quarta-feira, 6 de abril de 2016

Por ameaça de morte a juiz, Federação Mineira fecha estádio de clube como punição

Próximo rival do Atlético-MG no Campeonato Mineiro, neste domingo, o Tricordiano foi punido pela Federação Mineira de Futebol (FMF) por conta de ameaça de morte ao árbitro Gabriel Murta Barbosa Maciel, relatada na súmula da derrota para o Tupi no último sábado. Baseada no artigo 22 do regulamento do estadual, a entidade inbilitou o Estádio Elias Arbex, em Três Corações.

No entanto, a partida contra o Atlético-MG será a última rodada do Campeonato Mineiro e fora de casa, no Independência. O Tricordiano está na décima colocação e briga contra o rebaixamento. O artigo diz que um estádio pode ser fechado se for "registrado algum episódio de violência, ou falhas graves na estrutura". A informação foi publicada pelo site mineiro Superesportes.

De acordo com a súmula feita pela no jogo contra o Tupi, já no intervalo do jogo, quando o placar ainda era de 0 a 0, Alisson Veloso Ricardo, diretor do Tricordiano, invadiu o campo para fazer ameaças ao árbitro. "Gabriel, você é um b...! Veio aqui a mando da Federação pra fazer resultado. Você não sai daqui hoje! Vamos te pegar! Vai se f...! Ladrão!", relatou..

Gabriel Murta escreveu ainda que o presidente do clube, Gustavo Vinagre, tentou invadir o campo durante os acréscimos da segunda etapa, sendo contido pela Polícia Militar. Após o apito final, no entanto, Vinagre conseguiu chegar junto aos árbitros e teria dito: "Você acha que vai vim aqui e fazer resultado? Eu vou te matar! Eu sou bandido! Vou encher seu carro de bala! Você não sai daqui hoje! Você veio fazer resultado para a Federação. Você conseguiu tudo que você queria seu safado, ladrão!"

O Tricordiano pode receber punição ainda mais rigorosa da Justiça desportiva. Em contato com o Superesportes, o procurador do Tribunal de Justiça Desportiva de Minas Gerais, Leonardo Barbosa, teria confirmado que oferecerá a denúncia contra os dirigentes do clube de Três Corações.

ESPN