quarta-feira, 27 de julho de 2016

Putin vê Rio 2016 desprestigiado sem atletas russos: 'Não querem deixar o esporte em paz'

(Foto: Getty Images)


O presidente da Rússia, Vladimir Putin, voltou a criticar a exclusão de atletas do país dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro por parte de algumas federações devido aos casos recentes de doping - e que teve anuência do governo local.

Para o mandatário, isso tira o prestígio da Olimpíada.

"É evidente que a ausência dos esportistas russos, líderes em muitas disciplinas, diminuirá notavelmente o nível de competitividade e a espetacularidade da competição", afirmou Putin ao receber a equipe olímpica russa no Kremlin.

"Os atletas dos outros países entendem que a qualidade de suas medalhas será diferente. Não é o mesmo ganhar enfrentando rivais fortes e outros que são claramente piores", continuou o presidente.

"A situação sai não só do marco legal como também do senso comum. Tem que dizer com toda a clareza que os politiqueiros míopes não querem deixar o esporte em paz", criticou.

O Comitê Olímpico Internacional (COI) decidiu no último final de semana não excluir a Rússia dos Jogos do Rio e deu às federações esportivas a incumbência de escolher o que fazer com os atletas russos em cada modalidade.

Até agora, quase 100 esportistas do país estão fora da Olimpíada, alguns deles sem histórico comprovado de utilização de doping.

"De fato, é uma revisão ou uma tentativa de revisar as ideias de Pierre de Coubertin, o fundador dos Jogos Olímpicos modernos", alertou Putin.

"Não podemos estar de acordo com a infundada desclassificação de nossos atletas com históricos absolutamente limpos de doping. Não podemos aceitar com o que é, de fato, uma aberta discriminação. Com toda segurança, a justiça imperará", falou o mandatário russo, que não estará no Brasil para a cerimônia de abertura.

ESPN