quinta-feira, 14 de abril de 2016

Seca de Neymar e Messi escancara críticas e trauma do Barça na Champions

(Foto: ALBERT GEA/Reuters)


O Barcelona acabou eliminado da Liga dos Campeões nesta quarta (13) contra o Atlético de Madri e viu o sonho de levantar a taça da competição duas vezes seguidas chegar ao fim. A equipe, considerada a melhor do mundo principalmente por seu trio de ataque, agora vive momentos de questionamentos e pressão pelo título do Campeonato Espanhol.

Na última quarta-feira, o Barcelona deixou escapar o sonho do bicampeonato da Liga dos Campeões mais uma vez. Dois de seus grandes nomes de ataque vivem seca:  Neymar e Messi. 

O Barça jamais venceu o torneio duas vezes seguidas. Como Liga dos Campeões, a equipe liderada por Ronaldinho Gaúcho e que tinha Frank Rijkaard como treinador venceu na temporada 2005/06 e não conseguiu repetir o feito no ano seguinte.

Na temporada 2008/09, com Pep Guardiola no comando, novamente o time venceu e não repetiu o feito.

Desta vez, o Barcelona de Neymar, Messi e Suárez vinha como o favorito ao bicampeonato, o que não se concretizou após a eliminação para o Atlético de Madri.

As secas de Lionel Messi e Neymar

Neymar está há quatro partidas sem marcar. Balançou as redes pela última vez no empate da equipe contra o Villarreal.

A fase de Messi está pior. O argentino não marca há cinco jogos pelo Barcelona. Marcou contra o Arsenal nas oitavas da Liga dos Campeões e depois passou em branco contra Villarreal, Real Madrid, Real Sociedad e os dois jogos contra o Atlético de Madri na Liga dos Campeões.

O time não vence há um mês

O Barcelona já tinha até data para levantar o troféu de campeão espanhol. Mas agora vem caindo há um mês. Desde o dia 12 de março que a equipe não vence no Campeonato Espanhol. A situação piorou após a derrota contra o Real Madrid por 2 a 1. 

Na ocasião, o time venceu o Getafe por 6 a 0. Daquele jogo até aqui, foram duas derrotas e um empate.  Em oito pontos de vantagem na competição e agora são apenas três sobre o vice-líder Atlético de Madri e quatro sobre o terceiro colocado Real Madrid. Na Liga dos Campeões, quase perdeu o primeiro jogo contra o Atlético de Madri, que saiu vencendo, mas teve Fernando Torres expulso, o que complicou o time de Diego Simeone. 

Críticas ao time e a Neymar

A imprensa espanhola não poupou críticas ao Barcelona e a equipe que já vinha sendo questionada pelo que vem apresentando no Campeonato Espanhol, agora foi detonada pelos jornais. O catalão Sport questionou a capacidade de Neymar brigar pela Bola de Ouro.

"Se acredita que algum dia vá ganhar a Bola de Ouro, já pode começar a se mexer porque com partidas como essas fica claro. A alguns lembra mais Robinho do que Ronaldinho, ao menos se falarmos das últimas semanas", criticou a publicação.

O Mundo Deportivo também não foi carinhoso com o Barça. "Desde a derrota no clássico (contra o Real Madrid, dia 2 de abril) não levantam a cabeça. Agora resta o Campeonato Espanhol e a Copa do Rei", opinou o jornal, que ainda traz em sua capa desta quinta (14): "Um Barça desconectado e sem convicção cai no Calderón e não poderá repetir o Triplete". 

Frases após o jogo

Filipe Luis (lateral do Atlético): "Queremos evitar o Real Madrid. Conhecemos uma ao outro muito bem e espero que não peguemos eles. Como disse, são muito difíceis nessa competição"

Diego Simeone (técnico do Atlético): "Estar em dois dos três últimos anos entre os quatro melhores da Europa é um passo importante, mas não extraordinário, porque espero que aconteça mais".

Luis Enrique (técnico do Barcelona): "É uma evidência (a eliminação). Não estamos no nosso melhor momento nem no mais efetivo, principalmente se levarmos em conta outros momentos da temporada"

Griezmann (atacante do Atlético): "Estamos felizes, terminamos a partida com 11 homens em campo. Sabíamos que seria diferente aqui. Trabalhamos muito defensivamente e nós merecemos (a vitória)"

UOL Esporte