segunda-feira, 16 de maio de 2016

Após título, Rogerinho sobe nove posições no ranking; Murray volta ao 2º lugar

(Foto: AFP)


A atualização do ranking da ATP nesta semana foi favorável para a maioria dos tenistas brasileiros. Após ter faturado o primeiro título no ano, Rogério Dutra Silva foi o jogador que mais ganhou posições na semana. Já Thomaz Bellucci, apesar do pneu histórico que aplicou no melhor da atualidade, Novak Djokovic, perdeu espaço.

A conquista do Challenger de Bordeaux, na França fez Rogerinho subir nove lugares, ocupando agora a 85ª colocação. Caso volte a subir, o tenista pode alcançar o ranking mais alto da carreira aos 32 anos, visto que a melhor posição foi um 84º lugar.

Melhor brasileiro da atualidade, Thomaz Bellucci fez uma partida histórica contra Djokovic na última quinta, com direito a pneu em cima do número um. Contudo, com a eliminação nas oitavas de final do Masters 1000 de Roma, Bellucci desceu duas colocações e hoje é o 39º.

Quem continua em alta é Thiago Monteiro. Mesmo com a eliminação nas oitavas em Bordeaux, o cearense subiu mais quatro posições e aparece em 139º, melhor ranking de sua carreira.

André Ghem e João Souza, o Feijão, conquistaram uma posição e aparecem em 166º e 185º, respectivamente. Já Guilherme Clezar ultrapassou seis adversários e é o 175º.

Nesta segunda, Monteiro, Clezar, Ghem e Feijão começam a disputar a fase qualificatória em busca de uma vaga no segundo Grand Slam do ano, Roland Garros.

No top 10 mundial, mudança novamente na segunda colocação - já que o primeiro lugar de Novak Djokovic continua inalcançável. Com o título no Masters 1000 de Roma, o britânico Andy Murray voltou ao posto de segundo melhor tenista da ATP, devolvendo Roger Federer à terceira colocação.

A maior queda entre os tenistas de elite foi a de David Ferrer. Presente no top 10 desde 2010 e antigo número 3 do mundo, o espanhol caiu três posições e agora é o 12º. O jovem canadense Milos Raonic alcançou a nona colocação e Richard Gasquet voltou ao 10º posto.

A queda para Andy Murray na semifinal de Roma fez o francês Lucas Pouille saltar 21 posições e chegar ao posto de número 31 da ATP, o melhor em sua curta carreira. Quem também conquistou o melhor índice da vida foi o australiano Nick Kyrgios, que ultrapassou Kevin Anderson, da África do Sul, e agora é o 19º.

ESPN