segunda-feira, 18 de julho de 2016

Bruno Soares encampa 'briga' e manda recados para desistentes por zika

(Foto: Cristiano Andujar/CBT)


A desistência de tenistas da Olimpíada do Rio por medo do vírus zika tem tirado do sério o brasileiro Bruno Soares. O duplista tem feito usos de redes sociais para ironizar a situação e mandar recados aos companheiros de circuito.

Entre sexta-feira e domingo, Milos Raonic, Tomas Berdych e Simona Halep alegaram que não viajariam ao Rio de Janeiro por estarem preocupados com a saúde.

"Minha esposa pediu para eu lavar as roupas hoje. Não o farei por causa do Zika #EfeitoZika", escreveu o mineiro, que tem feito ainda uma série de retweets com informações referentes à doença.

Em outro post, ele foi mais agudo nas críticas para defender que os Jogos ocorrerão sem ameaças à saúde dos atletas.

"Quantos atletas morreram de zika? Quantas pessoas morreram por causa do terrorismo. Não vejo atletas mudando seus calendários por causa disso. #EfeitoZika", escreveu também em inglês.

No fim de semana, durante a disputa da Copa Davis contra o Equador, o tenista também foi muito crítico às desistências.

"É compreensível que alguns não queiram jogar, uma vez que as Olimpíadas não proporcionam pontuação no ranking mundial ou dinheiro. O Dominic Thiem (9º do mundio), foi bem claro ao afirmar que não virá por esta razão, achei muito franco da parte dele. Os que se apoiam no zika estão na realidade usando uma desculpa inconsistente", declarou.

“Sou brasileiro e acho que temos muita m…, mas é uma desculpa fraca”, completou.

Nesta edição, os Jogos Olímpicos não darão pontos no ranking mundial, diferentemente do que aconteceu em Pequim-2008 e Londres-2012, por exemplo.

O governo brasileiro e o Comitê Organizador dos Jogos têm procurado passar tranquilidade à comunidade internacional em relação à propagação da doença e informando que há uma grande queda no número de casos nesta época do ano.

UOL Esporte