sábado, 23 de julho de 2016

Vasco vira sobre Bragantino com golaço de estreante e redenção de capitão

(Foto: Paulo Fernandes/Vasco)


O Vasco da Gama encontrou muitas dificuldades ao receber o Bragantino em São Januário neste sábado, mas conseguiu subir de produção e vencer de virada por 2 a 1. Pela 17ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o time da Colina contou com um gols do estreante Éderson e do capitão Rodrigo – Rafael Grampola tinha aberto o placar.

O triunfo em casa recoloca o Vasco nos trilhos após três tropeços nas quatro rodadas anteriores. Com 35 pontos, o líder da Série B volta a campo no próximo sábado (30) para enfrentar o Criciúma. Já o Bragantino segue na zona de rebaixamento, mas volta as atenções à Copa do Brasil: nesta quarta-feira pega o Botafogo, por uma vaga nas oitavas de final.

Quem foi bem: Éderson estreia com golaço
O atacante entrou no intervalo e precisou de apenas 13 minutos para se acostumar com a camisa Vasco e empatar o jogo com um belíssimo gol. O estreante tabelou com Thalles e matou no peito antes de fuzilar o ângulo direito.

Quem vacilou: volante é expulso e complica o Braga
Pendurado na partida desde os 20 minutos, o volante Gabriel Dias abusou da força antes mesmo do intervalo. Deu um carrinho desnecessário em Julio Cesar, na região central do campo e deixou o Bragantino com um a menos ainda aos 38 minutos. A expulsão foi decisiva no jogo, pois a partir daí o Vasco dominou e não à toa conseguiu a virada.

Desempenho do Vasco
Sem referência no ataque, o time da casa explorou bastante as laterais e criou boas chances pelo alto no primeiro tempo. Cresceu a partir da expulsão de Gabriel Dias e se lançou cada vez mais ao ataque, conseguindo a virada após tomar conta das ações e insistir bastante.

Redenção de Rodrigo garante virada
O capitão vascaíno desabou pedindo falta duvidosa no lance que gerou o gol do Bragantino, deixando Rafael Grampola livre para abrir o placar. Após a validação do gol, os vascaínos reclamaram muito com o árbitro Rosnei Hoffman Scherer, que não quis saber de conversa. De qualquer forma, no segundo tempo o Vasco melhorou, e Rodrigo foi o autor do gol da virada em jogada de bola aérea.

Atuação coletiva supera ausência de Nenê
Com lesão muscular na coxa, Nenê mais uma vez desfalcou o meio-campo vascaíno e fez falta. A equipe foi apressada ofensivamente e só se acertou após passar a ter um jogador a mais. Andrezinho foi bem, assumindo a responsabilidade pela criatividade junto com Thalles. Desde que contratou Nenê, esta é a segunda vitória que o Vasco alcança sem tê-lo em campo – a primeira foi contra o Santa Cruz (3 a 2), na última quarta-feira.

Felipe 'captura' Pikachu
O goleiro do Bragantino foi bem em seu reencontro com o Vasco, vencendo o duelo que teve com Yago Pikachu. O vascaíno teve três boas chances de deixar sua marca, mas parou em ótimas defesas de Felipe em todas elas. O goleiro tem longa história de antipatia com o time da Colina, tendo protagonizado polêmica há dois anos, quando foi campeão carioca pelo Flamengo. Mas desta vez, ainda que tenha ido bem contra Pikachu, Felipe saiu de São Januário derrotado.

Ficha Técnica
Vasco da Gama 2 x 1 Bragantino
Data: 23/07/2016
Local: Estádio São Januário, Rio de Janeiro-RJ
Hora: 16h30 (de Brasília)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Rosnei Hoffman Scherer (SC) e Thiago Americano Labes (SC)
Cartões Amarelos: Rodrigo, Julio Cesar e Eder Luis (Vasco); Gabriel Dias, Alemão (Bragantino)
Cartão Vermelho: Gabriel Dias (Bragantino)
Gols: Rafael Grampola aos 17 minutos do primeiro tempo. Éderson aos 13', e Rodrigo aos 27 minutos do segundo tempo.

Vasco: Martín Silva; Madson (Eder Luis), Rodrigo, Jomar (Rafael Marques) e Julio Cesar; Diguinho, Andrezinho, Yago Pikachu e Evander (Éderson); Jorge Henrique e Thalles. Treinador: Jorginho.

Bragantino: Felipe; Alemão (Erick), Ednei, Éder Lima e Bruno Pacheco; Gabriel Dias, Daniel Pereira, André Rocha, Marcos Paullo (César Gaúcho) e Tartá (Watson); Rafael Grampola. Treinador: Marcelo Veiga.

UOL Esporte