sábado, 9 de julho de 2016

Serena lamenta tensão racial nos EUA: "ninguém merece perder a vida"

(Foto: Toby Melville/Reuters)


Campeã pela sétima vez de Wimbledon neste sábado, a tenista americana Serena Williams lamentou a tensão racial nos Estados Unidos desde que dois negros foram mortos por policiais nesta semana. A situação se agravou com a morte de cinco policiais por um atirador durante um protesto na sexta-feira em Dallas.

"É muito triste. Ninguém merece perder a vida, independentemente da cor da pele", disse Serena Williams, que ressaltou que a "violência não é o caminho para resolver a questão".

Para Serena, o momento exige cautela, principalmente para os negros. "Esta é uma preocupação para todos os cidadãos da minha cor. Eu tenho sobrinhos e eu acho que devemos chamá-los e dizer para não irem à rua porque se eles pegarem o carro, pode ser a última vez que você vai vê-los", disse.

Serena disse que a situação a deixa particularmente tocada. "Atirar em jovens ou pessoas negras em geral, é lamentável. A situação é muito triste, especialmente para alguém como eu. É muito doloroso ver que isso está acontecendo", completou.

UOL Esporte