filiação ou carta de intenção para ser passada aos novos integrantes. "Não faz sentido ter nada disso. Quem quiser é só chegar e nós vamos passando a ideia da coisa. É um movimento natural", explica, contando que a mesma iniciativa contra a modernização do futebol existe na Itália e na Inglaterra.

Os integrantes da Setor 2 convivem com os rótulos de radicais ou românticos. E tem uma resposta pronta para rebater. "Em um país em que ninguém mexe um dedo, quem mexe meio é radical. Na verdade nós continuamos e o futebol parou", finaliza Toro.

Atualmente o Juventus está disputando a Copa Paulista, que dá direito a uma vaga na Copa do Brasil em 2010, e é líder de seu grupo. Porém, este ano o clube viveu um de seus piores momentos, quando caiu para a Série A3 do Campeonato Paulista.

Ferrari ironiza e elabora lista de "substitutos de Massa"

O péssimo desempenho de Luca Badoer nas pistas provocou uma onda de boatos a respeito de quem será o substituto de Felipe Massa até que o brasileiro tenha condições de reassumir um dos carros da Ferrari. Mas, cansada de tantas especulações, a escuderia de Maranello ironizou o assunto nesta sexta-feira.

Através de uma nota batizada de Waiting List (Lista de Espera) em seu site oficial, a Ferrari esboçou um alfabeto com os sobrenomes de todos aqueles que já foram cotados ao cargo, "pela mídia, pelos torcedores e pelos próprios pilotos", ressalta a equipe vermelha. "Quase todas as letras do alfabeto possui um correspondente", afirma a nota.

Segundo a Ferrari, 21 nomes foram especulados, incluindo o de dois brasileiros, Nelsinho Piquet e Bruno Senna. Ainda não há previsão para a volta de Massa, que neste sábado embarca para os Estados Unidos para a realização de novos exames - o vice-campeão mundial foi atingido na cabeça por uma mola que se soltou do carro de Rubens Barrichello durante o treino classificatório para o GP da Hungria.

Aposentado desde o final de 2006, Michael Schumacher foi o primeiro a ser chamado para substituir o brasileiro, mas o alemão desistiu após sentir-se mal durante um teste. Reserva da Ferrari, o italiano Badoer ficou com a vaga, mas o hiato de não competir na Fórmula 1 desde 1999 tem provocado uma série de vexames na pista de Valência e de Spa.

Confira a lista elaborada pela Ferrari:


A de Fernando Alonso
B de Jules Bianchi, Mirko Bortolotti e Sebastien Bourdais
C de David Coulthard
D de Anthony Davidson
F de Giancarlo Fisichella e Luca Filippi
G de Marc Gené
H de Nico Hulkenberg
K de Robert Kubica
L de André Lotterer and Vitantonio Liuzzi
P de Nelson Piquet (Jr.) e Giorgio Pantano
R de Valentino Rossi e Davide Rigon
S de Takuma Sato e Bruno Senna
T de Jarno Trulli
V de Jos Verstappen

Isinbayeva renasce e bate o recorde mundial

Após o fiasco no Mundial de Atletismo, a russa Elena Isinbayeva superou o trauma e conquistou o ouro do salto com vara na etapa de Zurique da Golden League. De quebra, ela bateu o recorde mundial.

A atleta superou sua própria marca e subiu 5,06 m. O recorde anterior era de 5,05 m. Emocionada com seu 27º recorde mundial, Isinbayeva deu a volta olímpica com lágrimas nos olhos.

A russa foi muito mal no Mundial de Berlim, em que era franca favorita, e ficou em último lugar na final do salto com vara. Na ocasião, o ouro ficou com a polonesa Anna Rogowska, segunda colocada hoje.

A brasileira Fabiana Murer, que também decepcionou no Mundial, conquistou a medalha de bronze com a marca de 4m71.

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Rafaela Silva leva ippon e fica sem bronze

O Brasil terminou o segundo dia de competições no Mundial de Judô de Roterdã, na Holanda, ainda sem medalhas. Nesta quinta-feira, Rafaela Silva perdeu a disputa do bronze para Kifayat Gasimova, do Azerbaijão, ao levar um ippon.

Atleta mais nova da delegação brasileira, com apenas 17 anos, Rafaela foi surpreendida no segundo minuto com um golpe perfeito da adversária, que assim ficou com o bronze na categoria leve (até 57 kg).

No primeiro dia de competições, na quarta, o Brasil também não obteve sucesso na disputa do bronze. Sara Menezes perdeu e assim como Rafaela terminou em quinto.

Com as derrotas, o último pódio conquistado pela seleção nacional feminina de judô em Mundiais continua sendo o de Edinanci Silva, bronze em Osaka, em 2003.

Vale lembrar que Rafaela lutou na mesma categoria em que Ketleyn Quadros conquistou a medalha de bronze na Olimpíada de Pequim.

Nas duas primeiras lutas pela chave principal, Rafaela Silva conseguiu vitórias por ippons contra a costarriquenha Adriana Pineda e a americana Marty Malloy.

Nas quartas de final, a brasileira recebeu um yuko (pontuação mínima) de punição por falta de combatividade e não conseguiu reverter a desvantagem contra a japonesa Matsumoto. No final, esteve perto de aplicar um golpe e tentou a imobilização, sem sucesso.

Antes da decisão do bronze, Rafaela ainda lutou pela primeira rodada da repescagem e venceu Chen-Ling Lien, de Taiwan, com um wazari (pontuação mais alta depois do ippon).

Ainda nesta quinta-feira, o Brasil foi representado por Leandro Guilheiro e Érika Miranda, que não chegaram às quartas de final.

Agora no Real, Kaká reencontrará Milan na Liga dos Campeões

O reencontro de Kaká, agora no Real Madrid, com o Milan, já na fase de grupos da Liga dos Campeões foi a maior novidade no sorteio realizado, nesta quinta-feira, pela Uefa. Foram definidos as oito chaves da competição europeia de clubes.

Confira os grupos da edição 2009/10 da Liga dos Campeões da Europa

Grupo A
Bayern de Munique, Juventus, Bordeaux e Maccabi Haifa (Israel)

Grupo B
Manchester United, CSKA Moscou, Besiktas e Wolfsburg

Grupo C
Milan, Real Madrid, Olympique Marselha e Zürich (Suíça)

Grupo D
Chelsea, Porto, Atlético de Madrid e APOEL (Chipre)

Grupo E
Liverpool, Lyon, Fiorentina e Debrecen (Hungria)

Grupo F
Barcelona, Inter de Milão, Dínamo de Kiev (Ucrânia) e Rubin Kazan (Rússia)

Grupo G
Sevilla, Rangers, Stuttgart e Unirea Urziceni (Romênia)

Grupo H
Arsenal, AZ Alkmaar, Olympiacos (Grécia), Standard Liège (Bélgica)

Marcos Senna volta à seleção da Espanha

O ex-corintiano Marcos Senna é a grande novidade da lista de relacionados pelo técnico Vicente Del Bosque para os dois próximos compromissos da Espanha nas Eliminatórias Europeias visando a Copa do Mundo de 2010, diante de Bélgica e Estônia, dias 5 e 9 de setembro, respectivamente.

Fora da Espanha desde a partida contra a Turquia, no último dia 1º de abril, por conta de uma lesão muscular, o jogador retornou bem ao meio-campo do Villarreal e mostrou estar totalmente recuperado e pronto para servir a seleção nacional.

Para contrastar com a volta de Marcos Senna, Del Bosque não convocou Sérgio Ramos, do Real Madrid, e Andrés Iniesta, do Barcelona, ambos contundidos e entregues aos departamentos médicos de seus respectivos clubes.

A Espanha está muito próxima de sacramentar sua classificação para o Mundial da África do Sul, pois soma 18 pontos nos seis jogos disputados pelo Grupo 5 das Eliminatórias. A segunda colocada da chave é a Bósnia-Herzegóvina, com 12 pontos em seis partidas.

A lista com os 22 jogadores convocados por Del Bosque é a seguinte:

Goleiros: Casillas (Real Madrid), Reina (Liverpool) e Diego López (Villarreal)

Defensores: Albiol (Real Madrid), Marchena (Valencia), Capdevila (Villarreal), Arbeloa (Real Madrid), Piqué (Barcelona), Puyol (Barcelona) e Monreal (Osasuna)

Meio-campistas: Riera (Liverpool), Silva (Valencia), Xavi (Barcelona), Xabi Alonso (Real Madrid), Marcos Senna (Villarreal), Cazorla (Villarreal), Mata (Valencia), Busquets (Barcelona) e Cesc (Arsenal)

Atacantes: Villa (Valencia), Fernando Torres (Liverpool) e Güiza (Fenerbahce)

Calibrado, Corinthians supera rivais em gols de fora da área

Distância não é problema para o time do Corinthians finalizar: em 2009, nenhum dos rivais paulistas, ou mesmo do Rio de Janeiro, fizeram tantos gols como o de Elias, na última quarta-feira, contra o Barueri. De fora da área, a equipe de Mano Menezes já marcou 21 vezes nesta temporada.

Apesar de possuir Cleiton Xavier, notoriamente um grande batedor, o Palmeiras, por exemplo, fez 10 gols de fora da área em 2009. O Santos foi um pouco além, com 13, enquanto o São Paulo, de Hernanes, Jorge Wagner e até o especialista em faltas Rogério Ceni, deixou a desejar: só marcou sete gols de fora.

Juninho, zagueiro do Botafogo e especialista no assunto, sozinho, marcou mais gols de fora que todo o elenco do São Paulo em 2009. Foram oito do defensor que, até o último ano, estava no Morumbi, impulsionando os números botafoguenses para 16 gols de longe. Flamengo, com 13, Fluminense, com oito, e Vasco, com 14, completam a lista carioca.

No elenco corintiano, Chicão marcou cinco vezes de fora, todas as oportunidades em cobrança de falta. Ronaldo e Cristian, que já foi embora, fizeram quatro, enquanto Elias chegou ao seu terceiro gol ao marcar contra o Barueri no último jogo.

Considerando apenas o Campeonato Brasileiro, o Corinthians fica ao lado de Santos, Avaí, Botafogo e Flamengo, todos com seis gols originados em finalizações de longa distância. À frente, apenas o Internacional, com sete, e o Goiás, disparado o melhor no ranking: 11 gols, sendo cinco do atacante Felipe.

Todos os gols do Corinthians de fora da área em 2009

28/jan - Paulista - Botafogo-SP - gol de Diogo
31/jan - Paulista - Oeste - gol de Chicão
04/fev - Paulista - Paulista de Jundiaí - gol de Chicão
21/fev - Paulista - Guaratinguetá - gol de Elias
21/fev - Paulista - Guaratinguetá - gol de Elias
11/mar - Paulista - São Caetano - gol de André Santos
31/mar - Paulista - Ituano - gol de Cristian
12/abr - Paulista - São Paulo - gol de Cristian
15/abr - Copa do Brasil - Misto-MS - gol de André Santos
19/abr - Paulista - São Paulo - gol de Ronaldo
26/abr - Paulista - Santos - gol de Chicão
26/abr - Paulista - Santos - gol de Ronaldo
26/abr - Paulista - Santos - gol de Ronaldo
29/abr - Copa do Brasil - Atlético-PR - gol de Cristian
06/mai - Copa do Brasil - Atlético-PR - gol de Ronaldo
20/mai - Copa do Brasil - Fluminense - gol de Chicão
21/jun - Brasileiro - São Paulo - gol de Chicão
17/jul - Brasileiro - Sport - gol de Cristian
17/jul - Brasileiro - Sport - gol de Moradei
16/ago - Brasileiro - Atlético-MG - gol de Boquita
23/ago - Brasileiro - Botafogo - gol de Marcinho
27/ago - Brasileiro - Barueri - gol de Elias

Ceni indica porta do Senado a torcedores da Portuguesa

A polêmica envolvendo torcedores da Portuguesa, na última terça-feira, deixou Rogério Ceni revoltado. Para o goleiro do São Paulo, o ideal seria se as pessoas mostrassem a mesma disposição para esbravejar com irregularidades que vêm acontecendo longe do Canindé, mais precisamente na capital federal.

Após a derrota por 2 a 1 para o Vila Nova, dois torcedores (e conselheiros) do clube - escoltado por seguranças - entraram no vestiário para cobrar jogadores. Segundo o técnico René Simões, que pediu demissão na quarta, quatro homens estavam armados (o presidente do clube, Manuel da Lupa, nega). O elenco rubro-verde se chocou com o incidente. O meia Edno, um dos mais ameaçados, chegou até a declarar que não tem mais como continuar no time.

"Isso é lamentável", condenou Rogério Ceni. "Não sei porque essas pessoas não vão ao Senado protestar contra a política brasileira. Reúne todo mundo lá na frente do Palácio do Planalto. Futebol envolve paixão, mas é entretenimento. Isso foi um absurdo. Há uma inversão de valores inaceitável na sociedade", completou.

Rogério Ceni não parou por aí. "Os brasileiros não se revoltam com coisas que acontecem com dinheiro do bolso deles. Agora, quando o time perde em casa, ameaçam os jogadores. Que crime o jogador cometeu? Apenas não ganhou um jogo. Se tivéssemos a mesma bravura para combater político corrupto, teríamos um país melhor".

Também questionado sobre o assunto após o treino desta quinta-feira do São Paulo, o atacante Washington foi menos contundente que o capitão tricolor, mas lamentou a postura dos torcedores. "Fico triste com esse tipo de coisa. Até que ponto isso vai chegar?", questionou.

Para o camisa 9, protestos como esse são mais um motivo que o atleta leva em conta na hora de trocar o Brasil pelo futebol do exterior. "O pessoal reclama que os jogadores saem cedo. Mas, além da independência financeira, tem esse tipo de coisa, que envolve família, integridade física. É um absurdo", concluiu.

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Sara perde luta e fica sem o bronze no Mundial

Segundo atleta mais jovem da delegação verde e amarela no Campeonato Mundial de judô, Sara Menezes viajou a Roterdã com a missão de apagar a decepcionante eliminação na primeira rodada da Olimpíada. Ainda integrante da categoria ligeiro (até 48kg), ela cumpriu o objetivo pela metade, perdendo a disputa pela medalha de bronze somente por causa da decisão dos juízes.

Algoz da argentina Paula Pareto e da russa Liudmila Bogdanova nesta quarta-feira nas rodadas anteriores, em que também foi derrotada pela atual campeã olímpica, a romena Alina Dumitru, Sarah abriu vantagem na disputa pelo bronze com a sul-coreana Jung-Yeon Chung logo no início com um wazari. Porém, quando faltavam 42 segundos para o fim da luta a piauiense sofreu o empate.

Mais experiente, Chung começou a tomar mais a iniciativa das ações a partir daquele momento e também no Golden Score. A oriental, que já havia ganhado duas de suas últimas lutas nessa prorrogação, brilhou também na final da repescagem, recebendo a preferência de todos os três juízes depois que o placar ficou inalterado.

Em todo caso, com apenas 19 anos Sarah Menezes já se aproximou do pódio logo no primeiro Mundial disputado. Com o resultado, a atual campeã do mundo no júnior igualou o quinto lugar garantido por Erika Miranda na última edição do evento, no Rio de Janeiro em 2007.

Vídeos da Semana





Comentários

John: Nada a dizer sobre isso tudo. Nem tenho a mínima, pois esse é o futebol que temos no Brasil e suas contratações que "marcam" as notícias

Goma de mascar podia ter matado Aloísio, diz médico

O atacante Aloísio sofreu um traumatismo ao bater a cabeça em um rival do Brasiliense, na última terça-feira, mas outro fato quase transformou o lance em uma tragédia: o vascaíno estava com uma goma de mascar na boca e a ela interrompeu sua respiração pouco depois da queda no gramado. De acordo com o médico do clube carioca, Paulo César Rocha, o jogador poderia ter morrido se ninguém tivesse retirado rapidamente o chiclete de sua garganta.

"A situação que o Aloísio passou foi grave e piorou quando ele interrompeu sua respiração por causa de uma goma de mascar, mas conseguimos identificar o problema ainda no campo. Fiz a desobstrução, ele voltou a respirar e foi encaminhado ao hospital, passou por exames e agora está bem", disse Rocha, ao SporTV.

Segundo o médico, a perda da respiração após se engasgar com um chiclete pode ocasionar a morte de uma pessoa em qualquer ocasião, especialmente pelo risco de a possível vítima não contar com a assistência adequada.

"A recomendação de não usar goma de mascar vai muito além da prática do esporte. Hoje em dia nós não recomendamos (o uso) até para uma pessoa dirigindo, por exemplo, pois ela pode se acidentar e correr o mesmo risco. No caso do Aloísio ele foi atendido prontamente", ressaltou o médico do Vasco.

"Acredito que ele (Aloísio) ficou de cinco a dez segundos (sem respirar)", completou Rocha, confirmando também que o atacante vascaíno "ficará afastado por sete dias dos treinos e depois fará novos exames antes de ser liberado".

Depois de frustrar Corinthians, Sylvinho chega ao City

O Manchester City, da Inglaterra, apresentou nesta quarta-feira o lateral esquerdo Sylvinho, ex-Barcelona. Revelado pelo Corinthians, o jogador era pretendido pelo clube paulista para ocupar a vaga de André Santos, negociado com o Fenerbahce, da Turquia.

Sylvinho posou para fotos com o técnico do Manchester City, Mark Hughes, e com o zagueiro Lescott, ex-Everton. O lateral esquerdo vestirá a camisa 16 no clube inglês, enquanto o defensor adotou o número 19.

No Manchester City, Sylvinho e Lescott terão a companhia de nomes como Robinho, Tevez e Adebayor. Com um elenco mais reforçado em relação aos últimos anos, a equipe já faz um bom início de temporada: está entre as líderes do Campeonato Inglês, com 100% de aproveitamento (duas vitórias) e nenhum gol sofrido.

Muhammad Ali visita ex-campeão em "tour" pela Inglaterra

Surrado pelo filipino Manny Pacquiao em sua última luta, em maio deste ano, o britânico Ricky Hatton recebeu a visita do ex-campeão Muhammad Ali nesta quarta-feira, em sua academia localidade nos arredores de Manchester, na Inglaterra.

Na companhia de sua mulher Lonnie, Ali faz uma excursão pelo país nesta semana para atender fãs britânicos e participar de evento de caridade.

Hatton, que perdeu o título do peso meio-médio da Organização Internacional de Boxe com a derrota para Pacquiao, é um dos melhores boxeadores britânicos da atualidade e tem um cartel de 45 vitórias e apenas duas derrotas.

Considerado um dos melhores pesos pesados da história do boxe, para muitos o maior, Muhammad Ali sofre de Mal de Parkinson e raramente faz aparições públicas, devido à dificuldade para andar e falar.

O boxeador americano encerrou a sua carreira em 1981 com um cartel de 56 vitórias e cinco derrotas, três delas em suas últimas quatro lutas. Conquistou por três vezes o título mundial de sua categoria.

Mercedes já analisa nomes para McLaren; Kovalainen corre risco


Heikki Kovalainen está na McLaren desde o ano passado e, até então, só venceu uma corrida pela escuderia, além de somar diversos insucessos em outros GPs. Diante do aproveitamento do finlandês, a Mercedes, fornecedora de motores da equipe, já estuda novos nomes para a próxima temporada da Fórmula 1, segundo o site F1 Live.

Diretor esportivo da Mercedes, Norbert Haug foi quem "colocou" a vaga de Kovalainen na McLaren em xeque. "Estamos conversando com outros pilotos. Em um determinado momento, e não podemos dizer precisamente quando será, decidiremos sobre quem pilotará para nós na próxima temporada", completou.

O discurso de Haug, aliás, foi contrário ao de Martin Whitmarsh. Chefe da McLaren, o cartola se animou com o rendimento de Kovalainen no GP da Europa, no último domingo, quando o finlandês largou na segunda posição e fechou a prova em quarto. "Até este momento, não tivemos e nem estamos conversando com outros pilotos", disse o dirigente, ainda antes da corrida.

Haug também gostou da prova que Kovalainen fez em Valência, mas espera mais do finlandês. "Ele evoluiu em relação a outras corridas. Largou na primeira fila e terminou a prova em quarto. Não foi exatamente o que ele esperava, mas acabou como o seu melhor

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Relembre 5 grandes reações no Brasileiro de pontos corridos

Praticamente todas as edições do Campeonato Brasileiro em pontos corridos tiveram ao menos uma recuperação muito marcante. Em 2003, por exemplo, o Goiás saiu da lanterna para a Copa Sul-Americana, em reação que serviu de espelho para outros clubes. A subida que rendeu título, no entanto, foi a do São Paulo, em 2008, tirando 11 pontos de vantagem para o então líder Grêmio.

A 18 rodadas do fim, o Campeonato Brasileiro de 2009 pode ser o da recuperação cruzeirense. Vice-campeão da Libertadores, terceiro colocado na edição passada e quinto na retrasada, o Cruzeiro desponta como um potencial candidato ao grupo de cima nas últimas rodadas.

Confira 5 grandes recuperações na Série A:
São Paulo - 2008


Com um returno praticamente perfeito, de 12 vitórias e seis empates, o São Paulo tirou uma diferença impensável para o líder Grêmio e acumulou seu terceiro título nacional consecutivo. No total, foram 18 jogos de invencibilidade e uma reação que desafiou a lógica das probabilidades estatísticas. Foi, ainda, o campeonato da afirmação de Hernanes, melhor jogador da competição.

Flamengo - 2007

Quando o primeiro turno terminou, o Flamengo ainda tinha três jogos atrasados a realizar, mas era o penúltimo colocado e tinha um aproveitamento fraquíssimo, com 33,3%. Matando os adversários um a um, o time cresceu a partir da chegada de Joel Santana, fez encher o Maracanã em todos os jogos e terminou o Brasileiro em terceiro lugar, apenas um ponto atrás do vice-campeão Santos. Joel que, aliás, já havia tido grande reação em 2005, salvando o Fla de queda iminente.

Corinthians - 2004

Tite assumiu um Corinthians em crise na oitava rodada e terminou a uma posição da vaga na Copa Libertadores do ano seguinte. Armou uma retranca na defesa e, no ataque, apostou em jogadores como Alessandro Cambalhota, Fábio Baiano e o então garoto Jô. O time reagiu na base de vitórias magras - 13 de suas 18 foram por um gol de diferença.

Goiás - 2003

No trabalho que projetou Cuca para o futebol, o Goiás conseguiu um verdadeiro milagre em 2003. Depois de fazer seis pontos em 12 rodadas e terminar o primeiro turno na lanterna, o time reagiu de forma inacreditável no returno: invicto por 16 jogos, acumulando uma sequência de seis e outra de cinco vitórias, a equipe esmeraldina terminou o Brasileiro em nono, com vaga na Sul-Americana seguinte. Além do treinador, o São Paulo levou Fabão, Danilo e Grafite para o Morumbi.

Grêmio - 2003

Rebaixado em 2004, o Grêmio já havia tido um sinal na temporada anterior. Lutando contra a queda ao longo de toda a competição, o time deu sinal de vida a 11 rodadas do fim, vencendo um Gre-Nal dentro do Beira-Rio com gol do ex-colorado Christian. Nos seis jogos finais, ganhou quatro, perdeu um e empatou outro - este em circunstâncias heroicas. Fora de casa, perdia para o vice-campeão Santos por 0 a 2, mas buscou o empate no finzinho. Foi o primeiro grande trabalho de Adílson Batista, que também salvou o Paysandu em 2004.

Ex-campeão olímpico de esqui morre na Áustria

O campeão mundial e olímpico de esqui alpino Toni Sailer morreu nesta segunda-feira na Áustria, aos 73 anos, informa nesta terça-feira a imprensa local.

O Clube de Esqui de Kitzbuehl, cidade onde o austríaco nasceu em 1935, disse em comunicado que Sailer morreu em consequência de "uma longa e dolorosa doença".

Com apenas 20 anos, o austríaco entrou para história em 1956 ao conquistar três medalhas de ouro nos Jogos Olímpicos de Inverno em Cortina d'Ampezzo (Itália), o que o transformou em herói nacional.

Em sua curta carreira, que durou apenas cinco anos (1955-1959), ganhou também outros sete campeonatos mundiais.

Torcedores do Real fazem fila para ver estreia no Espanhol

Empolgados com os bons resultados na pré-temporada europeia, torcedores do Real Madrid formaram uma grande fila para adquirir ingressos para a partida contra o Deportivo La Coruña, sábado, pela estreia no Campeonato Espanhol.

A torcida que deve lotar o Estádio Santiago Bernabéu espera ansiosa para ver a dupla Cristiano Ronaldo e Kaká em ação uma partida oficial. Contratados a peso de ouro, os jogadores prometem levar o Real Madrid a novas conquistas.

Na última segunda-feira, o Real Madrid encerrou a pré-temporada com uma goleada por 4 a 0 diante do Rosenborg. Os astros não marcaram, mas tiveram uma boa atuação na partida.

Peruano que apitaria jogo da Sul-Americana é detido

O árbitro peruano Georges Buckley, escalado para o jogo desta terça-feira entre Unión Española e os colombianos do La Equidad, pela Copa Sul-Americana, foi detido ao chegar no aeroporto internacional de Santiago.

Buckley viveu no Chile como estudante de Engenharia Comercial há alguns anos e tinha uma situação pendente desde 1997 na Justiça chilena por consumo de maconha. Ele foi colocado à disposição de um tribunal da capital chilena.

O árbitro prestou depoimento, mas pelo tempo decorrido desde a ordem de prisão e a pouca transcendência e penalidade do problema, acabaria livre em algumas horas - com isso, não deverá ter problemas para apitar o jogo, que será às 21h45 (de Brasília).

Mas a Confederação Sul-Americana de Futebol (CSF) se antecipou e chamou o também peruano Víctor Hugo Carrillo como juiz. Ele será auxiliado por seus compatriotas Cesar Escano e Jonny Bossio.

"Cientista louco" cria tênis com duas raquetes

Posicionado na linha de saque, com uma raquete em cada mão como se fosse uma gigantesca lagosta com garras de grafite, Don Mueller, estava atraindo a atenção que almeja.

Pessoas de passagem e jogadores das quadras vizinhas paravam para olhar enquanto ele usava as raquetes como pinça para apanhar uma bola no chão, equilibrá-la sobre a lateral de uma raquete e depois lançá-la ao ar antes de disparar um de seus ferozes saques, que segundo Mueller podem atingir velocidade superior a 220 km/h.

Depois, ele se posiciona com as duas raquetes, pronto a responder à rebatida do oponente.

Como principal proponente de um derivativo excêntrico e não organizado do tênis, Mueller está determinado a promover sua causa, um jogo a que ele chama simplesmente de tênis com duas raquetes. É jogado com as mesmas regras do tênis convencionais, exceto que os jogadores têm direito a uma segunda raquete.

Mueller aprecia o papel de cientista louco do esporte, e vem pressionando pela sua variante do tênis há alguns anos. Ao que parece, seu principal propósito ao fazê-lo é encontrar novos oponentes.

"Eu gostaria que o máximo possível de pessoas experimentassem a ideia", declarou Mueller este mês. "Caso número suficiente o faça, talvez um dia possamos organizar torneios".

Mueller, que tem doutorado em fisioquímica e gosta de se apresentar como um personagem excêntrico apelidado "Dr. Bones" (doutor ossos), é professor adjunto do Concordia College, em Bronxville, Nova York, e da Universidade Municipal de Nova Jersey. Ele diz que gosta de se definir tanto como comediante quanto como professor, e sem dúvida devem existir pessoas que consideram sua obsessão quanto ao tênis com duas raquetes como piada.

Cerca de um ano atrás, Mueller procurou Richard Kaufman, diretor de arbitragem da United States Tennis Association (USTA), falando sobre a ideia de jogar com duas raquetes. Embora cético, Kaufman verificou os regulamentos e determinou que isso não era permitido. Depois, perguntou a seus colegas na USTA para verificar se existia alguém mais interessado no jogo.

"Todo mundo a quem consultei, entre os quais profissionais que ensinam tênis, não considerou que a ideia tivesse virtudes salvadoras", disse Kaufman em entrevista. "A opinião geral era de que fosse uma ideia ridícula. Se ele deseja criar um jogo, ótimo. Mas não é tênis".

Mueller diz que só deseja o reconhecimento de sua forma única e separada de tênis. Afirma que não tem por objetivo "corromper" o tênis tradicional, e fica frustrado diante das atitudes de desdém que encontra da parte de dirigentes, treinadores e jornalistas de tênis.

Mas isso não o impediu de levar adiante sua bem humorada busca de legitimidade para o esporte com duas raquetes. Uma coisa que ele conhece tão bem quanto a física e o humor bizarro são as técnicas de autopromoção.

O ambidestro Mueller tem um site, tworacket.com, e publica um anúncio recorrente na revista "Inside Tennis", o que lhe custa US$ 4 mil, segundo ele. Dedica parte de suas horas livres a telefonar para editores de jornais a fim de divulgar seu esporte não autorizado.

Ele conta ter tido a ideia do tênis de duas raquetes cerca de três anos atrás, quando treinava sozinho na Colton School, em Spring Valley, Nova York, perto de onde mora. Desde então, vem tentando converter novos adeptos com o zelo de um missionário armado de uma segunda raquete, em lugar da Bíblia.

"Demorei a sentir aquela percepção, mas ela terminou por me atingir com força", conta Mueller. "Estava rebatendo bolas contra a parede, trocando a raquete de mão, e subitamente pensei: Por que trocar?"

"Foi assim que comecei a jogar com duas raquetes", disse.

Mas ele não foi o primeiro a passar por essa revelação. Na verdade, o tênis com duas raquetes existe há 30 anos, desde que J. T. Houk começou no esporte.

Houck, que foi tenista profissional e campeão da marinha dos Estados Unidos nos anos 50, diz acreditar que tenha sido o primeiro praticante da modalidade, em 1974.

As abordagens adotadas por Mueller e Houk diferem um pouco, mas Houk diz que o novo adepto o anima. "Aquele rapaz, o Mueller, é excelente. Sabe realmente como promover o esporte", declarou.

Para Mueller, a chave do trabalho é que uma pessoa pode aprender a ser ambidestra com o tênis de duas raquetes, e isso promove o bem-estar neurológico. Ele afirma que o esporte melhora as funções cerebrais, propicia mais equilíbrio ao corpo e reduz o desgaste da mão principal e as lesões esportivas.

E subir à rede com toda aquela envergadura adicional tem vantagens óbvias.

Mueller também inventou uma guarda de raquete chamada Whip-Grip que permite maior velocidade, mas a USTA afirma que ela viola as regras.

"Eles dizem que não se pode mudar a forma da raquete", ele reclama, acrescentando, com autoridade científica: "a forma muda sempre que a bola a atinge".

Além de promover o novo tênis, ele também usa o humor do personagem Dr. Bones para ensinar mais sobre ciência ¿mas até isso serve ao seu amado esporte.

"Se eu conseguir sucesso com o humor ambidestro", diz, "talvez ganhe dinheiro suficiente para realmente permitir a decolagem do tênis de duas raquetes".

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Campeão em Cincinnati, Federer segue como nº 1

O suíço Roger Federer se mantém à frente do ranking da ATP após sua vitória sobre o sérvio Novak Djokovic na final do Masters de Cincinnati. O restante da lista não apresentou modificações nas dez primeiras posições, com o escocês Andy Murray em segundo e o espanhol Rafael Nadal, ex-número um do mundo, em terceiro.

Federer, que recuperou a condição de melhor tenista do mundo no dia 5 de julho, após ser campeão em Wimbledon, ganhou no último domingo o seu terceiro título em Cincinnati, com o qual soma seu 16º Masters, um a menos do que o americano Andre Agassi e um a mais em relação a Nadal.

A uma semana de começar o Aberto dos Estados Unidos, quarto Grand Slam da temporada, Djokovic se mantém em quarto lugar na frente do americano Andy Roddick e do argentino Juan Martín Del Potro.

Entre os brasileiros, os melhores colocados são Marcos Daniel, na 57ª posição (890 pontos); seguido por Thomaz Bellucci, na 68ª colocação (813 pontos); e Thiago Alves (592).

Depois do fim de jejum, Barrichello reclama de "rádio engasgado"

Um dia depois de vencer o GP da Europa e encerrar um jejum de quase cinco anos sem vitórias, Rubens Barrichello lamentou que o rádio da equipe não funcionou bem quando ele comemorava com a equipe a sua décima vitória na Fórmula 1.

"O carro estava redondo, os pits foram excelentes. Deu tudo certo ontem, estou muito feliz. Pena que o rádio engasgou quando eu estava colocando tudo pra fora", escreveu Barrichello em seu perfil no Twitter, serviço de microblog usado para envio de mensagens instantâneas.

"No radio eu agradeci a todos da equipe e botei tudo pra fora. Até gritar, eu gritei, ainda bem que não ouviram", disse o piloto.

Os agradecimentos não ficaram apenas para a equipe. Nesta segunda-feira, ele mandou diversas mensagens para os perfis de seus seguidores no Twitter agradecendo as mensagens de parabéns pela vitória em Valencia.

Com o resultado, o piloto da Brawn GP chegou aos 54 pontos e diminuiu a diferença em relação ao seu companheiro de equipe, Jenson Button, líder da F1. O inglês foi sétimo colocado e subiu para 72 pontos. A dupla da Red Bull, formada por Sebastian Vettel (47) e Mark Webber (51,5), não pontuou, o que devolveu a vice-liderança ao brasileiro.

Dirigente do Real Madrid dá por encerrado tema Ribéry

diretor esportivo do Real Madrid, Jorge Valdano, disse nesta segunda-feira que se "fechou o pano de fundo" sobre o meia francês Franck Ribéry, durante a apresentação da Liga dos Campeões realizada pela televisão espanhola.

O dirigente do Real disse que se "fechou o pano de fundo" no caso de Ribéry, já que o atual clube do francês, o Bayern de Munique, não quer vendê-lo.

Valdano também analisou um hipotético duelo na Liga dos Campeões entre o Real Madrid e o clube alemão, a que minimizou importância e expressou seu desejo de que fosse um encontro meramente esportivo

Exame de sul-africana indica alto índice de hormônio masculino

A medalha de ouro de Caster Semenya nos 800 m do último Mundial de Atletismo segue rendendo polêmicas. Segundo o Daily Telegraph, jornal diário mais vendido da Inglaterra, exames realizados pela sul-africana antes da competição em Berlim indicaram um índice de testosterona (hormônio sexual masculino) três vezes maior que o habitual em uma mulher.

Apesar dessa análise, a Federação Internacional de Atletismo (Iaaf) liberou Semenya para disputar o Mundial, no qual ela confirmou uma evolução de quase nove segundos em um intervalo de 12 meses para dominar os 800 m, mas não desistiu das investigações.

De acordo com a publicação londrina, a entidade resolveu submeter a atleta de 18 anos a exames mais detalhados, sendo que os novos resultados, que podem acabar mudando a vencedora da prova, só serão divulgados dentro de um mês.

Com muita força muscular e um timbre de voz grave, Semenya começou a despertar suspeitas acerca de sua sexualidade a princípio em matérias divulgadas por jornais de seu próprio país. Sexta colocada da disputa que consagrou a rival, a italiana Elisa Cusma, por exemplo, não teve dúvidas em afirmar que a jovem "é um homem".

De Federico diz que chega ansioso ao "caliente" Corinthians

O meia De Federico, novo reforço do Corinthians, desembarcou na manhã desta segunda-feira no aeroporto de Cumbica. O "Novo Messi", como era conhecido na Argentina, ficou feliz com a comparação com o meia do Barcelona, porém quer um futuro próximo parecido com outro argentino: Carlos Tevez, ídolo da torcida corintiana.

"Acho que ainda falta muito para que eu possa ser comparado com ele (Messi). Mas farei de tudo para que possa fazer tanto sucesso um dia. Mas oxalá eu tenha o mesmo sucesso que Tevez teve aqui", disse o meia.

A diretoria corintiana encontrou uma certa resistência do presidente do Huracán, ex-clube de De Federico, que segue não aceitando a transferência do jogador ao alvinegro. Carlos Babington afirmou diversas vezes não ter recebido proposta oficial do clube paulista. Porém, o meia, desde o início, já falava como jogador corintiano e chegou até a abandonar os treinos no clube argentino, tamanha a vontade de defender o Corinthians.

De Federico, ao desembarcar em São Paulo, demonstrou novamente sua ansiedade por jogar no Corinthians.

"O Corinthians é um time muito grande da América do Sul. Com uma torcida muito 'caliente'. Chego com pensamento de jogar bem e atender as expectativas. Tanto do treinador quanto da torcida do Corinthians", disse.

O Corinthians irá desembolsar cerca de US$ 4,5 milhões (alo em torno de R$ 8,4 milhões) para ter 80% do jogador, além de um contrato de quatro anos. Deste valor, US$ 1,5 milhão (cerca de R$ 2,7 milhões) seriam pagos à vista, e o restante em outras 17 parcelas.

De Federico chega ao Corinthians com status de craque. O diretor de Marketing, Luis Paulo Rosenberg já projetou algumas ações em torno do argentino. Além de esperar idolatria da torcida corintiana em relação ao jogador, Rosenberg avisou: o argentino será o camisa 10 do Corinthians.

Sua estreia com a camisa que já foi de diversos craques, entre eles Carlos Tevez, porém ainda não tem data definida. Mas se depender do jogador, ela irá acontecer em breve.

"Fiz a pré-temporada com minha ex-equipe. Disputei alguns amistosos e estou bem. Acredito que estarei em boas condições para os próximos dias", concluiu o novo jogador corintiano.

Segundo a assessoria do jogador, ele realizará exames médicos ainda nesta segunda e na terça deve ser apresentado no Parque São Jorge.

domingo, 23 de agosto de 2009

Informação

O "Perguntas e Respostas" está desatualizado por falta de perguntas que não estão chegando para nós. Qualquer pedido que vocês quiserem que ocorra, o blog estará atendendo.

Lembrete: os pedidos que vocês querem que ocorra no blog É para ser feito na parte de pedidos enviando um e-mail para nicholas919@gmail.com. Pedidos nos comentários das postagens podem não ser atendidos por eles não serem todos lidos.

O "Boleiros do Blog" está bem e vamos tê-los sim.

O "Desafio de Times" volta em novembro para comemoração do aniversário do blog.

Assista





Após 41 dias, Sport volta a vencer e deixa Flu na lanterna

Sem saber o que é triunfar desde o dia 12 de julho, quando superou o Goiás pelo placar mínimo, o Sport conseguiu encerrar o incômodo jejum de dez partidas sem sucessos na noite deste sábado. Ameaçado de rebaixamento para a segunda divisão, o time pernambucano contou com a força de seu torcedor na Ilha do Retiro e passou pelo Vitória com o placar de 2 a 0, resultado que faz do Fluminense o novo lanterna do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado em seus domínios, o clube pernambucano soma agora 16 pontos, deixa a lanterna da competição, porém segue no setor de risco. Apesar de deixar para trás o Fluminense (15), o Sport está seis atrás do Coritiba, primeira equipe fora da zona de rebaixamento. Já o Vitória estaciona nos 28 e ocupa a décima colocação, podendo ainda perder a posição para Santos e Flamengo.

Segurando o ímpeto baiano no início da partida, os donos da casa abriram a contagem ainda com 14min, em jogada de bola parada. Andrade cobrou falta e enganou o goleiro Gleguer. Da mesma forma, aos 31min, Dutra levantou na área em nova cobrança de falta e Fabiano desviou de cabeça para enganar outra vez o arqueiro adversário.

Após o retorno do intervalo, o Vitória tentou diminuir o prejuízo fora de casa e partiu para cima do Sport, mas a defesa pernambucana se segurou. Os visitantes ainda reclamam de um pênalti não assinalado aos 24min do segundo tempo, em dividida entre o atacante Neto Berola e o goleiro Magrão, mas amargaram novo tropeço no torneio.

FICHA TÉCNICA

Sport 2 x 0 Vitória

Gols
Sport: Andrade, aos 14min, e Dutra, aos 31min do 1º tempo

Esquema Tático do Sport
4-4-2
Magrão; Dutra, Igor, Durval e Élder Granja (Juliano); Hamilton, Andrade, Fabiano (Sandro Goiano) e Luciano Henrique; Arce (Vandinho) e Wilson; técnico: Péricles Chamusca

Esquema Tático do Vitória
4-4-2
Gleguer; Apodi, Anderson Martins, Wallace e Leandro; Vanderson, Magal, Leandro Domingues e Jackson (Ramon); Roger (Leandrão) e Adriano (Neto Berola); técnico: Vágner Mancini

Cartões Amarelos
Sport: Arce, Durval, Élder Granja, Vandinho
Vitória: Magal, Adriano, Leandro Domingues, Wallace, Ramon

Árbitro
Gutemberg de Paula Fonseca (RJ)

Local
Estádio Ilha do Retiro, em Recife (PE)

Juliana e Larissa são campeãs em Aland

As brasileras Juliana e Larissa sagraram-se campeãs da etapa de Aland do Circuito Mundial de Vôlei de Praia, na Finlândia. Na final deste sábado, elas venceram as americanas campeãs mundiais, Jenniffer Kessy e April Ross, por 2 sets a 0, com parciais de 21/15 e 28/26.

Apesar da conquista do título, a parceria não alcançou a liderança do ranking mundial, já que Talita e Maria Elisa, primeiras colocadas, venceram o confronto nacional pela medalha de bronze contra Ana Paula e Shelda, também em sets diretos, 21/15 e 21/18.

Com a vitória de Juliana e Larissa, o Brasil chega à décima medalha de ouro no Circuito Mundial em 12 etapas realizadas. As únicas que não tiveram uma dupla nacional no lugar mais alto do pódio foram o Campeonao Mundial de Stavanger, na Noruega, e o Grand Slam de Marselha, na França, ambas vencidas pelas americanas Kessy e Ross.

Pato faz 2, Ronaldinho brilha e Milan vence na estreia de Leonardo

Em seu primeiro teste oficial como técnico do Milan, o brasileiro Leonardo contou com o brilho de seus compatriotas para vencer na abertura do Italiano e ganhar novo fôlego para trabalhar após os seguidos tropeços conhecidos na pré-temporada. Na tarde deste sábado, mesmo atuando como visitante, no Estádio Artemio Franchi, Alexandre Pato comandou o triunfo rubro-negro ao marcar os dois gols da equipe na vitoria por 2 a 1 sobre o Siena, que contou ainda com boa atuação de Ronaldinho.

Sem convencer nos duelos amistosos que realizou após perder o meia Kaká para o Real Madrid, considerado o principal jogador do time nos últimos anos, o Milan mostrou poder de reação nesta tarde e já soma os primeiros três pontos na disputa do torneio nacional. Já o Siena inicia com uma derrota diante de seu torcedor e segue sem pontuar.

No duelo deste sábado, no dia de abertura da temporada italiana, os brasileiros se mostraram decisivos contra os mandantes, principalmente Ronaldinho e Pato, que mostraram entrosamento e foram os mais perigosos do Milan. Enquanto o ex-ídolo colorado foi às redes duas vezes, o antigo astro do Barcelona mostrou que pode substituir Kaká ao participar dos dois gols da equipe e armar boas jogadas no ataque. (Assista aos gols no link abaixo)

Aos 21min, a dupla apareceu pela primeira vez quando Ronaldinho cobrou falta da esquerda e Pato desviou para o gol, em lance anulado pela arbitragem por marcação de impedimento. No entanto, sete minutos mais tarde, o meia deu belo passe para o jovem atacante disparar e bater forte para estufar as redes. Porém, aos 33min, Ghezzal aproveitou rebote de um chute de Jarolim e igualou o placar.

Já na etapa final, com apenas dois minutos de bola rolando, Ronaldinho lançou Flamini pelo lado direito do ataque e o meia tocou para Pato só empurrar para o fundo das redes e decretar a primeira vitória do Milan no Campeonato Italiano.

Djokovic atropela Nadal de novo e volta à final um ano depois

Na reedição da semifinal do Masters de Cincinnati de 2008, o sérvio Novak Djokovic mais uma vez tratou de eliminar o espanhol Rafael Nadal e garantir um lugar na decisão do torneio americano. Na noite deste sábado, o cabeça de chave número 4 aproveitou o momento de instabilidade do adversário e voltará a brigar pelo título da competição, desta vez contra o suíço Roger Federer.

Mesmo com os dois triunfos recentes sobre o novo número três do mundo, que foi ultrapassado em pouco tempo por Federer e pelo escocês Andy Murray no topo do ranking, Djokovic segue com retrospecto desfavorável. Em 19 encontros, o espanhol venceu 14 vezes. No entanto, ainda em fase de adaptação em seu retorno às quadras, Nadal se mostrou irregular e esteve irreconhecível em vários momentos da partida.

Depois de ficar dois meses afastado por conta de uma tendinite no joelho e cair do primeiro para o terceiro lugar do mundo, Nadal voltou ao circuito em busca de dois troféus que ainda não tem em sua estante: o Masters de Cincinnati e o Aberto dos Estados Unidos, único Grand Slam que ele não conquistou. No entanto, o espanhol, além de não fazer boa exibição, teve pela frente um rival inspirado, que mostrou uma postura diferente do que teve no restante da competição.

Na decisão do torneio americano novamente, Djokovic tentará mudar a história do ano passado, quando amargou o vice-campeonato com derrota para Murray. O mesmo escocês, aliás, deu adeus às chances do bi pouco mais cedo, quando caiu para o líder do ranking pelo mesmo placar, mas com parciais de 6/2 e 7/6 (10/8).

Neste sábado, em partida que durou uma hora e 32 minutos, Djokovic teve cinco aces a favor e 82% de aproveitamento de seu serviço, enquanto o rival de Mallorca não teve o mesmo desempenho, cometendo inclusive uma dupla falta no primeiro set. Fora isso, Nadal não conseguiu impedir os dois break-points do tenista sérvio e foi atropelado.

O segundo set foi mais equilibrado, muito mais por conta de relativa piora de Djokovic do que uma melhora de Nadal. O ex-número um do mundo cometeu duas duplas faltas, com 58% de aproveitamento de seu primeiro serviço. Ele ainda salvou três oportunidades de quebra, mas não foi o suficiente.

Barrichello quebra jejum de 5 anos e Brasil vence a 100ª na F1

Coube a Rubens Barrichello entrar para a história como dono da 100ª vitória brasileira na Fórmula 1. Neste domingo, o piloto da Brawn GP aproveitou-se de uma falha no pit stop de Lewis Hamilton e venceu o GP da Europa, em Valência, na Espanha. Com o triunfo, o brasileiro quebrou um jejum de quase cinco anos na categoria e alcançou sua 10ª vitória na carreira.

Barrichello havia subido ao lugar mais alto do pódo na Fórmula 1 no dia 26 de setembro de 2004, no GP da China, quando ainda era companheiro de Michael Schumacher na Ferrari. Para completar, esta foi a primeira vitória brasileira na categoria desde o triunfo de Felipe Massa no GP do Brasil, no dia 2 de novembro de 2008.

Com o resultado, o piloto Brawn GP chegou aos 54 pontos e diminuiu a diferença em relação ao seu companheiro de equipe, Jenson Button. O inglês foi sétimo colocado e subiu para 72 pontos. A dupla da Red Bull, formada por Sebastian Vettel (47) e Mark Webber (51,5), não pontuou, o que devolve a vice-liderança ao brasileiro.

Barrichello fez uma largada regular e se manteve na terceira colocação. Com o carro mais pesado, aproveitou a entrada do segundo colocado Heikki Kovalainen nos boxes para tirar a diferença necessária para assumir a segunda colocação depois de sua parada.

A segunda sessão de pit stops foi catastrófica para o líder da prova no momento, Hamilton. A McLaren se atrapalhou na hora de trocar os pneus dianteiros do carro e o inglês perdeu definitivamente a posição para o brasileiro, que administrou a vantagem sem levar sustos.

Veja como terminou o GP da Europa de Fórmula 1:

1. Rubens Barrichello (BRA/Brawn GP)
2. Lewis Hamilton (ING/McLaren)
3. Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari)
4. Heikki Kovalainen (FIN/McLaren)
5. Nico Rosberg (ALE/Williams)
6. Fernando Alonso (ESP/Renault)
7. Jenson Button (ING/Brawn GP)
8. Robert Kubica (POL/BMW Sauber)
9. Mark Webber (AUS/Red Bull)
10. Adrian Sutil (ALE/Force India)
11. Nick Heidfeld (ALE/BMW Sauber)
12. Giancarlo Fisichella (ITA/Force India)
13. Jarno Trulli (ITA/Toyota)
14. Timo Glock (ALE/Toyota)
15. Romain Grosjean (FRA/Renault)
16. Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso)
17. Luca Badoer (ITA/Ferrari)

18. Kazuki Nakajima (JAP/Williams)

Não completaram

19. Sébastien Buemi (SUI/Toro Rosso)
20. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull)

sábado, 22 de agosto de 2009

Zagueiro de time inglês é esfaqueado e fica em estado grave

zagueiro Calum Davenport, do West Ham, foi esfaqueado em sua casa, na madrugada deste sábado, em Bedford. O defensor da equipe inglesa encontra-se em estado grave após ser submetido a diversas cirurgias. O jogador estava com sua mãe, quando os dois foram atacados. Ainda não há suspeitos. A mãe do atleta já está bem e sofreu ferimentos leves.

"O departamento médico do clube está em contato com a equipe do hospital", diz o West Ham, em comunicado. "Por causa da investigação policial em andamento, não serão dados mais detalhes até o momento oportuno".

Davenport, 26 anos, está no West Ham desde 2007, e passou, por empréstimo, pelo Sunderland, na última temporada

Hamilton crava pole em Valência; Barrichello larga em 3º

O britânico Lewis Hamilton confirmou a boa fase e cravou a melhor volta no treino classificatório para o GP da Europa, que será realizado neste domingo, em Valência. O piloto da McLaren largará em primeiro, seguido pelo companheiro de equipe Heikki Kovalainen e pelo brasileiro Rubens Barrichello, da Brawn GP.

Atual campeão da categoria, Hamilton fez a pole ao cravar 1min39s498 no Q3 e tentará repetir o GP da Hungria, quando conquistou sua primeira corrida na temporada, no fim de semana que ficou marcado pelo acidente de Felipe Massa no treino classificatório.

Na quarta colocação vem Sebastian Vettel, da Red Bull, seguido pelo líder do Mundial, Jenson Button, da Brawn GP, e Kimi Raikkonen, da Ferrari.

Ao contrário do que muitos apostavam, Fernando Alonso não foi para a parte final do treino com pouca gasolina, a fim de conquistar a pole e levar o público do autódromo de Valência ao delírio. Desta forma, o bicampeão mundial será o oitavo.

Substituto de Felipe Massa, Luca Badoer deixou muito a dever e largará da última posição neste domingo. Na primeira parte do treino classificatório, o italiano foi mais de três segundos mais lento que Jenson Button, o mais rápido desta fase.

Curiosamente, Massa acertou o dono da pole do GP da Europa. Comunicando-se com o narrador Galvão Bueno durante o treino por meio de mensagens de texto, o vice-campeão mundial, que está em São Paulo, apostou justamente em Hamilton para a primeira colocação.

Preparando-se para a sua segunda prova na Fórmula 1, o local Jaime Alguersuari dividirá a última fila com Badoer. Jarno Trulli, Kazuki Nakajima, segundo mais rápido no terceiro treino livre e Giancarlo Fisichella, também foram precocemente eliminados da briga pela pole.

Na Renault, o francês Romain Grosjean alcançou o 14º lugar, posição não muito diferente que o brasileiro Nelsinho Piquet costumava largar antes de ser demitido da equipe. Surpresa do terceiro treino livre, Adrian Sutil, da Force India conseguiu a 12ª posição.

A corrida deste domingo será disputada a partir das 9h (de Brasília).

Confira o grid de largada para o GP da Europa:

1 Lewis Hamilton (ING/McLaren) - 1min39s498
2. Heikki Kovalainen (FIN/McLaren) - 1min39s532
3. Rubens Barrichello (BRA/Brawn GP) - 1min39s563
4. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) - 1min39s789
5. Jenson Button (ING/Brawn GP) - 1min39s821
6. Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) - 1min40s144
7. Nico Rosberg (ALE/Williams) - 1min40s185
8. Fernando Alonso (ESP/Renault) - 1min40s236
9. Mark Webber (AUS/Red Bull) - 1min40s239
10. Robert Kubica (POL/BMW Sauber) - 1min40s512
11. Nick Heidfeld (ALE/BMW Sauber) - 1min38s826
12. Adrian Sutil (ALE/Force India) - 1min38s846
13. Timo Glock (ALE/Toyota) - 1min38s991
14. Romain Grosjean (FRA/Renault) - 1min39s040
15. Sébastien Buemi (SUI/Toro Rosso) - 1min39s514
16. Giancarlo Fisichella (ITA/Force India) - 1min39s531
17. Kazuki Nakajima (JAP/Williams) - 1min39s795
18. Jarno Trulli (ITA/Toyota) - 1min39s807
19. Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso) - 1min39s925
20. Luca Badoer (ITA/Ferrari) - 1min41s413

Sharapova faz semi contra zebra em Toronto

Número 36 do ranking mundial, a russa Alisa Kleybanova superou o favoritismo de Jelena Jankovic e garantiu uma vaga na semifinal do Torneio de Toronto, no Canadá. A adversária será a russa Maria Sharapova.

Após uma batalha épica que durou três horas e 16 minutos, a zebra Kleybanova bateu a sérvia por 2 sets a 1, parciais de 6/7 (6/8), 7/6 (9/7) e 6/2.

Mesmo começando o jogo atrás no placar, Kleybanova teve tranquilidade suficiente para alcançar a virada, fruto especialmente do seu bom saque: ao todo, foram 13 aces na partida, oito deles obtidos no segundo set.

Já Maria Sharapova só encontrou dificuldades no segundo set para derrotar a polonesa Agnieszka Radwanska com parciais de 6/2 e 7/6 (7/5).

A outra semifinal terá um confronto entre Serena Williams e outra russa, Elena Dementieva.

Maratona tem dobradinha queniana; Marílson é 16º

Os quenianos Abel Kirui e Emmanuel Mutai chegaram, respectivamente, em primeiro e segundo lugar na maratona do Mundial de atletismo, disputada neste sábado em Berlim. Kiuri, que cruzou a linha de chegada 2h06min54s depois da largada, estabeleceu o novo recorde mundial da prova. Já o terceiro no pódio foi o etíope Tsegay Kebede.

Diferentemente dos africanos, que ficaram com as cinco primeiras posições, os brasileiros tiveram um desempenho mais modesto.

Marilson Gomes dos Santos, o melhor classificado entre os atletas do Brasil, terminou em 16º (2h15min13s). Adriano Bastos, por sua vez, foi o 19º (2h15min39s), e José Telles de Souza acabou em 23º (2h16min40s).

A dobradinha dos quenianos Kiuri e Mutai foi a segunda na história das maratonas disputadas em Mundiais de atletismo.