quinta-feira, 5 de maio de 2016

Após incidentes com Vettel, Kvyat é rebaixado, e Verstappen correrá pela Red Bull

(Foto: Getty Images)


Nada como dois incidentes seguidos com o piloto que deu quatro títulos mundiais à Red Bull na Fórmula 1 para que o status de Daniil Kvyat mudasse.

Após uma largada "suicida" no GP da China e dois toques que tiraram Sebastian Vettel ainda na primeira volta da corrida em casa, em Sochi, o russo foi rebaixado pela escuderia austríaca e voltará a correr pela Toro Rosso. Em seu lugar, já a partir da próxima etapa, na Espanha, vai entrar o jovem holandês Max Verstappen.

A possibilidade de troca entre os pilotos havia sido levantada pelo consultor da Red Bull, Helmut Marko, no começo desta semana.

"Com Red Bull Racing e Toro Rosso, estamos na posição privilegiada de ter quatro contratos de longa duração com a Red Bull (a empresa proprietária das duas escuderias). Assim, temos flexibilidade para trocá-los entre as duas escuderias", explica o chefe da equipe-mãe, Christian Horner, em comunicado.

"Max tem provado ser um jovem talento fora-de-série. Sua performance na Toro Rosso tem sido impressionante até agora, e nós estamos deliciados em dar a ele a oportunidade de guiar pela Red Bull Racing. Dany será capaz de continuar seu desenvolvimento na Toro Rosso, em uma equipe que ele está familiarizado, dando a ele a chande de reconquistar sua forma e mostrar seu potencial", continuou.

Aos 18 anos, o filho do ex-piloto holandês Jos Verstappen prossegue com sua ascensão meteórica na F-1. Décimo colocado no atual campeonato, Mas disputou seu primeiro GP em março de 2015, com 17 anos - sem ter na época a carteira de motorista.

Kvyat, de 22 anos, entrou na principal categoria do automobilismo pela Toro Rosso em 2014 e já na temporada seguinte chegou à Red Bull para substituir... Vettel.

Os problemas entre ambos aconteceram nas duas provas mais recentes do calendário: na China, o russo largou de forma agressiva e "assustou" o alemão, que quase bateu em seu companheiro de Ferrari, Kimi Raikkonen - antes do pódio, o tetracampeão (2º) disse que Kvyat (3º) parecia um "torpedo" na largada, e a resposta foi: "Isso é uma corrida de carros".

Já na Rússia, também na primeira volta, o agora piloto da Toro Rosso acertou Vettel na traseira antes e depois da segunda curva, causando o abandono do ferrarista. Após ver as imagens do acidente, o ex-Red Bull foi conversar com Christian Horner ainda no pit lane de Sochi e depois, à imprensa, disse não ter nada contra o russo, mas criticou sua atuação - Kvyat, posteriormente, pediu desculpas.

Em vão...

ESPN