sexta-feira, 17 de junho de 2016

Especial: Carta aberta de um torcedor corintiano

(Foto: Reprodução)


Mesmo trabalhando no jornalismo esportivo, nunca escondi que sou torcedor do Corinthians desde criança. Comecei mesmo a entender sobre as glórias do clube a partir de 2000, quando, mesmo que todos contestem, o alvinegro levantou a taça de seu primeiro Mundial de Clubes.

A chegada de Tite não foi de tanta expressividade no começo, pois o Timão vinha de um título da Copa do Brasil em 2009, mas a última conquista do Campeonato Brasileiro acontecera apenas em 2005. Entretanto, as glórias de um técnico que se tornaria uma lenda no futebol corintiano ainda demorariam um pouco para acontecer.

Tite conquistou seu primeiro título no Corinthians em 2011, ao levantar a taça de campeão brasileiro. Neste mesmo ano, porém, sofreu uma queda brusca na pré-Libertadores contra o Tolima. A competição continental era o tão sonhado título para a torcida.

O que quero demonstrar foi que Tite fez a alegria do torcedor com seu jeito simples, mas também com sua linha dura dentro e fora de campo. Muitos questionavam o estilo de jogo do treinador, mas foi esse estilo que conquistou a Libertadores e o Mundial em 2012, a Recopa em 2013 em cima do São Paulo e o Brasileiro, novamente, agora em 2015. 

A chegada de Tite na seleção brasileira só reforça o grande trabalho do comandante em solo paulista. Mesmo com sua essência gaúcha e suas glórias no Internacional e Caxias, Tite se tornou o que ele é hoje por acreditar na superação de desafios, em seu sério trabalho, em sua perspectiva no clube paulista e os títulos que consagraram sua trajetória. 

Tite merece estar na seleção brasileira, mas em uma seleção com jogadores que acreditam no futebol, que tem amor a camisa e que saibam dos desafios que terão pela frente para reerguer um Brasil ainda destroçado pelo 7 a 1. Sim, meus caros, até hoje estamos recolhendo os cacos de 2014, e parece que ainda são muitos.

Tite, você foi excepcional em seu trabalho, acreditou no potencial de cada jogador e se sagrou com os títulos. Mesmo pelos altos e baixos, você sai do Corinthians de cabeça erguida, com a certeza de um trabalho bem feito, com a certeza de que você conquistou o coração de cada torcedor e com a certeza de que, se um dia voltar, será recebido de braços abertos.

O meu muito obrigado, Tite.

(Foto: Reprodução)