domingo, 19 de junho de 2016

Cazares desequilibra, Atlético faz 3 na Ponte e vence primeira com Marcelo

(Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG)


Às 11h deste domingo, no Independência, Atlético-MG e Ponte Preta fizeram um dos jogos da matinê do Brasileirão. Há sete jogos sem vencer, os três pontos na partida ganharam caráter de urgência para o time mineiro, que ainda não havia vencido com Marcelo Oliveira. Mas só havia. Desta vez, o treinador acertou a mão e finalmente comemorou sua primeira vitória. Com gols de Leandro Donizete, Cazares e Carlos, o Galo superou a Macaca por 3 a 0.

Com o resultado, o Atlétco vai aos 10 pontos e sai momentaneamente da zona do rebaixamento. Já a Ponte interrompe a sequência de duas vitórias, permanece com 13 e perde a chance de chegar ao G-4. Na rodada do meio de semana, o Galo volta a jogar em casa e enfrenta o Corinthians, às 21h45 da quarta-feira. Mais cedo, às 19h30, a Ponte recebe o Cruzeiro no Moisés Lucarelli.

Equatorianos retornam e desequilibram em campo

Erazo e Cazares voaram quase 11mil quilômetros dos Estados Unidos a Belo Horizonte e nem treinaram com o grupo para reforçarem o Atlético depois da Copa América. Dentro de campo, o time mudou da água para o vinho. Lá trás, Erazo deu a tranquilidade que faltava ao setor. Na frente, Cazares foi o maestro do time e deixou sua marca no retorno.

Quem foi bem: General Donizete deixou o seu e ainda foi garçom

Ele não é muito de fazer gols, mas desta vez Leandro Donizete teve uma manhã abençoada. Autor do gol que abriu a vitória atleticana no Horto, o general do Atlético ainda encontrou Carlos com um ótimo passe rasteiro no final da partida e também saiu de campo com uma assistência. Certamente um dos melhores em campo.

Quem decepcionou: goleiro João Carlos estava bem... até o frango

Assim como seus companheiros, o goleiro da Ponte Preta estava fazendo uma boa partida até os 20 minutos de jogo, equilibrada e com intervenções importantes. O que ele não esperava era engolir um frango no chute de 30 metros de Leandro Donizete. Na tentativa de encaixar a bola, João Carlos não foi firme e aceitou a finalização de longe. Começava ali a queda da Ponte.

Agressivo e mais confiante, Atlético foi outro no Independência

Controlando o jogo desde o início, o time da casa mostrou tranquilidade para fazer a bola girar e paciência para amadurecer o gol. Com a Ponte toda atrás, sobrou espaços na intermediária, e de lá saiu o tento de Donizete, que contou com o franco de João Carlos. Mais encorpado e confiante, o Galo teve disciplina tática, com cada jogador fazendo bem sua função. No meio, Cazares deu uma nova cara ao setor de criação e foi coroado com um golaço de categoria. Mais conservador no segundo tempo, o time sequer foi ameaçado, fez o tempo passar e explorou os contra-ataques para aumentar a vantagem que não veio. No final do jogo, ainda deu tempo de Carlos entrar e marcar o seu, depois de ótima passe rasteiro de Donizete.

Ponte não afinou, mas gol inesperado veio como balde de água fria

Enganou-se quem achou que a Ponte entraria em campo com a única proposta de jogar por uma bola. Felipe Azevedo e Clayson foram os mais agudos pelos lados do campo, e ameaçaram a meta de Victor. Muito bem postado, o time só não cotava com o frango do seu goleiro. Obrigada a sair mais para o jogo, perdeu ainda mais domínio e desmoronou após levar o segundo. Na etapa final, a Macaca tentou acelerar a partida, mas não teve forças sequer para criar as jogadas e mudar o cenário do jogo. Ainda levou o terceiro gol nos cinco minutos finais.

Marcelo conseguiu montar um time para frente sem passar sustos

Adepto do jogo ofensivo, Marcelo sacou Rafael Carioca e apostou mais uma vez no 4-2-3-1 que poderia deixar o time mais exposto. Mas seus comandados conseguiram desempenhar um bom papel, o Atlético não repetiu os últimos erros na marcação e a obediência tática rendeu uma partida tranquila e controlada defensivamente e ofensivamente.

ATLÉTICO-MG 3x0 PONTE PRETA

Motivo: 9ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data/Hora: 19/06/2016, às 11h (de Brasília)
Árbitro: Wagner Reway (MT)
Assistentes: Carlos Berkenbrock (SC) e Nadine Schramm Camara Bastos (SC/Fifa)

GOLS: Leandro Donizete, 23'1ºT (1-0); Cazares, 26'1ºT (2-0); Carlos, 39'2ºT (3-0)
Cartões amarelos: Jeferson (PPR)
Cartão vermelho: Não teve.
Público/Renda: 16.042 torcedores/R$300.593,00

Atlético-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Erazo e Douglas Santos; Leandro Donizete e Júnior Urso; Juan Cazares (Patric), Clayton (Carlos), Robinho (Rafael Carioca) e Fred. Técnico: Marcelo Oliveira.

Ponte Preta: João Carlos, Jeferson, Fábio Ferreira, Kadu e Reinaldo; João Vitor, Renê Júnior; Cristian, Felipe Azevedo (William Pottker) e Clayson (Thiago Galhardo); Roger (Wellington Paulista). Técnico: Eduardo Baptista.

UOL Esporte