domingo, 31 de janeiro de 2010

Egito vence Gana no fim e garante sétimo título continental

De forma dramática, o Egito conquistou neste domingo sua sétima taça da Copa Africana de Nações. Na final da edição de 2009 do torneio, a equipe do norte do continente venceu Gana em Luanda, Angola, por 1 a 0, graças ao gol marcado por Gedo no final da partida.

A vitória confirmou a campanha superior dos egípicos em relação a seus concorrentes de Gana. Nas cinco primeiras partidas pela competição, a seleção do técnico Hassan Shehata venceu todas, garantindo o aproveitamento de 100% no Grupo C da primeira fase, derrotando Camarões (3 a 1) nas quartas de final e Nigéria (4 a 0) nas semifinais.

Na partida deste final de semana, a escrita do Egito se manteve. Após um primeiro tempo tecnicamente fraco, no qual a equipe foi ligeiramente superior, Gana resolveu responder aos 7min do segundo tempo: em cobrança de falta, Asamoah Gyan encheu o pé e mandou a bola próxima do travessão do goleiro El Hadary.

A partida já se encaminhava para a prorrogação, com Gana pressionando. No entanto, aos 40min, Gedo tabelou com Zidan, entrou pela esquerda e bateu de direita na saída do goleiro Kingson. Era quinto gol do camisa 15, que garantia o inédito tricampeonato do Egito, primeira seleção a conquistar três títulos consecutivos

Stuttgart goleia e respira no Campeonato Alemão

Stuttgart e Borussia Dortmund se enfrentaram neste domingo, pela 20ª rodada do Campeonato Alemão e acabou vencendo a partida por 4 a 1. O resultado foi bom para a equipe, já que luta para fugir das últimas posições da tabela.

Até o início da partida, o Borussia ocupava a quarta posição e buscava os 3 pontos para encostar nos líderes. Já o Stuttgart não faz bom campeonato e precisava da vitória desesperamente para se afastar da zona de rebaixamento.

O jogo começou emocionante. Logo aos 14min do primeiro tempo, Pogrebnyak marcou para os donos da casa. Aos 48min, o time ainda teve um pênalti a seu favor, mas Marica desperdiçou a cobrança. No segundo tempo, o Borussia começou melhor, e aos 10min, Barrios empatou a partida. O Stuttgart não se abalou e saiu para o jogo em busca dos três pontos. Aos 32min, Kuzmanovic marcou e deixou o Stuttgart em vantagem. Aos 41min, Marica se redimiu e deixou sua marca e aos 44min, Träsch decretou a vitória dos anfitriões por 4 a 1.

O Borussia perdeu a chance de encostar nos líderes e estacionou na 4ª colocação, com 36 pontos. Já o Stuttgart respira e sobe para a 12ª posição.

A 20ª rodada do Campeonato Alemão se encerra com o jogo entre Bayer Leverkusen, que luta pela liderança e Freibug.

Milan esbarra no Livorno em casa e Roma se iguala em segundo

Uma rodada após perder o dérbi para a Inter de Milão, o Milan mostrou dificuldades e, dentro de casa neste domingo, esbarrou em um determinado Livorno. Apesar de um gol de Ambrosini, a partida, válida pela 22ª rodada, terminou empatada em 1 a 1 e, mesmo sem entrar em campo, a líder do Campeonato Italiano agradeceu.

O jogo entre Parma e a primeira colocada Inter de Milão foi adiado por conta do tempo ruim e da neve no Estádio Enio Tardini. Com um jogo a menos, a atual tetracampeã tem 49 pontos. Já o Milan, por conta do empate, fica com 41 pontos em segundo lugar. Para piorar, a Roma bateu o Siena e, em franca recuperação, se igualou na vice-liderança do Italiano.

Jogando em casa atrás da reabilitação, o Milan abriu o placar aos 44min: depois de bola alçada na área, Ambrosini se aproveitou de falha do goleiro do Livorno e empurrou para o gol vazio. Já aos 8min do segundo tempo, o experiente Lucarelli igualou para os visitantes, que seguraram uma pressão média do time de Ronaldinho e levaram um ponto para casa.

Já na capital italiana, o empate persistia até o final, mas a Roma se salvou e ganhou do Siena por 2 a 1. O norueguês Riise abriu o marcador aos 29min, mas Vergassola igualou aos 41min. A dois minutos do fim do tempo regulamentar, o nigeriano Okaka Chuka salvou o time romano, que atingiu assim a vice-liderança.

Em má fase e jogando sem Mutu, suspenso por doping, a Fiorentina ficou no empate contra o Cagliari, fora de casa. Marchionni fez primeiro, mas Lazzari e Astori viraram. Jovetic sentenciou o empate por 2 a 2 ao novo time de Keirrison, agora o 11º na tabela.

A rodada do Italiano é completada por Juventus e Lazio, no tradicional jogo da noite.

Resultados do Italiano neste domingo:

Milan 1 x 1 Livorno
Roma 2 x 1 Siena
Cagliari 2 x 2 Fiorentina
Catania 1 x 1 Udinese
Chievo 1 x 1 Bologna
Sampdoria 2 x 0 Atalanta

Renault apresenta novo carro e confirma Petrov como titular

A Renault lançou neste domingo seu carro para temporada de 2010 da Fórmula 1. Pintado majoritariamente em amarelo e contado com detalhes pretos e vermelhos, o modelo R30 da equipe francesa foi exibido no circuito de Valência, na Espanha. Na cerimônia, o time ainda confirmou o russo Vitally Petrov como seu titular.

Primeiro piloto russo da história da Fórmula 1, Petrov será o companheiro do polonês Robert Kubica, contratado após o encerramento da participação da BMW na equipe BMW Sauber. A Renault, que teve boa parte de suas ações negociadas com uma empresa de Luxemburgo após a última temporada, se apresentou sem seu principal patrocinador de 2009, a seguradora ING.


"Vamos começar uma nova era na equipe", declarou Eric Boullier, novo chefe do time. "Com uma nova estrutura, novos pilotos e novas cores não há como estão estar animado e olhando para frente", destacou o dirigente, que confirmou três reservas para o time: o chinês Ho-Pin Tung, o belga Jérôme D'Ambrosio e o tcheco Jan Charouz.

A vaga de Petrov no time já vinha sendo especulada nos últimos dias, muito em função do patrocínio que poderia trazer para os cofres da escuderia. Atual vice-campeão da GP2, o russo estreará na Fórmula 1 com 25 anos após vencer a concorrência de nomes como Robert Doornbos e Romain Grosjean, que encerrou a temporada de 2009 na vaga.

As cores da Renault fazem uma referência ao primeiro carro da equipe francesa a correr na Fórmula 1 em 1978. Pilotado pelo francês Jean-Pierre Jabouille, o modelo RS01 era todo pintado em amarelo e preto, cores que se tornaram tradicionais da Renault em corrida. O carro ainda apresenta uma tendência aerodinâmica já detectada em outras equipes: o "rabo de tubarão", que liga a tampa do motor à asa traseira.

Ainda de acordo com Eric Boullier, a meta é fazer a Renault figurar novamente entre as melhores do grid. Ele, porém, admite que isto ainda levará algum tempo. "Não acontece do dia para noite e nossa ambição é dar um passo de cada vez", comentou. "Nosso novo carro, o R30, deve ser competitivo e confiável. Nossas fábricas já foram bem sucedidas no passado e não se esqueceram como se vence na Fórmula 1."

A Renault foi a quarta equipe a apresentar seu carro para a temporada de 2010 - antes dela, Ferrari, McLaren e Sauber também já exibiram seus modelos. Na segunda-feira, quando o circuito de Valência abre a série de testes coletivos do ano, William, Mercedes e Toro Rosso também exibirão seus novos carros.

Murray repete "papai" Federer e chora durante premiação

Derrotado na final do Aberto da Austrália de 2009 por Rafael Nadal, Roger Federer não conteve a emoção durante a entrega dos troféus e chorou copiosamente. Um ano depois, o suíço segurava a taça de campeão e viu sua vítima deste domingo, Andy Murray, desabar em lágrimas quando falava à plateia sobre o jejum de títulos de Grand Slam da Grã-Bretanha.

A queda deste domingo, definida em sets diretos de 6/3, 6/4 e 7/6 (13-11), foi a segunda da carreira de Murray em decisões de Grand Slam, visto que fora superado pelo mesmo Federer no Aberto dos Estados Unidos de 2008. O resultado manteve Fred Perry como o último homem britânico a faturar um torneio desse nível, o que ocorreu em Nova York, em 1936.

Embora tentasse descartar a pressão decorrente desse número antes da decisão em Melbourne, o jovem de 22 anos mostrou na cerimônia de premiação o quanto quebrar esse tabu era importante. "Desculpe por não ter conseguido fazer isso por vocês britânicos esta noite", disse, antes de parar por causa das lágrimas.

Rápido no gatilho, Murray na sequência ainda conseguiu fazer uma piada sobre o assunto, lembrando o choro de Federer ao cair ante Nadal e perder na ocasião a chance de igualar o recorde de conquistas de Slams de Pete Sampras. "Posso chorar como Federer. É uma vergonha que não possa jogar como ele", cravou, motivando risos do público e do próprio suíço.

Assim como o espanhol havia feito na mesma Rod Laver Arena há 12 meses, o primeiro colocado do ranking mundial tratou de consolar o tenista que voltará a ser o terceiro da lista a partir de segunda-feira. "Andy, seu torneio foi incrível. Você é um jogador muito bom para não ganhar um Grand Slam, então não se preocupe com isso", disse.

Aos 22 anos, Murray disputou em janeiro sua 17ª edição de Grand Slam. Curiosamente, a primeira taça de Federer nesse nível veio exatamente na 17ª competição da carreira, em Wimbledon 2003. A partir de então, o atleta ganhou 15 dos 26 torneios grandes disputados, sendo que só faltou à decisão em cinco ocasiões, e disparou para superar as 14 conquistas de Sampras.

"Estou nas nuvens e mostrando um dos melhores níveis de tênis da minha vida", resumiu o suíço, ainda portando o microfone. Para ele, o sabor da vitória foi ainda mais especial porque não somava um título tão importante desde que sua esposa, Mirka Vavrinec, deu à luz a gêmeas, no fim de julho. "É meu primeiro Grand Slam como pai. Estou ansioso para que elas possam me ver em quadra no ano que vem, quem sabe", projetou, em referência a Charlene Riva e Myla Rose.

Mortal nos contragolpes, Manchester passeia na casa do Arsenal

Na briga a três pelo Campeonato Inglês, o Manchester United venceu o Arsenal neste domingo, fora de casa, com grande autoridade. O placar de 3 a 1 foi construído na base dos contra-ataques em dia de grandes exibições do trio ofensivo formado por Nani, Rooney e Ji-Sung Park.

Com a vitória no principal clássico inglês, o Manchester United chega a 53 pontos na segunda colocação, com um ponto a menos e um jogo a mais que o líder Chelsea. Derrotado, o Arsenal perde espaço e fica com 49 pontos.

Desfalcado de seus dois zagueiros titulares, Rio Ferdinand e Vidic, o Manchester United ainda assim teve uma exibição defensiva praticamente perfeita. A vitória começou a ser construída com um belo gol do português Nani, que em jogada pessoal pela ponta direita levou três marcadores e foi às redes do Arsenal, aos 33min.

Nani novamente apareceu bem quatro minutos depois. Em contra-ataque de manual, o português recebeu de Rooney ainda na intermediária defensiva, conduziu a bola em alta velocidade e devolveu para o companheiro, que finalizou de primeira, sem chances, silenciando o Emirates Stadium em Londres.

Disposto a uma reação, o Arsenal sofreu novo banho de água fria já na volta do intervalo. Aos 7min, Carrick lançou o sul-coreano Ji-Sung Park, que carregou e empurrou para o gol na saída de Almunia. Aos 35min, o belga Vermaelen ainda diminuiu, em chute desviado na entrada da área.

sábado, 30 de janeiro de 2010

Criticado, Fernandão tira Goiás da lanterna na estreia de Jorginho

Alvo de protestos vindos de parte da torcida esmeraldina por negociar com o São Paulo desde o fim da temporada passada, Fernandão foi de vilão a heroi na noite deste sábado, ao garantir a reabilitação do Goiás no Estadual. Justamente no clássico contra o Vila Nova, o atacante foi às redes e garantiu o primeiro triunfo de sua equipe em 2010, na vitória por 2 a 0 que tira também o time da incômoda lanterna do torneio no jogo que marcou a estreia do técnico Jorginho.

Desfalque do Goiás nas últimas partidas por sofrer com dores no pescoço, o atacante ainda convive com a possibilidade de se transferir ao Morumbi, já que os dirigentes tricolores ainda sonham com a contratação para formar o setor ofensivo. No entanto, pelo menos neste final de semana, Fernandão voltou a ser ovacionado pelos torcedores ao balançar as redes aos 38min do primeiro tempo e dar início ao triunfo sobre o rival. Uma semana antes, o time teve outro clássico, mas acabou batido pelo Atlético-GO por 2 a 1.

Com o fim da série de insucessos (um empate e três derrotas), o Goiás soma seu quarto ponto na tabela e deixa para trás Canedense e Morrinhos, novo último colocado do Estadual. Já o Vila Nova deixou escapar a chance de se tornar líder, estacionou nos sete pontos e na terceira posição, porém ainda pode ser ultrapassado por Anapolina, Santa Helena, Itumbiara e Trindade no decorrer da quinta rodada.

Bayern vence e assume liderança provisória do Alemão

Mesmo debaixo de forte nevasca, o Bayern de Munique recebeu o Mainz, neste sábado, em jogo válido pela 20ª rodada do Campeonato Alemão, e, com a vitória por 3 a 0, assumiu de forma provisória a liderança isolada da competição.

O primeiro tempo da partida foi agitado. Aos 31min, Thomas Muller sofreu falta dentro da área, mas Butt acabou errando a cobrança pênalti a favor do Bayern.

Já o segundo tempo começou eletrizante. Aos 13min, Buyten aproveitou cruzamento pela direita, cabeceou para o gol e contou com uma "forcinha" do goleiro adversário, que deixou a bola passar por debaixo das pernas.

Aos 30min foi a vez de Gomez aproveitar o cruzamento da direita, dessa vez rasteiro, e ampliar o placar para os donos da casa. A vitória foi sacramentada aos 40min, com Robben, em cobrança de falta com perfeição.

Com o resultado, o Bayern assumiu a liderança da competição, com 42 pontos, um a mais do que o Bayer Leverkusen, que joga no domingo, contra o Freiburg. Já o Mainz estaciona na oitava posição, com 27 pontos somados.

Confira outros resultados deste sábado pelo Campeonato Alemão:

Eintracht Frankfurt 1 x 2 Colônia
Hannover 1 x 3 Nuremberg
Hertha Berlin 0 x 0 Bochum
Borrusia Mönchengladbach 4 x 3 Werder Bremen

Barcelona vence com gol de Pedro e frustra Real Madrid

Mesmo com quase força total, o Barcelona venceu o Sporting Gijón por placar magro de 1 a 0, neste sábado, pelo Campeonato Espanhol. Atuando fora de casa, o atual campeão só não teve Daniel Alves e precisou contar com intervenções do goleiro Victor Valdés e de um gol do atacante Pedro para se manter confortavelmente na liderança.

Com o resultado, o Barcelona vai a 52 pontos e impede a aproximação do Real Madrid, que atua ainda neste sábado fora de casa contra o Deportivo La Coruña e tem 43 unidades.

O único gol do Barcelona foi marcado por Pedro Rodríguez: aos 31min, o atacante recebeu de Iniesta, no limite da linha de impedimento, disparou e finalizou sem chances para o goleiro do Sporting Gijón.

O Barcelona volta a campo pela Liga Espanhola no próximo final de semana, no Camp Nou, para encarar o Getafe, enquanto o Sporting Gijón sai de sua casa para visitar o Almeria, que antes encara o Valladolid, domingo.

Ainda sem Robinho, Santos vence e "dorme" na liderança

No dia em que Robinho chegou ao Brasil para voltar a defender o Santos, a nova geração dos garotos do clube paulista voltaram a dar conta do recado. Longe de uma atuação cheia de brilho, como nas goleadas sobre o Rio Branco e Barueri, Neymar e companhia fizeram o necessário para conseguir vencer o Oeste por 2 a 0 e assumir, ainda que provisoriamente, a liderança do Campeonato Paulista com 10 pontos.

Para que Robinho volte ao seu clube formador na ponta do Paulista, será preciso passar o domingo torcendo para que Corinthians e Palmeiras empatem o clássico, que o Ituano tropece diante do Santo André.e que o São Paulo não goleie o Sertãozinho.

No jogo deste sábado à noite, os jogadores do Santos convocaram a torcida, ao som dos Bee Gees, para ajudar a embalar o time no Paulista. Mas o que mais se ouviu dos 10.393 torcedores presentes à Vila Belmiro foi "Olelê, olalá, Robinho vem aí e o bicho vai pegar", o grito da torcida para o atacante em sua primeira passagem pelo clube.

Mas já que Robinho foi apenas ao CT Rei Pelé para conhecer seus novos companheiros e o técnico Dorival Júnior, quem fez as honras da casa foi Neymar. Mais "respondão" do que no ano passado - discutiu por duas vezes com os zagueiros do Oeste e ainda levou um cartão amarelo - o artilheiro do Campeonato Paulista com 5 gols iniciou a jogada do primeiro gol e marcou o outro que selou o placar.

Melhor em campo, o Santos encontrou dificuldades para furar a retranca do Oeste. Apesar de Neymar infernizar na lateral do campo, os gols só foram sair mesmo no segundo tempo. Aos 6min do segundo tempo, Neymar recebeu na intermediária de Léo, e deu um passe na medida para Marquinhos. Livre de marcação, o experiente meia serviu o jovem André que só teve o trabalho de empurrar para o gol vazio.

Sem ser incomodado pelo Oeste, o Santos foi levando o jogo com tranquilidade até chegar ao segundo tento, aos 47min, com Madson dando bom passe para Neymar aparecer na área e tocar na saída do goleiro.

Tiago precisa agora de calma e tranquilidade, diz Guga

"Acho que ele (Tiago) precisa desfrutar essa conquista. Mas, é necessário manter a calma e tranquilidade no trabalho", disse Gustavo Kuerten sobre Tiago Fernandes, que conquistou o título juvenil do Aberto da Austrália neste sábado. Guga afirma estar muito contente com a conquista de um título inédito para o Brasil. Ele destacou também que o tenista alagoano está trabalhando muito e se dedicando ao treinamento na academia de Larri Passos, em Camboriú (SC).

"A vitória do Tiago Fernandes no Australian Open é um motivo de grande alegria para os tenistas e para o esporte em geral", disse Guga.

O tricampeão de Roland Garros comentou também que o resultado de Tiago é fruto do trabalho em equipe realizado por Larri. "São 15, 20 garotos treinando muito, há cerca de dois anos, como o André Baran e o Thiago Monteiro" que também obteve destaque com a terceira vitória consecutiva no circuito Cosat.

Guga chegou a relembrar sua fase como juvenil. "Treinar com um grupo é muito positivo porque um ajuda o outro, estimula a ir em frente, todos acabam contribuindo com o resultado. Era assim na minha época com o Cascata (Marcelo Rebelo) e o Bocão (Marcos Vinícius Barbosa)", afirmou, citando o técnico (Barbosa) que acompanhou Fernandes em Melbourne.

Treinando há dois anos com Larri Passos, Tiago segue a mesma filosofia de trabalho da equipe, desenvolvida pelo ex-técnico de Guga que acompanhou o atual campeão juvenil na Copa Gerdau e Orange Bowl. Fernandes também foi com Larri para Wimbledon, em 2008, para se familiarizar com o circuito profissional, e no ano seguinte, já disputava as oitavas de final do torneio.

Gustavo Kuerten e Tiago já formaram dupla, em 2008, no jogo de despedida de Guga do circuito profissional, em Florianópolis.

Lesão tira Leandro do Grêmio contra o Inter

O elenco do Grêmio viajará desfalcado para o clássico Gre-Nal de Erechim, no domingo. O meia atacante Leandro segue sentindo forte dores no dedão do pé direito e foi cortado da lista de relacionados para a partida das 19h30 (de Brasília). Ele não seria titular da equipe, mas era visto como uma arma importante no banco pelo técnico Silas.

O problema incomoda o jogador desde a primeira rodada, quando sofreu um pênalti na vitória por 3 a 2 sobre o Pelotas. Mesmo com a região dolorida, ele disputou o jogo contra o Caxias. Depois disso, ficou de fora dos confrontos diante do Veranópolis e do Santa Cruz.

Ipatinga derruba invencibilidade de dois anos do Cruzeiro

O Ipatinga derrubou neste sábado uma longa invencibilidade do Cruzeiro no Mineirão. Jogando em Belo Horizonte, o time do Vale do Aço derrotou a equipe de Adilson Batista por 3 a 0, em partida válida pela segunda rodada do Campeonato Mineiro de 2010.

A derrota foi a primeira do Cruzeiro em jogos pelo Campeonato Mineiro no Estádio do Mineirão desde 15 de março de 2008. Na ocasião, em falha incrível do goleiro Andrey, o time perdeu para o Rio Branco de Andradas por 1 a 0. Desde então, acumulava 25 partida sem perder no local.

Com o resultado, os cruzeirenses continuam contabilizando os três pontos que consquistaram na primeira rodada, quando derrotaram o Uberlândia também no Mineirão por 6 a 0. O Ipatinga, em compensação, se reabilita da derrota que sofreu para o Tupi na estreia por 1 a 0 em Juiz de Fora e também acumula três pontos no Estadual de 2010.

Mandante da partida, o Ipatinga começou pressionando mais o gol de Rafael, que substituiu Fábio no gol do time misto do Cruzeiro. Aos 17min, Jajá aproveitou o cruzamento de Francismar e mandou a bola na trave. Três minutos depois, o mesmo Jajá recebeu a bola na esquerda, entrou na área, limpou de Rafael e bateu para o gol. Thiago Heleno salvou em cima da linha, mas o árbitro viu toque de mão e expulso o zagueiro. Pênalti marcado, e convertido pelo ex-palmeirense Thiago Mathias aos 22min.

Aos 40min, diante da apatia cruzeirense, o Ipatinga aproveitou o vacilo da defesa e fez o segundo. Em condição legal, Francismar recebeu o lançamento pela direita, invadiu a área, driblou Rafael e tocou quase sem ângulo para ampliar para os "donos da casa".

Após o intervalo, os quadricolores fizeram 3 a 0 logo aos 6min e decretaram o derrota azul. Luizinho recebeu na direita, entrou na área, prendeu a bola e chutou de frente para o gol, dando poucas chances para Rafael fazer a defesa. Era o terceiro do Ipatinga, que derrubava os quase dois anos de invencibilidade do Cruzeiro no estádio.

A equipe do interior ainda teve a chance de fazer 4 a 0 aos 8min, em bola de Jajá que explodiu na trave. O Cruzeiro, por sua vez, tentou a resposta no chute perigoso de Jonathan aos 28min, no qual Douglas praticou boa defesa. O goleiro ainda apareceu bem de novo aos 35min, defedendo chute rasteiro de Thiago Ribeiro e garantindo o zero no placar.

No fim, após cruzamento rasteiro de Reina, Amilton quase fez o quarto gol do Ipatinga de letra - a bola foi para fora. Mesmo assim, o gol não fez falta para o Ipatinga, que volta a entrar em campo no próximo domingo, quando volta ao Mineirão para enfrentar o Atlético-MG. Um dia antes, no mesmo local, o Cruzeiro recebe o Villa Nova.

FICHA TÉCNICA

Ipatinga 3 x 0 Cruzeiro

Gols
Ipatinga: Thiago Mathias, aos 22min, e Francismar, aos 40min do primeiro tempo; Luizinho, aos 6min do segundo tempo

Ponto Forte do Ipatinga
Jajá não marcou gols, mas foi peça-chave na criação de jogadas

Ponto Forte do Cruzeiro
Mesmo batido, o time chegou com perigo após a entrada de Thiago Ribeiro

Ponto Fraco do Ipatinga
Amilton poderia ter feito 4 a 0 no fim, mas enfeitou demais e perdeu a chance

Ponto Fraco do Cruzeiro
O time misto de Adilson Batista se mostrou tecnicamente fraco

Personagem do jogo
Thiago Heleno, expulso no começo do jogo por um pênalti bastante questionável

Lance polêmico
Aos 20min do primeiro tempo, Jajá chutou e só não fez o gol porque Thiago Heleno apareceu em cima da linha para cortar. O árbitro Ricardo Marques Ribeiro viu toque de mão, expulsou o zagueiro e marcou o pênalti.

Esquema Tático do Ipatinga
3-5-2
Douglas; Márcio Alemão, Thiago Matias e Max; Luizinho, Jaílton, Max Carrasco (Leanderson), Francismar (Reina) e Marinho Donizete; Jajá (Danilo Dias) e Amilton. Técnico: Gerson Evaristo

Esquema Tático do Cruzeiro
4-4-2
Rafael; Jonathan, Thiago Heleno, Cláudio Caçapa e Magalhães (Thiago Ribeiro); Fabinho, Elicarlos, Bernardo (Camilo) e Gilberto; Guerrón (Pedro Ken) e Eliandro. Técnico: Adilson Batista

Cartões Amarelos
Ipatinga: Thiago Mathias, Max, Luizinho e Max Carrasco
Cruzeiro: Pedro Ken e Eliandro

Cartão Vermelho
Cruzeiro: Thiago Heleno

Árbitro
Ricardo Marques Ribeiro

Local
Mineirão

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Jornal diz que Cabañas teria desafiado atirador

Um membro da equipe de limpeza do bar onde o jogador Cabañas foi baleado na última segunda-feira declarou em seu depoimento à polícia que o atleta paraguaio teria desafiado seu agressor, informou o jornal espanhol Marca.

Segundo Javier Ibarra, a única testemunha do acidente, o atirador identificado como José Jorge Balderas teria provocado o jogador, comentando seu desempenho em seu atual clube, o las Águilas del América, da Cidade do México.

O comentário teria gerado uma briga entre os dois. A testemunha afirmou que assim que Balderas sacou a arma, Cabañas teria desafiado o agressor, dizendo: "atira, se tem b...!"

A nova versão apresentada pela polícia após o recolhimento dos depoimentos contradiz a história original, de que a briga teria sido causada por uma dançarina do bar onde estava o jogador da seleção paraguaia

Isabel Clark sofre queda e está fora do Winter X-Games

A carioca Isabel Clark não disputará o Winter X-Games, que acontece neste final de semana, em Aspen, nos Estados Unidos. A representante brasileira nos Jogos Olímpicos de Vancouver 2010 treinava nesta quarta-feira para a prova de boardercross quando caiu e bateu com a cabeça.


Apesar do susto, a atleta não sofreu nenhuma fratura ou lesão mais séria. Mas, por medida preventiva, não irá para o Winter X-Games. Sua participação em Vancouver, no entanto, não está ameaçada.


"A Isabel já está bem. Durante os treinos de ontem ela bateu com a cabeça, e por ter sofrido um choque em uma região delicada, os médicos recomendam que ela fique em observação alguns dias", disse Stefano Arnhold, presidente da Confederação Brasileira de Desportos na Neve.


Isabel teve uma ótima temporada em 2009 e terminou na 14ª colocação da lista classificatória, sendo que as 25 melhores garantiram vaga na competição. O snowboard cross, prova de Isabel nos Jogos de Inverno, acontece no dia 16 de fevereiro, em Cypress Mountain.

Federer massacra Tsonga e encara Murray na final

O suíço Roger Federer bateu Jo-Wilfried Tsonga com extrema facilidade nesta sexta-feira e foi à final do Aberto da Austrália após vencer o francês em três sets, parciais 6/2, 6/3 e 6/2.

Na grande decisão do primeiro Grand Slam do ano, marcada para domingo, o número 1 do mundo duelará com o britânico Andy Murray, que despachou o croata Marin Cilic na outra semi.

Uma das partidas mais fáceis de Roger Federer nesta edição do Aberto da Austrália veio justamente nas semifinais. Abusando das subidas à rede e aproveitando-se da fragilidade do backhand de Jo-Wilfried Tsonga, o suíço simplesmente passeou em quadra e fechou a partida em 1h28.

Para isso, ajudaram os problemas físicos do francês, que por seguidas vezes levou a mão ao estômago e à perna esquerda, porém também a atuação de gala do vencedor.

Ainda mais agressivo que de costume, Federer subiu 30 vezes à rede, cinco a mais que o francês, e só perdeu oito pontos. Explorando a esquerda do rival, recebeu 27 pontos de graça no total, ao passo que só cedeu 13. Ao mesmo tempo, conseguiu marcar 37 bolas vencedoras e obter cinco quebras contra um dos melhores sacadores do circuito.

Durante todo o encontro, o helvético não teve de encarar break points, fruto do aproveitamento de 84% de pontos ganhos quando encaixou o primeiro saque. A única oportunidade em que o francês sonhou com uma quebra foi no quinto game do primeiro set, no qual forçou duas igualdades antes de ver o algoz abrir 4/1.

Rápido para vencer, Federer não só poupou tempo como físico, já que terá um dia a menos de descanso até a final que Murray, cuja classificação veio na quinta-feira. O primeiro chegará ao domingo só tendo perdido dois sets no evento, contra um do segundo.

Embora não ostente Grand Slams no currículo, o escocês curiosamente se vê em vantagem no confronto direto com o suíço, batido em seis de dez confrontos, sempre sobre quadras duras, parecidas com as de Melbourne. Nas últimas duas partidas, porém, o suíço levou a melhor.

Com virada no último segundo, Magic derrota Celtics

O Orlando Magic, jogando em casa, bateu o Boston Celtics por 96 a 94 em uma virada nos momentos finais do jogo. A vitória veio depois de o time estar perdendo por 16 pontos, com uma cesta marcada faltando pouco menos de um segundo para o fim, em partida válida pela temporada regular da NBA.

O ala Rashard Lewis, cestinha do Magic na partida com 23 pontos, foi quem anotou a cesta decisiva, desempatando a partida e garantindo a vitória. Outro destaque do Magic na partida foi o pivô Dwight Howard, que conseguiu um double-double (dois dígitos em dois fundamentos diferentes) de 19 pontos e dez rebotes.

Com 30 vitórias e 16 derrotas, o time de Orlando ocupa a quarta colocação da Conferência Leste e briga pelas primeiras posições com os próprios Celtics, atualmente na vice-liderança, com 29 vitórias e 14 derrotas. O ala-armador Ray Allen, que marcou 20 pontos, foi o melhor jogador do time de Boston na partida. O reserva Rasheed Wallace, que tentou uma cesta de três no último instante da partida e errou, anotou outros 17.

Equipe de Bruno Senna pensa em mulher para 2ª vaga

Precisando atrair patrocinadores, a Campos, nova equipe espanhola de Fórmula 1, considera a ideia de ter uma mulher para a vaga de segundo piloto. A imprensa italiana já especula que a companheira de Bruno Senna poderia ser Maria de Villota, filha do ex-piloto Emilio de Villota.

Segundo o jornal alemão Auto Motor und Sport, a Campos estaria seriamente ameaçada de não participar da temporada neste ano caso não consiga os patrocínios necessários.

Além de apelo publicitário, Villota seria piloto reserva na Campos, de acordo com o periódico espanhol As.

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

D'Alessandro está fora da estreia do Inter na Libertadores

A contusão de D'Alessandro preocupa, e muito, o departamento médico do Internacional. Fora do clássico contra o Grêmio, no próximo domingo, em Erechim, o argentino ficará fora também da estreia do time na Libertadores, no dia 23 de fevereiro, ainda sem adversário definido. O médico Paulo Rabelo confirmou a informação, em entrevista à Rádio Gaúcha.

Segundo Rabelo, D'Alessandro passará por exames médicos ainda nesta semana e pode passar por cirurgia no final de semana. O meia argentino sofreu uma pancada no lado direito do rosto, próximo ao olho, na vitória por 5 a 0 sobre o Juventude, no Beira-Rio, pelo Campeonato Gaúcho.

Atlético-MG espera Boca Juniors para anunciar Cáceres

Enquanto espera para apresentar o volante Zé Luís, ex-São Paulo, o Atlético-MG pode anunciar até o fim desta quinta-feira a contratação do zagueiro Julio César Caceres. De acordo com a Rádio Itatiaia, o paraguaio depende apenas da liberação do Boca Juniors para acertar sua volta a Belo Horizonte, até o fim de 2011.

Para liberar Cáceres, o Boca precisa oficializar a contratação de Carlos Valdéz, argentino que está no Reggina, da Itália. Assim que o negócio for concretizado, o time argentino liberará o zagueiro. Para ter Cáceres em seu elenco, o Atlético-MG pretende pagar US$ 800 mil (aproximadamente R$ 1,4 milhão)

Atacante da Fiorentina testa positivo no antidoping

O atacante Adrian Mutu, da Fiorentina e da seleção da Romênia, deu positivo no teste antidoping com o estimulante sibutramina. O anúncio foi feito nesta quinta-feira, pelo Comitê Olímpico Italiano (Coni).

O teste foi feito no dia 10 de janeiro, depois do jogo do Campeonato Italiano contra o Bari.

Em 2004, o jogador já havia sido pego no antidoping, por conta do uso de cocaína, quando atuava pelo Chelsea. Na ocasião, ele pegou gancho de sete meses da Associação de Futebol Inglesa e de quebra foi demitido do clube inglês.

Neve impede primeiro teste de Massa com a nova Ferrari

Felipe Massa terá que esperar mais um pouco para voltar ao volante da Ferrari. O shakedown (teste básico dos componentes do carro) da equipe, marcado para esta quinta-feira, foi adiado por conta da neve que caiu no circuito de Fiorano, na Itália.

O brasileiro estrearia o modelo F10, apresentado nesta manhã em Maranello, mas o mau tempo impediu que ele fosse à pista. A Ferrari informou que o shakedown será realizado assim que as condições climáticas melhorem.

O adiamento deve ter frustrado Massa, que se mostrava ansioso para testar o novo modelo durante a cerimônia de apresentação. O piloto ficou um longo tempo longe da F1 por causa do grave acidente que sofreu no GP da Hungria, em julho do ano passado.

"É, sem dúvida, um grande prazer estar aqui em uma nova apresentação da Ferrari. Estou orgulhoso e muito feliz, sinto que quero trabalhar mais que nunca. Eu realmente espero que esse vai ser um carro muito competitivo e que nós vamos lutar pelo campeonato", afirmou.

Murray bate Cilic de virada e é 1º finalista na Austrália

O britânico Andy Murray bateu o croata Marin Cilic por 3 sets a 1 de virada nesta quinta-feira, parciais 3/6, 6/4, 6/4 e 6/2, e é o primeiro finalista do Aberto da Austrália.

Murray, assim, está a uma vitória de fazer história e quebrar o longo jejum de títulos da Grã-Bretanha em Grand Slams, que já dura 73 anos. Ele ainda assumirá o segundo lugar no ranking da ATP em caso de título.

Apesar do placar aparentemente fácil para Murray, o jogo não começou fácil para o tenista de origem escocesa. Cilic teve um início arrasador, dominando completamente a partida e não dando chances ao rival, com aproveitamento melhor em quase todos os quesitos - apenas nos aces o britânico foi melhor, três contra um: com isso, o croata fechou o primeiro set por 3 a 1.

No começo da segunda parcial, Cilic tentou manter o ritmo, mas sentiu o cansaço bater fortemente após superar maratonas nas duas últimas fases, contra Juan Martin del Potro e Andy Roddick.

Esta foi a oportunidade perfeita para o crescimento de Murray, que passou a dominar as ações em quadra e não deu chances ao rival, fechando o set em 6/4.

Arrasador, Murray passou a fazer o adversário correr, subindo à rede e deixando o adversário ainda mais abatido. O lance capital do jogo aconteceu quando Murray correu para salvar uma bola que passou por fora de rede, sem chances para Cilic salvar.

A plateia vibrou com o feito, mas o britânico manteve-se concentradíssimo, foco este que resultou na vitória por 3 sets a 1.

Na grande decisão, domingo, Murray encarará o vencedor do duelo entre o suíço Roger Federer, número 1 do mundo, e o francês Jo-Wilfried Tsonga, que se enfrentam nesta sexta-feira.

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

De ônibus, Palmeiras faz viagem tranquila a Ribeirão Preto

A chuva que caiu na cidade de São Paulo na última terça-feira atrapalhou os planos de Muricy Ramalho no Palmeiras. Além de pôr fim ao treinamento da tarde, o último antes da partida contra o Monte Azul, a chuva fez a delegação ir de ônibus até Ribeirão Preto, local da partida desta quarta.

Os palmeirenses chegaram ao local do jogo ainda na terça à noite, às 23h50 (de Brasília). Antes de chegar a Ribeirão Preto, porém, a delegação teve que parar em Campinas para trocar de ônibus.

A diretoria espera que o cansaço não atrapalhe a equipe em campo. "Foi uma viagem extremamente tranquila. Os atletas vieram deitados e descansando. Tudo foi feito de maneira planejada e em consenso entre todos", declarou o gerente administrativo Sérgio do Prado.

O Palmeiras busca nesta quarta a segunda vitória no Campeonato Paulista. Logo na estreia, venceu o Mogi Mirim, mas em seguida empatou com Barueri e Ituano.

Argentino relembra caminho até a F1

Aos 26 anos, José Maria López realizou na última segunda-feira um sonho do qual ele havia praticamente desistido. Contratado para correr na Fórmula 1, o argentino lembrou-se das dificuldades por que passou até fechar com a USF1 em entrevista publicada nesta quarta-feira pela agência Reuters.

O piloto teve bom desempenho no cenário internacional em 2003, ano no qual foi campeão da Fórmula Renault V6. O título lhe garantiu um teste a bordo do carro francês na Fórmula 1. Porém, em 2006, ele foi dispensado pela equipe e retornou a seu país para guiar carros de turismo, e não mais monopostos.

"Três anos atrás, quando voltei da Europa, não podia imaginar que teria esta oportunidade de novo", afirmou. "Sei quão difícil é chegar à F1. Graças a Deus que os resultados e outras coisas vieram juntos, com cinco novos times e novas vagas disponíveis", disse ele, que nos últimos anos faturou três títulos em séries nacionais.

López quebrará um jejum de nove anos sem pilotos argentinos no grid. Para sua temporada de estreia, prefere ainda não estabelecer objetivos, mas acredita que a USF1 poderá superar as demais novatas: Lotus, Virgin e Campos. "É difícil falar em metas porque tudo está começando do zero. Devemos ser pacientes e ter confiança no nosso pessoal".

Verón põe Corinthians como favorito na Libertadores

Capitão da atual equipe campeã da Libertadores, o Estudiantes, Juan Sebastián Verón aponta o Corinthians como principal favorito à conquista do título continental.

"Creio que o favorito é o Corinthians. Bom, todos os brasileiros. O Vélez Sarsfield também está muito bem", afirmou Verón ao jornal espanhol El País.

Com passagens pelo futebol inglês, no Manchester United e Chelsea, e no italiano, Sampdoria, Parma, Inter de Milão e Lazio, o meio campista da seleção argentina disse que não se adaptou à Liga Inglesa.

"São coisas que ocorrem, fases do futebol ou problemas de adaptação. Não encontro uma explicação, mas isso aconteceu com muitos grandes jogadores que trocaram de liga", disse.

Aos 34 anos, Verón se prepara para jogar sua última Copa do Mundo, sob o comando de Maradona. Após sua aposentadoria, o jogador não pensa em parar de trabalhar com futebol.

"Gostaria de ser dirigente do Estudiantes. Não há lugar melhor do que o que você conhece", disse.

Federer vira sobre Davydenko, garante nº 1 e vai à semi

Em uma partida recheada de altos e baixos, Roger Federer barrou a sequência de 13 vitórias de Nikolay Davydenko ao obter grande virada por 2/6, 6/3, 6/0 e 7/5 no Aberto da Austrália. Com o resultado, o suíço garantiu a permanência como número um do mundo e a classificação às semifinais de um Grand Slam pela 23ª vez consecutiva.

De forma incrível, os jogadores não conseguiram apresentar o melhor nível de jogo ao mesmo tempo na manhã desta quarta-feira. Dominante, Davydenko arrasou no primeiro set e teve um 15-40 para sacar em 4/1 no segundo. Porém, perdeu as duas chances com erros não forçados e de forma inesperada começou a se complicar no serviço.

Sem confiança, deu espaço para o crescimento de Federer, que faturou 13 games seguidos até abrir 2/0 no quarto set. A partir daí, o suíço se acomodou e, cauteloso, viu o russo ressurgir - após a virada para 4/3, chegou a ter um triplo break point, salvos todos com excelentes primeiros serviços.

Embalado, o número um do mundo obteve a quebra que lhe deu a grande chance de vencer a partida. Porém, nem um 30-0 nem um match-point foram suficientes para barrar as grandes devoluções de Davydenko, que forçou a igualdade: 5/5. Porém, novamente o sexto colocado do ranking perdeu terreno e, depois de se livrar de três ameaças ao seu saque, não resistiu.

Enfim, Federer não desperdiçou sua segunda oportunidade com o saque na mão e, aproveitando-se das bolas novas, não sofreu mais pontos até vibrar muito ao efetuar uma passada. Essa foi a sua 36ª winner na partida. Ao final, terminou ainda com 43 erros não forçados, 17 no primeiro set.

O dramático resultado, construído em duas horas e 36 minutos, encerrou uma invencibilidade de 13 jogos de Davydenko, que, inclusive, havia ganhado os dois últimos encontros com o seu algoz em Melbourne.

Restabelecendo a ordem do confronto direto, o helvético bateu o oponente pela 13ª vez em 15 ocasiões e chegou novamente à penúltima rodada de um Grand Slam.

Na próxima sexta, Federer buscará a vaga na final mais uma vez no Aberto da Austrália, mas nem precisa bater Novak Djokovic ou Jo-Wilfried Tsonga para comemorar a ponta do ranking.

A apenas 20 semanas de quebrar o recorde de permanência de Pete Sampras como número um, ele não pode mais ser ameaçado pelo sérvio, que, por outro lado, aparecerá em segundo na lista caso avance à decisão.

Após visita a Obama, Lakers vencem Wizards em Washington

O Los Angeles Lakers venceu o Washington Wizards fora de casa por 115 a 103, em partida válida pela temporada regular da NBA, nesta terça-feira, depois de ter sido recebido pelo presidente Barack Obama, que parabenizou o time por ser o atual campeão.

O ala-armador Kobe Bryant e o ala-pivô espanhol Pau Gasol foram os principais nomes dos Lakers, marcando 26 pontos cada. Gasol ainda capturou dez rebotes, completando um double-double.

Líder da Conferência Oeste, os Lakers venceram 34 partidas e sofreram 11 derrotas até o momento na temporada.

Já os Wizards, que vivem uma crise desde a suspensão por tempo indefinido do armador Gilbert Arenas, sofreram a quarta derrota seguida e já têm a segunda pior campanha do Leste, com 14 vitórias e 30 derrotas.

O ala Antawn Jamison foi o principal jogador do time na derrota, marcando 27 pontos e se garantindo como cestinha da partida. O ala-armador Mike Miller, que marcou 15, chegou à marca de 9 mil pontos como profissional.

Em outra partida da madrugada desta quarta, o New York Knicks recebeu o Minnesota Timberwolves e venceu com tranquilidade: 132 a 105.

O ala-pivô David Lee, com 28 pontos e dez rebotes, e o reserva Al Harrington, com 26 pontos e dez rebotes, foram os principais nomes dos Knicks, que têm 18 vitórias e 26 derrotas, no décimo lugar do Leste.

Pelos Wolves, o melhor jogador foi o ala Corey Brewer, que marcou 22 pontos. A franquia de Minnesota faz péssima campanha, perdeu suas quatro últimas partidas e ocupa a última posição do Oeste, com 9 vitórias e 37 derrotas.

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Cabañas tem quadro clínico "favorável", dizem médicos

O atacante Salvador Cabañas, da seleção paraguaia e do América do México, tem quadro clínico "muito favorável" dentro de sua gravidade, 24 horas após ter levado um tiro na cabeça, informaram nesta terça-feira os médicos que atendem o jogador em um hospital da Cidade do México.

O estado de saúde de Cabañas teve "mudanças muito favoráveis, e o principal é que não piorou", disse o cirurgião Ernesto Martínez, que operou o paraguaio para tentar retirar o projétil alojado na parte de trás de sua cabeça.

No entanto, devido aos riscos, a junta médica decidiu desistir do procedimento. O cirurgião explicou que a condição de Cabañas ainda é grave.

"É preciso esperar um pouco mais, ele ainda está sedado. Sua atividade cerebral se mantém dentro das categorias normais", afirmou Martínez, acrescentando que o jogador está sendo alimentado por meio de uma sonda.

Dorival Junior confirma interesse em Eltinho, do Avaí

O técnico Dorival Junior confirmou o interesse do Santos na contratação do lateral-esquerdo, Eltinho, 22 anos, do Avaí, de Santa Catarina. O atleta foi um dos destaques da posição no Campeonato Brasileiro do ano passado. A intenção da diretoria santista é adquirir 100% dos direitos econômicos do atleta.

"O Eltinho é uma opção, uma possibilidade. De repente, pode vir acontecer. Estamos trabalhando com vários nomes e situações", afirmou Dorival Junior.

Eltinho chegaria para suprir uma das posições mais carentes do elenco, pois o veterano Léo, que chegou ao clube na temporada passada, ainda não conseguiu reviver o futebol apresentado no clube em 2002 e 2004, quando o clube da Baixada Santista foi bicampeão brasileiro.

Além de Léo, Dorival Junior pode contar com mais dois jogadores na lateral-esquerda: o polivalente Pará, que atua em várias posições e, o jovem Anderson Planta, que foi revelado pelo clube e esteve emprestado para a Portuguesa Santista na temporada passada.

Curado, Welton Felipe volta ao trabalho no Atlético-MG

O técnico do Atlético-MG, Vanderlei Luxemburgo, recebeu uma boa notícia logo no início da semana de treinamentos. O zagueiro Welton Felipe, que estava internado para tratamento de meningite, recebeu alta e já retomou, na Cidade do Galo, o trabalho de recuperação de lesão muscular na coxa direita.

"O Welton respondeu muito bem ao tratamento e podemos dizer que está curado da meningite que o acometeu. Vamos observá-lo nesses primeiros dias, mas ele já pode retornar ao trabalho de fisioterapia para recuperar da lesão muscular", afirmou o médico Marcus Vinícius dos Santos, em entrevista ao site oficial do Atlético.

Welton Felipe sofreu o estiramento muscular na região posterior da coxa direita na derrota por 1 a 0 para o Internacional, em novembro do ano passado, na reta final do Campeonato Brasileiro. Há uma semana, teve diagnosticada a meningite.

Titular no início da temporada passada ao lado de Werley, o zagueiro terá dificuldades para voltar ao time, pois a concorrência é grande. Agora, o clube também conta com o equatoriano Jairo Campos, recém-contratado, e o paraguaio Benítez para a posição.

Morre goleiro bicampeão brasileiro pelo Internacional

O ex-goleiro do Internacional na década de 70, Luis Carlos Gasperin, morreu na manhã desta terça-feira em Curitiba, aos 57 anos de idade, vítima de um câncer no intestino. O corpo do ex-jogador será levado para Vacaria, no interior do Rio Grande do Sul, onde será velado durante a madrugada e enterrado na quarta-feira, no cemitério Santa Clara.

Gasperin começou sua carreira no Brasil de Vacaria, em 1968, mas só obteve destaque alguns anos mais tarde, quando integrou o grupo do Internacional que conquistou o Campeonato Brasileiro em 1976 e 1979, além do vice-campeonato da Copa Libertadores em 1980.

Depois de defender o gol colorado, Gasperin teve passagens por Cruzeiro, América-RJ, Botafogo-SP e Glória-RS, onde encerrou a carreira de jogador e começou a de treinador. Como técnico, fez sua carreira em times gaúchos como Caxias, Brasil de Pelotas, Santa Cruz e Esportivo, além de times do interior de Santa Catarina e do Paraná.

Luís Carlos Gasperin, que atualmente era dono de uma papelaria em Curitiba, deixa a mulher Noemi e três filhos, Carlos Eduardo, Thiago e Cândice Bróglio Gasperin

Nadal abandona contra Murray e não é mais nº 2 do mundo

O espanhol Rafael Nadal deu adeus nesta terça-feira ao sonho do bicampeonato no Aberto da Austrália ao ser eliminado pelo escocês Andy Murray nas quartas de final e ainda perdeu o posto de número dois no ranking da ATP.

Após perder os dois primeiros sets, parciais 6/3 e 7/6, o atual campeão acusou uma lesão joelho e abandonou a partida após o rival abrir uma vantagem por 3 a 0.


A manhã desta terça-feira pode começar a marcar uma nova era no tênis. Desde julho de 2005, Roger Federer e Nadal dividem as duas primeiras posições da lista de entradas, com a exceção de apenas três semanas - em agosto passado, o segundo lugar ficou provisoriamente com Murray, devido a uma diferença entre os calendários.

A partir da próxima segunda-feira, o espanhol ficará atrás de Djokovic, visto que defendia o título em Melbourne, e será superado também pelo escocês caso este triunfe na semifinal.

Para o britânico, bem mais importante que o ranking foi a vitória em si. Até o segundo set, ele dominou as ações com belos serviços (foram 13 aces e dez de 12 break points salvos), aproximações à rede, golpes de esquerda, agressividade (39 bolas vencedoras, 16 a mais que o oponente) e consistência (25 erros não forçados, um a menos que o oponente).

Mesmo sentindo dores nos joelhos, Nadal chegou a ter chances de vitória tanto na primeira parcial, em que sacou em 2/1, quanto na segunda, em que chegou a abrir 4/2.

Perdido o tie-break, no entanto, o espanhol não resistiu. Na virada dos sets, pediu atendimento médico para tratar de seu joelho direito, que já o havia afastado das quadras por dois meses durante 2009. Como consequência, levou três games seguidos e não viu mais razões para continuar em quadra.

Esperança da Grã-Bretanha para quebrar um jejum de títulos de Slam do país que já dura 73 anos, Murray enfrentará na semifinal o croata Marin Cilic, que eliminou Andy Roddick na madrugada desta terça com uma vitória por 3 sets a 2.

Anderson some de treino e deve deixar o Manchester United

Irritado por não ter sido relacionado pelo técnico Alex Ferguson para a partida contra o Hull City, no último domingo, pelo Campeonato Inglês, o meio campista Anderson pode estar de saída do Manchester United.

Segundo a imprensa britânica, o jogador "sumiu" do clube, faltando nos treinamentos de segunda e terça-feira, o que poderá causar graves sanções e até o rompimento de seu vínculo com os tricampeões ingleses.

O site do jornal gaúcho Zero Hora informou que o ex-gremista poderia estar no Brasil negociando seu retorno ao país, mas a informação não foi confirmada oficialmente por ninguém ligado ao jogador.

Na atual Liga Inglesa, Anderson, que chegou a ser titular absoluto do Manchester United em um passado recente, começou jogando em apenas nove das 23 partidas disputadas pelos líderes da competição.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Boleiros do Blog

Oeste x Corinthians

Rosana: O jogo foi ótimo, mas o Felipe precisa aprender a sair do gol, pois ele levou sorte que o assistente marcou impedimento no gol do Oeste, que seria um frangasso, o Roberto Carlos tinha que jogar mais pra frente, o Jucilei tinha que ter começado o jogo como titular e por que o Jorge Henrique não jogou esse jogo. Ah! O Corinthians fez um jogo muito recuado, devia ter ido pro ataque, jogar mais a frente.

Rogério: Coisas do jogos, Rosana, nada de bom se viu nesse jogo e espero que daqui pra frente o Corinthians marque mais gols e fique atento a defesa.

Federer domina Hewitt e busca revanche contra Davydenko

O esperado confronto entre Roger Federer e Nikolay Davydenko nas quartas de final do Aberto da Austrália realmente acontecerá. Passeando em quadra, o suíço elevou o nível de jogo na hora certa para superar Lleyton Hewitt pela 17ª vez na carreira, agora por 6/2, 6/3 e 6/4, e marcar encontro com outro "freguês". Este, o russo, porém, foi bem nos últimos dois jogos contra o número um do mundo e ainda não perdeu nesta temporada.

Até novembro passado, pensar que Federer fosse encarar um jogo com Davydenko como uma revanche seria impossível. Nos 12 primeiros encontros entre eles, o russo perdeu todos, com apenas quatro sets ganhos, mas ignorou o retrospecto para vencer os últimos dois: nas recentes semifinais da Masters Cup e do ATP 250 de Doha.

Na madrugada de domingo para segunda-feira (horário de Brasília), o russo enfim foi efetivamente testado em Melbourne, tendo batido Fernando Verdasco por 6/2, 7/5, 4/6, 6/7 (5/7) e 6/3 após 3h53. Buscando uma grande recuperação, o espanhol até teve grandes chances de surpreender, mas perdeu três break points no primeiro game do quinto set e esbarrou nas incríveis 20 duplas-faltas cometidas.

Classificado, Davydenko assegurou a 13ª vitória consecutiva no circuito e seguiu na busca de seu primeiro Grand Slam. Pela frente, terá o tenista que tentará voltar a ser seu carrasco, assim como já foi em quatro edições anteriores de majors - naquelas ocasiões, apenas um set foi perdido pelo número um do mundo.

Na manhã desta segunda, Federer escreveu mais um capítulo de sua história em competições desse porte, nas quais costuma elevar o nível no momento certo. Após se complicar na estreia em Melbourne contra Igor Andreev, o suíço não brilhou nas duas rodadas seguintes, mas o fez ante Hewitt.

Sem perder para o australiano desde 2003, o suíço obteve a 17ª vitória em 24 encontros na manhã desta segunda, quando se destacou com 50 bolas vencedoras e 27 erros não forçados. Em sua melhor apresentação no torneio até aqui, o favorito só bobeou no fim do terceiro set, levando uma quebra de saque para a vibração do público local.

O entusiasmo na Rod Laver Arena, porém, só duraria um game: logo na sequência, Federer derrubou novamente o serviço de Hewitt com uma passada de direita e se salvou de três break points para fechar a partida em 1h55.

Contra Davydenko, na próxima sexta-feira, o helvético colocará à prova uma excepcional sequência em Slams, nos quais não cai antes das semifinais desde Roland Garros de 2004. Caso obtenha a 23ª classificação seguida à penúltima rodada de um evento tão grande, ele de quebra garantirá a liderança do ranking de entradas, em que ainda é ameaçado por Novak Djokovic.

Mercedes lança carro prateado e ratifica nº 3 de Schumacher

O esperado carro da Mercedes GP foi, enfim, apresentado pela escuderia neste domingo. Inspirado na cor clássica da montadora, o prateado, o novo carro fará sua primeira aparição no próximo dia 1º de fevereiro, quando iniciarão os testes da pré-temporada da Fórmula 1 em Valencia, na Espanha. Na apresentação, realizada em um museu de Stuttgart, estiveram presentes os dois pilotos da equipe, os alemães Nico Rosberg e Michael Schumacher.

O heptacampeão mundial, aliás, correrá com o número 3 estampado no carro, confirmando que a troca solicitada pelo piloto recentemente foi atendida pela escuderia e confirmada pela FIA - já Rosberg deve correr com o número 4. O carro do alemão, aliás, foi o escolhido para a apresentação em Stuttgart, mas ainda não há data definida para colocá-lo na pista sob o comando do ex-piloto da Ferrari.

Na apresentação, a expectativa de todos era a melhor possível. "É maravilhoso que um time que há anos atrás não tinha futuro hoje tenha uma parceria destas, com tanto envolvimento", disse o chefe da equipe Ross Brawn à Autosport. Já o alemão afirmou estar feliz pelo retorno. "Fiquei surpreso com o que tenho visto. É muito emocionante o que tenho recebido, o que tem me dado uma grande força para este retorno", encerrou.

Campeão mundial pode reforçar o Paraná

O Paraná deve apresentar mais um reforço nesta semana. O zagueiro Ediglê pode ser a novidade do clube, que é o terceiro na classificação do Campeonato Paranaense.

Campeão mundial e da Libertadores pelo Internacional em 2006, Ediglê está sem clube desde o final do ano passado. O jogador rescindiu seu contrato com a Portuguesa em dezembro de 2009 e desde então está desempregado.

Com 31 anos, o jogador teve vários problemas musculares que o prejudicaram na última temporada. Foram pelo menos quatro meses parado por conta de lesões na coxa.

No entanto, o Paraná pode ter em Ediglê um reforço importante para um setor que tem apresentado problemas neste início de Paranaense, mesmo vindo de duas vitórias consecutivas.

Com confusão, São Paulo bate Santos e conquista título nos pênaltis

O São Paulo esteve perto da derrota, mas com um gol de Ronieli no final do jogo empatou por 1 a 1, levou a decisão para os pênaltis e derrotou o Santos por 3 a 0, nesta segunda-feira, no Estádio do Pacaembu, para conquistar o tricampeonato da Copa São Paulo.

O personagem do jogo foi o goleiro Richard. Alvo de reclamações dos santistas por conta de uma falta em que recebeu apenas o cartão amarelo, o são-paulino pegou três pênaltis e garantiu que o título fosse para o Morumbi.

No tempo normal, o Santos foi melhor no primeiro tempo, fez 1 a 0 com Renan Mota, mas recuou no segundo tempo e permitiu o empate são-paulino aos 38min.

A reclamação santista ficou por conta de lances violentos praticados pelos adversários, principalmente na falta de Richard. Antes dos pênaltis, o técnico Narciso reclamou com o árbitro Thiago Duarte Peixoto e trocou empurrões com a Polícia.

Campeão em 1993 e 2000, o São Paulo encerrou uma sequência de três vice-campeonatos, em 2007, 2004 e 2001. E ainda mostrou ter uma geração talentosa, com destaques como Marcelinho, Casemiro e Lucas Gaúcho.

O Santos, por sua vez, aumentou seu jejum na competição. O único título santista foi conquistado em 1984, na última vez em que chegou à final. O time ainda foi vice-campeão em 1982.

O Santos começou melhor e envolveu o time são-paulino com toques rápidos. Os buracos da defesa tricolor proporcionaram aos santistas mais posse de bola no ataque até o gol que abriu o marcador, aos 18min.

Alan Patrick dominou pela intermediária e viu Renan Mota entrar sozinho no meio da zaga. A assistência foi precisa e o atacante santista ainda ganhou do zagueiro Bruno na dividida antes de tocar na saída do goleiro.

Mesmo antes do 1 a 0 contra no placar, o São Paulo já demonstrava nervosismo. O lateral Felipe acertou a canela do rival e recebeu amarelo em um lance que poderia provocar sua expulsão.

O Santos seguiu com as melhores chances até os dez minutos finais, quando o São Paulo colocou a bola no chão e criou duas boas chances. Na primeira, Zé Victor recebeu pela esquerda e cruzou para Ronieli marcar, Porém, o assistente marcou impedimento no primeiro lance. Na sequência, mais um arremate perigoso, desta vez de Lucas Gaúcho.

Em vantagem no placar, os santistas apostaram no contra-ataque no segundo tempo e quase ampliaram aos 6min, quando Renan Mota penetrou sozinho no meio da zaga são-paulina e foi derrubada fora da área pelo goleiro Richard. O árbitro optou por mostrar apenas o amarelo.

O São Paulo aumentou a pressão, encurralou o Santos e chegou muito próximo do empate em chutes de Ronieli e em cabeçada na trave de Casemiro. O gol de empate veio aos 39min, quando Ronieli acertou um voleio na meia-lua e mandou no ângulo esquerdo de Rafael.

Na decisão por pênaltis, Richard defendeu as cobranças de Alan Patrick, Alemão e Renan. O São Paulo marcou com Jeferson, Denis e Marcelinho e ficou com o título.

Ficha técnica:

Gols
São Paulo: Ronieli, aos 38min do segundo tempo
Santos: Renan Mota, aos 18min do primeiro tempo

Lances polêmicos
- Felipe entra na canela de santista e recebe amarelo. Santistas queriam vermelho
- Goleiro Richard sai da área, faz falta em Renan Mota, mas recebe só amarelo
- Lucas Gaúcho tromba com goleiro Rafael e santistas pedem expulsão


Ponto Forte do São Paulo
O volume de jogo no segundo tempo


Ponto Forte do Santos
Toque de bola rápido no 1º tempo

Ponto Fraco do São Paulo
Nervosismo

Ponto Fraco do Santos
Recuo excessivo no segundo tempo

Personagem do jogo
Richard, que pegou três pênaltis na decisão e ainda foi alvo de reclamações dos santistas por uma falta em que recebeu apenas amarelo

Esquema Tático São Paulo
4-4-2
Richard; Filipe Aguaí, Fabiano, Bruno Uvini e Felipe (Paulo Henrique); Casemiro, Zé Vitor, Jéferson e Marcelinho; Ronieli e Lucas Gaúcho (Dener). Técnico: Sérgio Baresi

Esquema Santos
4-4-2
Rafael; Cristian, Renato, Alemão e Wesley (Rafael Caldeira); Elivélton, Alan Silva, Alan Patrick e Nikão (Kássio); Renan Mota e Dimba (Tindurín). Técnico: Narciso

Cartões Amarelos
São Paulo: Filipe Aguaí, Casemiro, Richard, Lucas Gaúcho
Santos: Alan Patrick, Tindurín

Árbitro
Thiago Duarte Peixoto

Público
23.143 presentes

Renda
R$ 247.025,00

Luxemburgo é salvo por genro em sua estreia no Atlético-MG

Na estreia oficial de Vanderlei Luxemburgo, o Atlético-MG sofreu para arrancar empate por 1 a 1 com o América-MG no clássico da primeira rodada do Campeonato Mineiro. O meia Fabiano, genro do técnico, salvou a equipe da derrota.

Empurrado pela torcida que dominou as arquibancadas do Mineirão, o Atlético pressionou no início e quase abriu o placar aos 4min, em cobrança de falta de Coelho defendida por Flávio. No minuto seguinte, porém, Rodrigo acertou um lindo chute no ângulo de Aranha e colocou o América na frente.

O time de Luxemburgo sentiu o gol e não conseguia oferecer perigo. Para piorar, Jonílson, que já tinha amarelo, fez falta no meio-campo e levou o vermelho. O novo comandante foi à loucura, esbravejando contra a arbitragem.

Com um a mais, o América controlou a partida e foi terminando com a paciência dos torcedores atleticanos. Gritos de "Marques" e "Carini" (após Aranha sair mal do gol) ecoaram pelas arquibancadas. Aos 39min, a equipe alvinegra só não levou o segundo porque o chute de Luciano explodiu na trave.

No intervalo, Luxemburgo decidiu mexer no time: Fabiano, seu genro, entrou na vaga de Evandro. E o Atlético melhorou. Aos 2min, Tardelli cruzou para Fabiano, que, na pequena área, parou em defesa de Flávio e perdeu gol incrível.

Pouco depois, aos 7min, Nando, que também já havia sido advertido, fez falta sobre Muriqui e foi mais cedo para os vestiários. O Atlético se aproveitou e deixou tudo igual aos 10min. Muriqui cruzou para Fabiano, que desta vez não perdoou.

O jogo seguiu aberto até o fim. Pelo Atlético-MG, o time melhorou com as entradas dos veteranos Júnior e Marques. Na melhor chance, Muriqui acertou a trave. Já o América parou em Aranha e, quando o goleiro novamente saiu mal e deixou o gol vazio, já no final da partida, Jairo Campos desarmou Danilo com um belo carrinho e manteve a igualdade no marcador.

FICHA TÉCNICA

Atlético-MG x América-MG

Gols
América-MG:
Rodrigo, aos 5min do primeiro tempo
Atlético-MG: Fabiano, aos 10 min do segundo tempo

Ponto Forte do Atlético-MG
Após substituições no segundo tempo, trabalhou mais a bola e criou oportunidades

Ponto Forte do América-MG
Time se defendeu bem e assustou em contra-ataques, com Luciano como destaque

Ponto Fraco do Atlético-MG
Após levar gol no início, equipe ficou nervosa e não ofereceu perigo até a etapa final

Ponto Fraco do América-MG
Após expulsão, cedeu muito espaço ao Atlético e levou o empate

Personagem do jogo
Fabiano: saiu do banco para marcar gol de empate e salvar a estreia do sogro Luxemburgo

Lance polêmico
Aos 37min do segundo tempo, Luciano, em posição legal, saiu na cara de Aranha, mas a arbitragem assinalou impedimento

Esquema Tático do Atlético-MG
4-4-2
Aranha; Coelho, Jairo Campos, Werley e Leandro (Júnior); Jonílson, Correa, Ricardinho e Evandro (Fabiano); Muriqui (Marques) e Diego Tardelli; técnico Vanderlei Luxemburgo

Esquema Tático do América-MG
4-5-1
Flávio; Nando, Micão, Wellington Paulo e Zé Rodolfo; Leandro Ferreira, Moisés (Dudu), Danilo, Rodrigo (Irênio) e Luciano; Laécio (Léo) ; técnico Marco Aurélio

Cartões Amarelos
Atlético-MG: Jonílson e Correa
América-MG:

Rodrigo, Nando, Leandro Ferreira, Luciano Wellington Paulo e Dudu

Cartão vermelho
Atlético-MG: Jonílson
América-MG: Nando

Árbitro
Cleisson Veloso Pereira

Local
Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Robinho diz que está "90% certo" no Santos

Em baixa no Manchester City e bastante interessado em defender o Santos, o atacante Robinho afirmou neste domingo, em entrevista à TV Globo, que a negociação para seu retorno á Vila Belmiro está "90% certa". De acordo com o jogador, faltam apenas alguns detalhes contratuais para que ele seja anunciado como novo reforço santista, por empréstimo.

"Está tudo bem encaminhado. O Santos está vendo só o tempo de contrato, já que ele quer um ano e o (Manchester) City quer só seis meses, mas acho que está 90% certo", disse Robinho. "O pessoal do Santos está conversando com o pessoal do City e acho que em até três dias podemos definir tudo isso", completou o atacante, que pretende voltar ao Santos para recuperar a boa fase e se garantir entre os convocados por Dunga para a Copa da África do Sul.

Bayer Leverkusen massacra Hoffenheim e retoma liderança

O Bayer Leverkusen bateu o Hoffenheim por 3 a 0 fora de casa, neste domingo, e retomou a liderança do Campeonato Alemão na partida que encerrou a 19ª rodada do torneio.

O time visitante soma agora 41 pontos, dois de vantagem para o Bayern de Munique, que assumiu provisoriamente a ponta após superar o Werder Bremen no sábado. O Hoffenheim (25 pontos) é o nono colocado.

Com os brasileiros Luis Gustavo e Carlos Eduardo entre os titulares, a equie da casa não fez frente ao rival. Logo aos 10min de jogo, Hyypia desviou cobrança de falta de Kroos e abriu o placar.

Após o gol, os anfitriões desperdiçaram boas chances e foram castigados no início da etapa final: Schwabb cruzou para Kroos, que tocou no canto do goleiro aos 5min.

O Hoffenheim sentiu o gol e não ofereceu mais perigo ao Leverkusen, que ainda ampliaria aos 26min. Kroos pegou sobra da defesa e rolou para Barnetta marcar e dar números finais ao marcador.

Ronaldinho erra pênalti e Inter dispara na liderança

O Milan perdeu sua grande chance de se aproximar da liderança do Campeonato Italiano neste domingo. O time de Ronaldinho, que pouco fez na partida e ainda teve um pênalti defendido por Júlio César no final do segundo tempo, perdeu o clássico para a Inter de Milão por 2 a 0 e viu o rival disparar na primeira posição da competição nacional.

Atual tetracampeã italiana, a Inter aparece na primeira posição com 49 pontos, nove a mais do que o Milan, segundo colocado e que possui um jogo a menos do que o rival.

Destaque do Milan nas últimas rodadas, Ronaldinho, a exemplo do clássico do primeiro turno, quando a Inter venceu por 4 a 0, não criou grandes jogadas para o time rubro-negro na partida deste domingo.

Desde os primeiros minutos, a Inter pressionou o Milan. Logo aos 8min, Sneijder recebeu na área e bateu para o gol, vendo Dida fazer uma defesa milagrosa e salvar o time do técnico Leonardo.

Contudo, no lance seguinte o goleiro brasileiro nada pôde fazer. Aos 9min, Sneijder lançou, Abate falhou e a bola sobrou para Diego Milito, que invadiu a área e bateu cruzado para abrir o placar.

Abalado com o gol, o Milan não conseguia chegar ao ataque. O time rubro-negro ainda foi beneficiado com a expulsão de Sneijder aos 26min do primeiro tempo , mas só chegou em uma cobrança de Pirlo, que passou perto do gol de Júlio César.

Na volta para o segundo tempo, o Milan esboçou uma pressão. Seedorf cabeceou e viu uma boa defesa de Júlio César. No lance seguinte, Borrielli ajeitou e Ronaldinho bateu muito perto do gol.

Contudo, não demorou para a Inter retomar o controle do jogo. Aos 17min, Pandev tocou na saída de Dida, mas a bola tocou na trave.

Aos 20min, porém, Pandev levou a melhor sobre Dida. O atacante macedônio cobrou falta e o goleiro brasileiro ficou parado vendo a bola entrar no canto esquerdo de sua meta.

Desnorteado, o Milan não oferecia perigo ao rival. Contudo, nos acréscimos, Lúcio colocou a mão na bola, foi expulso e viu o árbitro assinalar a penalidade. Ronaldinho cobrou e Júlio César saltou no canto direito para fazer a defesa.

Costa do Marfim decepciona e cai diante da Argélia

Adversária do Brasil na Copa do Mundo, a Costa do Marfim caiu logo nas quartas de final da Copa Africana de Nações ao perder por 3 a 2 para a Argélia na prorrogação, neste domingo, em Cabinda.

A derrota fecha a campanha decepcionante da equipe do astro Didier Drogba em Angola: antes da eliminação, o time empatou sem gols com Burkina Faso na estreia e só mostrou bom futebol no triunfo por 3 a 1 sobre Gana.

O duelo pela vaga na semifinal foi emocionante. Kalou marcou para a Costa do Marfim aos 4min de jogo, mas Matmour, aos 40 deixou tudo igual.

Já aos 44min da etapa final, Keita desempatou. Quando tudo levava a crer que o futuro rival do Brasil confirmaria o favoritismo, Bougherra balançou as redes nos acréscimos e forçou a prorrogação.

Embalados, os argelinos marcaram o gol da classificação logo aos 3min do tempo extra, com Bouazza. Costa do Marfim chegou a empatar nos acréscimos do segundo tempo, com Kolo Touré, mas a arbitragem, equivocadamente, marcou impedimento.

Nas semifinais, a Argélia que chegou a levar de 3 a 0 de Malawi na primeira fase, terá pela frente o vencedor do duelo entre Egito e Camarões, que se enfrentam nesta segunda.

Reservas põem Corinthians entre os primeiros do Paulista

Eles são reservas, mas neste domingo aproveitaram bem a chance dada pelo técnico Mano Menezes e colocaram o Corinthians entre os primeiros colocados do Campeonato Paulista. Diante do Oeste, fora de casa, o zagueiro Paulo André e o volante Boquita marcaram os gols da vitória alvinegra por 2 a 1, em partida recheada de suplentes por parte da equipe do Parque São Jorge - por outro lado, o lateral esquerdo Roberto Carlos fez sua segunda partida como titular.

O triunfo fora de casa deixou o Corinthians com sete pontos ganhos, ao lado de Portuguesa e São Caetano (que leva vantagem nos critérios de desempate). Os três líderes, aliás, pode ter a companhia de Santos e Botafogo ao término da rodada. Já o Oeste soma dois pontos e, se não venceu, pelo menos deixou temporariamente a zona de rebaixamento à Série A-2.

Contra o Oeste, o Corinthians teve um bom início de partida e ainda contou com uma falha de Mauro para abrir o placar - aos 27min do primeiro tempo, o goleiro espalmou a bola para o meio da área e ainda não conseguiu segurar o chute do zagueiro Paulo André. Para piorar a situação dos mandantes, Boquita ampliou a vantagem alvinegra aos 35min.

O Oeste deu mostras de que poderia se recuperar na partida ao diminuir o marcador no minuto seguinte, com Ricardinho, de cabeça, em uma falha da defesa corintiana. A reação rubro-negra, porém, ficou nisso, apesar de no segundo tempo a equipe ter marcado um gol de Fernandinho, anulado por impedimento.

O Corinthians volta a campo pelo Paulista na próxima quarta-feira, às 21h50 (de Brasília), para enfrentar o Mirassol, no Pacaembu. Já o Oeste terá como adversário o Santo André, no mesmo dia, só que às 19h30, no Bruno José Daniel.

Ficha técnica:

Gols
Oeste: Ricardinho, aos 36min do 1º tempo
Corinthians: Paulo André e Boquita, aos 27min e aos 35min do 1º tempo

Polêmicas
- Gol de empate do Oeste no segundo tempo, anulado por impedimento

Ponto Forte do Oeste
Jogadas pelas laterais, principalmente pela esquerda

Ponto Forte do Corinthians
Disposição na marcação

Ponto Fraco do Oeste
Poucas finalizações a gol

Ponto Fraco do Corinthians
Armação das jogadas e recuo em demasia no segundo tempo

Personagem do jogo
Defederico, um dos reservas do Corinthians que fizeram a diferença no duelo

Esquema Tático Oeste
4-4-2
Mauro; Dionísio, Adriano, Rogério e Fernandinho; Cléber, Alê (André Luis), Rivaldo e Bruninho (Mazinho); Ricardinho (Guto) e Ricardo Bueno. Técnico: Paulo Comelli

Esquema Tático Corinthians
4-4-2
Felipe; Balbuena (Jucilei), Chicão, Paulo André e Roberto Carlos; Ralf, Edu (Tcheco), Boquita e Defederico; Bill (Morais) e Souza. Técnico: Mano Menezes

Cartões Amarelos
Oeste: Alê e Rivaldo
Corinthians: Ralf

Árbitro
Fabio de Jesus Volpato Mendes

Dodô dá show e Vasco humilha Botafogo no Engenhão

Com a estreia confirmada do atacante uruguaio Loco Abreu, a torcida do Botafogo preparou para uma grande festa neste domingo, no clássico contra o Vasco, no Engenhão. Só esqueceram de avisar o ex-ídolo Dodô, hoje no rival. Com três gols, o atacante foi o principal destaque da goleada cruzmaltina por 6 a 0 no primeiro clássico carioca de 2010, pela terceira rodada da Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca.

Com a vitória, o Vasco foi a nove pontos e tomou a liderança do Grupo B do próprio Botafogo, que parou nos seis. O próximo desafio do time cruzmaltino é contra o Macaé, quinta-feira, às 19h30 (de Brasília), em São Januário, enquanto os botafoguenses buscarão a reabilitação diante do Tigres, quarta, às 21h50, também no estádio vascaíno.

Sem balançar a rede pelo Vasco até então, Dodô deu um show à parte no primeiro tempo e fez a torcida do Botafogo ter saudade dos seus gols. O atacante abriu o placar aos 3min, em um chute de fora da área, ampliou aos 32min e fez o terceiro aos 35min ¿ antes disso, aos 14min, Eduardo foi expulso e deixou os botafoguenses com um a menos.

No final do primeiro tempo, o jogo nem tinha terminado e a torcida do Botafogo já atacava seus jogadores das arquibancadas. Sobrou também - e principalmente - para o técnico Estevam Soares, alvo dos gritos de "burro" por parte dos torcedores. Um deles, aliás, chegou a queimar uma camisa botafoguense para expressar sua revolta.

No segundo tempo, o Botafogo voltou a campo com Somália no lugar de Loco Abreu, que nada fez em sua estreia pela equipe, e o Vasco manteve o comando do jogo. Dodô não balançou a rede na etapa, mas deu passe para Phillippe Coutinho marcar, aos 14min, e comemorou com os colegas o tento de Léo Gago, de falta, aos 10min. Naquela altura, o torcedor botafoguense já deixava o Engenhão frustrado com a festa dos vascaínos, que ainda viram Phillippe Coutinho anotar o sexto, aos 35min.

Ficha técnica:

Gols
Botafogo: -
Vasco: Dodô (três vezes), aos 3min, 32min e 35min do 1º tempo, Phillippe Coutinho (duas vezes), aos 14min e 35min do 2º tempo, e Léo Gago, aos 10min do 2º tempo

Polêmicas
- Torcida do Botafogo vaiou seus jogadores e chamou o técnico Estevam Soares de "burro" ainda no intervalo do clássico. Alguns deixaram o Engenhão no começo do segundo tempo

Ponto Forte do Botafogo
Herrera, único jogador a mostrar lucidez no time botafoguense e ter o nome gritado pela torcida

Ponto Forte do Vasco
Atuações inspiradas de Dodô, que fez o que quis no primeiro tempo, e do jovem Phillippe Coutinho

Ponto Fraco do Botafogo
Fragilidade da defesa, falta de entrosamento e estreia desastrosa do uruguaio Loco Abreu, que mal tocou na bola

Ponto Fraco do Vasco
Não houve

Personagem do jogo
Dodô, do Vasco

Esquema Tático Botafogo
4-4-2
Jefferson; Alessandro, Antônio Carlos, Wellington e Marcelo Cordeiro; Leandro Guerreiro, Fahel, Eduardo e Lucio Flavio (Renato); Herrera e Loco Abreu (Somália). Técnico : Estevam Soares

Esquema Tático Vasco
4-4-2
Fernando Prass; Fagner (Thiago Martinelli), Fernando, Titi e Márcio Careca; Nilton, Souza (Rafael Coelho), Léo Gago e Carlos Alberto (Magno); Phillippe Coutinho e Dodô. Técnico: Vagner Mancini

Cartões Amarelos
Botafogo: Alessandro, Antônio Carlos, Fahel e Herrera
Vasco: Fagner, Márcio Careca, Léo Gago e Dodô


Cartões Vermelhos
Botafogo: Eduardo
Vasco: -

Árbitro
Felipe Gomes da Silva

Público
25.092 presentes / 21.194 pagantes

domingo, 24 de janeiro de 2010

Atlético-PR desencanta e aplica 8 a 0 no Serrano

O Atlético-PR precisou de três rodadas para conquistar sua primeira vitória no Campeonato Paranaense 2010, mas o fez em grande estilo. Neste sábado, a equipe rubro-negra aplicou uma goleada de 8 a 0 sobre o Serrano.

Graças ao resultado deste sábado, o Atlético-PR soma quatro pontos e assume a terceira colocação, enquanto o Serrano é o penúltimo colocado com um ponto.

O massacre na Arena da Baixada começou aos 5min de jogo, quando Alan Bahia, de cabeça, abriu o placar. O próprio volante marcou o segundo aos 24min, aproveitando novo cruzamento de Netinho para cabecear para as redes.

Ainda no primeiro tempo, o Atlético-PR conseguiu mais dois gols: Márcio Azevedo, aos 31min, e Bruno Mineiro, aos 38min, marcaram.

Na etapa final, Netinho (de pênalti), Marcelo, Bruno Mineiro e Bruno Furlan completaram a vitória, igualando a maior goleada do Atlético-PR jogando na Arena da Baixada - 8 a 0 sobre o Iguaçu, em 2007.

Chelsea bate Preston e vai às oitavas da Copa da Inglaterra

Mesmo fora de casa, o Chelsea fez a sua parte e bateu o Preston North End, que atualmente disputa a segunda divisão inglesa, pelo placar de 2 a 0. Com este resultado, o time do técnico italiano Carlo Ancelotti classificou-se para as oitavas de final da Copa da Inglaterra, torneio mais antigo do futebol mundial.

Em campo, o primeiro gol do jogo foi marcado apenas aos 37 minutos da primeira etapa, depois de muita pressão do Chelsea. Após confusão na pequena área, o atacante francês Nicolas Anelka simplificou tudo e completou para as redes. Já o segundo tento só veio após o intervalo, quando o atacante inglês Daniel Sturridge anotou aos três.

Com este resultado, o atual campeão Chelsea segue em busca de seu sexto título na competição (1970, 1997, 2000, 2007 e 2009). Já o Preston North End, dirigido por Darren Ferguson, filho de Alex Ferguson, sagrou-se campeão apenas em duas ocasiões (1888/89 e 1937/38). O maior vencedor, porém, é o Manchester United, que acumula 11 títulos do torneio que existe desde 1871.

A supresa ficou por conta do Everton, vice-campeão no ano passado, que foi eliminado pelo Birmingham por 2 a 1.

O Birmingham abriu 2 a 0 - gols do equatoriano Cristian Benítez e do inglês Barry Ferguson - ainda no primeiro tempo. O Everton diminuiu aos 11min do segundo tempo, com Leon Osman, mas não teve forças para empatar.

Como consolo, o Everton teve a volta do meia espanhol Mikel Arteta, que não jogava desde o dia 22 de fevereiro do ano passado por conta de uma grave lesão no joelho.

Com ajuda de Taddei, Roma vira clássico contra a Juventus

O ex-palmeirense Taddei teve participação direta na vitória da Roma contra a Juventus, neste sábado, por 2 a 1, em Turim. O brasileiro sofreu o pênalti convertido por Totti e ainda participou do lance que originou a expulsão do goleiro Buffon. No final, Riise fez o gol da vitória do time da capital.

Este foi o quarto triunfo consecutivo da Roma na competição. O time da capital italiana se mantém, assim, no terceiro lugar, com 38 pontos, dois a menos que o Milan, que no domingo enfrenta a líder Inter no clássico de Milão.

Por sua vez, a equipe de Turim segue em má fase. Dos últimos 18 pontos que havia disputado, ganhou apenas três: uma vitória e cinco derrotas. O técnico Cirro Ferrara segue ameaçado.

Após um primeiro tempo movimentado, mas sem grandes oportunidades criadas, os times voltaram mais eficientes para a etapa final e movimentaram o placar.

Logo aos 5min Del Piero acertou um belo voleio dentro da área e marcou para a Juventus. A vantagem, porém, não resistiu a pressão do adversário. Aos 23min, Taddei foi lançado e sofreu pênalti. Totti converteu. E o brasileiro voltou a aparecer na sequência, ao lançar Riise. Buffon parou a jogada e foi expulso.

Já nos acréscimos, aos 47min, a Roma fez valer o homem a mais em campo com Riise.

Rooney marca quatro e põe Manchester na liderança do Inglês

Com show do atacante Wayne Rooney, o Manchester United bateu o Hull City por 4 a 0 neste sábado, em Old Trafford, e assumiu provisoriamente a liderança do Campeonato Inglês.

O time de Alex Ferguson soma agora 50 pontos, dois de vantagem para Arsenal e Chelsea, que têm, respectivamente, um e dois jogos a menos que o atual tricampeão. Já o Hull segue com 19 pontos, na zona do rebaixamento.

Rooney comandou o Manchester e marcou os quatro gols do jogo, disparando na liderança da artilharia do Inglês, com 19 tentos.

O primeiro saiu gol logo aos 8min do primeiro tempo. Scholes bateu forte, Myhill espalmou e o atacante, oportunista, aproveitou o rebote do goleiro e estufou as redes.

O Manchester manteve o domínio do jogo, mas só foi ampliar no final da etapa comlpementar. Após confusão na defesa do Hull, Gibson ficou com a sobra e rolou para Rooney, que fuzilou e marcou o segundo aos 38min.

Pouco depois, aos 41, o goleador desviou de cabeça cruzamento de Nani com perfeição e venceu Myhill. Nos acréscimos, Rooney ainda marcou de novo, após se livrar de dois marcadores na área, e encerrou a sua atuação de gala.

Na próxima rodada do Inglês, o Manchester fará duelo direto contra o Arsenal no Emirates Stadium.

sábado, 23 de janeiro de 2010

Brasileiro sofre grave lesão em vitória do La Coruña

O La Coruña bateu o Athletic Bilbao por 3 a 1 neste sábado, em casa, e assumiu provisoriamente a quarta colocação do Campeonato Espanhol, com 34 pontos. No entanto, a torcida e os jogadores tiveram um grande motivo para lamentar: a grave lesão do lateral esquerdo Filipe Luís.

O jogador, que já foi convocado para a Seleção e estaria na mira do Real Madrid, sofreu uma fratura e luxação de tornozelo enquanto fazia o gol que abriu o placar do jogo.

Ele se machucou após um choque com o goleiro Gorka Iraizoz aos 4min do segundo tempo, após receber um passe de Rodolfo Bodipo e marcar o gol.

Filipe teve que ser retirado de maca, enquanto todos seus companheiros de equipe e a comissão técnica do Deportivo levavam as mãos à cabeça e mostravam muita preocupação.

Nos exames preliminares foram diagnosticados uma fratura e um luxação no tornozelo. O jogador foi levado imediatamente a um hospital de La Coruña, onde vai passar por exames mais detalhados.

Após a lesão, outro brasileiro, o volante Juca, ex-Internacional e Botafogo, deixou sua marca e ampliou para os anfitriões.

O Athletic Bilbao, sétimo colocado do Espanhol com 30 pontos, chegou a descontar aos 35min, em gol contra de Colotto, mas Alvarez marcou no fim e garantiu o triunfo do La Coruña.

Nos pênaltis, Santos mantém tabu palmeirense e é finalista

O Santos esteve com a classificação próxima durante o tempo regulamentar, mas precisou dos pênaltis para avançar à decisão da Copa São Paulo. Depois de ceder o empate por 3 a 3 mesmo ganhando por dois gols de diferença até os 40min do segundo tempo, o time santista derrotou o Palmeiras por 5 a 3 nos pênaltis da semifinal disputada em São Carlos, neste sábado.

Ramos, considerado a maior promessa da categoria de base palmeirense, errou o quarto pênalti do Palmeiras. A classificação ficou nos pés de Renato, que converteu a quinta tentativa santista. O resultado mantém o tabu palmeirense de nunca ter conquistado o torneio disputado desde 1969.

No tempo normal, o Santos abriu 2 a 0 com golaços de Alan Patrick e Renan, mas a situação se complicou depois da expulsão de Alan Fernando, aos 25min do segundo tempo. O Palmeiras diminuiu com Patrick, sofreu mais um gol (de Tiago) e chegou ao empate com gols aos 41min e aos 44 min de Gabriel e Patrick.

Na decisão, agendada para as 10h (de Brasília) da próxima segunda-feira, no Estádio do Pacaembu, os santistas vão enfrentar o São Paulo, que na outra semifinal passou pelo Juventude.

Campeão em 1984, o Santos busca o segundo título da Copa São Paulo. Já o time do Morumbi pode ser tricampeão em sua nona final da competição.

O Santos abriu o placar aos 25min do primeiro tempo. Alan Patrick cobrou falta da intermediária e acertou o ângulo de Borges.

A partir deste lance, o Santos deve a manutenção do placar até o intervalo ao goleiro Rafael, que fez grandes defesas. Na mais impressionante delas, Bruno Turco chutou de longe e o santista colocou para escanteio.

No segundo tempo, o Santos controlou a pressão e ampliou com outro golaço aos 21min. Renan Mota recebeu de Alan Patrick na entrada da área e chutou forte, no ângulo direito de Borges.

A situação parecia tranquila para os santistas até a expulsão de Alan Fernando, aos 25min por brecar com falta um contra-ataque palmeirense. Quatro minutos mais tarde, Patrick acertou um chute com curva e enganou o goleiro Rafael, diminuindo o placar 2 a 1.

Pressionado, o Santos conseguiu no contra-ataque ampliar. Aos 37min, Tiago invadiu a área pela esquerda, passou por Wellington e, quase caindo, tocou na saída do goleiro.

O gol não abalou o Palmeiras e a persistência foi premiada com o empate. Primeiro, aos 42min, Gilsinho cruzou da esquerda, Ramos deixou a bola passar e Gabriel apareceu para chutar forte e diminuir para 3 a 2.

A igualdade veio aos 44min. Francinei fez boa jogada pela ponta esquerda e cruzou na segunda trave. A bola passou por Rafael e Patrick, sozinho, completou para as redes.

Nos pênaltis, acertos até o quarto pênalti palmeirense, defendido por Rafael em cobrança de Ramos. Na sequência, Renato foi para a cobrança e definiu a classificação santista.

Love faz 2 gols em estreia e Flamengo supera Bangu

Vagner Love teve a estreia que sonhou pelo Flamengo: com gols. O ex-jogador do Palmeiras e torcedor rubro-negro desde criança, segundo suas próprias palavras, marcou duas vezes e foi essencial na vitória por 2 a 1 sobre o Bangu, neste sábado, no Engenhão, pela terceira rodada do Campeonato Carioca. Outro destaque foi a volta de Adriano aos gramados, depois de se recuperar das dores no pé causadas por uma bolha.

Com o triunfo, o Flamengo foi a nove pontos no Grupo A e assumiu a liderança provisória da chave, já que Boavista e Fluminense ainda jogam na rodada e podem ultrapassá-lo. O Bangu, por sua vez, fecha a jornada na lanterna da chave, ao lado do Americano, mas em desvantagem neste momento no saldo de gols (-5 a -7).

Ovacionado pela torcida assim que entrou em campo com seus novos companheiros, Vagner Love justificou o esforço do Flamengo para tirá-lo do Palmeiras logo aos 18min do primeiro tempo, aproveitando um rebote do goleiro Marcos Leandro em chute de longa distância do volante Fernando: 1 a 0.

Nos minutos finais da etapa, Adriano desviou uma bola de cabeça aos 45min e Vagner Love aproveitou o lance para driblar Marcos Leandro, meio sem jeito, e anotar seu segundo gol na partida. O Bangu, porém, diminuiu a vantagem rubro-negra pouco depois: aos 49min, Tiano cobrou pênalti cometido por Vinícius Pacheco sobre Abílio.

No segundo tempo, o estado ruim do gramado do Engenhão prejudicou as equipes nas armações das jogadas. Mesmo assim, o Bangu por pouco não empatou o duelo ao criar boas chances e, em algumas delas, Bruno salvou o Flamengo - que na próxima quarta-feira encara o Americano, às 19h30 (de Brasília), no Maracanã. Já o Bangu pega o Olaria no mesmo dia, às 16h, na Rua Bariri.

Ficha técnica:

Gols
Bangu: Tiano, aos 49min do 2º tempo
Flamengo: Vagner Love, aos 18min e aos 45min do 1º tempo

Polêmicas
- Aos 46min do primeiro tempo, o árbitro marcou pênalti para o Bangu em uma jogada em que Vinícius Pacheco deslocou Abílio com o corpo. Os flamenguistas alegaram que a ação do meia não foi faltosa antes de Tiano converter a penalidade


Ponto Forte do Bangu
Avanços ao ataque pelos lados do campo

Ponto Forte do Flamengo
Entendimento entre Vagner Love e Adriano

Ponto Fraco do Bangu
Espaço dado aos atacantes do Flamengo

Ponto Fraco do Flamengo
Queda de rendimento no segundo tempo e poucas jogadas pelas laterais

Personagem do jogo
Vagner Love, que mostrou faro de gol em sua estreia pelo Flamengo

Destaque negativo do jogo
Péssimo estado do gramado do Engenhão

Esquema Tático Bangu
4-4-2
Marcos Leandro; Uillian, Abílio, Carlos Renan e Bruno Santos; Marcão, André Oliveira (Muniz), Thiago e Tiano (Digão); Somália (Sasa) e Gustavo. Técnico: Marcelo Buarque

Esquema Tático Flamengo
4-4-2
Bruno; Léo Moura (Fierro), Álvaro, Ronaldo Angelim e Everton Silva; Toró, Fernando, Kléberson e Vinícius Pacheco (Petkovic); Vagner Love e Adriano (Lenon). Técnico: Andrade

Cartões Amarelos
Bangu: Uillian, Carlos Renan, Bruno Santos, Marcão e Somália
Flamengo: Álvaro, Toró e Vinícius Pacheco

Árbitro
Wagner dos Santos Rosa

São Paulo bate Rio Claro e alcança primeira vitória em 2010

Demorou duas rodadas, mas veio a primeira vitória do São Paulo no Campeonato Paulista de 2010. Neste sábado, o time tricolor recebeu o lanterna Rio Claro e saiu de campo com um triunfo por 3 a 0, com gols de Hernanes, Washington e Rogério Ceni, o que diminui a pressão sobre o técnico Ricardo Gomes por conta dos maus resultados anteriores - apesar de a equipe voltar a apresentar um futebol aquém das expectativas dos torcedores.

O primeiro triunfo na temporada deixou o São Paulo com quatro pontos ganhos, ocupando a zona intermediária da tabela do Campeonato Paulista. Já o lanterna Rio Claro é o único time da elite da Série A-1 de 2010 que ainda não somou pontos.

Engana-se, porém, quem pensa que as principais chances de gol no primeiro tempo foram do São Paulo. Abusando dos contra-ataques e bolas alçadas à área, o Rio Claro só não abriu o placar graças às defesas de Rogério Ceni. O capitão são-paulino só não foi ao ataque para inaugurar o marcador: no seu lugar foi Hernanes, que recebeu passe de Washington e chutou forte, no canto direito de Sidney, aos 38min.

Na etapa final, o São Paulo voltou a campo mais ligado e fez seu segundo gol aos 10min, com Washington, de cabeça, após cobrança de falta de Marcelinho. Foi o que o time tricolor precisava para passar ter mais tranquilidade em campo, apesar de ter sofrido a expulsão do argentino Adrian González, aos 13min. Ainda deu tempo para Rogério Ceni, aos 45min, de pênalti, se redimir da cobrança desperdiçada contra a Portuguesa e ampliar o placar: 3 a 0.

O São Paulo volta a campo na próxima quinta-feira, às 17h (de Brasília), para enfrentar o Paulista, na Arena Barueri - o Morumbi será palco de apresentações artísticas e, por isso, o time também mandará outras partidas na Grande São Paulo. Já o Rio Claro jogará contra o São Caetano, um dia antes, às 16h, também em casa.

Ficha técnica:

Gols
São Paulo: Hernanes, aos 38min do 1º tempo, e Washington e Rogério Ceni, aos 9min e aos 45min do 2º tempo
Rio Claro: -

Lances bizarros
Aos 44min do primeiro tempo, Richarlyson fez às vezes de lateral direito e tentou um cruzamento para a área, mas pegou tão mal na bola que ela percorreu pouco mais de 2 metros até parar no pé do zagueiro do Rio Claro

Ponto Forte do São Paulo
Avanços pelas laterais e atuações inspiradas de Rogério Ceni e Hernanes

Ponto Forte do Rio Claro
Contra-ataques com a participação de Edu Salles

Ponto Fraco do São Paulo
Erros de passe e espaço vago entre o meio e o ataque

Ponto Fraco do Rio Claro
Espaço dado aos homens de meio e frente do São Paulo

Personagem do jogo
Rogério Ceni, que salvou o São Paulo de uma derrota no primeiro tempo e marcou um gol de pênalti

Esquema Tático São Paulo
4-4-2
Rogério Ceni; Adrian González, André Dias, Miranda e Junior Cesar; Jean, Richarlyson, Hernanes e Léo Lima (Xandão); Marcelinho (Sérgio Mota) e Washington (Dagoberto). Técnico: Ricardo Gomes

Esquema Tático Rio Claro
3-5-2
Sidney; Luciano (Thomaz), Nelinho e Odair; Murilo (Genilson), Walker, Alessandro Paraná, Maicon Souza e Vinícius; Osny (Kim) e Edu Salles. Técnico: Paulinho McLaren

Cartões Amarelos
São Paulo: -
Rio Claro: Luciano, Walker e Vinícius

Cartões Vermelhos
São Paulo: Adrian González
Rio Claro: Nelinho

Árbitro
Rodrigo Braghetto

Público
8.384 pagantes

Renda
R$ 191.955,00

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Classificação

Campeonato Paulista

1Portuguesa
2Palmeiras
3Santos
4Ituano
5São Caetano
6Botafogo
7Corinthians
8Bragantino
9Paulista
10Barueri
11Monte Azul
12Santo André
13Ponte Preta
14São Paulo
15Sertãozinho
16Mogi Mirim
17Oeste
18Rio Branco
19Mirassol
20Rio Claro

Campeonato Carioca

Grupo A

1Fluminense
2Boavista
3Flamengo
4Olaria
5Volta Redonda
6Duque de Caxias
7Americano
8Bangu

Grupo B

1Botafogo
2Vasco
3Madureira
4Tigres Brasil
5Resende
6Macaé
7Friburguense
8América

Campeonato Gaúcho

Grupo 1

1Grêmio
2Novo Hamburgo
3Ypiranga
4Esportivo
5Juventude
6Inter-SM
7Avenida
8Porto Alegre

Grupo 2

1São Luiz
2Internacional
3Veranópolis
4São José
5Pelotas
6Santa Cruz
7Caxias
8Ulbra

Marcos é o único a defender árbitro: "lance era difícil"

Ao contrário do técnico Muricy Ramalho, do meia Diego Souza e até do presidente Luiz Gonzaga Belluzzo, o goleiro Marcos evitou polêmicas com Paulo César de Oliveira no empate entre Barueri e Palmeiras. Na visão do ídolo alviverde, o árbitro deve ser perdoado por confirmar o gol do atacante Tadeu em impedimento.

"É muito cedo para culpar arbitragem. É difícil, só dá para ver o erro com a ajuda da televisão", explicou o camisa 12, que seguiu em sua análise da jogada.

"O lance é complicado, a gente fica chateado, mas também é enjoativo reclamar. Está muito cedo, o Paulista é longo, temos que apoiar a arbitragem. Erro faz parte, foi aceitável", emendou o capitão alviverde.

Marcos preferiu exaltar a determinação alviverde em buscar o empate no fim. No segundo tempo do confronto realizado em Presidente Prudente, o Palmeiras sentiu a parte física e encontrou dificuldades diante do Barueri.

"O resultado foi bom. Todos sabem que os times que disputaram o Brasileiro até o início de dezembro apresentam dificuldades físicas neste momento. Precisamos de paciência", recomendou Marcos.

Clijsters é massacrada por Petrova e dá adeus na Austrália

Campeã do US Open no final de 2009, meses após recuar da aposentadoria, a ex-número 1 do mundo Kim Clijsters foi eliminada nesta sexta-feira do Aberto da Austrália.

Irreconhecível, a belga não conseguiu impor seu jogo e foi facilmente batida pela russa Nadia Petrova em dois sets e com direito a um pneu - parciais 6/0 e 6/1 - em apenas 52 minutos.

O sonho de faturar um Slam pela segunda vez consecutiva para Clijsters acabou de forma vexatória.

Ela só ganhou cinco pontos durante o primeiro set, em que anotou 17 erros não forçados e uma bola vencedora e caiu em 18 minutos. Esses números até melhoraram para nove e quatro respectivamente, porém nesse momento a confiança da russa já era muito grande.

Ex-número três do mundo e atualmente a 19, Petrova aproveitou seu 1,78 m de altura para vencer 92% dos pontos disputados com o primeiro serviço - o índice foi de 100% na etapa de abertura.

Bem da linha de base também com 15 winners e somente dez equívocos diretos, ela avançou em 52 minutos e cedeu apenas uma chance de quebra, desperdiçada quando liderava por 2/0 no segundo set.

A algoz de Clijsters espera agora a vencedora do duelo entre a alemã Angelique Kerber e a russa Svetlana Kuznetsova para saber quem será sua adversária nas oitavas de final do Grand Slam.

Catanduva é campeã do Nacional feminino de basquete

Pela primeira vez em sua história, o Açúcar Cometa/Unimed/Catanduva conquistou o Campeonato Nacional feminino de basquete. Em um jogo emocionante nesta quinta-feira, decidido no último lance, a equipe derrotou o Colchões Castor/Fio/Unimed/Ourinhos por 60 a 59 e fechou o playoff final (melhor de cinco) por 3 a 0, jogando diante de sua torcida no ginásio Anuar Pachá.

Gilmara foi a cestinha do Catanduva com 11 pontos, seguida por Palmira, que marcou dez. Do outro lado, a maior pontuadora foi Mamá, que assinalou 14. Micaela e Karen vieram na sequência com 12 pontos cada.

Desde o começo da partida, Ourinhos dava a impressão de que não deixaria a história dos dois últimos encontros se repetir. Em sua melhor exibição até então no playoff decisivo, a equipe do técnico Urubatan Paccini, que lutava pelo hexacampeonato, não se intimidou com as vaias da torcida e se impôs no jogo.

As donas da casa começaram a reagir na metade da partida e, faltando dois minutos para o fim do terceiro quarto, Catanduva empatou com arremessos de lances livres. Pouco depois, a equipe virou o jogo para delírio da torcida que lotou o ginásio Anuar Pachá.

A equipe de Ourinhos parecia completamente perdida, permitindo muitos contra-ataques do adversário. Ainda assim, conseguiu levar o jogo para o último quarto com a igualdade de 47 a 47.

No período decisivo, as duas equipes mostraram muito nervosismo e os erros foram uma constante de lado a lado. Ourinhos conseguiu passar à frente no marcador por um ponto (57 a 56) faltando pouco mais de dois minutos e meio para o fim, dando ares dramáticos à partida.

Os dois técnicos, exaltadíssimos, pediam tempo a todo instante, mas no fim deu Catanduva, por apenas um ponto. Final de jogo: 60 a 59 e festa da torcida da casa no Anuar Pachá.

Varejão marca 11 pontos e Cavaliers vencem Lakers

No confronto dos líderes de conferência, melhor para o Cleveland Cavaliers, que, com 11 pontos do brasileiro Anderson Varejão, venceu o Los Angeles Lakers por 93 a 87, em casa, em partida da temporada regular da NBA.

Varejão, que começou no banco, atuou por 23 minutos. Além das cestas - incluindo um acerto em lançamento de três pontos -, colaborou com oito rebotes e uma assistência.

O grande nome dos Cavaliers, porém, foi LeBron James. O ala voltou a ser o cestinha do time e da partida, marcando 37 pontos. Outro ala, JJ Rickson, conseguiu um double-double de 11 pontos e 14 rebotes para a equipe de Cleveland.

Pelos Lakers, brilhou outra estrela. Apesar da derrota, o ala-armador Kobe Bryant marcou 31 pontos. O reserva Lamar Odom anotou um double-double (dez pontos e dez rebotes), enquanto o espanhol Pau Gasol fez 13 pontos.

Os Cavaliers, líderes da Conferência Leste, têm 33 vitórias e 11 derrotas até aqui. Os Lakers, em primeiro no Oeste, venceram 32 jogos e perderam dez.

Com Viola, Brusque bate Figueirense no último minuto

Na estreia do experiente atacante Viola, o Brusque bateu o Figueirense por 2 a 1 no Estádio Augusto Bauer, em Brusque, com direito a gol no último lance da partida.

Com o resultado, o Brusque conquistou seus primeiros três pontos na competição, subindo para a oitava colocação. O Figueirense, após bater o Imbituba no último domingo, permanece no quarto lugar do Estadual.

O Figueirense criou mais chances na etapa inicial. Valendo-se da segurança da sua dupla de zaga composta por João Filipe e Roger Carvalho, os visitantes pecavam na finalização, desperdiçando oportunidades claras de gol. Júnior Negrão, isolado no campo ofensivo, recebia poucos passes que pudessem ser aproveitados para jogadas mais elaboradas.

Entretanto, em uma de suas únicas chances no jogo, o Brusque abriu o placar aos 43min do primeiro tempo. Após cruzamento da esquerda, Chris escorou e Marcelo balançou as redes adversárias.

Jogando exclusivamente no ataque e esperando assistências, Viola teve poucas chances de marcar em seu retorno ao futebol.
de casa e voltaram para a etapa complementar com uma postura igualmente ofensiva. Aos 27min, o zagueiro Marcelo desviou chute de Júnior Negrão com a mão e o árbitro marcou pênalti. O próprio atacante bateu a penalidade, empatando para o Figueirense.

Aos 49min, na última oportunidade do jogo, Viola deu uma bicicleta da entrada da área, o goleiro rebateu e Chris cabeceou para garantir a vitória.

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Destaques de semi da Copa SP são loteados por investidor

Não foram só os torcedores santistas e palmeirenses que comemoraram as classificações dos dois clubes para a semifinal da Copa São Paulo. Um só grupo investidor possui os principais candidatos a revelação dos dois clubes, que na próxima sexta disputam um lugar na decisão do torneio. São Paulo e Juventude fazem o outro jogo.

Se já não bastasse o fato de ter direitos econômicos sobre Neymar, Paulo Henrique Ganso, André, Wesley e Breitner, entre outros, o Grupo Sonda também possui porcentagens importantes sobre os principais destaques do Santos na Copa São Paulo. Inclusive, vários dos jogadores foram contratados pelo próprio investidor, que usa a base santista como vitrine.

A lista do investidor tem o lateral direito Crystian (50%), o zagueiro Alemão (20 a 30%), o volante Elivélton (25%), os meias Alan Patrick (40%) e Thiago Alves (30%), além do atacante Dimba (40%) - as porcentagens em parênteses são a parte dos direitos econômicos presos ao investidor.

No Palmeiras, o Grupo Sonda também tem trânsito dentro da equipe que disputa a Copa São Paulo. O principal nome do grupo investidor é o lateral direito Luís Felipe (25%), autor de quatro gols. O lateral esquerdo Gabriel Silva, considerado um dos melhores jogadores do torneio e autor de três gols, também tem parte de seus direitos ligados ao Sonda.

O terceiro nome do investidor gaúcho é o volante Fernando, que lesionado perdeu as primeiras partidas da Copa São Paulo. Recuperado, ele deve atuar contra o Santos na semifinal.

Fernando, além de Gabriel Silva, já foi confirmado para o elenco profissional palmeirense ao fim da Copa São Paulo.

Schumacher troca de número de carro com Rosberg

Michael Schumacher usará o número 3 em seu carro na temporada 2010. A troca da numeração com o companheiro Nico Rosberg foi confirmada nesta quinta-feira pela Mercedes. Como foi contratado depois de seu companheiro de equipe, o heptacampeão havia ficado com o carro número 4. Schumacher então, solicitou a mudança à Mercedes mas a troca dependia de permissão da FIA.

Em recente entrevista ao jornal alemão Bild, Schumacher disse que pedira a mudança pois prefiria números ímpares. A supertição explica-se: os sete títulos mundiais do alemão foram conquistados com um número ímpar na frente do carro. Cinco títulos, Schumacher conquistou com o número 1 nos anos 1995, 2001, 2002, 2003, 2004. Outro título foi obtido com o número 3, em 2000 e outro com o número 5, em 1994. Além disso, nunca um piloto foi campeão pilotando um carro de número 4.