segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Em Varginha-MG, Botafogo arranca empate contra o Boa

(Foto: Agência Botafogo)


Mesmo com muitos desfalques, o Botafogo mostrou poder de superação e arrancou um importante empate, por 0 a 0, contra o Boa Esporte-MG, na manhã deste domingo, no Estádio Dilzon Melo, em Varginha-MG. A partida foi válida pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série C.

O empate manteve a colocação das duas equipes na classificação do Grupo B. Os mineiros ficaram em segundo lugar, com 21 pontos, enquanto que logo atrás está o Botafogo, agora com 20 pontos somados.

O próximo jogo do Botafogo pela Série C do Brasileiro está marcado para a segunda-feira (15), às 19h15, contra a Portuguesa, no Estádio Santa Cruz. O técnico Márcio Fernandes poderá contar com os retornos dos atacantes Isac, Serginho e Diogo Campos, que cumpriram suspensão, além de Leleco, que foi contratado recentemente e deverá ficar à disposição.

O JOGO

O início da partida foi disputado em ritmo lento e as equipes não criaram nenhuma oportunidade clara de gol. Ambos os times preferiram se estudar e o duelo ficou concentrado com as suas jogadas predominantemente sendo disputadas na intermediária.

A primeira chance de gol foi do Tricolor. Aos 24 minutos, Brunão e Diego Pituca fizeram boa troca de passes e encontraram Carlos André na grande área. O botafoguense deu dois dribles e encheu o pé. O goleiro Daniel Luiz fez grande defesa e a bola ainda explodiu no travessão.

O Pantera assumiu o controle das ações e o time não sofreu sustos no sistema defensivo. A posse de bola foi maior para o Botafogo, mas mesmo assim a equipe teve dificuldades para conseguir proporcionar uma oportunidade para os atacantes finalizarem ao gol.

O Boa Esporte-MG foi ameaçar pela primeira vez em cobrança de falta frontal feita por Tchô. Neneca estava esperto para saltar no canto e espalmar para escanteio.

Já no início da etapa complementar, os mineiros partiram para cima e Tchô apareceu mais uma vez. O camisa 10 fez boa jogada na área, passou por Neneca e fez o cruzamento. Para sorte do Botafogo, não havia ninguém do adversário em boa situação para balançar a rede.

Diego Pituca decidiu equilibrar novamente as ações e conseguiu se deslocar da marcação para fazer o arremate em dois momentos. Na primeira tentativa, o goleiro do Boa Esporte estava bem colocado para fazer defesa segura, enquanto que na sequência o tiro do volante passou perto da trave.

E Diego Pituca foi mesmo a melhor alternativa para os lances ofensivos da equipe. O lateral/volante botafoguense carregou a bola até a entrada da área e mirou no canto para o arremate. A bola passou caprichosamente para fora e chegou ainda a raspar na rede.

O Tricolor ainda teve uma última chance com Paulinho do Pilar. O atacante fez linda jogada individual, passou por dois marcadores e chutou cruzado. Daniel Luiz se esticou todo para espalmar a bola e impedir gol certo do Botafogo.

O Boa Esporte-MG ainda tentou fazer uma pressão nos minutos finais, porém não chegou a exigir nenhuma intervenção do goleiro Neneca.

FICHA TÉCNICA:
Boa Esporte-MG 0 x 0 Botafogo
Brasileiro Série C 2016 – 12ª Rodada
Local: Estádio Dilzon Melo, em Varginha (MG)
Data: 07/08/2016 – Horário: 11h00 (de Brasília)
Árbitro: Dyorgines José Padovani de Andrade – ES (CBF-2)
Assistente 1: Fábio Faustino dos Santos – ES (CBF-2)
Assistente 2: Carlos Eduardo do Rosário Depizzol – ES (CBF-2)
Quarto Árbitro: Jéferson Antônio da Costa – MG (CBF-3)
Cartões amarelos: Ricardinho, Daniel Cruz, Léo Baiano e Leonardo (Boa Esporte-MG); Filipe (Botafogo);
Público e Renda: não foram divulgados

Boa Esporte-MG – Daniel Luiz; Leonardo, Edson Borges, Bruno Maia e Romano; Léo Baiano, Daniel Cruz (Braian Samudio), Itaqui e Tchô (Sillas); Fellipe Mateus e Ricardinho (Jean Henrique). Técnico: Ney da Matta.

Botafogo: Neneca; Daniel Borges, Filipe, Mirita e Matheus Mancini (Augusto Ramos); Rodrigo Thiesen, Derli, Diego Pituca e Zotti; Brunão (Paulinho do Pilar) e Carlos André (Helton Luiz). Técnico: Márcio Fernandes.