segunda-feira, 2 de maio de 2016

Prefeitura tenta anular doação de terreno do Morumbi ao São Paulo, diz site

(Foto: Gazeta Press)


A Prefeitura da cidade de São Paulo recorreu à Justiça para anular a doação do terreno onde o São Paulo construiu o estádio do Morumbi por considerar que a área cedida ao clube tricolor nos anos 1950 não ocorreu da maneira correta. Além disso, alega que o espaço deveria ter sido destiano para uso público e não particular.

A informação foi publicada nesta segunda-feira pelo "Globoesporte.com".

De acordo com a reportagem, a ação é movida pela Procuradoria Geral do Município, com assinatura do procurador Luis Felipe Ferreira Mendonça Cruz. A área foi loteada para a Empresa Mercantil e Comissionária Merco S.A. no segundo semestre de 1951com o objetivo de transformar aquela área em um núcleo residencial.

A reportagem ainda afirma que a área destinada à empresa foi repassada a Imobiliária Aricanduva, que também é citada na ação, e esta, por sua vez, doou o terreno ao São Paulo. A ação foi concretizada em agosto de 1952, um ano após o início do caso.

No terreno, além do estádio do Morumbi também está o clube social do São Paulo, como a piscina e o ginásio. O clube ainda não se pronunciou sobre a ação.

ESPN