quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Fora de casa, Sixers conquistam segunda vitória seguida

O Philadelphia Sixers, que faz campanha ruim na temporada regular da NBA, mostrou sinais de recuperação ao vencer o Sacramento Kings, fora de casa, por 116 a 106, nesta quarta-feira.

Os principais nomes dos Sixers na partida foram o ala-armador Lou Williams, cestinha do time com 22 pontos, e o armador Allen Iverson, que marcou 20.

Apesar da sequência de resultados positivos, os Sixers ainda têm a segunda pior campanha da Conferência Leste, com nove vitórias e 22 derrotas até aqui.

Pelos Kings, destaque para o ala-armador Donte Greene e para o ala israelense Omri Casspi, responsáveis por 21 pontos cada. O ala-pivô Jason Thompson conseguiu um double-double, com 15 pontos e 11 rebotes.

Com 14 vitórias e 17 derrotas, os Kings ocupam o 12º lugar no Oeste.

Ferrarista condena possível volta de Nelsinho e defende banimento

Otimista quanto a sua carreira no automobilismo em 2010, Nelsinho Piquet ainda não confirma se seu futuro imediato continuará passando pela Fórmula 1. De qualquer forma, apenas a simples especulação de que poderá voltar a competir causa pesadelos na cabeça do chefe da Ferrari, Stefano Domenicali, para quem o brasileiro deveria ter sido banido das pistas.

A possibilidade de Nelsinho retornar à Fórmula 1 ganhou força após as últimas manifestações dele no Twitter. Em 24 de dezembro, por exemplo, ele garantiu que "correrá de novo" em 2010, só não garantindo se o fará na mesma categoria ou na Nascar, cujas picapes já experimentou e testará de novo na primeira quinzena de janeiro.

Caso ele estivesse se referindo realmente à elite do automobilismo mundial, essa notícia desagradaria bastante a Domenicali. Chefe da Ferrari, ele não consegue entender como uma equipe ainda pode estudar contratar o piloto que manipulou o resultado do Grande Prêmio de Cingapura de 2008. "Não é correto que sua volta seja consentida, depois do que ele fez", atacou o dirigente ao jornal La Stampa, indicando que o brasileiro deveria ter sido banido do esporte como o chefe da Renault, Flavio Briatore.

A mesma publicação italiana lembra, por outro lado, que o prosseguimento da carreira de Nelsinho seria bastante comemorado por Bernie Ecclestone, detentor dos direitos comerciais da Fórmula 1. Conforme aponta o diário, o britânico "não desiste" da missão de encontrar uma escuderia para o jovem, acreditando que uma vaga para ele aumentaria ainda mais o já grande interesse do campeonato após ter sido anunciado o retorno de Michael Schumacher.

Um dos times já especulados para contratar Nelsinho Piquet foi a Campos, cujo diretor geral, Daniele Audetto, admitiu contatos nesse sentido, que acabaram não sendo bem-sucedidos, em entrevista também ao diário. "Não temos nada contra Nelsinho, apesar do envolvimento no escândalo. É um ótimo piloto, veloz e já experiente. Recebemos uma oferta de Piquet, mas o 15% de investimento proposto por ele é inferior ao proposto por outros pilotos", comentou. Nesse contexto, o parceiro de Bruno Senna deve ser realmente o russo Vitaly Petrov ou o venezuelano Pastor Maldonado, integrantes da temporada 2009 da GP2.

LeBron faz aniversário, marca 48 pontos e Cavs vencem

O Cleveland Cavaliers fez 106 a 101 sobre o Atlanta Hawks, na noite desta quarta-feira, pela temporada regular da NBA, em partida na qual o brasileiro Anderson Varejão foi bem, marcando 14 pontos, mas a estrela, novamente, foi LeBron James, que anotou a melhor marca do ano, com 48 pontos.

O ala americano, que fazia aniversário (25 anos), ainda pegou dez rebotes, conquistando, assim, um double-double. Já o brasileiro, que começou no banco e jogou 32 minutos, ficou perto disso, ao capturar nove rebotes.

Varejão teve participação fundamental na vitória. Quando o jogo estava empatado em 101 a 101, a 24 segundos do final, ele acertou o primeiro arremesso de três pontos de sua carreira na NBA, e deu a vantagem que praticamente garantiu o triunfo da franquia de Cleveland.

Foi a sexta vitória seguida dos Cavaliers, que, com um registro de 26-8, têm a melhor campanha até o momento na Conferência Leste (embora o Boston Celtics tenha sofrido menos derrotas, apenas sete, com 23 vitórias).

Pelos Hawks, destaque para o ala-armador Joe Johnson, responsável por 35 pontos. O também ala-armador Mike Bibby converteu 20 pontos, que não foram suficientes para evitar a segunda derrota consecutiva da franquia.

A equipe de Atlanta chega a uma marca de 21-10 na temporada, ocupando a quarta posição do Leste.

Federer e Nadal se preparam para primeiro desafio de 2010

Nem bem terminou 2009 e os tenistas Roger Federer e Rafael Nadal já estão de volta às quadras. Os dois já chegaram a Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, onde disputarão um torneio-exibição que servirá de preparação para a disputa do Aberto da Austrália, o primeiro da temporada 2010.

No Capitala World Tennis Championship, Federer e Nadal podem se encontrar na final, desde que superem seus adversários nas semifinais. O suíço enfrentará o vencedor de Robin Soderling e Stanislas Wawrinka, enquanto o espanhol pega David Ferrer (que substituiu Jo-Wilfried Tsonga na última hora) ou Nikolay Davydenko.

As duas partidas da primeira eliminatória acontecem nesta quinta-feira, enquanto as semifinais ocorrem na sexta (01) e a final no sábado (02). Na edição passada, o campeão foi o britânico Andy Murray, que bateu Nadal por 6-4, 7-5 e 6-3 na final. O prêmio ao campeão chega a US$ 250 mil (aproximadamente R$ 435 mil).

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Cicinho tenta rescindir com Roma para voltar ao São Paulo

Insatisfeito na Roma, o lateral direito Cicinho reiterou, em entrevista à TV Globo, o seu desejo de voltar a defender o São Paulo. O problema é que os italianos não se mostram dispostos a liberar o brasileiro, que ofereceu rescindir seu contrato.

"Eu coloquei minha vontade já e falei que queria voltar, mas o São Paulo não tem condição comprar. Cogitei então rescindir meu contrato. Eu não pagaria nada e nem eles, mas isso não aconteceu", explicou Cicinho, que defendeu o clube paulista entre 2004 e 2005 e foi campeão paulista, mundial e da Libertadores. "Estamos na espera. Vamos ver o que acontece neste início de ano", concluiu.

Equipe brasileira está completa na Argentina

Com representantes em três categorias, a equipe Petrobras Lubrax já está toda em solo argentino, onde ocorrerá a largada para a edição 2010 do Rally Dakar. O time será representado pelo piloto de moto Rodolpho Mattheis, pela dupla Jean Azevedo/ Emerson Cavassin nos carros, e pela dupla André Azevedo/ Maykel Justo nos caminhões.

Além de uma moto, um carro e um caminhão, a equipe brasileira terá cinco veículos de apoio, responsáveis pela assistência durante os 16 dias de rali. Há uma diferenciação entre eles. “Alguns são apoios diretos, enquanto outros são compartilhados com outras equipes”, explica Jean.

Os integrantes da equipe se preparam agora para as verificações técnicas e administrativas, que começam hoje, em Buenos Aires. “Peguei o Mira Martinec, terceiro integrante do caminhão, no aeroporto e seguimos para o porto Delta Dock, onde está o Tatra de competição e alguns veículos de apoio”, conta André Azevedo, principal esperança de título de toda a delegação brasileira.

Os três veículos da Petrobras Lubrax serão vistoriados hoje, pela ASO, empresa organizadora do Dakar. “Nossa verificação está agendada para as 16 horas. O bacana é que conseguimos que todos os nossos veículos sejam vistoriados juntos nesse dia”, comemora Jean Azevedo, que correrá a bordo de um Mitsubishi Pajero Full.

Vale lembrar que a largada do Dakar será dada no dia 1º de janeiro, a partir das 15 horas, no Obelisco de Buenos Aires. São 370 veículos inscritos, entre carros, motos, quadriciclos e caminhões.

Em recuperação, Kaká treina sozinho no Real Madrid

O meia brasileiro Kaká, do Real Madrid, voltou ao gramado meia hora após o fim do treino da equipe para se preparar para o jogo de domingo, contra o Osasuna, após uma lesão que o manteve afastado por um mês.

Kaká, que já tinha se exercitado na manhã de segunda-feira no grupo formado pelos lesionados Van Nistelrooy, Guti e Albiol, voltou depois do fim do treino para fazer exercícios às ordens de José Cabello, um dos preparadores físicos do clube merengue.

O brasileiro fez exercícios de condução de bola e ensaiou, durante alguns minutos, chutes ao gol, tanto de dentro quanto de fora da área, sob uma intensa chuva.

Diante de uma pubalgia que o mantém afastado dos campos desde 29 de novembro, após o jogo contra o Barcelona, Kaká está finalizando sua recuperação para a partida de domingo contra o Osasuna.

Chefão da F1 ignora Schumacher e aponta Vettel como favorito

Em meio a tantos alemães que devem guiar carros de ponta na próxima temporada, o detentor dos direitos comerciais da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, prevê que um piloto do país será campeão mundial. Porém, para o dirigente o nome dele não é Michael Schumacher, que retorna às pistas após três anos de ausência, e sim Sebastian Vettel.

Em 2010, a Mercedes-Benz volta a batizar uma equipe da categoria depois de 55 campeonatos e escala logo dois pilotos da Alemanha, Schumacher e Nico Rosberg. Fora eles, mais um talentoso representantes da nação, Vettel, competirá na Red Bull, atual vice-campeã de construtores, e é favorito ao título segundo Ecclestone.

"Meu prognóstico: Vettel será o próximo campeão do mundo", sentenciou em entrevista nesta terça-feira ao diário germânico Bild.

Desse modo, o britânico ignorou a teórica falta de experiência que pode pesar contra Vettel. Aos 21 anos, ele terá concorrentes como Jenson Button, nascido em 1980, Fernando Alonso (em 1981), Lewis Hamilton (em 1985) e Schumacher (em 1969).

Todos os citados, aliás, já ganharam ao menos um título e formarão um grid famoso que deixará Ecclestone "muito feliz".

"Teremos quatro campeões ou ex-campeões nas pistas. Não recordo quando aconteceu algo assim", vibrou. A última vez em que tantos campeões se encararam na Fórmula 1 foi em 1999, quando Mika Hakkinen, Damon Hill, Jacques Villeneuve e Schumacher já haviam sido consagrados. Naquele ano, o finlandês ainda faturaria o bi pela McLaren.

Racing veta saída de Henrique para o Corinthians

A chegada do zagueiro Henrique ao Corinthians em 2010, que já vinha se complicando, praticamente foi descartada nesta terça-feira. O Racing Santander, clube ao qual o defensor está emprestado, vetou a saída do brasileiro antes do meio do ano, quando se encerra seu contrato de empréstimo junto ao Barcelona. Assim, seria impossível a volta ao Brasil.

"O clube não quer liberá-lo. Falei com treinador (do Racing, Juan Carlos Mandiá), e ele não tem interesse em liberar o Henrique", afirmou Naor Malaquias, empresário do atleta, em contato com o Terra. "O treinador quer utilizá-lo pra ficar numa posição melhor na tabela do Campeonato Espanhol", completou, lembrando que o Racing é apenas 16º colocado do torneio.

Segundo Malaquias, as conversas com Henrique e Corinthians indicavam que os dois lados tinham interesse no empréstimo do ex-palmeirense - que também não descartava a permanência na Espanha. Porém, havia o problema da consulta com o clube de Santander, que não havia sido ouvido e que rechaçou a saída de seu camisa 2.

"Soube do interesse do Corinthians. O próprio jogador queria, demonstrava vontade. Mas está muito bem lá e garante que também fica feliz por ficar", explicou Naor Malaquias. "Ele está muito bem, muito feliz, mas também ficaria muito feliz de jogar no Corinthians. A situação do Racing é que eles querem ter ele no elenco", reiterou o empresário.

domingo, 27 de dezembro de 2009

Fábregas marca dois e Arsenal assume vice-liderança

Com dois gols de Fábregas e um de Diaby, o Arsenal derrotou o Aston Villa por 3 a 0 neste domingo e assumiu provisoriamente a vice-liderança do Campeonato Inglês.

Agora, o Arsenal soma 38 pontos, um a mais do que possui o Manchester United, que joga ainda neste domingo contra o Hull City. O líder é o Chelsea, dono de 42 pontos.

Já o Aston Villa estaciona nos 35 pontos, mas continua na quarta posição.

Em um duelo do melhor ataque versus a melhor defesa do Campeonato Inglês, a ofensividade prevaleceu. Após um primeiro tempo sem gols, o Arsenal continuou insistindo e contou com uma brilhante atuação de Fábregas, que começou no banco de reservas, para golear os visitantes.

Logo aos 3min de jogo, Diaby fez linda jogada no meio da zaga adversária e rolou para Eduardo, que girou e bateu, mas a finalização saiu péssima, quase como um recuo para o goleiro. Os visitantes até tentaram ameaçar, especialmente com Agbonlahor e Heskey, mas não conseguiam criar grandes oportunidades.

No lado do Arsenal, as trocas de passes e as infiltrações em velocidade ocorriam com frequência, porém, sempre pecando nas finalizações ou na assistência final, parando na boa defesa do ASton Villa. Arshavin, Eduardo, Nasri, Denílson e Diaby tentavam, mas a meta de Friedel permanecia intacta.

Na segunda etapa, Arsène Wenger mandou a campo Theo Walcott e Fábregas, para tentar mudar o resultado do jogo. E a decisão do francês se mostrou acertada, pois o meia espanhol acabou com o jogo.

Aos 20min, o camisa 4 sofreu uma falta perto da área. Na cobrança, Fábregas colocou a bola no ângulo de Friedel, sem a menor chance para o arqueiro.

Fábregas ainda marcou o segundo gol aos 36min dos e tranquilizou um Arsenal que estava totalmente recuado. Em um contragolpe muito veloz, Traoré lançou Walcott - terceiro jogador mais rápido do mundo e com um pique nos 40 metros apenas 8 centésimos mais lento que Usain Bolt - que correu pela direita e passou para o meia espanhol concluir para o fundo do gol.

Após anotar o segundo tento e garantir o triunfo no Emirates Stadium, o camisa 4 sentiu uma lesão e foi substituído por Ramsey. Em 27 minutos em campo, Fábregas liderou a vitória de sua equipe e deixou o gramado aplaudido de pé pela torcida.

Já nos acréscimos, o Arsenal decretou a vitória em um lindo lance de Diaby, que avançou com a bola pelo meio e bateu de fora da área, colocado, no cantinho.

Real Madrid analisa "polivalente" Cleiton Xavier

De acordo com o jornal espanhol AS, a diretoria do Real Madrid já começa a planejar a temporada 2010/2011 e estuda os nomes de alguns brasileiros para ter no Santiago Bernabéu. Um dos jogadores que pode entrar no time galáctico é o meia palmeirense Cleiton Xavier.

O jornal espanhol destaca a habilidade do camisa 10 alviverde e diz que o jogador tem facilidade para fazer gols e colocar seus companheiros em boas condições para balançar as redes.

No entanto, o periódico europeu comete uma gafe e diz que o Palmeiras é treinado por Vanderlei Luxemburgo, que também já dirigiu o Real Madrid. Mas Luxemburgo deixou o Palmeiras em julho de 2009 para dar lugar a Muricy Ramalho.

"Cleiton se ajusta bem ao perfil do Real Madrid: é polivalente", diz o jornal espanhol, que ainda lembra que o Palmeiras precisou aumentar seu salário e o período de seu contrato para evitar as especulações europeias.

O AS cita ainda que a negociação não deve ser tão complicada, já que o representante da Traffic, parceira do Palmeiras, na Espanha, é um empresário chamado Juan Mata, pai do ex-jogador do Real e atual atacante do Valencia.

Ele atira, ele esquia e a Europa nota

Como um americano no biatlo, Tim Burke está acostumado a ser ignorado pelos fãs mais apaixonados do esporte.

Seus rivais alemães e noruegueses são celebridades em seus países de origem, onde o biatlo é transmitido ao vivo na televisão e as competições atraem até 30 mil espectadores. Na Alemanha, ele é talvez melhor conhecido como o namorado de Andrea Henkel, a duas vezes ganhadora da medalha de ouro na Olimpíada.

Por isso, quando Burke ficou em primeiro lugar na classificação para a Copa do Mundo na semana passada - a primeira vez em que um americano realizou esse feito -, sua conquista surpreendeu a base de fãs predominantemente europeia do esporte.

"Eles sempre estiveram no topo desses esportes", Burke disse por telefone esta semana de Oberhof, Alemanha. "Acho que seria como nossa equipe de basquete olímpica sendo derrotada pelos alemães. Não acho que teria um efeito muito bom em casa."

Nos Estados Unidos, no entanto, a conquista de Burke está sendo saudada como a culminação de um plano originado há quatro anos para transformar os americanos em competidores de nível internacional. Auxiliado por uma injeção de dinheiro do Comitê Olímpico dos EUA, o U.S. Biathlon, órgão diretivo do esporte, realizou mudanças tão importantes quanto a contratação de um novo treinador-chefe e tão aparentemente triviais quanto a reformulação da maneira pela qual os atletas seguram seus rifles.

Agora, os líderes da equipe dizem esperar que a temporada espetacular de Burke impulsione a equipe a se tornar os primeiros americanos a ganhar medalhas olímpicas no biatlo.

"O tipo de desempenho consistente e forte que Tim teve nesta temporada realmente nos dá mais confiança do que jamais tivemos", disse Max Cobb, diretor executivo do U.S. Biathlon. "Acho que o que estamos vendo agora é a culminação de quatro anos de esforço realmente concentrado."

A ação de mudar o planejamento do esporte começou após o encerramento das Olimpíadas de Inverno de 2006, em Turim, Itália, onde os americanos chegaram duas vezes tentadoramente perto de ganhar uma medalha. Jay Hakkinen teve chance de ganhar o bronze na corrida individual de 20 quilômetros, mas errou um alvo por uma fração e terminou em décimo lugar. Depois, Hakkinen brevemente se manteve em primeiro lugar no revezamento, mas seus companheiros ficaram para trás e os americanos terminaram em nono lugar.

Apesar do desempenho decepcionante, a equipe mostrou promessa, disse Mike English, chefe de desempenho esportivo do Comitê Olímpico dos EUA.

"Podíamos ver que eles estavam passando por uma mudança muito necessária e que eles tinham um plano bom e convincente", ele disse.

Desde 2006, o comitê olímpico aumentou o financiamento do U.S. Biathlon de US$ 250 mil, no ano anterior aos Jogos de Turim, para US$ 1 milhão neste ano, Cobb disse. A receita total do órgão diretivo aumentou de US$ 1 milhão para cerca de US$ 2 milhões ao longo do mesmo período.

Uma das primeiras medidas de Cobb foi contratar Per Nilsson, da Suécia, como treinador-chefe. Outros europeus logo se juntaram a ele, incluindo técnicos de esqui da Alemanha e República Tcheca. Cobb também promoveu Bernd Eisenbichler, um alemão que havia sido o técnico-chefe de esqui da equipe, para diretor de alto desempenho.

Nilsson disse que os americanos não eram necessariamente deficientes no tiro ao alvo ou esqui cross-country, os dois elementos do esporte. "Eles eram bons em ambos, mas não bons o suficiente em nenhum deles para estarem no topo", disse Nilsson. "Vimos que tínhamos trabalho a fazer, com certeza."

Para Burke, a mudança representou uma nova oportunidade de ganhar reconhecimento após uma série de contratempos. Em 2002, Burke passou por uma cirurgia no quadril para corrigir uma condição degenerativa que, segundo os médicos, poderia pôr um fim à sua carreira. Em 2004, ele teve mononucleose e ficou fora da temporada. E, nos Jogos de Turim, ele não conseguiu terminar entre os 30 primeiros em nenhum dos três eventos nos quais competiu.

Burke, que tem 27 anos e cresceu nos arredores de Lake Placid, Nova York, sempre se destacou no esqui. Mas como outros membros da equipe, seu tiro ao alvo às vezes era precário. Assim, em abril, os líderes de equipe fizeram uma mudança final: eles contrataram Armin Auchentaller, ex-treinador da equipe masculina da Itália, como treinador de tiro.

Auchentaller começou adotando um olhar renovado sobre cada movimento que os atletas faziam enquanto passavam do esqui cross-country para o tiro - um momento crucial na corrida porque os competidores precisam diminuir seu batimento cardíaco e se posicionar para acertar três tiros em um alvo a 50 metros de distância.

Burke mudou sua rotina de transição e praticou os movimentos como se fossem coreografados. "Praticava 100 vezes por dia", ele disse. "Fazia as transições quando estava no meu apartamento, com meus olhos fechados."

Desde a chegada de Auchentaller, os americanos diminuíram cerca de um a dois segundos em cada transição, uma melhora que pode reduzir até 15 segundos nas corridas mais longas. Esses segundos podem colocar um competidor de sete a oito posições na frente.

Considerando o ajuste relativamente simples, "Estou surpreso pelo número de equipes que não estão trabalhando nisso", Burke disse. Mas considerando seu sucesso esta temporada, ele reconheceu que algumas equipes possam tentar acompanhar o ritmo. "Na verdade, talvez durante a pausa para o Natal", ele disse.

Apesar do sucesso recente de Burke, Cobb e outros alertam que o biatlo é um esporte notoriamente imprevisível. "É parecido com a rebatida no beisebol; as pessoas disparam", Cobb disse. "Realmente não é incomum alguém estar no pódio um dia e ficar em 35º no dia seguinte."

É isso que faz da liderança de Burke na categoria tão significativa, disse Eisenbichler, o diretor de alto desempenho. "Isso não aconteceu depois de uma ou duas corridas, mas sim depois de sete corridas e de um terço de toda a temporada da Copa do Mundo", ele disse. "Isso foi um passo muito importante para Tim, para mostrar que ele é um biatleta de nível internacional."

Dono do City quer comprar Real Madrid por R$ 2,5 bilhões

Depois de tentar a contratação de Kaká por 100 milhões de libras e fracassar, o dono do Manchester City, Sheikh Mansour bin Zayed Al Nahyan, fez mais uma proposta ousada no mundo do futebol. Segundo o jornal espanhol AS, o bilionário quer comprar o Real Madrid por 1 bilhão de euros (cerca de R$ 2,53 bilhões).

De acordo com a publicação, alguns intermediários da negociação já iniciaram os contatos para que uma reunião entre o presidente do Real, Florentino Pérez, e o bilionário aconteça no início de 2010.

No entanto, a imprensa espanhola já reclama da futura negociação e pergunta "quanto vale o Real Madrid?. É uma pergunta retórica porque foi eleito o melhor time do século XX pela Fifa e não se pode comprar. Nem vender. Se trata de um clube de futebol, não de uma sociedade anônima esportiva".

O interesse de Mansour em participar do Real é muito grande, tanto que estaria disposto a quitar toda uma dívida que o time espanhol possui.

sábado, 26 de dezembro de 2009

Schumacher faz homenagem a fãs da Ferrari

Michael Schumacher, que anunciou sua volta à F1 no dia 23, disse que a Ferrari sempre terá um lugar em seu coração. Em uma carta aberta aos fãs da escuderia distribuída pela imprensa italiana, o novo piloto da Mercedes prestou homenagem à escuderia e disse que espera que os seguidores continuem o apoiando no futuro.

"Por 14 anos eu fiz parte da Ferrari e por 14 anos a Ferrari foi parte de mim", disse. "Uma parte considerável da Ferrari vai ficar sempre no meu coração. O calor, a força e a dedicação que eu recebi por tantos anos dos torcedores italianos da Ferrari são inesquecíveis", disse.

"Eu me senti acolhido por vocês e tentei dar alegria e paixão quando eu corria". Schumacher disse que aprendeu muito com a Ferrari e desejou uma ótima temporada 2010 para a escuderia que terá Felipe Massa e Fernando Alonso como pilotos.

"Encontrei muitos amigos e aprendi muitos nos anos em que passei na Ferrari", escreveu. "Agora um novo capítulo começa para mim. Eu vou correr contra a Ferrari com o maior respeito. Estou convencido de que essas batalhas serão duras. E certamente a Ferrari vai nos mostrar muitas coisas e eu sei que esses caras são capazes disso".

Por fim, o heptacampeão mundial agradeceu o apoio dos torcedores. "Eu gostaria de agradecer a todos que me apoiaram. Obrigado", concluiu o piloto.

Schumacher conquistou cinco dos seus sete títulos mundiais e, pela Ferrari, havia se aposentado da F1 no final de 2006, mas decidir retornar às pistas após o convite da Mercedes.

Muricy não trabalhava o nosso ânimo, diz Ortigoza

Xodó da torcida do Palmeiras, Ortigoza não continuará no clube em 2010. Contudo, o paraguaio ainda lamenta o fracasso da equipe no Campeonato Brasileiro. Segundo o jogador, o time teve uma queda de ânimo na competição, problema que o técnico Muricy Ramalho não conseguiu resolver.

"Nas últimas rodadas, nós caímos muito. Estávamos na ponta, mas nossa equipe teve uma queda de ânimo que o Muricy não conseguiu recuperar. Ele é um treinador diferente do Luxemburgo, pois não trabalhava muito nosso ânimo", disse ao jornal Diario Popular, do Paraguai.

De acordo com Ortigoza, o Palmeiras sofreu muito nas partidas contra as equipes que lutavam contra o rebaixamento, no final da competição. Ele também falou sobre a pressão dos torcedores pela perda do título do brasileiro.

"Temos de levar em conta que nas últimas cinco rodadas disputamos jogos contra equipes que lutavam contra o rebaixamento, e, no Brasil, a parte de baixo da tabela é muito disputada. Eles fazem partidas difíceis. Com isso, terminamos em quinto lugar e a situação complicou no Palmeiras. Muitos jogadores não podiam ir ao clube porque a torcida queria nos pegar por não termos sido campeões", afirmou.

Ortigoza caiu nas graças da torcida do Palmeiras pela sua garra e pelas boas atuações na temporada. Porém, o contrato de empréstimo com o clube brasileiro acabou e o Sol de América (PAR), que detém os direitos do atleta, não aceita reemprestá-lo.

Gasol se diz "incomodado" com valor do contrato

Três dias depois de renovar seu contrato com o Los Angeles Lakers, o ala-pivô espanhol Pau Gasol mostrou-se incomodado com o valor do contrato de 45 milhões de euros, válido por três temporadas. Segundo o jogador, não o agrada saber que vale tanto e que ainda poderia ter pedido mais dinheiro para reforçar seu vínculo com a equipe.

"Não acredito que possa dizer que valho 15 ou 20 milhões de dólares por ano, não me sentiria cômodo. Simplesmente agradeço às pessoas que confiam em mim e me sinto sortudo pelo que tenho", disse em entrevista ao jornal espanhol Marca, publicada neste sábado. ""As cifras são muito altas, sem dúvida. É difícil ter ideia do dinheiro que se tem", completou.

"Aceitei menos dinheiro do que poderia cobrar, mas penso que foi um bem para a equipe. Dá uma certa flexibilidade econômica à franquia para poder contratar outros bons jogadores e reforçar ainda mais o elenco. Fomos todos beneficiados", revelou o camisa 16 dos Lakers.

Segundo o espanhol, atuar no time campeão da NBA contou pontos para que seu contrato fosse renovado com facilidade: "O fato de continuar fazendo parte deste time histórico, de poder viver em Los Angeles, de poder aspirar a tudo com esta equipe. Nem tudo é dinheiro", emendou.

Mulheres perdem disputa para participar do ski jumping

O Supremo Tribunal do Canadá descartou a participação de mulheres na prova de ski jumping nos Jogos Olímpicos de Inverno, que será realizada em fevereiro do 2010, em Vancouver. As mulheres entraram na justiça para tentar participar da competição, mas acabaram derrotadas.

Cerca de 14 mulheres entraram com recurso na justiça contra o Comitê Organizador de Vancouver 2010 (Vanoc, em inglês), alegando ser uma discriminação, o que é proibido de acordo com a Carta Canadense de Direitos.

As mulheres esperavam que o Comitê Olímpico Internacional (COI) ajudasse na causa, mas a entidade máxima dos esportes olímpicos afirmou que o esporte feminino não tem os quesitos necessários para fazer parte dos Jogos, mas para os Jogos de 2014 será analisado com mais detalhes.

Chelsea empata com Birmingham e pode ver Manchester encostar

Fora de casa, o Chelsea não conseguiu levar os três pontos diante do Birmingham, neste sábado. Em partida muito equilibrada, a equipe comandada por Carlo Ancelotti só ficou no empate por 0 a 0 e pode ver o Manchester United, que enfrenta o Hull City neste domingo, encostar na classificação do Campeonato Inglês.

Com o resultado, o Chelsea chega aos 42 pontos, ainda na liderança isolada da competição, mas caso o Manchester vença alcançará os 40 pontos, diminuindo a vantagem da equipe de Londres. O Birmingham chega aos 29 pontos.

Mesmo conseguindo dar um jeito nas datas de apresentação de Kalou e Drogba à seleção da Costa do Marfim e aumentar o poder de fogo com a escalação dos dois jogadores, o Chelsea não conseguiu furar o bloqueio de Ian Harte à meta do Birmingham, agora invicto há dez rodadas, e com isso completa a marca de apenas uma vitória nas últimas cinco partidas.

A partida foi muito agitada e com chances para ambos os lados no St Andrews Stadium, com o Birmingham não se apequenando para enfrentar o líder Chelsea. O destaque vai para os goleiros de ambas as equipes, Ian Harte e Peter Cech, que realizaram diversas defesas espetaculares durante os 90 minutos.

Apesar de ter menos volume de jogo e domínio da posse, os anfitriões fizeram um gol com Benítez, mal anulado pelo árbitro. E todas as outras chances de ambas as equipes pararam nas mãos dos arqueiros, que em dia especial não deixaram nenhuma bola entrar em suas respectivas metas.

Sem Maxi López, Lazio pode tentar contratação de cruzeirense

Depois de tentar, sem sucesso, contratar um zagueiro no mercado brasileiro - Réver, do Grêmio, Miranda e André Dias, do São Paulo, foram sondados -, a Lazio, agora, quer reforçar seu ataque com jogadores que atuaram no último Campeonato Brasileiro.

O principal nome na lista estudada pelos italianos da capital é o do argentino Maxi López. O atacante gremista deverá definir na próxima semana se fica no Olímpico ou retorna para a Rússia.

Se o time gaúcho conseguir o investimento necessário para manter o argentino em Porto Alegre, na casa dos R$ 3 milhões, o clube italiano poderá ter de analisar outros nomes.

Um que aparece como segunda opção para janeiro é o do cruzeirense Wellington Paulista. O ex-jogador de Juventus e Santos curte seu período de férias e, segundo a imprensa italiana, também despertou o interesse do Spartak Moscou, da Rússia.

Wellington foi o artilheiro do Cruzeiro na temporada 2009, tendo disputado 48 partidas e marcado 26 gols, dois a mais que Kleber, outro bastante valorizado no mercado de final de ano.

Kaká diz que planeja voltar a jogar no São Paulo

Principal nome do Brasil na Copa do Mundo, Kaká, revelado nas categorias de base do São Paulo, disse em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo que pretende encerrar sua carreira no Brasil, mais precisamente no São Paulo.

O jogador falou que não tem pressa em retornar ao seu país natal, mas que pretende jogar suas últimas temporadas no Brasil."Agora não. Não dá para ir agora. Mas certamente mais para frente isso vai ocorrer". Ele também já está decidido sobre qual será o seu futuro no país. "Vou voltar para jogar pelo São Paulo", concluiu o jogador.

Sonho antigo do Palmeiras, Fierro pode ser trocado por Love

Os dias de Vagner Love vestindo a camisa 9 do Palmeiras parecem mesmo ter chegado ao fim. Apesar de a direção do clube garantir, ao menos no discurso, que conta com o jogador para 2010, o caminho do atacante a partir de janeiro deve ser o Flamengo.

Para abrir mão do atacante, a cúpula palmeirense analisou cuidadosamente o elenco do Flamengo e encontrou um jogador pouco aproveitado pelo técnico Andrade, mas que é um sonho antigo da diretoria: Gonzalo Fierro.

O chileno de 25 anos esteve perto de se transferir para o Palestra Itália na época de Vanderlei Luxemburgo, mas acabou indo para o Rio de Janeiro. Apesar de ter contrato com o Flamengo até agosto de 2010, o fato de pertencer a Traffic, parceira palmeirense, pode facilitar sua inclusão no negócio.

Outro jogador que interessa ao Palmeiras na composição por Love é o meia Everton. Assim como Fierro, o atleta, de 21 anos, é ligado à empresa de J.Hawilla e não teria problemas em trocar a Gávea pelo Palestra Itália.

A missão palmeirense para sacramentar de uma vez por todas o troca-troca é convencer o Flamengo a incluir os dois atletas na negociação e desistir de "empurrar" para São Paulo o atacante Denis Marques, sem espaço na Gávea após o retorno de Obina, mas que também não está na lista de Muricy Ramalho.

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Jogador do Arsenal fica a oito centésimos de Bolt nos 40 m

Medalhista de bronze entre os jogadores mais rápidos do planeta em velocidade absoluta, atingindo 32,7 km/h, de acordo com um estudo da revista alemã Der Spiegel, o inglês Theo Walcott mostrou nesta sexta-feira que é quase imbatível nos primeiros 40 metros. Tanto que seus resultados na parcial foram comparados aos de ninguém menos que o próprio Usain Bolt.

O tempo de Walcott nos 40 metros é de 4s72, apenas oito centésimos acima da parcial do recorde mundial do velocista jamaicano, conquistado em agosto deste ano, em Berlim. O jovem inglês de apenas 20 anos baixou em dez centésimos a melhor marca de um futebolista, que era de Thierry Henry, quando este ainda atuava pelo Arsenal.

"Os três jogadores mais rápidos que eu conheço são Walcott, Carlos Vela e Armand Traore. Mas o Theo é mesmo o mais veloz e o recorde é dele. Com certeza ele poderia ser um corredor de 100m no atletismo", disse o técnico Arsène Wenger, lembrando também de outros dois jovens do time.

E Walcott só fica a oito centésimos de Bolt porque o jamaicano tem na arrancada um dos grandes triunfos de suas marcas. Comparado a outros velocistas, Walcott fica ainda mais perto. O americano Tyson Gay faz a marca dos 40 metros em 4s70, enquanto o também jamaicano Asafa Powell completa em 4s71, apenas um centésimo à frente de Walcott.

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Corinthians mira marca dos 10 mil gols no ano do centenário

O ano de 2010 será realmente histórico para o Corinthians. Além de completar cem anos de vida e de estar formando um time forte para buscar o único título importante que falta em sua recheada sala de troféus - o de campeão da Libertadores da América -, o time alvinegro poderá alcançar, já nos primeiros meses da nova temporada, uma marca de respeito.

Segundo levantamento feito pelo jornalista Celso Unzelte e corroborado pelo departamento de estatísticas do Corinthians, a equipe hoje comandada por Mano Menezes está muito próxima de chegar à marca dos dez mil gols marcados em sua história.

Até o momento, desde a sua fundação, em 1910, craques do passado, como Baltazar, Teleco, Rivelino, Sócrates, Viola, e outros do presente, como Dentinho e Ronaldo, já balançaram as redes adversárias em 9.974 oportunidades. Restam, então, 26 tentos para que o gol número dez mil ocorra.

Autor de 112 gols durante o ano de 2009, o Corinthians apresentou média superior a um por partida. Se mantiver os números no início da próxima temporada, tem tudo para alcançar a marca entre janeiro e março, quando entrará em campo 21 vezes, incluindo o amistoso contra o Huracán, jogos do Campeonato Paulista e da Copa Libertadores da América.

Quem mais contribuiu para os 9.974 gols marcados pelo Corinthians até hoje foi o atacante Cláudio, autor de 306 tentos, seguido de perto por Baltazar, o "Cabecinha de Ouro", segundo na galeria de artilheiros, com 267. 13 à frente de Teleco.

No elenco atual, o principal goleador alvinegro é o garoto Dentinho, com 40 gols, seguido de perto pelo zagueiro Chicão, que soma 27 e por Ronaldo, autor de 23 gols.

Favorito

O desempenho do artilheiro máximo do Corinthians em 2009, aliás, colocou o camisa 9 como favorito da torcida na corrida para ser o autor do gol de número dez mil da história alvinegra. Segundo pesquisa realizada no site oficial do clube, Ronaldo foi o jogador que mais desequilibrou as partidas a favor do Corinthians no ano, com 55% dos quase sete mil votos registrados na enquete. O segundo colocado na pesquisa foi Jorge Henrique, com 31% dos votos.

Atlético-MG negocia meia Tchô com time português

O meia Tchô deixou o Atlético-MG rumo ao Marítimo, de Portugal. Como o contrato do jogador terminaria na metade de 2010, o clube mineiro achou por bem negociá-lo nesta janela de transferências para que não ter prejuízo no futuro.

O meia de 22 anos foi revelado pelas categorias de base do próprio Atlético-MG e era apontado como jovem de grande talento, mas não conseguiu se firmar como profissional.

Além de Tchô, o Atlético-MG também emprestou o jovem Yuri, 20 anos, até julho de 2011. O atacante Kléber, que já estava cedido ao clube português desde agosto deste ano, teve seu vínculo prorrogado até a mesma data de Yuri.

A parceria, que apesar de ser apenas apalavrada com o Marítimo, sem qualquer tipo de contrato assinado, já é fruto da viagem do presidente Alexandre Kalil a Portugal. O mandatário alvinegro deverá retornar ao Brasil no próximo dia 28, com novidades em termos de contratações e vendas na bagagem.

PERFIS DAKAR 2010

Rodolpho Mattheis tem 27 anos, é natural de Petrópolis (RJ) e compete profissionalmente nas motos há dois anos. Começou no cross-country ainda criança, mas disputando provas de mountain bike, que o levaram para os Estados Unidos por quatro anos. Esta será a segunda participação do piloto no Rally Dakar. Em 2009, na sua estreia, ele faturou o título da categoria Maratona e sonha em repetir o feito. Com três participações no Rally Por Las Pampas, que contempla parte do percurso do Dakar, ele segue tranquilo para a maior competição de off-road do mundo.

Moto
Categoria: Maraton
Veículo: KTM 450
Combustível: Gasolina
Capacidade do tanque: 35L
Potência: 450cc/ 45hp
Peso: 120kg
Número na prova: 25



Carlos Ambrósio, piloto de 43 anos, natural de São Paulo, é casado e tem duas filhas. O piloto, que também é administrador, começou a competir em 1997, quando disputou seu primeiro Rally dos Sertões. Depois desse, foram mais dez Sertões, sendo que sua melhor colocação foi em 2006, quando conquistou o segundo lugar na categoria Production Aberta e sétimo lugar no ranking geral. Ambrósio também participou três vezes do Rally Por Las Pampas, etapa do mundial, e em duas delas conquistou o primeiro lugar na categoria até 450cc. Esta é a terceira vez que o piloto participa do Rally Dakar, a primeira foi em 2007.

Moto
Categoria: Super Production
Veículo: Honda
Combustível: Gasolina
Capacidade do tanque: 27L com opção para 35L
Suspensão: Showa
Potência: 450cc
Peso: 120 kg
Número na prova: 63



Bernardo Bonjean, 32 anos, começou no enduro de regularidade em 1995, passando para os ralis de velocidade em 2003. Sua estreia no Dakar aconteceu em 2006, no qual conseguiu completar a prova na 90ª posição. Para 2010, o objetivo do atleta continua o mesmo: chegar ao final.

Moto
Categoria: Super Production
Veículo: KTM 530 EXC
Combustível: Gasolina
Capacidade do tanque: 33 litros
Suspensão: Olhins
Potência: 530cc
Peso: 160 kg
Número na prova: 69



Thiago Fantozzi, natural de São Paulo, mora atualmente em Natal (RN), onde treina e gerencia a representação da KTM. Foi campeão do Rally dos Sertões em 2001 e realiza um sonho ao participar do Rally Dakar pela primeira vez.

Moto
Categoria: SuperProduction
Veículo: Honda
Combustível: Gasolina
Capacidade do tanque: 27L com opção para 35L
Suspensão: Showa
Potência: 450cc
Peso: 120 kg
Número na prova: 80



Vicente de Bendictis Neto, 27 anos, fará sua estréia no Rally Dakar em 2010. O piloto começou a andar de moto aos 5 anos de idade, passando, desde lá, por diversas modalidades, como motocross, enduro e cross-country. Desde 2006, Vicente está se dedicando ao rali, e possui no currículo três participações no Rally dos Sertões e também no Brasileiro de Cross-country, desde 2006.

Moto
Categoria: SuperProduction
Veículo: Honda
Combustível: Gasolina
Capacidade do tanque: 27L com opção para 35L
Potência: 450cc
Peso: 120 kg
Número na prova: 113






Maurício Neves, paranaense de 30 anos, começou desde cedo a se interessar por carros. Seu pai tinha uma oficina mecânica dentro de casa e, desde os 7 anos, ajudava o pai no conserto dos veículos. Com o crescimento, Mauricio começou a se especializar e fazia diversos cursos. No autódromo de Curitiba, os carros que preparava começavam a ganhar destaque, mas foi na Europa que ele se destacou, trabalhando na atual GP2 e Fórmula 2 inglesa. Começou nos ralis em 1999, como navegador, além de ter preparado o carro. No ano seguinte, começou a pilotar e sagrou-se Campeão Brasileiro de Rally de Velocidade. Anos mais tarde, em 2007, conquistou o título do Rally dos Sertões ao lado de Clécio Maestrelli. O piloto, que faz sua estreia no Dakar, é casado e pai de dois filhos.
Clécio Maestrelli nasceu no Paraná, mas ainda na infância mudou-se para Eunápolis (BA), onde começou a conhecer o off-road e, aos 10 anos, já corria de motocross. Aos 13, voltou para Curitiba (PR) e continuou no esporte, participando de provas de enduro. Em 2003, recebeu um convite para ser navegador e não largou mais. Começou a parceria com Mauricio Neves em 2006, onde foram campeões brasileiros e do Sertões, dentre outros títulos.

Carro
Veículo: Race Touareg 2
Motor: Cinco cilindros em linha de motores diesel TDI, dois turbos com dois sistemas de exaustão e refrigeração
interna, montados longitudinalmente atrás do eixo dianteiro, 2.500cc, torque de 600Nm e restritor de ar com 38mm.
Velocidade máxima: 190km/h
Tipo de câmbio: Sequencial de cinco marchas
Suspensão: independente nas quatro rodas
Dimensões: 4,171m (comprimento) x 1,996m (largura) x 1,762m (altura)
Entre-eixos: 2.820 milímetros
Pneus: BFGoodrich "All Terrain" 235-85/16
Combustível: Diesel
Potência: 300 HP
Peso: 1.787 kg (sem combustível)
Número na prova: 312



Jean Azevedo, 34 anos, participará de sua 12ª edição do Dakar. Natural de São José dos Campos (SP), irmão de André Azevedo, irá participar pela segunda vez da categoria Carros, desta vez ao lado do navegador Emerson Cavassin. O piloto estreou na competição em 1996, na categoria Motos, e sagrou-se campeão no ano seguinte, na categoria Moto Production.
Emerson Cavassin estreia como navegador na equipe Petrobras Lubrax. Começou pilotndo motos em 1989, em provas de regularidade. Começou a navegar em 2001 em provas de rali de velocidade e depois passou para o cross-country, onde participou de provas nacionais e do Rally dos Sertões onde, em 2003, conquistou o título na categoria Protótipos. É a primeira vez que ele irá para o Rally Dakar.

Carro
Categoria: T1.1
Veículo: Pajero Full
Motor: 3.800cc, 6 cilindros em V, 24 válvulas, 280 HP, turbo intercooler, injeção eletrônica Magneti Mareli;
tração 4x4 permanente
Velocidade máxima: 185km/h
Tipo de câmbio: seqüencial de 6 marchas
Suspensão: independente nas quatro rodas
Dimensões: 4,350m (comprimento) x 1,973m (largura) x 1,90m (altura)
Combustível: gasolina
Capacidade do tanque: 480 litros
Potência: 280 cv ? 43 kgf.m de torque
Peso: 1.825 kg (sem combustível)
Número na prova: 321



Guilherme Spinelli, 37 anos, vai pela segunda vez para o Rally Dakar a bordo de um dos melhores carros de rali do mundo, o Mitsubishi Racing Lancer. Aos 18 anos, Spinelli participou de seu primeiro rali de velocidade, e venceu. O piloto também é tetracampeão do Campeonato Brasileiro de Rali Cross-country e bicampeão do Rally dos Sertões, além de diversos títulos no Mitsubishi Cup, Taça Brasil de Rali, Copa Baja e ralis de velocidade. A seu lado, o experiente navegador português Filipe Palmeiro.

Carro
Veículo: Mitsubishi Racing Lancer MRP 10
Motor: Mivec ? 6 cilindros em V, 24 válvulas, DOHC
Potência: 300 HP/5500 rpm
Torque: 43 kgf.m/4500 rpm
Módulo de Injeção: Magneti Marelli
Velocidade Máxima: 194 km/h
Tanque: 400 L para autonomia de 800 km em ritmo de competição
Peso bruto: 1.825kg
Dimensões: 4.475mm (comprimento) x 1.990mm (largura) x 1.850mm (altura)
Base: 2.900mm
Rodas: 7? X 16?
Pneu: BF Goodrich 235/85 ? 16
Tração 4X4
Diferencial Dianteiro: Ricardo self-locking
Diferencial Traseiro: Ricardo self-locking
Caixa de Câmbio: Ricardo, 6 velocidades, sequencial, seleção mecânica
Número na prova: 322



Klever Kolberg foi o primeiro brasileiro a competir no Rally Dakar, ao lado de André Azevedo. Após parar as competições, ele volta com um projeto pioneiro e irá participar pela 21ª do Rally Dakar como piloto. Ele começou no off-road em 1988, pilotando motos, onde foi campeão da categoria Maratona em 1993, e ficou em quinto no geral. A partir de 1997, passou a disputar o Dakar entre os carros, obtendo o segundo lugar na categoria Carros Maratona em 1999 e 2000 e na Carros Diesel em 2002.
Giovanni Godoi é engenheiro mecânico com 20 anos de experiência no automobilismo nacional, sendo oito dedicados às competições off-road como engenheiro responsável pelo desenvolvimento dos veículos de competição da Mitsubishi. Em 2003, disputou o Rally dos Sertões, terminando em 17º no geral e em terceiro entre os novatos. Esteve no Dakar 2009 como navegador de um caminhão de apoio e encara, pela primeira vez, a disputa nos carros.

Carro
Modelo: Pajero Sport Flex 2010
Motor: seis cilindros em V, 3.497 cm3, 24 válvulas, SOHC
Potência: 205 cv a 5.000 rpm
Torque: 33,5 kgfm @ 3.500 rpm
Alimentação: injeção eletrônica multiponto sequencial Magneti Marelli
Transmissão: Mecânica, cinco velocidades
Velocidade Máxima: 180 km/
Suspensão: Dianteira - independente, braços triangulares duplos, quatro amortecedores Öhlins, barra de torção e
barra estabilizadora - sistema extraído da L200 RS e específico para competição. Traseira - eixo rígido,
dois amortecedores Öhlins com molas helicoidais e barra estabilizadora.
Rodas: Liga leve, 17" x 7" / Pneus: Pirelli Scorpion L/T 235/85 R16
Dimensões: 4.720mm (comprimento), 1.780mm (largura), 1.850mm (altura)
Peso bruto: 1.980 kg
Número na prova: 333


Julio Bonache nasceu no interior de São Paulo, mas vive em Rondônia desde a juventude. Com 38 anos, descobriu o gosto pelo rali no interior do estado, e começou a participar das mais diversas provas, sendo eleito a equipe revelação no Rally dos Sertões 2007. Fará sua estreia no Rally Dakar ao lado do experiente navegador Lourival Roldan.
Lourival Roldan, 52 anos, irá para a sua sexta participação como navegador no Rally Dakar, ao lado do estreante Julio Bonache. Casado, pai de duas filhas e natural de São Paulo, Lourival já correu a competição com Klever Kolberg, Riamburgo Ximenes e Paulo Pichini. A primeira competição foi em 1985, no rali universitário e já foi campeão Paulista como piloto no rali de velocidade. Ele foi navegador de Reinaldo Varela e tornou-se campeão brasileiro na mesma modalidade. Em 2000, estreou como navegador no cross-country com Klever e também correu provas com Ingo Hoffman. Desde 2003, Lourival também atua na direção de provas do Mitsubishi Motorsport.

Carro
Modelo: Mitsubishi Evo Prom
Motor: Mitsubishi 3.2 diesel e 16 válvulas com duplo comando de válvulas no cabeçote, alimentação
por bomba mecânica do tipo rotativa, turbo roletado by Garret, coletores de escapamento e admissão
by ProMacchina, pistões especiais by Mahle
Potência: 270cv, com torque de 80 kgfm
Embreagem: multidisco de acionamento hidráulico
Câmbio: Sadev sequencial de seis marchas, com caixa de transferência acoplada e diferencial central
autoblocante mecânico de deslizamento controlado.
Freios: a disco ventilado com 320mm de diâmetro na dianteira e na traseira, pinças italianas da Tarox
com dez pistões na dianteira e seis na traseira, circuito duplo independente com ajuste de carga para
as rodas traseira e sistema de freio de mão hidráulico
Amortecedores: Ohlin com três vias de regulagem e sistema de Bump Stop hidráulico
Pneus: Scoorpion Rally fase III by Pirelli
Capacidade do tanque: 400 litros
Largura total do veículo: 2 metros
Peso: 1.975 kg
Número na prova: 355




Reinaldo Varela nasceu em São Paulo e tem um currículo invejável de provas nacionais e internacionais. O piloto iniciou sua carreira em 1982 nas provas de regularidade e em 1990 participou da primeira competição internacional, em Montevidéu. Em 2010, o piloto participa de seu quarto Rally Dakar.
Erley Ayala é empresário e tem uma empresa de preparação de veículos para competições. Irá pela primeira vez ao Rally Dakar como navegador.

Carro
Categoria: T2
Veículo: Pajero Full
Motor: 3.800cc, 6 cilindros em V, 24 válvulas, 280 HP, turbo intercooler, injeção eletrônica Magneti Mareli;
tração 4x4 permanente
Velocidade máxima: 185km/h
Tipo de câmbio: seqüencial de 6 marchas
Suspensão: independente nas quatro rodas
Dimensões: 4,350m (comprimento) x 1,973m (largura) x 1,90m (altura)
Combustível: gasolina
Capacidade do tanque: 480 litros
Potência: 280 cv ? 43 kgf.m de torque
Peso: 1.825 kg (sem combustível)
Número na prova: 363



Sven Fisher fará sua estreia no Rally Dakar. Natural da Alemanha, o piloto reside há mais de 10 anos no Brasil, onde possui empresas no sul do país. Disputa provas de rali cross-country e também já correu no Rally dos Sertões.
João Stal é o navegador de Fisher e sua trajetória no off-road se assemelha muito a do seu parceiro. Disputa provas no Paulista e Brasileiro de cross-country e também já disputou o Rally dos Sertões. Fará sua estreia no Dakar.

Carro
Veículo: Pajero Full Turbo Diesel
Categoria: T2 Production
Motor: 3.200cc, tração 4x4 permanente
Velocidade máxima: 185km/h
Suspensão: independente nas quatro rodas
Dimensões: 4,350m (comprimento) x 1,973m (largura) x 1,90m (altura)
Combustível: Diesel
Peso: 1.825 kg (sem combustível)
Número na prova: 390


Sergio Williams, com 49 anos, o piloto já foi terceiro colocado no Rally dos Sertões. Este será o primeiro Rally Dakar do piloto, que é nascido em Belém do Pará. Profissionalmente, ele atua no ramo de restaurantes, discotecas e da indústria do petróleo.
Rodrigo König tem 32 anos e vive atualmente em Atibaia, no interior de São Paulo, onde atua como publicitário e diretor de cinema. Já correu no Rally dos Sertões e Irá realizar um sonho ao participar do Dakar.

Número na prova: 422


André Azevedo tem 51 anos e é natural de São José dos Campos (SP), casado e pai de dois filhos. Engenheiro por formação, tem um currículo no off-road de dar inveja a muita gente. O piloto vai para sua 22ª participação do Rally Dakar e começou a competir em 1985, nas motos, onde conquistou o título na categoria Maratona no Dakar, em 1991. Chegou a ser navegador nos carros no Rally dos Sertões, quando conquistou dois títulos, e atualmente compete na categoria Caminhões, na qual acumula participações em diversos ralis, como o próprio Dakar, Sertões, Campeonato Paulista de Rally Cross-Country dentre outros.
Maykel Justo é navegador de André Azevedo desde 2005 e com ele irá novamente para o Rally Dakar. Aos 29 anos, ele completa seu 12º ano no off-road.



Com eles, Jaromir ?Mira? Martinec será o segundo navegador do trio. Aos 34 anos, ele é nascido em Zabreh, na Morave, República Tcheca.

Caminhão
Veículo: Tatra 815 Dakar Terrno
Potência: 750 HP de potência, turbo intercooler
Motor: Tatra refrigerado a ar, 19.000 cc, bi-turbo com intercooler
Câmbio: Tatra 18 marchas
Peso: 10,100 toneladas
Número na prova: 504

Tirado do Terra

Boxeador mulçumano é banido por causa da barba

Mohammed Patel, um boxeador mulçumano, foi banido do esporte por usar barba por conta de suas crenças religiosas.

A Associação Inglesa de Boxe Amador (ABAE) disse que o lutador não tem permissão para lutar com barba. A Associação exige que o lutador de 25 anos raspe a barba, porque nas regras do boxe amador um lutador tem de estar com a cara limpa. Barba ou bigodes são proibidos.

Patel, que foi barrado dos ringues, disse que a confirmação das regras pela ABAE o discrimina por conta de sua religião.

Inayat Omarji, falou em nome do Conselho das Mesquitas de Bolton. "Se o corpo governamental não aceita religiões sensíveis, então temos um grande problema".

O boxeador contou que ficou "chocado" quando foi avisado da proibição. Nos boxe, os sikhs (homens adeptos a essa religião de origem indiana têm de ter os cabelos compridos) tem permissão para amarrar o cabelo para trás com um estranho líquido, de acordo com as regras do órgão regulador. "Eu não sei o que dizer. Quando vi o livro de regras, pensei: O que eu posso fazer?", disse Patel.

Um porta voz da ABAE se pronunciou sobre o assunto. "Isso não é discriminatório. Sikhs são autorizados a reter seus cabelos com líquidos. Assim, os árbitros conseguem ver rapidamente e claramente se houver um corte. A regra existe para os boxeadores para a própria segurança e não para discriminar nenhuma religião particular".

Barbas são proibidas no boxe profissional também. O caso mais atual é o do britânico do peso pesado, Danny Willians. Mulçumano, descobriu a regra na disputa, contra Vitali Klitschko, pelo título mundial em Las Vegas, cinco anos atrás. Williams ameaçou retirar-se da luta se forçado a cortar a barba. Eles acabaram lutando, após Willians aparar a barba. Ainda assim, ele acabou nocauteado.

Morre ex-jogador do Manchester que sobreviveu a desastre aéreo

O ex-jogador Albert Scanlon, sobrevivente do acidente aéreo com a delegação do Manchester United em 1958, morreu na terça-feira, aos 74 anos. Ele havia sido internado no hospital depois de ter problemas no funcionamento dos rins e sofrer pneumonia.

Scanlon fez parte do grande time do Manchester conhecido como "Busby Babes" (Os bebês de Busby), treinado pelo técnico Matt Busby.

O ex-jogador tinha sido um dos sobreviventes do acidente aéreo ocorrido em 1958 no aeroporto de Munique, na Alemanha. A aeronave caiu pouco depois da terceira tentativa de decolar.

O acidente matou 23 pessoas, entre elas oito jogadores do Manchester United e três dirigentes.

Scanlon, que deixou Old Trafford em 1960 após seis temporadas no clube, estava doente há algum tempo. Depois do Manchester, ele defendeu clubes como Newcastle, Mansfield e Lincoln.

Botafogo tem projeto para contratar Ronaldinho, diz cartola

Ousadia do Botafogo para 2010 promete ser do tamanho do talento de Ronaldinho. Tanto que o clube preparou um projeto para colocar em prática a contratação do jogador, além de o presidente do Botafogo, Maurício Assunção, ter sentado para conversar pessoalmente com Roberto Assis, irmão e empresário do jogador.

Para o início de 2010, a estratégia não deu certo, mas Assunção diz que o Botafogo ainda não desistiu e o sonho ficou apenas adormecido. Até porque o próprio jogador diz que jogar no Rio o deixaria mais próximo de seu filho.

"Esse era um projeto nosso, não vou dizer que foi cancelado, mas foi adiado temporariamente. Assim que o Roberto Assis der o aval temos como levantar esse projeto novamente", afirmou o presidente do clube.

O encontro frente a frente aconteceu quando o Botafogo esteve no Beira- Rio para enfrentar o Internacional durante o Brasileiro.

"O Botafogo foi o único clube que abriu negociação com o Roberto nesse sentido de trazer o Ronaldinho no início do ano que vem. Existia uma possibilidade e nós estávamos jogando com ela. Ontem, íamos apresentar um projeto de marketing para a vinda dele e já tínhamos os empresários à disposição para fazer o aporte financeiro. Mas, infelizmente, por parte do Milan a possibilidade é zero de ele voltar para o Brasil ano que vem, até porque o próprio Silvio Berlusconi (presidente do Milan) precisa da figura do Ronaldinho", explicou Assunção.

Ciente da falta de um ídolo no atual elenco, o presidente diz que esse é o caminho a ser percorrido. "A partir do momento que eu confirmo que a gente estava negociando com o Ronaldinho, dá para ter uma ideia do quão ousado queremos ser. Não posso garantir no primeiro turno do Carioca, mas que a diretoria do Botafogo está correndo atrás de ter essa situação ousada para o próximo ano, com certeza está".

Segundo o presidente, os salários em dia e o orçamento menos comprometido vão facilitar a realização desses sonhos.

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Sentimento de frustração faz Ney Franco ficar no Coritiba

Ney Franco tem contrato com o Coritiba até maio de 2010, mas o vínculo deve ser estendido até o final do ano nesta quarta-feira. Assim o treinador fica no comando da equipe também para a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro.

Técnico do grupo que foi rebaixado, Ney Franco se sente em dívida com o torcedor. A queda para a segunda divisão aconteceu em pelo ano comemorativo do centenário da equipe paranaense, o que foi ainda mais doloroso para o torcedor.

"Estou com um sentimento muito grande de frustração pela queda do Coritiba, assim como todo mundo ficou. Me sinto frustrado. E quero ajudar a sair dessa condição (Série B)", disse Ney.

Frustrado, o treinador teve nesta terça-feira a primeira conversa com a nova diretoria, eleita na segunda-feira, sobre seu futuro.

Ciente dos problemas financeiros que o clube deve enfrentar em 2010, em razão da queda e das punições sofridas pela invasão do Couto Pereira na última rodada do Brasileiro, Ney ainda assim quer permanecer.

"Tivemos uma boa conversa hoje e está tudo encaminhado para ser fechado amanhã. Eu quero ficar. Sei das condições", acrescentou o comandante alviverde.

Bryant arrasa e leva Lakers a mais uma vitória

O Los Angeles Lakers venceu o Oklahoma City Thunder pelo placar de 111 a 108, em uma noite marcada pelo duelo entre Kobe Bryant e Kevin Durant.

Bryant marcou 40 pontos e acabou levando seu time à vitória, pegando também oito rebotes e dando seis assistências.

O genial Kevin Durant, cestinha do Thunder com 30 pontos, foi também o destaque do time, quase levando-o a surpreender os Lakers em sua casa, no Staples Center.

A partida foi emocionante e só não foi para a prorrogação porque o armador Russell Westbrook, do Thunder, errou uma cesta de três pontos nos instantes finais, justamente a diferença no placar para os Lakers.

Outro destaque da partida foi o espanhol Pau Gasol que marcou 15 pontos e pegou 11 rebotes.

Para Dunga, portas da Seleção estão abertas para Ronaldinho

Dunga, técnico da Seleção Brasileira de futebol, disse que as portas da equipe não estão fechadas para Ronaldinho, em quem vê sinais positivos de recuperação em termos de jogo, concentração e interesse.

Em uma entrevista publicada nesta quarta-feira pelo jornal italiano La Gazzetta dello Sport, o treinador brasileiro pede ao meia-atacante do Milan que continue jogando como faz agora caso queira disputar a Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, já que no futebol o que conta é o presente, e não o passado.

"Eu o acompanho. Espero por ele. As portas da Seleção não estão fechadas. Ainda tenho seis meses de tempo para escolher os convocados. Que Ronaldinho continue assim, lembrando que no futebol o passado não conta. O que conta é só o presente", declarou Dunga à publicação.

"A opinião pública gostaria que Ronaldinho estivesse na África do Sul. Isto é normal: as pessoas incentivam quem está fora", acrescentou.

O técnico brasileiro também admitiu que assistiu aos últimos jogos de Ronaldinho pela TV e que o viu sorrir, algo que, segundo Dunga, é uma "grande notícia".

"Ronaldinho faz a diferença quando está feliz. Para ele, a bola é alegria, não é um trabalho. Também o vi lutar, correr, sofrer atrás de um adversário. Estes são outros sinais positivos", comentou.

Sobre Alexandre Pato, companheiro de Ronaldinho no Milan, Dunga disse que também segue o trabalho do atacante de perto. Porém, com base na discreta atuação que o jogador teve na Copa das Confederações, disputada há poucos meses na África do Sul, o treinador recomendou-lhe dar "continuidade" ao seu jogo para voltar à seleção pentacampeã do mundo.

"Nesse torneio, aquele não era o verdadeiro Pato. A verdade é que, quando está dentro da Seleção Brasileira, a pessoa tem que lutar com uma faca entre os dentes para defender sua posição, porque atrás há cem jogadores de valor na lista de espera", afirmou Dunga.

"Pato é muito jovem. Precisa aprender a conviver com as responsabilidades", acrescentou.

Em Prudente, Barueri já admite mudança de sede

Ao que tudo indica, a mudança do Barueri para Presidente Prudente está cada vez mais próxima. Em reunião realizada na Prefeitura da cidade, nesta terça-feira, representantes do município e do clube trataram de detalhes sobre a provável transferência do caçula da Série A em 2009, e se mostraram otimistas com o acordo - que estaria 90% acertado, segundo o Barueri.

Jaime Gonzaga Matsumoto, vice-presidente de futebol do Grêmio Barueri, ficará em Presidente Prudente até a quarta-feira, na companhia do diretor de categoria de base do clube, Hugo Machado. Na conversa oficial desta terça, a dupla se encontrou com o prefeito Milton Carlos de Mello, o Tupã (PTB), e com o secretário de obras do município, Alfredo Penha.

Segundo Matsumoto, a ideia do Barueri é se transferir permanentemente da Grande São Paulo para o interior paulista, em busca de mais suporte.

"Esperamos o apoio na região. Já temos parceiros de camisas. O que esperamos daqui é um projeto vencedor, e o que temos aqui são pessoas com vontade", afirmou o dirigente, que admitiu a proximidade com o acerto. "A expectativa é de um projeto permanente, de utilizar a estrutura física e esportiva da cidade", completou.

Caso seja confirmado o acordo, as prováveis bases incluem o mando de jogos para o Estádio Municipal Eduardo José Farah, o Prudentão, e o uso de outros dois campos de treinamento: o Estádio Caetano Peretti (onde ficariam os alojamentos da equipe) e o Campo do Jardim Santa Paula ¿ todos já construídos. A previsão é de que todos sejam reformados, incluindo maiores alojamentos.

"Temos o Prudentão como um grande trunfo. Ele tem todos os avais da Federação Paulista e da CBF. O que precisamos melhorar? Precisamos aumentar o alojamento - vamos receber atletas de futebol, mas vamos continuar recebendo atletas amadores, de outras modalidades. Além disso, temos que ter centro de treinamento em condições e campos de treinamento em condições", explicou o prefeito Tupã, com a promessa de não investir dinheiro público no futebol profissional.

"Não vejo grandes problemas em fazermos investimentos nisso. Poderemos oferecer essa estrutura também aos jovens da região", disse, lembrando que a cidade pode investir em atletas locais, em categorias de base e no esporte amador. "O que for para as categorias de base, vamos tentar fazer. Para o profissional, temos condições. Contamos com o apoio dos empresários da região. Já temos conversas, gente com quem conversamos".

Com a efetivação do acerto, o Barueri - ainda com o nome original - deve fazer sua pré-temporada em Presidente Prudente a partir de 4 de janeiro.

Apesar da provável mudança de nome, nenhum dos lados adiantou se haverá alterações no uniforme ou no escudo do time. De qualquer forma, a primeira partida da equipe como mandante no Campeonato Paulista (em 21 de janeiro, contra o Palmeiras) já deve ser transferida de Arena Barueri para o Prudentão.

"Tenho quase certeza de que vai ser aqui. A tendência é de que seja em Prudente", afirma o otimista prefeito Tupã.

Mercedes confirma volta de Schumacher à Fórmula 1

A Mercedes-Benz anunciou nesta quarta-feira o alemão Michael Schumacher como o segundo piloto da escuderia para a temporada 2009 do Mundial de Fórmula 1. A antiga Brawn GP conseguiu convencer o heptacampeão mundial a voltar à categoria após três temporadas de ausência. O outro piloto da escuderia será o também alemão Nico Rosberg.

O vice-presidente da Mercedes Motorsports, Norbert Haug, disse que o contrato com o veterano foi assinado na terça-feira.

Schumacher esteve perto de retornar no meio do ano. O piloto chegou a ser anunciado pela Ferrari para substituir o brasileiro Felipe Massa, que sofreu um acidente e abandonou a temporada. No entanto, após os testes em um carro de F1, o veterano sofreu com fortes dores no pescoço por conta de um acidente na Superbike e acabou não retornando à maior categoria do automobilismo mundial.

Além de ser o maior vencedor da história da Fórmula 1, com sete títulos mundiais, Schumacher possui uma coleção de recordes. Foram 91 vitórias, com 68 pole positions e 76 melhores voltas. Os 154 pódios conquistados de 1991 a 2006 lhe renderam 1.369 pontos.

Mesmo com todas essas conquistas e 16 anos de F1, Schumacher correu por apenas três equipes. O alemão começou na Jordan, equipe pela qual correu por apenas uma corrida. Depois disso, foi contratado pela Benethon para faturar seu primeiro título mundial, em 1994. O alemão também foi campeão no ano seguinte, o que lhe rendeu um contrato com a Ferrari. Na equipe italiana, Schumacher foi campeão mais cinco vezes.

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Marcelinho se aposenta, mas se oferece ao Corinthians

Marcelinho Carioca se aposentou aos 38 anos. Enquanto distribuía autógrafos na loja Poderoso Timão do Brás, em São Paulo, o ídolo do Corinthians confirmou que não deverá disputar sequer o Campeonato Paulista em 2010: "não jogo mais futebol. Parei".

A maioria dos torcedores que assediava Marcelinho durante a tarde de segunda-feira estava curiosa sobre o futuro do ídolo. Aos que imploravam um retorno ao Corinthians, ele respondia com um largo sorriso e um afago. "Estou à disposição. Vamos ver. É algo que não depende de mim", o atleta disse para um garoto.

Marcelinho não disfarça que gostaria de defender novamente o Corinthians. O ex-meia do Santo André firmou um acordo para representar o clube que o consagrou em 2010, ano do centenário, mas na condição de garoto-propaganda. Participará de amistosos, um deles o seu jogo de despedida, e de ações de marketing.

"Vou encerrar a minha trajetória no Corinthians, mas ainda estamos estudando a melhor forma de fazer isso. Devo ficar treinando à parte, fora do clube, pois estão me trazendo para fazer amistosos. Eles vão me passar a programação certinha. Até agora, só sei que serei o embaixador do centenário. Acho que com contrato válido por um ano", afirmou.

Político como um bom embaixador, Marcelinho se preocupou em ressalvar que o seu retorno ao Corinthians não representará nenhum problema ao técnico Mano Menezes - que ele sempre faz questão de elogiar. "Quero que o Mano monte o time dele com tranquilidade, fazendo a pré-temporada direitinho, sem nenhuma pressão por eu estar no clube."

"A princípio, não estou indo para o Corinthians para jogar. Nem me preocupo com isso. Essa decisão é do clube, não minha. Não quero dar opinião para não polemizar com ninguém. Só a iniciativa de me homenagear já foi uma coisa linda e inteligentíssima por parte do Andrés Sanchez presidente, do Mário Gobbi diretor de futebol , do Luis Paulo Rosenberg diretor de marketing e do Caio Campos gerente de marketing . Ser embaixador do clube que você ama não tem preço", discursou.

Ao menos fora de campo, o retorno de Marcelinho Carioca provavelmente dará retorno ao Corinthians. Os donos da loja Poderoso Timão do Brás, por exemplo, cochichavam que os lucros irão disparar quando a novidade for anunciada oficialmente. "E já pensou como seria se ele voltasse ao Corinthians jogando?", especulou um dos empresários.

Além de fazer publicidade para o Corinthians, o ex-jogador Marcelinho Carioca irá se dedicar à política (é pré-candidato a deputado federal pelo PSB) e ao complexo esportivo que construiu em Atibaia, interior de São Paulo.

Carreira

Marcelinho nasceu no Rio de Janeiro e começou a carreira no Flamengo, em 1988. Foi contratado pelo Corinthians em 1994 e ficou até 1997. Depois de uma passagem fracassada de um ano pelo Valencia, voltou para o Parque São Jorge e ficou até 2001.

Com a camisa corintiana conquistou os principais títulos de sua carreira: quatro Campeonatos Paulistas (1995, 1997, 1999 e 2001), uma Copa do Brasil (1995), dois Campeonatos Brasileiros (1998 e 1999) e um Mundial de Clubes (2000). Pelo Flamengo, ainda ganhou uma Copa do Brasil (1990) e um Campeonato Brasileiro (1992).

Com a carreira em decadência, jogou no Santos, Gamba Osaka, Vasco, Al Nassr, Ajaccio, Brasiliense e Corinthians novamente, em uma passagem sem brilho. Seu último clube foi o Santo André, com quem foi rebaixado para a Série B do Brasileiro neste ano.

Via Twitter, Serra parabeniza Marta e "apela" por Love

Fã incondicional do Twitter, serviço de microblogs, o governador de São Paulo, José Serra, postou nos últimos dias duas mensagens que tiveram como assunto o futebol. Na primeira delas, o tucano mandou um recado direto ao presidente do Palmeiras, seu clube de coração, Luiz Gonzaga Belluzzo.

"Alô, @Belluzzo_p (pres. do Palmeiras, meu time): não deixe o Wagner Love ir embora, não. Nem o Diego Souza, nem o Cleiton Xavier", disse Serra, que horas depois colocou um novo post, apenas para corrigir a grafia utilizada para escrever o nome do artilheiro, que se inicia com "V" e não com "W".

Serra também não deixou passar em branco a conquista da meia Marta, do Santos, eleita pela Fifa pelo quarto ano consecutivo como a melhor jogadora de futebol do planeta. "O vídeo desta noite é para quem ama futebol-arte: Marta de Alagoas e do Brasil. 4ª vez seguida a melhor do mundo. Gênio!", completou o governador paulista.

Dilma sugere que prédios do Rio levem nome de jogadores

O presidente Lula e a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, estiveram nesta terça-feira no Complexo do Alemão para entregar obras do PAC, um conjunto residencial com 192 apartamentos.

Enquanto Lula inaugurava o conjunto residencial, Dilma, durante seu discurso, disse que os prédios poderiam levar os nomes de jogadores de futebol que saíram do Complexo, já que o conjunto foi construído em cima de um antigo campo de futebol. "Agora teremos quer ver quais serão os nomes dos prédios. Uma das possibilidades poderia ser o nome de jogadores que saíram daqui".

Então, um dos nomes do prédio poderia ser de Adriano. O jogador, artilheiro do Campeonato Brasileiro e campeão pelo Flamengo, nasceu na Vila Cruzeiro, uma favela que fica dentro do Complexo do Alemão.

Ecclestone desconfia de novos times e teme por Bruno Senna

A menos de quatro meses do início do novo Mundial de Fórmula 1, Bernie Ecclestone ainda não está convencido de que 26 carros irão à pista em 2010. Segundo o chefão comercial da categoria, duas das duas novas equipes não devem conseguir o orçamento necessário para competir, o que ameaçaria a estreia de Bruno Senna.

"Acho que as pessoas que esperamos que se apresentarão o farão e aquelas que achamos que não, não vão", disse Ecclestone em entrevista ao jornal londrino The Times. Embora não tenha citado nomes, a publicação informou que ele se referia a Campos e a USF1.

Até aqui, o time espanhol já anunciou a contratação de Bruno e especula assinar com um "piloto pagante", provavelmente o venezueleno Pastor Maldonado ou o russo Vitaly Petrov. Já os americanos motivam a desconfiança do dirigente desde setembro e, dentre as escuderias novatas, são os únicos que ainda não definiram nenhum piloto. Lotus e Virgin Racing já fecharam suas duplas titulares e divulgaram até reservas.

De forma interessante, por outro lado, apesar do possível fracasso de Campos e USF1, Ecclestone disse ao diário esperar que 24 carros formem o grid. Isso aumenta a especulação motivada em 12 de dezembro, quando o time sérvio Stefan GP, que estuda negociar com a Toyota para utilizar parte do espólio dos japoneses e o desenho dos carros que vinham sendo preparados para 2010, divulgou um comunicado mostrando-se "confiante" em competir na Fórmula 1 a partir do ano que vem.

Físico elege Juninho como melhor batedor de falta do mundo

Um físico chamado Ken Bray acaba de publicar o livro How to Score: Science and Beautiful game, no português, "Como marcar: Ciência e jogo bonito", no qual trata de tentar explicar um jogo tão inexplicável quanto o futebol, de conectar a bola com a razão. No livro, o autor cita Juninho Pernambucano (ex-Lyon e hoje no futebol árabe) como o melhor batedor de falta da história e explica, ou tenta, a maneira que a bola se comporta quando Cristiano Ronaldo bate faltas.

Em uma das passagens do livro, Bray fala da perfeição de faltas cobradas por Juninho Pernambucano. "Juninho, para mim o melhor, alcançou a perfeição com quase 30 anos. O Real Madrid sabe bem disso; o brasileiro, quando jogava no Lyon, marcou muitos gols de falta".

Além disso, Bray inclui um estudo sobre a forma de bater falta dos melhores cobradores do mundo, jogadores como Drogba, Beckham e Cristiano Ronaldo. Análises que personalizam o português. "Cristiano bate faltas de uma maneira especial. A bola quase não pega efeito e quase não dá voltas", cita o autor em passagem do livro.

O autor compara a cobrança de falta de Ronaldo, com o beisebol. "A bola, quando é chutada por Cristiano, parece de beisebol. Por isso que se torna tão imprevisível, completamente selvagem, se mantendo em movimento, sem qualquer lógica. Diante dos nossos olhos, alguns goleiros podem parecer estúpidos, mas eles não têm culpa. Se Ronaldo acerta o gol, é muito difícil de defender a bola", conclui Bray, fã de futebol e de Fernando Torres.

Cleveland quebra invencibilidade dos Suns em Phoenix

O Cleveland Cavaliers foi a Phoenix e venceu o time local pelo placar de 109 a 91 em noite do ala LeBron James. O brasileiro Anderson Varejão, por sua vez, foi o melhor reserva em quadra contra os Suns.

James marcou 29 pontos (11 de 21 arremessos de quadra) para conseguir pela quarta partida consecutiva 25 ou mais pontos. Já o ala-pivô brasileiro jogou 31 minutos e converteu 13 pontos, pegou quatro rebotes, deu dois tocos e uma assistência.

O armador canadense Steve Nash com um double-double de 18 pontos e 10 assistências não conseguiu evitar a derrota dos Suns (18-10), a primeira deste ano em sua quadra, após ter ganhado dez jogos consecutivos.

Em outra partida da noite de segunda-feira, o San Antonio Spurs bateu por 103 a 87 o Los Angeles Clippers, a terceira vitória consecutiva da equipe.

O armador francês Tony Parker com 19 pontos comandou o ataque dos Spurs (15-10) que voltaram ao segundo lugar da Divisão Sudoeste após superar o Houston Rockets (16-11), que teve rodada de descanso.

Para os Clippers, o pivô Chris Kaman com um double-double de 23 pontos e 15 rebotes foi o destaque junto com o reserva Rasual Butler que converteu 18 pontos.

Dunga não votou em Messi como melhor do mundo

O argentino Lionel Messi, eleito nesta segunda-feira o melhor jogador do Mundo pela Fifa, não contou com os votos dos dois representantes brasileiros na eleição, o técnico Dunga e o capitão da Seleção Brasileira, Lúcio.

Lúcio votou no marfinense Didier Drogba, do Chelsea e rival do Brasil na primeira fase do Mundial da África do Sul, e Dunga optou pelo espanhol Fernando Torres, do Liverpool.

Messi ganhou a votação com ampla vantagem, obtendo 1.073 pontos, muito à frente do segundo colocado, o português Cristiano Ronaldo, com 352 pontos. O brasileiro Kaká, eleito o melhor em 2007, ficou em quarto e não podia ser votado por Dunga ou Lúcio.

O segundo voto do zagueiro da Inter de Milão foi para o camaronês Samuel Eto'o e o terceiro, para o sueco Zlatan Ibrahimovic. Já Dunga votou no inglês Frank Lampard e em Drogba.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Corinthians conhece mais um adversário da Libertadores

A torcida corintiana conheceu, no início da madrugada desta segunda-feira, o segundo adversário do clube paulista na caminhada rumo ao desejado título da Copa Libertadores da América no ano do centenário.

Favorito para conquistar a taça da Copa Mustang II, o Independiente Medellín não decepcionou e, após empatar por 2 a 2 com o Atlético Huila, em casa, levantou o troféu e garantiu sua presença no Grupo 1 da principal competição continental da próxima temporada, ao lado do Corinthians e do Cerro Porteño, do Paraguai.

Os gols que garantiram o quinto título colombiano da história do time de Medellín foram marcados por Jackson Martínez e Luis Fernando Mosquera. Erwin Maturana e Ochoa balançaram as redes pelo Huila, que ficou com uma vaga na próxima Copa Sul-americana.

O último representante do Grupo 1 da Libertadores da América e terceiro adversário do Corinthians na primeira fase da competição será definido nos confrontos entre o Racing, do Uruguai, e o Atlético Junior de Barranquilla, da Colômbia.

"Me dá raiva quando dizem que não sou argentino", diz Messi

Provável vencedor do prêmio de melhor do mundo da Fifa, o atacante Lionel Messi afirmou que fica muito bravo quando dizem que ele não é argentino. O jogador nasceu no país da América do Sul, mas foi para o Barcelona muito novo e despontou para o futebol com a camisa do time catalão.

"Me dá raiva quando dizem que não sinto emoção pela seleção argentina. Que sabem dos meus sentimentos. A vida me levou ao Barcelona. Quando era pequeno só sonhava em jogar na primeira divisão argentina, de vestir a 'alviceleste'. Penso como argentino e vivo na Catalunha, mas me sinto muito argentino", afirmou Messi, em entrevista ao jornal El País.

No último domingo, um dia depois de ser campeão do Mundial de Clubes com o Barcelona, paredes do bairro de La Plata, em Buenos Aires, amanheceram com pichações cobrando e ofendendo Messi. "Messi, faça isso no Mundial", "Messi não é argentino", "Messi putito" foram algumas das frases escritas por torcedores do Estudiantes, time que perdeu o Mundial o Barcelona, com "gol de coração" de Messi, na prorrogação.

Nesta segunda-feira, às 17h (de Brasília), o Terra acompanha a cerimônia de premiação da Fifa ao melhor jogador do mundo, que deve ser o argentino Lionel Messi.

Messi disse ainda que sofreu muito na Espanha logo em sua chegada quando ainda tinha 12 anos. O argentino falou que por várias vezes chorava sozinho, longe dos treinadores e de seu pai, que o acompanhou.

"Chorava sozinho para que meu pai não visse. Chorava sozinho em minha casa. Passei mal. Houve um tempo que estávamos eu e meu pai em Barcelona e o resto da minha família na Argentina. Sofremos os dois. Não nos faltou nada, só afeto", disse o craque argentino.

domingo, 20 de dezembro de 2009

Mais campeonatos internacionais

Campeonato Francês

19/12 16h00 Bordeaux 4 - 1 Lorient
19/12 16h00 Valenciennes 0 - 0 Lens
19/12 16h00 Rennes 1 - 0 Paris Saint-Germain
19/12 16h00 Montpellier 0 - 2 Nancy
19/12 16h00 Boulogne x Sochaux
19/12 16h00 Grenoble 1 - 1 Nice
19/12 18h00 Saint-Etienne 0 - 0 Olympique de Marselha
20/12 14h00 Auxerre 1 - 1 Toulouse
20/12 14h00 Lille 3 - 0 Le Mans
20/12 18h00 Monaco x O. Lyon

Classificação

1 Bordeaux
2 Olympique de Marselha
3 Lille
4 O. Lyon
5 Montpellier
6 Rennes
7 Auxerre
8 Valenciennes
9 Paris Saint-Germain
10 Lorient
11 Nancy
12 Monaco
13 Toulouse
14 Lens
15 Sochaux
16 Nice
17 Saint-Etienne
18 Le Mans
19 Boulogne
20 Grenoble

Campeonato Português

18/12 18h15 Paços Ferreira 0 - 1 Braga
19/12 17h15 Vitória Guimarães 1 - 0 Rio Ave
19/12 19h15 Naval 1º de Maio 0 - 1 Sporting de Lisboa
20/12 14h00 Nacional 4 - 3 Académica
20/12 14h00 União Leiria 1 - 0 Belenenses
20/12 14h00 Vitória Setúbal 3 - 2 Marítimo
20/12 18h15 Benfica x Porto
21/12 18h15 Leixoes x Olhanense

Classificação

1 Braga
2 Benfica
3 Porto
4 Nacional
5 Sporting de Lisboa
6 União Leiria
7 Marítimo
8 Rio Ave
9 Vitória Guimarães
10 Naval 1º de Maio
11 Paços Ferreira
12 Académica
13 Vitória Setúbal
14 Belenenses
15 Leixoes
16 Olhanense

Campeonato Inglês

19/12 10h45 Portsmouth 2 - 0 Liverpool
19/12 13h00 Manchester City 4 - 3 Sunderland
19/12 13h00 Aston Villa 1 - 0 Stoke City
19/12 13h00 Blackburn Rovers 0 - 2 Tottenham Hotspurs
19/12 13h00 Fulham 3 - 0 Manchester United
19/12 15h30 Arsenal 3 - 0 Hull City
20/12 11h30 Wolverhampton Wanderers 2 - 0 Burnley
20/12 13h00 Everton 1 - 1 Birmingham City
20/12 14h00 West Ham United 1 - 1 Chelsea
21/12 18h00 Wigan Athletic FC x Bolton Wanderers

Classificação

1 Chelsea
2 Manchester United
3 Arsenal
4 Aston Villa
5 Tottenham Hotspurs
6 Manchester City
7 Birmingham City
8 Liverpool
9 Fulham
10 Sunderland
11 Stoke City
12 Wolverhampton Wanderers
13 Blackburn Rovers
14 Burnley
15 Everton
16 Wigan Athletic FC
17 Hull City
18 Bolton Wanderers
19 West Ham United
20 Portsmouth

Campeonatos Internacionais

Campeonato Alemão

18/12 17h30 Schalke 04 1 - 0 Mainz 05
19/12 12h30 Borussia Dortmund 1 - 0 Freiburg
19/12 12h30 Eintracht Frankfurt 2 - 2 Wolfsburg
19/12 12h30 Hannover 96 2 - 3 Bochum
19/12 12h30 Bayern de Munique 5 - 2 Hertha Berlin
19/12 12h30 Bayer Leverkusen 3 - 2 Borussia M´gladbach
19/12 15h30 Stuttgart 3 - 1 1899 Hoffenheim
20/12 12h30 Hamburgo 2 - 1 Werder Bremen
20/12 14h30 Colônia 3 - 0 Nuremberg

Classificação

1 Bayer Leverkusen
2 Schalke 04
3 Bayern de Munique
4 Hamburgo
5 Borussia Dortmund
6 Werder Bremen
7 1899 Hoffenheim
8 Wolfsburg
9 Mainz 05
10 Eintracht Frankfurt
11 Borussia M´gladbach
12 Colônia
13 Freiburg
14 Hannover 96
15 Stuttgart
16 Bochum
17 Nuremberg
18 Hertha Berlin

Campeonato Italiano


19/12 15h00 Bologna x Atalanta
19/12 17h45 Fiorentina x Milan
20/12 12h00 Roma 2 - 0 Parma
20/12 12h00 Genoa x Bari
20/12 12h00 Palermo 1 - 0 Siena
20/12 12h00 Napoli 2 - 0 Chievo
20/12 12h00 Livorno 3 - 1 Sampdoria
20/12 12h00 Juventus 1 - 2 Catania
20/12 12h00 Udinese x Cagliari
20/12 17h45 Inter de Milão x Lazio

Classificação

1 Inter de Milão
2 Milan
3 Juventus
4 Roma
5 Parma
6 Napoli
7 Palermo
8 Sampdoria
9 Bari
10 Fiorentina
11 Genoa
12 Chievo
13 Cagliari
14 Udinese
15 Livorno
16 Lazio
17 Bologna
18 Atalanta
19 Catania
20 Siena

Campeonato Espanhol


02/12 19h00 Xerez 0 - 2 Barcelona
19/12 15h00 Athletic Bilbao 2 - 0 Osasuna
19/12 17h00 Sevilla 1 - 2 Getafe
19/12 19h00 Real Madrid 6 - 0 Zaragoza
20/12 14h00 Villarreal 2 - 0 Racing
20/12 14h00 Valladolid 2 - 1 Sporting de Gijón
20/12 14h00 Espanyol 2 - 0 Almería
20/12 14h00 Málaga 2 - 1 Mallorca
20/12 16h00 Tenerife 1 - 1 At. Madrid
20/12 18h00 La Coruña x Valencia

Classificação

1 Barcelona
2 Real Madrid
3 Sevilla
4 Valencia
5 Mallorca
6 La Coruña
7 Athletic Bilbao
8 Getafe
9 Villarreal
10 Sporting de Gijón
11 Valladolid
12 Osasuna
13 Espanyol
14 Tenerife
15 At. Madrid
16 Racing
17 Almería
18 Málaga
19 Zaragoza
20 Xerez

Felipe Melo é eleito o pior do ano na Itália

Se para o técnico Dunga o volante Felipe Melo é o dono da camisa 5 da Seleção Brasileira e provável titular na Copa do Mundo da África do Sul, para a crônica italiana o atleta foi o pior jogador de 2009 no país. Pelo menos foi o que ficou decidido na votação para o Bidone D'Oro, que teve seu resultado conhecido nesta segunda-feira.

O "prêmio", dado ao pior jogador da temporada, é concedido pela Raí Radio 2 e havia sido entregue a Quaresma em 2008. Desta vez, o português chegou em segundo lugar, atrás apenas do volante brasileiro, que trocou a Fiorentina pela Juventus no início da temporada por 25 milhões de euros (cerca de R$60 milhões).

Melo foi eleito o pior do ano com 22,87% dos votos, contra 20,63% de Quaresma e 9,99% de Tiago, curiosamente companheiro de meio-campo de Felipe Melo na Juventus de Turim.

Dois brasileiros aparecem em seguida na lista: Dida, do Milan, com 9,56%, e Mancini, da Inter, que recebeu 9,39%. O holandês Huntelaar, também do Milan, ficou no 6.º lugar com 6,84%, assim como Ronaldinho Gaúcho, que recebeu 6,07% de votos. Poulsen, da Juventus, 6,06%, Carrizo, da Lazio, 4,37% e Julio Baptista, da Roma, 4,22% completam a lista dos destaques negativos do ano.

A eleição é realizada desde 2003 e Felipe Melo não foi o primeiro jogador brasileiro a ser condecorado com tal prêmio. Antes do camisa 5 do time de Dunga, também foram eleitos Rivaldo, por sua pífia temporada no Milan em 2003, e Adriano, que foi mal com a camisa da Inter em 2006 e 2007.

Bulls vencem na prorrogação e quebram sequência dos Hawks

O armador Derrick Rose converteu 32 pontos, seu melhor número na carreira, e levou o Chicago Bulls a uma vitória na prorrogação por 101 a 98 sobre o Atlanta Hawks.
O Chicago Bulls (9-16) teve que superar os 40 pontos de Joe Johnson para vencer os Hawks (19-7), que viram seu sequência de seis vitórias consecutivas ser quebrada.

Outro destaque dos Bulls foi o ala sudanês Luol Deng que conseguiu um double-double de 21 pontos e 12 rebotes.

Os Hawks tiveram oportunidade de empatar a partida, mas Johnson errou uma cesta de três pontos. No jogo, o atleta marcou 40 pontos em 48 minutos em quadra.

O pivô dominicano Al Horford anotou 15 pontos e pegou 12 rebotes para o Hawks.

ATP elege Federer x Nadal como a rivalidade da década

Foram 20 confrontos, 16 finais e muita emoção aos amantes do tênis. O encontro entre os gênios Roger Federer e Rafael Nadal foi eleito como a rivalidade da década pelo site oficial da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP).

A vantagem no duelo ficou com Nadal, dono de 13 vitórias contra apenas sete de Federer. Nas decisões de Grand Slam, destaque para o encontro de Wimbledon-2008, quando espanhol acabou com o reinado do suíço na grama inglesa.

Curiosamente, desde a épica partida, os craques só se enfrentaram duas vezes. Na final do Aberto da Austrália deste ano, Nadal levou a melhor. O troco veio pouco depois em grande estilo, com o triunfo de Federer no saibro de Madri.

Mesmo com uma rivalidade que pegou apenas três anos nesta década (durou entre 1989 a 2002), o confronto entre Pete Sampras e Andre Agassi ficou em segundo lugar na lista. O último encontro entre os norte-americanos foi no Aberto dos Estados Unidos-2002, com o êxito de Sampras em quatro sets.

De volta a personagens da atualidade, a ATP elegeu o confronto entre Rafael Nadal e Novak Djokovic como o terceiro mais empolgante da década. Foram 21 duelos em três anos e meio. O espanhol carrega uma assustadora invencibilidade contra o rival no saibro: nove vitórias.

Atual número um do mundo, Federer retorna à lista na quarta colocação, no confronto contra David Nalbandian, que parece ter uma motivação extra ao enfrentar o suíço. Destaque para a final da Masters Cup de 2005, quando o tenista sul-americano reverteu um déficit de 2 sets a 0 para ganhar o título.

Em 2007, Nalbandian teve mais duas vitórias importantes sobre Federer em Madri e Paris. Só que, nos últimos dois anos, o suíço tem levado a melhor nos confrontos.

A quinta rivalidade citada pela ATP foi entre Patrick Rafter e Andre Agassi. O estilo distinto de jogo dos tenistas era considerado atraente. De um lado, o australiano insistia na tática de saque e voleio contra um rival considerado mestre nas devoluções. Os três encontros em semifinais de Grand Slam (Wimbledon de 2000 e 2001 e Austrália de 2001), com duas vitórias de Rafter, ficaram na história.

A lista das rivalidades é completada com o confronto entre Fabrice Santoro e Marat Safin. Habilidoso, o francês impôs cinco vitórias seguidas e chegou a brincar: "Um dia ele vai me esmagar". O russo deu o troco em Roland Garros-2001 ao ganhar em cinco sets, mas terminou a carreira com ampla desvantagem no confronto: sete derrotas em nove partidas.

Jornais de Madri "ignoram" Barcelona e dão destaque à goleada do Real

Os jornais esportivos de Madri esquentaram ainda mais a rivalidade entre Real e Barcelona neste domingo. Os diários AS e Marca deram mais destaque à goleada do clube merengue sobre o Zaragoza do que ao título mundial dos catalães.

No AS, a manchete é "Tormenta de Futebol" como referência à vitória ao show do time liderado por Cristiano Ronaldo, Van der Vaart e Higuaín, que venceu por 6 a 0 no Santiago Bernabéu. No alto da página, o jornal cita que o Barcelona "atingiu o topo do mundo em uma noite épica".

O Marca, por sua vez, manchetou que o Real Madrid agora está a dois pontos do aquirrival na briga pelo título espanhol. No alto da capa, o diário menciona Lionel Messi como destaque na vitória de virada do Barcelona sobre o Estudiantes, por 2 a 1, após a prorrogação.

No entanto, o El País, um diário mais tradicional e que não é focado apenas em esportes, deu mais destaque ao Barcelona e citou que o clube chegou à incrível marca de seis títulos em 2009 - Mundial de Clubes, Liga dos Campeões, Campeonato Espanhol, Supercopa Europeia, Supercopa da Espanha e Copa do Rei.

Na Catalunha, os jornais não esconderam a emoção da conquista. O El Mundo Deportivo estampou a foto do capitão Puyol erguendo a taça conquistada nos Emirados Árabes.

sábado, 19 de dezembro de 2009

Bordeaux goleia Lorient e segue impossível na França

Atual campeão e líder do Campeonato Francês, o Bordeaux acrescentou mais uma vitória à sua boa fase. Neste sábado, o time do brasileiro Wendel recebeu o Lorient e ganhou por 4 a 0, em partida válida pela 18ª rodada da competição.

O resultado levou o Bordeaux a 40 pontos, beneficiado pelo empate do Olympique de Marselha, que empatou com o Saint-Etienne e chegou a 32 pontos - tem um jogo a menos.

O ataque Bellion, ex-Manchester United, foi o destaque da partida, marcando aos 11min e aos 41min. Cavenaghi ampliou aos 6min do segundo tempo e Gourcuff fechou o marcador aos 29min.

Brigando pelo segundo lugar, o Montpellier caiu dentro de casa contra o Nancy, que ganhou por 2 a 0, gols de Bakar e Berenguer.

Em má fase, o Paris Saint-Germain foi derrotado fora de casa em visita ao Rennes. Bangoura fez o único gol do jogo aos 39min da primeira etapa.

Em virtude do tempo ruim e da neve que assola parte da Europa neste sábado, o jogo entre Boulogne e Sochaux foi adiado.

Confira os jogos do Francês neste sábado:

Bordeaux 4 x 0 Lorient
Grenoble 1 x 1 Nice
Montpellier 0 x 2 Nancy
Rennes 1 x 0 Paris Saint-Germain
Valenciennes 0 x 0 Lens
Saint-Etienne 0 x 0 Olympique de Marselha

Imprensa espanhola exalta "ano mágico" do Barcelona

Seis campeonatos disputados e seis títulos conquistados. A impressionante campanha do Barcelona em 2009, coroada neste sábado com a vitória de virada por 2 a 1 em cima do Estudiantes, da Argentina, e a consequente taça do Mundial de Clubes da Fifa, repercutiu de maneira imediata na imprensa espanhola.

Três dos principais jornais do país estamparam em seus sites manchetes enaltecendo o poder mostrado por Messi, Ibrahimovic, Daniel Alves e companhia, não somente no Mundial, mas no Campeonato Espanhol, na Copa do Rei, na Liga dos Campeões, na Supercopa da Europa e na Supercopa da Espanha. Nas ruas de Barcelona, os torcedores festejaram, sendo que a maioria ficou na Praça das Canaletas.

"Messi encerra ano mágico do Barcelona", diz o As, lembrando que foi do craque argentino, provável melhor jogador do mundo do ano, o gol que decretou a virada em cima dos conterrâneos neste sábado, em Abu Dhabi.

Debaixo de uma foto gigantesca do camisa 10 do time catalão, o Marca também enalteceu não apenas Messi, mas todo o grupo comandado por Josep Guardiola, com a chamada: "A melhor equipe da história".

A reportagem cita que o Barcelona alcançou em 2009 feito até então inédito na história do futebol, pois o clube catalão foi campeão de todos os torneios que disputou, superando inclusive o Santos de Pelé, bicampeão mundial em 1962 e 1963, mas que perdeu o Roberto Gomes Pedrosa (Brasileiro da época) para o Palmeiras.

Não menos entusiasmado que o As e o Marca, o Sport, apaixonado pelo clube catalão, estampou: "O Mundo aos seus pés", citando no desenrolar da reportagem que o torneio da Fifa fechou com chave de ouro um ano histórico da equipe azul-grená.

Argentinos lamentam "facada no peito" dada por Messi

Ídolo da torcida argentina, Messi deixou muitos compatriotas tristes neste sábado ao marcar o gol da vitória e do título mundial do Barcelona na final diante do Estudiantes, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes. Tanto que o jornal esportivo Olé, assim que acabou o confronto, lamentou a "facada no peito" dada pelo atacante na equipe do seu país, com um gol de peito.

"Pinchazo en el pecho" foi a manchete do Olé - lembrando também o apelido do Estudiantes na Argentina: os Pinchas. "O Estudiantes sonhava com os pênaltis em Abu Dhabi até que apareceu Messi e marcou de peito, diante do goleiro Albil, no segundo tempo da prorrogação", diz o jornal.

No tempo normal, o Estudiantes abriu o placar no primeiro tempo, com Boselli, de cabeça, mas sofreu o empate faltando poucos minutos para acabar o jogo, com Pedro, de cabeça.

Bayern massacra Hertha sob neve; Leverkusen vence o turno

Atuando em casa e embaixo de neve, o Bayern de Munique massacrou o Hertha Berlin por 5 a 2 e seguiu sua recuperação no Campeonato Alemão. Apesar disso, o título do primeiro turno, que se encerra neste fim de semana, é do Bayer Leverkusen, que recebeu o Borussia Mönchengladbach e fez 3 a 2.

O Bayern venceu sua segunda partida consecutiva por goleada, ampliando para dez o número de jogos invicto no Alemão, e se mantendo em terceiro. Já antes do intervalo, o time da casa saiu em vantagem com gols de Van Buyten na bola aérea, aos 16min, Gomez finalizando impedido, aos 31min, e Robben, aos 33min, de rebote.

Com superioridade massacrante, o Bayern não deu chances ao Hertha, quarto colocado no último Alemão, mas o lanterna desta edição. Thomaz Müller ampliou aos 15min, e Ramos diminuiu para o Hertha aos 26min. Olic fez de novo para os bávaros, aos 32min. Raffael, nos acréscimos, diminuiu a vergonha dos berlinenses.

Mesmo atuando em casa, o Bayer Leverkusen teve dificuldades para vencer o Borussia Mönchengladbach por 3 a 2. Pressionado pelo Schalke 04, que ganhou na sexta-feira e era temporariamente líder, Kroos abriu o placar aos 18min - Brouwers igualou aos 36min.

O clima de tensão aumentou com Dante fazendo para o Mönchengladbach aos 8min da etapa final. O Leverkusen foi pra cima e conseguiu devolver a virada, garantindo o título simbólico do primeiro turno: Derdiyok fez aos 15min e Kroos, emprestado pelo Bayern de Munique, decretou a vitória aos 24min.

Eliminado da Liga dos Campeões, o Wolfsburg também não vai bem no Campeonato Alemão. Neste sábado, visitou o Eintracht Frankfurt e ficou no empate em 2 a 2, permanecendo em nono. Dzeko e Josué marcaram para o time de Grafite, Franz e Meier marcaram para os donos da casa.

Com um gol do argentino Lucas Barrios, ex-Colo-Colo, o Borussia Dortmund venceu o Freiburg por 1 a 0. Temporariamente quarto colocado com 30 pontos, aguardará o confronto entre Werder Bremen e Hamburgo, que se enfrentam e têm 28 pontos cada.

Confira os jogos do Alemão neste sábado:

Bayer Leverkusen 3 x 2 Borussia Mönchengladbach
Bayern de Munique 5 x 2 Hertha Berlin
Borussia Dortmund 1 x 0 Freiburg
Eintracht Frankfurt 2 x 2 Wolfsburg
Hannover 2 x 3 Bochum

Branco deve ficar na diretoria do Fluminense em 2010

Falta apenas a batida do martelo. Novas reuniões estão programadas para os próximos dias, mas é praticamente certo que Branco continue como coordenador de futebol do Fluminense na próxima temporada. Na sexta-feira, ele passou a noite reunido com Celso Barros, presidente da Unimed e seu maior defensor.

Branco deixou claro que não vai abrir mão de receber as parcelas da dívida, situação que o coloca em confronto com o Conselho Diretor do Flu. A solução para o impasse passa pela vontade de Celso Barros, que estaria disposto a pagar o salário integral do coordenador (R$ 60 mil), deixando a dívida (R$ 75 mil mensais) a cargo do clube.

A renovação não foi decidida porque o clube ainda não aceitou a solução apresentada por Celso Barros. Além da dívida, o relacionamento de Branco com Ricardo Tenório e Mário Bittencourt, vice e gerente de futebol, respectivamente, está muito desgastado. Comenta-se também que Cuca não é entusiasta do coordenador.

Leandro

Enquanto os bastidores não se decidem, jogadores são oferecidos ao clube. O último nome é um velho conhecido: o atacante Leandro, 29 anos. Campeão carioca pelo clube em 2005, Guerreiro, como foi apelidado pelos torcedores, luta pela sua liberação junto ao Verdy Tokyo.

Ele tem mais um ano de contrato com o clube japonês, mas quer voltar ao Brasil. Seu empresário, Téo Constantin, faz a ponte da negociação.

Leandro não é o principal nome para o ataque. O favorito é Juninho, que brilhou pelo Atlético-GO. No entanto, o atacante tem contrato até 2012 e sua multa gira em torno de R$ 6,5 milhões. Ele mostrou interesse em sair, mas o clube não pretende liberá-lo por uma quantia menor.

Schalke vence e assume liderança provisória do Alemão

O Schalke 04 assumiu provisoriamente a primeira colocação do Campeonato Alemão nesta sexta-feira, na abertura da 17ª rodada da competição - a última do primeiro turno. Jogando em casa, a equipe do técnico Felix Magath sofreu, mas venceu o Mainz 05 por 1 a 0 e ultrapassou temporariamente o Bayer Leverkusen na primeira colocação.

Com o resultado, o Schalke foi de 31 para 34 pontos e deixou o Bayer, que tem 32, no segundo lugar. A equipe de Leverkusen, porém, pode reassumir o primeiro lugar neste sábado, quando enfrenta o Borussia Moenchengladbach em casa. O Mainz, por sua vez, permaneceu com 24 pontos e deve perder o sétimo lugar com o complemento da rodada.

O gol da vitória do Schalke - que contou com os brasileiros Bordon e Kuranyi em campo - foi marcado ainda no começo da partida pelo atacante Jefferson Farfán. Aos 12min do primeiro tempo, o peruano recebeu o passe de Lewis Holtby dentro da área e bateu com segurança na saída do goleiro Heinz Müller.

Após a partida desta sexta-feira, os dois times inauguram o recesso de inverno do Campeonato Alemão. O Schalke 04 só volta a entrar em campo no dia 16 de janeiro, quando encara o ameaçado Nuremberg em Gelsenkirchen. Já o Mainz enfrenta justamente o Bayer Leverkusen na BayArena.

Libertadores dos Brasileiros

São Paulo, Flamengo, Internacional, Cruzeiro e Corinthians: esse ano podemos dizer que estamos bem equipados para a Libertadores de 2010. Agora vem a dúvida: será que vamos conseguir chegar a final e, consequentemente, ganhar a Libertadores?

Dúvida cruel essa. Torcemos que essa pergunta será positiva.

São Paulo já é freguês da competição, faz 7 anos que nunca deixou de participar do copa e mais uma vez, estão lá para conseguir outro título.

O Flamengo foi o premiado com isso, além do título do campeonato brasileiro, veio a classificação a libertadores, que o time tanto sonhava.

O Internacional foi o time que merecia ganhar essa chance, pois o time é muito bom para conseguir chegar final, fazendo uma boa campanha.

O Cruzeiro foi o sortudo da vez, conseguindo a vaga de última hora, deixando o Palmeiras a ver navios.

O Corinthians ganhou a primeira vaga, vencendo a copa do Brasil, coisa que foi por um triz no ano passado, e esse ano se realizou.

Bom 2010 para todos!!!!!!

Liminar tira revelação do time profissional do São Paulo

Apontado como uma das principais revelações das categorias de base do São Paulo nos últimos anos, o meia Oscar conseguiu nesta sexta-feira sua rescisão de contrato com o clube. Através de uma liminar concedida pela 40ª Vara da Justiça do Trabalho de São Paulo, o jogador garantiu seu direito de atuar por outro clube em 2010.

A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do jogador na manhã deste sábado. Oscar, 18 anos, reprovou a validade das alterações contratuais promovidas pelo São Paulo em sua emancipação legal, realizada em 2007 para que ele se tornasse maior de idade perante a lei. Na época, tinha apenas 16 anos, idade mínima para assinar um contrato profissional.

Emancipado por sua mãe, o meia afirma que ficou "escondido" na Espanha até completar os 16 anos. Após os trabalhos legais da ocasião, o São Paulo prorrogou seu contrato até dezembro de 2012. A ação foi bastante criticada por André Ribeiro, advogado que representou Oscar na causa atual.

"A prática é contrária ao que determinam os regulamentos da Fifa, que proíbem o registro de contratos de atletas menores de 18 anos por prazo superior a três anos. Além disso, o jogador reclama salários e FGTS parcialmente atrasados desde setembro de 2008, o que daria causa à rescisão indireta de seu contrato e o que fundamentou a concessão da decisão liminar", explicou Ribeiro.