quarta-feira, 18 de maio de 2016

Ferrari e Red Bull marcam para Mônaco novos testes do Halo e do Aeroscreen

(Foto: Getty Images)


A Ferrari e a Red Bull vão colocaram frente a frente as suas soluções para ampliar a proteção dos pilotos dentro dos cockpits. E o 'embate' vai acontecer durante os treinos para o GP de Mônaco, a sexta etapa da temporada 2016. A equipe italiana chegou a testar o Halo, que originalmente foi desenvolvido pela Mercedes, durante os dois últimos dias de atividades ainda da pré-temporada, em março. Já a esquadra dos energéticos apresentou o Aeroscreen na primeira sessão livre do GP da Rússia, no mês passado.

O Halo é uma espécie de arco e possui uma coluna única fixada bem à frente da cabeça do piloto e mais grossa do que se mostrava aparentemente nas simulações. A peça ainda vem presa por duas hastes nas laterais do carro e a parte de cima funciona como uma auréola.

 Já o Aeroscreen é um parabrisa de policarbonato e que passou por testes de resistência e impacto antes de ser colocado para avaliação de pista. Daniel Ricciardo foi quem conduziu o primeiro teste do equipamento em Sóchi. 

Após a primeira aparição do Aeroscreen, a peça ganhou a preferência da maioria dos pilotos na comparação com o Halo, especialmente por razões estéticas e de segurança.

A FIA pretende introduzir algum tipo de proteção nos carros para o próximo ano e já anunciou que o prazo final para uma decisão foi marcado para 1º de julho. E, de acordo com informações da imprensa espanhola, a Ferrari vai apresentar em Monte Carlo uma versão atualizada do Halo. Entende-se que as barras protetoras agora serão feitas em titânico e terão novo design. Já a Red Bull trabalha para melhorar a visibilidade.

UOL Esporte