sexta-feira, 29 de julho de 2016

De olho no Corinthians, Inter evita até funcionários em treinamento fechado

(Foto: Jeremias Wernek/UOL)


Nem mesmo seguranças, responsáveis pela limpeza ou mesmo auxiliares externos puderam estar no Beira-Rio na manhã desta sexta-feira (29). O técnico Paulo Roberto Falcão impediu a entrada de torcedores, imprensa e até funcionários do clube para definir o time que enfrenta o Corinthians, no domingo. E o Inter tem muitas dúvidas. 

Na direita, o jovem uruguaio Rak, de 22 anos, foi testado. Fabinho pode seguir por ali ou mesmo o PC Magalhães, que voltou de lesão. Na esquerda, Arthur e Geferson disputam posto. No meio-campo, Fabinho pode atuar ao lado de Anselmo já que Bob está suspenso. Ou mesmo Seijas voltar ao time. 

Mais na frente, Sasha pode perder posto para Nico López, Ariel tem alguma chance de jogar, ou mesmo Vitinho poderia deixar o time. Valdívia deve seguir como titular. 

E toda decisão será tomada com portas fechadas. Imagina-se um time próximo de: Marcelo Lomba; PC Magalhães (Rak), Paulão, Ernando e Arthur (Geferson); Fabinho, Anselmo, Seijas e Valdívia; Vitinho e Nico López. 

Antes do começo da atividade, até mesmo os seguranças ou funcionários que não tinham relação com as atividades do time foram convidados a permanecer fora do Beira-Rio. Tudo para que nenhuma informação vaze do trabalho e possa ser utilizada pelo Timão no duelo da 17ª rodada do Brasileiro. 

Internacional e Corinthians jogam no domingo, às 16h (horário de Brasília) no Beira-Rio. O Colorado encara uma grave crise técnica e está há oito jogos sem vencer. Falcão chega a seu terceiro compromisso no comando do time. Até agora, perdeu para o Palmeiras e empatou com a Ponte Preta. 

UOL Esporte