domingo, 22 de maio de 2016

Calendário volta a atrapalhar, e Brasil fará até amistoso sem time completo

(Foto: Reprodução)


A seleção brasileira começa a desembarcar nos Estados Unidos neste domingo (22). Com foco na preparação para a Copa América Centenário, Fabinho, Gil, Hulk, Marquinhos, Philipe Coutinho e Willian iniciam a concentração em Manhattan Beach, cidade próxima a Los Angeles. Dunga, no entanto, só terá todos os seus convocados à disposição mais de uma semana depois, no dia 30.

Um dos obstáculos do comandante é o calendário do Brasileirão, que não tem pausas, apesar da data Fifa. Com isso, Gabigol, Lucas Lima e Alisson só chegarão na segunda-feira (23), dia do primeiro treinamento. Elias, que defenderá o Corinthians na Bahia, contra o Vitória, só conseguirá chegar na terça.

Daniel Alves, que disputa a final da Copa do Rei neste domingo, chega no dia 25 por causa de tratamento médico.

Outro obstáculo para Dunga ter o sonhado treino com todos os atletas à disposição é a final da Liga dos Campeões. Casemiro e Filipe Luís perderão até o amistoso contra o Panamá, que será disputado em Denver, no dia 29. Jogadores do Real Madrid e do Atlético, a dupla chega aos Estados Unidos apenas no dia 30.

Nada que Dunga já não esteja acostumado. Em todos os jogos das Eliminatórias, a seleção enfrentou este tipo de dificuldade. Não à toa, o comandante tem tentado diferentes estratégias para ter seus atletas o mais rápido possível, como foi a concentração em São Paulo antes de enfrentar a Argentina. 

Além de ser um torneio oficial, a Copa América é fundamental para Dunga colocar seu estilo no time. O comandante não cansa de citar que tem pouco tempo para treinos e a possibilidade de reunir os jogadores por quase 40 dias (se chegar até a final) é rara no calendário da seleção.   

O Brasil estreia na Copa América contra o Equador, no dia 4, em Pasadena, na Califórnia. Depois, enfrenta Haiti e Peru para completar os duelos da fase de grupos da competição. 

UOL Esporte