quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Americana que se aposentou duas vezes é tricampeã olímpica no contrarrelógio

(Foto: Getty Images)


A norte-americana Kristin Armstrong, que carrega o mesmo nome da ex-esposa do lendário ciclista Lance Armstrong, repetiu o feito de Pequim-2008 e Londres-2012, e conquistou a medalha de ouro na prova de ciclismo de estrada contrarrelógio nos Jogos Olímpicos do Rio 2016.

A atleta dos Estados Unidos foi, curiosamente, a última a sair da linha de largada e conseguiu o melhor tempo de todas as 25 competidoras que brigavam pelo pódio: 44min26s42. A medalha de prata ficou com a russa Olga Zabelinskaya (44min31s97), enquanto o bronze terminou no peito de Anna van der Breggen, da Holanda (44min37s80).

Armstrong ficou muito conhecida por, após receber a medalha de ouro na Olimpíada da China, anunciar sua aposentadoria do esporte, então aos 35 anos de idade. Ela retornou e, em Londres, novamente após outro ouro e com seu filho no colo, voltou a dizer que se retiraria do ciclismo.

Em 2015, a americana disputou o Mundial da modalidade na cidade de Richmond, em Virginia, nos Estados Unidos, e terminou apenas na quinta colocação, não se classificando para os Jogos Olimpícos do Rio-2016.

O comitê de competições americano, no entanto, resolveu por convocá-la. E a aposta deu certo.

O episódio curioso na prova desta quarta-feira ficou reservado para o percurso da holandesa Ellen Van Dijk. Ela acabou escorregando a roda na pista molhada e levou um tombo na grama, mas não se machucou.

Diferentemente de sua compatriota Annemiek Van Vleuten, que sofreu um grave acidente no domingo e teve de ir ao hospital. Ela está bem e foi liberada após alguns exames.

Esta foi a décima medalha de ouro dos Estados Unidos na Olimpíada e a 27ª no total. Os estadunidenses ainda receberam oito de prata e nove de bronze.

ESPN