sábado, 23 de julho de 2016

Lesão nas costas pode tirar Anderson Varejão da Olimpíada

(Foto: Reprodução)


O agravamento de uma lombalgia, uma dor nas costas de alta intensidade, ameaça a participação do pivô Anderson Varejão nos Jogos Olímpicos do Rio.

O jogador, vice-campeão da NBA com o Golden State Warriors, não entrou em quadra no amistoso da seleção contra a Romênia, neste sábado (23). O Brasil venceu por 90 a 45. Na segunda-feira, o Brasil jogará novamente contra os romenos, mas Varejão já foi descartado.

O UOL Esporte apurou que a comissão técnica brasileira vê os dois amistosos que o time fará em Mogi das Cruzes, na quinta e no sábado da semana que vem- contra a Austrália e China, respectivamente - como fundamentais para a definição sobre o pivô. Se Varejão não estiver apto a jogar, a comissão vai cogitar seriamente cortá-lo do grupo.

O argumento é que faltará apenas uma semana para o início da Olimpíada e não haveria tempo hábil para deixá-lo em condições de jogo e entrosado com o time. Atualmente, a lombalgia impede o pivô de fazer qualquer treinamento - perdeu os últimos cinco dias de atividade em quadra. Ele tem sido tratado com analgésicos e  apenas feito exercícios na piscina.

A comissão técnica tem até o dia 2 de agosto, data na entrada da Vila Olímpica para fazer modificações na lista de 12 inscritos. Entretanto, qualquer modificação só pode ser feita em caso de lesão.

Em entrevista coletiva após o jogo, o técnico Rubén Magnano comentou a situação do pivô: “Preocupa, e muito”, afirmou o argentino. “Estamos avaliando sua situação dia a dia. Precisamos muito dele.”

Varejão será um dos condutores da tocha olímpica em São Paulo no domingo. Apesar de não ter vetado sua participação no evento, a comissão técnica vai orientá-lo a não correr com a chama, para evitar o risco de agravamento da lesão e apenas caminhar.

“Eu não sei qual é a situação exata dele, mas vejo que ele está trabalhando e descansando”, disse o ala Leandrinho, que atuou com Varejão no Golden State na temporada passada. “Estamos esperando ele com muito carinho.”

Caso o pivô não consiga se recuperar a tempo e seja cortado, será a segunda baixa importante no garrafão da seleção. Tiago Splitter, o primeiro brasileiro a ser campeão da NBA, não estará na Olimpíada porque precisou passar por uma cirurgia no quadril em fevereiro e ainda está se recuperando.

UOL Esporte