quarta-feira, 15 de junho de 2016

Comissão e família de Tite creem em 'sim' à seleção brasileira ainda hoje

(Foto: Eduardo Knapp/Folhapress)


Os profissionais que trabalham com Tite no Corinthians têm a convicção de que ele apresentará um 'sim' como resposta ao convite da seleção brasileira ainda nesta quarta-feira. Um dos principais conselheiro do treinador, o irmão Miro afirmou à Band que ele assumiria o cargo hoje. 

"Sei que ele vai pensar agora  com a família, mas a chance é muito grande de aceitar", disse um dos membros da comissão para o UOL Esporte. 

Entre essas pessoas que trabalham com Tite, há o entendimento de que ele não se reuniria por 3 horas com a cúpula da CBF e apresentaria um 'não' de resposta. Para a entidade, não existe um treinador como alternativa, o que deu mais força ao comandante corintiano para fazer suas solicitações em relação ao projeto de trabalho. As tratativas financeiras são feitas por Gilmar Veloz, seu empresário, e que não esteve na reunião da noite passada.  

Já Beatriz, irmã de Tite, está receosa por não ter conseguido contato com ele nas últimas horas. "Não tenho ideia, mas se não aconteceu como ele gostaria, e ele disse não já duas vezes, ele poderia dizer novamente", alerta. 

No roteiro estabelecido com sua comissão técnica, Tite espera por um encontro nesta quarta-feira à tarde para o treinamento do Corinthians. Antes de aceitar o convite da CBF, o treinador também conversará com o presidente corintiano Roberto de Andrade para anunciar sua decisão. A direção do clube insiste pela permanência do técnico, mas não colocará obstáculos. É Tite quem decidirá. 

Internamente, a diretoria corintiana ainda tenta convencer o técnico a permanecer, mas entende que há um grande desejo de assumir o comando da seleção nacional e que a qualquer momento pode ser necessário procurar um novo um comandante.

O clube ainda não abriu diálogos com novos treinadores, mas  nomes de Eduardo Baptista e Abel Braga, nesta ordem, encontram bastante simpatia dentro da direção corintiana e são aqueles que despontam como os principais cotados. A lista de quem corre por fora tem Oswaldo de Oliveira e Sylvinho, ex-auxiliar de Tite e atualmente na comissão técnica da Inter de Milão-ITA. 

Caso o roteiro de sempre seja seguido, ele fará em entrevista coletiva. A expectativa é que dirija o Corinthians contra o Fluminense na quinta e se despeça, com grande festa, no domingo diante do Botafogo em Itaquera. 

UOL Esporte