quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Desmanche 'paga' só 28% da dívida do Corinthians e 6,8% da Arena em Itaquera

(Foto: Getty Images)


Parece até história repetida, mas não é: o Corinthians mais uma vez enfrenta um desmanche. Depois de desmontar metade do time campeão brasileiro ainda no começo da temporada, o clube agora se desfaz de outra parte de seu elenco. E pior: ganhando uma ‘mixaria' comparando a tudo que ainda tem a gastar com dívida e estádio.

Com a saída de Elias, serão 12 jogadores importantes que foram embora em nove meses, um time inteiro. O clube perdeu os zagueiros Felipe e Gil, os meio-campistas Bruno Henrique, Jadson, Renato Augusto e Ralf e os atacantes Alexandre Pato, André, Luciano, Malcom e Vagner Love.

O grande problema é que o Corinthians não tinha o passe completo de todos esses jogadores. Por isso, descontando tudo que foi para a mão de empresários ou para outras equipes, o clube alvinegro viu ‘apenas' 31 milhões de euros (cerca de R$ 111,6 milhões na cotação atual) entrarem em seus cofres.

O valor é mínimo considerando todo o rombo financeiro corintiano. Corresponde, por exemplo, a só 28% da dívida de R$ 393 milhões que o balanço financeiro do fim do ano passado mostrou. Ou a 6,8% de todos os R$ 1,64 bilhões que o clube vai ter que desembolsar pela construção da Arena Corinthians.

E isso que estamos considerando o valor bruto, sem levar em conta tudo que o time perde em impostos. Como todas as transferências foram para o exterior, a Receita Federal deve comer entre 15 e 20% desses R$ 111 milhões. Só em impostos, deve ficar com cerca de R$ 6 milhões. O que diminui ainda mais o tanto das dívidas que poderiam ser abatidas.

ESPN