quarta-feira, 20 de julho de 2016

Casagrande e Gilvan Ribeiro lançam livro em Ribeirão Preto, SP

(Foto: Divulgação)


No dia 26/07, Casagrande e Gilvan Ribeiro estarão em Ribeirão Preto para o lançamento do livro Sócrates & Casagrande - Uma história de amor. O evento, aberto ao público, acontece a partir das 19h30 no Cineclube Cauim (Rua São Sebastião, 920, Ribeirão Preto, SP).

O comentarista Walter Casagrande Júnior e o jornalista esportivo Gilvan Ribeiro assinam juntos Sócrates & Casagrande – Uma história de amor, lançamento da Globo Livros que revela memórias da amizade entre dois dos maiores craques do Corinthians. Com passagens emocionantes sobre a relação de cumplicidade da dupla, o livro nasceu do desejo impetuoso de Casagrande de criar um espaço em que pudesse conversar com Sócrates como nos velhos tempos – ocasião em que declararia seu amor e também acertaria contas com o amigo, falecido em 2011.  

Voltado não só para o torcedor corinthiano, mas para todos os amantes do futebol e interessados na história brasileira recente, o livro relata o envolvimento de Sócrates e Casagrande em episódios fundamentais como a Democracia Corinthiana e a campanha das Diretas Já.  A obra traz também detalhes inéditos e reveladores sobre o envolvimento dos astros do Timão com a boemia, os vícios e os amores, e a existência de um possível filho de Sócrates.

Raras exceções no mundo do futebol, Casão e Magrão eram jogadores preocupados com questões sociais e políticas. Além de participarem da luta contra a ditadura militar, os jogadores enfrentaram com coragem o autoritarismo dos clubes. Apoiavam um ao outro, também, nos problemas sofridos devido ao abuso de álcool, por Sócrates, e de drogas, por Casagrande.

Construído a partir da percepção dos autores em relação à personalidade do Doutor, o último capítulo traz um diálogo fictício de Casagrande com o espírito de Sócrates. A conversa aborda a relação de amizade, as divergências, traumas, sonhos, vida após a morte e assuntos da atualidade.

O livro tem como ponto de partida o desespero de Casagrande ao saber que o amigo, com quem havia rompido havia alguns anos, estava na UTI. Era grande a preocupação com a saúde de Sócrates, mas o risco de não poder mais dizer a ele o quanto o amava o fez enfrentar todos os obstáculos para conseguir se reconciliar a tempo com seu ídolo e parceiro. O reencontro, porém, não foi suficiente para amenizar a marca deixada em Casão pelo tempo em que ficaram afastados, após inúmeras tentativas de amigos em aproximá-los. Agora, ele o expressa em livro, que conta com prefácio do escritor Marcelo Rubens Paiva e um caderno repleto de imagens da dupla dentro e fora dos campos.