domingo, 26 de junho de 2016

Na raça, Botafogo-SP busca empate contra o Juventude

(Foto: Rogério Moroti/Divulgação)


Quem foi ao Estádio Santa Cruz, na manhã deste domingo (26), não se decepcionou. Botafogo e Juventude-RS fizeram um duelo nervoso e muito equilibrado, que terminou com o empate, em 1 a 1, no Estádio Santa Cruz. O jogo foi válido pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série C.

Mais uma vez a raça botafoguense fez toda a diferença e o time conseguiu o gol de empate já nos minutos finais da partida. O polivalente Samuel Santos chamou a responsabilidade e marcou um golaço para deixar tudo igual, no Maior do Interior. A partida foi marcada também pela arbitragem polêmica de Felipe Gomes da Silva, que marcou vários impedimentos duvidosos e deixou os jogadores botafoguenses na bronca. Cada time teve um jogador expulso, sendo Lucas pelo Juventude-RS, por agressão a Rodrigo Thiesen, e Zotti, por reclamação, mesmo ele já estando no banco de reservas.

O Botafogo soma agora 13 pontos e momentaneamente assumiu a primeira colocação do Grupo B. O time de Márcio Fernandes seguirá nesta posição somente se o Guarani for derrotado pela Portuguesa, nesta segunda-feira (27), às 20h00, no Canindé.

O próximo compromisso do Tricolor pelo Campeonato Brasileiro da Série C está marcado para o sábado (2), às 19h00, contra o Guarani, no Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas. Zotti já será desfalque certo para esta partida por que irá cumprir suspensão automática.

O JOGO

O Juventude-RS apresentou uma proposta de adiantar as linhas de marcação para dificultar a saída de jogo do Botafogo e tece sucesso nos primeiros minutos. O time botafoguense errou alguns passes que propiciaram boas oportunidades para os gaúchos.

Em 11 minutos, o camisa 10 Roberson teve três chances perigosas para fazer o primeiro gol para o Juventude-RS, mas pecou na falta de pontaria e também ele não contou com a presença sempre efetiva de Neneca.

Com paciência, o Pantera começou a ganhar campo, a igualar as ações com o adversário e assim não tomar mais sustos da defesa. Diogo Campos tabelou com Alemão e o camisa 9 mandou chute que passou à direita do gol dos gaúchos.

Os jogadores botafoguenses passaram a ficar na bronca também com a arbitragem devido a uma série de impedimentos polêmicos que foram marcados em lances agudos no ataque.
Alemão se mostrou participativo e chamou o jogo em diversos momentos. Após boa jogada de Samuel Santos, a bola chegou até Alemão que tentou concluir duas vezes até a bola passar perigosamente por cima do travessão e assustar o goleiro Elias.

Danilo Bueno também teve ótima chance para marcar no último lance de perigo do primeiro tempo, mas da marca do pênalti ele pegou em baixo da bola e fez o arremate por cima da meta defendida por Elias.

Se a bronca com a arbitragem já tinha sido grande, ficou ainda maior no início do segundo tempo, quando Felipe Gomes da Silva marcou pênalti em lance que Mirita tentou fazer um corte dentro da área e o atacante gaúcho caiu no gramado. Roberson foi para a bola e não deu chances de defesa para Neneca.

Em desvantagem no placar, o Botafogo foi para o tudo ou nada e partiu para cima dos visitantes. O time ganhou um ânimo a mais quando, aos 12 minutos, Lucas foi expulso por agressão ao volante Rodrigo Thiesen.

A partir desse momento o jogo foi de um time só. O Botafogo foi todo pressão para o ataque e conseguiu marcar o gol de empate só aos 40 minutos. Samuel Santos recebeu na entrada da área, limpou a marcação e mandou um lindo chute de esquerda, que morreu no ângulo do gol dos gaúchos.

FICHA TÉCNICA:
Botafogo 1 x 1 Juventude-RS
Brasileiro Série C 2016 – 6ª Rodada
Local: Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto (SP)
Data: 26/06/2016 – Horário: 11h00 (de Brasília)
Árbitro: Felipe Gomes da Silva (PR) (ASP-FIFA)
Assistente 1: Victor Hugo Imazu dos Santos (PR) (CBF-1)
Assistente 2: Vitor Carmona Metestaine (SP) (CBF-1)
Quarto Árbitro: Márcio Henrique de Gois (SP) (CBF-2)

Gols: Samuel Santos, aos 40’/2ºT (Botafogo); Roberson, aos 6’/2ºT (Juventude-RS);
Cartões amarelos: Diogo Campos e Neneca (Botafogo); Wanderson, Anderson Marques e Hugo (Juventude-RS);
Cartão vermelho: Zotti (Botafogo); Lucas (Juventude-RS);
Público: 4.372 pagantes
Renda: R$ 74.950,00

Botafogo – Neneca; Daniel Borges, Caio Ruan, Mirita e Diego Pituca; Rodrigo Thiesen (Francesco), Danilo Bueno e Zotti; Samuel Santos, Alemão (Mayc) e Diogo Campos. Técnico: Márcio Fernandes.

Juventude-RS – Elias; Vidal, Klaus, Anderson Marques e Pará; Wanderson, Lucas, Fahel e Roberson (Carlinhos); Hugo (Neguete) e Felipe Lima (Bruno Ribeiro). Técnico: Antônio Carlos Zago.

(Foto: Rogério Moroti/Divulgação)