terça-feira, 17 de maio de 2016

Diretoria do Atibaia ajuda atleta a recuperar a visão após o fim da Série A3

(Foto: Divulgação/Atibaia)


Na última semana, o volante Thierry, que defendeu o Sport Club Atibaia nas últimas três temporadas, foi diagnosticado com Ceratocone, doença que afeta o formato e espessura da córnea, e que pode até cegar.

Com dificuldade para enxergar, principalmente em jogos noturnos, o jogador aguardou até o fim da Série A3 para realizar a cirurgia, chamada Crosslinking. O médico Marcelo Vieira foi o responsável pelo procedimento, que aconteceu no Instituto Oftalmológico Paulista.

O Ceratocone é uma doença que afeta o formato e a espessura da córnea, provocando a percepção de imagens distorcidas. A evolução do ceratocone é quase sempre progressiva com o aumento do astigmatismo e miopia e acentuada baixa de visão. O diagnóstico definitivo desta patologia é feito com base nas características clínicas e com exames objetivos como a tomografia e topografia de córnea.

Mesmo com seu contrato tendo chegado ao fim, a diretoria do Falcão fez questão de custear parte da cirurgia ao lado dos empresários do atleta. 

“Vinha atuando com dificuldade para enxergar, principalmente em jogos à noite. Jogamos em estádios em que a iluminação não é tão boa quanto as grandes arenas, e com o fim da competição, precisei passar por essa cirurgia. Agradeço imensamente ao presidente do clube, Alexandre Barbosa, que mais uma vez mostrou sua preocupação com o lado humano dos atletas, algo raro no futebol. Agradeço também aos meus empresários e ao médico Marcelo Vieira pela cirurgia bem sucedida que realizou em mim”, agradeceu o volante.

Ainda segundo o meio-campista, a intervenção foi considerada um sucesso. O jogador já foi inclusive liberado para voltar às atividades. “Agora voltarei ainda mais confiante para seguir minha carreira e fazer o que mais sei, que é jogar futebol”, comemorou. Na Série A3 deste ano, Thierry foi o quarto jogador que mais atuou no elenco (22 das 25 partidas). Somou 1747 minutos em campo e fez dois gols na competição. 

Crosslinking
O crosslinking da córnea para ceratocone é um novo tratamento cirúrgico desenvolvido com a finalidade de aumentar a resistência da córnea, aumentando sua estabilidade. Consiste na ligação do colágeno da córnea com a riboflavina (VITAMINA B2). O objetivo é minimizar ou parar a progressão do ceratocone e com isso estabilizar na situação atual ou após um tratamento prévio (como anel Ferrara, por exemplo) evitar futuro transplante de córnea.