segunda-feira, 18 de julho de 2016

Riascos desabafa, chama Cruzeiro de "m****" e acaba dispensado pelo clube

(Foto: Reprodução / TV Globo Minas)


Presente no segundo tempo durante a derrota do Cruzeiro por 2 a 0 para o Fluminense, o atacante Riascos disparou contra o clube mineiro na saída do campo. Questionado se o desempenho em campo foi normal, o colombiano se revoltou contra a equipe e mostrou-se insatisfeito com o resultado e sua estadia no clube celeste. Mais tarde, recebeu a notícia que não fará mais parte do plantel celeste.

"Não está normal, não estou feliz por tudo isso que está acontecendo. Temos que procurar uma solução, não podem tirar minha felicidade para vir jogar nesta merda aqui", disse.

Vale lembrar que Riascos foi contratado pelo Cruzeiro no início da temporada, mas foi emprestado ao Vasco no meio do ano depois de entrar em campo por apenas quatro vezes em Minas Gerais. No Rio de Janeiro, o atacante reencontrou seu bom futebol durante o período que defendeu as cores do clube cruzmaltino. Contudo, a vontade de ficar na equipe não foi o suficiente e o jogador precisou voltar ao Cruzeiro, onde novamente não colecionou boas atuações.

Minutos após o pronunciamento do jogador, o diretor de futebol do Cruzeiro, Thiago Scuro, foi aos microfones para comunicar que o atleta não faz mais parte da equipe.

"Diante desse comentário infeliz, ofendendo a instituição, história, não é esse posicionamento que esperamos de um atleta assim, com as condições que o clube oferece. Fizemos um grande investimento na contratação do atleta, veio para o clube, não teve muitas oportunidades no ano passado. Foi cedido, viveu um bom momento, enfim... Diante dessa postura do Riascos, não aceitamos essa postura. A partir de agora, o Riascos está fora do Cruzeiro, passa a ser um problema administrativo e jurídico do clube. Vamos até o final para que ele pague da forma mais dura e legal pelo comportamento que teve. Não vamos admitir de forma alguma um comportamento desse. O Cruzeiro vive esse momento difícil, de reorganização, mas é com respeito e honestidade que vamos voltar para onde devemos estar", disse o diretor.

UOL Esporte