domingo, 17 de abril de 2016

Técnico do Leicester evita reclamar de arbitragem: 'Julgo os meus atletas, não o juiz'

(Foto: Getty Images)


Depois de uma arbitragem polêmica de Jonathan Moss no empate do Leicester City com o West Ham por 2 a 2, neste domingo, o técnico do líder do Campeonato Inglês, Claudio Ranieri, evitou ficar reclamando depois da partida.

Moss mostrou o segundo cartão amarelo a Jamie Vardy aos 11 minutos do segundo tempo por uma simulação. No fim do jogo, quando o Leicester vencia por 1 a 0, ele marcou um pênalti inexistente ao West Ham.

Na sequência, depois de a equipe da casa ter sofrido a virada, o árbitro não marcou uma penalidade para o líder em cima de Huth e acabou assinalando outro pênalti inexistente. Só que dessa vez foi a favor dos mandantes, que chegara, ao empate na cobrança.

"A expulsão mudou nosso jogo. Porém, eu julgo os meus atletas, não o juiz. O juiz não é uma questão minha", afirmou o treinador. "Nossa atuação foi fantástica, essa é nossa alma, jogamos todo jogo assim, com sangue, coração e alma. Isso foi magnífico. Este ponto é muito importante psicologicamente."

Quem também comentou sobre a partida e a força de vontade do Leicester foi o lateral direito Danny Simpson. "Mostramos hoje nosso espírito coletivo e união. (...) Vamos lutar até a morte. Não podemos controlar outras coisas, podemos lutar e trabalhar duro", disse odefensor. "Psicologicamente, isso vai nos dar um enorme impulso."

Pela próxima rodada do Campeonato Inglês, o Leicester City receberá o Swansea City no King Power Stadium, no domingo, às 12h15 (de Brasília).

ESPN