sexta-feira, 22 de julho de 2016

Nova análise indica mais 45 atletas dopados em Jogos de Pequim e Londres

(Foto: Streeter Lecka/Getty Images)


O Comitê Olímpico Internacional anunciou nesta sexta-feira (22) que uma reanálise da segunda leva de amostras colhidas durante os Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, e Londres, em 2012, fez com que 30 atletas fossem flagrados em possíveis casos de doping, referentes ao torneio disputado na China, e outros 15 atletas que disputaram a competição em Londres foram flagrados por uso de substâncias proibidas.

Os últimos resultados divulgados pelo COI mostram que o número de atletas que testaram positivo para substâncias proibidas entre a primeira e a segunda leva de análises saltou para 98. A terceira e a quarta leva de análises acontecerão durante e após os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Inicialmente, o COI não fornecerá mais informações sobre os atletas flagrados para não atrapalhar as investigações.

Ainda segundo comunicado oficial emitido pelo COI, a proteção dos atletas “limpos” e a luta contra o doping são as principais prioridades para a entidade, conforme revelado na Agenda Olímpica de 2020, documento estratégico criado para o futuro do Movimento Olímpico.

Para fornecer um campo de jogo de alto nível para todos os atletas limpos que estarão nos Jogos Olímpicos Rio-16, o COI estabeleceu medidas especiais como testes pré-determinados para alguns esportes e países. Usando os métodos mais atuais para análises cientificas, a reanálise de amostras armazenadas dos Jogos de Beijing-2008 e Londres-2012 seguiu os processos implementados pela Agência Mundial Antidoping (Wada) em agosto de 2015.

“As reanálises, mais uma vez, mostram o comprometimento do COI na luta contra o doping”, declarou o presidente da entidade, Thomas Bach, por meio de um comunicado.

A segunda leva de testes de Beijing-2008 focou especialmente em medalhistas. Dos 30 possíveis casos de doping na China, 23 foram cometidos por medalhistas olímpicos. Estes 30 atletas representam quatro modalidades esportivas e oito Comitês Olímpicos Nacionais (NOC, na sigla em inglês). Já os 15 atletas flagrados nos testes realizados nas amostras de Londres representam duas modalidades e nove Comitês Olímpicos Nacionais. No total, 1.243 amostras de Beijing-2008 e Londres-2012 foram selecionadas pelo COI para serem testadas novamente.

Os atletas, os Comitês Olímpicos Nacionais e as Federações Internacionais foram informados dos resultados, de forma que os procedimentos disciplinares já podem começar a serem aplicados. Todos os atletas que foram flagrados infringindo as regras antidoping serão banidos dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Primeira leva de testes

Beijing: 454 amostras coletadas/30 casos de doping/12 NOCs/6 esportes

Londres: 265 amostras coletadas/23 casos de doping/6 NOCs/5 esportes

Segunda leva de testes

Beijing: 386 amostras coletadas/30 possíveis casos de doping/8 NOCs/4 esportes

Londres: 138 amostras coletadas/15 casos de doping/9 NOCs/2 esportes

UOL Esporte