sábado, 7 de maio de 2016

Santo André vence Mirassol e chega ao tetracampeonato da Série A2

(Foto: Gazeta Press)


O Santo André é tetracampeão do Campeonato Paulista Série A2. Neste sábado, o time foi ao estádio José Maria de Campos Maia enfrentar o Mirassol na grande decisão do torneio e, mesmo jogando fora de casa, não se intimidou. Venceu por 1 a 0 e levou a taça.

Jogando uma partida extremamente segura, o Santo André não teve o domínio das ações durante a maior parte do tempo. No entanto, conseguiu marcar um gol com Dudu Vieira e se defender muito bem para ficar com o título.

Facilidade não foi uma palavra comum no dicionário do Santo André na Série A2. Garantindo a vaga nos mata-matas como último classificado, terminando a primeira fase na oitava colocação, o time conseguiu superar seus adversários mesmo decidindo fora de casa e coroou o acesso à elite do futebol paulista com título da segunda divisão.

Com a conquista, o Santo André chegou à quarta taça de Série A2 da sua história (1975, 1981, 2008 e 2016) e se isolou como segundo maior campeão do torneio, atrás apenas do XV de Piracicaba, que possui cinco troféus.

O JOGO

O primeiro tempo de partida foi de extremo equilíbrio. Preocupado em anular o jogo dos donos da casa, o Santo André cumpriu bem sua proposta e conseguiu segurar o ímpeto do Mirassol. De quebra, ainda foi para o intervalo com a vantagem no placar.

Das poucas chances criadas na etapa inicial, a melhor do Leão aconteceu aos 35 minutos. Após cobrança de escanteio, Wagner cabeceou e obrigou o goleiro Zé Carlos a fazer uma grande defesa, em cima da linha, para salvar o gol.

Em sua melhor chance, no entanto, o Santo André conseguiu ser eficiente e sair em vantagem. Aos 45 minutos, após jogada de ultrapassagem, Diogo Orlando foi à linha de fundo e cruzou para Dudu Vieira que, livre de marcação, só teve o trabalho de empurrar para as redes e abrir o placar.

O Mirassol voltou melhor na segunda etapa e quase chegou ao empate aos 12 minutos. Após bola sobrada na entrada da área, Renatinho acertou um belo chute colocado. O goleiro Zé Carlos ficou paralisado, apenas torcendo para a bola não entrar e deu sorte, já que a bola foi para fora tirando tinta da trave.

O jogo seguiu repleto de tensão e teve dois momentos muito polêmicos em que o Mirassol pediu toque de mão dentro da área de jogadores do Santo André. O primeira de Adriano Apodi, aos 25 minutos, e o segundo em Diogo Borges, aos 28. O árbitro, porém, não assinalou pênalti em nenhum dos dois lances, gerando revolta nos jogadores da casa.

No final da partida, o Mirassol foi com tudo para cima e abusou dos cruzamentos na área em busca do empate. No entanto, não obteve sucesso e o Santo André pôde comemorar o título após o apito final.

ESPN