sexta-feira, 20 de maio de 2016

Galeão inaugura o Píer Sul com 26 novas pontes de embarque

(Foto: Roberto Castro/brasil2016.gov.br/ME)


O Aeroporto Internacional do Galeão, no Rio de Janeiro, ganhou novo fôlego para absorver a demanda de passageiros durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos. Com investimentos de R$ 2 bilhões, a RIOGaleão, concessionária que administra o terminal, inaugurou nesta quinta-feira (19.05) o Píer Sul, estrutura de 100 mil m² que conta com 26 novas pontes de embarque, dentre elas três com especificações técnicas para acomodar as maiores aeronaves do mundo.

O Galeão agora passa a ter 58 pontes de embarque, o maior número entre os aeroportos da América do Sul. Além disso, o pátio passou de 500 mil m² para 760 mil m² e os balcões de check–in no Terminal 2 aumentaram de 111 para 174. Uma nova alameda de serviços vai diversificar a oferta de opções de alimentação, facilidades e entretenimento para os clientes.

“Temos por volta de 40 mil passageiros por dia normalmente, mas, no dia posterior ao evento de encerramento das Olimpíadas, vamos ter 90 mil aqui. É um desafio, mas acho que todos estão preparados para fazer da melhor forma possível. As Olimpíadas serão sem dúvida uma vitrine para atrair mais turistas e o aeroporto vai estar preparado”, disse Luiz Rocha, presidente da RIOGaleão, concessionária que administra o espaço desde agosto de 2004 e é formada pela Odebrecht TransPort, Changi Airports International e Infraero. 

Investimentos
A entrega do Píer Sul marca o fim de uma das fases de investimentos da concessionária. O plano é investir R$ 5,2 bilhões até 2039. Novas tecnologias, centro de operações, sistema de ar-condicionado, acessibilidade, elevadores e escadas rolantes: todos esses pontos receberam investimentos durante os últimos dois anos. “No pico das obras, o consórcio construtor chegou a gerar mais de 7 mil empregos. Trabalhamos de forma ininterrupta para que esse objetivo fosse alcançado e, agora, podermos oferecer um aeroporto com qualidade compatível aos melhores do mundo, pronto para receber 1,5 milhão de visitantes durante as Olimpíadas”, completou Luiz Rocha.

O Píer Sul tem um quilômetro de extensão e conta com 14 esteiras rolantes, com comprimentos de até 100 metros, quatro elevadores e seis escadas rolantes. No Terminal 2, também foram feitas melhorias, incluindo a instalação de seis pórticos de Raios-x, 14 elevadores e 16 escadas rolantes. A revitalização e automatização dos sistemas de energia, assim como de um novo sistema de sonorização totalmente digital, serão concluídas antes das Olimpíadas.

(Foto: Roberto Castro/brasil2016.gov.br/ME)


“Por questão de segurança, a partir desta sexta-feira (20.05) vai ser feita uma varredura pela Polícia Federal na nova área. Os primeiros voos do local partem a partir de segunda-feira (23.05). Gradualmente, outros voos poderão usar o píer também”, explicou Luiz Rocha. Também na segunda, será inaugurado o novo Welcome Center, espaço localizado no desembarque do Terminal 2 com informações turísticas sobre a cidade e o estado do Rio de Janeiro, além de orientações sobre transportes e sobre o aeroporto. O projeto, parceria com RioTur e Secretaria de Turismo, capacitou uma equipe trilíngue para atender os visitantes.

Avanço
A inauguração teve a presença do ministro do Esporte, Leonardo Picciani; do prefeito do Rio, Eduardo Paes; do presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), José Ricardo Botelho; do secretário executivo do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI), Moreira Franco; e do ministro dos Transportes, Maurício Quintella.

“É um avanço, uma qualificação de um símbolo do Rio, que é o Aeroporto do Galeão. Além disso, a cidade passa a contar com um aeroporto entre os melhores do mundo para dar conforto, condições de receber bem os turistas desde a sua chegada ao Rio. É uma obra importante, resultado do sucesso da parceria público-privada, mostrando que é possível o poder público ser o indutor do desenvolvimento, através da atração de investimentos privados”, afirmou o ministro do Esporte, Leonardo Picciani. 

Para o prefeito do Rio, Eduardo Paes, o novo Galeão guarda relação estreita com os Jogos Olímpicos. “A grande razão de se trazer Jogos Olímpicos para um país e cidade é aquilo que a gente pode deixar para o país e a cidade: o legado físico, tangível, que eu acho que cada vez fica mais claro no Rio. Não é só a festa, mas essa oportunidade de a cidade avançar. Acho que o Galeão vem como uma espécie de cereja desse bolo de legado do Rio”.

Moreira Franco afirmou que a modernização e a ampliação da estrutura permitem que o Galeão se posicione como um aeroporto central na América do Sul. “Eu vejo que o Galeão está preparado adequadamente do ponto de vista de infraestrutura e qualidade de serviços para poder criar aqui um grande polo de distribuição. O Rio sempre foi a porta de entrada não só para o Brasil, mas para a  América do Sul. É fundamental para a cidade que nós possamos novamente ser essa porta de entrada. Isso gera emprego, riqueza, mas gera sobretudo a possibilidade de convivência cultural e humana”, disse.  

Serviços
O novo Galeão também conta com infraestrutura ampliada nas áreas de duty free e comércio. A Dufry inaugurará, no dia 23, um espaço de 8.000 m², com áreas exclusivas para marcas cariocas. Há, ainda, um total de 6 mil m² dedicados a quatro salas vips, que serão inauguradas até as Olimpíadas e operadas por companhias aéreas e uma parceira reconhecida internacionalmente.

O aeroporto passa a contar com 24 mil m² de área comercial, entre lojas e restaurantes. Com as novas operações, o RIOgaleão alcançará a marca de mais de 100 novos estabelecimentos trazidos para o aeroporto que serão abertos, aos poucos, até os Jogos Olímpicos. Também será oferecido um novo serviço de câmbio de moedas.

Também na segunda-feira (23.05), será lançado o aplicativo do RIOgaleão para smartphones, com serviço de navegação indoor. Será possível acompanhar voos, estimar o tempo para chegar ao aeroporto e pagar o estacionamento. Na ferramenta estão todos os canais de comunicação com o RIOgaleão, inclusive atendimento online, e informações sobre os transportes públicos nos arredores, lojas e restaurantes do aeroporto. Totens de auto-atendimento vão apoiar os viajantes na busca por informações gerais.

Portões eletrônicos serão instalados nas áreas de embarque e de migração até o próximo mês. A solução BCBP (bar-coded-boarding-pass) permitirá que portões automáticos sejam acionados por meio de leitores de código de barras dos cartões de embarque (impressos ou em dispositivos móveis). Os passageiros contarão, também, com os eGates, portões eletrônicos que farão a leitura automática do passaporte e a biometria facial do passageiro para embarque e desembarque de voos internacionais. O sistema integrado de segurança será intensificado para as Olimpíadas, com a instalação de mais de mil câmeras de vigilância em todo o sítio aeroportuário.



Ministério do Esporte