domingo, 8 de maio de 2016

Atlético-MG pode chegar ao 5º título em estádio que virou "salão de festas"

(Foto: Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro)


O Independência é a casa do Atlético-MG desde a sua reabertura, em abril de 2012. O clube tem até uma parceria com a BWA, empresa responsável por gerenciar o estádio. Entretanto, quando o assunto é título, o local predileto dos alvinegros é o Mineirão. O lugar já recebeu até a alcunha de "salão de festas".

No período em que adotou o Campo do Horto como mandante, a equipe faturou apenas um título no lugar: o Campeonato Mineiro de 2012. As demais conquistas ocorreram no Gigante da Pampulha ou fora de seus domínios.

A forma como os atleticanos se referem ao Mineirão tem um motivo óbvio. Em três anos desde a reinauguração do estádio para a disputa da Copa das Confederações e o Mundial disputados no Brasil, o Atlético obteve quatro conquistas no lugar.

Em 2013, o time então comandado por Cuca venceu o Campeonato Mineiro sobre o Cruzeiro – como visitante – no Gigante da Pampulha. O local recebeu também a finalíssima da Copa Libertadores da América daquele ano. E o Galo não decepcionou ao bater o Olimpia, do Paraguai, na decisão por pênaltis.

Um ano após conquistar a América no estádio, o Atlético utilizou o local para disputar a Recopa Sul-Americana. A vítima da vez foi o Lanús, da Argentina. O triunfo e o consequente título só chegaram após a prorrogação. Na mesma temporada, o time bateu o Cruzeiro na decisão da Copa do Brasil, novamente no Mineirão.

Neste domingo, às 16h (de Brasília), o Atlético volta sonhar com um troféu no estádio. O duelo é válido pela finalíssima do Campeonato Mineiro e o adversário será o América-MG. Para alcançar a taça, a equipe necessita de um triunfo, já que perdeu no jogo de ida por 2 a 1.

UOL Esporte