segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Favorito, Brasil encara Chile em jogo com promessa de muitos gols

Jogador formará ataque com Neymar contra o Chile. Foto: Miguel Angel Bustamante/Terra

Com jogo ofensivo do Chile, ataque brasileiro deve encontrar muitos espaços

A história recente de Brasil x Chile mostra confrontos com muitos gols e com os brasileiros quase sempre levando a melhor. Diante deste cenário, a expectativa é que os dois países voltem a fazer um jogo ofensivo de segunda para terça-feira, quando se enfrentam às 0h10 (de Brasília), no Estádio Monumental de Unsa, em Arequipa, pela 1ª rodada da fase de grupos do Sul-Americano Sub-20.

O Chile tem se notabilizado nos últimos anos - e não é diferente neste torneio - a atuar com um esquema que privilegia o ataque e deixa muitos espaços na defesa. A postura chilena tem sido um prato cheio para os brasileiros, que possuem em confrontos entre seleções principais uma invencibilidade de dez jogos e 32 gols marcados. Em duelos válidos em torneios pré-olímpicos, o Brasil tem seis vitórias e cinco empates.

"Vamos encontrar uma equipe muito ofensiva, que quando está no ataque você consegue ver sete e até oito jogadores da linha do meio-de-campo para a frente. É um jogo muito interessante, que se desenha para ser de muitos gols", afirmou o técnico Ney Franco, que manteve a proposta ofensiva da primeira fase e escalou o Brasil com um quarteto ofensivo.

Só que o treinador optou por mudanças de nome. Henrique deixa a equipe para entrada de Oscar, que jogará aberto pela direita. Lucas, no centro, e Neymar, na esquerda, completam a linha de três posicionada entre os volantes Fernando e Casemiro e o centroavante Willian José. "A formação é basicamente como de toda nossa preparação", explicou.

Com três vitórias e um empate na primeira fase, o Brasil mira um início forte na fase final para não passar apuros na busca de uma das duas vagas olímpicas para Londres 2012. Neymar, principal nome da Seleção Brasileira até o momento, acredita que a partida é fundamental para as pretensões brasileiras no torneio.

"Vimos o teipe do jogo deles. É um time muito qualificado, rápido, que deixa espaços. Mas não podemos nos iludir com o que vimos. Contra o Brasil todos se multiplicam. É um jogo-chave para começarmos bem", disse o atacante, que até o momento marcou cinco gols no torneio.

Pelo lado chileno, a intenção é acabar com a história de freguesia para o Brasil e combater a irregularidade na primeira fase, quando venceram Venezuela e Peru e perderam para Argentina e Uruguai. Felipe Gallegos sentiu uma lesão no tornozelo direito e é dúvida. Bustos pode entrar em seu lugar.

Outros duelos

Além de Brasil x Chile, a rodada tripla em Arequipa terá os confrontos Uruguai x Colômbia, às 19h50 (de Brasília), e Argentina x Equador, às 22h (de Brasília). Na avaliação de Ney Franco, três equipes despontam como favoritas no hexagonal que vale duas vagas olímpicas, quatro no Mundial da categoria e obviamente o título.

"Eu acho que a princípio Brasil, Argentina e Uruguai estão no mesmo nível. A seleção da Colômbia tem valores individuais muito bons, que podem em um lance definir uma partida. Chile e Equador também mostraram que têm possibilidade de surpreender", analisou.

Ney Franco ainda gostou de o Brasil sempre fechar a rodada tripla na fase fina. Mesmo com a possibilidade de pegar um gramado prejudicado pelos jogos anteriores, ele considera uma vantagem entrar em campo sabendo o resultado dos rivais. "É um dado significativo dentro da competição", disse.

Quem
BRASIL: Gabriel; Danilo, Bruno Uvini, Juan e Alex Sandro; Casemiro e Fernando; Oscar, Lucas e Neymar; Willian José. Técnico: Ney Franco

CHILE: Alfaro; Opazo, Guerrero, Casanova e Martínez; Márquez, Reyes e Pinares; Pinto, Carrasco e Gallegos (Bustos). Técnico: César Vaccia

Onde: Estádio Monumental de Unsa, em Arequipa, no Peru
Quando: De segunda para terça-feira, às 0h10 (de Brasília)
Árbitro e assistentes: Omar Ponce(EQU); Christian Lescano (EQU) e Miguel Nievas (URU)

Por que?: primeira partida do Brasil na fase final do torneio que vale vaga nos Jogos Olímpicos e no Mundial Sub-20

Para ficar de olho

- Neymar, a maior atração do Sul-Americano Sub-20
- propostas ofensivas das duas equipes, que devem proporcionar um jogo aberto e com muitas chances de gol
- Casemiro e Fernando, que formam uma dupla de volantes fortes na marcação e com saída de bola eficiente.

Em meio a polêmica, Lotus anuncia brasileiro como piloto de testes

Lotus lança carro para temporada 2011 da Fórmula 1; equipe optou por manter a pintura em verde e dourado, como fez em 2010. Foto: Team Lotus/Divulgação

Ex-piloto de testes da Virgin, Luiz Razia foi anunciado no mesmo dia de lançamento de novo carro (foto)

O brasileiro Luiz Razia foi anunciado nesta segunda-feira como novo piloto de testes da Lotus para a temporada 2011 da Fórmula 1. O baiano, 22 anos, executou a mesma função durante a última temporada na Virgin, e chega para ocupar o espaço deixado na escuderia de Tony Fernandes após a saída do malaio Fairuz Fauzy.

O brasileiro foi confirmado como reserva no mesmo dia em que a escuderia lançou seu carro para a temporada 2011. O time optou por um evento online, exibindo fotos do modelo T128 - que terá motores Renault e mantém a pintura em verde e dourado, como a que foi usada em 2010.

A escuderia malaia disputará a próxima temporada em meio à polêmica da disputa dos direitos do nome da Lotus, equipe de Colin Chapman que contou com Emerson Fittipaldi, Ayrton Senna e Nelson Piquet. Até agora, em seu discurso, Razia não se mostra preocupado com a possibilidade de que seu novo time perca do espólio para a Lotus Renault.

"Como todo mundo pode imaginar, estou realmente muito feliz em ter essa oportunidade única com a Lotus, um time que teve os três maiores pilotos da história do Brasil", disse o piloto baiano, que originalmente revezará o carro com Jarno Trulli e Heikki Kovalainen nos treinos livres de sexta-feira antes de quatro etapas da temporada.

"Por ser o terceiro piloto, devo fazer um teste antes da temporada e pelo menos quatro sextas-feiras durante o ano, incluindo o GP do Brasil, além dos eventos que eles vão promover. Estou muito ansioso para entrar no carro", completou.

Razia também será o representante da equipe júnior da Lotus na GP2, a Air Asia Team. O baiano, que foi campeão da Fórmula 3 sul-americana em 2006, disputou provas também da Fórmula 3000 europeia, da GP2 e da GP2 Asiática. Depois de entrar na F1 pela Virgin, o brasileiro se mostra animado com a nova equipe.

"Fico emocionado em saber que meu nome será associado ao da Lotus, equipe que está no coração de todos os brasileiros", disse Luiz Razia, que não participou da apresentação da equipe nesta segunda-feira. "Em breve, teremos novidades sobre outros patrocinadores que nos ajudarão ainda mais a cumprir nossas metas", completou.

Cristiano Ronaldo desabafa após derrota do Real Madrid

O português Cristiano Ronaldo fez bom jogo, mas sofreu com a forte marcação do time da casa. Foto: AFP

Cristiano Ronaldo desabafou após derrota do Real Madrid

O atacante Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, se mostrou revoltado com tudo o que aconteceu durante a derrota por 1 a 0 para o Osasuña, em partida válida pela 21ª rodada do Campeonato Espanhol. O jogo foi confuso, com faltas duras e momentos em que duas bolas estavam no gramado.

"Pancadas, mais bolas do que o permitido em campo, é inadmissível que um jogo de futebol se converta em uma batalha naval. O que houve não é bom nem para o espetáculo nem para as crianças que gostam deste jogo. Eu detesto isso. Outro dia em Sevilla estiveram a ponto de arrancar a cabeça do Cassilas", desabafou o craque.

A diferença do líder Barcelona para o segundo colocado Real Madrid chegou a sete pontos. Entretanto, Ronaldo não acredita que as chances de título tenham terminado.

"Há que ser positivo. Tentamos durante toda a partida, mas infelizmente não ganhamos", concluiu.

Cruzeiro libera Roger, e Cuca afirma que meia não aceita reserva

Técnico Cuca se mostrou insatisfeito com desempenho da equipe na primeira etapa. Foto: Washington Alves/Vipcomm/Divulgação

Após a vitória sobre a Caldense, treinador diz que Roger não está satisfeito com a reserva no Cruzeiro

O Cruzeiro anunciou que o meia Roger está liberado para negociar com o Vasco. O diretor de futebol do time mineiro, Dimas Fonseca, disse neste domingo, na Arena do Jacaré, que o jogador não faz mais parte dos planos da equipe.

Durante entrevista após a vitória sobre a Caldense, o técnico Cuca falou a respeito do meia e contou que Roger não está satisfeito com a reserva no time Cruzeiro.

"Eu tive duas conversas com o Roger e coloquei que, a princípio, ele seria reserva e teria que buscar a titularidade no campo de jogo. 'Serve para você?', e ele disse que não serve", explicou.

O treinador também aproveitou para pedir a compreensão da torcida celeste no caso e deixou as portas abertas, caso o atleta queira brigar pela condição de titular no time.

O torcedor não pode ficar bravo comigo. Se o Roger amanhã mudar de opinião e quiser ganhar a posição no campo, ele vai estar com a gente. Não tenho preferência particular por ninguém e, sim, pela parte como jogador. Ele é importante para nós em um contexto como foi no ano passado, entrando dois, dez, 45 minutos ou o jogo inteiro", justificou o comandante.

Cuca, no entanto, se recusou a falar sobre Carlos Alberto, jogador vascaíno que pode ser envolvido na troca com Roger. "Eu não falo sobre o Carlos Alberto. Prefiro que, se acontecer essa situação de troca, aí sim poderei falar do jogador", esclareceu.

Tite elogia peruano e não descarta escalá-lo contra Tolima

Peruano Ramirez marca um golaço logo na estreia e decreta empate por 2 a 2 em São Bernardo. Foto: Marcelo Ferrelli/Gazeta Press

Ramirez fez golaço em estreia pelo Corinthians

Sem muito alarde, o meia Luíz Ramirez, oriundo do Universitario do Peru, mal chegou ao Corinthians e já mostrou a que veio na partida deste domingo contra o São Bernardo, em empate por 2 a 2 no ABC. O peruano, estreante, marcou o segundo gol do jogo e deixou boa imagem para o torcedor corintiano.

"Fiquei feliz com o gol. Mas não tenho pressa para ser titular. Vamos trabalhar", disse o meia, ainda envergonhado por causa da lingua portuguesa, que ele não domina.

O técnico Tite também gostou do que viu, e ressaltou as qualidades do peruano. "Não gosto de individualizar, mas ele foi bem hoje, como o conjunto todo. Ele flutua, tem características de finta, de ir para cima, lances pessoais", comentou o mandatário corintiano.

Tite ainda deixou em aberto a possibilidade de contar com Luíz Ramírez para o confronto contra o Tolima, na próxima quarta-feira. "Sobre escalá-lo na quarta, não quero falar, vamos com calma", disse.

De acordo com o treinador, o Corinthians já o observava há um bom tempo, a despeito dos que acham que a contratação foi inusitada. "São méritos do presidente (Andrés Sanchez) e do Mario (Gobbi, ex-diretor de futebol) que tinham acompanhado. Eu o vi jogando pelo Peru contra o Brasil (pelas Eliminatórias da Copa, em 2009), mas ele não tinha ido bem no jogo aqui em Porto Alegre. Fico feliz que ele tenha se adaptado", comentou.

domingo, 30 de janeiro de 2011

Estaduais para lá de estranhos

O ano de 2011 começa com os estaduais e vemos times de ponta se dando mal contra times considerados “pequenos”. Veja:

Rio de Janeiro

Em meio a caos de chuvas, os times cariocas fazem um campeonato típico como sempre, mas o destaque é o Vasco, que com o time que formou para esse ano, ainda não conseguiu uma vitória no campeonato depois de 3 rodadas.

GRUPO 1

P

J

V

E

D

GP

GC

S

%

1Resende

10

4

3

1

0

7

2

5

83

2Flamengo

9

3

3

0

0

7

1

6

100

3Nova Iguaçu

8

4

2

2

0

7

4

3

66

4Boavista

7

3

2

1

0

5

2

3

77

5Americano

2

3

0

2

1

2

4

-2

22

6Volta Redonda

1

4

0

1

3

1

5

-4

8

7América-RJ

1

4

0

1

3

3

10

-7

8

8Vasco

0

3

0

0

3

3

7

-4

0

Explicação: Bem, até o presidente não sabe. Acho que a dinamite começou a explodir no time vascaíno.

Pernambuco

No lado nordeste do país, destaque para a excelente campanha do Santa Cruz, time da quarta divisão do campeonato brasileiro, e times como Sport e Náutico são 4º e 5º do campeonato pernambucano.

GRUPO 1

P

J

V

E

D

GP

GC

S

%

1Santa Cruz

18

6

6

0

0

12

3

9

100%

2Central

16

6

5

1

0

10

3

7

88%

3Porto

15

6

5

0

1

8

4

4

83%

4Náutico

11

6

3

2

1

10

4

6

61%

5Sport

8

6

2

2

2

3

4

-1

44%

6Petrolina

8

6

2

2

2

7

9

-2

44%

7Salgueiro

7

6

2

1

3

2

3

-1

38%

8Cabense

6

6

1

3

2

3

4

-1

33%

9Araripina

4

6

1

1

4

3

7

-4

22%

10Vitória-PE

4

6

1

1

4

3

9

-6

22%

11Ypiranga

3

6

1

0

5

5

9

-4

16%

12América-PE

1

6

0

1

5

2

9

-7

5%

Santa Catarina

Na parte sul de nosso Brasil, temos a vergonhosa campanha do time do Avaí, que não conseguiu marcar nenhum ponto ainda no campeonato, e pelo que vem apresentando nos últimos jogos, precisa melhorar e muito o seu futebol.

GRUPO 1

P

J

V

E

D

GP

GC

S

%

1Figueirense

11

5

3

2

0

14

4

10

73%

2Chapecoense

10

5

3

1

1

9

7

2

66%

3Joinville

9

5

3

0

2

10

11

-1

59%

4Criciúma

7

4

2

1

1

12

6

6

58%

5Metropolitano

7

4

2

1

1

5

3

2

58%

6Marcílio Dias

5

4

1

2

1

5

4

1

41%

7Imbituba

5

4

1

2

1

5

6

-1

41%

8Brusque

4

4

1

1

2

8

9

-1

33%

9Concórdia

3

5

1

0

4

7

18

-11

20%

10Avaí

0

4

0

0

4

1

8

-7

0%

Eleito pior da Ucrânia, ex-santista deve pintar no Bordeaux

André (atacante): Dínamo de Kiev-UCR. Foto: Reinaldo Marques/Terra

André é esperado no Bordeaux, 12º colocado no Francês

Eleito a pior contratação do futebol ucraniano em 2010, o atacante André deve procurar novos ares para tentar repetir o desempenho dos tempos do Santos. Segundo os sites francesesRMC e Espoirs du Football, ele será anunciado como reforço do Bordeaux por empréstimo de seis meses nas próximas 48 horas, quando se fecha a janela de transferências na Europa.

No Dínamo de Kiev, seu atual clube, André só participou de nove partidas oficiais desde sua chegada à Ucrânia e não marcou gols. Apesar disso, foi incluído por Mano Menezes em todas as convocações da Seleção até aqui. Inclusive a última, para enfrentar a própria França em fevereiro.

De acordo com o jornal L'équipe, o principal da França, o presidente Louis Triaud declarou que o Bordeaux irá anunciar um atacante brasileiro que não joga no Brasil. Os franceses especulavam que esse reforço poderia ser Bobô, ex-Corinthians e atualmente no Besiktas.

Irônico, Montezemolo volta a cobrar brasileiro Felipe Massa

Pouco mais de mil torcedores enfrentaram o mau tempo da cidade italiana e prestigiaram o evento. Foto: EFE

Felipe Massa voltou a ser cobrado pelo presidente da escuderia italiana

Enquanto o espanhol Fernando Alonso, beneficiado pela Ferrari, disputou o título mundial até a última etapa, Felipe Massa teve uma temporada apenas discreta em 2010. Luca di Montezemolo, presidente da escuderia italiana, voltou a cobrar o brasileiro de forma irônica.

"Fernando Alonso, em seu primeiro ano, fez uma temporada extraordinária e está preparado para voltar a ganhar. E Felipe Massa, o campeão moral de 2008, tem que voltar a pilotar depois de dar o volante para o seu irmão no ano passado", declarou o mandatário da Ferrari.

Em 2008, atrapalhado por falhas da própria Ferrari e pela marmelada da Renault no Grande Prêmio de Cingapura, Massa perdeu o título para o inglês Lewis Hamilton, da McLaren, por apenas um ponto. Sua última vitória foi justamente em 2008, em Interlagos, já que sofreu um acidente grave em 2009 e passou em branco em 2010.

No lançamento do carro para 2011, Montezemolo discursou com otimismo. "Ainda lembro quando Enzo Ferrari me dizia que não importava a beleza do carro de Fórmula 1, mas sim que ele fosse rápido. Espero que aconteça isso com esse F150, criado para conseguir o título desta temporada", afirmou.

Dona de 16 títulos entre os Construtores, a Ferrari ficou em jejum entre as temporadas de 1984 e 1998. No Mundial de Pilotos, a escuderia italiana detém 15 campeonatos, mas passou em branco entre 1979 e 2000. Empolgado, Luca di Montezemolo ignorou os períodos de escassez.

"Temos rivais que mudam ao longo da história: Williams, McLaren, Renault, Red Bull... Mas a Ferrari sempre está. Nesse ano, temos que ganhar e vamos fazer tudo o possível para ganhar. Melhoramos a equipe e estamos prontos para esse objetivo", encerrou.

Carlos Boozer decide e Bulls estendem má fase dos Pacers

Pelos Bulls, Derrick Rose foi o destaque, ao lado de Carlos Boozer, no triunfo sobre os Pacers, por 110 a 89. Foto: AP

Derrick Rose também se destacou no triunfo dos Bulls

O ala-pivô Carlos Boozer conseguiu um double-double de 24 pontos e dez rebotes para liderar o ataque do Chicago Bulls, que derrotou por 110 a 89 o Indiana Pacers no duelo de equipes da Divisão Central, neste sábado.

Os Bulls (33 vitórias e 14 derrotas) permanecem como únicos invictos contra equipes de sua própria divisão. Para os Pacers (17 vitórias e 27 derrotas), o ala-pivô Josh McRoberts liderou o ataque ao marcar 20 pontos, apoiado pelo ala Danny Granger, que conseguiu 19.

Os Pacers perderam sete dos últimos oito jogos disputados.

Marco Aurélio: Juvenal deu risada e vetou Rivaldo há seis meses

Rivaldo é a aposta de Juvenal para ocupar a posição de meia no time, carente já há alguns anos. Foto: Ricardo Matsukawa/Terra

Há seis meses, Juvenal vetou contratação de Rivaldo

Na apresentação realizada na última sexta-feira, em Cotia, Juvenal Juvêncio fez questão de posar ao lado de Rivaldo, lhe entregar a camisa do São Paulo e ainda definí-lo como um jogador de reputação mundial e "com o perfil do clube". Há seis meses, contudo, Juvenal foi quem vetou a contratação do reforço, alinhavada por Marco Aurélio Cunha, então superintendente de futebol, e por Marcelo Veridiano, ex-jogador são-paulino e que atualmente trabalha com atletas.

"O presidente não quis a contratação e deu risada. Saí do clube justamente por isso: não fazia mais parte das decisões e não era ouvido", conta em entrevista exclusiva ao Terra o ex-superintendente Marco Aurélio Cunha, que pediu demissão no início deste ano após mais de oito temporadas no São Paulo.

Antes de acertar recentemente com o São Paulo, Rivaldo já havia conversado ao menos duas vezes com o clube. A primeira, em 2009, não foi muito adiante por falta de acerto nos salários. Em 2010, durante a parada da Copa do Mundo, Marcelo Veridiano, que reside na Grécia e tinha proximidade ao jogador, acertou todos os detalhes da transferência. Mas ela esbarrou na desaprovação de Ricardo Gomes, então treinador, e principalmente do presidente Juvenal Juvêncio.

"Conheço o padrinho do Rivaldo, que é pastor e se chama Cléber. Ele nos colocou de frente. O Marco Aurélio fez contato e ele (Rivaldo) já queria muito jogar no São Paulo. O Felipão também queria no Palmeiras naquele momento, mas ele gostava do São Paulo. O filho dele é fã do Rogério Ceni. Depois de negociarmos, chegou a informação de que o Juvenal e o Ricardo não tinham interesse", explica ao Terra Marcelo Veridiano, que guardou mágoas do episódio.

"Agora fiquei muito chateado. Eu trabalhei no São Paulo, cresci ali dentro e conheço toda essa diretoria. Ficou chato porque tentamos o negócio e não aconteceu. Por que depois de seis meses tudo mudou? No ano passado, o Rivaldo foi vetado por causa da idade (38 anos), mas acho que ele pode jogar mais dois anos tranquilamente", acrescenta Marcelo.

Apesar de intermediar o negócio que não se concretizou, ele não recebeu pelo trabalho. As conversas chegaram a ser bastante adiantadas, segundo Marcelo. "O Rivaldo disse que quebrava o contrato no Uzbequistão quando quisesse (tinha salários atrasados). Ele chegou até a falar com o advogado dele", recorda. Marcelo Veridiano lamenta o atraso da direção do São Paulo.

"Acredito que o Rivaldo seria muito útil, era um jogador que acreditamos que o São Paulo precisava para amadurecer os garotos, como o Marlos e o Diogo", cita Marcelo. "Conheço todo o histórico e ele só foi contratado agora por que há uma carência de ídolos muito grandes. O nome era o Alex, mas o Fenerbahce ainda tem contrato e não liberou", acrescenta Marco Aurélio.

O episódio da recente contratação de Rivaldo também chateou Marco, que não vê mais o São Paulo na vanguarda como em outros tempos. "Antes nós éramos pioneiros, agora copiamos os outros", reclama, citando Ronaldo e Roberto Carlos no Corinthians e Ronaldinho, no Flamengo, como outros exemplos. "Ele estava aqui em Mogi e a gente esperou seis meses para ir atrás".

Marcelo Veridiano, que negociou com Rivaldo, foi jogador do São Paulo por três anos na década de 80 e ficou famoso por um gol marcado contra o Palmeiras ao chapelar o zagueiro Nenê e finalizar diante de Zetti, no Pacaembu. Ele fez sucesso em seguida no futebol grego, onde defendeu o Skoda Xanthi por seis temporadas e o AEK por outras duas.

A fim de ouvir a versão de Juvenal Juvêncio, a reportagem do Terra entrou em contato com a assessoria de imprensa do São Paulo neste sábado. Ciente do teor da matéria, a assessoria não emitiu nenhum pronunciamento.

Djokovic vence Murray, amplia tabu britânico e é bi na Austrália

Com atuação bastante segura e sem dar chances ao adversário, Novak Djokovic faturou na manhã deste domingo o título do Aberto da Austrália, primeiro Grand Slam da temporada 2011. O sérvio, que já havia vencido o torneio em 2008, se sagrou bicampeão ao passar pelo escocês Andy Murray por 3 sets a 0, com parciais de 6/4, 6/2 e 6/3, mantendo vivo um tabu britânico de 74 anos sem conquistas nas principais competições do tênis mundial.

Além de voltar a triunfar em Melbourne, Djokovic já faz "sombra" ao suíço Roger Federer na disputa pela segunda posição do ranking da ATP. Enquanto isso, Murray amarga a terceira derrota em finais de Grand Slam e segue sem um título de expressão na carreira (antes, foi batido nas decisões do Aberto dos Estados Unidos de 2008 e no Aberto da Austrália do ano passado, ambas para Federer.

Ao vencer Murray pela quinta vez em nove confrontos, Djokovic encerra também uma série de três derrotas seguidas para o rival, quinto colocado no ranking. O título conquistado na Rod Laver Arena coroa uma campanha quase perfeita nas últimas duas semanas na Austrália. No período, perdeu apenas um set, para o croata Ivan Dodig, na segunda rodada. Desde então, contou com o abandono do compatriota Viktor Troicki em seguida e mais tarde passou facilmente por Nicolás Almagro, Tomas Berdych e Roger Federer.

Os dois primeiros sets da final foram um reflexo da campanha do sérvio - que no fim de 2010 havia liderado seu país na conquista da Copa Davis. Com um bom primeiro serviço, Djokovic forçava Murray a devolver bolas fáceis, para então definir os pontos.

O set decisivo, no entanto, foi marcado pela alternância de bons e maus momentos para ambos os tenistas. Murray esboçou uma reação, vencendo um game com saque do sérvio - que devolveu, logo depois, a quebra. Nenhum dos dois conseguia confirmar com tranquilidade seus serviços, ao passo que a falta de mobilidade e confiança do britânico aumentava a cada ponto.

Djokovic aproveitou o bom momento e acelerou o jogo nos games finais. Com mais uma quebra de serviço, ampliou a vantagem para 5/3 e sacou para vencer o Grand Slam.

Palco da final, a Rod Laver Arena recebeu 20 mil pessoas na decisão do torneio. Como nem todos cabem no complexo, telões foram instalados nos arredores. Em todo o Aberto da Austrália, o número total de expectadores ultrapassou a marca de 650 mil.

sábado, 29 de janeiro de 2011

Massa: "não estou na Ferrari para correr, estou para ganhar"

Na parte dianteira, segundo o desenhista Nicolas Tombazzi, a suspensão dianteira foi alterada para melhorar o fluxo de ar; o sistema de recuperação de .... Foto: AP

Massa confia plenamente em sua equipe para a temporada 2011

O brasileiro Felipe Massa afirmou que a cúpula da Ferrari lhe deu garantias de que não terá um papel secundário neste ano, atuando apenas como suporte de Fernando Alonso.

Embora seja difícil de esquecer o episódio do Grande Prêmio da Alemanha em 2010, quando foi obrigado a ceder a liderança para seu companheiro, o Massa confia no apoio da equipe.

"Sou parte de um time onde eu realmente quero vencer. Estou aqui para isso. Não estou aqui para correr, estou aqui para ganhar. Então, eu tenho uma garantia e se um dia a equipe me disser que não tenho garantias para vencer uma corrida, então saberia que, na verdade, não deveria estar no time. Confio 100% na minha equipe", disse Massa.

Nesta sexta-feira, o brasileiro foi a estrela ao lado de Alonso do evento de lançamento do carro de 2011 da escuderia italiana.

Após rejeitar Rivaldo, Felipão avisa: "experiência não é tudo"

Veterano Rivaldo é apresentado pelo São Paulo como reforço para 2011. Foto: Ricardo Matsukawa/Terra

Para Felipão, apenas a experiência de Rivaldo não garantirá a ele um bom desempenho no São Paulo

Apresentado nesta sexta-feira como principal reforço do São Paulo para a temporada, Rivaldo poderia ter realizado o sonho do filho e encerrado a carreira no Palmeiras. Poderia, se Felipão não tivesse vetado a contratação no ano passado.

"Eu acho que, se foi contratado pelo São Paulo, e o São Paulo entende que pode contribuir, ótimo. É um bom jogador. Como pessoa é espetacular. Vai depender da forma como vão usá-lo. Sempre foi muito bom jogador. Se o São Paulo contratou, vai se dar muito bem", disse o técnico, nesta sexta-feira.

Para Felipão, porém, a contratação de um jogador aos 38 anos pode ser considerada de risco. E, até por isso, na ocasião, não foi vista com bons olhos por ele, que trabalhou com o jogador no Bunyodkor, do Uzbequistão, e no título mundial de 2002, pela Seleção Brasileira.

"Dez anos depois, sempre pesa. Mas ele tem qualidade técnica, visão de jogo, experiência. Todos eles (veteranos que estão jogando hoje) estão voltando e podem colocar em prática. Cada um vê no seu clube a necessidade de contratar A ou B. Muitas vezes a experiência não é tudo. A competitividade no Brasil é grande, é difícil para quem tem idade mais avançada, jogar de quarta e domingo", explicou.

Atacante acerta soco em dirigente e pode deixar o Bahia

Atacante  Jael  pode acertar com o Vasco. Goleador brilhou com  a camisa do Bahia na Série B do Campeonato Brasileiro e pode aparecer em São Januário .... Foto: Gazeta Press

Jael se desentendeu com dirigente após faltar a um exame

O atacante Jael pode estar com os dias contados no Bahia. Nesta sexta-feira, ele se desentendeu com o gerente de futebol do clube, André Araújo, e o agrediu com um soco. A diretoria deve tomar providências até segunda-feira.

O jogador está fora do duelo contra o Fluminense de Feira de Santana, neste domingo, em Pituaçu. Ele se recupera de um problema no púbis e foi justamente este o estopim da confusão: o atleta faltou em um exame que deveria ser realizado e não gostou de ser cobrado por Araújo.

Jael deixou o Fazendão logo após o ocorrido, que não teve grandes desdobramentos. O aparente clima tranquilo não condiz com a situação instável do clube no Campeonato Baiano: ocupa apenas a quarta colocação do Grupo 1, com quatro pontos conquistados.

"Blade Runner" se redime e conquista o ouro nos 400 m

  . Foto: Anderson Giorge/Terra

Pistorius conquistou o ouro dos 400 m

O sul-africano Oscar Pistorius se recuperou rapidamente da derrota dos 100, categoria T44 (amputados). O "Blade Runner" atropelou os seus rivais neste sábado (horário local) e venceu os 400 m pelo Mundial Paraolímpico de Atletismo, em Christchurch, na Nova Zelândia.

Pistorius, que também sonha disputar os Jogos de Londres 2012 entre os atletas convencionais, completou a distância em 48s37. A prova não contou com o algoz do sul-africano nos 100 m, o americano Jerome Singleton (especialista em 100 e 200 m).

Em segundo lugar ficou o alemãoo David Behre, com 51s40. O pódio foi completado pelo americano David Prince, com 52s25. Nenhum brasileiro participou da decisão dos 400 m.

"Estou muito contente. As condições climáticas melhoraram 20 minutos antes da prova. Estou muito animado, porque é uma experiência fenomenal correr diante desses caras e eu tive de evoluir", comentou.

Corinthians está perto de Liedson e Cristian, mas Tite adota cautela

  . Foto: Reuters

Liedson está muito perto de voltar ao clube paulista

O Corinthians está perto de contratar o atacante Liedson e o volante Cristian, mas o técnico Tite não quer falar do assunto antes que a diretoria oficialize a contratação dos jogadores, temendo quebrar a hierarquia do clube.

Dos prováveis reforços, Liedson é o que está mais perto de acertar com o time alvinegro. Atualmente no Sporting, o jogador não foi relacionado para o confronto de sua equipe com o Estoril neste sábado e deve definir sua transferência nos próximos dias.

"Isso é da hierarquia e da alçada de cada um. Nós temos a necessidade de ele vir e ele vai vir quando o presidente Andrés achar que tiver condição do negócio", disse Tite.

Apesar de admitir que aguarda por reforços, o comandante do time alvinegro evitou se alongar no assuntou e assumiu a responsabilidade de fazer o time melhorar, mesmo sem novas peças no elenco. O Corinthians enfrenta neste domingo, com a equipe reserva, o São Bernardo pelo Campeonato Paulista e na quarta-feira decide seu futuro na Copa Libertadores em embate com o Tolima, fora de casa.

"Talvez fosse até oportuno ficar falando de atleta no momento em que empatou o jogo em casa. Podia falar que precisamos de contratação e desviar o assunto para o outro lado. Mas não. Nós temos que jogar bem contra o São Bernardo e tem que classificar contra o Tolima. É essa a realidade", afirmou.

B. Leverkusen vence confronto direto e segue em 2º no Alemão

O Bayer Leverkusen, do brasileiro Renato Augusto, venceu nesta sexta-feira o Hannover por 2 a 0 e se manteve na segunda colocação do Campeonato Alemão. Foto: AP

Time de Renato Augusto e Ballack em busca do líder Dortmund

No jogo do segundo colocado do Campeonato Alemão contra o terceiro, que abriu a 20ª rodada da competição, o Bayer Leverkusen recebeu o Hannover e conquistou uma importante vitória por 2 a 0 se manteve na vice-liderança.

Os meias Renato Augusto, que foi convocado pelo técnico Mano Menezes para o amistoso contra a França, no próximo dia 9, e Michael Ballack foram titulares do Leverkusen no confronto e colaboraram para o triunfo. No entanto os dois gols do jogo, ambos marcados no primeiro tempo, foram marcados por Vidal, aos 21mi, e Rolfes, aos 42min.

O Bayer chegou aos 39 pontos na tabela do Alemão e está a oito do líder, o Borussia Dortmund, que neste sábado visitará o Wolfsburg. O Hannover segue em terceiro, com 34.

Atacante acerta soco em dirigente e pode deixar o Bahia

Atacante  Jael  pode acertar com o Vasco. Goleador brilhou com  a camisa do Bahia na Série B do Campeonato Brasileiro e pode aparecer em São Januário .... Foto: Gazeta Press

Jael se desentendeu com dirigente após faltar a um exame

O atacante Jael pode estar com os dias contados no Bahia. Nesta sexta-feira, ele se desentendeu com o gerente de futebol do clube, André Araújo, e o agrediu com um soco. A diretoria deve tomar providências até segunda-feira.

O jogador está fora do duelo contra o Fluminense de Feira de Santana, neste domingo, em Pituaçu. Ele se recupera de um problema no púbis e foi justamente este o estopim da confusão: o atleta faltou em um exame que deveria ser realizado e não gostou de ser cobrado por Araújo.

Jael deixou o Fazendão logo após o ocorrido, que não teve grandes desdobramentos. O aparente clima tranquilo não condiz com a situação instável do clube no Campeonato Baiano: ocupa apenas a quarta colocação do Grupo 1, com quatro pontos conquistados.

Passaporte não sai, e Zé Eduardo fica no Santos por empréstimo

Santos estreará no Paulista diante do Linense, dia 15, em Lins. Foto: Ricardo Saibun/Gazeta Press

Zé Eduardo continua no Santos até a metade do ano

O atacante Zé Eduardo vai ficar no Santos por empréstimo até o meio do ano, tudo porque seu passaporte italiano não ficou pronto a tempo. O jogador, que já é do Genoa, está na Itália para fazer exames, mas vai voltar ao Brasil e disputar a Copa Libertadores pelo time da Vila Belmiro.

"Na terça ele está no Brasil, o passaporte não saiu e também não estamos mais esperando. Ele vai atuar no Santos de novo, isso estava previsto no contrato com o Genoa", afirmou o empresário do avançado, Luiz Taveira.

De acordo com o contrato de Zé Eduardo com o Genoa, o atacante deveria retornar ao time do litoral paulista caso não fosse aproveitado no clube italiano ainda neste primeiro semestre

Agora, o atleta vai se reapresentar ao Santos na próxima terça-feira e fará companhia a Maikon Leite, Diogo, Keirrison e Moisés, que disputam vagas no ataque santista.

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Roger será o técnico do Grêmio no Gre-Nal

Renato Gaúcho reclama no empate entre Grêmio e Lajeadense. Foto: Roberto Vinícius/Futura Press

De olho na Libertadores, Renato Gaúcho sera "poupado" do Gre-Nal

O Grêmio anunciou que Roger será o técnico que comandará os reservas no Gre-Nal de Rivera. A diretoria decidiu pelo auxiliar técnico e ex-jogador gremista para acompanhar o grupo de garotos que vai para o Uruguai disputar o clássico. Assim como a maioria dos jogadores que estarão em campo, Roger também é inexperiente na função.

O ex-lateral de Grêmio e Fluminense, de 35 anos, chegou ao clube gaúcho no início deste ano. Trabalha com Renato Gaúcho há apenas um mês, desde que os a pré-temporada começou no Estádio Olímpico.

Roger encerrou sua carreira há um ano, quando se transferiu para os Estados Unidos. Jogaria no DC United, mas uma lesão na região lombar não deixou o jogador completar seu plano. Ao voltar ao Brasil, iniciou a trajetória para tornar-se técnico.

Ferrari homenageia Itália e apresenta primeiro carro de 2011

 . Foto: Ferrari Press Office/AFP

Com poucas mudanças na parte dianteira, equipe aposta na traseira do modelo F150

A Ferrari apresentou nesta sexta-feira seu carro para a temporada 2011 da Fórmula 1. Primeira da categoria a mostrar o novo modelo, a escuderia italiana exibiu o F150 em Maranello, em transmissão pela internet, homenageando os 150 anos da unificação da Itália no carro que será pilotado por Fernando Alonso e Felipe Massa.

O monoposto apresenta poucas mudanças estéticas em relação ao de 2010, e é inspirado no carro que deu a Alonso condições de brigar pelo título até o último GP do ano. No entanto, conta com algumas importantes novidades aerodinâmicas, como a união do difusor (mais baixo) à asa traseira ajustável, na qual uma bandeira italiana aparece pintada.

Na parte dianteira, segundo o desenhista Nicolas Tombazzi, a suspensão dianteira foi alterada para melhorar o fluxo de ar. O sistema de recuperação de energia cinética (Kers, em inglês) foi instalado próximo ao tanque de gasolina. Conforme o regulamento, o Duto F foi afastado.

De acordo com a própria equipe, o carro deve ser testado em pista ainda nesta sexta-feira em Fiorano. Desta forma, alterações na traseira do carro - parte com mais alterações para 2011 - serão avaliadas. Além disso, a Ferrari também espera obter melhores resultados no consumo de pneus e combustível.

Passada a apresentação da Ferrari, as próximas equipes a mostrar seus carros serão Lotus Racing, Lotus Renault e Sauber - todas na próxima segunda-feira, dia 31. No dia seguinte, Mercedes, Red Bull, Toro Rosso e Williams terão máquinas novas em Valência, na Espanha.

Murray abusa dos erros, mas bate Ferrer e busca 1º Grand Slam

Pelo segundo ano consecutivo, o escocês Andy Murray chega às finais do Aberto da Austrália, primeiro Grand Slam da temporada. Nesta sexta-feira, o britânico superou o espanhol David Ferrer, com uma vitória de virada (4/6, 7/6, 6/1 e 7/6), abusando dos erros não forçados e agindo com displicência em diversos pontos. O resultado o colocou na decisão do torneio, onde enfrentará o sérvio Novak Djokovic, número três do ranking ATP. Murray busca seu primeiro título de Grand Slam na carreira.

Embalado pela vitória contra o seu conterrâneo Rafael Nadal (que jogou contundido), Ferrer começou bem, venceu o primeiro set e jogou a responsabilidade para o britânico. Murray sentiu a pressão e demorou para encontrar a melhor forma de superar o espanhol.

O atual número cinco do mundo passou a acelerar as bolas, além de variar bastante seu jogo, forçando Ferrer ao erro. Com um potente saque, Murray arriscou subidas à rede, rápidas inversões de bola e "deixadinhas".

No entanto, ainda sem o cansaço da partida, os dois tenistas travaram um segundo set bastante equilibrado. Murray só confirmou sua reação no jogo no tie brake, quando cravou 7 a 1 - ganhando a confiança que faltava para o restante do duelo.

No set seguinte a estratégia de Murray começou a funcionar melhor e o britânico fechou em 6/1. No entanto, o jogo ficou novamente parelho, com o quarto set se encaminhando para outro tie brake. Mais uma vez, Murray se impôs no game decisivo e fechou a partida.

Antes do jogo, Ferrer destacou que o tênis "não mente" e que o ranking (profissional da ATP) "diz tudo". O espanhol, que teve ótimos momentos na partida, já apontava para a dificuldade que encontraria para vencer o número cinco do mundo.

Ferrer também havia prometido uma comemoração com champanhe e massas, caso vencesse o escocês, mas terá de se contentar com algo mais modesto - e seguir treinando para a nova temporada.

A decisão do Aberto da Austrália terá acompanhamento em tempo real doTerra a partir das 6h30 deste domingo.

Brasil rejeita reclamações e se diz preparado para tudo em Arequipa

Galhardo se hidrata depois de treinamento da Seleção. Foto: Mowa Press/Divulgação

Seleção descarta rótulo de prejudicado, mesmo atuando em nova sede com altitude e clima chuvoso

Apesar de iniciar a fase final do torneio com algumas desvantagens em relação a rivais do Grupo A, a Seleção Brasileira Sub-20 rejeitou um discurso de desfavorecido e se colocou como preparado para tudo na reta final do Sul-Americano da categoria, torneio que vale duas vagas olímpicas para Londres 2012.

Concentrado em Tacna na primeira fase, o Brasil estava acostumado a um clima seco, quente e sem altitude. Em Arequipa, cidade que recebeu as equipes do Grupo A, o frio predomina, com chuvas constantes e uma altitude de cerca de 2.300 m.

"Eu treinei e não senti diferença nenhuma. Aqui está até um pouco melhor. Ao menos está chovendo e o clima não está seco . Não vai interferir em nada porque nós vamos nos acostumar a isso de qualquer jeito", disse o goleiro Alexsander, que pode ganhar a vaga de Gabriel no time brasileiro.

O volante Casemiro diz ter sentido mais as diferenças climáticas entre Tacna e Arequipa. Mesmo sabendo que Argentina, Uruguai e Chile, os classificados do Grupo A, já estão acostumado à cidade, o jogador não se mostra preocupado.

"Aqui está bastante frio e está chovendo direto, bem diferente de Tacna. Não sei em relação à altitude, mas acho que 2.300 m interfere um pouco. Mas não temos escolha. Fizemos um trabalho perfeito. Sabíamos que teríamos essa dificuldade. Se está ruim para nós, está ruim para todos", afirmou.

Se por um lado terá de se adaptar ao novo clima, a Seleção Brasileira ganhou cinco dias de intervalo para pensar exclusivamente na fase final. A estreia será apenas na próxima segunda-feira, às 22h (de Brasília), contra o Chile.

Carpegiani acena com "time da virada" para clássico San-São

Presidente do Mogi Mirim, jogador trabalhará com a missão de conciliar as duas funções. Foto: Ricardo Matsukawa/Terra

Rivaldo participou normalmente do treino do São Paulo, na equipe reserva

Nesta sexta-feira, Paulo César Carpegiani deu boas pistas sobre o time que pretende utilizar para o clássico de domingo, em Barueri, contra o Santos. O treinador são-paulino definiu seus titulares com base na equipe que conseguiu grande virada sobre o até então invicto Americana, na última quarta, pelo Campeonato Paulista. Rivaldo também participou da atividade.

O possível time titular do São Paulo treinou com Rogério Ceni no gol e uma linha defensiva com Jean, Xandão, Miranda e Juan. Carpegiani utilizou Zé Vitor ao lado de Rodrigo Souto no primeiro setor de meio-campo, suportando uma linha de armadores com Dagoberto pela direita, Carlinhos Paraíba no centro e Fernandinho pela esquerda. Fernandão foi o centroavante do time titular, que só teve uma baixa.

Se trata do zagueiro Alex Silva, que sentiu dores no joelho logo no começo dos trabalhos e foi retirado de campo. Ele será reavaliado na atividade de sábado mas a tendência é que não seja problema para o clássico San-São. O restante do elenco foi até Cotia, cidade vizinha à capital onde treinam as categorias de base são-paulinas.

Novidade desta quinta-feira, Rivaldo ficou no time reserva e participou normalmente da atividade. Sob sol fortíssimo, Carpegiani privilegiou a marcação e o posicionamento do time titular nas bolas aéreas defensivas.

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Lucas Prado vence e Brasil faz dobradinha nos 400 m

 . Foto: Anderson Giorge/Terra

Lucas Prado e Daniel Silva fizeram a dobradinha do Brasil na prova

O brasileiro Lucas Prado conquistou a sua segunda medalha de ouro no Mundial Paraolímpico de Atletismo, em Christchurch, na Nova Zelândia. Campeão nos 100 m, o atleta confirmou a expectativa e venceu nesta quinta-feira (horário local) os 400 m, categoria T11 (deficientes físicos), além de ter quebrado o recorde na competição com o tempo de 51s19.

O Brasil ainda comemorou a dobradinha. Daniel Silva deu trabalho para Lucas e ficou em segundo lugar com o tempo de 51s45. Ambos já haviam repetido o mesmo resultado nos 100 m. "Esse ouro vai para o meu treinador, que faz aniversário hoje. É o melhor presente que possa para ele, por ter confiado em mim e ter me ajudado a chegar até aqui. Quando cruzei a linha de chegada só me lembrei dele dizendo para eu ficar tranquilo que daria tudo certo. Deu mesmo", disse Lucas.

A medalha de bronze ficou com Ananias Shikongo, com 53s90.

Sob a liderança de Ginobili, San Antonio Spurs bate Utah Jazz

Com o armador argentino Manu Ginobili em noite inspirada, o San Antonio Spurs venceu nesta quarta-feira, fora de casa, o Utah Jazz por 112 a 105.

Ginobili marcou 26 pontos e deu sete assistências, enquanto o armador francês Tony Parker contribuiu com outros 23 pontos. O pivô brasileiro Tiago Splitter não conseguiu tirar suas estatísticas do zero em quase sete minutos em quadra.

Pelo Utah, que conheceu sua sexta derrota seguida, quem deu show foi o armador Deron Williams, que marcou 39 pontos e ficou a uma assistência de um double-double.

Os Spurs somam 39 vitórias e 7 derrotas e lideram a Divisão Sudoeste, enquanto o Utah Jazz (27 vitórias e 19 derrotas) é o terceiro na Noroeste.

Djokovic volta a bater Federer, vai à final e tenta bi em Melbourne

O sérvio Novak Djokovic voltou a jogar o melhor de seu tênis e derrotou inapelavelmente o suíço Roger Federer, em sets diretos, parciais de 7/6, 7/5 e 6/4 e se classificou para a final do Aberto da Austrália pela segunda vez na carreira. O número 3 do mundo repetiu, assim, a atuação primorosa de três anos atrás quando, também na semifinal do primeiro Grand Slam do ano, derrotou o então número 1 do mundo Federer - 7/5 6/3 e 7/6 (7/5).

O jogo na Rod Laver Arena, que fechou a rodada desta quinta-feira, começou equilibrado, com os dois tenistas jogando de acordo com seus estilos e mantendo seus serviços. Mais agressivo, Federer anotou 15 pontos vencedores e 15 erros não forçados, ao passo que Djokovic, mais consistente, conseguiu 10 winners e 10 erros na primeira parcial.

Sacando muito bem e colocando excelentes golpes de esquerda, Djokovic mantinha as trocas de bola equilibradas no primeiro set, que se estendeu até ser decidido no tie break.

No game desempate, o sérvio - que tinha na arquibancada a torcida de sua compatriota Ana Ivanovic - conseguiu um minibreak no terceiro ponto, abrindo 4 a 1, para fechar o set em seguida, depois de uma esquerda de Federer na rede.

Viradas espetaculares

O segundo set não começou mais promissor para Federer. O atual campeão do torneio tinha dificuldades em seu serviço e foi quebrado logo no terceiro game da partida. Mas o que parecia um game encaminhado para Djokovic se tornou, de repente, favorável ao suíço, que não só devolveu a quebra como venceu cinco games seguidos, para abrir 5 a 2 e, posteriormente, sacar para o set em 5 a 3.

Uma quebra de Djokovic, no nono game do set, porém, fez a maré pender para o lado do sérvio, que voltou a quebrar o saque de seu adversário, para fechar em seguida, em um game tranquilo, o segundo set em 7 a 5. No segundo set, foram 11 erros não forçados e 10 winners para Djokovic, contra 14 e nove de Federer. "Eu estava abaixo 5 a 2 e de repente eu estava voltei na partida. Sabe-se lá o que seria a partida se eu tivesse perdido", declarou o Djokovic, em entrevista ao ex-jogador Jim Courier, após o final da partida.

Na última parcial, Djokovic voltou mais intenso, se movendo melhor e levando vantagem na maioria das trocas de bola. Com uma quebra logo no terceiro game, o sérvio abriu vantagem e não permitiu a seu adversário ameaçar seu saque na maioria dos games, exceção do oitavo game, quando Federer após desperdiçar várias chances, finalmente conseguiu empatar a partida, com uma passada de direita na paralela.

A quebra, contudo, foi inútil, já que Federer em game irregular teve seu saque quebrado - após um erro de esquerda cruzada na rede - novamente no game seguinte, permitindo ao sérvio sacar, em 5 a 4, para a partida em seguida. Oportunidade não desperdiçada pelo número 3 do mundo que eliminou pela terceira vez o melhor tenista da história em uma semifinal de Grand Slam.

Na final, Djokovic enfrenta o vencedor da partida entre David Ferrer e Andy Murray, que duelam nesta sexta-feira.

Contrato de Vettel com a Red Bull tem cláusula "anti-Ferrari"

Quem ficou com o título de pilotos foi o alemão Sebastian Vettel, o mais jovem a vencer na categoria. Foto: Getty Images

Red Bull trabalha para segurar Vettel por longo período

Uma cláusula de resultados no contrato de Sebastian Vettel com a Red Bull deve impedir a especulada tentativa da Ferrari em acertar com o mais novo campeão mundial da Fórmula 1 ao término da temporada 2011.

A revista alemã Speed Week informa nesta quinta-feira que se o piloto vencer um determinado número de corridas ao longo do ano e terminar o campeonato entre os três primeiros seu compromisso será automaticamente estendido para 2012.

Desta forma, segundo a publicação, todas as especulações sobre o futuro de Vettel foram ventiladas sem o conhecimento de sua situação contratual com a equipe campeã do Mundial de Cosntrutores.

Helmut Marko, conselheiro e homem forte da Red Bull, confirmou que a equipe optou pela cláusula baseada nos resultados de Vettel e defendeu a decisão alegando que não pode deixar um piloto top sair.

Presidente do Tolima alfineta Ronaldo e R. Carlos: "futebol é presente"

Ronaldo pouco ameaçou o gol do Tolima. Foto: Ricardo Matsukawa/Terra

Ronaldo, que atuou durante os 90 minutos, tentou minimizar o resultado ruim após a partida

Companheiros no pentacampeonato mundial em 2002, Ronaldo e Roberto Carlos vivem a parte final de suas carreiras com a camisa do Corinthians. Para Gabriel Camargo, presidente e proprietário do Deportes Tolima, que empatou com o clube paulista por 0 a 0 na última quarta-feira, ambos já fazem parte do passado.

"Eles fizeram muita história, mas o futebol não é história. O futebol é presente", declarou o cartola. Para ele, a presença do camisa 9 do Corinthians valoriza o empate alcançado por sua equipe, em jogo válido pela primeira fase da Libertadores. "O Ronaldo foi titular da Seleção Brasileira em Mundiais e para nós é motivo de orgulho ter conseguido esse placar", declarou.

O lateral esquerdo Roberto Carlos foi um dos poucos no time alvinegro que não decepcionaram até deixar o campo para a entrada de Marcelo Oliveira. Já Ronaldo mostrou a pouca mobilidade de sempre e não conseguiu converter em gol os lançamentos longos de seus companheiros. No entanto, criou algumas das poucas chances do Corinthians após a metade do segundo tempo.

Questionado sobre o desempenho do jogador na partida, Gabriel Camargo se recusou a tecer qualquer tipo de comentário e disse que isso é "tarefa para o treinador do Corinthians". Já o técnico Hernán Torres não poupou elogios ao atacante.

"Hoje o Ronaldo estava em seus melhores dias. Ele fez a ligação do meio com o ataque e se movimentou. Eu vi ele melhor do que nos últimos jogos. O Corinthians procurou o gol, sobretudo nos últimos 15 minutos, quando nos pressionaram muito, mas conseguimos controlar a situação", afirmou o treinador.

Depois de empatar sem gols com o Corinthians no Pacaembu, o Deportes Tolima precisa vencer o jogo de volta, marcado para a próxima quarta-feira, em Ibagué (Colômbia), para garantir presença na chave de grupos da Libertadores. Já o time brasileiro depende de um triunfo ou de um empate com gols para passar de fase sem cobrança de pênaltis.

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Cuca rebate Roger e diz que meia não será titular "no grito"

Roger demonstra classe ao dominar a bola em treino do Cruzeiro. Foto: Washington Alves/VIPCOMM/Divulgação

O meia reivindicou uma vaga entre os titulares e foi rebatido pelo treinador nesta terça-feira

Irritado, o técnico Cuca rebateu nesta terça-feira as declarações do meio-campista Roger, que se mostrou surpreso em não começar a temporada como titular do Cruzeiro. O treinador assegurou manter o jogador no banco e deu um recado ao atleta.

"Vou continuar utilizando o Roger da forma como eu utilizava, como ele jogou nas últimas três partidas. Ele jogou contra o Vasco. Contra o Flamengo, mais ou menos. E contra o Palmeiras, mal. Tanto que, quando ele saiu, estava 1 a 0 para o Palmeiras e viramos o jogo. Inclusive ele, se ele for o melhor. Coisa que hoje não é. Porque no grito não vai", destacou.

Para o treinador, o atleta não deveria reivindicar a posição por meio da imprensa. "Eu também fico surpreso por ele manifestar isso em público. Porque isso foi depois de conversarmos internamente, como eu conversei com ele por um tempo longo", assegurou Cuca, antes de destacar a "transparência" nas disputas por posições.

"Os jogadores se escalam durante os treinamentos e vocês são testemunhas disso. Os próprios jogadores são testemunhas. Aqui tem competitividade sadia. Isso obriga o companheiro a melhorar", relatou o treinador.

Roger atuou bem mais sob o comando de Cuca em comparação com o ex-técnico do Cruzeiro Adilson Batista. Em 31 jogos do atual comandante, o meio-campista jogou 26, 10 deles como titular. Já com Adilson Batista, em 2010, Roger participou por apenas 14 vezes.

Di Grassi pode ser o novo piloto de testes da Pirelli

Lucas di Grassi foi o segundo melhor brasileiro, em 12º. Foto: Getty Images

Brasileiro busca lugar na Fórmula 1 após saída da Virgin

Desde a contratação de Jérôme D'Ambrosio para assumir seu posto na Virgin, Lucas Di Grassi passou a buscar espaço entre as equipes da Fórmula 1, visando disputar a temporada 2011 da categoria. Sem sucesso, o brasileiro pode ser o novo companheiro de Pedro de la Rosa como piloto de testes da Pirelli.

Di Grassi, segundo a publicação finlandesa Turun Sanomat, irá substituir o francês Romain Grosjean na função de segundo piloto da fornecedora única de pneus para esta temporada da Fórmula 1. Grosjean voltará a competir a GP2 neste ano, defendendo a equipe Dams, além de ser cogitado como o provável reserva da Lotus Renault.

A saída do francês do quadro de pilotos da Pirelli tem como principal motivo sua possível ida para a Lotus Renault, devido à política da empresa em evitar situações em que determinadas equipes possam ser favorecidas ao longo do torneio.

A Pirelli já anunciou que continuará realizando testes durante toda a temporada em pistas da Europa e do Oriente Médio para tirar o máximo de informações dos pneus.

Manchester vira e segue sem perder; brasileiro dá susto

 . Foto: Reuters

Javier Hernandez, o Chicharito, marcou o gol de empate do Manchester

Após sair perdendo por 2 a 0 no primeiro tempo, o Manchester United venceu o Blackpool por 3 a 2, fora de casa, nesta terça-feira, em partida adiada da 16ª rodada do Campeonato Inglês, e abriu cinco pontos de vantagem na liderança. A vitória ainda serviu para que a equipe comandada pelo treinador Alex Ferguson se mantivesse invicta na competição.

Com o resultado,o Manchester United vai a 51 pontos, enquanto o Blackpool segue com 28, na 12ª posição.

O jogo teve dez minutos de acréscimo devido a um longo atendimento ao brasileiro Rafael, que deixou o gramado imobilizado após sofrer uma preocupante pancada na cabeça.

Esta foi a 23ª partida das duas equipes na competição, sendo que algumas já entraram em campo 24 vezes. A defasagem é fruto dos jogos adiados em função das fortes nevascas do inverno europeu.

O jogo

Após um bom início, o Manchester foi surpreendido pelos donos da casa aos 14min de bola rolando: Cathcart aproveitou cobrança de escanteio e testou firme para inaugurar o marcador. Aos 43min do primeiro tempo, após mais uma cobrança de escanteio, Gibson afastou mal e Campbell cabeceou para marcar o segundo.

O Manchester parecia atordoado e, curiosamente, conseguiu chegar aos gols após a saída do astro Wayne Rooney para a entrada do mexicano Chicharito Hernandez, aos 20min do segundo tempo. Seis minutos depois, Fletcher cruzou da direita para Berbatov diminuir.

A equipe cresceu na partida após o gol e o empate demorou menos de quatro minutos para sair. E foi justamente Hernandez, com passa de Giggs, quem superou o goleiro Kingson. Após a reação, o Manchester cresceu e passou a dominar ainda mais as ações no campo de ataque.

Aos 42min, Scholes fez grande lançamento para Berbatov, que finalizou com perfeição e garantiu a vitória com um bonito gol.

Aston Villa vence fora de casa

Em outra partida da rodada, o Aston Villa visitou o Wigan e venceu por 2 a 1, com gols de Gabriel Agbonlahor e Ashley Young (de pênalti). McCarthy descontou para os anfitriões.

Murray vai à semifinal e segue buscando primeiro Grand Slam

O britânico Andy Murray suou, mas passou pelas quartas de final do Aberto da Austália, nesta quarta-feira. Quinto favorito do Grand Slam em Melbourne, ele eliminou o ucraniano Alexandr Dolgopolov com 3 sets a 1 (7/5, 6/3, 6/7 e 6/3), depois de três horas e seis minutos.

Seu próximo adversário, pela semifinal do torneio, será um tenista espanhol, já que o outro duelo da chave ocorre entre os compatriotas Rafael Nadal, número 1 do mundo, e David Ferrer, atual sétimo colocado do ranking - ambos levam vantagem no histórico de duelos com Murray.

Caso o oponente seja Nadal, o britânico terá que superar o retrospecto de nove derrotas em 13 confrontos, mas pode se lembrar da vitória nas quartas do próprio Aberto da Austrália de 2010, quando o espanhol perdia por 2 sets a 0 e abandonou por conta de dores no joelho direito.

Por outro lado, se Ferrer se classificar, Murray conta com uma desvantagem menor. Em cinco duelos realizados entre os dois tenistas, o espanhol tem três vitórias.

Diante de Dolgopolov, número 46 do mundo, Murray teve facilidade especialmente na segunda série, quando seu serviço não foi ameaçado. Depois de abrir 2 a 0, o britãnico perdeu o terceiro set no tie-break, mas se recuperou na quarta parcial e selou a classificação com duas quebras de vantagem.

Flamengo quer repatriar zagueiro Juan, diz jornal italiano

Agora com 38 pontos, a Roma torce contra a Inter de Milão, que encara o Cesena, fora de casa, no domingo. Foto: Getty Images

Juan defendeu o Flamengo no início da carreira

O Flamengo quer "repatriar" o zagueiro Juan, informa em sua edição desta quarta-feira o jornal italiano Corriere dello Sport.

Segundo a publicação, ainda não foram abertas negociações oficiais entre o time rubro-negro e a Roma, atual clube do jogador. No entanto, o negócio deverá ser concretizado em junho, após o término do Campeonato Italiano.

O Corriere dello Sport diz que um dirigente do Flamengo propôs a Juan, em dezembro, a possibilidade de voltar a jogar pelo clube onde começou no futebol.

Nos últimos dias, segundo o jornal, o Flamengo entrou em contato com o representante do jogador, Michele Gerbino, para expor os termos de sua proposta: três anos de contrato, 3 milhões de euros anuais em salários e uma parte dos lucros pela venda de camisas com seu nome.

Juan, que deixou o Flamengo há oito anos para atuar no Bayer Leverkusen, defende a Roma desde 2007. Em seus primeiros anos de carreira, o zagueiro participou das conquistas de cinco títulos da equipe rubro-negra: Copa Mercosul (1999), Copa dos Campeões (2001) e Campeonato Carioca (1999, 2000 e 2001).

Com dores, Nadal é eliminado por Ferrer e dá adeus ao Grand Slam

O espanhol Rafael Nadal voltou a brigar com seu próprio corpo. O número 1 do mundo, que sofreu com dores em toda a partida, não resistiu ao jogo enérgico de seu compatriota David Ferrer, que o derrotou com parciais de 6/4, 6/2 e 6/3, avançando para a semifinal do Aberto da Austrália, onde enfrentará o britânico Andy Murray. Ferrer alcançou, assim, sua quarta vitória sobre Nadal, em 15 partidas.

Com a derrota, Nadal dá adeus ao sonho de completar o Grand Slam (vencer quatro Majors em sequência), feito já alcançado no tênis masculino pelo australiano Rod Laver (1961 e 1969) e pelo americano Don Budge (1938).

Os quinze mil espectadores que lotaram a Rod Laver viram um começo de jogo hesitante de Nadal, que saiu atrás 2 a 0, após batalhar por 17 minutos pelo segundo game da partida. Para piorar, Nadal, sentindo dores teve que deixar a quadra após devolver a quebra; depois de passar oito minutos fora de quadra sendo atendido, o número 1 do mundo voltou à quadra com a coxa enfaixada, jogando sem a mesma intensidade e sendo dominado por Ferrer, que conseguiu outra quebra e abriu 4 a 1.

Com problemas físicos, Nadal não conseguia se movimentar com a facilidade habitual, enquanto Federer, percebendo os problemas do compatriota, tentou jogar agressivamente, e chegou a abrir 5 a 2. Contudo, ao sacar em 5 a 3 para fechar o set, Ferrer teve seu saque quebrado, cedendo no game seguinte o empate a Nadal. Mesmo assim, na parcial seguinte, Ferrer voltou a quebrar um irregular Nadal para vencer o set inaugural.

No segundo set, os problemas físicos prosseguiram e Nadal, com muitos erros não forçados, após sofrer duas quebras, foi superado ainda com mais facilidade pelo espanhol mais famoso.

Com a vitória no segundo set de Ferrer, não apenas a vitória do número sete do mundo pareceu inevitável, como a desistência do número 1 parecia uma questão de tempo; sem condições e sendo dominado em quase todos os pontos, Nadal, porém, não abandonou a partida como no ano passado contra Andy Murray.

Assim, o terceiro set foi o mais tranquilo para Ferrer, que abriu rapidamente 3 a 0. Mais lento, Nadal se esforçava ao máximo para se manter nos pontos, esforço que valeu o reconhecimento e o aplauso dos torcedores, mas que não foi suficiente para fazer frente ao implacável Ferrer, que fechou o jogo em 6 a 3.

Após a partida, em entrevista ao ex-tenista Jim Courier, Ferrer comentou a vitória e lamentou a situação de Nadal. "Fiz meu jogo, fiz o que pude e estou feliz com a vitória, apesar dele ter sofrido essa lesão. Não foi uma vitória normal, todos sabem disso, mas agora tenho que me focar na partida contra Murray".

Contra Andy Murray, na próxima rodada, Ferrer tentará se classificar pela primeira vez a uma final de Grand Slam. A favor de Ferrer neste confronto está o retrospecto. Em cinco partidas entre os dois, foram 3 vitórias do espanhol diante do cabeça de chave número 5.

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Grêmio solta lista da Libertadores com V. Pacheco no lugar de Jonas

 . Foto: Divulgação

Vinícius Pacheco usará a camisa 7 que foi do artilheiro Jonas em 2010

A camisa 7 que foi de Jonas será agora do recém-contratado Vinícius Pacheco. O nome do jogador apareceu no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF na tarde de segunda-feira. Com condições legais de jogo, o meia-atacante foi inscrito pelo Grêmio para a disputa da Pré-Libertadores.

Mesmo sem Jonas, o técnico Renato Gaúcho relacionou seis atacantes para os jogos contra o Liverpool, do Uruguai. Os homens de frente listados pelo treinador são André Lima, Borges, Júnior Viçosa, Diego Clementino, Lins e Wesley - este último, a principal surpresa.

Para o primeiro jogo contra os uruguaios, fora de casa, o Grêmio deverá ter André Lima e Júnior Viçosa no ataque. No meio de campo, Lúcio, sem as melhores condições físicas, Vinícius Pacheco e Vilson disputam duas vagas.

A partida de volta ocorre em 2 de fevereiro, no Olímpico. Caso passe pela Pré-Libertadores, o time tricolor ingressará no Grupo 2 ao lado do Oriente Petrolero (Bolívia), Júnior de Barranquilla (Colômbia) e León de Huánuco (Peru).

Confira a lista de inscritos do Grêmio

1- Victor
2- Gabriel
3- Paulão
4- Rafael Marques
5- Fábio Rochemback
6- Gílson
7- Vinícius Pacheco
8- Adílson
9- Borges
10- Douglas
11- Lúcio
12- Marcelo Grohe
13- Mário Fernandes
14- Vilson
15- Neuton
16- Diego Clementino
17- Fernando
18- Maylson
19- Júnior Viçosa
20- Matheus Oliveira
21- André Lima
22- Mateus Magro
23- Bruno Collaço
24- Wesley
25- Lins

Splitter tem atuação discreta, mas Spurs vence Warriors

Com sete pontos do pivô brasileiro Tiago Splitter, o San Antonio Spurs venceu nesta segunda-feira, fora de casa, o Golden State Warriors por 113 a 100.

O cestinha dos visitantes foi o armador argentino Manu Ginobili, que anotou 20 pontos. Também teve destaque o armador francês Tony Parker, que atingiu o double-double de 18 pontos e 11 assistências. O brasileiro Splitter, que jogou 21 minutos, marcou sete pontos e pegou seis rebotes.

Pelos Warriors, o melhor foi o ala-pivô David Lee, com double-double de 31 pontos e 12 rebotes. O armador Monta Ellis, por sua vez, marcou 25 pontos.

Os Spurs (38 vitórias e 7 derrotas) lideram a Divisão Sudoeste. Já os Warriors (19 vitórias e 25 derrotas) estão em terceiro na Divisão do Pacífico.

Em outra partida desta segunda-feira, o Sacramento Kings (10 vitórias e 32 derrotas) venceu fora de casa o Portland Trail Blazers (25 vitórias e 21 derrotas) por 96 a 81.

O cestinha dos visitantes foi o armador Tyreke Evans, que anotou 26 pontos.

Pelo Portland, o armador Wesley Matthews marcou 21 pontos e foi o melhor da equipe.

Wozniacki bate Schiavone, assegura liderança e chega à semi

Em busca do seu primeiro título de Grand Slam, a dinamarquesa Caroline Wozniacki venceu nesta terça-feira a italiana Francesca Schiavone e alcançou a semifinal do Aberto da Austrália. A líder do ranking feminino venceu por 2 sets a 1, com parciais de 3/6, 6/3 e 6/3, em mais de duas horas de partida.

Por ter chegado à semifinal, Wozniacki garantiu a manutenção da liderança do ranking, que poderia ser tomada pela belga Kim Clijters ou pela russa Vera Zvonareva caso a dinamarquesa caísse nesta fase do torneio.

Apesar de vender a derrota caro, Schiavone esbarrou em seus próprios erros não forçados, que totalizaram 47. A italiana também pode ter sentido a maratona de quatro horas e 44 minutos contra a russa Svetlana Kuznetsova na rodada anterior, na que foi a partida mais longa da história dos Grand Slams.

A líder do ranking enfrentará agora a chinesa Na Li, número 11 da lista da WTA. A oitava cabeça de chave do torneio venceu Andrea Petkovic por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/4 em uma hora e 20 minutos de jogo.

Justiça adia decisão e temporada de 2011 começará com duas Lotus

 . Foto: Twitter/Reprodução

O nome e as cores tradicionais da Lotus seguem como motivo de briga judicial

A polêmica sobre a utilização do nome Lotus na temporada de 2011 ganhou mais um capítulo nesta segunda-feira. Em julgamento realizado na Corte de Londres, a Justiça decidiu adiar o veredicto final para o dia 21 de março, quatro dias antes do início dos trabalhos em Melbourne (2ª etapa da categoria). A decisão permite aos empresários malaios, que patrocinaram a equipe em 2010, utilizar a marca, pelo menos, na primeira etapa, no Bahrein.

O adiamento permite as duas equipes terem o direito de utilizar o nome Lotus na corrida de estreia do Mundial de Fórmula 1. Além da atual escuderia, bancada pelo empresário malaio Tony Fernandes, o original Grupo Lotus, que se associou com a Renault, estreará uma nova equipe no campeonato mais reconhecido do automobilismo.

No novo julgamento, a Justiça britânica colocará o Team Lotus, de Tony Fernandes, e o Grupo Lotus frente à frente. O malaio, em comunicado oficial divulgado nesta segunda-feira, afirmou não desistir da famosa equipe, a qual foi defendida pelo tricampeão mundial Ayrton Senna entre os anos de 1985 e 1987.

A "novela Lotus" iniciou em dezembro do ano passado, quando o Grupo Lotus firmou um acordo com a Renault e anunciou o retorno à Fórmula 1 com o nome de Lotus Renault F1. Entretanto, o nome da famosa marca inglesa dentro da categoria já foi utilizado no ano passado pelo time Lotus Racing, propriedade de Tony Fernandes.

Em 2010, o asiático comprou o direito de utilizar o nome a as cores da lendária equipe dos anos 1980. Embora não tenha alcançado grandes resultados, a franquia seguirá em 2011 com o mesmo nome e cores, algo exigido pela "verdadeira Lotus".

Brasil encara Equador para recuperar moral e ser 1º do grupo

Suspenso diante da Colômbia, Ney Franco retornou ao banco de reservas neste domingo.. Foto: Mowa Press/Divulgação

Ney Franco escala time reserva para enfrentar o Equador

Depois de duas vitórias convincentes contra os fortes Paraguai e Colômbia, um empate por 1 a 1 com a Bolívia. Para retomar a confiança para a fase final do Sul-Americano Sub-20, o Brasil enfrenta o Equador, de terça para quarta-feira, às 0h10 (de Brasília), no Estádio Jorge Basadre, em Tacna.

Esta é a principal preocupação do Brasil para uma partida que pode valer a liderança do Grupo B da competição. Uma vitória brasileira faz com que o time de Ney Franco não seja mais alcançado pelos equatorianos e teoricamente inicie a fase final com um jogo mais tranquilo. Em caso de empate ou derrota, a decisão fica para a última rodada, quando o Brasil folga.

"Uma vitória amanhã já volta a confiança. De repente com tropeço vamos para a segunda fase já com as pessoas questionando. É importantíssimo esse jogo. Se ganharmos, ficamos invictos. É importante para avançarmos em primeiro e entrarmos com confiança", disse o meio-campista Alan Patrick.

Apesar de o Brasil ainda brigar pelo primeiro lugar do grupo, o técnico Ney Franco vai escalar um time misto, quase todo reserva para o duelo. O cuidado tem um motivo: quatro jogadores pendurados (Gabriel, Juan, Casemiro e Neymar ) que poderiam ser desfalques no início da primeira fase caso recebessem cartão contra o Equador.

Fora isso, há uma preocupação com o desgaste. Os brasileiros jogaram há dois dias contra a Bolívia. Desta forma, apenas Henrique e Zé Eduardo, dos considerados titulares, estarão em campo. Será a oportunidade de jogadores como Alan Patrick, Oscar e Galhardo mostrarem serviço e se credenciarem a uma vaga na equipe principal.

"É um jogo muito importante. Os jogadores que vão entrar querem aproveitar e mostrarem que podem ajudar o Brasil no resto da competição", disse o zagueiro Saimon, um dos atletas que terão a primeira oportunidade de atuar no torneio.

Do outro lado, estará uma equipe que mostrou consistência nos dois jogos que realizou no torneio. Conseguiu um empate por 1 a 1 com a forte Colômbia e ganhou apertado do Paraguai por 1 a 0. Mesmo sem estar entre os mais cotados no início do torneio, pode surpreender e avançar para a segunda fase.

Quem
BRASIL: Aleksander; Galhardo, Saimon, Romário e Gabriel Silva; Fernando, Zé Eduardo e Oscar; Alan Patrick, Henrique e Diego Maurício. Técnico: Ney Franco

EQUADOR: John Jaramillo; Mario Pineda, John Narváez, Edder Fuertes e Denis Quiñones; Fernando Gaibor, Christian Penilla, Juan Cazares e Cristian Oña; Marcos Caicedo e Edson Montaño. Técnico: Sixto Vizuete.

Onde: Estádio Jorge Basadre, em Tacna (PER)
Quando Terça para quarta-feira, às 0h10 (de Brasília)
Árbitro Diego Abal (ARG)

Por que?: último jogo do Brasil na primeira fase no torneio que vale vaga nos Jogos Olímpicos e no Mundial Sub-20

Para ficar de olho

- Uma vitória garante ao Brasil o primeiro lugar do Grupo B

- Aos rostos novos da Seleção, que terão uma oportunidade de mostrar serviço

- Ao árbitro Diego Abal, que no jogo contra o Paraguai expulsou Henrique e Zé Eduardo e irritou o técnico Ney Franco, que também recebeu o cartão vermelho.

Jornal: Ex-braço direito de Andrés deve tentar presidência

O técnico do Corinthians, Adilson Batista, foi quem indicou Thiago Heleno para o clube. Foto: Léo Pinheiro/Futura Press

Gobbi (à dir) pode ser candidato à presidencia do Corinthians

Começou a disputa pela presidência do Corinthians. O atual presidente do clube, Andres Sanchez, que foi eleito em 2008, completa neste ano o último de seus três anos de mandato e nega ser candidato. E com o final da era Sanchez, o ex-vice-presidente de futebol Mario Gobbi, que foi durante muito tempo um dos homens fortes da atual gestão, segundo informações do jornal Folha de S. Paulo estaria em campanha para fortalecer seu nome para o futuro pleito.

O ex-diretor teria sido visto por sócios nos últimos três finais de semana no Parque São Jorge em plena campanha. De acordo com o jornal, Gobbi nega a informação, mas frequentadores do clube afirmam terem ouvido de sua boca a confirmação. Além dele, sócios teriam assistido também a Paulo Garcia se apresentar como candidato.

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Blackburn bate o West Bromwich e assume o 7º lugar na Inglaterra

Com o paraguaio Roque Santa Cruz e o americano Jermaine Jones, jogadores recém-contratados, em campo, o Blackburn derrotou o West Bromwich neste domingo por 2 a 0, em casa, e chegou ao sétimo lugar do Campeonato Inglês.

Apesar das presenças de Santa Cruz e Jones, o primeiro gol da equipe anfitriã na partida válida pela 24ª rodada foi marcado contra pelo romeno Gabriel Tamas, aos 41min do primeiro tempo. Logo aos dois minutos da etapa final, Hoilett fez o segundo.

Com o resultado, o Blackburn chegou aos 31 pontos e ganhou cinco posições. Já o West Bromwich se manteve em 15º, com 25, a apenas três de entrar na zona de rebaixamento.

Com gol contra, Milan vence e abre quatro pontos na liderança

 . Foto: Getty Images

Milan dispara na ponta do Campeonato Italiano

Cada vez mais isolado na liderança do Campeonato Italiano, o Milan venceu o Cesena por 2 a 0, neste domingo, em casa, e abriu quatro pontos de vantagem ao segundo colocado, o Napoli. Na última partida da 21ª rodada, a equipe de Milão precisou de uma ajuda do zagueiro adversário Pellegrino, que marcou contra o primeiro gol da partida, aos 45min do primeiro tempo. Já nos acréscimos da segunda etapa, o sueco Ibrahimovic fez o segundo.

Com o resultado, os líderes agora somam 44 pontos, enquanto o Cesena segue na zona de rebaixamento, com 19.

No próximo sábado, pela 22ª rodada do Campeonato Italiano, o Milan enfrenta o Catania, fora de casa. Já o Cesena encara o Lecce, novamente longe de seus domínios, no dia seguinte.

O jogo

O time rubro-negro começou a partida com um meio de campo totalmente novo, sem Pirlo, Gattuso - que se lesionou durante o aquecimento - e Flamini. Assim, Thiago Silva foi deslocado da defesa para o meio, dando lugar a Yepes atrás.

Mesmo com mais passe de bola, o Milan encontrou dificuldades para se acertar nos 20 minutos iniciais. E, durante esse tempo, o Cesena tentou tirar vantagem, principalmente nas jogadas com Malonga. Schelotto quase abriu o placar após erro da defesa rubro-negra, mas parou em Abbiati.

Até então apagado, o trio de ataque Robinho/Ibrahimovic/Cassano começou a dar show. O brasileiro, que desperdiçou duas chances, não se cansou de distribuir passes precisos de calcanhar. O camisa 70 também deixou Ibra na cara do gol, mas o sueco parou no camisa 1 do Cesena.

Cassano, aos 44, deu assistência para Ibrahimovic, mas o atacante nem chegou a tocar na bola, pois Pellegrino tocou para o fundo da rede. Gol contra.

Sem mudanças, o Milan seguiu dominando na etapa final, vendo o Cesena chegar pouco ao gol de Abbiati, principalmente pela falta de pontaria de seus homens de frente. Ibra, aos dez, cobrou uma falta com perigo pela esquerda da área e viu a bola, por muito pouco, ir por cima do travessão.

Sem sucesso nas bolas levantadas na área, o Milan voltou a jogar com a bola no pé. E, rapidamente, Robinho teve quatro boas oportunidades, mas em três parou nas defesas de Antonioli e em uma, na trave.

Quase aos 40min, o brasileiro Alexandre Pato entrou no lugar de Cassano, mas teve pouquíssimo tempo para quase nada. Quem teve tempo para marcar, aos 47min, foi Ibra. Depois de ver Pellegrino "roubar" o primeiro gol, o sueco recebeu de Robinho e soltou a bomba para garantir a vitória do Milan.

Brasileiro conquista a prata no Mundial Paraolímpico

Brasileiro Yohansson Nascimento conquistou a medalha de prata nos 200 m, no Mundial Paraolímpico de Atletismo da Nova Zelândia. Foto: Beto Monteiro-Exemplus/CPB/Divulgação

Yohansson Nascimento fez o segundo melhor tempo nos 200 m

O brasileiro Yohansson Nascimento conquistou a medalha de prata no Mundial Paraolímpico de Atletismo, em Christchurch, na Nova Zelândia. O atleta alagoano ficou com o 2º lugar nos 200 m nesta segunda-feira (horário local) na categoria T46 (amputados) e ainda registrou o novo recorde mundial entre os T45 com o tempo de 22s35.

O cipriota Antonis Aresti cravou 22s25 e conquistou a medalha de ouro sob muita festa após cruzar a linha de chegada. O bronze ficou com o australiano Simon Patmore, com o tempo de 22s43.

Yohansson, 23 anos, conquistou três medalhas de ouro nos Jogos Parapanamericanos do Rio de Janeiro 2007 e levou uma prata e um bronze na Paraolimpíada de Pequim 2008.

"Foi o melhor resultado da minha vida. Entrei confiante e disposto a conquistar uma medalha. Isso é trabalho. A minha prova é os 100m. Quero ver se na quarta-feira, na final, consigo a dourada", comentou.

Na competição em Christchurch, o Brasil já soma no quadro de medalhas 3 ouros, 3 pratas e 1 bronze.

Em carta, Loco Abreu se manifesta sobre problema com Joel

O uruguaio Loco Abreu, de pênalti, anotou o primeiro gol botafoguense.. Foto: Ide Gomes/Futura Press

Uruguaio diz se não estão contente com seu futebol é melhor ir embora

A polêmica envolvendo Joel Santana e Loco Abreu parece que não está próxima de um final. Por meio de seu site oficial, o uruguaio se manifestou após o episódio de suas declarações e sobre a sua relação com Joel Santana. Em um trecho, Abreu não escondeu que o convívio entre ele e o treinador é estremecido.

"Não estou aqui para esconder que eu e Joel não temos uma conversa muito fluente, mas temos muito respeito um pelo outro e admiro o seu trabalho", escreveu.

Em um visível desabafo, o atacante afirmou que está feliz no Botafogo, mas que se estiver incomodando irá seguir o seu rumo em outro lugar.

"Me sinto bem no Botafogo e aqui fui bem acolhido. Quero vencer, mas se minha personalidade e forma de pensar estiverem incomodando, prefiro mudar de ares, mais uma vez reafirmando respeito e gratidão pela direção, companheiros, comissão técnica, funcionários e torcida do botafoguense", completou.

Neste domingo, o Botafogo goleou com facilidade a Cabofriense por 5 a 0, pela segunda rodada da Taça Guanabara, em Macaé.