segunda-feira, 4 de julho de 2016

Romero vira sensação, desiste de saída e provoca corrida entre empresários

(Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians)


De reserva e contestado, Ángel Romero se tornou um dos protagonistas do Corinthians no início da trajetória de Cristóvão Borges no Parque São Jorge. Reafirmada no domingo na vitória por 4 a 0 diante do Flamengo, com dois gols e uma assistência, a nova condição tem feito o atacante alterar seus planos. 

Nos últimos dias, Romero deixou de lado a ideia fixa que tinha na cabeça sobre se transferir do Corinthians para atuar em um lugar onde tivesse mais oportunidades. O novo momento apresenta um cenário diferente, em que o paraguaio se tornou alvo de empresários.

Sem um representante brasileiro, já que seu agente é o paraguaio Daniel Campo desde os tempos de Cerro Porteño, Romero é procurado por empresários com trânsito no Corinthians que desejam oferecer seus serviços e cuidar da carreira do atacante. Até pouco tempo, a direção corintiana é que solicitava propostas para tentar enviar o jogador à Europa. 

"Quero curtir esse momento", afirmou o paraguaio. "Vivo um momento muito bom, todo esse semestre está tendo muitos resultados de janeiro pra cá. Fiz grandes jogos, como reserva ou titular. Há um tempo disse a vocês que, se chegasse uma proposta, ia falar com minha família, mas agora quero curtir com eles. Estou muito feliz aqui e prefiro fazer história aqui", comentou Romero após o jogo de domingo. 

A mudança de panorama é justificável. Romero já possui 14 gols na temporada, sendo 12 em partidas oficiais, e anuncia que pode ser também o principal artilheiro do clube nos últimos anos. Jadson (16 em 2015), Guerrero (16 em 2014), Guerrero (18 em 2013) e Paulinho (13 em 2012)  foram os principais goleadores do clube com médias muito inferiores às do paraguaio. Segundo o novo artilheiro, Cristóvão tem feito a diferença para isso. 

"Estou tendo essa sequência. Ele me colocou quatro jogos e só uma vez me trocou. Percebo que ele confia no meu trabalho, me deixa jogar 90 minutos e você, quando tem confiança do treinador, consegue jogar melhor", afirmou o paraguaio, entre os principais responsáveis pelo crescimento corintiano nas últimas partidas. 

Centroavante na estreia de Cristóvão, em que teve atuação decepcionante, ele passou para a ponta direita e marcou quatro gols em três jogos. Agora com 25 pontos, o Corinthians se igualou com o Palmeiras na liderança e ficará na torcida pelo Sport, que recebe os primeiros colocados na noite desta segunda. 

UOL Esporte