quarta-feira, 31 de julho de 2013

Mundial de natação: T. Pereira e H. Rodrigues vão à semi dos 200 m medley

Nadando na bateria mais forte, ao lado do americano Ryan Lochte, Thiago Pereira liderou a prova em grande parte do tempo Foto: AP

Nadando na bateria mais forte, ao lado do americano Ryan Lochte, Thiago Pereira liderou a prova em grande parte do tempo

O Brasil terminou com 100% de aproveitamento as eliminatórias do quarto dia da natação no Mundial de Esportes Aquáticos de Barcelona. Em todas as provas, houve pelo menos um representante. No caso dos 200 m medley, que encerraram o programa da manhã, foram dois nadadores brasileiros que foram para a próxima fase: Thiago Pereira e Henrique Rodrigues.

Atual medalhista de prata olímpico dos 400 m medley, Thiago Pereira classificou-se com o sexto melhor tempo. Nadando na bateria mais forte, ao lado do americano Ryan Lochte, ele liderou a prova em grande parte do tempo. No último nado - o livre -, ele soltou e poupou-se para a fase semifinal, que aquela altura já estava garantida.

Ele completou a prova em 1min58s54 - quase 3 segundos acima do seu melhor tempo da carreira, que é de 1min55s55. Ryan Lochte terminou um pouco à frente, com 1min58s46. O americano ficou com o quinto melhor tempo das eliminatórias.

"Foi tudo novo para mim, mas fiquei bem satisfeito. Com o tempo, o resultado, a maneira que eu nadei. A sensibilidade dentro da água. Agora é conversar com o Albertinho e ver o que eu posso fazer à tarde", disse Thiago após a prova.

Já Henrique Rodrigues também teve um bom desempenho, a despeito de ter ficado em terceiro lugar em sua bateria classificatória. Ele percorreu os 200 m em 1min58s73, e ficou com a sétima colocação. O líder das eliminatórias dos 200 m medley foi o húngaro Laszlo Cseh. Ele concluiu a prova em 1min57s70, e largará na raia 4 em sua bateria semifinal.

Terra

Comercial cede empate no clássico

Fabio Melo / A Cidade

Hélio sobe para cabecear após cobra de escanteio: zagueiro foi expulso no final após desentendimento com adversário

O Comercial não conseguiu emplacar a sua segunda vitória consecutiva na Copa Paulista. Em um jogo equilibrado, no qual ambas as equipes desperdiçaram muitas oportunidades de balançar as redes, o Leão ficou no empate por 1 a 1 com a Ferroviária, na noite desta terça-feira (30), no estádio Palma Travassos.

Com o resultado ruim em casa, o Alvinegro chegou aos seis pontos e desperdiçou a chance de ultrapassar a Inter de Limeira, permanecendo assim provisoriamente na vice-liderança da chave.

Já a Ferroviária ficou com cinco pontos e permaneceu na terceira posição. No próximo sábado (3), a Locomotiva recebe o Sertãozinho, às 18h, na Arena da Fonte Luminosa.

De folga na rodada do fim de semana, o Leão só volta a campo no dia 10 de agosto, contra o mesmo Sertãozinho, fora de casa. A partida deve marcar a estreia do meia Adriano Paulista pelo Comercial.

O jogo

A partida começou truncada, com poucas chances de gol, mas aos 12 minutos o Comercial abriu o placar. Pereira cobrou escanteio na cabeça do zagueiro Eduardo Luiz, que mandou para o gol.

Em desvantagem, a Locomotiva passou a pressionar. Aos 26, Luis Guilherme fez grande jogada, chutando da entrada da área, mas Marcelo salvou o Leão com grande defesa. Com a pressão grená, o Comercial passou a jogar nos contra-ataques. O último grande lance da Ferroviária na primeira etapa foi um chute do atacante Hygor, que passou por cima do gol.

A segunda etapa começou com o visitante pressionando novamente e conseguindo o gol de empate aos cinco minutos em chute forte de Wilson Júnior.

Aos 15 minutos, Fernando cruzou na grande área e Eduardo Luis, de cabeça, quase marcou o segundo do Leão. Depois do lance, porém, nenhum dos dois times conseguiu criar boas chances. Aos 33, Hélio e Morato trocaram empurrões e foram expulsos.  

Sertãozinho joga por reabilitação contra o XV

Sem vencer há dois jogos na Copa Paulista, o Sertãozinho vai tentar se reencontrar com a vitória nesta quarta-feira (31), quando enfrentará o XV de Piracicaba, a partir das 20h, no Estádio Barão de Serra Negra. A partida é válida pela quinta rodada.

Na vice-lanterna do Grupo 2, com quatro pontos em três jogos, o Touro dos Canaviais possui a mesma pontuação do Nhô Quim, mas o time de Piracicaba, que ocupa a quarta posição na tabela, leva vantagem no saldo de gols (0 contra -2).

Jornal A Cidade

Tottenham muda pedida por Bale e cogita volta de Modric junto ao Real

Bale é o grande alvo de mercado do Real Madrid para a temporada Foto: AP

Bale é o grande alvo de mercado do Real Madrid para a temporada

Um novo nome foi incluído na novela envolvendo a negociação do meia Gareth Bale. Segundo o jornal inglês "The Times", o Tottenham poderá pedir para o Real Madrid incluir o croata Luka Modric na transação.

Modric foi contratado pelo Real Madrid justamente junto ao Tottenham. Os espanhóis pagaram 30 milhões de euros (R$ 90,4 milhões) no ano passado, porém o jogador não se firmou como titular no Santiago Bernabéu e acabou relegado ao banco de reservas.

A inclusão de Modric foi um pedido do técnico André Villas-Boas. Até o momento a contra-proposta do Tottenham para liberar Bale havia sido de 120 milhões de euros (R$ 361,8 milhões), ou 98 mihões de euros (R$ 295,5 milhões) mais o lateral esquerdo Fábio Coentrão.

Terra

Preparando-se para a Audi Cup, Guardiola descarta David Luiz no Bayern de Munique

Bávaros estreiam contra o São Paulo nesta quarta

Bávaros estreiam contra o São Paulo nesta quarta

Às vésperas do início da Audi Cup, os treinadores de Bayern de Munique, São Paulo, Manchester City e Milan já estão preparando as equipes para a disputa do torneio de pré-temporada europeia.

O técnico Guardiola vai para mais uma edição da competição. Quando era treinador do Barça, o espanhol conquistou o certame ao lado de Thiago Alcântara.

"Esses jogos foram fantásticos. A última vez estivemos nas arquibancadas com Tito Vilanova, quando o Bayern jogou com o Milan. Falei com Uli Hoeneß sobre o clube e o torneio. Disse que eu poderia ser treinador aqui algum dia, mas no futebol você nunca sabe. Naquela época, eu estava 100% concentrado no Barcelona".

Sobre a especulação de uma negociação com David Luiz, Guardiola descartou: "David Luiz não vem a Munique. Eu tenho quatro, cinco zagueiros, e eu estou feliz com eles."

O treinador bávaro reconheceu a derrota para o Borussia Dortmund no último sábado pela Supercopa da Alemanha: "Não há desculpas para a derrota. Nós reconhecemos o quanto é difícil, se você sempre quer ganhar. Franck (Ribery) é um jogador importante, estava machucado, ele não poderia jogar ".

Por fim, Guardiola comentou sobre a volta dos jogadores que disputaram a Copa das Confederações:

"Dante, Martinez e Gustavo estão prontos para amanhã. Eu não sei quanto tempo eles vão jogar, entretanto, Mario (Gotze) vai treinar com a equipe nesta sexta-feira."

Enquanto isso, o São Paulo também já está em Munique e aguarda ansiosamente a disputa do torneio com grandes equipes europeias:

"É uma honra estar aqui e um grande desafio também. Tivemos uma longa jornada e já jogamos cinco partidas nacionais, então estamos em uma boa posição para mostrar que equipe somos."

Questionado sobre o trabalho feito por Luiz Felipe Scolari à frente da Seleção Brasileira, Paulo Autuori comentou: "Ele tem feito um grande trabalho, o Brasil jogou de forma extraordinária, está sempre entre os favoritos, mas o futebol evoluiu mais rápido em outras partes do mundo."
Sobre Lucio, que não veio para Munique: "Ele já não poderia jogar a última partida do Brasileiro. Você tem que tomar decisões, e eu acho que essa foi uma. O mais importante é a saúde dos jogadores".

Já o novo técnico do Manchester City, Manuel Pellegrini, espera usar a Audi Cup para entrosar a sua equipe na temporada.

"No momento, estamos construindo a nossa equipe, por isso é um torneio importante para nós. Cada jogador será capaz de surgir aqui".
"O Bayern vai continuar sendo uma equipe importante na Europa", ressaltou.

Assim como o City, o Milan também desfruta a competição para adquirir ritmo de jogo.

"É um torneio importante na nossa preparação. Antes de começar a fase de qualificação para a Liga dos Campeões, é bom para jogar contra o Man City e, possivelmente, o Bayern de Munique."

Allegri também comentou sobre o ausência de Mario Balotelli para os duelos: "Mario é um jogador importante para nós, mas ele não estará aqui. Ele só está treinando por dois dias depois de suas férias.".

"O Bayern tem mostrado que é um dos melhores times do mundo. Guardiola ainda vai melhorar isso. Futebol alemão tornou-se melhor, eles são economicamente fortes".

Os jogos da Audi Cup começam nesta quarta-feira com Bayern e São Paulo às 15h30 (horário de Brasília). Na outra semifinal Manchester City duela contra o Milan. A decisão do terceiro lugar e final acontecem nesta quinta-feira em Munique.


Goal.com

Surpreso com Icasa, Kleina agradece Prass e muda jogo no intervalo

O  Palmeiras venceu o Icasa por 4 a 0, na noite desta terça-feira, no Pacaembu, e retomou a liderança da Série B do Campeonato Brasileiro; jogo teve os dois primeiros gols de Alan Kardec com a camisa do time alviverde

O placar no Pacaembu apontou vitória por 4 a 0 do Palmeiras sobre o Icasa nesta terça-feira, mas Gilson Kleina admitiu que o jogo foi bem mais complicado do que o placar pode sugerir. O técnico e seus comandados se surpreenderam não só com a retranca do time cearense, mas com a marcação individual sobre Wesley e Leandro, além de outros. E Fernando Prass virou herói ao defender um pênalti no primeiro tempo, quando o duelo estava 0 a 0.

"O lance do Fernando Prass foi o divisor de águas para retomarmos a nossa confiança. Se saíssemos atrás, seria um jogo muito mais difícil do que foi", comentou o treinador sobre a intervenção do goleiro aos 22min, pegando cobrança de Radamés em falta cometida por Henrique em Juninho Potiguar dentro da área.

Mas o próprio comandante confessou que a defesa de Prass não foi suficiente. Kleina contou que não via uma marcação individual como a do Icasa desde a década passada e, até o gol de Vinicius, convertendo pênalti aos 36min da etapa inicial, não foi suficiente para alterar o panorama do confronto.

"Mesmo com 1 a 0, estava um jogo perigoso. Conversamos no intervalo e enalteci que precisávamos de um espírito de competitividade", disse o treinador, explicando por que mexeu só no setor ofensivo, trocando Mendieta, Leandro e Vinicius por Valdivia, Alan Kardec e Ananias, gerando vaias no Pacaembu.

"Se eu colocasse mais um atacante, seria previsível. E todos que entraram foram bem. No segundo tempo colocamos a bola no chão e tiramos a correria deles. Com seis ou oito minutos, a bola tinha passado na frente do gol deles três ou quatro vezes no segundo tempo. Os atletas deram uma bela vitória e foi um resultado justo", comemorou.

Consequência do fim dos erros do primeiro tempo. "Estávamos forçando o jogo por dentro, principalmente nos 20 primeiro minutos. O Vinicius também estava trazendo a marcação para dentro. Tinha que abrir. Quando corrigimos, fazendo com que a bola virasse da diagonal para o fundo, tivemos mais condições de chegar", apontou Kleina.

Terra

Sertões 2013 tem dois caminhões no grid, mas rivais elogiam duelo atípico

Piano lidera com vantagem superior a 90 minutos; a partir do Jalapão, admite administrar Foto: Eric Schroeder / Divulgação

Piano lidera com vantagem superior a 90 minutos; a partir do Jalapão, admite administrar

Os resultados nas primeiras etapas não deixam dúvidas: Guido Salvini e Edu Piano disputam entre si as vitórias na categoria caminhões no Rally dos Sertões 2013. Desde que Salvini, atual campeão, levou a melhor na terceira etapa da competição, de Pirenópolis (GO) a Uruaçu (GO), Piano tem vencido todas em sequência, com três vitórias consecutivas e uma vantagem que o aproxima do título.

Seria uma disputa comum entre dois favoritos, não fosse uma peculiaridade: Guido Salvini e Edu Piano são os dois únicos competidores entre os caminhões no Sertões 2013. Em um ano atípico, os dois pilotos da categoria pesados são os únicos remanescentes de um grid enxuto, que teria apenas outros dois competidores da categoria leves: Carlos Policardo (Ford Território) e Felício Bragante (Asa Rally). Ambos desistiram em cima da hora.

Mas para quem segue na briga, a disputa particular não é empecilho. Salvini, por exemplo, lembra a disputa entre Guiga Spinelli e Stéphane Peterhansel (os únicos rivais na categoria T1 FIA entre os carros) para citar o elevado nível da disputa com Piano.

“O Peterhansel está nos carros só com o Guiga. Isso atrapalha eles?”, questiona o piloto da equipe Mobil Delvac Salvini. “Seria ruim se eu concorresse com um cara que não tem o mesmo nível. Estou correndo para ser o primeiro, não para não ser o último”, completou.

Piano também não vê demérito na disputa particular contra Salvini. Para ele, o grid quase solitário é reflexo de um ano atípico, no qual as desistências em cima da hora por problemas particulares (Bragante) minaram a motivação do principal rival (Policarpo).

“Este ano está sendo um ano atípico. Tínhamos 10 caminhões em 2012, seriam quatro neste ano. Aí, desistiu um dos nossos (Policarpo). É fase, né? Acabou caindo esse grid. Caminhões tem esses altos e baixos. Acho que, no ano que vem, teremos mais, talvez cinco ou seis. Nos pesados, não sei se teremos mais alguém, talvez nos leves”, analisou.

A disputa direta pelo título não intimida nem mesmo pela diferença entre os tempos dos dois caminhões no acumulado geral: enquanto Piano contabiliza 10h55min05s após as seis primeiras etapas, Salvini – que teve problemas nas duas últimas especiais cronometradas – soma 12h32min31s.O atual campeão, porém, não desanima diante da diferença de mais de 90 minutos para o líder da categoria.

“No caminhão, uma diferença assim não é grande coisa. Um abandono é de uma hora. Se ele não completar (uma especial), essa diferença some”, aponta Salvini. “Tive problemas todos os dias. Hoje (sexta etapa), eu vinha bem, tinha tirado uns 4min antes da metade. Aí, quebrei o câmbio”, completou o piloto, que citou também problemas na caixa de direção e em um cano d’água do caminhão Mercedes Benz Atego 1725 4x4 entre os problemas.

Piano, porém, vê a vantagem com conforto antes da sétima etapa. “Vamos começar a administrar. Vamos terminar o laço (de Palmas a Palmas, passando pela região do Jalapão) e pensar na estratégia que precisamos. Temos 1h30min de vantagem”, disse, sem fugir dos problemas. “Tivemos problema no freio, guiamos a especial (de terça-feira) toda sem freio, ou 90% dela. E conseguimos administrar”, completou.

Nesta quarta-feira, os pilotos voltam a entrar em ação para a sétima etapa, que começa em Palmas (TO), passa pela região do Parque Estadual do Jalapão e termina na capital tocantinense. As outras quatro categorias (carros, motos, UTVs e quadriciclos) terão uma especial de 514 km pela frente, enquanto os caminhões terão um trecho cronometrado de “apenas” 142 km para vencer.

“Como amanhã vai ser menor, não vai ser tão desesperador. Mas tudo pode acontecer. Jalapão é Jalapão. No Jalapão, tudo pode acontecer. Você vai do céu ao inferno em um quilômetro”, analisa Edu Piano.

Já Edu Salvini adota uma estratégia agressiva para reverter a desvantagem. “Estamos tentando recuperar o que quebrou (na sexta etapa). É normal. Até o último dia, vou correr para ganhar”, assegurou, tentando a virada até o dia 3 de agosto, data da chegada da última etapa do Sertões 2013, em Goiânia.


Terra

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Mundial de Natação: Cielo arranca no fim e é bicampeão nos 50 m borboleta

Cielo vibra com o ouro conquistado em Barcelona nos 50 m borboleta Foto: AP

Cielo vibra com o ouro conquistado em Barcelona nos 50 m borboleta

O nadador Cesar Cielo levou o segundo ouro do Brasil no Mundial de Esportes Aquáticos de Barcelona nesta segunda-feira. Com uma arrancada impressionante no fim da prova, o atleta paulista venceu os 50 m borboleta com o tempo de 23s01, tornando-se bicampeão da prova - já havia conquistado o ouro na distância em Xangai 2011.

"A gente imagina as coisas... antes da prova até imaginei o que fazer se ganhasse. A gente fica nervoso, ansioso, imagina o pior e o melhor, é um ser humano normal. É minha décima medalha de Mundial, quinta vez que sou campeão mundial de longa (distância). Se o mundo acabar amanhã, estou feliz", disse o nadador em entrevista ao SporTV.

O também brasileiro Nicholas Santos, que fez o melhor tempo das semifinais e largou da raia 4, começou bem a prova, mas perdeu fôlego no final e acabou fora do pódio, em quarto lugar, com o tempo de 23s21.

Cielo já havia conquistado o ouro na mesma prova em Xangai 2011 Foto: AP

Cielo já havia conquistado o ouro na mesma prova em Xangai 2011

Completaram as primeiras posições o americano Eugene Godsoe, que foi prata, com 23s05, e o francês Florent Manaudou, bronze, com 23s11. Manaudou foi o campeão olímpico dos 50 m livre em Londres 2012, terminando o reinado de Cielo na distância. Já a prova de 50 m borboleta não faz parte do programa olímpico.

O Brasil já havia conquistado um ouro no Mundial de Barcelona com Poliana Okimoto, que venceu a prova de 10 km da maratona aquática. Cielo ainda vai nadar os 50 m livre, sua especialidade, nesta competição.

Terra

Irritado, Fernando Alonso não poupa críticas à Ferrari

Pole position, Lewis Hamilton largou bem no GP da Hungria e não teve problemas para conquistar sua primeira vitória na temporada de 2013

Até Fernando Alonso, um defensor contumaz da direção da Ferrari, atacou a equipe, ontem, no circuito Hungaroring, depois de terminar o Grande Prêmio da Hungria em quinto lugar, 31 segundos atrás do vencedor, Lewis Hamilton, da Mercedes. Felipe Massa, companheiro do espanhol, recebeu um toque de Nico Rosberg, da Mercedes, na curva 5, logo depois da largada, perdeu parte do aerofólio dianteiro e recebeu a bandeirada apenas em oitavo.

Enquanto a Mercedes demonstrou impressionante evolução ao dominar a corrida mesmo sem ter treinado com os novos pneus Pirelli, a Ferrari andou para trás nas três últimas etapas - Canadá, Grã-Bretanha e Alemanha. "Não sou eu que desenho as novas peças do carro em Maranello", afirmou Alonso. "Hoje era para sermos sétimo, oitavo e ficamos em quinto e oitavo. Quando tivemos carro, eu e Felipe terminamos no pódio, como em Barcelona." Alonso nunca critica publicamente a Ferrari. É uma postura nova.

"O pessoal de pista, engenheiros, mecânicos, pilotos realizam um trabalho aceitável. Já aqueles que concebem as peças...", deixou no ar a crítica o piloto espanhol.

Visivelmente revoltado por perder a vice-liderança do campeonato para Kimi Raikkonen, da Lotus, e ver Sebastian Vettel, da Red Bull, o líder, ampliar a diferença na classificação, Alonso deu a receita para a Ferrari lutar pelo título nas nove etapas que restam: "A diferença de pontos ainda é recuperável, temos tempo e a equipe, potencial para reverter a situação. Basta introduzir componentes que, de fato, façam nosso carro ser mais rápido." E diagnosticou a perda de desempenho nas três últimas provas: "Nós nos perdemos no desenvolvimento do nosso carro. As novas peças não o melhoram em nada."

Massa fez uma avaliação positiva do fim de semana em Budapeste. Ele está sob exame de Stefano Domenicali, para poder ter o contrato renovado. "Disputei uma boa classificação (sétimo) e corri desde a largada com menos pressão aerodinâmica, além de o assoalho bater a traseira no chão. Diante de tudo isso o oitavo lugar é um bom resultado." Ele passará parte das férias no Brasil e depois levará o filho, de três anos, para conhecer a Disney, nos Estados Unidos.

Estadão

Na lanterna, Portuguesa anuncia técnico Guto Ferreira

Portuguesa está preocupada com atual posição no Campeonato Brasileiro

Preocupada com a situação delicada da Portuguesa, na lanterna do Campeonato Brasileiro, com apenas sete pontos, a diretoria do clube resolveu trocar seu comando técnico. Após confirmar a demissão de Edson Pimenta, o clube anunciou a contratação de Guto Ferreira, ex-Ponte Preta.

O novo técnico assume o cargo nesta segunda-feira, às 15 horas, no Canindé, quando será apresentada oficialmente. A informação foi confirmada no final da noite de domingo pela assessoria de imprensa do clube, que viveu uma semana agitada.

A diretoria da Lusa chegou a se reunir anteriormente para decidir sobre a permanência de Pimenta, que ganhou uma última chance. Mas a sua situação ficou insustentável após a derrota para o Atlético-PR, por 3 a 2, sábado à noite, no Canindé.

Após o término da nona rodada do Brasileirão, o time rubro-verde ficou com apenas sete pontos, ao lado do Náutico, que derrotou o Internacional por 3 a 0 e está em vantagem no número de vitórias: 2 a 1. A campanha da Lusa é muito ruim, com uma vitória, quatro empates e quatro derrotas.

Guto Ferreira ficou pouco mais de oito meses no comando da Ponte Preta, desde o Brasileiro do ano passado. Neste período, manteve o time na elite do Campeonato Brasileiro em 2012, foi campeão paulista do Interior em 2013 e, pela primeira vez, deixou a Ponte na terceira fase da Copa do Brasil sem fazer os jogos de volta nas duas primeiras fases.

Estadão

Após levar 4 gols do Dortmund, Bayern quer David Luiz por R$ 138 mi

David Luiz foi titular da Seleção no título da Copa das Confederações Foto: Getty Images

David Luiz foi titular da Seleção no título da Copa das Confederações

De acordo com o jornal inglês The Sun, o Bayern de Munique é o mais novo interessado em tirar o zagueiro David Luiz do Chelsea. O treinador do time alemão, Pep Guardiola, teria se irritado com os erros defensivos na derrota por 4 a 2 para o Borussia Dortmund na Copa da Alemanha, e pedido a contratação do brasileiro, estando disposto a pagar até 40 milhões de libras (R$ 138 milhões).

Guardiola já havia demonstrado interesse em contratar David Luiz nos tempos em que dirigia o Barcelona. Já o novo técnico do Chelsea, José Mourinho, disse recentemente que se preocupa com as decisões tomadas pelo brasileiro na hora de sair jogando, dizendo que David precisa "ler o jogo" antes de carregar a bola a partir da defesa.

Apesar dos comentários, Mourinho já afirmou que David Luiz não está à venda e que conta com o zagueiro para a próxima temporada. O jogador de 26 anos foi titular da Seleção Brasileira na conquista da Copa das Confederações, em junho passado.

Terra

domingo, 28 de julho de 2013

Coritiba empata com Vitória e perde 100% de aproveitamento em casa

Time paranaense criou várias chances e até acertou bola na trave no último lance Foto: Joka Madruga / Futura Press

Time paranaense criou várias chances e até acertou bola na trave no último lance

Único invicto no Campeonato Brasileiro, o Coritiba perdeu, na noite deste domingo, os 100% de aproveitamento que tinha em casa. A equipe alviverde saiu atrás no placar, mas buscou o empate em 1 a 1 com o Vitória, em duelo válido pela nona rodada da competição nacional. O time paranaense criou oportunidades de sair com a vitória, mas esbarrou na marcação do adversário.

Com o resultado, o Coritiba perde a chance de liderar o campeonato e fica com 17 pontos, na quarta colocação. Já o Vitória sobe para 15 pontos, em sexto lugar. Na próxima rodada, o time paranaense recebe a Ponte Preta, na quarta, às 21h (de Brasília), enquanto o clube baiano visita o Botafogo na quinta-feira, às 19h30.

A partida mal havia começado neste domingo e Alex já deu seu cartão de visitas. Aos 5min, o destaque da equipe paranaense acertou lindo chute na trave do Vitória. Contudo, quem saiu na frente foi o time baiano. Maxi Biancucchi recebeu passe na área e tocou na saída do goleiro para abrir o placar.

Com Alex como grande destaque, o Coritiba continuou melhor após o gol sofrido e pressionou o time baiano em busca do empate. O meia participava das principais jogadas de ataque do clube alviverde e foi dos pés dele que saiu a igualdade. Em uma cobrança de falta espetacular do meio-campista já nos acréscimos da etapa inicial, o clube alviverde conseguiu o empate antes do intervalo.

O Coritiba voltou para a etapa final ainda com a superioridade em campo. No entanto, com o empate no placar o Vitória tentou explorar mais as ações ofensivas, sem levar muito perigo. Aos 27min, o time baiano foi salvo em cima da linha em chance clara de gol: Bill chutou, a bola desviou na zaga e, quando Alex cabecearia para marcar, a bola foi chutada para longe por Gabriel.

No fim do jogo, o Coritiba foi inteiro exercer uma pressão enorme na equipe baiana. Com o apoio da torcida, o clube paranaense chegou a criar chances, mas teve que se contentar com o empate ao acertar uma bola na trave com Alex no último lance do confronto

Terra

Contra Inter, Náutico vence a 1ª na Arena Pernambuco e deixa lanterna

Equipe conquistou grande resultado já quando jogo se encaminhava para o fim Foto: Otavio Souza / Agif / Gazeta Press

Equipe conquistou grande resultado já quando jogo se encaminhava para o fim

Em má fase no Campeonato Brasileiro, o Náutico conseguiu, na tarde deste domingo, uma vitória de grande importância. Em duelo válido pela nona rodada da competição nacional, a equipe venceu o Inter por 3 a 0 e ganhou a primeira partida na Arena Pernambuco, nova casa do time nordestino. De quebra, interrompeu a sequência de quatro derrotas consecutivas e saiu da lanterna do torneio.

Com o resultado, o Náutico vai aos 7 pontos, em 19º lugar, e empurra a Portuguesa para a lanterna. Já o Inter, que tem um jogo a mais do que a maioria dos adversários, cai para a segunda posição, mas ainda pode ser ultrapassado até o fim da rodada.

O Náutico folga nas duas próximas rodadas por conta de jogos adiados e só retorna aos gramados pelo Brasileiro no dia 7 de julho, contra o Goiás, fora de casa, às 19h30 (de Brasília). O Inter também folga na próxima rodada, mas volta a campo no fim de semana que vem, no clássico contra o Grêmio, às 18h30 do dia 4 de agosto, um domingo.

Mesmo fora de casa, a equipe colorada começou o duelo da tarde deste domínio com o domínio da posse de bola. Apesar de dominar o confronto, o Inter sentia a falta do meio-campista D’Alessandro e encontrava dificuldades para criar chances de perigo. Com isso, a primeira chance do Inter apareceu em uma bola parada: Ednei cobrou escanteio e Juan cabeceou com firmeza, mas Ricardo Berna fez boa defesa.

A partir dos 20min o Náutico conseguiu se soltar mais em campo e teve a primeira chance aos 23min, em perigoso escanteio. Aos 32min, foi a vez do Inter não marcar por um detalhe. Rafael Moura foi travado por Ricardo Berna em um primeiro momento, mas na sequência Forlán finalizou cruzado na sobra, e viu William Alves salvar em cima da linha para garantir a igualdade antes do intervalo.

Apesar do jogo continuar lento, o Inter voltou ligeiramente melhor para a etapa final. Aos 17min, a equipe gaúcha finalmente teve uma boa chance: Jorge Henrique tabelou com Dátolo e chutou forte para boa defesa de Ricardo Berna. Quem saiu na frente, entretanto, foi o Náutico. Aos 27min, Auremir tocou para Derley, que finalizou no fundo das redes do time gaúcho.

Já no fim da partida, o time de Pernambuco conseguiu mais dois gols, impondo um ótimo resultado contra um dos favoritos ao título da competição nacional. Em jogadas rápidas pela direita, Maikon Leite e Rogério finalizaram na saída de Muriel para aumentar a contagem e sacramentar a boa vitória.

Terra

Em reencontro, CRB de Roberval Davino supera Luverdense em Maceió

O dia foi de reencontros no Estádio Rei Pelé, em Maceió. De volta ao CRB para sua quarta passagem, o técnico Roberval Davino soube aproveitar sua passagem recente pela Luverdense para conseguir neutralizar o rival e vencer a partida por 2 a 0. Os gols foram marcados por Alonso e Felipe, aos 9min e aos 15min do segundo tempo. Com o resultado, o time alagoano chega a nove pontos e se afasta da zona de rebaixamento do Grupo A.

Quem também venceu neste domingo foi o Águia de Marabá-PA. Voltando a jogar em casa após mandar duas partidas na capital Belém, os paraenses conseguiram uma surpreendente virada nos minutos finais da partida contra o Brasiliense. Após o Jacaré abrir o placar com Laécio, de cabeça, ainda no primeiro tempo, o Águia empatou da mesma maneira aos 42min da segunda etapa, com Danilo Galvão. E no minuto final, Fred balançou as redes e decretou os três pontos para os locais.

Mas se houve emoção no Pará, em Goiás e no Rio Grande do Sul as redes não balançaram. Em Goiânia, cerca de 20 mil pessoas viram Vila Nova e Betim ficarem no 0 a 0 no jogo de comemoração dos 70 anos do colorado goiano. Já em Caxias, o time da casa também não saiu do zero diante do Madureira, mas se mantém como líder do Grupo B após seis rodadas.

Em Mato Grosso, o Cuiabá deu um importante passo para atingir o topo do Grupo A ao superar o Sampaio Corrêa, por 1 a 0, com gol de Fernando, artilheiro do torneio, com oito gols. A equipe fica em segundo lugar, com um ponto a menos que o time maranhense, mas também com uma partida a menos no campeonato.

Confira os resultados deste domingo na Série C:

CRB-AL 2 x 0 Luverdense-MT
Águia de Marabá-PA 2 x 1 Brasiliense-DF
Caxias-RS 0 x 0 Madureira-RJ
Vila Nova-GO 0 x0 Betim-MG

Terra

Com gol de estreante, Grêmio vence e aumenta crise do Fluminense

Jogadores do Grêmio comemoram triunfo na Arena Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA / Divulgação

Jogadores do Grêmio comemoram triunfo na Arena

Com direito a gol do estreante Cristian Riveros, o Grêmio venceu o Fluminense por 2 a 0 neste domingo, na Arena, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado deixa o time gaúcho próximo do G-4 e afunda os cariocas na crise – foi a quinta derrota seguida da equipe comandada por Abel Braga, que balança no cargo.

O jogo na Arena foi tenso, com faltas duras e reclamações com o árbitro. Logo aos 2min, Rafael Sóbis, ídolo do Internacional e bastante vaiado pelos donos da casa, atingiu o rosto de Adriano, e o clima esquentou no gramado. Com a bola rolando, o Fluminense até começou melhor e teve mais posse de bola, mas a grande chance foi de Elano. Aos 12min, o meia gremista cobrou falta na trave.

Aos poucos a equipe de Renato Gaúcho avançou a marcação e passou a ser mais perigosa. Com isso, quase foi ao intervalo em vantagem. Aos 36min, Barcos desviou sutilmente cruzamento da esquerda e a bola bateu na trave. Quatro minutos depois, Elano soltou uma bomba aproveitando sobra da defesa e Diego Cavalieri fez grande defesa.

O gol tricolor, no entanto, não demorou para sair na etapa final. Com 5min, Alex Telles fez jogada pela linha de fundo e cruzou para Riveros. O paraguaio subiu mais que a defesa e desviou de cabeça para marcar logo no seu primeiro jogo pelo novo clube.

O duelo seguiu tenso após a abertura do placar, com direito até a encarada de Deco e Fred. O Fluminense tentou buscar a igualdade e encerrar a série negativa, mas o máximo que conseguiu foi uma cabeçada na trave de Wagner. Para piorar, Kleber recebeu na área e tocou por cima de Cavalieri para fazer o segundo do Grêmio aos 39min.

Provisoriamente na quinta colocação do Brasileiro, com 15 pontos, a equipe gaúcha volta a campo na próxima quarta-feira, quando visita o Corinthians. No mesmo dia, o Fluminense, nove pontos e à beira da zona de rebaixamento, recebe o Cruzeiro.

Terra

Em estreia, Força bate Cascavel



Força x Cascavel

Na volta da Copa Ipanema categoria Super Masters Grama, o time do Força/Interouro Alimentos/Gráfica Spaço bate o time do Cascavel/Dedé Automóveis por 1 a 0, gol marcado por Silvinho no segundo tempo. Com o resultado, o Força começa bem o campeonato, e vai em buscar do bicampeonato na competição.

O jogo começou apático para as duas equipes, mas foi o Cascavel que chutava mais ao gol, enquanto o Força se preocupa em criações de jogadores com os jogadores Sidnei, que teve boa chegada ao gol adversário, e Odair, que não conseguiu finalizar ao gol.

Na volta para o segundo tempo, o Força teve que segurar o Cascavel que chegava com perigo ao gol. Em um chute de fora, Silvinho balançou as redes e decretou a vitória à equipe.

O Força volta a campo no dia 24 de agosto, quando enfrenta a equipe do Kaicha D’Agua. Já o Cascavel joga no mesmo dia contra o Bandeirantes.

Contatos
Nicholas Araujo
E-mail: nicholas919@gmail.com / Twitter: @nicholasnik
Blog do Esporte
URL: http://blogesports.blogspot.com.br/ / Twitter: @blogdoesporte1
E-mail: redação.blogdoesporte@gmail.com
Tel: (16) 8826-0294

Fotos

sábado, 27 de julho de 2013

Chapecoense afunda Avaí e tira Palmeiras da liderança da Série B

Chapecoense não tomou conhecimento de rival catarinense Foto: Junior Matiello / Futura Press

Chapecoense não tomou conhecimento de rival catarinense

A Chapecoense não tomou conhecimento do Avaí e bateu o rival de Florianópolis por 3 a 1 neste sábado, na Arena Condá, em Chapecó, em duelo catarinense válido pela décima rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, a equipe da casa assumiu a ponta do torneio, com 23 pontos, um de vantagem para o Palmeiras, que só empatou com o Guaratinguetá por 1 a 1 fora de casa também nesta tarde – os paulistas têm um jogo a mais que o novo líder.

Já o Avaí se viu ainda mais mergulhado na crise: não vence há sete jogos e segue na zona do rebaixamento, com nove pontos, em antepenúltimo. Resta tentar a reação na próxima terça, na Ressacada, contra o Atlético-GO. No mesmo dia, a Chapecoense visita o Ceará.

O duelo desta tarde na Arena Condá foi o retrato da atual situação dos dois times, com os anfitriões não tendo qualquer dificuldade para abrir vantagem no placar. Aos 28min do primeiro tempo, Dão desviou escanteio de cabeça e fez 1 a 0. Já aos 43min, Athos aproveitou contra-ataque e tocou na saída do goleiro para ampliar.

A Chapecoense manteve o domínio e fez o terceiro aos 19min, com Bruno Rangel desviando cruzamento de Wanderson. O Avaí descontou com Luciano, aos 25min, após rebote do goleiro, mas não evitou a nova derrota na Série B e a festa dos donos da casa.

Terra

Com brilho de Juninho, Vasco vence Criciúma e mantém reação

Juninho fez gol de falta e deu assistência Foto: Paulo Sérgio / Agência Lance

Juninho fez gol de falta e deu assistência

Na semana do aniversário de 15 anos do gol mais importante de sua carreira, Juninho Pernambucano voltou a marcar de falta. O gol deste sábado ficou longe de ter a mesma importância daquele feito no Monumental de Núñez, contra o River Plate, na semifinal da Libertadores da América de 1998, mas ajudou o Vasco a vencer novamente pelo Campeonato Brasileiro de 2013: 3 a 2 sobre o Criciúma. Além de abrir o placar, o meia ainda deu assistência para o gol do triunfo, marcado por Edmilson.

Maior atração da noite, já que foi seu primeiro jogo em São Januário desde que acertou o retorno à Colina, Juninho foi capaz de levar os fãs da aflição à apoteose em menos de dez minutos. Logo no início, torceu o tornozelo e ficou estirado no gramado. Passou por longo atendimento médico e quase foi substituído. No entanto, seguiu em campo e, aos 8min, bateu falta da intermediária. A bola quicou na frente do goleiro Bruno, que não conseguiu defender e fez o estádio explodir.

A volta do “Reizinho”, porém, não foi suficiente para o time cruzmaltino dominar amplamente a partida. O Criciúma equilibrou as ações em boa parte do primeiro tempo, dificultando a criação das jogadas dos anfitriões e oferecendo perigo no ataque. Na melhor chance catarinense, aos 38min, Cassiano saiu frente a frente com Diogo Silva, que fez boa defesa.

A etapa final recomeçou com poucas emoções. A torcida vascaína se empolgou apenas aos 10min, com nova falta perto da área. A expectativa era de que Juninho (que, além de fazer o gol, obrigou Bruno a fazer difícil defesa em outra cobrança no primeiro tempo) novamente pegasse a bola. Desta vez, porém, foi Rafael Vaz quem bateu com categoria, no canto esquerdo: 2 a 0.

Se a bola parada foi a maior arma dos donos da casa, o Criciúma resolveu apostar na mesma moeda. Aos 16min, Ivo bateu falta da ponta direita e a bola passou por todo mundo até morrer no fundo das redes vascaínas. Dez minutos depois, São Januário calou: Diogo Silva cortou mal cruzamento e Wellington Paulista deixou tudo igual.

Mas o Vasco tem Juninho. Logo após o tento, aos 27min, o ídolo da torcida cobrou falta no capricho na área. Edmilson, que acabara de entrar na vaga de Pedro Ken, cabeceou para o gol e selou o triunfo carioca. Como ato final de sua bela atuação, Juninho reuniu os colegas no meio-campo após o apito final para saudar a torcida, que foi à loucura.

Aliviado depois de engatar pela primeira vez no torneio duas vitórias seguidas – já havia batido o Fluminense em clássico na última semana – o Vasco chega a 13 pontos e assume provisoriamente a sexta colocação. No domingo da semana que vem, dia 1, o time do Rio tenta manter o embalo contra o Goiás, fora de casa. Já o Criciúma, atual 12º colocado, com dez pontos, visita a Portuguesa no próximo sábado.

Terra

Borussia vence e impõe derrota a Guardiola em primeira final pelo Bayern

Borussia Dortmund se sagrou campeão da Supercopa da Alemanha Foto: AP

Borussia Dortmund se sagrou campeão da Supercopa da Alemanha

O Borussia Dortmund impôs, neste sábado, a primeira derrota a Guardiola no comando do Bayern de Munique. No primeiro jogo oficial do espanhol – logo em uma decisão -, o time de Munique foi até Dortmund e viu a equipe da casa vencer por 4 a 2, em um jogo recheado de chances para os dois lados, e se sagrar campeã da Supercopa da Alemanha. A vitória foi, também, a vingança do Borussia após a derrota na final da Liga dos Campeões para o mesmo Bayern.

Mal começou o duelo e a equipe de Guardiola já saiu atrás do placar. Aos 5min, Marco Reus aproveitou falha do goleiro Starke, substituto do lesionado Neuer no confronto, para deixar o Borussia na frente. Como é tradicional em confrontos do futebol alemão, o duelo continuou bom após o gol do Dortmund, com as duas equipes tendo seguidas chances de marcar, mas pecando na finalização.

Apesar do duelo ser equilibrado, o Bayern de Munique estava mais próximo do empate do que o Borussia de aumentar o placar. Entretanto, apoiado pela maioria da torcida nas arquibancadas, os donos da casa levavam perigo nos contra-ataques.  Mesmo com as boas chances dos dois lados no movimentado confronto, o primeiro tempo acabou apenas com um gol marcado.

Na volta para a etapa final, o Bayern voltou com a meta de conseguir o empate rapidamente e conseguiu: aos 9min, o meio-campista holandês Arjen Robben, algoz do Dortmund na final da Liga dos Campeões, cabeceou sozinho para deixar tudo igual. A alegria bávara, entretanto, durou pouco: no minuto seguinte Van Buyten tentou cortar cruzamento, mas fez contra o próprio patrimônio.

Em um ótimo início do primeiro tempo, o Dortmund ainda conseguiu fazer o terceiro aos 11min. Guidogan limpou bem o marcador na entrada da área e tocou com extrema categoria no canto esquerdo de Starke. O holandês Robben voltou a agitar o confronto aos 19min, quando recebeu cruzamento e girou bem para finalizar firme e diminuir o placar.

Atrás no marcador, a equipe de Guardiola passou a pressionar os mandantes nos minutos finais.  Um dos melhores em campo, o brasileiro naturalizado Thiago deu excelente passe para Muller na área, mas o atacante finalizou na trave. O Borussia, por sua vez, era esbarrado com ótimas defesas de Starke em contra-ataques. Aos 41min, no entanto, Reus, em posição polêmica, sacramentou a vitória por 4 a 2 e deu o título ao time de Dortmund.

Terra

Com gol de Robinho, Milan bate Valencia e avança em torneio amistoso

Autor de gol neste sábado, brasileiro esteve perto de deixar a Itália Foto: AFP

Autor de gol neste sábado, brasileiro esteve perto de deixar a Itália

Com importante participação de Robinho, autor de um gol, o Milan avançou no International Champions Cup, ao vencer neste sábado o Valencia por 2 a 1, na Espanha.

O brasileiro abriu o placar no Estádio Mestalla aos 22min de jogo. O volante holandês Nigel De Jong ampliou 16min depois. O gol de honra do time da casa saiu aos 8min da etapa final.

Além do ex-atacante do Santos, participaram do jogo outros dois brasileiros, ambos do Valencia, o goleiro Diego Alves e o atacante Jonas.

Este foi o primeiro jogo do torneio amistoso, que ainda conta com Juventus, Everton, Chelsea, Inter de Milão, Real Madrid e Los Angeles. Em sistema de mata-mata, a competição terá final disputada no dia 7 de agosto, em Miami, nos Estados Unidos.

Terra

Atlético-PR aproveita expulsão de Souza e vira confronto direto com Portuguesa

Paulo Baier marcou o gol que deu a vitória à equipe paranaense nos acréscimos do 2º tempo Foto: Fernando Borges / Terra

Paulo Baier marcou o gol que deu a vitória à equipe paranaense nos acréscimos do 2º tempo

A Portuguesa bem que fez uma boa partida, mas a expulsão do meio-campista Souza complicou a vida da equipe paulista na noite deste sábado, no Canindé. Em duelo válido pela nona rodada do Campeonato Brasileiro, o Atlético-PR virou para cima da equipe rubro-verde no confronto dos ameaçados e venceu por 3 a 2, com o gol derradeiro da virada saindo apenas nos acréscimos da partida disputada em São Paulo.

O desespero das equipes era visto antes mesmo da partida começar. Se por um lado a Portuguesa não vencia desde a segunda rodada, com uma sequência de seis partidas sem um triunfo, a fase do time paranaense não era tão melhor: quatro jogos sem vitória.

Com o resultado, o Atlético-PR sai da zona de rebaixamento e sobe para 10 pontos, em 14º lugar, empurrando o São Paulo para a área de descenso. Já a Portuguesa estaciona nos 7 pontos, apenas no 19º lugar e cada vez mais ameaçado. Na próxima rodada, os paulistas recebem o Criciúma, na quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), enquanto os paranaenses visitam o xará Atlético-MG, no mesmo dia e horário.

O duelo começou quente na capital paulista e com menos de 15 minutos ambas as equipes já haviam marcado, com gols de zagueiros. Primeiro, os visitantes fizeram com Manoel, que aproveitou passe de Luiz Alberto para encher o pé para o gol aos 8min. Quatro minutos mais tarde, a equipe do Canindé empatou com Moisés, que aproveitou levantamento de Correa para desviar para o gol.

A Portuguesa se animou com o empate e quase empatou com Bruno Moraes, que chutou em cima do goleiro do Atlético-PR aos 20min. Na sequência, no entanto, o atacante sofreu pênalti. Gilberto cobrou e anotou o gol da virada lusitana, garantindo a vitória no primeiro tempo.

Na volta para a etapa final, a Portuguesa já teve uma boa chance logo aos 3min, com cabeceio de Souza no travessão. O meia, entretanto, foi expulso pouco depois e prejudicou os paulistas no confronto. Com um a mais em campo, o time paranaense não demorou para empatar. Dellatorre aproveitou cruzamento para tocar para o fundo das redes entre as pernas de Lauro. No fim do jogo, a equipe paulista, mesmo com um homem a menos, chegou a ter chances de passar a frente, mas pecou na finalização.

Já quando a partida parecia decidida, o Atlético-PR conseguiu o gol que deu a vitória no confronto direto contra o rebaixamento. Léo acertou chute no travessão e, na sobra, o veterano Paulo Baier só teve o trabalho de empurrar para as redes.

Terra

Coma assume 1º lugar do Sertões, mas Nielsen abandona; Peterhansel dispara

Nielsen Ribeiro se envolveu em acidente e abandonou com uma suspeita de fratura no pulso direito Foto: Dfotos / Vipcomm

Nielsen Ribeiro se envolveu em acidente e abandonou com uma suspeita de fratura no pulso direito

O espanhol Marc Coma assumiu neste sábado a liderança da categoria motos do Rally do Sertões 2013. Com o tempo de 3h50min24s na especial cronometrada de 287 km, o piloto da KTM conquistou a vitória na terceira etapa da competição, entre Pirenópolis (GO) e Uruaçu (GO). O português Paulo Gonçalves, que era primeiro na classificação, caiu para o segundo lugar ao cruzar a linha de chegada com o terceiro melhor tempo do dia: 3h53min14s.

Com o desempenho na etapa até Uruaçu, Coma chegou ao total acumulado 5h01min13s, contra 5h03min09s do piloto português da equipe Speedbrain. O terceiro lugar da classificação geral é do francês Cyril Després, da Yamaha, que contabiliza 5h13min17s. Després foi o segundo na etapa deste sábado com a marca de 3h51min29s.

A etapa até Uruaçu, em compensação, foi ruim para os pilotos brasileiros da categoria: Nielsen Ribeiro (Honda), que largou na quinta colocação, se envolveu em um acidente com o francês Michael Metge (Yamaha) e abandonou com uma suspeita de fratura no pulso direito. O mineiro foi levado para Brasília para exames mais detalhados, enquanto o rival francês foi oitavo na etapa (4h04min18s), subindo para sétimo no acumulado geral (5h15min27s).

Sem Nielsen, coube a Dário Júlio assumir o posto de melhor brasileiro na categoria motos, graças ao sétimo tempo conquistado na terceira etapa do Sertões 2013: 4h03min41s. Desta forma, o outro mineiro da Honda subiu da décima para a oitava colocação, contabilizando o tempo acumulado de 5h19min10s. Deni do Nascimento e Ramon Sacilotti ocupam respectivamente a nona e a décima posições no acumulado da motos.

Marc Coma é o novo líder nas motos Foto: Eric Schroeder/Webventure / Divulgação

Marc Coma é o novo líder nas motos

Entre os carros, o francês Stéphane Peterhansel, acompanhado do navegador Jean-Paul Cottret, venceu pela segunda vez seguida e se isolou ainda mais na liderança. Com a marca de 3h34min17s entre Pirenópolis e Uruaçu, o piloto da equipe X-Raid chegou a 4h42min05 no total acumulado.

O principal rival de Peterhansel teve problemas e despencou na classificação: Guiga Spinelli (Mitsubishi Petrobras), com o navegador Youssef Haddad, teve três pneus furados no deslocamento e completou o dia apenas como o 18º mais rápido, em 4h29s18s. Desta forma, caiu para a 16ª posição no acumulado, com 5h38min05s de tempo total.

O novo vice líder é Klever Kolberg, com o navegador Flávio França, da equipe MEM Motorsport, que cruzou a linha de chegada em segundo após marcar 3h53min39s na especial e contabilizar 5h08min46s. João Cardoso, ao lado de Sidinei Broering na equipe Promacchina, foi o terceiro com o tempo de 3h55min03, contabilizando 5h13min29s.

Entre os quadriciclos, o polonês Rafal Sonik segue abrindo vantagem na liderança – desta vez, vencendo o percurso em 4h20min19s e contabilizando o total acumulado de 5h42min47s. Segundo colocado na etapa até Uruaçu, com 4h24min53s, o brasileiro Robert Nahas é também o segundo no acumulado, com 5h51min22s. Marcelo Medeiros, o atual campeão da categoria, foi o quarto da etapa (4h26min40s, contra 4h24min47s de Tom Rosa), mas é o terceiro no geral: 5h51min34, contra 5h51min37s do cearense Rosa.

Nos UTVs, a vitória foi da dupla Luciano Lobão e Rafael Shimuk, que marcaram 4h32min53s na especial e abriram grande vantagem para Bruno Sperancini e Lourival Roldan: 6h01min11s, contra 6h18min31s dos vice-líderes Sperancini e Roldan. Já nos caminhões, Guido Salvini venceu a especial (menor na categoria, com 183 km) em 2h55min23s, deixando seu único concorrente na categoria, Edu Piano, em segundo lugar.

Os competidores voltam para a pista neste domingo, para a quinta etapa do Sertões 2013: Uruaçu (GO) a Porangatu (GO). O deslocamento total é de 289 km, com 233 km de especial (para os caminhões, apenas 180 km). No dia seguinte, partem para Natividade, já no Tocantins.

Terra

sexta-feira, 26 de julho de 2013

Red Bull confirma domínio com nova dobradinha em treino; Massa evolui

O brasileiro Felipe Massa se recuperou de uma sessão ruim pela manhã e fechou a sexta-feira com o quinto treino do dia nos treinos livres para o Grande Prêmio da Hungria de Fórmula 1

​Depois de liderar nesta sexta-feira o primeiro treino para o Grande Prêmio da Hungria, a Red Bull confirmou o domínio no dia e repetiu a dobradinha na segunda sessão, com o alemão Sebastian Vettel na frente e o australiano Mark Webber logo em seguida. A novidade da etapa ficou por conta do brasileiro Felipe Massa, que melhorou dez posições em relação à atividade inicial e fechou em quinto lugar, baixando seu tempo em quase 3s.

Massa havia feito 1min24s299 nos treinos da manhã na cidade de Budapeste, mas conseguiu reduzir bem a margem na prática seguinte. O brasileiro da Ferrari registrou 1min21s544, ficando uma posição atrás do colega de equipe, o espanhol Fernando Alonso, que repetiu o quarto lugar na sessão, mas desta vez com 1min21s426 – também reduzindo bem em relação à marca de 1min23s099.

Vettel garantiu a primeira posição do segundo treino livre com o tempo de 1min21s264, com uma ligeira vantagem sobre Webber: a melhor volta do australiano foi de 1min21s308, apenas 0s044 mais lento que o alemão. O terceiro lugar ficou com o francês Romain Grosjean, da Lotus, que marcou 1min21s417. O finlandês Kimi Raikkonen, que havia sido o terceiro pela manhã, acabou só em oitavo desta vez. 

Os carros voltam neste sábado, para o terceiro e último treino livre e, mais tarde, para o classificatório que definirá o grid de largada. O Grande Prêmio da Hungria tem a largada programada para as 9h (de Brasília) de domingo. 

Terra

Corinthians já se mexe para segurar Tite

Atual contrato de Tite termina em dezembro - Alex Silva/Estadão

Atual contrato de Tite termina em dezembro

Gobbi vai se reunir com Tite para conversar e encaminhar uma proposta de renovação de contrato ao treinador – o vínculo atual termina em dezembro.

"O Tite sabe que queremos que ele fique até o fim da gestão. É certo que será chamado para renovar contrato. Queremos ele e não abrimos mão dele", afirmou Gobbi ao Estado.

Nesta semana, pela primeira vez, o treinador admitiu que recebeu uma sondagem da Inter de Milão, da Itália. Isso aconteceu durante a disputa da Libertadores.

"Existiu uma busca por meio de uma pessoa da comissão técnica para nós nos reunirmos, sentarmos e ver a possibilidade de ir para lá. Disse que não conversava porque estávamos em meio à Libertadores. Me sinto muito bem comigo mesmo com essa escolha", disse o técnico em entrevista ao programa Cartão Verde, da TV Cultura.

Para Gobbi, essa conversa com Tite vai acontecer em breve. "Se chamarmos agora para falar sobre isso, ele vai dizer que quer colocar primeiro o time no G-4."

Tite já atingiu 238 jogos no comando do Corinthians e conquistou cinco títulos, todos nessa fase vitoriosa do clube, como a Libertadores e o Mundial de 2012. "Foi um casamento que deu certo, as coisas funcionaram, não tem por que mudar", entende o presidente corintiano.

Estadão

Ataque trava, Brasil cai diante da França e está fora da briga por medalhas

Vanessa Gonçalves foi a cestinha do Brasil na derrota do mata-mata

Vanessa Gonçalves foi a cestinha do Brasil na derrota do mata-mata

O sonho do Brasil de conquistar mais uma medalha no Campeonato Mundial sub-19 feminino não será concretizado. Medalhista de bronze em 2011, a seleção brasileira está fora da disputa do pódio na atual edição da competição. As meninas da equipe verde-amarela foram superadas pela França, por 51 a 39, nesta sexta-feira (26), na disputa das quartas de final, perdendo a chance de avançar e brigar por melhores posições.

Com o resultado, resta ao time comandado pela técnica Janeth Arcain a disputa das colocações entre os 5º e 8º lugares do Mundial, que está sendo realizado na cidade deKlaipeda, na Lituânia. O selecionado volta à quadra neste sábado (27), para enfrentar oCanadá, em horário ainda a ser confirmado pela FIBA.

- Nosso objetivo neste Mundial era estar entre as quatro melhores seleções do mundo. Infelizmente, não conseguimos, mas temos que nos aproximar ao máximo da nossa meta. Vamos buscar a quinta posição com toda garra que temos, disse Janeth após a derrota.

Com baixo desempenho ofensivo, o Brasil precisou correr atrás do marcador durante todo o jogo contra a França. Do primeiro ao último período, a equipe sul-americana não conseguiu desenvolver seu lado ofensivo, pontuando, no máximo, 14 tentos em uma parcial (a terceira). A baixa produção total no placar brasileiro é reflexo do péssimo aproveitamento conquistado nos arremessos: 10/20 nos lances livres e 1/12 nas bolas de três pontos.

Apesar da performance, as comandadas de Janeth Arcain conseguiram levar a partida com equilíbrio até a última etapa: melhor na volta do vestiário, o Brasil cortou a diferença no terceiro período e ameaçou a liderança francesa, entrando nos últimos dez minutos com apenas quatro pontos de desvatagem. Entretanto, nos momentos decisivos, o ataque, que havia evoluído, voltou a falhar diante da forte defesa da França, permitindo nova investida das europeias, que dispararam no marcador e encaminharam a vitória.

- No terceiro período, entramos bem e chagamos a diminuir a diferença, mas cometemos erros fundamentais de lance livre e bolas em baixo da cesta, o que não permitiu que virássemos e custou o resultado do jogo. Não saio totalmente insatisfeita, pois conseguimos que elas anotassem apenas 51 pontos. E não perdemos para qualquer adversário, já que a França é a atual campeã Europeia, e muitos especialistas declaram que está é a melhor geração delas, completou a treinadora do Brasil.

Inofensivo, o Brasil teve apenas uma atleta com pontuação em dois dígitos: a ala/pivôVanessa Gonçalves, a Sassá, autora de 11 tentos, tendo alcançado nove rebotes. Isabela Ramona, com nove, e Izabelli Sangalli, com oito, foram as segundas maiores cestinhas brasileiras. Do lado francês, destaque para Valeriane Ayayi, com 18 tentos.

Classificada para a semifinal, a França enfrentará na próxima fase a seleção da Espanha, uma das grandes favoritas da competição, em duelo europeu que vale vaga na decisão. A outra chave semifinal ainda não foi definida, mas será composta, de um lado, pelo vencedor do duelo entre Estados Unidos e Japão, e, do outro, pela equipe que passar do confronto entre Austrália e China.

Terra

Técnico do Guaratinguetá elogia Wesley e promete "apertar" Valdivia

Valdivia voltou a se destacar pelo Palmeiras na Série B Foto: Cristiano Andujar / Agência Lance

Valdivia voltou a se destacar pelo Palmeiras na Série B

Desde que a Série B do Campeonato Brasileiro recomeçou após a pausa para a Copa das Confederações, Guaratinguetá e Palmeiras conseguiram espantar a má fase do início do torneio e agora buscam regularidade para embalar. E se Jorge Valdivia é o grande nome do time paulistano nos últimos jogos, o técnico da equipe do Vale já arma a equipe para frear a ascensão do chileno.

"O Valdivia é um jogador de destaque dentro do Palmeiras e que requer atenção. Não podemos dar muito espaço para ele, pois ele pensa o jogo. Se der espaço, ele vai pensar, e isso dá trabalho para qualquer equipe. É um jogador que merece cuidado especial, não pode ficar livre", alertou Carlos Octávio.

O camisa 10 retornou ao Palmeiras na partida contra o Oeste, a primeira depois da paralisação, e logo mostrou bom desempenho ao participar ativamente da goleada por 4 a 0. Na rodada seguinte, nos 4 a 1 sobre o ABC, atuação mais discreta, mas com movimentação e vontade. Já no último sábado, contra o Figueirense, Valdivia anotou o terceiro tento e definiu a vitória por 3 a 2.

Se o meio de campo do Guaratinguetá já teria trabalho com a boa fase do chileno, o crescimento de outro palmeirense preocupa Octávio. O volante Wesley marcou o primeiro gol com a camisa alviverde contra o ABC e passou a desequilibrar as partidas, gerando mais dor de cabeça para os marcadores Juninho e Bruno Formigoni.

"O Wesley também pode fazer a diferença. Ele está começando a jogar o que jogou no Santos (em 2010). Demorou para se readaptar, mas já está fazendo a diferença. É um jogador de boa movimentação, chega no ataque, recompõe para fechar os espaços. Junto ao Valdivia, chama atenção", destacou o treinador.

Mas se o Palmeiras cresceu de produção, o Guaratinguetá não fica atrás. Foram duas vitórias - 3 a 0 no Icasa e 1 a 0 no São Caetano - e uma derrota para o Paysandu por 4 a 3 nos últimos três jogos. O desempenho recente deixa Carlos Octávio confiante no próprio elenco que, segundo ele, tem peças para desequilibrar ao longo da partida, como fez o palmeirense Alan Kardec diante do Figueirense.

Na ocasião, o time de Gilson Kleina jogava com dois jogadores de movimentação, Vinicius e Leandro, mas a necessidade de pressionar os catarinenses fez o treinador lançar o centroavante contratado junto ao Benfica no segundo tempo - algo que deve se repetir neste sábado às 16h20 (de Brasília). Para Octávio, o Guaratinguetá não fica atrás nesse quesito e também pode usar o banco de reservas para mudar o panorama do jogo.

"Quando se tem jogadores de características diferentes, a gente tem essa situação de guardar uma peça para mudar durante a parida caso não esteja dando certo a formação inicial. Você muda o jogo com um jogador só de ter outra movimentação. Sempre tem dentro do plantel de um clube, aqui não é diferente", avisou.

Terra

Manchester empata com time de Levir Culpi e tem 3° tropeço na Ásia

Zaha salvou o Manchester United de mais uma derrota no Japão Foto: AFP

Zaha salvou o Manchester United de mais uma derrota no Japão

O lateral esquerdo Fábio e o volante Anderson participaram do empate do Cerezo Osaka com o Manchester United por 2 a 2, na manhã desta sexta-feira, mas foram totalmente ofuscados pelo meia Kagawa: o jogador voltou ao Nagai Stadium, onde foi revelado para o mundo, e marcou um gol. No entanto, o tento do japonês não foi suficiente para fazer o time inglês vencer o amistoso de pré-temporada. Esta é o terceiro tropeço do time, que já havia sido derrotados por um combinado da Tailândia e pelo Yokohama F-Marinos nesta fase de preparação.

Na cidade de Osaka, no Japão, Sugimoto abriu o placar para a equipe mandante, que foi ao intervalo com a vantagem. No começo do segundo tempo, Kagawa desperdiçou cobrança de pênalti e frustrou a torcida local, mas se redimiu com gol aos 11 minutos.

Oito minutos depois, Minamino arriscou de fora da área e fez um golaço. Quando a vitória do Cerezo Osaka, comandado pelo brasileiro Levir Culpi, parecia certa, o centroavante Wilfried Zaha, voltando de empréstimo do Crystal Palace, empatou e selou a igualdade do duelo.

Substituto da lenda Alex Ferguson no United, David Moyes voltará à beira do campo na próxima segunda, em novo amistoso. Desta vez, o adversário será o chinês Kitchee, ainda pelo "Tour" dos ingleses pela Ásia. A estreia na temporada europeia será dia 11 de agosto, contra o Wigan.

O atacante mexicano Chicharito Hernández não participou do encontro desta sexta. A explicação do clube é a de que ele ainda estaria de férias, já que defendeu a seleção na Copa das Confederações. No entanto, ele estaria negociando com o Valencia, da Espanha.

Terra

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Sorteio da Copa do Brasil pode promover clássicos em SP, RJ e MG ou 'barbadas' nas oitavas

Léo, do Santos, discute com lateral Guilherme Andrade, do Corinthians

Oitavas da Copa do Brasil podem ter Corinthians x Santos

Atual campeão do torneio, o Palmeiras pode enfrentar o rival Santos já nas oitavas. A equipe praiana eliminou o Crac, de Goiás, na fase anterior, e chega embalada por uma série de seis jogos sem perder, com quatro vitórias e dois empates. Também pode haver Corinthians x Santos, partida que decidiu o Paulistão.

Já os clássicos cariocas têm três possibilidades diferentes: Vasco x Botafogo, Fluminense x Botafogo ou Flamengo x Botafogo. A equipe da Estrela Solitária foi quem chegou com mais dificuldades até as oitavas, tendo que passar por uma emocionante série de pênaltis contra o Figueirense, na última quarta-feira.

Já Minas Gerais pode ver um confronto explosivo entre o Atlético-MG, atual campeão da Libertadores, e o Cruzeiro, que chega à oitavas embalado por boas vitórias e goleadas na Copa do Brasil.

Entre algumas das "barbadas" que podem sobrar para os grandes, no entanto, estão zebras como o Salgueiro-PE (Série D), Luverdense-MT (Série C) e o Nacional-AM (Série D).

Confira os potes que determinarão os sorteios da Copa do Brasil:

POTE A
Atlético-MG
Corinthians
Fluminense
Grêmio
Palmeiras
Vasco
Internacional
Flamengo

POTE B
Atlético-PR
Botafogo
Cruzeiro
Goiás
Luverdense
Nacional-AM
Salgueiro
Santos

ESPN

Dupla feminina tem carro rosa, faróis com cílios e patrocínio polêmico

Pintado em rosa e branco, o veículo da equipe Expert 4x4 conta com adesivos que imitam cílios femininos nos faróis

Entre os diversos carros que disputarão a 21ª edição do Rally dos Sertões, um deles chama atenção especial: a Mitsubishi L200 da dupla Helena Soares e Claudia Grandi. Única parceira feminina da competição em 2013, Helena e Claudia pilotam uma chamativa caminhonete cor de rosa, com um “toque feminino” e um patrocínio mais do que polêmico.

Pintado em rosa e branco, o veículo da equipe Expert 4x4 conta com adesivos que imitam cílios femininos nos faróis e barras de proteção também em rosa no interior. Os paralamas dianteiros são decorados com a frase “esse momento eu chamo de felicidade”, enquanto os paralamas traseiros contam com a frase “na mente e no coração”.

Um dos adesivos do carro identifica Helena como a “musa do Rally” – não por acaso, a goiana desfilou com destaque pela X-9 Paulistana no Carnaval de São Paulo em 2012, quando a escola defendeu um samba enredo que fazia menção ao próprio Rally dos Sertões. “Ela fez até gravações com a Juju (Salimeni), ex-panicat”, conta Sérgio Inácio Gonçalves, 48 anos, mecânico do carro da dupla, explicando que o “toque feminino” se resume ao lado de fora da caminhonete. “É igual aos outros carros. Só tem esse detalhe da pintura”, completou.

A única mudança em relação à pintura do carro de 2012 das duas é a presença de um novo patrocinador, responsável por uma questão polêmica. “Só não tinha esse cara”, conta Sérgio. “Esse cara”, no caso, é Marcus França, presidente do grupo de mesmo nome, que opera a TelexFree – a empresa se identifica como sendo do segmento do marketing multinível, mas é investigada pelo possível golpe da pirâmide financeira. Em julho, os bens da TelexFree foram bloqueados judicialmente.

Ainda assim, o mecânico diz que a participação da empresa se resume ao patrocínio, e que a piloto e a navegadora não atuam como divulgadoras. “É só patrocínio mesmo, que elas conseguiram há pouco tempo”, disse Sérgio, otimista com o desempenho de Helena no Rally dos Sertões 2013.

“Elas andam bem. No ano passado, não ganharam nenhuma (etapa), mas chegaram ao final em todas”, disse o mecânico da Expert 4x4. “Ela (Helena) até ganhou uma prova recente em Barretos (SP)”, completou. A prova em questão foi a etapa de abertura do Campeonato Brasileiro de Rali Cross-Country, com vitória da dupla na categoria Super Production.

Terra

Com Poliana, Brasil fatura bronze na maratona aquática por equipes

Brasil conquistou sua quinta medalha no Mundial Foto: Reuters

Brasil conquistou sua quinta medalha no Mundial

O Brasil conquistou nesta quinta-feira mais uma medalha no Mundial de Esportes Aquáticos de Barcelona: na prova de 5 km por equipes, o trio formado por Poliana Okimoto, Samuel de BOna e Allan do Carmo subiu ao pódio para recebr o bronze. A Alemanha ficou com o ouro e a Grécia, com a prata. 

A equipe de cada país é formada por três nadadores, com pelo menos uma mulher no time. A prova não é de revezamento, e os atletas nadam juntos. O tempo final é computado quando o último nadador dos três toca a placa na linha de chegada.

O time verde-amarelo por muito pouco não terminou com a prata, já que completou a disputa em 54min03s12, enquanto a Grécia subiu no pódio graças à marca de 54min03s10. O time alemão, composto por Thomas Lurz, Martin Reichert e Isabelle Harle, completou o percurso no Mar Mediterrâneo em 52min54s09. Os Estados Unidos, campeões em Xangai 2011, ficaram longe do pódio, em uma discreta sexta colocação.

Com este resultado, o Brasil já tem cinco medalhas e já faz sua melhor participação em Mundiais de Esportes Aquáticos, superando os quatro pódios de Roma 2009 e Xangai 2011. Todas as medalhas até agora foram conquistadas na maratona aquática: nas disputas femininas, Poliana Okimoto e Ana Marcela Cunha haviam conquistado prata e bronze nos 5 km e ouro e prata nos 10 km, respectivamente. 

Allan do Carmo e Samuel de Bona ganharam suas primeiras medalhas em Mundiais. No sábado, será disputada a prova de 25 km, que contará com a participação de Allan do Carmo na prova masculina e Ana Marcela Cunha no feminino.

Terra

Brasil terá até time rebaixado na Sul-Americana; veja quem disputará

São Paulo e mais oito equipes brasileiras disputam a Sul-Americana em busca de uma vaga na Copa Libertadores Foto: AFP

São Paulo e mais oito equipes brasileiras disputam a Sul-Americana em busca de uma vaga na Copa Libertadores

A mudança no formato da Copa do Brasil, estendendo a competição até o final do ano, provocou uma situação bem inusitada entre os brasileiros classificados para a Copa Sul-Americana. Rebaixado para a Série B em 2012 e eliminado na segunda fase da Copa do Brasil, o Sport disputará a competição continental que garante uma vaga ao campeão na Copa Libertadores de 2014. 

O motivo da situação fora do comum ocorre porque as equipes que se classificaram para as oitavas da Copa do Brasil não poderão disputar a Copa Sul-Americana, pois os dois torneios acontecem nos dias em que não há rodada do Campeonato Brasileiro. Assim, com times que poderiam jogar a Sul-Americana classificados para a Copa do Brasil, a CBF foi forçada a estender a lista de candidatos às vagas da Sul-Americana para times que conseguiram o acesso à Série A em 2012 e times que foram rebaixados para a Série B no ano passado.

Três dos times que tinham vaga na Sul-Americana foram eliminados da Copa do Brasil e seguem para a competição continental: Náutico, Coritiba e Ponte Preta. Como cinco das equipes que estavam classificadas para a Sul-Americana (Botafogo, Santos, Cruzeiro, Internacional e Flamengo) avançaram às oitavas da Copa do Brasil, automaticamente foram retiradas da competição organizada pela Conmebol.

A ausência dos cinco abriu espaço para quem estava na "lista de espera" para entrar na competição. Os dois primeiros da relação eram Bahia e Portuguesa (15º e 16º da Série A do Brasileiro em 2012). Em seguida na lista vinham os quatro times que subiram para a Série A em 2013. Destes, Goiás e Atlético-PR seguem na Copa do Brasil e não disputarão a Sul-Americana. Os outros dois (Criciúma e Vitória) estarão no torneio continental. Ainda assim, faltava uma vaga. A CBF optou por privilegiar os times rebaixados da Série A em 2012. Por este motivo, o Sport entrou na competição.

VEJA A FILA DE EQUIPES DA CBF PARA A DISPUTA DA COPA SUL-AMERICANA. OS OITO PRIMEIROS TINHAM VAGA DIRETA AO TORNEIO E OS DEMAIS FORMAVAM A "LISTA DE ESPERA" (CLASSIFICADOS PARA O TORNEIO CONTINENTAL ESTÃO  EM NEGRITO):

1 - Botafogo (7º colocado da Série A em 2012)
Eliminou o Figueirense e avançou às oitavas da Copa do Brasil, sendo automaticamente excluído da disputa da Sul-Americana

2 - Santos (8º colocado da Série A em 2012)
Eliminou o CRAC-GO e avançou às oitavas da Copa do Brasil, sendo automaticamente excluído da disputa da Sul-Americana

3 - Cruzeiro (9º colocado da Série A em 2012)
Eliminou o Atlético-GO e avançou às oitavas da Copa do Brasil, sendo automaticamente excluído da disputa da Sul-Americana

4 - Internacional (10º colocado da Série A em 2012)
Eliminou o América-MG e avançou às oitavas da Copa do Brasil, sendo automaticamente excluído da disputa da Sul-Americana

5 - Flamengo (11º colocado da Série A em 2012)
Eliminou o ASA-AL e avançou às oitavas da Copa do Brasil, sendo automaticamente excluído da disputa da Sul-Americana

6 - Náutico (12º colocado da Série A em 2012)
Eliminado pelo CRAC-GO na primeira fase da Copa do Brasil. Disputará a Copa Sul-Americana

7 - Coritiba (13º colocado da Série A em 2012)
Eliminado pelo Nacional-AM na segunda fase da Copa do Brasil. Disputará a Copa Sul-Americana

8 - Ponte Preta (14º colocado da Série A em 2012)
Eliminada pelo Nacional-AM na terceira fase da Copa do Brasil. Disputará a Copa Sul-Americana

9 - Bahia (15º colocado da Série A em 2012)
Eliminado pelo Luverdense na segunda fase da Copa do Brasil. Herdou vaga e disputará a Copa Sul-Americana

10 - Portuguesa (16º colocado da Série A em 2012)
Eliminada pelo Naviraiense na primeira fase da Copa do Brasil. Herdou vaga e disputará a Copa Sul-Americana

11 - Goiás (1º colocado da Série B em 2012)
Eliminou o ABC e avançou às oitavas da Copa do Brasil, sendo automaticamente excluído da disputa da Sul-Americana

12 - Criciúma (2º colocado da Série B em 2012)
Eliminado pelo Salgueiro na terceira fase da Copa do Brasil. Herdou vaga e disputará a Copa Sul-Americana

13 - Atlético-PR (3º colocado da Série B em 2012)
Eliminou o Paysandu e avançou às oitavas da Copa do Brasil, sendo automaticamente excluído da disputa da Sul-Americana

14 - Vitória (4º colocado da Série B em 2012)
Eliminado pelo Salgueiro na segunda fase da Copa do Brasil. Herdou vaga e disputará a Copa Sul-Americana

15 - Sport (17º colocado da Série A em 2012)
Eliminado pelo ABC na segunda fase da Copa do Brasil. Herdou vaga e disputará a Copa Sul-Americana

As oito equipes se juntam ao São Paulo, campeão da Copa Sul-Americana em 2012, e que entra apenas nas oitavas de final. Alguns dos times brasileiros que estarão na competição continental chegam ao torneio sob suspeita de não terem se empenhado para conquistarem suas classificações na Copa do Brasil, com a intenção de disputar o torneio feito pela Conmebol. As eliminações do Coritiba e Ponte Preta para o Nacional-AM, além de Vitória e Criciúma para o Salgueiro-PE (times bem inferiores aos que estão na Série A) estão entre as mais surpreendentes. 

A Ponte Preta, inclusive, chegou a comemorar, em sua página oficial do Facebook, o fato de disputar uma competição internacional pela primeira vez em sua história. A CBF pensa até em reformular o regulamento em 2014 para evitar que se ponham em dúvida os resultados das partidas da Copa do Brasil.

"A primeira coisa é ocorrer a competição para depois avaliarmos. Permitimos uma Copa do Brasil de todos os que estavam na Libertadores. Nesse momento é um ganho importante, mas volto a afirmar que sempre estamos prontos a reavaliar", afirmou  Virgílio Elísio, diretor de competições da entidade.

Veja como será disputada a Copa Sul-Americana

A competição contará com a presença de 47 times. A primeira fase da competição não terá a participação das equipes do Brasil e da Argentina. No Grupo Sul, estão clubes do Uruguai, Paraguai, Chile e Bolívia, enquanto os times divididos no Grupo Norte são do Peru, da Colômbia, da Venezuela e do Equador. Cada uma dessas regiões terá oito confrontos mata-mata na primeira fase. Os times que avançarem disputam a segunda fase em duelos que vão cruzar os times do Sul e do Norte.

Essa segunda fase marcará também a entrada de oito times do Brasil e das seis equipes da Argentina na Copa Sul-Americana. Os oito representantes brasileiros vão se enfrentar em quatro confrontos, enquanto os seis argentinos vão disputar três duelos.

Assim, as oitavas de final da Sul-Americana serão disputadas pelos oito vencedores dos confrontos entre os times das regiões norte e sul, os três argentinos que avançarem, os quatro brasileiros que vencerem seus confrontos internos, além do São Paulo, atual vencedor do torneio.

Confira o cruzamento das equipes brasileiras na segunda fase da Sul-Americana:

Sport x Náutico
Vitória x Coritiba
Criciúma x Ponte Preta
Portuguesa x Bahia

Terra

Libertadores 2013 expõe futebol brasileiro frágil nos bastidores

Kalil queria que o Atlético-MG mandasse o segundo jogo da final no Independência Foto: Ricardo Matsukawa / Terra

Kalil queria que o Atlético-MG mandasse o segundo jogo da final no Independência

Em Assunção, uma semana antes de conquistar a Copa Libertadores 2013, o Atlético-MG se hospedou em hotel que pertence à Conmebol. Fica, ainda, logo ao lado da sede da entidade. Do Brasil, o presidente da CBF fez sua parte: José Maria Marin divulgou o apelo feito aos dirigentes sul-americanos. Alexandre Kalil, à sua maneira, também esbravejou. Mas os atleticanos começaram a perder no Paraguai antes de a bola rolar...

A vontade – em vão – de realizar a finalíssima no Estádio Independência esbarrou na força dos paraguaios nos bastidores. A primeira perna foi realizada no Defensores Del Chaco, insuficiente para 40 mil espectadores. A segunda perna não ocorreu no Horto, e a alegação foi de que não poderia receber 40 mil torcedores. Coisas de Libertadores, diria alguém.

O fato é que o impasse sobre os palcos da final foi só um detalhe de como os clubes brasileiros estão fragilizados nos bastidores da Conmebol. Houve sérios erros de arbitragem contra Fluminense, Atlético-MG, São Paulo e principalmente o Corinthians. O então campeão da Libertadores deixou a competição por sérios erros do juiz paraguaio Carlos Amarilla contra o Boca Juniors nas oitavas. “Um zé mané, um babaca”, chamou Emerson na última quarta.

Dois gols legais anulados por Amarilla e um pênalti claro também não marcado, porém, não resumem os problemas do Corinthians com o extracampo da Libertadores. Pela morte do boliviano Kevin Espada, promovida por corintianos, o clube atuou uma partida com portões fechados. Também teve seus torcedores proibidos de frequentar jogos como visitantes. E acabou multado em US$ 200 mil. Mandante do jogo, o San José-BOL só teve uma punição: US$ 10 mil.

Não foi só o Corinthians que sofreu nos tribunais da Conmebol durante a Libertadores. Criado para 2013, o Tribunal Disciplinar da Conmebol agiu com rigidez em relação ao São Paulo e retirou Luís Fabiano de quatro jogos da competição. O atacante havia reclamado por um pênalti inexistente marcado pelo árbitro colombiano Wilmar Roldán a favor do Arsenal de Sarandí-ARG. Após o jogo, Roldán expulsou Luís Fabiano, que pegou gancho pesado.

Contra o Emelec nas oitavas de final, o Fluminense precisou se desdobrar para reverter no Brasil a vantagem construída pela equipe equatoriana no jogo de ida. Tudo porque um pênalti inexistente foi marcado aos 42min do segundo tempo para o rival do Flu. O árbitro naquele jogo era Wilmar Roldán. “A falta e o pênalti que originaram o gol do Emelec foi uma vergonha”, disse Abel Braga.

Campeão dentro do Mineirão, o Atlético foi prejudicado contra o Newell’s, pelas semifinais, no Independência. O árbitro uruguaio Roberto Silveira não assinalou penalidades em Jô e Diego Tardelli. No Paraguai contra o Olimpia, o argentino Néstor Pitana anulou gol legal marcado por Tardelli.

A Libertadores 2013, cabe lembrar, ocorre em meio à mudança de comando da Conmebol. Nicolas Leóz deixou o cargo que ocupava desde 1986 após fortes acusações de suborno pela revista France Football na eleição para a sede da Copa do Mundo de 2022. Ele foi substituído por Eugenio Figueiredo, seu vice, uruguaio. Na quarta, antes da final, Alexandre Kalil criticou: “o presidente da Conmebol e o da CBF se mostraram muito fracos”.

Terra

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Olimpia critica balbúrdia atleticana: "Brasil voltou à pré-história"

Com fogos de artifício, pelo menos 300 atleticanos se reuniram na frente do Hotel Caesar Business, em Belo Horizonte, para tentar tirar o sono dos jogadores do Olimpia às vésperas da decisão da Libertadores Foto: Ricardo Matsukawa / Terra

Com fogos de artifício, pelo menos 300 atleticanos se reuniram na frente do Hotel Caesar Business, em Belo Horizonte, para tentar tirar o sono dos jogadores do Olimpia às vésperas da decisão da Libertadores

O presidente do Olimpia, Óscar Carísimo Netto, fez duras críticas ao Atlético-MG horas depois da balbúrdia feita pelos torcedores atleticanos em frente ao hotel onde estão hospedados os jogadores e comissão técnica da equipe paraguaia. Uma sessão interminável de fogos de artifício, além de uma bagunça que prejudicava o trânsito e ainda formou um buzinaço dos carros, que tinham dificuldade em cruzar a avenida onde tem sede o Hotel Caesar Business, no bairro Belvedere, maracaram a noite desta terça-feira em Belo Horizonte.

"A noite foi terrível, algo desastroso. É uma atitude pré-histórica. Se o Brasil quer sediar a Copa do Mundo, precisa dar exemplo. Essa final que acontece aqui é mundialmente importante e nós fomos vítimas de ataques de bombas contra vidros e a parede do hotel. Os jogadores não conseguiram dormir, vamos ver se conseguimos que eles durmam agora", disse Óscar Carísimo à Rádio Itatiaia.

"A Confederação Brasileira de Futebol tem que tomar alguma medida. O Brasil voltou à pré-história ontem. A torcida do Atlético-MG agiu como a de um time pequeno, que não é digno de estar em uma final da Copa Libertadores", completou o presidente do Olimpia.

O dirigente afirmou que já pediu todas as garantias necessárias para a equipe paraguai chegar em segurança ao Estádio do Mineirão e negou que o clube pense em não entrar em campo se não se sentir seguro. "O nosso time já foi a Colômbia, já foi ao Chile. Estaremos no campo, sem dúvida", afirmou Óscar Carísimo.

Terra

Sem rivais, Terezinha tem recordes e Oscar do esporte como metas

Terezinha Guilhermina já conquistou o ouro dos 100 m T11 em Lyon Foto: Márcio Rodrigues/MPIX/CPB / Divulgação

Terezinha Guilhermina já conquistou o ouro dos 100 m T11 em Lyon

Terezinha Guilhermina tem um currículo como poucos possuem no esporte mundial. A paratleta é recordista mundial dos 100 m (12s01), dos 200 m (24s60) e dos 400 m (56s14), e tem ouros em praticamente todas as competições que disputou. Depois de vencer os 100 m T11 do Mundial de Atletismo de Lyon na última terça-feira, a mineira, 35 anos, admitiu que ainda tem objetivos inéditos que pretende conquistar antes da aposentadoria.

"Tem coisas que me motivam, conquistas no esporte. O Laureus eu já fui indicada e quero ganhar", disse a brasileira, referindo-se ao prêmio que é considerado o Oscar do esporte. Além da premiação, outra meta da mineira é abaixar seus recordes e atingir uma marca que ninguém consiga quebrar por anos.

"Um dia, quando eu vir com a minha neta na pista, quero ainda ser recordista. Ainda não fiz a marca que eu quero, então ainda estou me divertindo. Nem sou mãe, mas quero um tempo tão forte que quando eu vir com a minha neta, ainda serei recordista. Tenho que treinar, né (risos)", disse Terezinha, que pretende ter um filho somente após a Paralimpíada do Rio de Janeiro.

Os Jogos de 2016 serão um ponto importante para sua carreira. Antes a mineira cogitava se aposentar no Brasil, mas agora considera estender sua trajetória nas pistas. O fato de não sofrer lesões é algo que explica seu alto nível mesmo com 35 anos. "Eu me cuido bastante. Nunca me lesionei, faço um trabalho preventivo para não me machucar. Em relação a tempo de competição, pretendo até buscar o máximo o último dia em que for competir, quero entrar com condições de disputar a medalha de ouro", avisou.

A falta de adversárias do mesmo nível é algo que facilita o trabalho de Terezinha, afinal somente suas colegas brasileiras conseguem acompanha-la na pista. Na final dos 100 m, a final contou somente com a angolana Esperança Gicaso como "intrusa" na decisão verde e amarela - e a africana ainda foi desclassificada por ter queimado a largada.

"A atleta que eu conheço, que treina o suficiente para ganhar de mim, sou eu mesma. Não considero outra como minha adversária mais do que eu mesma", explicou Terezinha.

Terra

Dono do Liverpool ironiza oferta do Arsenal por Suárez: "o que estão fumando?"

Suárez recebeu proposta de 40.000.001 libras do Arsenal Foto: Getty Images

Suárez recebeu proposta de 40.000.001 libras do Arsenal

O dono do Liverpool, John Henry, usou da ironia para criticar a proposta oficial do Arsenal pelo atacante Luis Suárez, que deseja trocar de time no futebol europeu. Ao saber que a equipe londrina fez uma oferta de 40.000.001 libras, o empresário americano escreveu no Twitter: "o que vocês acham que eles estão fumando no Emirates? (estádio do Arsenal)".

A proposta incomum é 1 libra acima do valor necessário para ativar uma cláusula do contrato de Suárez. Segundo ela, o Liverpool precisa notificar o atacante uruguaio sobre qualquer oferta acima dos 40 milhões de libras (R$ 136 milhões) - porém, não é obrigado a vendê-lo.

A diretoria do Liverpool deve ter uma reunião com Suárez ainda nesta quarta-feira para tentar convencer o jogador a ficar. Além do Arsenal, o uruguaio é cobiçado pelo Real Madrid, que busca um atacante após negociar Higuaín com o Napoli.

Nesta quarta-feira, Suárez entrou em campo pelo Liverpool no segundo tempo e fez a jogada do segundo gol na vitória por 2 a 0 sobre o Melbourne Victory, em amistoso de pré-temporada disputado na Austrália.

Terra

Em pré-temporada na Colômbia, Sevilla sofre furto em hotel

Sevilla acusou os furtos após retornar do amistoso com o Atlético Nacional Foto: EFE

Sevilla acusou os furtos após retornar do amistoso com o Atlético Nacional

O Sevilla denunciou nesta quarta-feira que sofreu furtos no hotel onde está hospedado na cidade de Medellín, na Colômbia. O fato teria ocorrido enquanto o time estava em campo disputando uma partida amistosa com o Atlético Nacional, pela Copa Euroamericana, na noite de terça.

“Assim que chegamos ao hotel de concentração para passar a noite antes da viagem a Guayaquil (Equador), os membros da delegação teve uma surpresa desagradável. Alguns dos quartos haviam sido furtados. Não todos”, divulgou o clube espanhol em sua página oficial.

Os ladrões tiveram tempo inclusive para revirar as malas dos atletas, retirar de lá documentos e chaves de carros e casas dos membros da delegações e levar o resto dos pertences.

“Por sorte não temos que lamentar danos pessoais aos membros da delegação. Os representantes do clube e da organização doo torneio já se reuniram com a direção do Hotel San Fernando Plaza de Medellín para comunicar este desagradável acontecimento e pedir que alguém assuma as responsabilidades. O hotel já investiga o assunto por meio das gravações das câmeras de segurança”, concluiu o comunicado.

Terra

Ecclestone fala em mulher sucedê-lo na F1: "não tem ego tão grande"

Ecclestone ironiza os moldes das atuais negociações da Fórmula 1 para defender uma mulher para substituí-lo no comando da categoria Foto: Reuters

Ecclestone ironiza os moldes das atuais negociações da Fórmula 1 para defender uma mulher para substituí-lo no comando da categoria

A sucessão de Bernie Ecclestone no comando da Fórmula 1 é assunto recorrente na categoria. Vez ou outra, a acusação de envolvimento do dirigente em escândalos de corrupção ou sua alta idade (82 anos) levantam a discussão em torno do fato. Para o próprio Ecclestone, o ideal é que a próxima pessoa a chefiar a Fórmula 1 seja uma mulher.

"Por que não? Posso imaginar isso absolutamente", questiona o dirigente ao site da revista alemã Sport Bild. "Acredito que as mulheres geralmente não tem ego tão grande e não precisam ir jogar golfe para fechar um acordo", explica o chefão, ironizando os moldes das atuais negociações da Fórmula 1.

"Elas simplesmente trabalham mais duro para terem o mesmo reconhecimento que os homens. E como o ego delas é menos importante, elas também são menos subjetivas e emotivas para tomar decisões", conclui.

Na Sauber há 12 anos, sendo os últimos oito meses chefe da equipe, a indiana Monisha Kaltenborn foi recentemente especulada como um dos possíveis nomes para substituir Ecclestone. Entretanto, ela garantiu pensar apenas nos objetivos de sua equipe e não ter pretensões de assumir o posto.

"Não há nada a respeito e não gostaria de fazer isso. Acho que Bernie lida não apenas com uma, mas 12 equipes. Além disso, tenho muito objetivos que quero alcançar com a Sauber", disse a dirigente à emissora alemã SWR, na época.

Terra

terça-feira, 23 de julho de 2013

Copa Ipanema Super Masters volta dia 27

077

Novo uniforme do Força/Interouro Alimentos/Gráfica Spaço

A Copa Ipanema categoria Super Masters Grama volta para a edição de 2013 no próximo sábado, dia 27. Para a competição, o time do Força traz novidades: a equipe ganhou um novo patrocinador, a Gráfica Spaço, que será incluso no nome do time, ficando Força/Interouro Alimentos/Gráfica Spaço.

Além de trocas de jogadores, a equipe ainda traz novo uniforme e escudo. O vestuário será de camisa preta com detalhes dourados e calção branco com detalhes dourados. O escudo teve o acréscimo de uma estrela, pelo título do ano passado.

O Força estreia na Copa Ipanema no dia 27, às 13h:45 contra o Cascavel/Dedé Automóveis, no Ipanema Clube, endereço Rua Arthur Diederichsen, 255 / 267, bairro Campos Elíseos, Ribeirão Preto (SP).

 

Contatos

Nicholas Araujo
E-mail: nicholas919@gmail.com / Twitter: @nicholasnik
Blog do Esporte
URL: http://blogesports.blogspot.com.br/ / Twitter: @blogdoesporte1
E-mail: redação.blogdoesporte@gmail.com
Tel: (16) 8826-0294

Ciclistas de Ribeirão ficam perto do octa nos Jogos Regionais

Pelo terceiro dia consecutivo, a equipe de ciclismo de Ribeirão Preto (São Francisco Saúde/Powerade/Gold Meat/SME Ribeirão Preto) dominou o pódio da modalidade nos Jogos Regionais da 5ª Região Esportiva, que estão sendo realizados na cidade de Araraquara.

Neste domingo, a equipe ribeirão-pretana subiu novamente ao pódio no masculino e no feminino. No masculino, Jeovane de Oliveira conquistou a medalha de ouro na prova de resistência. A prata ficou com Daniel Rogelin, seguido do companheiro Rodrigo do Nascimento.

O time ainda somou pontos com Antoelson Dornelles, quinto colocado, Tiago Nardin, sexto, Gideoni Monteiro, que ficou em sétimo, e Maurício Knapp, que concluiu a prova na oitava colocação.

No total, a equipe masculina já conquistou oito medalhas após os três dias de disputa. Na sexta-feira, Jonatas Gomes faturou o ouro na velocidade individual. Ele ainda voltou à pista para subir ao topo do pódio na velocidade olímpica juntamente com Thiago Nardin e Vitor Medrado.

No sábado, Gideoni Monteiro levou o ouro na prova por pontos. Já Antoelson Dornelles ficou com a prata e Thiago Nardin com o bronze.

Mesmo ainda faltando as provas de BMX e mountain bike, a equipe ribeirão-pretana está muito próxima do octacampeonato consecutivo dos Jogos Regionais. Até o momento, a equipe soma 83 pontos.

FEMININO - No feminino, as ciclistas de Ribeirão Preto fizeram uma dobradinha na prova de estrada. Gimena Stocco ganhou o ouro, enquanto Mariane Ferreira ficou com a prata.

Com isso, as meninas já conquistaram seis medalhas na competição. No primeiro dia, Mariane Ferreira foi ouro na velocidade individual. Ele ainda formou dupla com Gimena Stocco na conquista do ouro na velocidade olímpica.

No sábado, Gimena Stocco foi a vencedora da prova por pontos, enquanto Mariane Ferreira levou a prata.

Site Botafogo-SP

Poliana e Ana Marcela fazem dobradinha nos 10 km e levam ouro e prata

 

Poliana Okimoto e Ana Marcela Cunha conquistaram nesta terça-feira mais duas medalhas para o Brasil no Mundial de Esportes Aquáticos. Depois de subirem no pódio com prata e bronze no sábado na prova de 5 km, desta vez as nadadoras fizeram a dobradinha na disputa dos 10 km em Barcelona, na Espanha: Poliana foi ouro, deixando a compatriota com o segundo lugar. 

Em uma prova com final emocionante disputada no Porto de Barcelona, as duas brasileiras disputaram braçada a braçada a liderança do pelotão depois dos 7,5 km de percurso. Ana Marcela acelerou o ritmo e assumiu a liderança, seguida por Poliana, que ultrapassou a compatriota nos momentos finais. 

Poliana garantiu a medalha de ouro com o tempo de 1h58min19s2, com uma pequena vantagem sobre Ana Marcela, que completou os 10 km 0s3 atrás. O bronze ficou com a alemã Angela Alexandra Maurer, a 1s.

Ao final da disputa, Poliana não conteve as lágrimas ao lembrar a volta por cima em menos de um ano - em agosto de 2012, a brasileira se sentiu mal e abandonou a disputa da prova dos 10 km dos Jogos Olímpicos. 

"Muita gente queria me aposentar depois de Londres, após uma prova horrível que aconteceu lá", disse Poliana, chorando muito. "Essa prova de 10 km é muito difícil. Vale muito a pena quando a gente consegue o objetivo, estou muito feliz", acrescentou.

Esta foi a terceira medalha de Poliana em Mundiais, a primeira de ouro. Além do título desta terça, ela havia sido prata nos 5 km no último sábado e conquistado o bronze na edição de 2009 do torneio.

Brasileiras já haviam subido no pódio na prova dos 5 km, no sábado Foto: EFE

Brasileiras já haviam subido no pódio na prova dos 5 km, no sábado

Ana Marcela, 21 anos, possui o mesmo número de pódios, também com uma medalha de cada material: ouro na prova dos 25 km no Mundial de Xangai 2011, prata nesta terça nos 10 km e bronze nos 5 km, no sábado. 

A dobradinha de Poliana e Ana Marcela deixa o Brasil, atualmente, na terceira posição do quadro de medalhas do Mundial de Barcelona, com um ouro, duas pratas e um bronze. A China lidera a classificação, com seis medalhas (três ouros e duas pratas), logo à frente da Rússia (três douradas e uma de prata).

Terra