sábado, 18 de junho de 2016

Massa sai no lucro no grid, mas admite espera 'GP mais complicado do ano'

(Foto: REUTERS/Maxim Shemetov)


Felipe Massa ainda não conseguiu se encontrar totalmente com o carro da Williams no circuito de Baku, no Azerbaijão, mas acabou se dando bem em uma classificação complicada e vai largar em quinto lugar. O brasileiro foi à pista nos momentos certos e acabou beneficiado tanto pela bandeira vermelha causada por Lewis Hamilton no final da sessão, quanto pela punição de Sergio Perez.

"Estou sem dúvida satisfeito com a minha posição, mas não tanto com meu carro. Ainda não fiz a volta perfeita", admitiu o brasileiro. "Tive um pouco de sorte com a bandeira vermelha - e foi assim e quase todas as sessões: saí na hora certa, consegui fazer minha volta. Foi uma ótima classificação. Vamos nos concentrar para tentar fazer uma boa corrida", disse Massa.

"Estou trabalhando duro para encontrar o melhor caminho para a corrida e devagarzinho estamos chegando lá. Ainda não estou 100% confiante com o que eu tenho, mas o carro está muito mais bem preparado para a corrida do que antes."

O piloto da Williams alertou para a expectativa de uma corrida tumultuada pela proximidade dos muros no circuito de Baku.

"Deve ser a corrida mais difícil do campeonato para chegar até o final. Vi que, na corrida da GP2, só metade do grid conseguiu chegar. Tenho que ficar muito atento com tudo o que pode acontecer porque vai ser uma corrida muito difícil, pois já vimos quantos erros ocorreram na nossa classificação. Aqui é bem possível ultrapassar na reta. Então é bem diferente do que a corrida de Mônaco ou Cingapura."

Felipe Nasr também saiu satisfeito da classificação após obter a 16ª colocação, a melhor desde o GP da China. O brasileiro comemorou o fato de ter ficado à frente dos rivais diretos da Sauber.

"Acho que foi um bom resultado ter ido ao Q2, fazia um bom tempo que a gente não conseguia. Então estou em uma boa posição para a corrida. Estamos largando na frente das duas Renault e das duas Manor. O objetivo é terminar na frente deles. A Manor tem uma velocidade de reta muito boa, então tenho que conseguir aguentar nas primeiras voltas e, dali para frente, vou tentar acompanhar o ritmo dos carros da frente porque aqui o vácuo ajuda muito."

UOL Esporte