segunda-feira, 25 de abril de 2016

Sete e Comercial se classificam após novo 0 a 0 nas semifinais

(Foto: Reprodução/Diário Corumbaense)


A rede não balançou em nenhum dos quatros jogos das semifinais do Campeonato Sul-Mato-Grossense 2016. Mesmo com jogos de ida e volta, Sete de Dourados, Operário, Comercial e Corumbaense não foram eficientes e a decisão para a final foi decidida na melhor campanha.

Em jogo no Estádio Jacques da Luz, Comercial e Corumbaense fizeram novamente uma final pegada, mas que acabou empatada sem gols e colocou o Colorado mais uma vez na final do estadual. Com o gramado ruim, as equipes pouco criaram e as chances de gols foram mínimas. O Corumbaense ainda teve Adaílton expulso, aos 33 minutos do segundo tempo, o que dificultou mais a chegada da equipe ao gol adversário.

Nos acréscimos aconteceu a grande polêmica do jogo. Aos 48 minutos, o time visitante fez o gol da classificação, mas o auxiliar marcou impedimento. Jogadores e comissão técnico do Carijó da Avenida reclamaram da arbitragem e o tumulto foi generalizado. A diretoria utilizou as redes sociais para reclamar sobre uma possível manipulação de resultados. Confira:

Uma luta sem fim!

Longas batalhas enfrentamos nessa longa trajetória de mais de 100 anos.

Uma torcida apaixonada, uma cidade acolhedora, um povo hospitaleiro não merece isso: um descaso por conta de uma entidade manipuladora que pensa em seu próprio nariz.

Vamos seguindo nosso caminho! Vamos em busca desse objetivo.
Será que 2017? Não sei!

Vamos repensar e ver se realmente vale a pena continuar nessa estrada que nunca tem fim... ou um fim que sempre se repete!

Vamos dar o devido valor aos patrocinadores, comissão técnica, elenco, diretores e todos os envolvidos. E em especial a essa torcida maravilhosa que sempre esteve ao nosso lado: meu MUITO OBRIGADO sou Corumbaense até morrer.

Mais tarde, em Dourados, Sete e Operário também empataram em 0 a 0 e o resultado deu a classificação para o Douradão. A partida também foi marcada por várias expulsões, onde os atletas Eduardo Arroz e Fagner, do Sete, e Caique e Anderson Paulista, do Operário, foram mais cedo para o chuveiro. O treinador de goleiros Ricardo Gral também foi expulso. O treinador Celso Teixeira, no reinício da etapa final, também foi expulso pela arbitragem.

Agora Comercial e Sete aguardam a definição da Federação sobre horário e o local da grande decisão do estadual. As duas equipes, no entanto, já garantiram vaga para a série D do Campeonato Brasileiro deste ano.

(Foto: Jed Vieira/Divulgação)