sexta-feira, 24 de junho de 2016

Guto troca Chapecoense brigando por Libertadores por Bahia na Série B

(Foto: GIBA PACE THOMAZ/CHAPECOENSE)


Após alguns dias para analisar a proposta, Guto Ferreira decidiu deixar o comando da Chapecoense e ir para o Bahia. O treinador fez uma contraproposta à direção tricolor, que aceitou as condições: R$ 250 mil para a comissão técnica.

O contrato é válido até o final de 2017.

Assim, o profissional de 50 anos troca a elite do futebol nacional, na qual ocupa a oitava colocação e briga por vaga na próxima Libertadores, pela chance de reerguer o Bahia, atualmente na Série B do Brasileirão.

Desde sua chegada, em 2015, a equipe catarinense conseguiu 25 vitórias, 17 empates e dez derrotas.

A Chapecoense reajustou o salário do treinador ao fim do último título catarinense e não estava disposta a fazer loucura com os seus cofres por sua permanência.

No começo da semana, o ESPN.com.br revelou que Guto e sua comissão técnica recebem hoje cerca de R$ 150 mil mensais, e o Bahia ofereceu elevar esse valor a mais de R$ 200 mil em um contrato até o fim de 2017.

Guto pediu mais pela comissão técnica, e a direção tricolor aceitou.

ESPN