quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Comercial-SP busca classificação antecipada contra Rio Claro na Copa Paulista

(Foto: Reprodução)

Por Redação Blog do Esporte


O Comercial de Ribeirão Preto (SP) busca alcançar dois feitos contra o Rio Claro neste sábado (3), contra o Rio Claro. O empate dá automaticamente a classificação para o Leão a segunda fase. Outra expectativa é a “revanche” do tricolor para cima do adversário, que derrotou o Bafo no Palma Travassos no primeiro jogo entre as duas equipes.

Para isso, o Comercial conta com a boa fase de João Guilherme, que mesmo após falha no empate contra a Ferroviária por 1 a 1, garante que o lance não irá atrapalhar nesse próximo compromisso. A partida entre os clubes paulista acontecerá as 18h40 no Estádio Schmidtão, em Rio Claro.

Confira a rodada completa da Copa Paulista neste fim de semana:

Sexta-feira (02/09)

15h
Matonense x Ferrovária

20h
XV de Piracicaba x Ituano

Sábado (03/09)

10h
São Paulo x Paulista
Nacional x Água Santa

15h
Votuporanguense x Marília

16h
Catanduvense x Olímpia

17h
São Carlos x Batatais

18h30
Rio Claro x Comercial

Domingo (04/09)

10h
Flamengo x São Caetano
Juventus x Red Bull

20h
Mirassol x Penapolense

Tomic se irrita com torcedor no Aberto dos EUA e dá chilique em quadra

(Foto: Andy Lyons/Getty Images/AFP)


A estreia de Bernard Tomic no Aberto dos Estados Unidos não foi como o australiano esperava. Além da derrota para Damir Dzumhur, por 3 sets a 1, ele ainda amargou uma briga com um torcedor em quadra.

Durante a partida, Tomic perdeu a paciência com um torcedor e o atacou: "vou colocar meus ovos na sua boca". A frase causou arrependimento no tenista que pediu desculpas depois da partida.

"Acredito que estava me colocando a prova. Me arrependo pelo que disse. Diria que deixou sua cadeira depois do primeiro set e eu fiquei feliz porque estava sendo um pouco incômodo. Não tenho ideia de quem era", falou Tomic.

O australiano não lembra o que foi dito pelo torcedor do lado de fora da disputa, mas pediu respeito aos torcedores.

"Estamos em um esporte respeitoso, como o golfe. Nos torneios de golfe, ninguém grita, ninguém fala. Tem muito silencio quando se bate na bola. O tênis deveria ser igual. Não somos boxeadores ou lutadores de luta-livre", completou.

UOL Esporte

Desmanche 'paga' só 28% da dívida do Corinthians e 6,8% da Arena em Itaquera

(Foto: Getty Images)


Parece até história repetida, mas não é: o Corinthians mais uma vez enfrenta um desmanche. Depois de desmontar metade do time campeão brasileiro ainda no começo da temporada, o clube agora se desfaz de outra parte de seu elenco. E pior: ganhando uma ‘mixaria' comparando a tudo que ainda tem a gastar com dívida e estádio.

Com a saída de Elias, serão 12 jogadores importantes que foram embora em nove meses, um time inteiro. O clube perdeu os zagueiros Felipe e Gil, os meio-campistas Bruno Henrique, Jadson, Renato Augusto e Ralf e os atacantes Alexandre Pato, André, Luciano, Malcom e Vagner Love.

O grande problema é que o Corinthians não tinha o passe completo de todos esses jogadores. Por isso, descontando tudo que foi para a mão de empresários ou para outras equipes, o clube alvinegro viu ‘apenas' 31 milhões de euros (cerca de R$ 111,6 milhões na cotação atual) entrarem em seus cofres.

O valor é mínimo considerando todo o rombo financeiro corintiano. Corresponde, por exemplo, a só 28% da dívida de R$ 393 milhões que o balanço financeiro do fim do ano passado mostrou. Ou a 6,8% de todos os R$ 1,64 bilhões que o clube vai ter que desembolsar pela construção da Arena Corinthians.

E isso que estamos considerando o valor bruto, sem levar em conta tudo que o time perde em impostos. Como todas as transferências foram para o exterior, a Receita Federal deve comer entre 15 e 20% desses R$ 111 milhões. Só em impostos, deve ficar com cerca de R$ 6 milhões. O que diminui ainda mais o tanto das dívidas que poderiam ser abatidas.

ESPN

Guardiola faz limpeza no Manchester City na reta final da janela

(Foto: AFP PHOTO / Marco BERTORELLO)


O técnico Guardiola resolveu fazer uma limpeza no Manchester City no último dia da janela de transferência. Ao menos três jogadores já tiveram sua saída anunciada do clube inglês e mais atletas devem deixar o time.

A primeira confirmação foi de Joe Hart. O goleiro da seleção inglesa acertou sua ida para o Torino. Ele ficará um ano emprestado no clube.

Logo depois foi a vez do atacante Wilfred Bony. O jogador também deixou o City por empréstimo e ficará uma temporada no Stoke City.

O meia francês Sami Nasri foi outro a ter a saída confirmada. O jogador defenderá o Sevilla por empréstimo de um ano.

Yaya Touré e Eliaquim Mangala são outros dois jogadores que estão nas especulações do último dia de transferência no City.

UOL Esporte

São Paulo vai indagar ator na Justiça sobre quem é vagabundo

A diretoria do São Paulo procura um advogado criminalista para questionar o ator Henri Castelli na Justiça sobre declarações dadas por ele contra os dirigentes são-paulinos.

Ao convocar torcedores para o protesto que terminou em invasão ao CT tricolor, roubos e agressões a jogadores no último sábado, Castelli se dirigiu à torcida da seguinte forma: “Você que há mais de dez anos vem sofrendo com a corrupção dentro da diretoria do São Paulo, com a incompetência desse bando de safado, vagabundo que usa o clube para se promover”.

A ideia é fazer indagações como quem são os safados e vagabundos citados por ele, quem praticou a corrupção mencionada e se ele tem provas contra os dirigentes que acusa. Dependendo das argumentações de Castelli, a diretoria o processará por difamação.

Também foi estudada a possibilidade de enquadrar o ator no estatuto do torcedor por supostamente incitar a violência. Esse crime prevê pena de um a dois anos de reclusão e multa. Porém, a hipótese perdeu força. O entendimento é de que seria difícil provar que ele incitou os torcedores a agirem de maneira violenta.

Em outra frente, a diretoria trabalha para que o comportamento de Castelli, sócio do clube, seja julgado pela comissão de ética da área social do clube. A letra b do artigo 27 do estatuto tricolor diz que o sócio deve respeitar os conselheiros, diretores e associados. Quem ferir a regra pode ser advertido, suspenso ou eliminado do quadro associativo.

O blog não conseguiu falar com o ator. Porém, em entrevista para a Rádio Jovem Pan, ele se disse surpreso com a possibilidade de ser processado, chamou a manifestação dos torcedores de legítima e justa e ainda se disse envergonhado com a reação da direção.

UOL Esporte

Brasília abre o revezamento da Tocha Paralímpica nesta quinta-feira

(Foto: Roberto Castro/ME)


Assim como ocorreu com o fogo olímpico no dia 3 de maio, o Distrito Federal será a primeira unidade da Federação a receber a chama dos Jogos Paralímpicos Rio 2016. A Tocha Paralímpica passará por Brasília nesta quinta-feira (1.9).

O símbolo dos Jogos Paralímpicos será conduzido por um total de 103 pessoas e durante o revezamento pela capital a chama passará pelo Parque da Cidade Dona Sarah Kubitschek, Parque das Garças, unidade da Rede Sarah do Lago Norte, Instituto Cultural, Educacional e Profissionalizante de Pessoas com Deficiência (Icep), Setor de Indústria e Abastecimento, Escola Nacional de Administração Pública (Enap) e Associação de Centro de Treinamento de Educação Física Especial (Cetefe), ambas no Setor Policial Sul, além de passar pelo Centro de Ensino Especial de Deficientes Visuais (CEEDV), na Asa Sul.

Depois, a Tocha voltará ao Parque da Cidade, onde haverá a festa de encerramento. O ponto de chegada e de partida será o Estacionamento 12, que está fechado desde o dia 25 para montagem da estrutura. Serão, apenas no local, 82 condutores, que se revezarão pelo percurso de 10 quilômetros na pista de caminhada.

Atrações musicais 
O Parque da Cidade é o local mais indicado para quem quer ver de perto o revezamento, já que a maior parte dos outros locais continuará com as atividades ocorrendo normalmente. O protocolo inicial começará às 9h30 e o comboio para as visitas da chama sairá do estacionamento às 10h05 e retornará às 16h15. No parque, cada condutor percorrerá, em média, 120 metros.

As atividades culturais no Estacionamento 12 terão início às 15h45. Cinco atrações locais passarão pelo palco (Josué do Cavaquinho, Namastê, Nó Cego, Luna Cavalcante e Surdodum). 

Ministério do Esporte

terça-feira, 30 de agosto de 2016

Cirurgia no ombro tira Zanetti de competições até começo de 2017

(Foto: André Durão/Nopp)


Arthur Zanetti ficará afastado das competições ate o início do próximo ano em virtude de uma cirurgia no ombro esquerdo a qual teve de ser submetido no último dia 24. O procedimento - uma artroscopia - foi feito para corrigir uma lesão no manguito rotador.

A operação foi conduzida pelo ortopedista  Benno Ejnisman, o mesmo que havia operado o ginasta no ombro direito em 2010.

"O Arthur compete em um esporte de alta exigência física, e em função da sobrecarga teve lesão no ombro. Este era o melhor momento para fazer a correção", afirmou o médico.

O prazo para a recuperação total da cirurgia é de quatro meses, mas até o fim de setembro Zanetti já deverá retomar os treinamentos físicos em academia, além de fazer fisioterapia.

Nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em agosto, Zanetti ficou com a medalha de prata nas argolas após ser superado pelo grego Eleftherios Petrounias.

"Não foi agora que aconteceu. Esse problema já vem de muitos anos. Não interferiu em nada. Eu estava conseguindo fazer minha série e minha rotina normalmente. O resultado era esse mesmo (prata)", disse o ginasta ao jornal Diário do Grande ABC.

Zanetti optou em fazer a cirurgia agora para começar sem dores o próximo ciclo olímpico. Ele já afirmou que tem como objetivo competir nos Jogos de Tóquio, em 2020.

UOL Esporte

Botafogo-SP fará promoção para torcedores em jogo contra Guarani

(Foto: Luis Augusto/Ag. Botafogo)


A diretoria do Botafogo de Ribeirão Preto irá realizar uma promoção de ingressos para a partida contra o Guarani, que acontecerá na próxima segunda-feira (5), em rodada válida pela série C do Campeonato Brasileiro. O confronto é direto pela classificação no grupo B e o tricolor precisa da vitória para se manter no G4.

Os torcedores poderão comprar os ingressos nas bilheterias do Estádio Santa Cruz, na loja Pantera Shop e na Sala dos Botafanáticos a partir desta terça-feira (30). Quem adquirir um ingresso terá o direito a uma segunda entrada para o mesmo setor do estádio. Torcedores sócios do clube de benefícios terão direitos a ingressos extras para a partida.

Os valores serão de R$ 40 para o setor de arquibancadas descobertas e R$ 60 para as cobertas. Torcedores que se identificarem e estiverem com a camisa do Botafogo terão direito a meia entrada. Além disso, o desconto de 50% também é válido para estudantes, aposentados, idosos, professores da rede público de ensino e portadores de necessidades especiais.

As bilheterias estarão em funcionamento até na sexta-feira (2), das 9h às 18h, e no sábado (3), das 9h às 12h. O jogo acontece no dia 5 as 19h15.

Confira os valores dos ingressos
Arquibancada descoberta – R$ 40 (R$ 20 meia)
Arquibancada coberta – R$ 60 (R$ 30 meia)
Cadeiras Cativas e Camarotes (Proprietários) – R$ 40 (R$ 20 meia)

Pontos de venda
Estádio Santa Cruz
Sala dos Botafanáticos

Sondagens não avançam e Atlético-MG pode não fazer dinheiro com vendas

(Foto: Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro)


Para a torcida é muito bom ter um time com jogadores do nível de Victor, Marcos Rocha, Cazares, Luan, Robinho, Lucas Pratto, Fred e muitos outros. Mas para a diretoria do Atlético-MG esse elenco tem um custo alto. Portanto, negociar ao menos um atleta neste segundo semestre é algo importante para que o clube mantenha as finanças equilibradas.

Restando pouco mais de um dia para o fechamento da janela de transferências para as principais ligas europeias, a diretoria do Atlético sabe que pode não vender mais atleta nesta temporada. As vendas de Jemerson e Giovanni Augusto, em janeiro, foram determinantes para o equilíbrio das contas no primeiro semestre.

E vender alguém no segundo semestre é algo que o Atlético precisa, como já revelou o presidente Daniel Nepomuceno. "O futebol vive disso. Qualquer proposta que for interessante e a gente consiga manter o nível técnico, nós vamos avaliar. O futebol, de acordo com o preço que a gente acha interessante, tem que ser feita algumas vendas, como eu já fiz. Mas só falo isso quando tiver proposta oficial, o resto é apenas especulação", comentou o dirigente alvinegro, assim que surgiram as primeiras especulações.

Douglas Santos, Carlos, Clayton e Lucas Pratto são ou foram os principais alvos dos clubes estrangeiros. O caso do atacante argentino já está resolvido. O chinês Chongqing Lifan ofereceu cerca de R$ 27 milhões pelo atleta, mas os valores oferecidos não agradaram e Pratto segue no Atlético, pelo menos até dezembro. Agora, mais valorizado pela convocação para a seleção argentina.

Se por Lucas Pratto ao menos chegou uma proposta, mesmo que muito baixa, para os demais jogadores não chegou nada além das sondagens. Campeão olímpico com a seleção brasileira, Douglas Santos certamente foi o jogador do Atlético mais sondado nas últimas semanas. No entanto, nenhuma oferta oficial até o momento.

"Não falo de valor. Acho que o mercado é quem diz. Sabemos muito bem que por ser do Atlético tem que ter uma valorização excelente. Não é uma simples transação. É uma carreira que o jogador terá fora. É difícil de competir com o que o Atlético proporciona, com o centro de treinamentos, com a cidade que acolhe muito bem, com a torcida que é apaixonada por esses meninos. Então, tem que ter muita paciência e saber que, se vier alguma coisa, só será efetivada se for boa para as três partes", disse Daniel Nepomuceno.

O mesmo aconteceu com Clayton, sondado pela Lazio-ITA, e com Carlos, observado pelo Zenit-RUS e por clubes da Espanha. Mas nada além da procura de empresários. Com o fechamento da janela para as grandes ligas da Europa cada vez mais perto, o Atlético já começa os últimos três meses de 2016 sem nenhum dinheiro adicional com negociações.

UOL Esporte

Massa volta ao palco de último pódio na F-1 buscando encerrar fase ruim

(Foto: Charles Coates/Getty Images)


Felipe Massa volta neste final de semana ao palco do último pódio conquistado na Fórmula 1, justamente no último GP da Itália, em Monza.

Apesar das boas recordações e do histórico positivo nas últimas temporadas no circuito italiano, o brasileiro não fala em repetir o feito no domingo.

"A Itália tem sido muito boa para mim. Tive dois pódios lá nos últimos dois anos, além de outro nos tempos de Ferrari", lembrou o brasileiro, que não vem bem no campeonato, tendo marcado apenas dois pontos nas últimas sete etapas.

"Os fãs são muito apaixonados e gostam de estar lá para curtir as disputas, é incrível de se ver. Conheço muito bem os fãs dos meus tempos de Ferrari e eles vão me apoiar bastante. É sempre um grande prazer correr em Monza."

Apesar do traçado de Monza beneficiar carros que geram pouco arrasto, como é o caso do modelo da Williams, o fato do time ter perdido terreno em relação a 12 meses, especialmente na comparação com Ferrari e Red Bull, faz com que o foco para este final de semana seja outro: somar bons pontos para frear a ascensão da Force India, que tenta derrubar o time do quarto lugar no mundial de construtores.

Na última etapa, na Bélgica, a rival marcou 18 pontos, contra 5 da Williams. A chefe do time da Massa, contudo, se mostrou preocupada, "porque perder a quarta posição significa perder vários milhões de dólares em premiação, então não é algo que podemos permitir que aconteça."

UOL Esporte

Ryan Lochte diz em entrevista que não voltará ao Brasil após ser indiciado

(Foto: Matt Hazlett/Getty Images)


O nadador norte-americano Ryan Lochte disse ao site TMZ que não voltará ao Brasil para prestar mais esclarecimentos à justiça por conta de ter mentido sobre um suposto assalto que teria sofrido no Rio de Janeiro durante os Jogos Olímpicos. Ele foi indiciado por "falsa comunicação de crime".

"Eu não vou voltar", disse Ryan Lochte ao repórter que o encontrou no Aeroporto Internacional de Los Angeles nesta segunda (29) e o questionou sobre o assunto. O jornalista havia perguntado se Lochte voltaria ao Rio de Janeiro para o seguimento de seu processo, que envolve mais depoimentos do nadador norte-americano.

O Ministério Público deve convocar o nadador para novo depoimento no Brasil sobre o episódio. Mesmo se Lochte não retornar ao Brasil para depor em possível audiência, o caso continua sem a presença do atleta.  

A publicação ainda questiona Lochte sobre sua punição via Comitê Olímpico dos EUA. "Eu não tenho o que comentar. Qualquer que seja minha punição, terei que encarar. Eu não acho que tirarão a minha medalha. Foi minha culpa e seja qual forem as consequências", completou.

Nadador explica confusão no Rio de Janeiro

Lochte também deu entrevista para a emissora ABC. Na manhã desta terça-feira, ele falou sobre o problema que teve no Rio de Janeiro antes de anunciar que participará do reality Dancing with Stars (Dança dos Famosos nos Estados Unidos) - a ginasta Laurie Hernandez, ouro no Rio de Janeiro, também participará do programa.

“Eu menti sobre uma parte. Eu tenho minha responsabilidade e cometi um erro, um erro muito grande. São coisas que eu aprendi e eu sei que nunca acontecerá novamente. Horas depois do incidente, isso não é uma desculpa, mas eu ainda estava bêbado, continuava emocionalmente abalado porque apontaram uma arma para mim. Eu sou humano, eu cometi um erro”, falou o americano.

“Não tinha nenhum dano no banheiro, eu nunca entrei no banheiro, ele estava trancado. A história sobre eu no banheiro é mentira, nunca aconteceu”, completou.

O nadador ainda falou sobre o fato de Jimmy Feigen ter pago R$ 35 mil de fiança. Segundo Lochte, ele devolverá o dinheiro ao companheiro.

“Como disse, meus advogados vão cuidar disso. O que aconteceu, aconteceu. É meu erro e tenho total responsabilidade sobre isso. Vou pagar ele de volta”, completou.

UOL Esporte

SKY e Esporte Interativo anunciam acordo; canal entra na grade em setembro



O Esporte Interativo está perto de acabar com uma das últimas barreiras nas operadoras de televisão paga. Nesta segunda-feira, a SKY enviou um comunicado aos seus assinantes confirmando que os canais esportivos farão parte de sua grade de transmissão HD a partir do dia 13 de setembro, enquanto os SDs estarão disponíveis apenas no dia 29. Mais tarde, ainda nesta segunda, ambas empresas confirmaram o acerto com um comunicado oficial.

'Estamos muito satisfeitos em firmar mais essa parceria com a Turner e em oferecer aos nossos assinantes uma programação esportiva de qualidade ainda mais completa', diz a diretora de programação da SKY, Marcia Cruz.

'Este acordo é mais um exemplo recente da forte parceria que existe entre Turner e SKY', disse Whit Richardson, vice-presidente executivo de distribuição e marketing da Turner América Latina. 'Estamos comprometidos com o crescimento da indústria, levando o melhor conteúdo disponível para os telespectadores de todo o Brasil e da América Latina.'

Com esse acordo, os assinantes que possuem a tecnologia 'high definition' (HD) já poderão assistir a primeira rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões desta temporada. Serão exibidos quatro jogos: na terça-feira, dia 13, o EI MAXX mostra Barcelona x Celtic e o EI MAXX 2, transmite Real Madrid x Sporting. No dia seguinte, é a vez de Juventus x Sevilla, no EI MAXX. Já para os usuários SD, os canais só estarão disponíveis a partide do dia 29 de setembro

A batalha do Esporte Interativo com a SKY já durava mais de um ano, o que fez os assinantes da operadora perderem a transmissão de vários jogos da temporada 2015/2016. O grupo tem os direitos exclusivos para a televisão fechada, enquanto Globo e Bandeirantes possuem direitos compartilhados na televisão aberta.

UOL Esporte

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Elenco do Botafogo-SP reclama de arbitragem e pede atenção à diretoria

(Foto: Rogério Moroti)


Apesar de festejarem o empate por 0 a 0 com o Juventude, conquistado nesse domingo, em Caxias do Sul, os jogadores do Botafogo-SP e o técnico Márcio Fernandes criticaram a arbitragem de Braulio da Silva Machado. Fernandes reclamou principalmente do acréscimo de oito minutos no segundo tempo.

- O árbitro deu oito minutos de acréscimo, temos que ver o que está acontecendo. É um exagero. Os jogadores já estavam cansados, ele dá cinco minutos, depois acontece uma falta e ele acrescenta mais três - comentou o técnico.

Expulso durante os acréscimos, o lateral-direito Daniel Borges não poupou Machado e disse ter sido injusto o cartão vermelho.

- O cara [Romarinho] foi agredir o Filipe por trás e só fui evitar que ele fizesse isso. Mas esse árbitro estava perdido, era para expulsar o cara deles. A arbitragem mete a mão na gente, fora de casa e também no Santa Cruz. Está estranho - disse o jogador à rede Fé.

Insatisfeitos com a qualidade da arbitragem nas últimas partidas, o elenco e o técnico Márcio Fernandes pediram providências e atenção à direção do Botafogo.

- Todos os detalhes são importantes e precisamos estar atentos, está absurdo [a arbitragem]. Futebol às vezes não se decide só em campo não - alertou Fernandes.

Com 27 pontos, o Botafogo é o vice-líder do Grupo B atrás apenas do Guarani, que será o próximo adversário na competição, na segunda-feira, 4 de setembro, às 19h15, no Santa Cruz.

Globo Esporte

Celta de Vigo anuncia contratação do atacante italiano Giuseppe Rossi

(Foto: Reprodução)


O Celta de Vigo oficializou nesta segunda-feira a contratação do atacante italiano Giuseppe Rossi, que foi contratado junto a Fiorentina e assinou contrato por uma temporada, com opção por mais uma.

O site do clube da Galícia divulgou foto do atleta, que sofre há alguns anos com sequência de lesões, assinando contrato. Rossi aparece ao lado de Ricardo Barros, um dos vice-presidentes do Celta.

A apresentação do atacante está marcada para acontecer amanhã à noite (hora local), no estádio de Balaídos, onde a equipe manda suas partidas.

Esta será a terceira passagem de Rossi, que nasceu nos Estados Unidos, pelo futebol da Espanha. Entre 2007 e 2013, o jogador defendeu o Villarreal, marcando 80 gols em 181 jogos.

Na temporada passada, o italiano chegou no início do segundo turno no Levante, cedido por empréstimo, e balançou as redes seis vezes em 17 partidas. 

UOL Esporte

Jogos Paralímpicos terão atletas refugiados pela 1ª vez

(Foto: Divulgação/Acnur)


Dois atletas que foram forçados a deixar seus países de origem vão participar, pela primeira vez, dos Jogos Paralímpicos Rio 2016 pela Equipe de Atletas Paralímpicos Independentes. Segundo informações da Agência da ONU para Refugiados (Acnur), os atletas são da Síria e do Irã.

Ibrahim Al-Hussein, que cresceu em Deir ez-Zor, na Síria, foi atingido por uma bomba em 2013, ao tentar ajudar um amigo. Ele perdeu a parte inferior de sua perna direita, abaixo do joelho. Ibrahim então fugiu para a Turquia e, em 2014, viajou em um barco inflável para a Grécia, onde vive refugiado até hoje.

Após a lesão, Ibrahim pensou que nunca nadaria novamente. "Depois de 22 anos de treinamento, o meu sonho finalmente se tornou realidade", afirmou o atleta, que desde criança treinava natação com seu pai. Nos Jogos Paralímpicos, Ibrahim irá competir nos 50 metros e 100 metros nado livre na classe S10. Em abril, Ibrahim conduziu a Tocha Olímpica dos Jogos Rio 2016 por um campo de refugiados em Atenas.

O outro atleta que irá participar da Paralimpíada como independente é Shahrad Nasajpour, um iraniano que teve concedido o pedido de refúgio nos Estados Unidos, mas ainda não é considerado refugiado. Shahrad tem paralisia cerebral e competirá no arremesso de discos, na classe esportiva F37.

Segundo a Acnur, a população de refugiados e deslocados internos no mundo já ultrapassa 65 milhões. “Os atletas deslocados vão levar uma mensagem de esperança, não só para os milhões de pessoas deslocadas com deficiência em todo o mundo, mas para todas as pessoas, em todos os lugares”, diz a Acnur.

Na Olimpíada do Rio de Janeiro, realizada neste mês, uma equipe de 10 atletas refugiados participou também de forma independente.

Ministério do Esporte

Chefe defende Verstappen e lembra que Vettel já foi alvo por agressividade

(Foto: Mark Thompson/Getty Images)


O chefe da Red Bull, Christian Horner, saiu em defesa de seu piloto, Max Verstappen, criticado após uma série de manobras agressivas durante o GP da Bélgica. Para o dirigente, o fato dos comissários não terem sequer investigado nenhuma das manobras significa que o holandês esteve dentro dos limites das regras - ainda que tenha de reconsiderar suas atitudes no futuro.

"Foi no limite, e ele escapou, os comissários ficaram satisfeitos. Então se houvesse algum problema ou conflito, tenho certeza de que Danny Sullivan é um cara experiente, e ele teria levado isso adiante ou Charlie Whiting teria reportado para os comissários. Ele se safou, mas tenho certeza de que vai dar uma olhada e aprender para corridas futuras", disse Horner.

Na Bélgica, Verstappen se envolveu em disputas fortes com ambos os pilotos da Ferrari, que o criticaram. Kimi Raikkonen chegou a dizer que o piloto de 18 anos só vai aprender quando causar um acidente sério.

"Disse para que ele não conte para ninguém onde vai ficar em Monza porque tenho certeza que haverá alguns italianos bravos", brincou seu chefe. "Não houve nenhum grande problema, caso contrário os comissários teriam feito algo. Já vimos antes que anda no limite, e é algo que todos os pilotos seriamente ambiciosos têm com ele."

Horner comparou Verstappen a Sebastian Vettel, que também foi criticado na Bélgica, em 2010, quando causou uma batida com Jenson Button.

"Lembro quando Sebastian foi criticado aqui há alguns anos, e houve outros pilotos na história que demonstraram esse espírito de lita, e acho que é parte do motivo pelo qual tivemos um público tão grande na corrida."

UOL Esporte

Cuca faz contas para título e rechaça tirar pé na Copa do Brasil



Líder do Campeonato Brasileiro com três pontos de vantagem para o segundo colocado Flamengo, o Palmeiras evita o clima de euforia dentro do clube. O técnico Cuca, por exemplo, afirmou que não importa a diferença na tabela neste momento, já que "todos os times estão embolados". Para o treinador, o importante é traçar uma meta de olho no fim da competição. 

De acordo com o técnico, a equipe campeã deverá somar de 72 a 74 pontos em 2016: "Cada um tem uma luta no campeonato. Conquistamos três pontos [contra o Fluminense], mas tem muito chão. A diferença é pequena. Não quero pensar na vantagem que temos em relação aos rivais agora. Eu miro lá na frente. Penso em 72, 73, 74 pontos para ser campeão", declarou Cuca depois da vitória por 2 a 0 sobre o Fluminense, no Mané Garrincha, em jogo válido pela 22ª do Nacional. 

Atualmente, a equipe possui 43 pontos e há mais 48 em disputa. Pelas contas do técnico, o clube paulista precisaria conquistar, pelo menos, mais 29 pontos para se sagrar campeão. 

Além do título do Brasileiro, o treinador também já planeja a equipe para a disputa da Copa do Brasil. Na próxima quarta-feira (31), o atual campeão do torneio vai enfrentar o Botafogo-PB, no Allianz Parque, pela ida das oitavas de final. Cuca não quis adiantar o time que mandará a campo, porém deu a entender que não deseja poupar ninguém.

"Eu tenho um Palmeiras com vários jogadores que podemos usar. O Botafogo-PB merece todo o nosso respeito. Vi outros jogos deles e foram muito bem. A Copa do Brasil é outra competição que desejamos. Vamos analisar quem está com desgaste. Se não houver nenhum problema, todos irão para a partida". 

Apesar de manter a cautela nas declarações, Cuca elogiou muito o Palmeiras após o êxito contra o Fluminense pelo Brasileiro. "É muito difícil jogar contra eles. É uma equipe bem treinada. Era a melhor defesa do campeonato. Fizemos um grande jogo. Perdemos oportunidades, mas está excelente. Acredito que somos o melhor visitante do campeonato", avaliou.

"Foi um jogo tenso. Se o Fluminense ganha, fica perto do G4. Mas não houve um lance desleal. Vejo as pessoas comentando que o Palmeiras deixou de evoluir. Como vamos evoluir sem estar com o time completo? Hoje tivemos o retorno do Gabriel Jesus e a equipe controlou bem a partida, mesmo jogando fora de casa. A gente se sente bem aqui em Brasília", continuou. 

Para Cuca, a vitória mostrou a força do melhor ataque do Nacional. "Há uma recomposição rápida, o que ajuda a defesa. Apesar de termos tomados gols excessivos em algumas partidas, o nosso setor defensivo também está bem", finalizou. 

UOL Esporte

domingo, 28 de agosto de 2016

Corrida recheada de toques não poupa brasileiros no GP da Bélgica

(Foto: REUTERS/Matthew Childs Livepic)


Em uma corrida marcada por toques, os dois brasileiros não escaparam ilesos: Felipe Massa teve dois 'encontros' durante a prova, no que acabou explicando a queda de rendimento das últimas voltas, quando foi ultrapassado por Valtteri Bottas, Kimi Raikkonen e Sebastian Vettel, chegando apenas em décimo. E Felipe Nasr teve um furo de pneu logo na primeira volta, o que comprometeu sua estratégia e fez com que não passasse da 17ª e última colocação no GP da Bélgica.

"Enquanto o pneu rendia, a gente estava na briga e fazendo uma boa corrida", apontou Massa. "O problema foi manter o pneu. Eu estava tentando economizar pneu, mas chegou um momento em que ele perdeu rendimento e os outros carros começaram a passar. Lógico que ter parado logo de cara me ajudou a ganhar posições, mas depois para manter por tantas voltas não foi fácil."

Outro problema foi o dano causado por dois toques ao longo da prova. "O assoalho está todo quebrado. Tive um toque com o Perez e com o Vettel, que saiu da pista e, quando voltou, veio para cima do meu carro. Por isso foi mais difícil manter o carro equilibrado. Sem dúvida, também não ajudou."

Nasr também correu com o carro danificado em Spa. "A largada foi excelente. Consegui me posicionar bem na primeira curva e ganhei, só ali, umas cinco posições. Mas logo no meio da volta senti que tinha alguma coisa errada e vi que meu pneu traseiro esquerdo estava furado. Tive que parar logo na primeira volta e isso comprometeu a corrida. Tinha muito pedaço de carro e estava muito fácil furar. O carro ficou danificado e foi difícil pilotar."

UOL Esporte

Pressionado após invasão em CT, São Paulo empata sem gols com Coritiba

Pressionado após sofrer uma invasão no centro de treinamento, o São Paulo não se encontrou em campo e ficou no empate sem gols com o Coritiba na tarde deste domingo (28), no estádio do Morumbi. A partida foi válida pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o time paulista chegou aos 28 pontos e ficou no 11º posto da tabela de classificação da competição nacional. Enquanto isso, a equipe paranaense terminou a rodada com 26 pontos e ficou na 15ª posição.

Na próxima rodada, o São Paulo encara o Palmeiras na quarta-feira (7), fora de casa, às 21h45 (de Brasília). Enquanto isso, o Coritiba recebe o Grêmio no estádio Couto Pereira, nos mesmos dia e horário.

Quem foi bem: Dá-lhe Chávez
O atacante Andrés Chávez assustou a defesa do Coritiba no primeiro tempo. O jogador do São Paulo chegou com perigo, mas perdeu muitas chances claras. Aos 27 minutos, o argentino recebeu bom cruzamento de Mena e, sozinho na área, mandou por cima do gol.

Quem foi mal: Michel Bastos desestabilizado
Após o fim do primeiro tempo do confronto, os torcedores são-paulinos se manifestaram contra Michel Bastos, que não teve uma boa atuação. Aos 16 minutos da etapa final, o jogador foi substituído por Luiz Araújo e foi para o bando de reservas sob vaias. O meia, que entrou como titular, foi um dos alvos do protesto da principal torcida organizada do clube, que invadiu o CT e agrediu três jogadores - além de Michel, Carlinhos e Wesley.

Coritiba sem Gladiador 
O atacante Kleber foi poupado desta partida contra o São Paulo, porque sofreu um forte pisão na última rodada. Vinícius ficou no lugar do atacante, mas não agradou o técnico Carpegiani, que substituiu o jogador no início do segundo tempo por Iago.

Sem criatividade
A equipe do São Paulo não começou bem a partida, mas foi evoluindo e chegou com perigo ao gol adversário. Apesar disso, os jogadores não estavam com a pontaria calibrada e pecaram nas finalizações. Na volta dos vestiários, os comandados de Ricardo Gomes não conseguiam criar boas jogadas.

Coxa não aproveita 
Se por um lado o time do São Paulo não aproveitou as oportunidades que teve de marcar, o Coritiba também não levou muito perigo. O time não encaixou os contra-ataques e deu pouco trabalho ao goleiro Denis.

Cadê a torcida?
A má fase e a derrota para o Juventude na Copa do Brasil espantou os torcedores são-paulinos. Foram 7.836 pessoas presentes.

Preocupação com emocional do São Paulo
O São Paulo foi para a partida deste domingo sob forte pressão. Um dia depois de ter seu Centro de Treinamentos invadido por torcedores organizados, que roubaram material esportivo do clube e agrediram jogadores como Wesley, Carlinhos e Michel Bastos, a preocupação com o estado emocional da equipe para uma partida importante no Campeonato Brasileiro era grande.

Invasão
Um torcedor tentou invadir o gramado do estádio do Morumbi para protestar, e foi impedido por seguranças.

Que fase
A situação da equipe tricolor não é simples. O São Paulo não vence sob os próprios domínios desde o dia 10 de julho, quando derrotou o América-MG por 3 a 0 pela 14ª rodada do Brasileirão.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 0 X 0 CORITIBA

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 28 de agosto de 2016, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (AL)
Assistentes: Esdras de Lima Albuquerque e Pedro Jorge de Araújo (ambos de AL)
Cartões Amarelos: Buffarini, Mena (São Paulo); Edinho (Coritiba)
Público: 7.836  Renda: R$ 182.596,00

SÃO PAULO: Denis; Buffarini, Maicon, Lyanco e Mena; Hudson, Thiago Mendes, Cueva, Kelvin (Pedro) e Michel Bastos (Luiz Araújo); Chavez
Técnico: Ricardo Gomes

CORITIBA: Wilson; Dodô, Luccas Claro, Juninho e Benítez; João Paulo (Walisson Maia), Edinho, Juan e Raphal Veiga; Vinícius (Iago) e Neto Berola (Jorge Ortega)
Técnico: Carpegiani

UOL Esporte

Pato sofre torção feia no tornozelo e sai machucado de jogo do Villarreal

(Foto: José Jordan/AFP)


O atacante Alexandre Pato não durou nem um tempo do jogo entre Villarreal e Sevilla neste domingo (28), pelo Campeonato Espanhol. O brasileiro sofreu uma torção feia no tornozelo esquerdo ainda na primeira etapa e acabou substituído aos 31 minutos pelo colombiano Borré.

O lance aconteceu em uma disputa de bola. Pato saltou e caiu de mau jeito, virando totalmente o tornozelo. Ele recebeu atendimento médico e tentou seguir no jogo, mas não teve condições e pediu a substituição.

Pato tem sido titular desde sua chegada ao Villarreal. A equipe ainda não venceu em jogos oficiais na temporada.

UOL Esporte

Sem brilho de Messi e Suárez, Barça vence com marca histórica de técnico

(Foto: Alavaro Barrientos/AP)


Sem o brilho da dupla Messi e Suárez, que desperdiçou algumas oportunidades, o Barcelona contou com um gol do meia croata Ivan Rakitic para vencer o Athletic Bilbao por 1 a 0, em San Mamés, neste domingo (28), em jogo válido pela segunda rodada do Campeonato Espanhol. 

Com o triunfo, o Barcelona não só conquistou seis pontos em seis possíveis na competição, como viu o seu técnico Luis Enrique fazer história ao chegar a centésima vitória no comando do clube.

O treinador alcançou a marca em menos jogos do que Pep Guardiola. Enquanto o atual comandante do Manchester City precisou de 139 jogos para celebrar o êxito de número 100 na Catalunha, Luis Enrique necessitou de 126 jogos para comemorar tal feito. 

Desfalques de Neymar e Iniesta, mas retornos de Ter Stegen, Mascherano e Rafinha

A equipe catalã ainda não contou com o atacante Neymar, que, após a conquista da medalha de ouro na Olimpíada do Rio, continua no Brasil e deve retornar à Espanha somente no dia 8 de setembro – depois de defender a seleção brasileira nas Eliminatórias da Copa do Mundo.

Outro brasileiro que disputou os Jogos Olímpicos, o meia Rafinha já retornou para o Barcelona e atuou nos dez minutos finais do duelo. 

O espanhol Andrés Iniesta também desfalcou o Barça mais uma vez, mas por estar lesionado. Já o argentino Javier Mascherano se recuperou de uma contusão, porém ficou como opção no banco de reservas e entrou no segundo tempo.

Esta partida também foi marcada pelo retorno do goleiro alemão Ter Stegen. Recuperado de lesão, o atleta assumiu a titularidade na meta do Barça após a saída do chileno Claudio Bravo para o Manchester City. No entanto, nos próximos jogos, Ter Stegen deve ganhar a concorrência do holandês Jasper Cillensen para jogar no gol do time catalão.

Douglas já é passado na Catalunha

Contra o Athletic Bilbao, o Barcelona fez seu primeiro jogo sem o lateral direito Douglas no elenco. Depois de dois anos na Catalunha, o brasileiro foi emprestado ao Sport Gijón na última semana. 

Na próxima rodada, o clube catalão recebe o Alavés. Por causa das datas Fifa, o duelo só será realizado no dia 10 de setembro - daqui a dois sábados. Já o time basco visita o Deportivo La Coruña, um dia depois. 

Athletic Bilbao começa melhor, mas quem marca é o Barcelona

Com apoio de seus torcedores em San Mamés, o Athletic Bilbao marcou a saída de bola do Barcelona nos primeiros minutos do confronto. Inclusive, os mandantes forçaram um erro do goleiro Ter Stegen, que se redimiu com uma bela defesa à queima-roupa no mesmo lance.

Mas, depois de sufocar o Barça, o Athletic sofreu um duro golpe. Aos 20 minutos, o turco Arda Turan recebeu livre na esquerda e cruzou com perfeição para Rakitic. O meia croata apareceu de surpresa na área e cabeceou com estilo para colocar o Barcelona em vantagem: 1 a 0.

A equipe basca não reagiu bem ao gol adversário. Porém, de uma forma mais tímida, continuou pressionando o rival em seu campo de defesa.

Quando conseguia sair da marcação do Athletic, o Barça levava perigo nos contra-ataques. Na melhor oportunidade para ampliar o placar, Turan chutou na rede pelo lado de fora, já no final do primeiro tempo. A dupla Messi e Suárez pouco produziu na etapa inicial. 

Com muitos espaços no ataque, o Barça teve ótimas chances para ampliar a vantagem.

Aos 8 minutos, Messi arrancou com a bola dominada, chegou com liberdade à meia-lua e chutou para fora. Depois foi a vez de Suárez pegar bem de primeira na área, mas mandar por cima da meta de Irazoz.

A dupla apareceu novamente aos 25 minutos e, mais uma vez, a oportunidade criada foi desperdiçada. Suárez recebeu entre os zagueiros do Athletic, ajeitou para Messi e o argentino isolou.

Aos 35 minutos, Suárez deu dois belos dribles, ficou cara a cara com o goleiro, porém, outra vez, pecou na finalização. No final, os mandantes ainda quase empataram em uma cobrança de falta de Beñat, que passou rente à trave de Ter Stegen, e pediram pênalti em uma jogada entre Rakitic e Muniain. O árbitro Mateu Lahoz nada assinalou.

No último lance do confronto, Messi deixou Suárez em condições claras de fazer o segundo gol do Barça, mas a zaga rival salvou em cima da linha. 

Data: domingo, dia 28 de agosto
Local: San Mamés, Bilbao
Horário: 15h15 (Horário de Brasília)
Árbitro: Mateu Lahoz
Cartões amarelos: Umtiti, Busquets, Suárez e Sergi Roberto (Barcelona); Susuaeta, Iturraspe, Eraso, Beñate  Balenziaga (Athletic Bilbao)
Gol: Rakitic, aos 20 minutos do primeiro tempo

Athletic de Bilbao: Iraizoz; Bóveda, Laporte,  Balenziaga e De Marcos; Iturraspe (Vesga), Beñat e Eraso (Raúl García); Williams, Susaeta (Muniain) e Aduriz.
Técnico: Ernesto Valverde

Barcelona: Ter Stegen; Sergi Roberto, Piqué, Umtiti (Mascherano) e Alba; Busquets, Denis Suárez (André Gomes) e Rakitic; Turan (Rafinha), Suárez e Messi.
Técnico: Luis Enrique

UOL Esporte

Rahal vence etapa do Texas da Indy com vantagem de 0s008 e Kanaan é 3º

A etapa do Texas da Fórmula Indy enfim foi concluída e com uma emocionante vitória de Graham Rahal. Neste sábado, foi o norte-americano da Rahal Letterman Lanigan Racing quem se deu melhor em uma disputa acirrada com o canadense James Hinchcliffe e o brasileiro Tony Kanaan, assegurando o seu triunfo.

Esta, aliás, foi a primeira vitória de Rahal em 2016, numa temporada bastante discreta do piloto, que até agora só havia subido ao pódio duas vezes. Além disso, foi o quarto triunfo da sua carreira na categoria norte-americana. E o resultado foi definido com uma vantagem de apenas 0s008 para Hinchcliffe, sendo que Rahal só liderou uma volta na prova texana: a última.

A corrida estava programada para ser realizada em junho, mas não pôde ser concluída há mais de dois meses, pois a chuva atrapalhou os planos e impediu a sua realização. E com o calendário apertado, a organização da Indy precisou marcar a conclusão da prova para apenas este sábado.

Nesta noite, a prova no Texas Motor Speedway foi retomada na volta 72, com mais 177 a serem disputadas. James Hinchcliffe foi quem saiu na frente, seguido por Ryan Hunter-Reay e Mikhail Aleshin. Hélio Castroneves recomeçou a prova da sétima posição, enquanto Tony Kanaan foi o 16º do grid.

Ainda que sempre envolvido em disputas de posições, especialmente com Hunter-Reay, Hinchcliffe sustentou a liderança durante quase toda a prova. E se Aleshin logo ficou para trás, o pelotão principal também teve a companhia de Castroneves, Rahal Ed Carpenter e Will Power, ainda que os três últimos pouco tenham lutado pela liderança.

Após a última bandeira amarela, acionada na volta 233, a disputa pela vitória passou a se resumir a Hinchcliffe, Tony Kanaan, favorecido pelos acidentes, Simon Pagenaud e Rahal. Kanaan chegou a liderar a disputa, mas o canadense respondeu bem aos ataques do brasileiro e do francês.

Porém, na última volta, Rahal deu o bote final e garantiu a sua vitória, seguido, em ordem, por Hinchcliffe, Kanaan e Pagenaud. Já Castroneves, mesmo tendo se envolvido em dois incidentes que provocaram bandeiras amarelas, garantiu um bom quinto lugar, logo à frente de Charlie Kimball. Carlos Muñoz, Will Power, Juan Pablo Montoya e Sebastien Bourdais completaram a relação dos dez primeiros colocados.

Com a etapa do Texas enfim concluída, agora restam duas provas para o término da temporada 2016 da Indy. A próxima está marcada para 4 de setembro, em Watkins Glen. Depois disso, o campeonato será concluído no dia 18, quando será realizada a etapa de Sonoma. E a liderança é ocupada por Pagenaud seguido por Power, que ficou mais distante da luta pelo título após terminar a prova da noite deste sábado várias posições atrás do francês.

Agora Pagenaud soma 529 pontos, contra os 501 de Power. Logo atrás, estão os dois pilotos brasileiros que compõem o grid da Indy, com Kanaan em terceiro lugar, com 415 pontos, apenas um a mais do que Castroneves.

IstoÉ

Força vence segundo jogo seguido e se aproxima de líderes da Copa Ipanema

(Foto: Nicholas Araujo/Divulgação)


O Força Esporte Clube (Interouro Alimentos / BBCOP) definitivamente embalou na Copa Ipanema Super Masters Grama. Com bom entrosamento do meio de campo e ataque, a equipe do técnico Araujo venceu o Amigos do Super Estrela por 2 a 0 e se aproximou dos líderes do campeonato. Esta foi a segunda vitória consecutiva na competição.

O próximo compromisso é contra o Botafogo, no dia 10 de setembro, as 15h45. O Força chegou aos 6 pontos em três jogos disputados.

O jogo

Com mais posse de bola, o Força comandava a maioria das jogadas no ataque, mas esbarrava na defesa adversária. Entretanto, não demorou para a pressão desconcertar o sistema defensivo do Amigos e o Coruja aproveitar o momento. Assim, aos 10 minutos em roubada de bola, o meia Stefanelli arriscou o chute próximo a meia e estufou as redes para abrir o placar. 

A pressão aumentou quando, dois minutos depois, o meia Carná também arriscou de longe e o goleou espalmou. No rebote, o atacante Dê chutou cruzado e bola saiu pela linha de fundo próxima a trave. Bem acionado, Dê ainda arriscaria outro chute pelo lado esquerdo, mas a bola cruzou a área e saiu pela lateral.

A única chance do adversário no primeiro tempo foi em cobrança de falta pelo lado direito, que acertou o travessão e saiu pela linha de fundo. Segurando a euforia, o Força saiu para o intervalo com a vantagem no placar.

Na segunda etapa, o Coruja continuou no ataque, em busca do segundo gol. Aos 10 minutos, o atacante Márcio recebeu bom passe depois do desarme, entrou pelo meio e bateu na saída do goleiro para fazer 2 a 0. Com a partida cadenciada, o Força ainda viu o adversário pressionar em lances de bola parada, mas a boa defesa da equipe amarelinha afastou o perigo. Nos minutos finais, uma bola alçada na área levou perigo ao gol de Luciano, mas a zaga conseguiu destruir a jogada no último lance e decretar os três pontos ao time do treinador Araujo.

Na saída de campo, o comandante elogiou a equipe. “Mostramos um bom futebol, soubemos aproveitar os espaços e temos que levar essa mesma garra para o próximo jogo”, diz. Nas outras partidas, JR Motos e Casa do Óleo empataram em 1 a 1 e o Botafogo venceu o Restão por 2 a 1.

Sobre o Força: Equipe de futebol amador fundada no ano de 2009 em Ribeirão Preto (SP) por Osmar “Mineiro”, que de início nomeou a equipe como Força da Madrugada. Disputou as divisões Super Masters e Cinquentão (Grama e Areia) da Copa Ipanema. Em suas campanhas, há o vice-campeonato de 2011 no Super Masters Grama e o título de 2012 na mesma categoria, recebendo também os prêmios de melhor dirigente, artilheiro e disciplina. Atualmente, o Força é patrocinado pela Interouro Alimentos e o Supermercado BBCOP.

Atendimento a Imprensa
Nicholas Araujo – Jornalista Responsável
Email: forcaclube@gmail.com  

sábado, 27 de agosto de 2016

São Paulo condena invasão ao CT e vê "ação premeditada" pela oposição



O São Paulo se pronunciou horas depois de torcedores invadirem o Centro de Treinamento na manhã deste sábado. Em nota divulgada no site oficial e em entrevista do presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, o clube prometeu tomar medidas cabíveis e acusou a oposição de influenciar o incidente. Porém, minimizou as agressões sofridas por jogadores como Wesley e Michel Bastos.

"Uma coisa é insatisfação da torcida. Outra coisa, muito diferente, é uma manifestação com fins políticos", disse Leco. "Que ninguém se engane: os idealizadores não estão preocupados com o São Paulo. Eles serão desmascarados e não vão triunfar. Quem pagou os ônibus para o CT, quem financiou isso? Isso muito provavelmente não é uma coisa natural".

"É algo que vocês da imprensa devem investigar. Com os gestores da baderna, não tem diálogo. Vamos responder a eles dentro do campo, com uma gestão completa", continuou o presidente, completando que os atletas agredidos não pensaram em registrar queixa.

"Os jogadores não terão medo de jogar no São Paulo. Infelizmente esse fenômeno não é incomum nem exclusivo ao São Paulo. Já os atletas não pensaram em ir à polícia. As agressões foram um tapinha, um chutinho. Não houve reações maiores. Temos de identificar todos os aspectos desse fenômeno ruim", disse.

A nota oficial também indicou que pessoas ligadas ao grupo que faz oposição à atual diretoria tricolor tiveram influência direta nos protestos das organizadas. O São Paulo classificou o ato de "ação premeditada" e chamou os torcedores de "massa de manobra".

O texto conclui dizendo que o incidente foi "fomentado por figuras que recentemente participaram de festejo com uma das torcidas presentes", em uma possível referência a Newton Ferreira, o Newton do Chapéu, candidato derrotado por Leco na última eleição tricolor, em outubro de 2015. Newton esteve recentemente em um evento na quadra da torcida Independente.

"É tudo que eles querem. Tem gente que torce contra, deseja o mau resultado. Não são pessoas que querem o bem do São Paulo. Não sei como isso pode ser conseguido. Ganha aquele que tem mais força. Por enquanto, somos nós. Ganhei a eleição", disse Leco, em outra referência a Newton.

O protesto dos torcedores começou às 10h, em frente ao portão do CT. Depois, o grupo forçou a entrada e invadiu o local. Na ação, alguns jogadores foram agredidos, entre eles Michel Bastos, Wesley e Carlinhos. Maicon e Lugano chegaram a conversar com os invasores.

Além da cobrança, os torcedores chegaram a roubar materiais do clube - foram dez camisas, 14 bolas e um galão. Pouco depois, seguranças do clube conseguiram expulsar os invasores do CT.

Confira a nota na íntegra 

O São Paulo FC, clube aberto e democrático, que jamais repeliu manifestações espontâneas e autênticas, repudia veementemente a invasão ocorrida nesta manhã no CT da Barra Funda, por parte de uma minoria de integrantes de torcidas organizadas, usada como massa de manobra de pessoas interessadas em desestabilizar o Clube. 

Tratou-se de ação premeditada, que incluiu, nos dias anteriores, uma série de ameaças anônimas e de incitação à violência. 

O São Paulo FC não vai se intimidar e condena, com veemência, toda e qualquer ação violenta, que não representa e reflete o sentimento de milhões de nossos torcedores. 

O São Paulo FC já fez todos os contatos e tomou as devidas providências com as autoridades competentes, visando ao pleno esclarecimento e reparação dos danos que a referida ação causou. Isso inclui a devida investigação contra os financiadores e apoiadores do ato, infelizmente fomentado por figuras que recentemente participaram de festejo com uma das torcidas presentes.

UOL Esporte

Bahia vence Paraná em casa a segue na briga por vaga no G-4

O Bahia segue na briga por uma vaga entre os quatro primeiros colocados da segunda divisão e, consequentemente, a ascensão à Série A do Campeonato Brasileiro do próximo ano. A equipe nordestina derrotou o Paraná Clube por 3 a 0 na noite deste sábado (27), na Arena Fonte Nova, e pulou quatro posições na classificação da Série B.

Apesar de estarem embalados com a vitória sobre o Avaí, os anfitriões do confronto não tiveram muitas chances de gol no primeiro tempo. O Bahia teve dificuldades em criar jogadas e perdeu duas chances incríveis consecutivas.

Na volta dos vestiários, o Tricolor de Aço veio com outra atitude e inaugurou o placar. Aos dois minutos do segundo tempo, Eduardo cruzou a bola na área do Paraná e Edigar Junio cabeceou, mas a zaga afastou. Então, no rebote, o próprio Edigar Junio chutou forte para o fundo das redes.

Após marcar o primeiro, o Bahia se empolgou, chegou com perigo ao gol adversário e logo ampliou. Aos 13 da etapa final do confronto, Juninho driblou a marcação e mandou uma bomba de fora da área, estufando as redes. O terceiro tento foi de Allano. 

Com a vantagem no marcador, a equipe baiana passou a administrar o resultado, e não deu chances aos adversários.

O ponto baixo da partida foi a cotovelada de Anderson Uchoa no volante Feijão do Bahia. O meia do Paraná recebeu o cartão vermelho do árbitro e ficou indignado com a expulsão.

Com o resultado, a equipe comandada pelo técnico Guto Ferreira ficou com 31 pontos e na sexta colocação da tabela de classificação da Série B do Campeonato Brasileiro. Já o time de Marcelo Martelotte acabou a rodada com 26 pontos, no 15º posto.

Na próxima rodada, o Bahia visita o Joinville na terça-feira (30), às 19h15 (de Brasília). Já o Paraná recebe o Sampaio Corrêa nas mesmas data e horário, no estádio Durival Britto.

UOL Esporte

Rússia vai processar autores de relatório sobre esquema estatal de doping

Anna Sergeeva/Getty Images


A Rússia vai processar os autores do relatório feito a pedido da Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês) que acusou o governo de promover um esquema estatal de doping e que fez com que muitos atletas do país ficassem de fora dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

"Estudamos o relatório e a conclusão é que ele é falso. Sua fundamentação jurídica não resiste a nenhuma crítica. Acionaremos os tribunais civis. E aqueles que o escreveram serão processados pela via penal", disse o ministro de Esportes da Rússia, Vitaly Mutko.

As autoridades do país também vão processar a empresa suíça que fabricou os recipientes usados para armazenar as amostras dos testes dos atletas acusados. Segundo o relatório elaborado pelo advogado canadense Richard McLaren a pedido da Wada, neles foram encontrados arranhões que comprovariam a manipulação de resultados.

"Queremos que façam uma avaliação pública de seu produto", indicou Mutko em entrevista a uma emissora local russa.

O ministro voltou a reiterar as supostas raízes políticas de toda a investigação que revelou o esquema de doping estatal na Rússia.

"Nos últimos quatro anos tenho a impressão que a política e as instituições se intrometeram no esporte. Vimos isso no futebol", afirmou Mutko sobre o escândalo que afetou a Fifa.

"As sanções adotadas pelo Ocidente contra Moscou por sua ingerência nos assuntos internos da Ucrânia estão se estendendo ao esporte", destacou o ministro russo.

No início desta semana, a Justiça da Rússia anunciou que quer interromper o presidente da Wada, Craig Reedie, e também o próprio Richard McLaren, que dá nome ao relatório sobre o escândalo.

"Até agora, a Wada não apresentou provas concretas de doping por parte dos atletas russos. E mais: não recebemos nenhuma resposta às suas solicitações de cooperação jurídica enviadas ao Canadá, Estados Unidos e Rússia", disse Vladimir Markin, porta-voz do Comitê do Tribunal de Instrução da Rússia.

Depois de ver sua equipe de atletismo impedida de disputar o Rio 2016, a Rússia foi banida dos Jogos Paralímpicos em virtude do relatório McLaren pelo Comitê Paralímpico Internacional.

UOL Esporte

Após ser suspensa da seleção, Hope Solo abandona seu time

(Foto: AFP)


A derrota para a Suécia na Rio-2016 não para de render dor de cabeça para a goleira Hope Solo. Depois de ser suspensa pela seleção norte-americana após chamar as suecas de covarde, Solo esta "fora do Seattle Reing por tempo indefinido".

A direção do Reing, que atua na NWSL (National Women Soccer League), informou da decisão de Solo neste sábado (27), poucas horas antes da partida contra o Portland Thorns. 

Em 2015, Hope Solo já tinha sido suspensa da seleção por "má conduta" fora dos gramados, mas nunca tinha abandonado seu time. Também vale lembrar que Solo ainda pode ser processada por violência doméstica; em 2017, a goleira se envolveu em um caso de violência doméstica contra sua irmã e seu sobrinho. 

 A seleção norte-americana foi eliminada na fase de quartas de final na Rio-2016, a eliminação mais precoce do time em todas as olimpíadas. Hope Solo ainda é um símbolo da seleção, mas suas atitudes e ações fora de campo prejudicam sua imagem e legado. 

UOL Esporte

Rosberg faz a pole e campeões amargam a última fila no GP da Bélgica

(Foto: REUTERS/Yves Herman)


Nico Rosberg deixou a ameça de Red Bull e Ferrari, que chegaram a liderar os treinos livres, para trás e colocou a Mercedes na ponta no grid de largada para o GP da Bélgica. O alemão superou Max Verstappen por menos de dois décimos. Os dois, contudo, terão estratégias diferentes, uma vez que Rosberg vai largar com os pneus macios, mais duráveis, e o holandês sai com os supermacios.

Kimi Raikkonen, da Ferrari, vai largar em terceiro, ao lado de Daniel Ricciardo, da Red Bull. Quem andou bem foi a Force India, com o sexto e sétimo lugares. O time indiano andou bem na classificação e deixou as Williams, com as quais briga pela quarta colocação no campeonato, para trás. Valtteri Bottas fez o sexto melhor tempo e Felipe Massa ficou com a décima colocação no grid.

Punido pela troca de motor de sua Mercedes, Lewis Hamilton vai largar da última fila, junto de Fernando Alonso, que também foi penalizado pelo mesmo motivo. Felipe Nasr, da Sauber, sairá da 16ª colocação no GP que tem largada às 9h do domingo, pelo horário de Brasília.

Q1
Com Nico Rosberg apenas usando os pneus macios e Lewis Hamilton sem tempos competitivos, uma vez que já sabia que largaria no fundo do pelotão, Felipe Massa foi o mais rápido na primeira parte da classificação, seguido por Sebastian Vettel e Kimi Raikkonen.

Hamilton acabou ficando com o pior tempo, na frente apenas de Alonso, que sofreu uma quebra logo na primeira saída com a McLaren e não marcou tempo. Os dois, contudo, já sabiam que dividiriam a última fila devido a suas punições.

Ambos foram eliminados junto de Marcus Ericsson, Daniil Kvyat, Esteban Ocon e Felipe Nasr, que ficou a apenas 48 milésimos de uma vaga no Q2 e vai largar na 16ª colocação, sendo beneficiado por uma punição a Esteban Gutierrez, que perdeu cinco posições no grid por ter atrapalhado Wehrlein.

Q2
Na segunda parte do treino, Nico Rosberg fez o melhor tempo mesmo usando o pneu macio, com o qual terá de largar na corrida. As Ferrari também seguiram a mesma tática. Na Red Bull, a opção foi por dividir as estratégias, com Ricciardo fazendo o Q2 com o macio e Verstappen, com os supermacios, assim como todos os demais pilotos.

O holandês foi o segundo mais rápido, à frente das Ferrari, Force India e Williams e de Jenson Button, que conseguiu se colocar no top 10. Com isso, foram eliminados os dois pilotos da Haas, Renault, Carlos Sainz e Pascal Wehrlein, que vai largar em uma boa 15ª colocação com a Manor. 

Q3
Verstappen começou a última parte da classificação andando forte, mas não foi o suficiente para superar o tempo de Nico Rosberg. Outro que também vinha veloz era Kimi Raikkonen, mas o finlandês errou sua volta e saiu da pista, tendo de arriscar tudo na última volta. O risco deu certo para o piloto da Ferrari, que conseguiu a terceira colocação já com o cronômetro zerado.

Enquanto isso, seu companheiro Sebastian Vettel brigava com o carro e reclamava da falta de aderência na traseira. O alemão fez o quarto melhor tempo.

No caso da Williams, um problema no motor impediu que ambos os pilotos utilizassem o modo de classificação, fazendo com que andassem com menos potência. Com isso Valtteri Bottas não passou da oitava colocação e Felipe Massa, da décima, perdendo inclusive para Jenson Button, da McLaren.

Confira os tempos da classificação do GP da Bélgica

1. Nico Rosberg ALE Mercedes-Mercedes 1m 46.744s
2. Max Verstappen HOL Red Bull-TAG 1m 46.893s
3. Kimi Raikkonen FIN Ferrari-Ferrari 1m 46.910s
4. Sebastian Vettel ALE Ferrari-Ferrari 1m 47.108s
5. Daniel Ricciardo AUS Red Bull-TAG 1m 47.216s
6. Sergio Perez MEX Force India-Mercedes 1m 47.4072
7. Nico Hulkenberg ALE Force India-Mercedes 1m 47.543s
8. Valtteri Bottas FIN Williams-Mercedes 1m 47.612s
9 Jenson Button ING McLaren-Honda 1m 48.114s
10. Felipe Massa BRA Williams-Mercedes 1m 48.263s

11. Romain Grosjean FRA Haas-Ferrari 1m 48.316s
12. Kevin Magnussen DIN Renault-Renault 1m 48.485s
13. Esteban Gutierrez MEX Haas-Ferrari 1m 48.598s*
14. Jolyon Palmer ING Renault-Renault 1m 48.888s
15. Carlos Sainz Jr ESP Toro Rosso-Ferrari 1m 49.038s
16. Pascal Wehrlein ALE Manor-Mercedes 1m 49.320s

17. Felipe Nasr BRA Sauber-Ferrari 1m 48.949s
18. Esteban Ocon FRA Manor-Mercedes 1m 49.050s
19. Daniil Kvyat RUS Toro Rosso-Ferrari 1m 49.058s
20. Marcus Ericsson SUE Sauber-Ferrari 1m 49.071s*
21. Lewis Hamilton ING Mercedes-Mercedes 1m 50.033s*
22. Fernando Alonso ESP McLaren-Honda Sem tempo*

*punidos 

UOL Esporte

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Manchester United dá azar e pega rivais de peso na Liga Europa; veja os grupos

(Foto: Getty Images)


O Manchester United, um dos destaques desta edição da Liga Europa, passou longe de dar sorte na definição dos grupos nesta sexta-feira. O time treinado por José Mourinho caiu ao lado de Fenerbahce, Feyenoord e o Zorya no grupo A.

Assim, os Red Devills, três vezes campeões da Uefa Champions League, farão um duelo de times renomados com o Feyenoord, vencedor do principal torneio de clubes do continente com o Feyenoord (vencedor em 1970). Já o Fenerbahce mostrou alguma força nos útimos anos, sendo quadrifinalista da Champions em 2008 e semifinalista da Liga Europa em 2013. O Zorya, da Ucrânia, é o único representante com pouca expressão.

Outro tradicional clube presenta na Liga Europa 2016-17, a Inter de Milão terá como adversários o Sparta Praga, o Southampton e Hapoel Beer-Sheva na chave K. Já a Roma está no grupo E junto a Austria Viena, Viktoria Plzen e Astra.

A disputa da fase de grupos da competição continental terá sua primeira rodada em 15 de setembro. A final, que ocorrerá na Friends Arena, em Solna (Suécia), será em 24 de maio de 2017.

Confira os grupos da Liga Europa:

GRUPO A: Manchester United-ING, Fenerbahce-TUR, Feyenoord-HOL e Zorya-UCR
GRUPO B: Olympiacos-GRE, Apoel-CHP, Young Boys-SUI e Astana-CAZ
GRUPO C: Anderlecht-BEL, Saint-Etienne-FRA, Mainz-ALE e Qabala-AZE
GRUPO D: Zenit-RUS, AZ Alkmaar-HOL, Maccabi Tel-Aviv-ISR e Dundalk-IRL
GRUPO E: Viktoria Plzen-RTC, Roma-ITA, Áustria Viena-AUT e Astra-ROM
GRUPO F: Athletic Bilbao-ESP, Genk-BEL, Rapid Viena-AUT e Sassuolo-ITA
GRUPO G: Ajax-HOL, Standard Liége-BEL, Celta de Vigo-ESP e Panathinaikos-GRE 
GRUPO H: Shakhtar Donetsk-UCR, Braga-POR, Gent-BEL e Konyospor-TUR
GRUPO I: Schalke-ALE, Red Bull Salzburg-AUT, Krasnodar-RUS e Nice-FRA
GRUPO J: Fiorentina-ITA, PAOK-GRE, Slovan Liberec-RTC e Qarabag-AZE
GRUPO K: Inter de Milão-ITA, Sparta Praga-RTC, Southampton-ING e Hapoel Beer-Sheva-ISR
GRUPO L: Villarreal-ESP, Steaua Bucareste-ROM, Zurique-SUI e Osmanlispor-TUR

ESPN