terça-feira, 14 de junho de 2016

CBF demite Dunga e Gilmar Rinaldi e aguarda Tite para comando da seleção

(Foto: Rafael Ribeiro/CBF)


O técnico Dunga e o coordenador de seleções Gilmar Rinaldi foram demitidos de seus respectivos cargos nesta terça-feira (14), em reunião na CBF com o presidente Marco Polo Del Nero. A saída acontece após a eliminação precoce da seleção brasileira na edição centenária da Copa América, que é realizada nos Estados Unidos. Dunga já estava pressionado no cargo pela campanha irregular nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018 e a desclassificação na competição continental foi o ápice para sua demissão.

Confira a nota publicada pelo CBF em seu site:

A Confederação Brasileira de Futebol comunica que decidiu, nesta terça-feira, dissolver a comissão técnica da Seleção Brasileira. Deixam os cargos o coordenador de Seleções, Gilmar Rinaldi, o técnico Dunga e toda a sua equipe.

A decisão foi tomada em comum acordo durante reunião nesta tarde e, a partir de agora, a CBF inicia o processo de escolha da nova comissão técnica da Seleção Brasileira.

A CBF agradece a dedicação, a seriedade e o empenho da equipe durante a realização do trabalho.

A Confederação agora trabalha com o nome de Tite para o comando da seleção. Por duas oportunidades o treinador recusou as propostas e deu continuidade ao seu trabalho no Corinthians. Segundo informações de dentro da CBF, o presidente da entidade mantém contato com o empresário de técnico, Gilmar Veloz, desde segunda-feira. O sim de Tite dependeria de algumas condições, como o próprio treinador definir os nomes de sua comissão técnica. 

A CBF espera anunciar o nome do sucessor de Dunga nas próximas horas.