segunda-feira, 30 de maio de 2016

No centenário, Plaza Colonia vai da Série B ao título uruguaio

(Foto: Miguel Rojo/AFP)


Em 1.º de novembro de 2014, o Plaza Colonia levou 7 a 1 do Liverpool e se afundou na última posição da Série B do Campeonato Uruguaio. Após sete rodadas, o time tinha só quatro pontos e se aproximava da terceira divisão nacional. Passado um ano e meio, o clube fez a festa da cidade de Colônia na noite de domingo, ao faturar pela primeira vez o título uruguaio, abrindo muito bem seu 100.º ano de existência.

Isso é muito louco. Há 16 meses, estávamos lutando para não cair para a Série C. Sabíamos que se caíssemos, nenhum de nós poderia seguir com a carreira de jogador, mas hoje estamos aqui festejando um título", comentou o goleiro Dawson, uma das crias do clube de Colônia.

Na temporada passada, o Plaza se recuperou na Série B e conseguiu o acesso ficando em segundo lugar, só atrás do próprio Liverpool. Em sua sexta temporada na primeira divisão, a equipe chegou como favoritíssima à degola e confirmou esse status com três derrotas nas quatro primeiras rodadas e o 13.º lugar no Apertura, disputado no segundo semestre de 2015.

No Clausura, a sorte mudou. Após 14 rodadas, a equipe tem apenas uma derrota. A nona vitória veio sobre o Peñarol, por 2 a 1, no novíssimo estádio Campeón del Siglo. Graças ao resultado, o Plaza abriu cinco pontos sobre o "campeão do século", faltando uma rodada para o fim do torneio, e garantiu o título.

A equipe, entretanto, ainda não tem vaga garantida na Copa Libertadores. Quem somar mais pontos na soma do Clausura e do Apertura joga uma "final do campeonato" contra o vencedor de uma semifinal entre os campeões do Apertura (o Peñarol) e do Clausura (o Plaza). O Peñarol, porém, deve ficar em primeiro no somatório e classificar o Plaza de forma direta.

México
Também no domingo foi definido o campeão do Clausura no Campeonato Mexicano. Segunda equipe que mais somou pontos na fase de classificação, o Pachuca eliminou Santos e León nos mata-matas e, no domingo, conquistou o título com um empate em 1 a 1 com o Monterrey. A taça veio porque, na ida, havia ganhado por 1 a 0.

Reforço do Inter, o atacante argentino Ariel foi reserva nas duas partidas da final e só entrou nos acréscimos em ambos os jogos. Agora que o Mexicano acabou, o jogador é aguardado no Beira-Rio para ser apresentado.

Estadão