segunda-feira, 4 de abril de 2016

Chelsea confirma acerto, e Conte assumirá o time inglês após a Euro

(Foto: Reuters)


O  Chelsea confirmou nesta segunda-feira que o italiano Antonio Conte vai substituir o interino Guus Hiddink na função de treinador do clube. Como já era esperado, ele assumirá o novo clube apenas na próxima temporada, após comandar a Itália na Eurocopa da França, e acertou um contrato válido por três temporadas com os ingleses.

- Estou empolgado com a chance de trabalhar no Chelsea. Tenho orgulho de ser o treinador da seleção de meu país e apenas a chance de treinar um time como o Chelsea poderia me tirar de lá - disse o técnico, no comunicado divulgado no site do clube.

Tradição italiana no Chelsea

O acerto entre as duas partes já era dado como certo desde fevereiro - o argentino Diego Simeone era até então o seu principal concorrente na preferência dos dirigentes ingleses, mas não se mostrou empolgado para deixar o Atlético de Madrid. Massimiliano Allegri, do Juventus, também era cotado, mas agora o Chelsea tratou de dar fim a possíveis rumores ao oficializar o treinador italiano.

- Estou contente que fizemos o anúncio agora. Assim as coisas ficam claras e encerramos qualquer especulação. Vou continuar a focar no meu trabalho com a seleção italiana e vou me reservar a falar novamente do Chelsea depois da Euro - completou o treinador.

O ex-jogador de Lecce e Juventus assume o atual campeão inglês após uma temporada turbulenta, que começou com José Mourinho e terminará com o holandês Guus Hiddink - pior, sem títulos. Ele dá continuidade a uma tradição de italianos no Stamford Bridge e será o quinto treinador da Velha Bora à frente dos Blues, após Gianluca Vialli, Claudio Ranieri, Carlo Ancelotti e Roberto Di Matteo.

Títulos e polêmicas no currículo

Nascido em 31 de julho de 69 em Lecce, Antonio Conte tem um currículo invejável.  Meio-campista, venceu cinco títulos nacionais com o Juve como jogador, sendo o último deles em 2003. Conquistou a Liga dos Campeões de 96, superando o Ajax. Disputou a Copa de 94 e o europeu de 2000, pendurando as chuteiras em 2004, após quase 300 partidas pela Velha Senhora em 13 anos. 

No ano seguinte, iniciou sua promissora carreira como treinador no Arezzo. Ganharia destaque ao conquistar a segunda divisão italiana em 2009, pelo Bari. Após passagens por Atalanta e Siena, chegaria ao time de Turim, onde em três temporadas venceu três títulos nacionais, sendo eleito por duas vezes o melhor treinador do país, o que rendeu um convite da federação local para assumir a Azzurra após a Copa do Mundo de 2014.

Apesar das grandes conquistas dentro e fora dos gramados, Conte já passou por momentos controversos. Duas vezes como treinador e uma como jogador viu seu nome ser envolvido em escândalos de apostas e combinações de resultados. No último, chegou a ser punido com 4 meses de suspensão de atividades esportivas, não comandando o Juve no início da última temporada do futebol italiano.

Globo Esporte