quinta-feira, 28 de abril de 2016

Volante comenta expectativa de estreia do Botafogo-SP no Campeonato Brasileiro

(Foto: Luis Augusto/Agência Botafogo)


A partir do dia 22 de maio, 20 equipes começam a disputa da série C do Campeonato Brasileiro. Divididas em dois grupos de 10 times, as partidas acontecem em turno e returno e quatro clubes se classificam para a próxima fase, além de duas equipes de cada chave que caem para a série D de 2017.

Na expectativa da sua volta a terceira divisão, o Botafogo de Ribeirão preto vive um dilema para este ano. Após um Campeonato Paulista irregular, onde o tricolor foi ameaçado de rebaixamento até a última rodada, o Brasileiro pode se tornar um divisor de águas para a próxima temporada. E uma peça importante para o sucesso para esse campeonato é o volante Rodrigo Thiesen. 

Titular do Pantera desde o ano passado, o atleta não esconde a ansiedade de participar da competição, que para ele é bem mais difícil e decidida nos detalhes do que o estadual e até mesmo do que a série D nacional, onde o tricolor foi campeão em 2015.

“Começamos o trabalho sabendo que fizemos nossa parte no primeiro semestre, que era deixar o time na elite do Paulista. Agora vem a Série C. São vários times que têm história e tradição. É uma competição muito equilibrada e vamos fazer uma grande preparação para conquistar o objetivo do Botafogo, que é o acesso”, diz.

A primeira partida do Botafogo será contra o Mogi Mirim, no Estádio Santa Cruz, o que pesa ainda mais em uma boa estreia do Brasileirão. Para Thiesen, o trabalho da diretoria e o empenho da comissão técnica e jogadores podem fazer a diferença. “A diretoria está contratando, o que é bom. Aumenta a disputa do elenco. E vai contratar ainda mais peças de qualidade para nos deixar mais fortes. Estamos já começando os trabalhos e vamos fazer uma grande preparação. O objetivo está traçado que é o acesso”, finaliza.