domingo, 17 de julho de 2016

Bellucci dá susto, mas coloca Brasil na repescagem

(Foto: Mário Chrispim)


Foi mais trabalhoso do que o esperado, mas no fim das contas o Brasil conseguiu derrotar o Equador pela última rodada do Zonal Americano I e garantir vaga no playoff da Copa Davis. A definição veio neste domingo com o paulista Thomaz Bellucci, que precisou de quatro sets para despachar Emilio Gomez, com placar final de 7/6 (13-11), 6/7 (6-8), 6/2 e 7/5 depois de 3h21 de partida.

A vitória de Bellucci em quatro sets e o fim do confronto fez com que o quinto jogo sequer acontecesse. O paulista Rogério Silva e o equatoriano Roberto Quiroz não precisarão mais entrar na quadra montada no ginásio do Minas Tênis Clube para medirem forças.

O primeiro jogo deste domingo foi duríssimo e disputado ponto a ponto. Gomez deu enorme trabalho ao canhoto de Tietê, que só foi conseguir largar na frente ao faturar o tiebreak. E o desempate foi dos mais parelhos, sendo definido apenas depois de 24 pontos disputados. Depois de salvar seis set-points, Bellucci conseguiu aproveitar a terceira chance de fechar que teve e faturou a parcial inicial. 

A história do segundo set foi parecida, mas desta vez com destaque para as alternâncias. Bellucci saiu atrás e viu o equatoriano abrir 4/2, mas devolveu a quebra no 4/4 e novamente levou a decisão para o tiebreak. No desempate, o paulista fez 2-0, perdeu então três pontos seguidos, mas reagiu e anotou 5-3. Só que na reta final, Gomez cresceu e levou a melhor, empatando o jogo.

Depois de grande esforço para levar o segundo set, o equatoriano deixou o ritmo cair no terceiro e Bellucci aproveitou muito bem a oportunidade. O canhoto de Tietê começou com tudo, abriu confortável vantagem de 4/0 e precisou apenas administrá-la até o fim para voltar a liderar o placar. 

No quarto e decisivo set, o equilíbrio voltou a dar as caras. Ainda assim, Bellucci esteve melhor em quadra e pressionou mais os serviços do rival equatoriano. O paulista, entretanto, sofreu para conseguir a quebra que definira o resultado final, e só foi concretizar o sexto break-point que teve, no 11º game, sacando em seguida para fechar.

UOL Esporte