domingo, 26 de junho de 2016

Chuva, bandeira vermelha e emoção: 'zebra', Jack Miller vence pela primeira vez na MotoGP

(Foto: Getty Images)


A etapa da Holanda da MotoGP teve de tudo: chuva, bandeira vermelha, muita emoção e um campeão inédito. Neste domingo, na histórica pista de Assen, o australiano Jack Miller aproveitou todos os contratempos de uma corrida maluca para conquistar sua primeira vitória na MotoGP. Quem também comemorou foi Marc Márquez, que chegou em segundo lugar.

Com a segunda posição, o piloto espanhol pôde abrir uma vantagem ainda maior na liderança da MotoGP. O fator preponderante para isso foi a queda do italiano Valentino Rossi quando a prova rumava para o seu final. Márquez soma agora 145 pontos, contra 121 de Lorenzo e 103 de Rossi.

Ao final da prova, o pódio foi composto por Jack Miller, Marc Márquez e Scott reading, que subiu no pódio pela primeira vez na temporada.

Para se ter uma noção do feito de Jack Miller, o melhor resultado do piloto australiano até então, em 25 corridas, havia sido um 10º lugar.

A corrida

Rossi fez uma ótima largada e logo de início assumiu a ponta, porem, devido à pista molhada, enfrentou momentos instáveis que custaram a liderança.

Yonny Hernandez, que largou na sexta colocação, vinha surpreendendo no asfalto de Assen, e, faltando 24 voltas para o final, o colombiano conseguiu ultrapassar Valentino Rossi para assumir a primeira posição.

Ao passo que a chuva voltou a aparecer no circuito holandês, Rossi perdeu potência e foi superado por Andrea Dovizioso e Danilo Petrucci, que já vinha se destacando como um dos pilotos mais rápidos da prova.

Faltando 15 voltas para o fim, Hernández acabou perdendo o controle de sua moto e deixou o caminho livre para Dovizioso voltar à ponta. O colombiano ainda conseguiu voltar para a pista, mas já era 19º colocado. Enquanto isso, Rossi acabou se beneficiando e assumiu a segunda colocação. No entanto, o italiano enfrentava uma pressão enorme de Petrucci, que seguia colado na Yamaha.

O traçado molhado de Assen continuava impondo uma série de dificuldades para os pilotos, e a vítima da vez já na parte final da corrida foi Andrea Iannone, que acabou indo ao chão e também voltando nas últimas posições como Hernández. Simultaneamente, Danilo Petrucci seguia infernizando a vida de Rossi até conseguir ultrapassá-lo.

A chuva se transformou em um temporal e, faltando 15 voltas para o final da corrida, a organização da prova decidiu impor bandeira vermelha e automaticamente cancelar a prova momentaneamente. Quem se beneficiou da medida foi Dovizioso, que havia sido ultrapassado por Petrucci. Depois, , a organização anunciou a relargada considerando todas as posições do grid na volta 14.

Na relargada, quem se deu bem foi Marc Márquez, que assumiu a terceira colocação e, posteriormente, com a queda de Dovizioso, a vice-liderança. Rossi ia encaminhando a vitória ao passo que três pilotos já haviam sofrido uma queda quando disputavam as primeiras posições do grid. Entretanto, o italiano também não foi poupado do traiçoeiro circuito de Assen. Ele ainda tentou retornar à pista, mas a moto não correspondeu e teve de abandonar a prova, abrindo mão de importantes pontos na disputa pelo título mundial.

A liderança caiu no colo de Marc Márquez, que via um de seus principais rivais fora da prova e outro no fim do grid. Com isso, ele tinha a ótima oportunidade de estender a distância para Lorenzo, segundo colocado no Mundial. O que o espanhol não esperava era a surpresa Jack Miller, que soube guiar no traçado molhado e ultrapassar o rival da Honda para garantir sua primeira vitória da carreira. Mesmo assim, o piloto da Honda assegurou a segunda colocação e agora está a 24 pontos de vantagem sobre o rival da Yamaha.

Confira o resultado completo do Grande Prêmio da Holanda de MotoGP:

1: Jack Miller (AUS/Marc VDS)

2: Marc Márquez (ESP/Honda)

3: Scott Redding (GBR/Pramac)

4: Pol Esparagaro (ESP/Monster Yamaha)

5: Andrea Iannone (ITA/Ducati)

6: Hector Barbera (ESP/Avintia)

7: Eugene Laverty (IRL/Aspar)

8: Stefan Bradl (ALE/Aprilia)

9: Maverick Viñales (ESP/Suzuki)

10: Jorge Lorenzo (ESP/Movistar Yamaha)

11: Tito Rabat (ESP/Marc VDS)

12: Dani Pedrosa (ESP/Honda)

13: Bradley Smith (GBR/Monstar Yamaha)

Não completaram

Valentino Rossi (ITA/Movistar Yamaha)

Andrea Dovizioso (ITA/Ducati)

Michele Pirro (ITA/Avintia)

Alvaro Bautista (ESP/Aprilia)

Yonny Hernández (COL/Aspar)

Cal Crutchlow (GBR/LCR Honda)

Danilo Petrucci (ITA/Pramac)

Aleix Espargaro (ESP/Suzuki)

ESPN