quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Deivid destaca ritmo veloz do Brasil: "estou sentindo muito"

Autor do gol de empate do Flamengo, Deivid chega ao Rio de Janeiro após confronto com o Goiás. Foto: Agência Lance

Deivid admitiu sentir a diferença de velocidade

Já foram oito jogos com a camisa do Flamengo, mas o atacante Deivid admite que está longe da forma ideal. O camisa 99, que estava no Fenerbahçe, da Turquia, reconhece que está sofrendo para se readaptar ao futebol brasileiro, o qual, segundo ele, está com um nível de exigência bem mais alto do que na época em que deixou o país.

"Estou sentindo muito, muito mesmo. O futebol brasileiro está muito rápido, dinâmico, e se o jogador não acompanha, fica para trás mesmo. Enquanto os outros estão a 100 km/h, estou a 50, 60 km/h", declarou o atacante, em entrevista ao canal ESPN Brasil.

Ainda de acordo com o jogador, que tem dois gols marados pela equipe, o processo de adaptação ao seu posicionamento na equipe também tem criado dificuldades. deivid revela que no Fenerbahçe costumava jogar numa segunda linha de ataque, e não como centroavante, como vem fazendo no Fla.

"Lá, eu jogava quase como um lateral, numa segunda linha de ataque. Voltei jogando como um atacante de área e estou sentindo, sim", explicou.

Liverpool decepciona e fica no zero; Napoli busca empate incrível

Brasileiro Lucas recebe cartão amarelo no empate sem gols entre Liverpool e Utrecht, nesta quinta-feira, pelo Grupo K da Liga Europa. Foto: Reuters

Brasileiro Lucas foi titular na apagada atuação do Liverpool

O Liverpool foi à Holanda nesta quinta-feira para enfrentar o Utrecht e decepcionou seus torcedores mais uma vez, ao ficar apenas no empate sem gols. Com o resultado, o clube inglês chegou a quatro pontos no Grupo K da Liga Europa, enquanto os holandeses ficaram com o seu segundo empate na competição.

Com pouca inspiração no meio de campo, os visitantes dependiam muito da genialidade de Fernando Torres, que segue longe da sua melhor forma. Mesmo assim, o atacante espanhol ainda ameaçou em boa chegada de contra-ataque, aos 11min do segundo tempo. Os donos da casa, ainda mais apáticos, ameaçaram em duas bolas paradas, salvas por Reina e pelo pé de Raul Meireles.

Agora, o Liverpool vai à Itália encarar o Napoli, enquanto o Utrecht recebe o Steaua Bucareste, da Romênia. Italianos e romenos, aliás, fizeram um duelo emocionante, também nesta quinta, com o Napoli conseguindo o empate por 3 a 3 apenas nos acréscimos.

O Steaua abriu 3 a 0 ainda no primeiro tempo com gols de Cribari (contra), Tanase e Kapetanos - este último, porém, foi expulso aos 31min e abriu caminho para a reação napolitana. Vitale, Hamsik e Cavani balançaram as redes e definiram a incrível reação dos visitantes.

Algoz do Brasil, Cuba estreia na 2ª fase com derrota para Sérvia

Algoz do Brasil na primeira fase, Cuba cai diante da Sérvia . Foto: FIVB/Divulgação

Sérvia leva a melhor sobre Cuba em estreia na segunda fase

Algoz do Brasil na primeira fase do Mundial masculino de vôlei, a seleção de Cuba decepcionou e perdeu de virada por 3 sets a 1 para a Sérvia (parciais 16/25, 25/19, 25/22 e 25/19) em sua estreia no Grupo H da segunda etapa da competição que está sendo realizada na Itália.

Destaques no triunfo contra os brasileiros, o oposto Hernandez e a jovem estrela Leon marcaram 11 e 10 pontos, respectivamente, e foram "ofuscados" pelo meio de rede Simon Aties, que comandou o time da América Central e conseguiu 17 tentos.

Pelo lado da Sérvia, que teve desempenho irregular na primeira fase e inclusive perdeu um jogo, contra o Canadá, Ivan Miljkovic foi o melhor em quadra, com 19 pontos. Kovacevic ainda anotou mais 17.

Cuba tentará a reação na próxima sexta-feira, contra o México. No dia seguinte será a vez de a Sérvia encarar o selecionado mexicano.

Ainda nesta quinta, a seleção da Alemanha venceu a de Porto Rico por 3 a 0 (25/22, 25/22 e 25/18) em partida pelo Grupo G da competição. Outra integrante da chave, a dona da casa Itália ganhou folga nesta quinta-feira.

De acordo com o regulamento do Mundial, os dois melhores de cada um dos seis grupos desta segunda fase avançam na competição.

Implacável, Brasil massacra Polônia e começa bem 2ª fase

 . Foto: Reuters

Seleção fez sua melhor exibição no Mundial e passou pela Polônia por 3 a 0

A bela exibição que tanto se esperava da Seleção Brasileira, bicampeã mundial e atual campeã da Liga, enfim entrou em quadra na Itália. Com boa partida de jogadores que até o momento tinham apresentado bastante irregularidade, como o líbero Mário Jr. e o oposto Leandro Vissotto, e um excelente desempenho de Murilo e Dante, a equipe atropelou a até então invicta Polônia, por 3 sets a 0, com parciais de 25/16, 25/20 e 25/20, em Ancona, iniciando muito bem a segunda fase do Mundial de Vôlei.

Os poloneses viram de volta o trauma da final do Mundial de 2006, com o Brasil cometendo poucos erros e atuando muito bem na defesa. O retrospecto no confronto direto neste ano segue amplamente favorável para a Seleção, com cinco vitórias e apenas uma derrota.

Dentro do chamado "grupo da morte", o time de Bernardinho ficou bem perto de uma vaga na terceira fase da competição. Para isso basta torcer contra os poloneses no jogo contra a Bulgária para passar a próxima etapa. Caso isso não aconteça, os brasileiros terão de vencer os búlgaros, que jogarão mais pressionados.

O placar elástico conquistado nas três parciais - especialmente na primeira - faz com que a situação da Seleção na chave fique ainda melhor. A média de pontos, divisão dos pontos feitos pelos pontos sofridos, é o primeiro critério de desempate.

O jogo

A Seleção Brasileira começou de forma arrasadora. Leandro Vissotto, um dos mais irregulares da primeira fase, foi quem impulsionou a equipe verde e amarela a abrir 3 a 0, com dois excelentes ataques, complementados por um ace de Murilo.

O time seguia na mesma pegada e abriu 7 a 1 com um excelente trabalho da recepção. Sem dar chances, a Seleção abriu 11 a 4 em uma bola que foi o exemplo do primeiro set, recuperação de Dante e ataque fulminante de Vissotto. A seleção polonesa esboçou uma reação em dois erros bobos do Brasil, mas o time de Bernardinho se recuperou e com um ace de Murilo fez 16 a 9 na segunda parada técnica.

Dominando o jogo, a Seleção chegou a abrir 22 a 13. Mas no primeiro grande rali da partida, com bons momentos de ambos os lados, a equipe acabou vacilando na marcação e deixou Nowakowski sozinho para atacar. Rodrigão ainda tentou defender, mas não conseguiu. Os lances motivaram a equipe polonesa, que depois se aproveitou de um toque na rede e uma recepção errada de Mário Jr. para diminuir o marcador para 23 a 16. O Brasil fechou o primeiro set em 25 a 16, após Winiarski acertar a antena.

A Seleção começou o segundo set na mesma pegada do primeiro abrindo 3 a 0 no marcador. A seleção polonesa, porém, não deu a mesma facilidade do set anterior até a primeira parada técnica e virou a partida em 7 a 6 após um erro de ataque de Dante em uma largadinha e uma defesa desajeitada de Mário Jr, que Bruno não conseguiu salvar.

A equipe brasileira virou depois de um belo rali. Depois de duas tentativas de Dante, a bola voltou para a quadra brasileira. Rodrigão defendeu e Bruninho levantou para Vissotto explorar o bloqueio e pôr a bola no chão. Logo em seguida, a Seleção abriu 10 a 8 em um bloqueio de Murilo. O time verde e amarelo conseguiu uma vantagem de quatro pontos (14 a 10) depois de um bloqueio perfeito de Dante e outro de Vissotto e Rodrigão.

A Polônia diminuiu a diferença para um ponto (17 a 16) depois de um contra-ataque e um ace de Mozdzonek. O lance fez o técnico Bernardinho pedir tempo para esfriar a recuperação. Deu resultado, já que na volta, Murilo explorou bem o bloqueio e Vissotto recuperou uma bola alta de Bruninho para abrir três pontos na frente.

Os poloneses tentavam, diminuiam a vantagem, mas aí o time do Brasil voltava a ser decisivo. Em um ataque do fundo de quadra de Murilo, depois uma bola recuperada por Mário Jr., a equipe fechou o segundo set em 25 a 20.

A terceira parcial não apresentou grandes dificuldades para a Seleção. Com a equipe europeia já desanimada em quadra, o Brasil manteve o ritmo, cravou um ponto atrás do outro e fechou o set em 25 a 20 em um erro de saque da Polônia, encerrando sua melhor apresentação até aqui no Mundial.

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Internacional confirma show de Paul McCartney no Beira-Rio

Torcida encheu o Beira-Rio, esperançosa com a possibilidade de passar pelas oitavas de final. Foto: Lucas Uebel/Vipcomm/Divulgação

Torcida do Inter poderá ver show de Paul McCartney no Beira-Rio

O Inter confirmou que o músico Paul McCartney fará um show no Estádio Beira-Rio. O evento está marcado para dia 7 de novembro, domingo.

O ex-integrante dos Beatles tocará no local, dando sequência aos diversos espetáculos realizados no gramado do time colorado nos últimos anos.

Em seu site oficial, o Inter pede atenção ao seu associado, que deve ficar atento para possíveis sorteios e vantagens que podem ser oferecidas visando o show. A publicação avisa que mais informações sobre ingressos serão divulgadas na próxima semana.

Além disso, nenhum jogo do clube gaúcho como mandante no Campeonato Brasileiro será prejudicado. Três dias antes do espetáculo, a equipe colorada recebe o Fluminense.

"O jogo não será transferido. É uma partida que pode ser decisiva para o Campeonato Brasileiro, então ela acontecerá ali. A única diferença é que parte da estrutura estará atrás de um dos gols. O palco será montado no gramado, mas depois da partida. O Inter não costuma abrir o estádio para eventos assim, mas abrimos uma exceção, porque é um evento histórico, que pode nunca mais acontecer em Porto Alegre", afirmou o diretor executivo de marketing do clube, Jorge Avancini.

No dia do evento, o Inter estará em Goiânia, onde enfrentará o Atlético-GO. O jogo seguinte será no Beira-Rio, contra o Avaí, na semana seguinte. A diretoria disse que o gramado estará em boas condições. "Vai ser usada uma cobertura no campo, com o que há de mais moderno no Brasil. E teremos uma semana para a preparação. Não haverá problema", concluiu o dirigente.

Com G. Silva expulso, Panathinaikos perde e Copenhagen vira líder

 . Foto: EFE

Copenhagen faz a festa em Atenas e afunda Panathinaikos

Sem Gilberto Silva na maior parte do segundo tempo (o ex-volante da Seleção foi expulso), o Panathinaikos perdeu por 2 a 0 para o Copenhagen nesta quarta-feira, em Atenas, pela segunda rodada do Grupo D da Liga dos Campeões.

Com o resultado, o time dinamarquês assume a liderança isolada da chave, com seis pontos, ultrapassando o "poderoso" Barcelona, que mais cedo só empatou com o Rubin Kazan por 1 a 1 na Rússia. Já os gregos somam a segunda derrota e amargam a lanterna.

Mesmo fora de casa, o Copenhagen resolveu o jogo logo no primeiro tempo. N'Doye abriu o placar aos 28min e Vingaard ampliou aos 37min. O Panathinaikos voltou para a etapa final disposto a reagir, mas a expulsão de Gilberto Silva, que já tinha amarelo e fez falta dura logo aos 3min, complicou ainda mais a vida dos anfitriões.

O time dinamarquês tentará seguir surpreendendo no dia 20 de outubro, quando encara o Barcelona no Camp Nou pela terceira rodada da chave. Na mesma data, o Panathinaikos recebe o Rubin Kazan de olho em seu primeiro triunfo na atual edição da Liga.

Eto'o faz três e Inter de Milão atropela Werder; Tottenham vence

Eto'o e Philippe Coutinho comemoram gol na vitória da Inter de Milão. Foto: AP

Eto'o e Philippe Coutinho vibram com gol na goleada da Inter de Milão

Jogando em casa, a Inter de Milão atropelou o Werder Bremen com uma goleada por 4 a 0, nesta quarta-feira, pelo Grupo A da Liga dos Campeões. A equipe italiana contou com grande atuação do camaronês Samuel Eto'o, autor de três gols. Sneijder fez o outro tento dos milaneses.

Com o resultado, a Inter chegou aos quatro pontos, na liderança da chave. Em segundo lugar está o Tottenham Hotspur, que goleou o Twente por 4 a 1.

A Inter contou com os brasileiros Júlio César, Lucio, Maicon e Philippe Coutinho entre os titulares. O goleiro e o zagueiro, porém, não seguiram até o final do jogo, sendo substituídos no segundo tempo. Pelo lado do Werder, o ex-santista Wesley foi titular, atuando na lateral direita.

A goleada iniciou-se aos 21min do primeiro tempo, com Eto'o. O atacante passou pela marcação e tocou na saída do goleiro Wiese. Seis minutos depois, o camaronês deixou sua marca novamente ao completar lançamento de Lucio.

Ainda no primeiro tempo, aos 34min, Sneijder ampliou o resultado depois de passe de Eto'o. O resultado foi selado somente após o intervalo, aos 36min, com o camaronês driblando o goleiro e chutando com tranquilidade.

Já o Tottenham venceu os holandeses do Twente, em casa, em jogo com três pênaltis. Van der Vaart errou cobrança aos 41min do primeiro tempo, mas se redimiu ao abriu o placar aos 2min da etapa complementar após jogada de Peter Crouch.

Três minutos depois, Pavlyuchenko ampliou convertendo penalidade. O Twente descontou aos 11min, com Chadli, mas qualquer chance de reação durou pouco.

Aos 19min, Pavlyuchenko cobrou novo pênalti, obtendo o terceiro gol do Tottenham, três minutos após a expulsão de Van der Vaart. A goleada foi concluída aos 40min, com gol de Bale.

Sem entrar em quadra, Melo e Soares avançam na Malásia

Os mineiros Bruno Soares e Marcelo Melo não precisaram entrar em quadra nesta quarta-feira para avançar no ATP 250 de Kuala Lumpur, na Malásia.

Na partida que garantia vaga nas quartas de final, os brasileiros contaram com a desistência do japonês Kei Nishikori e do indiano Yuki Bhambri e estão classificados para a próxima rodada.

"Só tinha acontecido comigo duas vezes, agora foram duas seguidas", escreveu Bruno em seu blog, referindo-se também à desistência da dupla de franceses Richard Gasquet e Edouard Roger-Vasselin nas semifinais do ATP 250 de Metz.

Nishikori passou mal e não estava em condições de jogar nesta quarta, desclassificando, assim, a dupla.

Soares e Melo entrarão em quadra na madrugada desta quinta-feira, contra a parceria formada pelo russo Mikhail Youzhny e o ucraniano Sergiy Stakhovsky por uma vaga nas semifinais do torneio.

Em má fase no Fla, Silas pode ser demitido no sábado

Na sua estreia no comando do Flamengo, o técnico Silas saiu derrotado por 1 a 0. Foto: VIPCOMM/Divulgação

Silas pode perder o emprego ainda neste final de semana

A situação do técnico Silas no comando do Flamengo já está insustentável. Apesar de a diretoria e de os jogadores evitarem fazer críticas públicas ao treinador, a verdade é que o ex-jogador está longe de ser unanimidade na Gávea. Uma derrota no próximo sábado, às 18h30 (de Brasília), diante do Botafogo, no Engenhão, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro, será suficiente para a demissão dele.

A torcida vem vaiando o treinador em todos os jogos por conta das substituições. Na noite de terça, no empate por 1 a 1 com o Goiás, conquistado com um gol no fim do segundo tempo, as vaias aumentaram.

Primeiro por Silas ter colocado Petkovic no lugar de Renato Abreu. A entrada do sérvio era uma exigência dos torcedores, mas não na vaga de outro meia em um momento que o time precisava ser mais ofensivo. A paciência dos flamenguistas foi ao fim quando Val Baiano entrou em campo.

Silas também não conta com o respaldo do elenco. Petkovic não está satisfeito com o fato de começar todos os jogos na reserva. Renato Abreu ficou irritado ao ser sacado do time contra o Goiás. Já o zagueiro Jean não assimilou bem as críticas do treinador após ele ter feito um gol contra, que abriu o placar para os goianos. Ao se defender das cobranças, Silas ironizou o tento anotado por Jean.

"Eu não faço gol contra, não chuto a gol. Portanto, não fui vaiado. As críticas da torcida não foram para mim. Vaiaram porque o time estava perdendo. Quando empatou as manifestações terminaram", comentou Silas, ignorando os gritos de "burro" a cada substituição.

Ao criticar Jean publicamente, Silas atingiu indiretamente o diretor executivo de futebol do clube, Zico, que sempre defendeu uma postura ética dos profissionais do Flamengo e que não é partidário de declarações polêmicas, ainda mais em um momento que o clube precisa de união.

"Se o Zico não está gostando do meu trabalho, vocês (jornalistas) devem perguntar isso a ele", disse Silas ao ser questionado se temia perder o cargo.

A verdade é que uma derrota contra o Botafogo dificilmente manterá Silas no cargo. Ainda mais com o "fantasma" de Vanderlei Luxemburgo solto no mercado. Zico é amigo do ex-técnico do Atlético-MG e vê com bons olhos a contratação do treinador. Contra o atual comandante ainda pesa um péssimo retrospecto.

Ele comandou o Flamengo em nove partidas até o momento, perdendo três vezes, empatando outras cinco e obtendo apenas uma vitória, por 2 a 1, contra o lanterna Grêmio Prudente, e com um gol no último minuto.

O desempenho é pior do que o de Rogério Lourenço, antecessor de Silas. Para piorar, com 29 pontos conquistados, o time rubro-negro parece que terá que se contentar de brigar somente contra o rebaixamento, risco que se torna cada vez maior com o passar das rodadas.

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Apesar da derrota, Del Potro exalta retorno e melhora no punho

Mesmo após a derrota em sua reestreia no circuito profissional, o argentino Juan Martín Del Potro classificou como positivo o seu retorno no ATP 250 de Bangcoc, comemorando o fato de não ter sentido dores no pulso durante a partida.

"Estar numa quadra central jogando uma partida outra vez foi um grande momento para mim e me senti muito feliz. Perdi hoje (terça), mas tenho muitas coisas boas para levar ao futuro", disse o tenista, 22 anos, que perdeu na estreia do torneio tailandês para o belga Olivier Rochus, parciais 7/6 (9-7) e 6/4.

Atual número 36 do mundo, Del Potro perdeu 32 posições após ficar oito meses afastado do circuito e sem poder defender o título do Aberto dos Estados Unidos. Em janeiro, o tenista sentiu um incômodo no pulso direito e foi eliminado nas oitavas de final do Grand Slam australiano. Com uma grave lesão no punho, o argentino teve que se submeter a uma cirurgia em maio, podendo voltar apenas agora.

"O mais importante hoje (terça-feira) era meu pulso e ele está perfeito. Espero jogar mais cinco ou seis torneios até o final do ano", declarou Del Potro. Rochus , por sua vez, não deixou de comemorar a vitória sobre o argentino.

"Claro que ele não está jogando o seu melhor tênis, mas ainda assim foi uma vitória fantástica para mim. Eu não posso jogar muito melhor do que fiz hoje (terça)", disse o belga, que enfrentará o casaque Mikhail Kukushkin na próxima rodada.

Leandro quebra a mão e vira desfalque para Dorival Júnior

Daniel Carvalho comemora gol do Atlético-MG no primeiro tempo. Foto: Agência Lance

Lateral (à esq.) começou a sentir dores no duelo contra o Grêmio, no domingo

A fase realmente realmente não é boa para o Atlético-MG. Na tabela de classificação, o time está em penúltimo lugar, com apenas 21 pontos conquistados em 25 partidas disputadas. Na equipe, o técnico Dorival Júnior ganhou um desfalque de última hora para a partida contra o Ceará: o lateral esquerdo Leandro, que sofreu uma fratura na mão direita

Na partida contra o Grêmio, no último domingo, o jogador sentiu o problema, reclamou de dor nos últimos dias e, ao fazer um exame de raio-X nesta terça-feira, em Fortaleza, foi constatada a fratura. Com isso, Leandro está fora do duelo desta quarta-feira, às 22h (de Brasília), no Castelão.

Para enfrentar o Ceará, Dorival Júnior conta para a posição com o jovem Eron, 18 anos, Fernandinho, que está voltando de recuperação de estiramento muscular na coxa esquerda, e Fillipe Soutto, revelação da categoria de base.

Vitória de Palaia sobre Cipullo tem sabor de remorso e vingança

Palaia. Foto: Marcelo Ferrelli/Gazeta Press

Salvador Hugo Palaia assumiu a presidência depois dos problemas de saúde de Belluzzo

Só uma pessoa era capaz de segurar Gilberto Cipullo por tanto tempo na presidência: Luiz Gonzaga Belluzzo, grato pela composição política feita por Cipullo que o ajudou a assumir o Palmeiras no início de 2009. As complicações de saúde do presidente abriram espaço para Salvador Hugo Palaia, membro famoso da política palestrina e que teve um início de gestão nada pacífico ao dissolver todo o departamento de futebol.

Na novela do Palmeiras, Palaia é o homem que ressurge para dar novos contornos à trama. O novo presidente é inimigo de Cipullo desde que foi sucedido por ele no departamento de futebol, em 2007, e ouviu acusações de que a terra estava arrasada. Hoje, Salvador Hugo Palaia rebate apontando para as dívidas que cresceram e para o desempenho esportivo ruim da equipe como argumento para fazer trocas.

Sob a gestão de Cipullo, o Palmeiras ocupa uma posição modesta no Campeonato Brasileiro, só conquistou um título, o Paulista de 2008, e tem números polêmicos na gestão financeira. As contas de agosto, por exemplo, foram reprovadas no início desta semana. A folha salarial, com atrasos, só concorre com a do Corinthians de Ronaldo e Roberto Carlos no futebol brasileiro. Foram contratados 71 jogadores em três anos.

Cipullo era contrário às contratações de Valdívia e Kléber, bastante onerosas aos cofres, mas vistas pela presidência como fundamentais para recuperar o orgulho dos palmeirenses. Foi também contra a saída de Vanderlei Luxemburgo em 2009 e à permanência de Muricy para 2010. A forma como tudo isso aconteceu diz muito sobre a perda de poder do vice de futebol.

Palaia, de uma vez só, conseguiu vingar Cipullo e se colocar em evidência. O Palmeiras tem diversos pretendentes à presidência para 2011 e o interino é um deles. No cargo provavelmente até o fim desta temporada, quer mostrar que pode, enfim, comandar o clube. No final de 2006, ele deixou o departamento de futebol visto como um sujeito atrapalhado e folclórico.

Com um estilo que lembra o do antigo Poder Moderador, usado na época do Império, Salvador Palaia contou com um aliado importante. Fábio Raiola, ex-diretor financeiro que deixou o cargo ao lado de Vanderlei Luxemburgo, se juntou ao novo presidente e terá espaço no conselho gestor indicado pelo próprio Palaia, união que ficará responsável pelo departamento de futebol até o fim de 2010.

Gilberto Cipullo, formalmente, foi convidado para compor o grupo no qual estarão vários dos que lhe queriam fora do comando do futebol. Aceitar isso é um milagre tão grande quanto o que levou Palaia ao comando do clube: o inesperado problema de saúde que afastou Belluzzo da cruzada em defesa de Cipullo.

Robinho perde gol incrível em empate do Milan; Real bate Auxerre

 . Foto: AP

Titular ao lado de Ibrahimovic no ataque do Milan, Robinho perdeu chance cara a cara com o goleiro

Com mais uma atuação decisiva de Zlatan Ibrahimovic, o Milan empatou por 1 a 1 com o Ajax nesta terça-feira, fora de casa, pela segunda rodada do Grupo G da Liga dos Campeões. O técnico Massimiliano Allegri barrou Ronaldinho e escalou Robinho como titular, mas o ex-santista teve atuação apagada e perdeu chance inacreditável no segundo tempo. Na outra partida da chave, o Real Madrid visitou o Auxerre na França e venceu por um magro 1 a 0, com gol de Di María.

Com os resultados da rodada, o time espanhol assumiu a liderança da chave, com seis pontos em dois jogos. O Milan aparece na segunda posição, com quatro pontos, seguido pelo Ajax, que tem um. O Auxerre, que perdeu suas duas partidas, está zerado na tabela.

Com Seedorf encostando na dupla de frente formada por Robinho e Ibrahimovic, o Milan não começou bem a partida. Do outro lado, o uruguaio Luis Suárez jogou aberto pela direita e comandou as ações ofensivas do Ajax.

Aos 23min, o time da casa abriu o placar. Suárez fez grande jogada para cima do veterano zagueiro Nesta e cruzou rasteiro para o marroquino El Hamdaoui, que concluiu para as redes. O empate veio aos 37min: Seedorf deu belo passe para Ibrahimovic e o camisa 11 dominou no peito antes de finalizar com estilo, sem chances para o goleiro Stekelenburg.

Ainda na primeira etapa, Robinho teve em seus pés a chance mais clara do jogo. Após outro passe preciso de Seedorf, o atacante ficou frente a frente com Stekelenburg, ameaçou chutar duas vezes e acabou finalizando para fora, desperdiçando oportunidade incrível. Os dois times se abriram e buscaram o gol da vitória até o fim, mas o 1 a 1 persistiu no placar. Ronaldinho não saiu do banco.

Di María sai do banco e dá vitória ao Real Madrid

Em Auxerre, o Real Madrid teve mais uma atuação de pouca inspiração diante do time da casa e precisou de um gol de Di María aos 35min da segunda etapa para sair com a vitória. O técnico José Mourinho mudou a estrutura da equipe, sacando o meia alemão Özil e escalando três volantes: Xabi Alonso, Lass Diarra e Khedira.

A equipe da capital espanhola voltou a mostrar dependência dos lances individuais de Cristiano Ronaldo e foi bloqueada pela forte retranca do Auxerre durante boa parte do jogo. Somente a dez minutos do fim Sergio Ramos conseguiu encontrar Di María com um passe longo para a área; o argentino dominou e bateu firme de pé esquerdo para definir o placar.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Visando Grêmio, São Paulo tem reforço e decepção no ataque

Ausente por lesão sofrida no dia 2 de setembro, contra o Atlético-GO, o atacante Fernandinho foi a principal novidade do São Paulo nas atividades desta segunda-feira. Ele trabalhou com bola normalmente ao lado dos demais jogadores e está à disposição de Sérgio Baresi para enfrentar o Grêmio, quarta-feira, em Porto Alegre, às 22h (de Brasília).

Se Fernandinho é novidade, a decepção ficou por conta de Fernandão. Com lesão na panturrilha, o atacante também fica de fora da viagem ao Rio Grande do Sul e assim perde seu segundo jogo consecutivo.

De volta ao grupo principal, Fernandinho tenta retomar a sequência que vinha tendo quando se lesionou por um estiramento muscular.

Com Sérgio Baresi, havia sido titular contra Vasco da Gama, Fluminense e Atlético-GO, quando se contundiu e foi sacado no intervalo.

As outras novidades de Baresi ficam por conta dos retornos de Richarlyson e Miranda, que cumpriram suspensão contra o Guarani e voltam ao elenco. Jorge Wagner, que recebeu o terceiro amarelo, está suspenso.

Camaroneses dançam e choram após vitória histórica no Mundial

Jogadores de Camarões comemoram história vitória sobre a Austrália no Mundial de Vôlei com dança. Foto: FIVB/Divulgação

Jogadores de Camarões comemoram vitória sobre a Austrália com dança

Nesta segunda-feira, a seleção de Camarões fez história ao derrotar a Austrália em Modena, na Itália, pelo Mundial Masculino de Vôlei. O triunfo por 3 sets a 1 (21/25, 25/22, 25/21, 25/19) foi a primeira vitória da equipe africana em torneios do tipo.

Após a partida, os emocionados jogadores dançaram em quadra e alguns não foram capazes de conter as lágrimas. Jean Patrice Ndaki foi destaque da partida, com 26 pontos. Nathan Wounembaina conseguiu 19 pontos para os australianos.

"Você não consegue imaginar o que essa vitória significa para o povo da África", disse o alemão Peter Nonnenbraich, técnico de Camarões. Durante a entrevista coletiva, o treinador não resistiu e começou a chorar.

Com a histórica vitória, Camarões conseguiu vaga para a próxima fase do Mundial. A equipe africana está na terceira colocação do Grupo C, atrás de Rússia e Porto Rico. Nas partidas iniciais do torneio, o time de Nonnenbraich perdeu por 3 sets a 0 em ambas as ocasiões.

CBF confirma amistosos da Seleção contra Irã e Ucrânia

Mano Menezes, técnico da Seleção Brasileira, participa do programa  Roda Viva , da  TV Cultura. Foto: Cleones Ribeiro/Divulgação

Mano Menezes comandará o Brasil contra Irã e Ucrânia

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) confirmou nesta segunda-feira os adversários da Seleção Brasileira em amistosos que serão realizados em outubro. O Brasil terá como desafios as equipes de Irã e Ucrânia. Será a primeira vez que a Seleção enfrenta os dois países.

A primeira partida será disputada em 7 de outubro, em Abu Dhabi, contra a seleção do Oriente Médio. Quatro dias depois, o Brasil enfrenta os ucranianos em Derby, na Inglaterra, no Pride Park Stadium.

O jogo contra o Irã será a segunda partida de Mano Menezes no comando da Seleção. Em sua estreia, o Brasil derrotou os Estados Unidos por 2 a 0, em Nova Jersey.

Para os amistosos, a equipe brasileira não contará com Neymar, que ficou fora da lista de Mano. A convocação inclui seis jogadores com idade olímpica: o goleiro Neto, o volante Sandro, os meias Coutinho e Giuliano e os atacantes Alexandre Pato e André.

Oposto "voa", Cuba vence e Brasil cai em "grupo da morte"

 . Foto: AP

Brasil fez jogo bastante acirrado contra a seleção cubana

No grande e mais esperado confronto da primeira fase do Mundial de Vôlei, a seleção de Cuba levou a melhor sobre a Seleção Brasileira em um jogo de cinco sets e quase duas horas e meia, nesta segunda-feira, em Verona. Com a torcida local em grande maioria a seu favor, os cubanos tiveram atuações destacadas do oposto Hernandez e da jovem estrela Leon para vencer por 34/32, 18/25, 23/25, 25/21 e 15/12.

Além do fato de não contar com um substituto para Bruninho durante a partida para variar as jogadas, já que Marlon segue fora, a Seleção ainda perdeu Murilo, maior pontuador da equipe, no final do quarto set com suspeita de cãimbras. Giba entrou bem, mas o Brasil perdeu o excelente passe do camisa 8.

Com a derrota, o Brasil ficou em segundo lugar no Grupo B e caiu no chamado "grupo da morte" da segunda fase com as fortes seleções da Polônia, invicta na competição, e Bulgária, que sofreu tropeços na primeira fase, mas é sempre temida.

O jogo

A partida começou bastante equilibrado com uma pequena vantagem para a equipe de Cuba. Na primeira parada técnica, Leon superou bloqueio triplo da Seleção Brasileira e fez 8 a 6. A vantagem de Cuba seguia igual até a segunda parada técnica, quando Simon sacou com categoria, no meio da quadra brasileira, e Cuba abriu 16 a 13.

Um lance polêmico desestabilizou a equipe de Cuba, quando o placar marcava 19 a 16, Bruninho sacou, a bola bateu na rede, Camejo defendeu, mas o juiz errou e marcou o ponto para o Brasil. A partir daí, o Brasil recuperou a desvantagem e igualou o marcador. Com 24 a 24, o set seguia muito acirrado.

Em outro lance que gerou muitas reclamações dos cubanos, Bruninho salvou bola incrível do outro lado da quadra e Dante marcou em forte cortada o empate de 32 a 32. Porém, logo em seguida, Cuba se impôs e com um bloqueio de Simon em Dante fechou o primeiro set em 34 a 32.

Depois de algumas broncas do técnico Bernardinho no intervalo para o segundo set, o Brasil voltou voando. Rodrigão bloqueou e abriu 6 a 4. A vantagem verde e amarela aumentou quando Murilo assumiu o saque. Com duas pedradas, sem chances de defesa para Leon, o ponteiro colocou a Seleção em bom momento na parcial: 10 a 6.

Logo após a segunda parada técnica, o Brasil aumentou a vantagem em um belo ataque de Dante: 17 a 12. A equipe brasileira explorava os saques em cima de Leon e com um saque de Dante fez 22 a 16. Em uma jogada de muita inteligência de Bruninho que explorou o bloqueio cubano montado na sua frente, a Seleção empatou a partida com 25 a 18.

O terceiro set virou novamente para o lado dos cubanos. Com um bom começo de Leon, a equipe conseguiu abrir vantagem de dois pontos. Depois da primeira parada técnica, o Brasil se perdeu em quadra, principalmente o oposto Leandro Vissotto que parava no bloqueio ou errava ataques. Com isso, os rivais abriram 12 a 6.

Antes da parada técnica, a Seleção chegou a encostar e diminuir para três pontos, depois de um bloqueio de Bruninho sobre Leon. A reação brasileira começou em uma grande jogada de Murilo, que mostrou persistência para colocar a bola no chão depois de ser bloqueado. Foi então que Vissotto mostrou o que não tinha mostrado nas últimas duas partidas. Fazendo três pontos seguidos, dois em ataques fulminantes e um em bloqueio para cima de Leal: Brasil 19 a 17.

Cuba mostrou que não venderia fácil e buscou o placar em um erro de Murilo, em um ataque na diagonal para fora. Vissotto seguia salvando o Brasil no bloqueio ou nos ataques e em um saque de Lucão, a Seleção garantiu a vitória no segundo set por 25 a 23.

Assim como nos três sets anteriores, a parcial começou muito equilibrada. Em grande partida, o ponto desequilíbrio a favor de Cuba era Hernandez. O jogador encarava de frente qualquer bloqueio que se formava e abriu vantagem de 8 a 6 na primeira parada técnica.

Cuba seguia bem na partida e quando Dante ficou no bloqueio triplo conseguiu colocar três pontos na frente do Brasil: 20 a 17. Em seguida, Murilo que vinha sendo o grande nome da Seleção na partida teria sentido cãimbras e teve de ser substituído por Giba. A equipe de Bernardinho não conseguiu se reerguer e Cuba fechou o quarto set em 25 a 21.

O tie-break começou com os cubanos melhores e dominando as ações. A Seleção Brasileira até tentou esboçar uma reação, mas não conseguiu parar Hernandez, sendo derrotada por 15 a 12.

domingo, 26 de setembro de 2010

Com Lotus, Kovalainen ataca de bombeiro na F1

image

image

image

image

image

image

Com seu carro em chamas, Kovalainen atacou de bombeiro e apagou o fogo de seu carro. Bombeiros da segurança do GP de Cingapura demoraram a chegar ao local, tendo o piloto tomado a iniciativa de apagar o incêndio.

Jornal inglês publica "dossiê" sobre acompanhante de Beckham

Beckham era capitão da Inglaterra e iria para a sua quarta Copa, mas sofreu uma contusão no tendão de aquiles. Agora, o meia é uma espécie de .... Foto: Getty Images

Beckham acionou advogados após publicação de história de Irma Nici

Irma Nici, a garota de programa que alega ter participado de aventuras sexuais com David Beckham, ganhou um "presente" da imprensa inglesa neste final de semana. A versão dominical do jornal Daily Mail publicou um dossiê a respeito de sua vida, contando detalhes de sua infância e publicando fotos de sua família.

Segundo uma fonte ouvida pelo jornal, Irma Nezirovic fugiu da Bósnia em 1992, em meio aos conflitos balcânicos. Filha de um militar com uma psiquiatra, a garota tem um irmão, Damir, que sofre com problemas de desenvolvimento. Na Holanda, onde se refugiou, dizia não se sentir em casa e passou a se prostituir.

Decidiu então se mudar para Londres, onde começou a namorar "um rapaz de origem árabe" e a estudar. Com o dinheiro de seu namorado, ajudava sua família. Na época, mantinha-se secretamente na prostituição, que a levava também com frequência aos EUA.

Porém, o namorado descobriu recentes detalhes de sua profissão em um diário, contando o caso à família da jovem em Sarajevo. Pressionada, Irma sofreu um derrame em dezembro de 2009, o que a deixou com parte da face paralisada. Ao deixar o hospital, decidiu contar sua história - inclusive sobre Beckham - à imprensa.

Recentemente, Irma Nici foi contratada por uma agência de acompanhantes após romper com o namorado. Até então afastada da prostituição, a bósnia disse ter decidido retomar a profissão nos EUA por conta da concorrência de garotas do Leste Europeu em Londres.

Em solo americano, fez sucesso com a clientela, recebendo presentes caros. Um de seus relacionamentos, segundo a fonte ouvida, era Eliot Spitzer, ex-governador de Nova York, que deixou o cargo em 2008 após admitir ter dormido com uma garota de programa.

A fonte ouvida não confirmou a versão de Irma sobre David Beckham. O jogador afirmou que a história é "totalmente ridícula", além de ter acionado seus advogados em Los Angeles para processar a revista que publicou o boato.

Fora de casa, Manchester United arranca empate com Bolton

 . Foto: Reuters

Nani teve atuação destacada na partida, com um gol e uma assistência

Atuando fora de seus domínios, o Manchester United ficou no empate com o Bolton, por 2 a 2, neste domingo, em partida válida pela sexta rodada do Campeonato Inglês. Knight e Petrov marcaram para os donos da casa e Nani e Owen fizeram os tentos para o time comandado por Alex Ferguson.

Com o resultado, a equipe de Manchester chega à vice-liderança da competição, com 12 pontos. O líder é o Chelsea, com 15. Já o Bolton somou seu sétimo ponto na tabela e continua na parte inferior da classificação.

Os donos da casa tiveram a vantagem no placar por duas vezes. Já que Knight abriu o placar, logo aos 6min do primeiro tempo. O português Nani igualou o placar, com um belo gol, aos 22min.

Na segunda etapa, Petrov aproveitou boa jogada do ataque de sua equipe e colocou o Bolton novamente na frente, aos 22min. Owen, que havia acabado de entrar no lugar de Fletcher, fechou o placar, aos 29min, após receber belo passe de Nani.

As duas equipes voltam à campo pela competição, no próximo sabado. O Manchester United atuará mais uma vez longe de seus domínios, diante do Sunderlando. Também fora de casa, o Bolton medirá força com o emabalado West Bromwich, que venceu, neste sábado, o Arsenal jogando no Estádio Emirates.

Com facilidade na final, Kleybanova conquista torneio de Seul

Com apenas 21 anos, Alisa Kleybanova conquistou o segundo título de sua carreira neste domingo. Na decisão do Torneio de Seoul, disputado em quadras rápidas, a cabeça de chave número 5 do evento simplesmente atropelou a checa Klara Zakopalova.

Sem ter seu saque sequer ameaçado no primeiro set, Kleybanova conseguiu duas quebras e venceu por fáceis 6/1. Na segunda parcial, a russa chegou a ceder dois serviços, mas conseguiu romper quatro e ganhou por 6/3. No total, ela liquidou o confronto em apenas uma hora e 12 minutos.

Além de festejar o título no torneio sul-coreano, Alisa Kleybanova empata o confronto direto com Klara Zakopalova no Circuito da WTA, já que a tcheca venceu o único confronto anterior diante da russa, com parciais de 6/2 e 6/4, nas quartas de final de Paris-2008.

Atual 28ª colocada no ranking da WTA, Kleybanova vive o melhor ano da carreira. Nesta temporada, além do título em Seoul, ela também foi campeã em Kuala Lumpur.

"Antes de vir aqui, não pensava poder ganhar o torneio porque meu nível de jogo não era bom estes últimos tempos. Mas partida, após partida, me senti melhor e lutei pelo título. Estou contente com o resultado", explicou Kleybanova que ainda quer atingir outros objetivos, ainda este ano.

"Esta vitória me ajudará a integrar o Top 20, não imediatamente, mas espero que logo", acrescentou a russa.

Após quase dois meses fora, Lincoln comemora gol no retorno

Principal armador de jogadas do Palmeiras, Lincoln foi substituído no segundo tempo por Felipão. Foto: Raphael Falavigna/Terra

Na partida diante do Flamengo, Lincoln marcou seu terceiro gol no Campeonato Brasileiro

Na volta aos gramados, o meio-campista Lincoln atuou por pouco mais de dez minutos, tempo suficiente para se tornar um dos destaques da vitória do Palmeiras sobre o Flamengo. O camisa 99 superou a falta de ritmo - não atuava desde 1º de agosto - e marcou o gol que definiu o placar de 3 a 1.

"Voltei da melhor forma possível, consegui marcar um gol e ajudar o meu time a vencer. Quando vi a bola na rede, corri para a torcida para comemorar e voltei para agradecer a assistência do Rivaldo, que fez um ótimo passe e me deixou em uma boa condição para finalizar", afirmou o camisa 99.

No período em que ficou longe dos campos, Lincoln ainda precisou discutir com a diretoria palmeirense uma questão econômica. O jogador fez uma cobrança oficial do dinheiro que usou para pagar metade de sua transferência ao Palestra Itália - o clube prometeu devolver o valor em algumas prestações.

Ainda assim, Lincoln prefere falar neste momento somente de seu trabalho dentro de campo. "Recebi muito apoio e confiança dos meus companheiros. Gostaria de agradecer a todos pela maneira como me receberam nessa minha volta à equipe. Entrei em um momento complicado da partida, em que o Flamengo estava pressionando, e garantimos a vitória devido à tranquilidade e inteligência com que jogamos. Soubemos explorar os espaços que tivemos e matamos o jogo na hora certa.", disse.

Enquanto recupera a forma física ideal, Lincoln deve ser utilizado como reserva de Valdívia. Ainda assim, o experiente meia estará à disposição no próximo desafio do Palmeiras, quarta-feira, contra o Internacional, na Arena Barueri.

Alonso domina, vence em Cingapura e encosta em líder Webber

Alonso largou na frente e conseguiu segurar rivais da McLaren e da Red Bull. Foto: AFP

Espanhol da Ferrari conquistou segunda vitória seguida e assumiu segundo lugar na temporada

Fernando Alonso entrou de vez na briga pelo título da temporada 2010 da Fórmula 1. Depois de vencer o GP da Itália, o espanhol da Ferrari levou a melhor também no Grande Prêmio de Cingapura deste domingo, conquistando sua segunda vitória consecutiva - quarta no ano - e assumindo a segunda colocação no Mundial de pilotos.

Graças aos 50 pontos conquistados nas duas últimas provas, Alonso chega aos 191 e toma de Lewis Hamilton o segundo lugar da classificação. A liderança, porém, segue com Mark Webber, que conquistou o terceiro lugar na corrida noturna do circuito de Marina Bay e chegou aos 202 pontos no ano.

A corrida se transformou em grande prejuízo para Lewis Hamilton e Felipe Massa. O inglês da McLaren, que era o vice-líder da classificação, bateu em Webber e quebrou, deixando o circuito com os mesmos 182 pontos que tinha quando chegou. Já Massa terminou apenas em décimo, somou um ponto e foi a 125, distanciando-se ainda mais dos líderes.

Com quase duas horas de duração, a prova foi marcada pelo domínio de Fernando Alonso, que superou a Red Bull já nos treinos de classificação e conquistou a pole position. Vettel ainda ficou no encalço do espanhol durante quase toda a corrida, mas sem conseguir o primeiro lugar.

A corrida ainda contou com bons desempenhos de Rubens Barrichello e Felipe Massa. O piloto da Williams largou em sexto e fez uma corrida sólida, cruzando a linha de chegada na mesma posição. Já o brasileiro da Ferrari saiu do último posto, mas conseguiu ainda entrar na zona de pontuação.

Logo na largada, Alonso jogou o carro para cima de Vettel e protegeu com sucesso o primeiro lugar. Hamilton (terceiro), Button (quarto) e Webber (quinto) também mantiveram suas posições originais. Rubens Barrichello, que saia do sexto lugar, foi ultrapassado por Nico Rosberg e Robert Kubica, caindo para o oitavo lugar. Felipe Massa, em último, ia superando carros mais lentos e ganhando posições.

Mas a estratégia começou a ajudar Massa logo no fim da primeira volta, quando antecipou sua troca de pneus. Nick Heidfeld também foi para os boxes para trocar o bico de sua Sauber, danificado em um toque. Na volta, o brasileiro foi ajudado também pela entrada do safety car, acionado depois que Vitantonio Liuzzi parou na pista.

Com a corrida comandada pelo carro madrinha, boa parte dos pilotos foi para os boxes trocar seus pneus. Na sexta volta, com a relargada, Timo Glock - que não fez sua troca - conseguiu uma surpreendente 10ª colocação, com Felipe Massa em 14º. O alemão segurou o quanto pôde, mas foi ultrapassado por Kamui Kobayashi. Depois, Sutil superou a Virgin na 15ª volta, puxando com ele Nico Hulkenberg e o próprio Felipe Massa.

Lá na frente, Alonso se mantinha à frente de Vettel, mas com dificuldades para segurar o ritmo do alemão. Com 29 voltas completadas, os líderes começaram então a fazer as trocas que ainda não haviam feito. O primeiro foi Hamilton, terceiro, que voltou em sexto, atrás de Webber. Depois, Alonso e Vettel, que pararam juntos e voltaram da mesma forma, em erro de estratégia da Red Bull. O espanhol seguia à frente, agora com Kubica em terceiro. Quando o polonês parou, Webber herdou o posto, graças a uma estratégia discreta.

Lá atrás, na 33ª volta, Kobayashi acertava o muro, abandonando a corrida e encerrando um final de semana até então de bons resultados. Bruno Senna, retardatário, não conseguiu desviar e atingiu a Sauber do japonês. Felipe Massa conseguiu evitar o choque, e mais uma vez viu o safety car entrar na pista.

Três voltas depois, na nova relargada, Lewis Hamilton tentou forçar para ganhar a terceira posição de Mark Webber. Porém, tocou a Red Bull do australiano por fora, escapou e abandonou a corrida. Na volta seguinte, Michael Schumacher acertou Heidfeld, quebrou seu bico e mandou a Sauber do compatriota para os pneus. Era o segundo abandono da escuderia de Peter Sauber.

Alonso e Vettel seguiam disputando apenas entre si a vitória. O alemão começou pressionar para tentar tirar a diferença, mas o piloto da Ferrari conseguia manter sua frente. Webber, Button, Rosberg e Barrichello vinham logo atrás. Massa, em nono, pressionava Hulkenberg para tentar um posto a mais. Não conseguiu, e ainda perdeu um lugar para o rápido Robert Kubica, que vinha de pneus renovados.

Nas voltas finais, Vettel encostou de vez e passou a pressionar, enquanto o motor da Lotus de Heikki Kovalainen pegava fogo. Porém, com voltas ainda mais rápidas, o espanhol segurou seu rival pela última vez e assegurou o lugar mais alto do pódio.

sábado, 25 de setembro de 2010

West Brom quebra tabu de 27 anos e bate Arsenal; Liverpool só empata

O Arsenal, comandado por Arsene Wenger, decpecionou e perdeu para o West Bromwich, mesmo atuando em casa, por 3 a 2. Foto: Reuters

Arsené Wenger parecia não acreditar na derrota que sua equipe sofreu jogando em casa

Pela sexta rodada do Campeonato Inglês, o West Bromwich bateu o Arsenal por 3 a 2, e conquistou a primeira vitória no campo do adversário - somados Highbury Park e Emirates Stadium - em 27 anos. Os gols foram marcados por Odemwingie, Jará e Thomas pelos visitantes, enquanto Nasri fez todos os tentos dos anfitriões.

Com o resultado, o Arsenal mantém os 11 pontos e a segunda colocação da competição, pelo menos até domingo, quando pode ser ultrapassado pelo Manchester United, que ainda enfrenta o Bolton. Além disso, perdeu a chance de se aproximar do líder Chelsea, que foi derrotado pelo Manchester City. A equipe de Roberto Di Matteo, por sua vez, chegou a uma surpreendente sexta posição com 10 pontos, mas pode ser ultrapassada pelo Newcastle que recebe o Stoke City.

Na próxima rodada, o time de Arsene Wenger tenta a recuperação no clássico contra o líder Chelsea, enquanto o West Bromwich recebe o Bolton.

O jogo

Embora dominasse a partida, com mais posse de bola, o Arsenal chegou apenas aos 13min, quando Eboué cruzou da direita e Arshavin acertou a trave.

Sagna, aos 18min, novamente pela direita, acertou belo cruzamento para a cabeçada de Chamakh, que passou perto. O time londrino continuava a pressionar e Samir Nasri, aos 25min, arriscou de fora da área.

A primeira investida do West Brom foi aos 26min, quando Nicky Shorey achou Peter Odemwingie no lado direito da área. O chute do nigeriano foi defendido por Almunia. O jogo ficou morno, até que, aos 35min, Song levantou para Nasri completar de primeira, mas a finalização do francês passou longe.

Na sequência, Almunia saiu aos pés de Odemwingie e o derrubou. O árbitro Michael Oliver assinalou pênalti, batido por Chris Bunt e defendido pelo goleiro espanhol.

Antes do fim da primeira etapa, ainda deu tempo de Chamakh completar de cabeça um cruzamento de Arshavin, mas o placar só seria aberto no segundo.

No início do último período, Odemwingie marcou após cruzamento de Jerome Thomas, que entortou Sagna pela esquerda. No minuto seguinte, Bunt deu lindo passe de calcanhar para Gonzalo Jara fazer o segundo dos visistantes.

Arsene Wenger tentou mudar a postura do Arsenal e colocou Jack Wislhere e Tomas Rosicky nos lugares de Eboué e Diaby. Aos 21min, o zagueiro Laurent Koscielny foi substituído por Carlos Vela.

Mais ofensivo, o clube londrino deu espaço para o West Brown, que ampliou, aos 28min, após mais uma assistência de Brunt. Dessa vez, o autor do gol foi Jerome Thomas, do meio da área.

A resposta foi dada com Nasri, aos 30min, que recebeu passe de Sagna e descontou para os donos da casa. Os londrinos pressionaram no final da partida, e o francês fez mais um após belo passe de Arshavin, mas não conseguiu evitar a derrota de seu time.

Já o Liverpool, depois de perder para o Northampton, da quarta divisão, na terceira fase da Copa da Liga Inglesa, decepcionou novamente e apenas empatou com o Sunderland, por 2 a 2, jogando no Anfield Road.

Os gols da equipe foram marcados por Dirk Kuyt e Steven Gerrard, enquanto Darren Bent fez todos os tentos dos visitantes.

Aos 5 min, Fernando Torres achou Kuyt dentro da área. O holandês bateu no canto direito do goleiro belga Mignolet e abriu o placar.

Em seguida, Joe Cole assistiu Torres no lado esquerdo da área, que por pouco não ampliou. No minuto seguinte, o espanhol devolveu a gentileza e o inglês errou a finalização.

A reação do Sunderland demorou. Apenas aos 15min Onuoha cruzou para Michael Turner, cujo chute passou longe da meta do goleiro Reina. Raul Meireles respondeu aos 21min, com um arremate de fora da área bem defendido por Mignolet.

Aos 25min, o dinamarquês Christian Poulsen colocou a mão na bola dentro da área. O árbitro Stuart Attwell marcou pênalti, convertido por Darren Bent no canto esquerdo.

No segundo tempo, logo aos três minutos, Bent completou cruzamento de Onuoha com a cabeça e virou para cima dos anfitriões. O Liverpool conseguiu o empate, com Gerrard, e ao menos mantiveram a invencibilidade em casa.

Nas outras partidas do sábado, Birmingham e Wigan não saíram do 0 a 0, mesmo placar de Fulham e Everton. No clássico londrino, o West Ham venceu o Tottenham por 1 a 0 com gol de Piquionne. Além disso, o Blackpool perdeu em casa para o Blackburn por 2 a 1.

Ameaçado, Atlético-MG acerta com Dorival até o final de 2011

Melhor momento do treinador à frente do Santos aconteceu no primeiro semestre; com um futebol leve e encantador, equipe venceu o Campeonato Paulista e .... Foto: Ricardo Saibun/Gazeta Press

Demitido do Santos na última terça-feira, Dorival Júnior já dirige o Atlético-MG neste domingo

O Atlético-MG fechou neste sábado com Dorival Júnior para substituir o demitido Vanderlei Luxemburgo no cargo de técnico da equipe. O acordo com o ex-treinador do Santos é válido até o final de 2011. A equipe mineira ocupa atualmente a 18ª colocação no Campeonato Brasileiro, com 21 pontos, dentro da zona de rebaixamento.

A apresentação de Dorival será feita na tarde deste domingo, e ele já vai dirigir o time alvinegro no confronto contra o Grêmio, na Arena do Jacaré. O Atlético está quatro pontos atrás do Avaí, hoje o primeiro clube fora da zona de rebaixamento.

"Não tem motivo pra ficar afastado, só na cabine", disse o técnico sobre a partida com os gaúchos neste domingo. "Quero sentir a sensação de conviver com os jogadores e poder auxiliar com aquilo que a gente observou".

O futebol mineiro não é uma novidade para Dorival Júnior, 48 anos: o treinador comandou o Cruzeiro na temporada 2007. No primeiro semestre de 2010, o técnico foi considerado um dos destaques do futebol brasileiro à frente do Santos, campeão paulista e da Copa do Brasil.

A saída do treinador da equipe santista, porém, aconteceu em circunstâncias polêmicas. Ele foi demitido na última terça, após decidir barrar o atacante Neymar do clássico contra o Corinthians, no dia seguinte. A medida seria uma punição pelo comportamento desrespeitoso do jogador na partida contra o Atlético-GO, na Vila Belmiro.

Já o Atlético-MG demitiu Luxemburgo na última quinta, após sofrer uma goleada por 5 a 1 do Fluminense, no Engenhão. Mesmo correndo risco de queda para a Série B, a equipe de Belo Horizonte conseguiu firmar um contrato longo com Dorival.

Vucinic marca no fim e Roma vence a primeira contra a Inter

Com um gol no final de Vucinic, a Roma venceu a Inter de Milão por 1 a 0. Foto: AP

Jogadores da Roma comemoram gol no fim contra Inter

Em situações opostas no Campeonato Italiano, Roma e Inter de Milão empatavam por 0 a 0, na capital do país, neste sábado, até o último minuto da partida, quando o montenegrino Vucinic marcou o gol que selou a vitória do time mandante.

Com o resultado, a equipe de Rafa Benítez se mantém na liderança da competição, com 10 pontos, mas pode ser ultrapassada no complemento da rodada no domingo. O adversário vence o primeiro jogo na competição e chega aos 5 pontos, deixando a zona do rebaixamento.

Com a contusão do goleiro Júlio Sérgio, o romeno Lobont assumiu o gol da Roma. Doni, goleiro convocado por Dunga para a Copa do Mundo, ficou no banco de reservas, que também tinha Cicinho, Júlio Baptista e Adriano. O zagueiro Juan foi o único brasileiro a começar como titular.

Pelo lado da Inter, Júlio César, Lúcio e Maicon começaram a partida em campo, enquanto o ex-vascaíno Philipe Coutinho começou no banco de reservas.

Na próxima rodada, no próximo fim de semana, a Inter faz clássico com outra equipe grande que está na mal na atual temporada: a Juventus. Já a Roma joga com o Napoli, fora de casa.

Antes, no meio da semana, os dois times têm compromissos, como mandantes, pela Liga dos Campeões. O time de Milão recebe o Werder Bremen, enquanto a equipe da capital italiana joga com o Cluj.

O jogo

O primeiro tempo da partida teve uma predominância das defesas. Apesar da boa movimentação dos jogadores, a única chance real de gol aconteceu através do meia sérvio Stankovic, que acertou um belo chute no travessão de Lobont.

Na etapa final, os nervos dos jogadores se elevaram, e houve espaço para um desentendimento entre Totti e Stankovic. Quando finalmente a Inter criou uma chance, Eto''o errou, ao bater à esquerda do gol da equipe da casa.

O empate parecia ser inevitável, mas o atacante Vucinic, que havia entrado no lugar de Totti, encontrou tempo, aos 46 minutos, para cabecear de "peixinho" para o fundo das redes, dando números finais ao placar do jogo.

Defesa falha e São Paulo leva 3 a 0 do Goiás no Morumbi

 . Foto: Léo Pinheiro/Futura Press

Com três gols no primeiro tempo, Goiás aproveitou vacilos do São Paulo no Morumbi

Com uma atuação desastrosa do setor defensivo no primeiro tempo, o São Paulo perdeu por 3 a 0 para o Goiás neste sábado, no Morumbi, e ficou ainda mais distante das primeiras posições do Campeonato Brasileiro. Carlos Alberto e Rafael Moura (duas vezes) marcaram para o time visitante ainda antes do intervalo, aproveitando falhas da equipe da casa.

O resultado deixou a equipe paulista com 34 pontos, ainda na região intermediária da tabela. Já o Goiás chegou a 24, mas não deixou a zona de rebaixamento.

Com Rodrigo Souto exercendo novamente a função de terceiro zagueiro, o time da casa parecia perdido na marcação. Logo aos 4min, Samuel vacilou e Rafael Moura chutou de fora da área para boa defesa de Rogério Ceni. Mesmo com Marlos e Lucas abertos apoiando Ricardo Oliveira na frente, a equipe tricolor só conseguia assustar com chutes de fora da área.

A defesa são-paulina voltou a falhar aos 23min, e desta vez o Goiás não perdoou. Felipe cruzou da esquerda, Samuel errou ao tentar afastar a bola e deixou de graça para Carlos Alberto, que bateu rasteiro e balançou as redes no Morumbi.

Até Rogério Ceni, destaque do time nas últimas partidas, parecia estar em dia pouco inspirado. Aos 28min, o goleiro se atrapalhou na área e perdeu a bola para Rafael Moura, mas Carleto salvou de cabeça o que seria o segundo gol dos visitantes. Ricardo Oliveira ameaçou no lance seguinte, girando e batendo na rede pelo lado de fora.

Jogando soltos, os goianos ampliaram a vantagem aos 35min. Felipe recebeu na área após falha da linha de impedimento do São Paulo e tocou para o meio; sozinho, Rafael Moura só teve o trabalho de completar para o gol, sem chances para Rogério.

Trocando passes e se aproveitando do nervosismo dos anfitriões, a equipe esmeraldina ainda marcou pela terceira vez antes do intervalo - de novo, após um erro defensivo do time tricolor. Jean perdeu a bola na intermediária, Rafael Moura recebeu pela esquerda e encheu o pé esquerdo para aumentar, calando a torcida no Morumbi.

Os dois treinadores alteraram suas equipes para a segunda etapa. No São Paulo, Sérgio Baresi sacou Jorge Wagner para a entrada do atacante Dagoberto; no Goiás, Jorginho substituiu Carlos Alberto por Jonílson.

O São Paulo teve a primeira oportunidade do segundo tempo aos 2min em cobrança de falta. Rogério Ceni bateu com categoria, mas Harlei defendeu sem problemas. O Goiás mostrou que não voltou desligado do intervalo aos 5min, quando Felipe bateu de fora da área e exigiu excelente intervenção de Rogério.

Muito mal na partida, o zagueiro Samuel deu lugar ao meio-campista Cleber Santana no São Paulo. A equipe tricolor, porém, não melhorou o toque de bola. Aos 12min, Carleto arriscou de longe e Harlei trabalhou bem na meta esmeraldina.

O goleiro do Goiás, então, passou a brilhar para evitar a reação dos donos da casa. Aos 22min, Marlos fez jogada individual e parou em boa defesa do camisa 1; no minuto seguinte, Dagoberto bateu escanteio e Alex Silva cabeceou firme, mas Harlei voou e espalmou; na sequência, em outro escanteio, Cleber Santana desviou e o goleiro salvou de novo.

Já no fim da partida, a última chance parou novamente nas mãos de Harlei. Dagoberto bateu falta com violência e o goleiro fez grande defesa para garantir os 3 a 0 para a equipe visitante.

Bernardinho diz que tentou substituir levantador, mas foi vetado

Levantador Marlon é desfalque certo para estreia do Brasil contra Tunísia. Foto: Celso Paiva/Terra

Com infecção intestinal, Marlon está fora da primeira fase do Mundial de Vôlei

Depois da tranquila vitória sobre a Tunísia por 3 a 0, o assunto mais questionado na entrevista concedida por Bernardinho foi em relação a ausência de Marlon na primeira fase do Mundial de Vôlei. O levantador teve o seu quadro de inflamação intestinal agravado durante a tarde e noite de sexta-feira e corre risco até de não poder participar da competição.

O treinador afirmou que ao perceber a falta de condições de Marlon para disputar a primeira fase solicitou a Federação Internacional de Vôlei (FIVB) a inscrever um novo levantador para o torneio durante a noite, mas os membros da organização não deixaram. O fim do prazo para se mudar um atleta era até a reunião de técnicos, realizada na tarde de sexta.

"A organização não deixou mudar (de jogador) ontem à noite. A gente até que tentou, mas não teve jeito. Não adianta ficar brigando. Vamos adiante com as peças que temos à disposição", disse. Perguntado por um jornalista estrangeiro de quem tinha sido o veto, Bernardinho brincou. "Foi ordem lá de cima, lá do topo", falando dos dirigentes que mandam na Federação.

Bernardinho mantém a esperança de contar com o levantador para o fim da segunda fase do Mundial. "Acho que é possível que ele esteja bem no fim da segunda fase, começo da terceira. Mas a preocupação primeiro é com a saúde e a recuperação do atleta. Se ele não estiver bem, não colocaremos em quadra".

Com apenas Bruninho como levantador, como aconteceu na vitória sobre os tunisianos por 3 a 0, a Seleção encara neste domingo a Espanha no segundo confronto na primeira fase. O duelo está marcado para as 16h (de Brasília).

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Felipão diz que já sofreu pressão da torcida do Palmeiras na rua

Comandante de inesquecíveis conquistas no Palmeiras entre 1997 e 2000, o técnico Luiz Felipe Scolari carrega imenso respeito no Palestra Itália. Porém, ele diz que também tem sido vítima da instável campanha da equipe no Campeonato Brasileiro e já ouviu até cobranças de torcedores nas ruas da capital paulista.

"Uns dizem muito obrigado pelo que já fiz pelo Palmeiras, mas outros começaram a falar também que eu tenho errado", comentou o pentacampeão mundial, em entrevista no início da tarde desta sexta-feira na Academia de Futebol.

No futebol brasileiro, Felipão está ciente de que os técnicos são avaliados principalmente pelos resultados. Desta forma, o comentário de alguns torcedores não o surpreende. Por outro lado, ele lembra, com um ar de nostalgia, de uma inusitada experiência no futebol japonês.

"Eu era líder do torneio local e tomei de 3 a 0 do segundo colocado. Depois, todos saíram para a festa. É cultura. Quem sabe um dia nós podemos, através de uma associação de técnicos de futebol, em respeito aos contratos, modificar gradativamente essa realidade", disse.

Apesar de palpites vindos da torcida, Felipão goza de estabilidade no Palmeiras, com um contrato assinado até o final de 2012. O treinador só deixará o comando do clube nos próximos meses se houver algum fato totalmente inesperado ou ocorrer um desastre dentro de campo.

Dono de poderes junto ao elenco, Felipão segue, portanto, de olho na atitude dos atletas, até como um vestibular para 2011. Depois de uma sequência de trabalhos físicos e técnicos, o comandante acredita que o grupo pode demonstrar um futebol melhor na reta final do Campeonato Brasileiro e na fase decisiva da Copa Sul-americana. O segredo sugerido pelo treinador: dedicação acima do normal dentro de campo.

"Temos a equipe 99% pronta, agora espero a superação dos jogadores, é o momento de se doar um pouco mais até mesmo quando tiver de jogar fora de suas características", alertou o exigente Felipão.

Ídolo do Lyon, Juninho Pernambucano se candidata a técnico da equipe

Juninho Pernambucano (falta) - 619, 407 e 195. Foto: Getty Images

Juninho Pernambucano fez belos gols com a camisa do Lyon

O meia Juninho Pernambucano, ex-capitão do Olympique de Lyon francês, declarou nesta sexta-feira que gostaria de ser técnico deste clube, função para a qual já está se preparando.

"Quero treinar o Lyon. Tenho vontade de ser o técnico", afirmou Juninho, que atualmente joga no Al Garrafa, do Catar, à revista Planète Lyon.

"Se me convidarem para o Lyon para realizar uma atividade de que não goste, não voltarei. Mas se tiver uma boa proposta, voltarei", afirmou o brasileiro, 35 anos, que deixou o clube em junho de 2009 depois de jogar oito anos com essa equipe francesa e ter ajudado a conquistar sete vezes o campeonato nacional e uma Copa da França com um total de 100 gols marcados.

Bahia acerta com o atacante Éverton, do Internacional

O Grêmio foi para o clássico em má fase, com o cargo do técnico Silas ameaçado. Foto: Lucas Uebel/VIPCOMM/Divulgação

Éverton enfrentou forte concorrência por uma vaga no ataque colorado

Sem chances no Beira-Rio, o atacante Éverton foi negociado nesta sexta-feira com o Bahia, onde disputará a Série B do Campeontato Brasileiro. O jogador nem participou do treino desta sexta-feira, e embarcará para Salvador no domingo.

Éverton foi trazido pelo Internacional após ter feito um bom Campeonato Gaúcho pelo Caxias. O atleta, revelado pelo Grêmio em 2007, passou pelo futebol norueguês entre 2008 e 2009. Contestado pela torcida colorada, Éverton enfrentava a forte concorrência de Leandro Damião, Alecsandro, Ilan, Marquinhos, Rafael Sobis e Edu por uma vaga no time.

Nos quatro meses de Beira-Rio, o jogador conquistou com o grupo a Copa Libertadores. Éverton chegou a participar da primeira partida da final, contra o Chivas, no México.

Sexta-feira tem domínio da Red Bull e brilho de Barrichello

Líder do Mundial, Webber corre em Cingapura para defender o primeiro lugar. Foto: Getty Images

Vettel em primeiro e Webber (foto) em segundo: Red Bull sai na frente em Cingapura

Os treinos livres desta sexta-feira para o GP de Cingapura apontaram o favoritismo da Red Bull no circuito de Marina Bay. Com 1min46s660 na segunda sessão do dia, o alemão Sebastian Vettel garantiu o melhor tempo do dia, à frente do companheiro Mark Webber. A sessão contou com 26 pilotos, já Lotus e Virgin usaram três pilotos cada.

Entre os brasileiros, destaque para Rubens Barrichello, melhor do País no dia com o sexto tempo - Felipe Massa foi sétimo, Lucas di Grassi (substituído por Jérôme d'Ambrosio no primeiro treino) foi o 21º e Bruno Senna conquistou o 23º lugar. O treino de classificação acontece no sábado, às 11h (de Brasília) e tem acompanhamento do Terra.

Confira os tempos combinados dos treinos desta sexta-feira:

1. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull Renault): 1min46s660
2. Mark Webber (AUS/Red Bull Renault): 1min47s287
3. Jenson Button (ING/McLaren Mercedes): 1min47s690
4. Fernando Alonso (ESP/Ferrari): 1min47s718
5. Lewis Hamilton (ING/McLaren Mercedes): 1min47s818
6. Rubens Barrichello (BRA/Williams Cosworth): 1min48s302
7. Felipe Massa (BRA/Ferrari): 1min48s341
8. Nico Rosberg (ALE/Mercedes): 1min48s679
9. Robert Kubica (POL/Renault): 1min48s855
10. Michael Schumacher (ALE/Mercedes): 1min48s889
11. Nico Hulkenberg (ALE/Williams Cosworth): 1min49s153
12. Kamui Kobayashi (JAP/Sauber Ferrari): 1min49s438
13. Nick Heidfeld (ALE/Sauber Ferrari): 1min49s558
14. Vitaly Petrov (RUS/Renault): 1min49s608
15. Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India Mercedes): 1min49s896
16. Adrian Sutil (ALE/Force India Mercedes): 1min49s984
17. Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso Ferrari): 1min50s191
18. Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso Ferrari): 1min50s896
19. Heikki Kovalainen (FIN/Lotus Cosworth): 1min51s878
20. Timo Glock (ALE/Virgin Cosworth): 1min52s150
21. Lucas di Grassi (BRA/Virgin Cosworth): 1min53s431
22. Jarno Trulli (ITA/Lotus Cosworth): 1min53s526
23. Bruno Senna (BRA/Hispania Cosworth): 1min54s725
24. Christian Klien (AUT/Hispania Cosworth): 1min55s542
25. Jérôme d'Ambrosio (BEL/Virgin Cosworth): 1min59s275
26. Fairuz Fauzy (MAL/Lotus Cosworth): 2min05s694

Brasil passa novo sufoco, mas se recupera diante de Mali

Após a decepcionante derrota para a Coreia do Sul, a Seleção Brasileira bateu Mali nesta sexta-feira e conseguiu sua primeira vitória no Mundial de Basquete, competição disputada na República Checa. O triunfo, porém, veio com grandes dificuldades, por 80 a 73.

Antes do Mundial, o técnico Carlos Colinas previu que o duelo contra Mali seria o mais fácil da primeira fase. Nos amistosos preparatórios para o torneio, o próprio Brasil venceu o mesmo adversário por 74 a 35. Na primeira rodada, a seleção africana perdeu da Espanha por 80 a 36. Ainda assim, o time nacional teve problemas nesta sexta-feira.

O Brasil venceu o primeiro tempo por 36 a 31, e viu Mali esboçar reação no terceiro quarto. O jogo chegou a estar empatado, mas a Seleção venceu o último quarto por 22 a 19.

Com o resultado, o Brasil chegou a três pontos no Mundial, permanecendo na terceira colocação do Grupo C. No próximo sábado, Iziane e companhia enfrentam a equipe da Espanha, líder da chave.

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

De muletas, Bernardinho passa sufoco para treinar Seleção

Agitado e pró-ativo são adjetivos que definem muito bem o que é o técnico Bernardinho nos treinos e nos jogos da Seleção Brasileira masculina de vôlei. Por ter esse perfil, o treinador está sofrendo com a lesão no Tendão de Aquiles da perna esquerda. Primeiro membro do time verde e amarelo a pisar na quadra da Arena Pallaolimpia, local no qual o Brasil disputará a primeira fase do Mundial, Bernardinho mostra um certo desconforto com o fato de ter de andar de muletas.

A expressão em alguns momentos em que está andando pela quadra é de um pouco de dor. Porém, por ser pró-ativo e agitado, o treinador não consegue ficar muito tempo parado. Cumprimenta alguns conhecidos, conversa com membros da comissão técnica, analisa de perto o aquecimento dos atletas da equipe brasileira.

Depois de um tempo não aguenta e tem de sentar, seja em uma cadeira ou apoiado nas placas de publicidade. A cara que faz nestes momentos é de alguém frustrado com a situação. Está no rosto de Bernardinho a vontade de que queria estar ajudando no saque, a levantar bolas, a ser participativo o tempo todo.

A suspeita se torna certeza quando se indaga o treinador sobre o assunto. "A minha participação ser menos efetiva incomoda, me sinto menos útil, menos participativo. É chato. Não me vejo dando toda a possibilidade que poderia dar", afirma o treinador.

Para complicar ainda mais a sua recuperação, Bernardinho disse que está sofrendo com uma alergia, que o deixou com manchas vermelhas por todo o corpo. "Semana que vem só vou ficar com uma muleta. A recuperação tem sido boa, mas para piorar estou com uma alergia violentíssima, em todos os lugares. Estou há três semanas sem dormir".

O treinador relembrou ainda como sofreu a lesão no Tendão de Aquiles e disse que está servindo como mais uma superação na sua carreira. "Dei um saque e entrei correndo. Não é um acidente, há algum problema qualquer no tendão e acontece da forma mais boba. Senti aquela pedrada, que é o que dizem que dá quando lesiona essa parte. Mas nunca foi fácil, não vai ser agora que vai ser", concluiu.

Juventus dá vexame em casa e perde de três para Palermo

Del Piero lamenta jogada na derrota da Juventus para o Palermo por 3 a 1. Foto: AP

Del Piero lamenta jogada na derrota da Juventus para o Palermo por 3 a 1

Na partida de encerramento da 4ª rodada do Campeonato Italiano, a Juventus recebeu nesta quinta-feira o Palermo no Estádio Olímpico de Turim, e, ao contrário do último jogo, quando goleou a Udinese por 4 a 0, decepcionou a sua torcida, ao ser derrotada por 3 a 1 para uma equipe que ainda não havia vencido na competição.

Com o resultado, o time do brasileiro Felipe Melo continua com 4 pontos na 15ª posição, uma acima do rival desta quinta, que tem a mesma pontuação.

Os visitantes surpreenderam logo aos 2min de partida. Pinilla chutou, Storari deu rebote e Pastore aproveitou para abrir o marcador para o Palermo. Atrás do marcador, a Juventus tinha mais posse de bola, mas não conseguia ameaçar seriamente o gol adversário.

Aos 40min o Palermo quase ampliou. Pinilla e Pastore fizeram boa jogada e o autor do primeiro gol chutou colocado, mas mandou na trave. Dois minutos depois, os anfitriões responderam com Del Piero. O veterano jogador chutou forte da intermediária, Sirigu desviou e a bola parou no travessão.

Aos 16min da etapa complementar, o Palermo fez o segundo. O perigoso Pastore finalizou, o goleiro da Juventus não segurou e, no rebote, Ilicic fez mais um para os visitantes, que transformaram a derrota do time da casa em vexame aos 39min. Bovo cobrou uma falta de longe e fez o terceiro.

Iaquinta fez o gol de honra do time da casa no minuto seguinte, ao aproveitar cruzamento da direita e cabecear no canto esquerdo, sem chances de defesa para Sirigu.

Na próxima rodada, a Juventus joga novamente em Turim, desta vez contra o Cagliari, no domingo. No mesmo dia, o Palermo recebe o Lecce no Estádio Renzo Barbera.

Barrichello divulga foto do capacete que usará em Cingapura

 . Foto: Twitter/Reprodução

Barrichello utilizará peça azul em circuito asiático

O brasileiro Rubens Barrichello, da Williams, colocou nesta quinta-feira em seu Twitter a foto do capacete que usará no GP de Cingapura de Fórmula 1, que será realizado no próximo domingo.

O objeto é um pouco diferente do utilizado na última etapa, em Monza. Desta vez, a viseira ganha um fundo azul, cor da equipe do piloto. Na corrida anterior, os detalhes eram brancos.

Barrichello ainda colocou em seu perfil na rede de microblogs uma foto do circuito que receberá a próxima corrida da temporada e brincou com o horário da prova, única do ano a ser disputada à noite.

"O mais legal aqui de Cingapura é esta diferença de horário. Como a corrida é de noite, tudo é mais tarde. Tenho reunião agora a 1h da manhã", brincou o brasileiro, que vem de um décimo lugar na Itália.

Com facilidade, EUA vencem Grécia na estreia no Mundial

As americanas conseguiram uma boa vantagem no placar, já no primeiro quarto. Foto: AFP

As americanas não encontraram grandes dificuldades para vence a partida diante da Grécia

Os Estados Unidos venceram a Grécia por 99 a 73, em sua estreia no Mundial Feminino de Basquete, realizado na República Checa. A partida desta quinta-feira foi válida pelo Grupo B da competição.

Apesar da derrota, a cestinha da partida foi a armadora grega, Evanthia Maltsi com 29 pontos. Pelo lado americano, Swin Cash e Angel Mccoughtry anotaram 16 tentos cada.

A equipe americana iniciou muito bem a partida, alternando chutes de três pontos certeiros, com Bird e Taurasi, e boas infiltrações. Com isso, o primeiro quarto terminou com a boa vantagem de 32 a 18.

Na segunda parcial, as americanas mantiveram o bom ritmo, tanto na defesa, quanto no ataque e conseguiram terminar na frente por 52 a 35. Atrás no placar, as gregas buscaram uma reação na volta do intervalo e chegaram a ameaçar as americanas em alguns momentos do terceiro quarto.

Porém, a experiência das americanas falou mais alto e a equipe conseguiu aumentar ainda mais a boa vantagem durante o quarto quarto e deixou uma ótima impressão sobre a qualidade de seu elenco.

Na próxima rodada, os Estados Unidos enfrentam a seleção de Senegal, enquanto a Grécia mede forças com a França. As duas partidas serão realizadas na sexta-feira.

Após novela, revelação do Paysandu acerta com o Santos

Em meio à polêmica de Neymar, o Santos, enfim, acertou a contratação do atacante Moisés, adquirido por um grupo de investidores por R$ 600 mil junto ao Paysandu e repassado por empréstimo ao clube. O atleta já negocia com o Santos há alguns meses, e foi especulado no Inter.

O jogador chega ao Santos por intermédio do empresário argentino Gustavo Arribas, ligado a Kia Jorabchian, que já possui jogadores no clube como Zezinho e Alex Sandro, vinculados ao Deportivo Maldonado (URU).

A negociação será nos moldes dos outros dois jogadores. Moisés deve acertar contrato por empréstimo, com opção de renovação e compra. Nesta sexta-feira, o jogador fez o primeiro treino no CT Rei Pelé. Moisés ainda não tem data para ser apresentado e sequer foi inscrito na CBF.

Boleiros do Blog

Rodada agitada do campeonato brasileiro nesse meio de semana. E para falar mais sobre todos os jogos, estamos aqui com nossos boleiros q nunca deixa nós na mão. Eles irão voltar mais vezes a partir de agora.

1- Clássico que é clássico tem suas polêmicas, lances bonitos e principalmente gols. O que houve de mais emocionantes no clássico entre Santos x Corinthians?

John: Ouve de tudo, com um Santos que chegava bem numa defesa um pouco dispersa do Corinthians. O time paulista também não deixou por menos, marcando 3 gols em uma noite apagada, no meu ver, do Bruno César.

Rogério: Acho que o time do Santos poderia ter mostrado mais impulso e força quando estava na frente do placar. Como isso não veio, o time da capital fez de tudo e ganhou o jogo.

2- Quem ainda tem chances de melhorar nesse campeonato e aprontar com os líderes?

Jonathan: Acho que o São Paulo está virando um forte candidato a isso, por está montando um time bom, mas ainda sim acho que falta várias coisas no time, como um meio-campista de qualidade como o Hernanes, e um ataque melhor, pois os que estão, não chegam com facilidade.

Rosana: Acho que o time do Botafogo e Cruzeiro já estão assustando, mas acho que o campeonato está muito embolado para apontar um certo.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Amigo de Baresi, Dorival diz que não foi procurado pelo São Paulo

Dorival convocou a imprensa para dar a sua versão dos fatos sobre a sua demissão do Santos. Foto: Leandro Amaral/Futura Press

Dorival afirmou que não recebeu convite do São Paulo

Fortemente especulado para treinar o São Paulo, Dorival Júnior negou com veemência que tenha negociado para assumir o clube nos próximos dias. Em entrevista coletiva concedida em seu prédio, o agora ex-treinador santista se disse até amigo de Sérgio Baresi, comandando interinamente a equipe tricolor.

"Em nenhum momento fui procurado pela diretoria do São Paulo. Tenho um amigo lá, que é com quem eu falo pelo menos uma vez por semana, o (Sérgio) Baresi, que é meu amigo particular e treinador. Tinha contrato com o Santos, não havia motivo nenhum para quebrar o contrato. Eu tinha outros interesses na própria cidade, em poder estabelecer um trabalho com prazo maior. Esse era meu objetivo. No futebol, algumas coisas que acontecem fogem ao nosso controle. Houve um desencontro, tenho minha parcela de culpa e reconheço tudo isso", explicou.

Dorival também negou que tenha forçado a saída do Santos e que tivesse interesse em receber a multa rescisória de R$ 2 milhões. "Se tivesse que ganhar alguma coisa, não iria para a minha conta corrente", assegurou.

O ex-treinador santista confirmou que, na terça-feira, recebeu um telefonema de Mano Menezes, técnico da Seleção Brasileira, mas não houve o contato. "Ontem recebi uma ligação que seria do Mano e ficou registrada no meu celular, mas acabei não falando com ele", disse Dorival, antes de defender o jogador. "Não vejo o Neymar como um problema, espero que isso sirva de lição para todos nós".

Na segunda-feira, em entrevista à TV Cultura, Mano confirmou que pretendia ligar para Dorival Júnior a fim de colher mais informações sobre os episódios. Na quinta, o treinador convoca a Seleção Brasileira para, possivelmente, dois amistosos no início de outubro

Em busca do tri, Seleção Brasileira desembarca na Itália

A Seleção Brasileira desembarcou nesta quarta-feira em Milão para a disputa do Mundial masculino de Vôlei. Os comandados do técnico Bernardinho estão em busca do tricampeonato consecutivo do torneio (o País foi campeão em 2002 e 2006).

A delegação chegou em solo italiano por volta das 18h45 (horário local, 13h45 de Brasília) vinda de Frankfurt, onde o Brasil disputou três amistosos contra a Alemanha, conquistando apenas uma vitória e duas derrotas.

Sem a presença de público, os jogadores desembarcaram na Itália animados e esperançosos na conquista do tri. O técnico Bernardinho, ainda se recuperando de lesão no Tendão de Aquiles, apareceu de muletas e rapidamente entrou no ônibus da Seleção.

Na última terça, porém, o treinador falou com a imprensa e não escondeu sua insatisfação com o desempenho da equipe nos jogos na Alemanha. "Sem tirar os méritos da Alemanha, esta foi uma das piores partidas que fizemos nestes dez anos. Jogamos muito abaixo do normal. É difícil até mesmo explicar o motivo", disse, após a segunda derrota da equipe contra os donos da casa.

Após chegar a Milão, Bernardinho e seus comandados encaram mais cerca de duas horas de viagem de ônibus rumo a Verona, onde a equipe disputará a primeira fase do Mundial. A Seleção estreia no próximo sábado, contra a Tunísia. Espanha e Cuba são os outros adversários do País no Grupo B da competição.

Hernanes comanda Lazio em empate com Milan; Inter lidera

Hernanes carrega bola - atm e interna. Foto: AP

Ex-são-paulino fez a jogada do gol de empate do time romano

Com bela atuação do meia Hernanes, autor de uma assistência, a Lazio arrancou empate por 1 a 1 com o Milan nesta quarta-feira, no Estádio Olímpico de Roma, pelo Campeonato Italiano.

Em duelo com quatro brasileiros em campo (André Dias foi titular com Hernanes nos donos da casa, enquanto Thiago Silva e Ronaldinho saíram jogando pelos visitantes), o Milan abriu o placar com gol de Ibrahimovic, aos 20min do segundo tempo, após passe de Seedorf.

No entanto, aos 35min, Hernanes fez grande jogada pela esquerda e cruzou para Flocarri desviar de Abbiati deixar tudo igual. Aos 41min, Robinho entrou no lugar de Seedorf e não teve tempo para fazer muita coisa.

O resultado deixa o time rubro-negro com cinco pontos, na oitava colocação do Italiano. A Lazio soma sete e está em quinto.

Se o Milan desperdiçou a chance de vencer fora de casa, a arquirrival Inter de Milão assumiu a liderança isolada ao golear o Bari por 4 a 0 em casa. Samuel Eto'o marcou duas vezes de pênalti, aos 5min e aos 18min do segundo tempo. Diego Milito também fez dois, aos 27min do primeiro tempo e aos 40min do segundo.

O time do técnico Rafael Benítez ainda foi beneficiado pela derrota do Cesena, que perdeu por 2 a 0 do Catania, fora de casa, e permaneceu com sete pontos, deixando a Inter isolada na ponta.

Ainda nesta quarta-feira, a Roma, do atacante Adriano, manteve seu péssimo início de temporada ao perder por 2 a 1 do Brescia fora de casa. A equipe da capital segue com só dois pontos e cai para a zona do rebaixamento.

Nos demais jogos da rodada, o Bologna bateu a Udinese por 2 a 1, enquanto o Chievo surpreendeu a Napoli fora de casa e venceu por 3 a 1. De resto, três empates: Cagliari e Sampdoria (0 a 0), Genoa e Fiorentina (1 a 1) e Lecce e Parma (1 a 1). Nesta quinta, a Juventus encara a Sampdoria no complemento da jornada.

Brasileiro dará apenas três vagas na Libertadores

Jogadores exibem cheque de uma patrocinadora do torneio. Time disputará, agora, Mundial nos Emirados Árabes Unidos. Foto: AFP

Campeão da Libertadores neste ano, Inter já tem vaga garantida no torneio em 2011

A Conmebol anunciou na tarde desta quarta-feira que o Brasil não ganhará uma vaga extra na Copa Libertadores de 2011 por ter o atual campeão do torneio, o Internacional. Assim, o Campeonato Brasileiro classificará apenas três clubes para a competição continental, ao invés dos quatro habituais.

A partir do ano que vem, o campeão da Copa Sul-Americana também disputará a Libertadores. Para que não houvesse aumento no número de participantes, a Conmebol decidiu que o país do atual vencedor deixaria de ter uma vaga a mais, como tradicionalmente acontece.

Assim, o Internacional terá de ocupar uma das cinco vagas destinadas ao Brasil. As demais irão para o atual campeão da Copa do Brasil e os três melhores colocados do Brasileiro. Nos últimos anos, o campeonato nacional classificava quatro clubes.

Por outro lado, há a possibilidade de o Brasil ter seis participantes na próxima Libertadores. Para isso, um clube do país teria de conquistar a Sul-Americana. Desta forma, abriria-se uma vaga extra, além das cinco outras já asseguradas.

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Sem brilho, Real Madrid supera Espanyol e dorme na liderança

 . Foto: Reuters

Com um gol e uma assistência, Cristiano Ronaldo comandou a vitória do Real Madrid

O Real Madrid de José Mourinho ainda não deu show, mas continua firme entre as primeiras posições do Campeonato Espanhol. Na abertura da quarta rodada, nesta terça-feira, a equipe da capital recebeu o Espanyol e venceu por 3 a 0, chegando a dez pontos ganhos e ocupando provisoriamente a liderança da competição.

Valencia e Sevilla, que têm nove e sete pontos, respectivamente, ainda podem tomar do Real a primeira colocação nesta rodada. Os valencianos enfrentam o Atlético de Madrid na quarta-feira, enquanto a equipe de Luís Fabiano recebe o Racing Santander na quinta.

Apesar de ter tido uma atuação longe de suas melhores com a camisa merengue, o português Cristiano Ronaldo foi novamente o destaque do time. Ele abriu o placar aos 28min do primeiro tempo em cobrança de pênalti e deu o passe para o argentino Gonzalo Higuaín marcar o segundo, aos 34min da etapa final. Já aos 43min, o francês Karim Benzema girou na área e bateu firme para definir o placar.

A vitória do Real Madrid pareceu ameaçada quando o zagueiro brasileiro naturalizado português Pepe foi expulso, aos 15min do segundo tempo. Porém, apenas três minutos depois, Galán também recebeu o cartão vermelho por entrada dura em Cristiano Ronaldo, deixando os dois lados com dez em campo.

Bayern vira no fim e bate Hoffenheim; surpresa vence e lidera

 . Foto: AP

Müller comemora gol do Bayern de Munique na vitória sobre o Hoffenheim

Na abertura da quinta rodada do Campeonato Alemão, o Bayern de Munique visitou o Hoffenheim nesta terça-feira e conseguiu excelente triunfo de virada por 2 a 1 com um gol no fim. O resultado deixa a equipe atual campeã do torneio na sétima colocação da tabela, com oito pontos.

O Hoffenheim abriu o placar com um gol relâmpago, logo no primeiro minuto. Rudy cruzou na área e Ibisevic completou, vencendo o goleiro Butt. O empate do Bayern veio somente no segundo tempo, com Thomas Müller, aos 22min. O meia aproveitou rebote após boa jogada e finalização de Franck Ribéry pela esquerda, que explodiu na defesa.

O empate parecia o resultado final da partida, mas, aos 46min do segundo tempo, Van Buyten empurrou para o fundo das redes depois de sobra da defesa do Hoffenheim.

Também nesta terça-feira, o Hannover derrotou o Werder Bremen por 4 a 1 em casa, chegando à terceira posição da tabela do Alemão. O time anfitrião abriu o placar aos 11min, com gol contra de Fritz. Ainda no primeiro tempo, Frings empatou o jogo de pênalti.

Após o intervalo, Ya deixou o Hannover novamente em vantagem, aos 8min, e Schulz aumentou a vitória aos 34min. Ainda houve tempo de Abdellaoue ampliar, aos 45min.

Surpresa vence novamente

O Mainz segue com seu excelente início no Campeonato Alemão e conseguiu sua quinta vitória em cinco partidas no torneio. A vítima desta terça foi o Colônia, que foi derrotado por 2 a 0 na casa do adversário.

Líder da competição, o Mainz chega a 15 pontos, enquanto o rival está na 11ª colocação, com quatro pontos. Holtby marcou os dois gols da partida.

Fotos de Cingapura para a Preparação do Grande Prêmio de Fórmula de 2010

Cingapura se prepara para receber etapa da Fórmula 1 neste final de semana  Foto: AP

Traçado sofreu alterações para prova de 2010; etapa será a 15ª da temporada  Foto: AP

Corrida no circuito de Marina Bay é realizada à noite e conta com belas paisagens urbanas  Foto: Reuters

Após cateterismo, presidente do Palmeiras segue na UTI em observação

Presidente do Palmeiras se prepara para anunciar novo patrocínio para uniforme de Muricy Ramalho à imprensa. Foto: Gazeta Esportiva

Belluzzo segue internado em hospital paulistano

O presidente do Palmeiras, Luiz Gonzaga de Mello Belluzzo, já passou por exames para a realização de um cateterismo cardíaco, nesta terça-feira, e está bem.

O mandatário deu entrada às 16h de segunda, no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, com dor precordial (dores no peito). O procedimento transcorreu normalmente e o paciente foi encaminhado para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Acompanhe abaixo o boletim médico:

"21/09/2010 - 13h - "O Sr. Luiz Gonzaga de Mello Belluzzo deu entrada às 16h00 de ontem (20/9), no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, com dor precordial (dores no peito). Após a realização de exames, o paciente passou hoje, terça-feira (21/9), por um cateterismo cardíaco. O procedimento transcorreu normalmente e o paciente foi encaminhado para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI). As informações médicas foram passadas pela equipe que o acompanha, coordenada pelo Dr. Maurício Daniel Gattaz e Dr. Edson Stefanini".

Saiba mais sobre o cateterismo cardíaco:

De acordo com o ABC da Saúde, para descobrir o local exato do coração onde se localiza uma doença, qual a artéria bloqueada e qual o grau de obstrução, recorre-se ao cateterismo cardíaco.

O cateterismo cardíaco, angiograma ou cinecoronariografia são termos relacionados, ainda que não signifiquem a mesma coisa. Através da cinecoronariografia podemos analisar as artérias coronárias.

Para a sua realização, um cateter é introduzido através de uma artéria no braço ou perna e é dirigido até o coração onde, pela injeção de um contraste nas cavidades cardíacas, se pode analisar as cavidades e as válvulas cardíacas. Injetando o contraste nos orifícios de abertuda das coronárias podemos analisar o seu estado.