sexta-feira, 15 de julho de 2016

Bélgica demite treinador após fracasso na Eurocopa

(Foto: EFE/FELIPE TRUEBA)


A Associação Belga de Futebol anunciou nesta sexta-feira (15) a demissão do técnico Marc Wilmots após o fracasso da seleção nacional na disputa da Eurocopa. O contrato, que era vigente até o final de 2018, foi rescindido em comum acordo após conversa com o treinador.

Em um comunicado oficial, a Associação agradeceu ao técnico pelos serviços prestados ao longo dos últimos quatro anos. Sob o comando de Wilmots, a seleção viveu os melhores momentos de sua história. Quando o ex-jogador assumiu o posto, a equipe era a 54ª colocada no ranking da Fifa. Após 51 jogos feitos no período, sendo 34 vitórias, oito empates e apenas nove derrotas, a seleção chegou até a liderar o ranking da entidade e agora ocupa a 2ª colocação.

Contudo, o desempenho apresentado pela seleção na Eurocopa decepcionou os dirigentes da Associação. Após avançar de fase como segunda colocada do grupo E, atrás da Itália, a Bélgica atropelou a Hungria nas oitavas de final. Contudo, a surpresa do torneio, País de Gales, foi a responsável por derrubar os belgas nas quartas de final ao vencer por 3 a 1.

Após a eliminação, a avaliação dos dirigentes é de que seria necessário fazer uma mudança no comando técnico da equipe para "dar novo ímpeto" aos atletas em busca de um melhor desempenho na Copa do Mundo de 2018, que será disputada na Rússia.

A Associação Belga iniciou a busca por um novo técnico para o posto. A ideia é que o escolhido já esteja no comando da equipe nos amistosos que acontecerão dia 1 de setembro, contra a Espanha, no estádio King Baudouin Stadium, em Bruxelas.

UOL Esporte