domingo, 15 de maio de 2016

Massa 'assume' comando da estratégia da Williams e comemora recuperação

(Foto: AFP PHOTO / TOM GANDOLFINI)


Depois da decepcionante 18ª colocação no grid devido a um erro estratégico da Williams, Felipe Massa ficou relativamente satisfeito com o oitavo posto conquistado no GP da Espanha. O brasileiro estava pessimista antes da corrida, duvidando que conseguiria sequer entrar na zona de pontuação, uma vez que é difícil ultrapassar no Circuito da Catalunha.

"A corrida foi boa. Fui pelo lado mais agressivo, para conseguir recuperar posições e acabou só faltando uma, mas cheguei muito tarde no Perez. Foram pontos importantes, ainda que tenhamos perdido muitos pontos em relação à Red Bull, mas o importante é continuar marcando pontos a cada corrida".

Após ter criticado abertamente a equipe no sábado, o brasileiro teve uma boa estratégia, antecipando sua primeira parada e, com isso, saindo do tráfego de carros mais lentos. "Eu pedi para parar antes porque não adiantava ficar atrás daquele monte de carro andando mais lento do que eu podia."

A estratégia, por sua vez, não foi o ponto forte da corrida de Felipe Nasr, que terminou na 15ª colocação.

"Não entendi por que a gente não converteu para o plano de três paradas, já que este era o plano caso eu fizesse uma boa largada. Isso aconteceu, eu estava na frente de uma Haas, mas eles me mantiveram na mesma tática. Fazer duas paradas em uma prova tão longa, com um desgaste de pneu altíssimo, comprometeu minha corrida."

O brasileiro teve uma disputa apertada com o companheiro Marcus Ericsson, com o sueco inclusive reclamando das defesas via rádio.

"Eu simplesmente segurei como qualquer outro carro. Infelizmente, por estar em uma estratégia de duas paradas, eu fiquei muito lento na pista. O equilíbrio não estava tão ruim, então se eu tivesse outra tática dava para ter andando em um ritmo mais forte."

UOL Esporte